Normalizacao uemg 2014

1.413 visualizações

Publicada em

NORMAS TCC

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.413
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Normalizacao uemg 2014

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA 2014.1
  2. 2. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA 2014.1 Belo Horizonte 2014
  3. 3. APRESENTAÇÃO A normalização de trabalhos acadêmicos é uma exigência necessária para a construção das diversas modalidades de produções na Academia. Ela tem o propósito de direcionar e uniformizar a apresentação destes trabalhos e assim proporcionar uma identidade nas produções acadêmicas. A Universidade do Estado de Minas Gerais ainda não possui um manual de normalização de trabalhos acadêmicos, porém nos alegramos em informar-lhes que ele está em processo de construção, pelo coletivo das Bibliotecárias da UEMG e em breve será disponibilizado. Assim sendo, para suprir uma necessidade imediata apresentamos algumas orientações básicas para a normalização dos Trabalhos de Conclusão de Curso – Monografia do Curso de Pedagogia FaE/CBH/UEMG, ao longo deste primeiro semestre de 2014, o que não dispensa a consultas em obras que tratam da temática, de maneira mais abrangente. Salienta-se que não houve alterações substantivas das orientações dadas nos semestres anteriores, mas apenas a atualização de alguns elementos. BOM TRABALHO PARA TODOS E TODAS! Coordenação do Curso de Pedagogia FaE/CBH/UEMG Prof.a. Maria Cristina Olandim Pereira Prof.a. Neide Elisa Portes dos Santos
  4. 4. SUMÁRIO 1 ESTRUTURA GERAL DO TRABALHO CIENTÍFICO .................................... 4 2 ESTRUTURA DAS SEÇÕES EXTERNA E PRÉ-TEXTUAIS ......................... 6 2.1 Capa ............................................................................................................... 6 2.2 Folha de rosto ............................................................................................... 7 2.3 Folha de aprovação ...................................................................................... 8 2.4 Dedicatória ..................................................................................................... 10 2.5 Agradecimentos ............................................................................................ 10 2.6 Epígrafe .......................................................................................................... 10 2.7 Resumos ....................................................................................................... 10 2.8 Listas de ilustrações ..................................................................................... 10 2.9 Lista de tabelas ............................................................................................ 11 2.10 Listas de siglas e abreviaturas .................................................................. 12 2.11 Listas de símbolos ...................................................................................... 13 2.12 Sumário ........................................................................................................ 13 3 SEÇÕES TEXTUAIS ......................................................................................... 14 3.1 Conteúdos das seções textuais .................................................................. 16 3.1.1 Introdução ................................................................................................... 16 3.1.2 Referencial teórico ..................................................................................... 16 3.1.3 Descrição do cenário da investigação ..................................................... 17 3.1.4 Metodologia................................................................................................. 18 3.1.4.1 Definição da metodologia ...................................................................... 18 3.1.4.2 Coleta de dados ...................................................................................... 18 3.1.4.3 Tratamento dos dados ............................................................................ 19 3.1.5 Análise dos resultados .............................................................................. 19 3.1.6 Considerações finais ................................................................................. 19 4 SEÇÕES PÓS-TEXTUAIS ................................................................................. 19 4.1 Referências .................................................................................................... 19 4.2 Glossário ........................................................................................................ 19 4.3 Anexos e apêndices ...................................................................................... 20 5 FORMATAÇÃO DE ILUSTRAÇÕES E TABELAS ........................................... 20 5.1 Ilustrações ..................................................................................................... 20 5.2 Tabelas .......................................................................................................... 21 REFERÊNCIAS .................................................................................................... 22
  5. 5. 4 1 ESTRUTURA GERAL DO TRABALHO CIENTÍFICO Um trabalho monográfico é composto, segundo a NBR 14724/2011, pelas seções: externa, pré-textuais, textuais e pós-textuais, conforme a Figura abaixo: FIGURA 1 – Seções do trabalho acadêmico Capa Seção externa Folha de Rosto Folha de aprovação Dedicatória (opcional) Agradecimentos (opcional) Epígrafe (opcional) Resumo na língua original Resumo em língua estrangeira Seções pré-textuais Lista de ilustrações (opcional) Lista de tabelas (opcional) Lista de abreviaturas e siglas (opcional) Lista de símbolos (opcional) Sumário Corpo do texto (introdução, desenvolvimento, conclusão); Seções textuais Referências Glossário (opcional) Apêndice (opcional) Seções pós-textuais Anexos (opcional) Fonte: Elaborada pelas autoras
  6. 6. 5 FIGURA 2 - Formato para definição das margens do texto Monográfico 3 cm 2 cm Fonte: Elaborada pelas autoras 3 cm 2 cm Papel branco ou reciclado – Formato A4 Margens em todo o trabalho: superior e esquerda: 3 cm; inferior e direita: 2 cm
  7. 7. 6 2 ESTRUTURA DAS SEÇÕES EXTERNA E PRÉ-TEXTUAIS As seções externas e pré-textuais são todas aquelas que antecedem a introdução da monografia. Tais seções são constituídas de: capa; folha de rosto; elementos opcionais (dedicatória; agradecimentos e epígrafe); resumo; listas de ilustrações (gráficos; quadros e tabelas), listas de siglas e abreviaturas e listas de símbolos 2.1 Capa É a proteção externa do trabalho. Ela tem como elementos obrigatórios: nome da instituição, nome do/a (s) autor(es) (as), título e subtítulo (quando houver), local e ano. FIGURA 3 – Modelo da capa Fonte: Elaborada pelas autoras 3 cm UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus Belo Horizonte Faculdade de Educação NOME DOS(AS) ALUNOS(AS) (Nomes completos em ordem alfabética) TÍTULO: Subtítulo Belo Horizonte Mês/ano 2 cm
  8. 8. 7 2.2 Folha de rosto A folha de rosto também é uma seção obrigatória e apresenta outros elementos essenciais para a apresentação da obra. FIGURA 4 - Modelo da folha de rosto Fonte: Elaborada pelos autores 3 cm NOME DOS(AS) ALUNOS(AS) (Nomes completos em ordem alfabética) TÍTULO: subtítulo Monografia apresentada à Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais, como requisito parcial para conclusão da graduação em Pedagogia. Orientador(a): nome completo Belo Horizonte Mês/ano 2 cm
  9. 9. 8 2.3 Folha de aprovação Segundo a NRB 14724/2011 a folha de aprovação é um elemento obrigatório e deve ser inserida no trabalho após a folha de rosto e deverá conter nome do autor do trabalho, título do trabalho e subtítulo (se houver), natureza (tipo do trabalho, objetivo, nome da instituição a que é submetido, área de concentração) data de aprovação, nome, titulação e assinatura dos componentes da banca examinadora e instituições a que pertencem. A data de aprovação e as assinaturas dos membros componentes da banca examinadora devem ser colocada após a aprovação do trabalho. (ABNT, 2011, p. 7) FIGURA 5 – Modelo de folha de aprovação Nome dos(as) alunos(as) (Nomes completos em ordem alfabética) TÍTULO: subtítulo Fonte: Elaborada pelas autoras Monografia apresentada à Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais, como requisito parcial para conclusão da graduação em Pedagogia. ____________________________________________ Nome do Orientador (Orientador) - Instituição _____________________________________________ Nome do Interlocutor (Interlocutor) - Instituição Belo Horizonte, de de 2014
  10. 10. 9 QUADRO 1 – Formatação da capa e da folha de rosto para trabalho monográficos FaE/UEMG/CBH – 2014.1 Formatação da capa e da folha de rosto Especificações Capa Folha de rosto Tipos de letra Arial ou Times New Roman Arial ou Times New Roman Tamanho da letra 12 12 Espaçamento entre linhas 1,5 cm 1,5 cm Alinhamento Centralizado - Nome da Universidade Caixa alta centralizado - Nome do Curso Caixa baixa centralizado - Nomes dos autores Caixa baixa, centralizados, em ordem alfabética Caixa baixa, centralizados, em ordem alfabética Título do trabalho Caixa alta, negrito, centralizado Caixa alta, negrito, centralizado Subtítulo (se houver) Precedido de dois pontos, caixa baixa, negrito, centralizado Precedido de dois pontos, caixa baixa, negrito, centralizado Local – Cidade Caixa baixa, centralizado Caixa baixa, centralizado Mês/ano Caixa baixa, centralizado Caixa baixa, centralizado Nota de apresentação - Natureza do trabalho, nome da instituição e o propósito a que é submetida. Devem ser digitados com alinhamento recuado a 7 cm para a direita Nome do Orientador - Nome completo digitado com alinhamento recuado a 7 cm para a direita Fonte: Elaborado pelas autoras
  11. 11. 10 2.4 Dedicatória Elemento opcional no qual o autor presta homenagem a uma ou mais pessoas. A ABNT não determina a normalização desta página, ficando o layout a critério do autor. 2.5 Agradecimentos Configura-se como um elemento opcional, no qual o autor agradece às pessoas que contribuíram para o desenvolvimento do trabalho. A ABNT não determina a normalização desta página, ficando o layout a critério do autor. 2.6 Epígrafe Também opcional, consiste numa frase retirada de um livro ou, de uma música ou de um poema, normalmente relacionado ao tema do trabalho, seguida de indicação de autoria. Uma epígrafe pode ser colocada também nas folhas de abertura de cada capítulo. As fontes utilizadas para epígrafe não são listadas nas referências. 2.7 Resumos Apresentação concisa dos pontos relevantes do texto, ressaltando o objetivo, o método, os resultados e as conclusões do trabalho. O resumo deve ser digitado em espaço simples entre linhas e em um único parágrafo com um mínimo de 150 e no máximo, 500 palavras. Logo abaixo do resumo devem ser colocadas palavras-chave (mínimo de três e máximo de seis) representativas do conteúdo do trabalho, separadas por ponto final e sem negrito. 2.8 Listas de ilustrações As ilustrações (quadros, gráficos, desenhos, imagens, esquemas, organogramas, mapas, retratos, figuras, etc.) devem ser relacionadas segundo a sua
  12. 12. 11 modalidade e à ordem em que foram apresentadas no texto. Quando o número de ilustrações em um trabalho monográfico for inferior a 10 (dez)1 ilustrações fica recomendado uma única lista para todas as modalidades. O título LISTA DE..... deverá ser centralizado na primeira linha da folha, escrito em caixa alta e negritado. As modalidades e títulos das ilustrações e suas respectivas páginas são escritos em letra tamanho 12 e espaço 1,5 entre linhas. QUADRO 1 - Relação de alunos matriculados na FaE/CBH/UEMG em 2014.1.............. 10 QUADRO 2 - Relação de alunos matriculados na FaE/CBH/UEMG em 2013.1.............. 12 QUADRO 2 - Relação de alunos matriculados na FaE/CBH/UEMG em 2013.2.............. 14 QUADRO 1 - Relação de alunos matriculados na FaE/CBH/UEMG em 2014.1.............. 10 GRÁFICO 1 – Alunos matriculados na FaE/UEMG/CBH no período de 2011 – 2014.1 ............................................................................................. 11 QUADRO 2 - Relação de alunos matriculados na FaE/CBH/UEMG em 2013.1.............. 12 QUADRO 3 - Relação de alunos matriculados na FaE/CBH/UEMG em 2013.2.............. 14 FIGURA 1 – Organograma da UEMG ............................................................................... 20 2.9 Lista de tabelas LISTA DE QUADROS LISTA DE ILUSTRAÇÕES Relação de tabelas que estão presentes ao longo do texto. O título LISTA DE TABELAS deverá ser centralizado na primeira linha da folha, escrito em caixa alta e negritado. 1 Definição quantitativa definida para trabalhos monográficos da FaE/CBH/UEMG
  13. 13. 12 As denominações das TABELAS e suas respectivas páginas são escritos em letra tamanho 12 e espaço 1,5 entre linhas. LISTA DE TABELAS TABELA 1 Significado do clima para os colaboradores da empresa ........................23 TABELA 2 Natureza dos conflitos entre os colaboradores .......................................24 2.10 Listas de siglas e abreviaturas Consiste na relação alfabética das siglas e das abreviaturas utilizadas no texto, seguidas de seu correspondente por extenso. Estas listas são necessárias caso o seu texto contenha um número muito grande de siglas e abreviaturas. O título LISTA DE SIGLAS ou LISTA DE ABREVIATURAS é escrito em caixa alta, negritada, na primeira linha da folha. As siglas e abreviaturas são registradas, inicialmente, em sua forma reduzida e em ordem alfabética e em seguida por extenso. As duas formas são separadas por hífen. LISTA DE SIGLAS ALCA – Área Livre de Comércio das Américas PMBH – Prefeitura Municipal de Belo Horizonte SUS – Sistema Único de Saúde LISTA DE ABREVIATURAS Ex. – Exemplo Bibl. – Bibliografia Cent. - centavo
  14. 14. 13 2.11 Lista de símbolos Registram-se os símbolos apresentados no texto β - Beta ∞ - Infinito O (n) – Ordem de um algorítimo 2.12 Sumário (NBR 6027) LISTA DE SÍMBOLOS Lista das seções (textuais e pós-textuais) que compõem o trabalho, seguido de sua localização dentro do texto. Para indicar a ordem dos capítulos usa-se a numeração progressiva, limitada até a quinta seção. As seções pós - textuais não são numeradas. Os títulos dos capítulos e das seções, ao longo do trabalho, são apresentados como foram no Sumário. 1 SEÇÃO PRIMÁRIA (Caixa alta, negrito, tamanho 12) 1.1 Seção secundária (Caixa baixa, negrito, tamanho 12) 1.1.1 Seção terciária (Caixa baixa, itálico, negrito, tamanho 12) 1.1.1.1 Seção quaternária (Caixa baixa, sublinhado, negrito, tamanho 12) 1.1.1.1.1 Seção quinária (Caixa baixa, sem negrito, tamanho 12)
  15. 15. 14 FIGURA 6 – Modelo de Sumário SUMÁRIO 1 PARA ENSINAR É PRECISO SABER ..................................................................... 13 1.1 Em busca da competência científica .................................................................. 20 2 PARA ENSINAR É PRECISO FAZER ..................................................................... 31 2.1 Em busca da competência técnica ..................................................................... 35 2.1.1 É preciso fazer da aula um momento propício à aprendizagem 42 2.1.1.1 Abrindo espaço para o jogo ........................................................................ 48 2.1.2.2 O lúdico no ensino ......................................................................................... 52 2.1.2.2.1 O jogo como elemento da cultura .................................................................. 65 3 PARA ENSINAR É PRECISO TER .......................................................................... 72 3.1 Em busca da competência política ..................................................................... 85 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS ...................................................................................... 87 REFERÊNCIAS ............................................................................................................ GLOSSÁRIO ................................................................................................................ APÊNDICE ................................................................................................................... 95 98 99 ANEXOS ...................................................................................................................... 98 Fonte: Elaborada pelas autoras O Sumário é construído com espaço simples entre linhas e com um espaço simples entre as seções primárias. 3 SEÇÕES TEXTUAIS As seções textuais consistem dos diversos capítulos que compõe o texto monográfico – da INTRODUÇÃO à CONCLUSÃO. Todo o texto das seções textuais deve obedecer aos espaçamentos, entre títulos e textos, apresentados na Figura 6.
  16. 16. 15 FIGURA 7 – Espaçamentos entre títulos e textos Fonte: PUC MINAS, 2011 Observação: a) nos capítulos teóricos e no capítulo da Metodologia deve-se ter o cuidado de construir, inicialmente um parágrafo introdutório. Esse parágrafo irá apresentar uma visão geral do capítulo e seu(s) objetivo(s); b) suas páginas deverão ser numeradas no canto superior direito. Para a paginação devem-se contar as páginas do trabalho a partir da Folha de Rosto e numerar a partir da Introdução.
  17. 17. 16 3.1 Conteúdos das seções textuais Esta seção apresenta o conteúdo mínimo dos capítulos das seções textuais. 3.1.1 Introdução Na Introdução apresenta-se uma visão geral do trabalho contendo: o tema abordado, seguido da contextualização da área pesquisada; do problema da pesquisa; dos objetivos geral e específicos propostos para o trabalho; das hipóteses levantadas (quando houver); da justificativa para a sua elaboração; da metodologia utilizada, além da descrição geral da estrutura do trabalho como um todo. Embora seja o primeiro elemento textual do trabalho, ou seja, a que figura em primeiro lugar, recomenda-se que seja o último a ser escrito, pois ele deve oferecer uma visão do todo do trabalho, constando, inclusive, uma chamada para a consideração final/conclusão da pesquisa. Atenção: a) a Introdução deve apresentar texto contínuo sem subtópicos; b) as citações diretas e indiretas são opcionais - podem ou não ser utilizadas no texto da Introdução. 3.1.2 Referencial teórico O Referencial Teórico é um texto dissertativo que apresenta a literatura consultada e analisada para a realização do trabalho. É uma das partes mais importantes do trabalho científico, pois apresenta as teorias necessárias para esclarecer e justificar o problema em estudo, além de orientar os procedimentos de coleta e de análise de dados da pesquisa. Isso significa que todo e qualquer dado da pesquisa deve ser analisado à luz das teorias nele apresentadas. Um aspecto importante diz respeito às citações. Elas devem ser utilizadas como argumentos que reforçam as discussões e devem ser apresentadas seguindo as normas da ABNT. Cabe lembrar que há dois tipos de citação: a textual ou ipsis litteris e a citação livre.
  18. 18. 17 A citação textual é aquela em que se transcreve literalmente a fala/texto de um determinado autor. Se for composta por até três linhas, ela deve ser apresentada entre aspas junto ao corpo do texto. Se o trecho citado tiver uma extensão superior a três linhas, essa deve ser separada do texto, com recuo igual a 4 cm à esquerda e espaçamento entre linhas simples. Nesse caso, deve-se sempre informar o nome do autor, o ano e a página em que se encontra o texto que foi transcrito. A citação livre consiste na apropriação das idéias do autor. Normalmente se faz uma síntese de seu pensamento. Esse tipo de citação também deve vir precedido de sua referência. Por exemplo, segundo Ball (2004); de acordo com Oliveira (2003). Sugestões: a) procure estabelecer um diálogo com os autores pesquisados de forma a revelar não só a capacidade de compreensão das teorias, mas, acima de tudo, a capacidade de análise e discussão de dados e idéias; b) utilize sempre os elementos de ligação (links) para garantir a coesão e a coerência entre as ideias apresentadas. Faça sempre comentários/análises das citações feitas. 3.1.3 Descrição do cenário da investigação O capítulo de descrição do cenário da investigação consiste na explicitação do problema e do universo da pesquisa. Nessa seção devem ser apresentados o(s) universo(s) no(s) qua(l) (is) a investigação foi desenvolvida e os sujeitos da pesquisa envolvidos. No caso da descrição do universo, recomenda-se que se faça uma descrição/caracterização que permita ao leitor ter uma compreensão mais apurada do cenário da pesquisa. Por exemplo: localização (região); natureza da instituição (pública ou privada); público que atende; finalidade/ missão/valores, entre outras características significativas para a compreensão daquele universo. Em relação aos sujeitos podem ser fornecidos dados de perfil como, por exemplo, idade; formação; tempo de atuação, etc.
  19. 19. 18 É importante lembrar que, por uma questão de ética, a identidade do(s) sujeito(s) da pesquisa deve(m) ser preservada(s). É comum, nesses casos, se atribuir nomes fictícios aos mesmos. Da mesma forma, é recomendado o mesmo para nome da instituição. Observação: evitar mencionar o endereço da instituição para que essa não seja identificada. Salvo os estudos de caso em que é permita a identificação da entidade. 3.1.4 Metodologia Esse capítulo deve relatar os procedimentos metodológicos e técnicos de coleta e análise de dados, adotados para a realização da pesquisa. 3.1.4.1 Definição da metodologia Nesta seção deve-se classificar a pesquisa e apresentar os procedimentos metodológicos. Deve-se explicitar a abordagem da pesquisa (qualitativa ou quantitativa); a modalidade da pesquisa (pesquisa bibliográfica, documental, pesquisa participante, observação participante, pesquisa-ação, estudo de caso); as técnicas de pesquisa (entrevistas: estruturada, semi-estruturada, não estruturada; questionário, grupo focal etc.). 3.1.4.2 Coleta dos dados Apresentar, em forma de texto contínuo, o processo de coleta de dados. Descrever o(s) instrumento(s) utilizado(s) e explicar como ocorreu a coleta dos dados. 3.1.4.3 Tratamento dos dados Texto sucinto e objetivo, com apresentação prévia (inicial) sobre a análise dos dados coletados. A análise será apresentada, detalhadamente, no capítulo “Análise
  20. 20. 19 dos Resultados. 3.1.5 Análise dos resultados O capítulo Análise dos Resultados é a comparação dos resultados alcançados pelo estudo (a partir da coleta de dados realizada) com aqueles descritos na revisão da literatura. Segundo França e Vasconcellos (2007, p.42), “é a discussão e demonstração das novas verdades a partir de verdades garantidas”. Neste capítulo podem-se incluir quadros, tabelas, gráficos, mapas e outros. 3.1.6 Considerações finais Esse capítulo apresenta as considerações ou resposta para o problema de pesquisa proposto na Introdução. 4 SEÇÕES PÓS-TEXTUAIS As seções pós-textuais são compostas pelas: a) referências (obrigatória); b) glossário (se necessário). c) apêndices (se necessário d) anexos (se necessário); 4.1 Referências Lista em ordem alfabética das fontes efetivamente citadas na monografia. 4.2 Glossário O glossário é uma lista de palavras e conceitos apresentados ao longo do trabalho monográfico que merecem maiores esclarecimento sobre seus conceitos e significados.
  21. 21. 20 4.2 Anexos e apêndices São informações complementares que podem enriquecer o trabalho monográfico. Anexos – documentação de autoria de outros autores; Apêndices – documentação elaborada pelo(s) autor(s) do trabalho (roteiro de entrevista, questionário etc.). 5 FORMATAÇÃO DE ILUSTRAÇÕES E TABELAS 5.1 Ilustrações Caracterizam-se ilustrações as imagens: desenho, esquema, fluxograma, fotografia, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem, entre outros. Elas são apresentadas próximo ao texto que faz referência a elas. Sua identificação aparece na parte superior, precedida da palavra significativa (modalidade da ilustração) e do número de ordem de ocorrência no texto, escrito com letra tamanho 12, negritado, caixa baixa para o título, espaço 1,5 entre linhas. EXEMPLO: FLUXOGRAMA 1 – Atividades desenvolvidas pelos Pedagogos da Escola Maurício de Sousa – 2014 Na parte inferior da ilustração deve-se registrar a fonte consultada, (elemento obrigatório, mesmo que seja produção do próprio autor) escrita com letra tamanho 10, negritada, caixa baixa, espaço simples entre linhas. EXEMPLOS: Fonte: BELO HORIZONTE, 2014 Fonte: MARTINS, 1975, p.20
  22. 22. 21 Fonte: Dados da pesquisa Fonte: Elaborado pelo autor 5.2 Tabelas A padronização para a construção das tabelas é dada pelo Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE). Elas como as ilustrações devem ser inseridas no texto o mais próximo possível do trecho que a elas se referem.
  23. 23. 22 REFERÊNCIAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6024: numeração progressiva das seções de um documento escrito: apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2003. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2011. FRANÇA, Júnia Lessa; VASCONCELLOS, Ana Cristina de. Manual para normalização de publicações técnico-científicas. 8. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS. Pró-Reitoria de Graduação. Sistema de Bibliotecas. Padrão PUC Minas de normalização: normas da ABNT para apresentação de teses, dissertações, monografias e trabalhos acadêmicos. 9. ed. rev. ampl. atual. Belo Horizonte: PUC Minas, 2011. Disponível em: <http://www.pucminas.br/biblioteca>. Acesso em: 08 abr. 2014.

×