Reforma protestante

10.995 visualizações

Publicada em

Reforma Religiosa - resumo.

Publicada em: Tecnologia, Espiritual
0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.995
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
744
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
661
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reforma protestante

  1. 1. REFORMA PROTESTANTE Professora Natania 2011
  2. 3. <ul><li>A reforma religiosa ocorreu no século XVI. </li></ul><ul><li>Foi um movimento de ruptura da Igreja Católica, que deu origem a outras igrejas cristãs. </li></ul><ul><li>A reforma aconteceu, inicialmente, em três países: </li></ul><ul><li>Alemanha </li></ul><ul><li>Suíça </li></ul><ul><li>Inglaterra </li></ul>
  3. 4. Antecedentes <ul><li>Entre as razões que levaram à Reforma Religiosa ou Reforma Protestante está: </li></ul><ul><li>A corrupção de uma parte do clero católico; </li></ul><ul><li>O afastado dos princípios originais do cristianismo. </li></ul>
  4. 5. A venda de indulgências ajudou a financiar obras da Igreja e até mesmo guerras.
  5. 6. <ul><li>Dentre os abusos praticados estava,: </li></ul><ul><li>A Simonia : venda de favores divinos, bênçãos, cargos eclesiásticos, prosperidade material, bens espirituais, coisas sagradas, etc. em troca de dinheiro. </li></ul><ul><li>A venda de Indulgência : o perdão total ou parcial dos pecados cometidos, mas já perdoados pelo sacramento da Confissão, na vida terrena. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Também podemos considerar como fatores que influenciaram a reforma: </li></ul><ul><li>A formação das monarquias nacionais, onde a igreja passou a ser encarada como barreira ao progresso econômico. </li></ul><ul><li>O desenvolvimento do capitalismo: as teorias de condenação a usura, ou seja, a cobrança de juros, ia de encontro com a expansão do sistema fianceiro. </li></ul><ul><li>O aparecimento de heresias e a oposição dos humanistas. As heresias tinham idéias que eram contrárias a muitos dos ensinamentos da igreja. Além de atrair muitos adeptos que ansiavam por uma melhora. </li></ul>
  7. 8. John Huss Thomas Morus John Wyclif Erasmo de Roterdã
  8. 9. Os precursores da Reforma <ul><li>Erasmo de Roterdã e Thomas Morus: incentivavam uma reforma interna e depuração das práticas eclesiásticas. </li></ul><ul><li>John Wyclif: professor universitário, atacou o sistema eclesiástico, a opulência do clero e a venda de indulgências. Para ele a base da verdadeira fé era a Bíblia. Pregava o confisco dos bens dos clérigos na Inglaterra e o voto de pobres por parte deles. </li></ul><ul><li>John Huss: professor da universidade de praga, uniu à reforma religiosa o espírito de independência nacional do Sacro Império. Foi preso, condenado e queimado na fogueira em 1415, pela decisão do concílio da Constança. </li></ul>
  9. 11. LUTERO <ul><li>Martinho Lutero foi um monge alemão. </li></ul><ul><li>Ele foi o primeiro reformador a ter sucesso. </li></ul><ul><li>Lutero questionava a ação da igreja, fazendo duras críticas à venda de indulgências, de relíquias sagradas e a simonia. </li></ul><ul><li>Colocou estas e outras críticas nas suas 95 teses. </li></ul>
  10. 13. <ul><li>Foi expulso da Igreja e excomungado pelo papa. </li></ul><ul><li>Lutero, com a proteção dos nobres alemães, fundou a Igreja Luterana Alemã. </li></ul><ul><li>Foi o primeiro a traduzir a Bíblia para uma língua nacional popular (o alemão). </li></ul>
  11. 15. JOÃO CALVINO <ul><li>Desenvolveu suas idéias religiosas na Suíça. </li></ul><ul><li>Segundo o calvinismo, as pessoas nasciam predestinadas à salvação. </li></ul><ul><li>Podia-se reconhecer um predestinado pelas seguintes qualidades: trabalhador, poupador, seguidor da Bíblia. </li></ul><ul><li>Ao reconhecer as virtudes do trabalho, o lucro e a prosperidade material teve um grande apoio da Burguesia. </li></ul>
  12. 17. HENRIQUE VIII <ul><li>Henrique VIII, rei da Inglaterra, fez a reforma anglicana. </li></ul><ul><li>Ele rompeu com a Igreja Católica para poder se separar e casar novamente. </li></ul><ul><li>No entanto, sua real intenção era confiscar as terras e os bens da Igreja para poder fortalecer a monarquia e consolidar seu poder. </li></ul><ul><li>No anglicanismo (Igreja Anglicana), o rei (ou rainha) é chefe da igreja. </li></ul>
  13. 18. <ul><li>Henrique VIII casou-se seis vezes. </li></ul><ul><li>1 - Catarina de Aragão: foi banida da corte e morreu de tristeza </li></ul><ul><li>2 - Ana Bolena: foi acusada de traição e executada </li></ul><ul><li>3 – Jane Seymour: morreu de parto </li></ul><ul><li>4 - Ana Cleves: divorciou-de dela depois de seis meses. </li></ul><ul><li>5 – Catarina Howard: traiu o rei e foi executada. </li></ul><ul><li>6 – Catarina Parr: Ficou viúva </li></ul>
  14. 19. A REAÇÃO DA IGREJA <ul><li>A Igreja Católica reagiu à reforma através do CONCÍLIO DE TRENTO. </li></ul><ul><li>O Concílio de Trento foi uma reunião de todos dos líderes da Igreja Católica em busca de soluções para a impedir a expansão do protestantismo. </li></ul><ul><li>Dentre as medidas tomadas pela Igreja, destacam-se: </li></ul>
  15. 21. <ul><li>A criação do Tribunal do Santo Ofício </li></ul><ul><li>Manter os dogmas da Igreja, os sete sacramentos e a hierarquia do clero. </li></ul><ul><li>Confirmar o celibato. </li></ul><ul><li>Acabar com os abusos (indulgências, venda de relíquias, simonia, etc) </li></ul><ul><li>A criação da Companhia de Jesus. </li></ul>

×