Trabalho de metodologia

794 visualizações

Publicada em

METODOLOGIA

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
794
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de metodologia

  1. 1. TRABALHO DE METODOLOGIA COMPONETE; GILMAR ANDRADE PAULO FREITAS
  2. 2. PROJETO DE TCC OBESIDADE EM CRIANÇAS EM IDADE ESCOLAR  Introdução  A obesidade é uma doença crônica e a sua prevalência tem vindo a aumentar na infância e na adolescência de forma alarmante. A escola pode desempenhar um papel importante na prevenção desta patologia, integrando a obesidade nos programas curriculares e desenvolvendo ações complementares que visem valorizar hábitos de vida saudáveis. A obesidade pode ser definida como o acúmulo excessivo de gordura corporal que compromete a saúde, e ocorre, principalmente, quando o consumo energético é superior ao dispêndio de energia. Tem seu início, com freqüência, na infância, e a probabilidade de uma criança obesa desenvolver obesidade na vida adulta é muito maior que em crianças com gordura corporal normal (McARDLE et al., 2003; BRASIL, 1998).
  3. 3. INTRODUÇÃO  Existem períodos críticos para o desenvolvimento de maior acúmulo de gordura corporal, que oferecem maiores riscos para o aparecimento da obesidade: gestação, primeiro ano de vida, idade escolar (entre 5 e 14 anos de idade) e adolescência (JOSUÉ; ROCHA, 2002; BRASIL, 1998).  A obesidade infantil é uma patologia sistêmica e tem como comorbidades a hipertensão arterial, a dislipidemia, a intolerância a glicose e o diabetes do tipo 2. Além disso, 30% das crianças e adolescentes obesos exibem fatores de riscos cardiovasculares e do diabetes, constituintes da síndrome metabólica (SHAIBI et al., 2005).
  4. 4. OBJETIVO  Determinar a relação da obesidade com fatores de risco a vida humana e sua relação com a qualidade de vida das pessoas e os motivos da alta incidência avaliando a associação da obesidade com as práticas alimentares e conhecimentos de nutrição em escolar publica.
  5. 5. JUSTIFICATIVA  Qualificar as causa frequente da incidência da obesidade e os fatores que contribuem para o aumento de caso de obesidade em criança mostrando forma de se trata esta doença através da contribuição tanto da escola como também da família nesse processo de recuperação tanto física como psicologicamente. Na infância em idade 0 a 14, os fatores etiológicos determinantes para o estabelecimento da obesidade são: o desmame precoce e a introdução de alimentos inadequados, emprego de fórmulas lácteas inadequadamente preparadas e a inatividade física. Outros fatores estariam relacionados ao ambiente escolar. Filhos de pais obesos têm 80% de chances de se tornarem crianças obesas, estas chances caem pela metade se apenas um dos pais for obeso, e é apenas de 7% se nenhum dos pais for obeso. Outro fator relacionado ao ambiente escolar que aumenta a probabilidade da obesidade infantil é o fato da ma alimentação e falta de atividade física.
  6. 6. METODOLOGIA E METODO  A coleta de dados será realizada na escola municipal união comunitária, situada no barreiro de cima no bairro Brasil industrial. Para coleta de dados serão utilizados os seguintes instrumentos; balança, fita métrica e um questionário.  Antes de aplicar este questionário conversaremos com diretora da escola para que envie para residências dos alunos um bilhete para que os pais das crianças autorize a coleta de dados dos alunos, já com a autorização, utilizaremos uma sala de aula da escola municipal união comunitária para montar o local para coletar os dados. Escolheremos uma turma do ensino fundamental com 45 alunos. Realizaremos a medição da altura e peso dos alunos calculando o IMC de cada aluno, aplicando posteriormente aplicaremos os questionários nos 45 alunos.
  7. 7. ANALISE DOS DADOS  Os dados será analisado através de uma tabela de IMC, em que será coletado a altura e peso, e aplicado um questionário sobre a alimentação e casos de obesidade na família, em crianças do ensino fundamental de uma escola municipal do barreiro na cidade de belo horizonte, onde será obtido resultados diferentes como; peso ideal, sobre peso, obesidade, ou obesidade mórbida. Através de uma tabela que devera ser verificado os resultados dos IMC coletados, separando menina, menino, altura, peso,idade, e quantificando o resultado encontrados para montar um quadro especifico dos resultados obtido.
  8. 8. RESULTADO ESPERADO  A analise dos dados que será coletado através de uma pesquisa de campo sobre a incidência da obesidade em crianças e adolescentes em idade escolar proporcionará uma compreensão dos fatores físicos e nutricional levantado através de um questionário e uma coleta de dados, em que será obtido uma relação da obesidade com a forma de alimentação e a falta de atividade física em outros casos hereditariedade da doença na família.
  9. 9. CONCLUSÃO  Este estudo poderá apresentar dados sobre as alterações em pesos de crianças e adolescentes. Neste sentido, poderemos concluir que a importância do tratamento e prevenção destas alterações, concomitante com o tratamento nutricional e a atividade física, por se tratar de um processo de alteração corporal pode ser tratado com acompanhamento nutricional e atividade física e em casos de hereditariedade com acompanhamento medico.
  10. 10. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS;  Argote, et al. (2001). Caracteristicas biológicas, familiares  y metabólicas de la obesidad infantil y juvenil.  Revista Médica do Chile, 129(10), 1155- 1162.  Behrman, R. I; Kliegman, R. (1994). Nelson Princípios de Pediatria. 2ª ed. Rio de Janeiro: Ganabara Koogan S.A.  Brasil – Ministério da Saúde, Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição. Pesquisa Nacional Sobre  Saúde e Nutrição (1991). Condições nutricionais  da população brasileira: adultos e idosos. Brasília: INAN.

×