O processo de independência do brasil

34.859 visualizações

Publicada em

Crise do sistema colonial - resumo

Publicada em: Educação
2 comentários
18 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
34.859
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
677
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.561
Comentários
2
Gostaram
18
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O processo de independência do brasil

  1. 1. A CRISE DO SISTEMA COLONIAL E A INDEPENDÊNCIA DO BRASIL Natania Nogueira [email_address] www.historiadoensino.blogspot.com
  2. 2. REBELIÕES COLONIAIS NA AMÉRICA PORTUGUESA <ul><li>Rebeliões sem o objetivo de separação política : </li></ul><ul><li>- Guerra dos Emboabas (1708) </li></ul><ul><li>Revolta de Vila Rica (1720) </li></ul><ul><li>Revolta de Beckman (1684) </li></ul><ul><li>Guerra dos Mascates (1710) </li></ul><ul><li>Rebeliões com o Objetivo de separação política : </li></ul><ul><li>Conjuração Mineira (1789) </li></ul><ul><li>Conjuração Baiana (1798) </li></ul>
  3. 3. A Inconfidência Mineira
  4. 4. <ul><li>Nome pelo qual ficou mais conhecido o movimento emancipacionista organizado pela elite mineira. </li></ul><ul><li>A Inconfidência Mineira não foi uma revolta de caráter popular. Visava apenas o fim da opressão portuguesa que prejudicava a elite mineira. </li></ul><ul><li>Não tinha como finalidade acabar com a opressão social interna, que atingia a maioria da população </li></ul><ul><li>A revolta teve estava marcada para acontecer no dia da Derrama, mas um dos inconfidentes traiu os colegas e todos foram presos </li></ul><ul><li>Inicialmente, todos foram condenados a morte, mas depois das famílias dos ricos mineradores recorrerem à coroa, apenas Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, foi executado. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Principais medidas do projeto mineiro: </li></ul><ul><li>Libertar o Brasil de Portugal </li></ul><ul><li>Adotar uma nova bandeira </li></ul><ul><li>Desenvolver a industria no Brasil </li></ul><ul><li>Criar uma universidade em Vila Rica </li></ul><ul><li>Incentivar a natalidade </li></ul><ul><li>Criar o serviço militar obrigatório </li></ul><ul><li>Estimular a agricultura. </li></ul>
  6. 6. A Conjuração Baiana <ul><li>Movimento organizado por intelectuais e ricos proprietários, contado com a ajuda do povo. </li></ul><ul><li>Objetivos dos revolucionários: </li></ul><ul><li>Romper com a dominação portuguesa. </li></ul><ul><li>Abolir a escravidão. </li></ul><ul><li>Aumentar a remuneração dos soldados. </li></ul><ul><li>Abrir os portos brasileiros aos navios de todas as nações. </li></ul><ul><li>Melhorar as condições gerais de vida do povo. </li></ul><ul><li>Os revolucionários não queriam somente romper com a dominação colonial portuguesa, mas também modificar a ordem social interna do Brasil, que se baseava no trabalho escravo. </li></ul>
  7. 7. A INDEPENDÊNCIA DO BRASIL <ul><li>Independência significa liberdade para tomar suas próprias decisões, sem depender ou estar subordinado a alguém. </li></ul><ul><li>No caso do Brasil, independência significou autonomia em relação à Portugal. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Para muitos historiadores, o processo de independência do Brasil começa com a chegada de Dom João e da corte portuguesa ao Brasil, em 1808. </li></ul><ul><li>Dom João vem para cá, fugindo de Napoleão Bonaparte, que estava invadindo Portugal. </li></ul><ul><li>O nosso país deixou de ser colônia quando, em 1815, quando o Brasil foi elevado à categoria de Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves , pelo regente e futuro rei de Portugal Dom João VI. </li></ul>
  9. 9. A REVOLUÇÃO PERNAMBUCANA <ul><li>A região Nordeste: com a mudança do eixo político-econômico sofria com problemas de concentração de renda e instabilidade econômica. </li></ul><ul><li>No ano de 1816, a região de Pernambuco sofreu uma série de secas e más colheitas que agravaram os problemas dos produtores da região. </li></ul><ul><li>Havia uma grande hostilidade contra os comerciantes portugueses e insatisfação com a elevação dos impostos. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>A insatisfação aumentou com a nomeação do governador Caetano Pinto Montenegro. </li></ul><ul><li>Em março de 1817, a insatisfação ganhou força se transformando em um movimento de inspiração separatista. Os revoltosos estabeleceram uma República controlada por um Governo Provisório. </li></ul><ul><li>Reagindo à imposição do novo governo, forças portuguesas atacaram os revoltosos e após alguns meses de conflito, a agitação separatista foi contida e muitos revoltosos foram punidos com a prisão e a morte. </li></ul>
  11. 11. D. Pedro proclama a Independência <ul><li>Em 1820: ocorreu a Revolução Liberal do Porto. </li></ul><ul><li>As Cortes Portuguesas preparavam uma Constituição Liberal para Portugal e exigiram o retorno de D. João VI. </li></ul><ul><li>Em 1821, D. João VI parte com a família Real, deixando D. Pedro como príncipe regente. </li></ul><ul><li>A pressão das Cortes aumenta e D. Pedro, com apoio da elite colonial, proclama a Independência do Brasil em 1822. </li></ul>
  12. 12. O que muda com Independência? <ul><li>Na prática, as mudanças foram poucas. </li></ul><ul><li>Permaneceram as diferenças sociais e a escravidão não foi abolida. </li></ul><ul><li>Dom Pedro I, embora tenha entoado um discurso liberal, na prática impôs o absolutismo como forma de governo, sob a máscara de uma monarquia constitucional parlamentar. </li></ul>

×