SlideShare uma empresa Scribd logo
PROGRESSÃO DOS ESPÍRITOS À Luz da Doutrina que Reflete o Sol do Evangelho com Sabedoria
115 Dentre os Espíritos, alguns foram criados bons e outros maus?  –  Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes, ou seja, sem conhecimento e com aptidão tanto para fazer o bem quanto o mal.  -Deu a cada um uma missão com o objetivo de esclarecê-los e de fazê-los chegar, progressivamente, à perfeição pelo conhecimento da verdade e para aproximá-los de Si. A felicidade eterna e pura é para os que alcançam essa perfeição.
 
OBS de Emmanuel: “  A semente mesmo na Terra escura rompe todos os obstáculos e se orienta para cima na direção da luz solar.  Todavia se ela reter-se  sob a terra contrariando a Lei Divina, nunca será utilizada sua colaboração preciosa.”
Como podemos conquistar os conhecimentos que nos auxiliarão em nossa redenção espiritual? passando pelas provas purificadoras e necessárias que a Lei Divina lhes impõe.  Uns aceitam essas provas com submissão e chegam mais depressa ao objetivo que lhes é destinado.  Outros somente as suportam com lamentação e por causa dessa falta permanecem mais tempo afastados da perfeição e da felicidade prometida.   LIVRO DOS ESPÍRITOS
 
O Dr. Reinaldo Leite escreveu um livro sobre a Cura do Câncer, quando este avançava violentamente sobre seu corpo físico. Relata neste livro que apesar de vários avisos prévios, ou seja, apesar do despertador já ter tocado várias vezes, ele não conseguia acordar. Ele dizia nesta fase difícil de sua vida:  “estou com câncer por causa da minha  invigilância  aos avisos recebidos, e mesmo assim, não me dei conta.”
116 Há Espíritos que permanecerão perpetuamente nas classes inferiores?  –  Não, todos progridem demoradamente até a perfeição. Um pai justo e misericordioso não pode banir eternamente seus filhos.  OBS de Emmanuel : “existem numerosos lugares de provações na esfera para vós invisível, destinados à regeneração e preparo de entidades perversas ou renitentes no crime, a fim de conhecerem as primeiras manifestações do remorso e do arrependimento, etapas iniciais da obra de redenção.” Livro – O CONSOLADOR
RECORDANDO A BÍBLIA “ NENHUMA OVELHA DE MEU PAI SE PERDERÁ” “ DIA VIRÁ EM QUE A CONSCIÊNCIA MAIS DENEGRIDA EXPERIMENTARÁ, NO ÍNTIMO, A LUZ RADIOSA DA ALVORADA DE SEU AMOR”
OBS do De Lucca: quando éramos criança calçavamos sapatos número 28.  À medida que fomos crescendo e nosso pé aumentando, mudávamos os sapatos para não sentirmos muita dor. Assim é a nossa vida.   Quanto mais crescermos espiritualmente mais teremos que mudar nossas vidas, nossos caminhos, rever padrões, rever crenças e ampliar a nossa consciência para sair da dor.
117 Depende dos Espíritos apressar seu progresso para a perfeição?  –  Certamente. Chegam mais ou menos rapidamente conforme seu desejo e submissão à vontade de Deus. Uma criança dócil não se instrui mais rapidamente do que uma criança rebelde? OBS do De Lucca: “ Deus não nos fará perfeitos; Ele nos dará as ferramentas para que nós alcançemos a nossa perfeição e felicidade plena.
 
119 Deus não poderia isentar os Espíritos das provas que devem sofrer para atingir a perfeição? Onde estaria o mérito sem a luta ?  ☼   P or que o soberano de um País não promove cada um de seus soldados a general? Por que todos os estudantes não são mestres?
 
OBS de Emmanuel A colheita não é igual para todas as sementes da Terra. Cada espécie tem o seu dia e a sua estação. Para que o homem tenha uma ótima colheita é imprescindível se adaptar a Vontade Divina e se harmonizar com as Leis Eternas.
121 Por que alguns Espíritos seguiram o caminho do bem e outros o do mal?   Não têm eles o livre-arbítrio?  OBS de Emmanuel: “ Colocada por Deus no caminho da vida, a alma nem sempre sabe agir em correlação com os bens recebidos do Criador, caindo pelo orgulho e pela vaidade, pela ambição ou pelo egoísmo, quebrando a harmonia divina e o equilíbrio de sua existência.”  Livro : O Consolador
A alma humana poder-se-á elevar para Deus tão somente com o progresso intelectual, sem os valores morais? O sentimento e a sabedoria são as duas asas com que a alma se elevará para a perfeição infinita. O avanço moral jamais será excessivo; O avanço intelectual sem o moral pode levar a queda na repetição das experiências. LIVRO : O CONSOLADOR
Concluindo com Emmanuel:   “ Ninguém poderá colher sem semear. Para atingirmos a colheita de grandes e precisos resultados sejamos … prudentes  e  devotados ,  orando  e  servindo ,  trabalhando  e  amando .”  Livro Vinha de Luz

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Denise Aguiar
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Aula espiritos errantes
Aula espiritos errantesAula espiritos errantes
Aula espiritos errantes
Oribes Teixeira
 
Perispírito
PerispíritoPerispírito
Perispírito
Denise Aguiar
 
2.4.3 transmigracao progressiva
2.4.3   transmigracao progressiva2.4.3   transmigracao progressiva
2.4.3 transmigracao progressiva
Marta Gomes
 
2.6.7 Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
2.6.7   Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos2.6.7   Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
2.6.7 Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
Marta Gomes
 
2.1.7 anjos e demonios
2.1.7   anjos e demonios2.1.7   anjos e demonios
2.1.7 anjos e demonios
Marta Gomes
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Divulgador do Espiritismo
 
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Denise Aguiar
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
Jorge Luiz dos Santos
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Eduardo Ottonelli Pithan
 
2.6.1 espiritos errantes
2.6.1   espiritos errantes2.6.1   espiritos errantes
2.6.1 espiritos errantes
Marta Gomes
 
O Livro dos Espíritos perg. 128 a 131 Anjos e Demônios.
O Livro dos Espíritos perg. 128 a 131 Anjos e Demônios.O Livro dos Espíritos perg. 128 a 131 Anjos e Demônios.
O Livro dos Espíritos perg. 128 a 131 Anjos e Demônios.
Ana Cláudia Leal Felgueiras
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
Clair Bianchini
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
Jorge Luiz dos Santos
 
Da Lei de Liberdade
Da Lei de LiberdadeDa Lei de Liberdade
Da Lei de Liberdade
home
 
ESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADOESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADO
Jorge Luiz dos Santos
 
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Grupo Espírita Cristão
 
A afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a DoçuraA afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a Doçura
igmateus
 

Mais procurados (20)

Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
 
Aula espiritos errantes
Aula espiritos errantesAula espiritos errantes
Aula espiritos errantes
 
Perispírito
PerispíritoPerispírito
Perispírito
 
2.4.3 transmigracao progressiva
2.4.3   transmigracao progressiva2.4.3   transmigracao progressiva
2.4.3 transmigracao progressiva
 
2.6.7 Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
2.6.7   Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos2.6.7   Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
2.6.7 Relacoes simpaticas e antipaticas dos espiritos
 
2.1.7 anjos e demonios
2.1.7   anjos e demonios2.1.7   anjos e demonios
2.1.7 anjos e demonios
 
Objetivo da encarnação
Objetivo da encarnaçãoObjetivo da encarnação
Objetivo da encarnação
 
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitosPalestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
Palestra Espírita - Bem aventurados os aflitos
 
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
Origem e natureza do Espirito. Origem do espírito Parte 2
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
 
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provasReencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
Reencarnação, objetivo, justiça e escolha das provas
 
2.6.1 espiritos errantes
2.6.1   espiritos errantes2.6.1   espiritos errantes
2.6.1 espiritos errantes
 
O Livro dos Espíritos perg. 128 a 131 Anjos e Demônios.
O Livro dos Espíritos perg. 128 a 131 Anjos e Demônios.O Livro dos Espíritos perg. 128 a 131 Anjos e Demônios.
O Livro dos Espíritos perg. 128 a 131 Anjos e Demônios.
 
Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos Bem-aventurados os aflitos
Bem-aventurados os aflitos
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
Da Lei de Liberdade
Da Lei de LiberdadeDa Lei de Liberdade
Da Lei de Liberdade
 
ESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADOESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADO
 
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
 
A afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a DoçuraA afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a Doçura
 

Destaque

Escala Espírita e Progressao dos Espíritos
Escala Espírita e Progressao dos EspíritosEscala Espírita e Progressao dos Espíritos
Escala Espírita e Progressao dos Espíritos
Angelo Baptista
 
Escala Espírita
Escala EspíritaEscala Espírita
Escala Espírita
Graça Maciel
 
Evangeliza - Progressão dos Espíritos
Evangeliza - Progressão dos EspíritosEvangeliza - Progressão dos Espíritos
Evangeliza - Progressão dos Espíritos
Antonino Silva
 
Primeiro Módulo - Aula 6 - Espirítos
Primeiro Módulo - Aula 6 - EspirítosPrimeiro Módulo - Aula 6 - Espirítos
Primeiro Módulo - Aula 6 - Espirítos
CeiClarencio
 
Escala dos espiritos
Escala dos espiritosEscala dos espiritos
Escala dos espiritos
Fabio Almeida Barbosa
 
Roteiro 4 progressão dos espíritos
Roteiro  4   progressão dos espíritosRoteiro  4   progressão dos espíritos
Roteiro 4 progressão dos espíritos
Bruno Cechinel Filho
 
Há muitas moradas na casa do pai
Há muitas moradas na casa do paiHá muitas moradas na casa do pai
Há muitas moradas na casa do pai
Gianete Rocha
 
Hierarquia dos Espíritos
Hierarquia dos Espíritos Hierarquia dos Espíritos
Hierarquia dos Espíritos
paikachambi
 
Origem e natureza dos espíritos - n. 12
Origem e natureza dos espíritos - n. 12Origem e natureza dos espíritos - n. 12
Origem e natureza dos espíritos - n. 12
Graça Maciel
 
Há Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Há Muitas Moradas Na Casa Do PaiHá Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Há Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Sergio Menezes
 
Slide perispírito
Slide  perispíritoSlide  perispírito
Slide perispírito
bonattinho
 
Evolução material e evolução espiritual
Evolução material e evolução espiritualEvolução material e evolução espiritual
Evolução material e evolução espiritual
josyespirita
 
Palestra Pluralidade Mundos Habitados
Palestra Pluralidade Mundos HabitadosPalestra Pluralidade Mundos Habitados
Palestra Pluralidade Mundos Habitados
cab3032
 
evolução e reencarnação
evolução e reencarnaçãoevolução e reencarnação
evolução e reencarnação
Associação Espirita Lagos
 
Pluralidade dos mundos habitados
Pluralidade dos mundos habitadosPluralidade dos mundos habitados
Pluralidade dos mundos habitados
home
 
Curso básico de mediunidade
Curso básico de mediunidadeCurso básico de mediunidade
Curso básico de mediunidade
Joaquim Fontes
 
Aula 6 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de transporte
Aula 6 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de transporteAula 6 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de transporte
Aula 6 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de transporte
Sergio Lima Dias Junior
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Anjos e demonios
Anjos e demoniosAnjos e demonios
Anjos e demonios
Marcos Antônio Alves
 
Eae 98 - categoria dos mundos habitados
Eae   98 - categoria dos mundos habitadosEae   98 - categoria dos mundos habitados
Eae 98 - categoria dos mundos habitados
Norberto Scavone Augusto
 

Destaque (20)

Escala Espírita e Progressao dos Espíritos
Escala Espírita e Progressao dos EspíritosEscala Espírita e Progressao dos Espíritos
Escala Espírita e Progressao dos Espíritos
 
Escala Espírita
Escala EspíritaEscala Espírita
Escala Espírita
 
Evangeliza - Progressão dos Espíritos
Evangeliza - Progressão dos EspíritosEvangeliza - Progressão dos Espíritos
Evangeliza - Progressão dos Espíritos
 
Primeiro Módulo - Aula 6 - Espirítos
Primeiro Módulo - Aula 6 - EspirítosPrimeiro Módulo - Aula 6 - Espirítos
Primeiro Módulo - Aula 6 - Espirítos
 
Escala dos espiritos
Escala dos espiritosEscala dos espiritos
Escala dos espiritos
 
Roteiro 4 progressão dos espíritos
Roteiro  4   progressão dos espíritosRoteiro  4   progressão dos espíritos
Roteiro 4 progressão dos espíritos
 
Há muitas moradas na casa do pai
Há muitas moradas na casa do paiHá muitas moradas na casa do pai
Há muitas moradas na casa do pai
 
Hierarquia dos Espíritos
Hierarquia dos Espíritos Hierarquia dos Espíritos
Hierarquia dos Espíritos
 
Origem e natureza dos espíritos - n. 12
Origem e natureza dos espíritos - n. 12Origem e natureza dos espíritos - n. 12
Origem e natureza dos espíritos - n. 12
 
Há Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Há Muitas Moradas Na Casa Do PaiHá Muitas Moradas Na Casa Do Pai
Há Muitas Moradas Na Casa Do Pai
 
Slide perispírito
Slide  perispíritoSlide  perispírito
Slide perispírito
 
Evolução material e evolução espiritual
Evolução material e evolução espiritualEvolução material e evolução espiritual
Evolução material e evolução espiritual
 
Palestra Pluralidade Mundos Habitados
Palestra Pluralidade Mundos HabitadosPalestra Pluralidade Mundos Habitados
Palestra Pluralidade Mundos Habitados
 
evolução e reencarnação
evolução e reencarnaçãoevolução e reencarnação
evolução e reencarnação
 
Pluralidade dos mundos habitados
Pluralidade dos mundos habitadosPluralidade dos mundos habitados
Pluralidade dos mundos habitados
 
Curso básico de mediunidade
Curso básico de mediunidadeCurso básico de mediunidade
Curso básico de mediunidade
 
Aula 6 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de transporte
Aula 6 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de transporteAula 6 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de transporte
Aula 6 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de transporte
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidade
 
Anjos e demonios
Anjos e demoniosAnjos e demonios
Anjos e demonios
 
Eae 98 - categoria dos mundos habitados
Eae   98 - categoria dos mundos habitadosEae   98 - categoria dos mundos habitados
Eae 98 - categoria dos mundos habitados
 

Semelhante a ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9

2.1.6 progressao dos espiritos
2.1.6   progressao dos espiritos2.1.6   progressao dos espiritos
2.1.6 progressao dos espiritos
Marta Gomes
 
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 88 - Correções
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 88 - CorreçõesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 88 - Correções
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 88 - Correções
Ricardo Azevedo
 
Bem_Mal_Sofrer_03_JUN_2023.pptx
Bem_Mal_Sofrer_03_JUN_2023.pptxBem_Mal_Sofrer_03_JUN_2023.pptx
Bem_Mal_Sofrer_03_JUN_2023.pptx
LeonardoGuedes42
 
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8 Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Patricia Farias
 
A Mediunidade com Jesus
A Mediunidade com JesusA Mediunidade com Jesus
A Mediunidade com Jesus
Eduardo Henrique Marçal
 
Reforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírioReforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírio
grupodepaisceb
 
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
JPS Junior
 
A caridade (luiz guilherme marques)
A caridade (luiz guilherme marques)A caridade (luiz guilherme marques)
A caridade (luiz guilherme marques)
Ricardo Akerman
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - AnsiedadesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Ricardo Azevedo
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
Marcos Accioly
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
Lisete B.
 
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
Patricia Farias
 
A cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvadaA cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvada
Eduardo Henrique Marçal
 
Meu filho jaguar.docx
Meu filho jaguar.docxMeu filho jaguar.docx
Meu filho jaguar.docx
UmbelinaSousa1
 
Apostila 04 doc
Apostila 04 docApostila 04 doc
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
Patricia Farias
 
Estudo do livro Roteiro lição 34
Estudo do livro Roteiro lição 34Estudo do livro Roteiro lição 34
Estudo do livro Roteiro lição 34
Candice Gunther
 
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Patricia Farias
 

Semelhante a ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9 (20)

2.1.6 progressao dos espiritos
2.1.6   progressao dos espiritos2.1.6   progressao dos espiritos
2.1.6 progressao dos espiritos
 
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
ESDE - Módulo XVII - Roteiro 2: conhecimento de si mesmo.
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 88 - Correções
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 88 - CorreçõesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 88 - Correções
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 88 - Correções
 
Bem_Mal_Sofrer_03_JUN_2023.pptx
Bem_Mal_Sofrer_03_JUN_2023.pptxBem_Mal_Sofrer_03_JUN_2023.pptx
Bem_Mal_Sofrer_03_JUN_2023.pptx
 
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8 Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
Livro dos espíritos Q.465 e ESE cap3 item 8
 
A Mediunidade com Jesus
A Mediunidade com JesusA Mediunidade com Jesus
A Mediunidade com Jesus
 
Reforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírioReforma íntima sem martírio
Reforma íntima sem martírio
 
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
D 10 Conheça a Si Mesmo 22-10
 
A caridade (luiz guilherme marques)
A caridade (luiz guilherme marques)A caridade (luiz guilherme marques)
A caridade (luiz guilherme marques)
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - AnsiedadesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 8 - Ansiedades
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
 
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12LE - 186 Evangelho cap13 item 12
LE - 186 Evangelho cap13 item 12
 
A cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvadaA cura de uma mulher encurvada
A cura de uma mulher encurvada
 
Meu filho jaguar.docx
Meu filho jaguar.docxMeu filho jaguar.docx
Meu filho jaguar.docx
 
Apostila 04 doc
Apostila 04 docApostila 04 doc
Apostila 04 doc
 
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
Livro dos Espiritos Questão 351 ESE cap28 item8
 
Estudo do livro Roteiro lição 34
Estudo do livro Roteiro lição 34Estudo do livro Roteiro lição 34
Estudo do livro Roteiro lição 34
 
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
Livro dos Espiritos Q192 Evangelho Cap 13 item 17
 
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
Livro dos Espiritos 184 Evangelho13 10
 

Mais de Grupo Espírita Cristão

SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do CorpoSeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
Grupo Espírita Cristão
 
Retribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O BemRetribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O Bem
Grupo Espírita Cristão
 
DiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãODiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãO
Grupo Espírita Cristão
 
Finalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãOFinalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãO
Grupo Espírita Cristão
 
Fraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E EcumenismoFraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E Ecumenismo
Grupo Espírita Cristão
 
é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
Grupo Espírita Cristão
 
Ante Os Pequeninos
Ante Os PequeninosAnte Os Pequeninos
Ante Os Pequeninos
Grupo Espírita Cristão
 
A BençãO Do Trabalho
A BençãO Do TrabalhoA BençãO Do Trabalho
A BençãO Do Trabalho
Grupo Espírita Cristão
 
A AçãO Da Amizade
A AçãO Da AmizadeA AçãO Da Amizade
A AçãO Da Amizade
Grupo Espírita Cristão
 
A Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas VirtudesA Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas Virtudes
Grupo Espírita Cristão
 
Anjos E DemôNios
Anjos E DemôNiosAnjos E DemôNios
Anjos E DemôNios
Grupo Espírita Cristão
 
Os Valores Da Vida
Os Valores Da VidaOs Valores Da Vida
Os Valores Da Vida
Grupo Espírita Cristão
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Um Grande Homem
Um Grande HomemUm Grande Homem
Um Grande Homem
Grupo Espírita Cristão
 
Senhor
SenhorSenhor
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
Grupo Espírita Cristão
 
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
O  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R OO  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R O
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
Grupo Espírita Cristão
 
O L I V R O D A V I D A
O  L I V R O  D A  V I D AO  L I V R O  D A  V I D A
O L I V R O D A V I D A
Grupo Espírita Cristão
 
G E N E S I S
G E N E S I SG E N E S I S

Mais de Grupo Espírita Cristão (20)

SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do CorpoSeparaçãO Da Alma E Do Corpo
SeparaçãO Da Alma E Do Corpo
 
Retribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O BemRetribuir O Mal Com O Bem
Retribuir O Mal Com O Bem
 
DiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãODiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãO
 
Finalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãOFinalidade Da EncarnaçãO
Finalidade Da EncarnaçãO
 
Fraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E EcumenismoFraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E Ecumenismo
 
é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
 
Ante Os Pequeninos
Ante Os PequeninosAnte Os Pequeninos
Ante Os Pequeninos
 
A BençãO Do Trabalho
A BençãO Do TrabalhoA BençãO Do Trabalho
A BençãO Do Trabalho
 
A AçãO Da Amizade
A AçãO Da AmizadeA AçãO Da Amizade
A AçãO Da Amizade
 
A Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas VirtudesA Cura Pelas Virtudes
A Cura Pelas Virtudes
 
Anjos E DemôNios
Anjos E DemôNiosAnjos E DemôNios
Anjos E DemôNios
 
Os Valores Da Vida
Os Valores Da VidaOs Valores Da Vida
Os Valores Da Vida
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Chico Xavier
 
Um Grande Homem
Um Grande HomemUm Grande Homem
Um Grande Homem
 
Senhor
SenhorSenhor
Senhor
 
Chico Xavier
Chico XavierChico Xavier
Chico Xavier
 
é Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outrosé Permitido Repreender Os Outros
é Permitido Repreender Os Outros
 
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
O  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R OO  P E S C A D O R  E  O  B A N Q U E I R O
O P E S C A D O R E O B A N Q U E I R O
 
O L I V R O D A V I D A
O  L I V R O  D A  V I D AO  L I V R O  D A  V I D A
O L I V R O D A V I D A
 
G E N E S I S
G E N E S I SG E N E S I S
G E N E S I S
 

Último

Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 

Último (20)

Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 

ProgressãO Dos EspíRitos Palestra 11 7 9

  • 1. PROGRESSÃO DOS ESPÍRITOS À Luz da Doutrina que Reflete o Sol do Evangelho com Sabedoria
  • 2. 115 Dentre os Espíritos, alguns foram criados bons e outros maus? – Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes, ou seja, sem conhecimento e com aptidão tanto para fazer o bem quanto o mal. -Deu a cada um uma missão com o objetivo de esclarecê-los e de fazê-los chegar, progressivamente, à perfeição pelo conhecimento da verdade e para aproximá-los de Si. A felicidade eterna e pura é para os que alcançam essa perfeição.
  • 3.  
  • 4. OBS de Emmanuel: “ A semente mesmo na Terra escura rompe todos os obstáculos e se orienta para cima na direção da luz solar. Todavia se ela reter-se sob a terra contrariando a Lei Divina, nunca será utilizada sua colaboração preciosa.”
  • 5. Como podemos conquistar os conhecimentos que nos auxiliarão em nossa redenção espiritual? passando pelas provas purificadoras e necessárias que a Lei Divina lhes impõe. Uns aceitam essas provas com submissão e chegam mais depressa ao objetivo que lhes é destinado. Outros somente as suportam com lamentação e por causa dessa falta permanecem mais tempo afastados da perfeição e da felicidade prometida. LIVRO DOS ESPÍRITOS
  • 6.  
  • 7. O Dr. Reinaldo Leite escreveu um livro sobre a Cura do Câncer, quando este avançava violentamente sobre seu corpo físico. Relata neste livro que apesar de vários avisos prévios, ou seja, apesar do despertador já ter tocado várias vezes, ele não conseguia acordar. Ele dizia nesta fase difícil de sua vida: “estou com câncer por causa da minha invigilância aos avisos recebidos, e mesmo assim, não me dei conta.”
  • 8. 116 Há Espíritos que permanecerão perpetuamente nas classes inferiores? – Não, todos progridem demoradamente até a perfeição. Um pai justo e misericordioso não pode banir eternamente seus filhos. OBS de Emmanuel : “existem numerosos lugares de provações na esfera para vós invisível, destinados à regeneração e preparo de entidades perversas ou renitentes no crime, a fim de conhecerem as primeiras manifestações do remorso e do arrependimento, etapas iniciais da obra de redenção.” Livro – O CONSOLADOR
  • 9. RECORDANDO A BÍBLIA “ NENHUMA OVELHA DE MEU PAI SE PERDERÁ” “ DIA VIRÁ EM QUE A CONSCIÊNCIA MAIS DENEGRIDA EXPERIMENTARÁ, NO ÍNTIMO, A LUZ RADIOSA DA ALVORADA DE SEU AMOR”
  • 10. OBS do De Lucca: quando éramos criança calçavamos sapatos número 28. À medida que fomos crescendo e nosso pé aumentando, mudávamos os sapatos para não sentirmos muita dor. Assim é a nossa vida. Quanto mais crescermos espiritualmente mais teremos que mudar nossas vidas, nossos caminhos, rever padrões, rever crenças e ampliar a nossa consciência para sair da dor.
  • 11. 117 Depende dos Espíritos apressar seu progresso para a perfeição? – Certamente. Chegam mais ou menos rapidamente conforme seu desejo e submissão à vontade de Deus. Uma criança dócil não se instrui mais rapidamente do que uma criança rebelde? OBS do De Lucca: “ Deus não nos fará perfeitos; Ele nos dará as ferramentas para que nós alcançemos a nossa perfeição e felicidade plena.
  • 12.  
  • 13. 119 Deus não poderia isentar os Espíritos das provas que devem sofrer para atingir a perfeição? Onde estaria o mérito sem a luta ? ☼ P or que o soberano de um País não promove cada um de seus soldados a general? Por que todos os estudantes não são mestres?
  • 14.  
  • 15. OBS de Emmanuel A colheita não é igual para todas as sementes da Terra. Cada espécie tem o seu dia e a sua estação. Para que o homem tenha uma ótima colheita é imprescindível se adaptar a Vontade Divina e se harmonizar com as Leis Eternas.
  • 16. 121 Por que alguns Espíritos seguiram o caminho do bem e outros o do mal? Não têm eles o livre-arbítrio? OBS de Emmanuel: “ Colocada por Deus no caminho da vida, a alma nem sempre sabe agir em correlação com os bens recebidos do Criador, caindo pelo orgulho e pela vaidade, pela ambição ou pelo egoísmo, quebrando a harmonia divina e o equilíbrio de sua existência.” Livro : O Consolador
  • 17. A alma humana poder-se-á elevar para Deus tão somente com o progresso intelectual, sem os valores morais? O sentimento e a sabedoria são as duas asas com que a alma se elevará para a perfeição infinita. O avanço moral jamais será excessivo; O avanço intelectual sem o moral pode levar a queda na repetição das experiências. LIVRO : O CONSOLADOR
  • 18. Concluindo com Emmanuel: “ Ninguém poderá colher sem semear. Para atingirmos a colheita de grandes e precisos resultados sejamos … prudentes e devotados , orando e servindo , trabalhando e amando .” Livro Vinha de Luz