Assessoria 2.0 Cerimonial e protocolo

2.166 visualizações

Publicada em

Gilberto Musto fala sobre como tornar seus assessores os mais capacitados e velozes no mundo da tecnologia, além de conceitos básicos de cerimoniais e protocolo

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.166
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Assessoria 2.0 Cerimonial e protocolo

  1. 1. PALESTRA Assessoria 2.0 - Cerimonial e protocolo ACESSE AGORA
  2. 2. ATENDIMENTO: Matéria Prima de uma nova gestão
  3. 3. GilbertoMusto Jornalista ConsultordeMarketingDigital EspecialistaemPesquisadeMercado ConsultorPolítico Radialista Escritor
  4. 4. MY WORLD QUAL O TAMANHO DO SEU MUNDO?
  5. 5. REPARTIÇÃO SEMPRE FOI ASSIM Comodismo e falta de motivação
  6. 6. VALORES • Integridade • Ética • Confiabilidade • Competência • Resolutividade • Excelência • Inovação • Transparência
  7. 7. NADA A VER  Isso  não  é  meu  departamento  
  8. 8. TUDO A VEREu  amo  o  que  faço  
  9. 9. Organização Disciplina Atenção e foco Acesso a informação Decisão rápida
  10. 10. SUA DECISÃO EM 5 SEGUNDOS
  11. 11. Sua sugestão? Uma senhora que precisa ser hospitalizada O médico que lhe salvou a vida O grande amor da sua vida
  12. 12. BACK-OFFICE NO CARRO Gravata Blazer Camiseta polo Camisa de manga longa Jeans Sapatos preto • Câmara fotográfica • Carregador veicular de celular • LapTop • Ipad / Tablet - com Chip • Adaptador de tomadas • Business Card • GPS pelo tablet / Smartphone • Aplicativos de compartilhamento • Motorista • Ass político • Ass pessoal
  13. 13. Percepção e análise do ambiente e da conversa ! Toda verdade tem três lados: - O seu - O do outro - E o do próprio fato LEMBRE-SE DE UM TRIÂNGULO ENTENDIMENTO GLOBAL DO AMBIENTE
  14. 14. ASSESSORIA Tudo sobre onde estou e onde vou ! A informação é a matéria prima de um bom assessor. ! O conhecimento é o seu estoque ! INFORMAÇÃO LEITURA DO AMBIENTE - AÇÃO COM RECURSOS
  15. 15. ASSESSORIA INFORMAÇÃO LEITURA DO AMBIENTE - AÇÃO COM RECURSOS Dados estatísticos da cidade • Contatos, telefones e e-mails • População • Orçamento do Município • Economia local • Entidades, Instituições e Clubes de serviços • Indústria, comércio e serviços • Partidos aliados • Características da oposição • Nomes dos principais parceiros • Nomes dos principais adversários
  16. 16. OPORTUNIDADES DE DESTACAR O POLÍTICO Assessor deve conhecer os padrões e rotinas de atividades externas que criem oportunidades do político estar em evidência, ou não! ASSESSORIA INSIGHT
  17. 17. Cerimonial e Protocolo
  18. 18. — – Cerimonial = pompa, formalidade; Protocolo = regra, padrão de conduta Cerimonial e Protocolo
  19. 19. Formas de Tratamento; ! Legislações de referência; ! Precedência; ! Símbolos nacionais; ! Aspectos gerais sobre os cerimoniais; ! Cerimonial militar de passagem de comando; Cerimonial e Protocolo Temas a serem abordados:
  20. 20. Lei nº 5.700/71 – símbolos nacionais; ! Decreto nº 70.274/72 – normas de cerimonial público; ! Manual de redação oficial da presidência da república; ! Vade-mécum do exército brasileiro; ! Usos e costumes. Cerimonial e Protocolo Referências:
  21. 21. Definem a forma com que devemos nos dirigir às autoridades de forma verbal e escrita. ! ! Fazem parte do protocolo. Cerimonial e Protocolo Formas de Tratamento
  22. 22. Manual de redação oficial da presidência da república Cerimonial e Protocolo Formas de Tratamento Legislação de Referência
  23. 23. Presidente da República; Vice-Presidente da República Ministros de Estado; Secretários Executivos dos Ministérios; Procurador Geral da República; Governadores do Estado e do Distrito Federal; Vice- Governadores; Prefeitos Municipais; Secretários de Estado; Senadores, Deputados Estaduais e Federais; Cerimonial e Protocolo Formas de Tratamento Vossa Excelência / Excelentíssimo Sr.
  24. 24. Vossa Excelência / Excelentíssimo Sr. Ministro do Tribunal de Contas da União; Presidentes e Conselheiros dos TCEs; Oficiais Generais das Forças Armadas; Desembargadores, Juízes e Promotores de Justiça; Embaixadores e Cônsules; Vereadores Presidentes das Câmaras Municipais(*). Cerimonial e Protocolo Formas de Tratamento
  25. 25. Autoridades Eclesiásticas Vossa Santidade (V.S.) Santíssimo Padre Vossa Eminência (V.Emª) Eminentíssimo Senhor (Emmº Sr.) Papa Cardeais Cerimonial e Protocolo Formas de Tratamento
  26. 26. Autoridades Eclesiásticas Bispos e Arcebispos Vossa Excelência Reverendíssima Excelentíssimo e Reverendíssimo Sr. Clérigos, sacerdotes e religiosos Reverendo (Revdº) Cerimonial e Protocolo Formas de Tratamento
  27. 27. Autoridades Monárquicas Reis, rainhas e imperadores Vossa Majestade (V.M.) Príncipes e princesas Vossa Alteza (V.A.) Cerimonial e Protocolo Formas de Tratamento
  28. 28. Demais Autoridades Reitores de Universidades Vossa Magnificência Magnífico Reitor Demais Autoridades Senhor (a)... Exemplos: - Senhor Coronel; Senhor Subsecretário; Senhor Diretor, etc. (*) Obs: Estão abolidas as formas: Ilustríssimo (ILMO) e Digníssimo (DD ou MD). Cerimonial e Protocolo Formas de Tratamento
  29. 29. As regras de precedência estabelecem a hierarquia entre as autoridades dos diversos segmentos. Esta hierarquia é estabelecida atribuindo-se a cada autoridade seu respectivo nível de escalonamento. Cerimonial e Protocolo Precedência Referência: Decreto Federal nº 70.274/72 Aprova as normas do cerimonial público e a ordem geral de precedência.
  30. 30. Nível 1 Presidente da República Cerimonial e Protocolo Precedência
  31. 31. Cerimonial e Protocolo Precedência Art . 8º A precedência entre os Governadores dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios é determinada pela ordem de constituição histórica dessas entidades, a saber: Bahia, Rio de Janeiro, Maranhão, Pará, Pernambuco, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Ceará, Paraíba, Espírito Santo, Piauí, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Alagoas, Sergipe, Amazonas, Paraná, Acre, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, e Territórios: Amapá, Fernando de Noronha, Rondônia e Roraima.
  32. 32. Vice-Presidente da República; ! Governador do Estado em que ocorre a cerimônia; Cardeais; ! Embaixadores estrangeiros. Nível 2 Cerimonial e Protocolo Precedência
  33. 33. Presidente do Congresso Nacional (pres.Senado); ! Presidente da Câmara dos Deputados; Presidente do Supremo Tribunal Federal. Nível 3 Cerimonial e Protocolo Precedência
  34. 34. ! Chefes do Gabinetes Civil e Militar da Presidência da República; ! Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas; ! Vice-Governador do Estado em que ocorre a cerimônia; Ministros de Estado; Seguem outras autoridades... Nível 4 Cerimonial e Protocolo Precedência
  35. 35. Elaboração 1. Quem convida 2. Para que convida 3. Quando será 4. Onde será Principais informações: Informações adicionais: 1. Definição do traje 2. Pedido de confirmação 3. Outras orientações Cerimonial e Protocolo Convites
  36. 36. Mensagens de confirmação Favor responder; RSVP (Répondez s’il vous plaît); Somente para escusas. Cerimonial e Protocolo Convites
  37. 37. Cuidados ao convidar Cerimonial e Protocolo Aspectos Gerais Tem a honra Amigos, pares e subordinados;Tem o Prazer a satisfação Autoridades superiores SEU NÍVEL
  38. 38. Modelo Convite ! O Governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral ! tem a satisfação de convidá-lo para o jantar comemorativo do aniversário do estado do Rio de Janeiro, a realizar-se às vinte horas e trinta minutos, do dia vinte de cinco de janeiro de dois mil e treze, no Palácio Guanabara, à Rua Pinheiro Machado, s /nº - Laranjeiras. ! Traje: Passeio Completo Favor confirmar presença - (21) 2222-6666 com Renata Cerimonial e Protocolo Convites
  39. 39. Recepção Registro Citação Cerimonial e Protocolo Autoridades
  40. 40. Modelo de Nominata NÃO FAZER USO DE ABREVIATURAS E SIGLAS Cerimonial e Protocolo Autoridades
  41. 41. Não confundir Cerimonial e Protocolo Autoridades Interino - O cargo em questão está vago. ! Em exercício - O titular se afasta temporariamente.
  42. 42. Execução de Hinos Hino Nacional Brasileiro Deve ser executado antes de hinos de estados e outros hinos; Sua execução deve-se ter o posicionamento em direção a bandeira nacional. É necessário apenas que estejam todos de pé, com boa postura, atenção e respeito e, no caso dos militares, a posição de sentido. Cerimonial e Protocolo Símbolos Nacionais
  43. 43. Execução de Hinos Hino de nação estrangeira Pelo princípio da cortesia, deve ser executado antes do hino nacional brasileiro; Cerimonial e Protocolo Símbolos Nacionais Referência: Lei Federal nº 5.700/71 – § 4º – art. 25. Dispõe sobre a forma e a apresentação dos Símbolos Nacionais.
  44. 44. Discursos Devem ser realizados em ordem crescente de precedência, ou seja, a autoridade de maior precedência fala por último. (*)Importante: Compete ao cerimonial Informar a autoridade de que ela terá a oportunidade de pronunciar- se e, confirmar seu interesse em fazer uso da prerrogativa; Informar o momento da cerimônia em que a autoridade será convidada a fazer seu pronunciamento e, se possível; Informar o tempo disponibilizado para a realização do discurso. Cerimonial e Protocolo Aspectos Gerais
  45. 45. Com formação de mesa de honra - impar 1 54 32 Número ímpar 1- Maior autoridade: preside a cerimônia; 2- Segunda maior autoridade presente; 3- Anfitrião: a esquerda da maior autoridade; As demais autoridades são posicionadas em ordem decrescente de precedência, do centro para as extremidades, alternando-se direita / esquerda. Cerimonial e Protocolo Tipos de Cerimonial
  46. 46. Com formação de mesa de honra - par 1- Maior autoridade: preside a cerimônia – posição central-direita; 2- Anfitrião: posição central-esquerda. As demais autoridades são posicionadas em ordem decrescente de precedência, do centro para as extremidades, alternando-se direita / esquerda. 21 43 65 Número par Cerimonial e Protocolo Tipos de Cerimonial
  47. 47. Com palanque de autoridades 1 54 32 PÚBLICO 6 109 87 O protocolo para posicionamento das autoridades é análogo ao da composição de mesa de honra. Cerimonial e Protocolo Tipos de Cerimonial
  48. 48. Com palanque de autoridades Importante Cerimonial e Protocolo Tipos de Cerimonial O acesso ao palanque só deve ser permitido após a chegada da maior autoridade, que deverá ser a primeira a subir.
  49. 49. Inaugurações Fita de Inauguração Ambientes externos - desenlace Laço com duas pontas; O desenlace poderá ser feito por mais de duas pessoas; ! Ambientes internos - corte ! Utiliza-se bandeja, tesoura e luvas brancas; ! Uma pessoa corta a fita e dá acesso às autoridades. Cerimonial e Protocolo Tipos de Cerimonial
  50. 50. Inaugurações / Placa inaugural Deve obedecer aos seguintes aspectos: ! Ser de bronze, aço escovado ou acrílico; Medidas: 60 x 80cm. ! Deverá conter as seguintes informações: ! Descrição do que se inaugura; Principais autoridades responsáveis; Local e data do ato. Cerimonial e Protocolo Tipos de Cerimoniais
  51. 51. Características: ! Deve cobrir totalmente a placa; Sua cor deve ter afinidade com a ocasião / instituição; Jamais utilizar a bandeira nacional. Inaugurações / Pano Inaugural Cerimonial e Protocolo Tipos de Cerimonial
  52. 52. gilbertomusto.com.br acesse mais conteúdo cadastre e entre para o Grupo de Estudos Políticos - Mapa doVOTO
  53. 53. Obrigado www.gilbertomusto.com.br www.facebook.com/blogdogiba @gilbertomusto www.youtube.com/gilbertomusto1 17 - 9784 1461 gibamusto@gmail.com

×