Alfred Szwarc
Seminário AEA de Combustíveis Automotivos
São Paulo – 21 de junho de 2007
Evolução do Uso do Etanol Como
Com...
Importância Estratégica
ü diversificação da matriz energética
ü combustível de fonte renovável à sustentabilidade
ü produç...
Características
ü combustível líquido, limpo e renovável
ü menor toxidez que gasolina e diesel
ü biodegradável
ü compatíve...
Transporte Rodoviário: ~ 25% da Emissão Global de CO2
Fonte: AIE – considerando o ciclo de vida dos combustíveis automotiv...
IPCC recomenda desde 2001 uso de combustíveis
renováveis e de baixo teor de carbono: Etanol é uma
alternativa viável e de ...
Redução na Emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE)
Emissões evitadas de GEE em termos de CO2 equivalente de
biocombustívei...
Mitigação do Efeito Estufa
Emissões evitadas de gases de efeito estufa pela indústria da
cana-de-açúcar são da mesma magni...
Demanda de Combustíveis para Veículos
(Ciclo Otto) – Fevereiro 2007
0%
25%
50%
75%
100%
80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 9...
Brasil: Ganhos de Produtividade
40,00
45,00
50,00
55,00
60,00
65,00
70,00
75,00
80,00
85,00
75/76
76/77
77/78
78/79
79/80
...
Produção de Etanol Anidro e Hidratado
0,0
4.000,0
8.000,0
12.000,0
16.000,0
20.000,0
24.000,0
28.000,0
32.000,0
36.000,0
4...
100
62
7,5 7,3 4,7 4,3 3,6
9
Brasil
SãoPaulo
Paraná
Minas Gerais
Goiás
MatoGrosso
MatoGrossodoSul
EstadosN/NE
Participação...
Expansão do Setor Produtivo
Investimentos em execução 2007/2012
- Novas UPs US$ 14,0 bilhões
- UPs Existentes US$ 3,0 bilh...
Expansão da Produção no Centro-Sul
Moagem 2009
Moagem 2005
Moagem 2006
Moagem 2007
Moagem 2008
Evolução das Exportações de Etanol
Fonte: SECEX, UnicaNota: valor estimado para 2007
0
1
2
3
4
BilhõesdeLitros
2000 2001 2...
Milho X Cana-de-Açúcar
(valores médios)
85
390
Litros/ton
de matéria
prima
Mais barato
Mais caro
Cost
8.36,500Cana
(Brasil...
Ethanol Production (mmgy)
0
500
1000
1500
2000
2500
3000
3500
4000
4500
5000
1980
1981
1982
1983
1984
1985
1986
1987
1988
...
Unidades Produtoras de Etanol nos EUA
Existentes (115)
Em construção (79)
Participação do Etanol no Mercado dos EUA
3.5%
534
18.6
2006
1.2%% mercado
8,5492Gasolina (bilhão litros)
2066.0Etanol (bi...
Produção de Etanol Combustível na China
0.4
1.2
1.6
1.8
2004 2005 2006 2007
Nota: valor estimado para 2007 Fonte: ADS
Bilh...
Etanol
Motores Otto
Dedicados
Sistemas
Híbridos
Compatibilidade do Etanol
Produção H2
& Células de
Combustível
Motores
Gas...
Uso de Etanol em Motores Diesel
Etanol com aditivo promovedor de ignição
Melbourne Estocolmo
Novo(maio 2007):
Híbrido com ...
Metas Ambientais da SL para Uso de
Combustíveis Renováveis*
(SL- Empresa de ônibus urbanos de Estocolmo)
üAté 2006: pelo m...
Motores Diesel Sem Alteração
Misturas diesel-biodiesel-etanol
• Mistura 72% diesel-36% biodiesel-2% etanol em uso na Viaçã...
Mercado de Motocicletas no Brasil
0
200
400
600
800
1000
1200
1400
1600
1800
1000unidades
1997
1998
1999
2000
2001
2002
20...
Motocicletas
Motos a Álcool ou Flex
• Motos a álcool já foram produzidas no país
• Proprietários estão usando rabo-de-galo...
Fonte: www.aeroneiva.com.br
Etanol na Aviação
• Substituição de gasolina com Pb
• Menores emissões
• Maior potência e torq...
Etanol e Células de Combustível
Reformador
Célula de Combustível
H2 Energia elétrica
ETANOL
Calor
Hydrogênio
Produção & di...
GNV X Etanol
Uso Racional do Gás Natural
• Gás natural também é um produto fóssil e finito.
• Fornecimento da Bolívia tem ...
Forças Indutoras: Segurança Energética & Meio Ambiente
Perspectivas: Crescimento no uso (nacional e mundial)
Desafios:
• Q...
OBRIGADOOBRIGADO
WWW.UNICA.COM.BR
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Evolucao do uso do etanol como combustivel veicular alfred

591 visualizações

Publicada em

Etanol
aquecimento global as mudanças climáticas são fatos reais
que vem causando prejuízos sociais,ambientais e econômicos.

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
591
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Evolucao do uso do etanol como combustivel veicular alfred

  1. 1. Alfred Szwarc Seminário AEA de Combustíveis Automotivos São Paulo – 21 de junho de 2007 Evolução do Uso do Etanol Como Combustível Veicular
  2. 2. Importância Estratégica ü diversificação da matriz energética ü combustível de fonte renovável à sustentabilidade ü produção doméstica ü Estado de São Paulo é o principal produtor ü geração de empregos na zona rural ü geração de renda e impostos na cadeia produtiva ETANOL Importância Ambiental ü combustível “limpo” à controle da poluição atmosférica (controle avançado requer combustível limpo) ü mitigação do efeito estufa
  3. 3. Características ü combustível líquido, limpo e renovável ü menor toxidez que gasolina e diesel ü biodegradável ü compatível com atual infraestrutura de armazenagem e distribuição para diesel ü facilmente disponível ü preços competitivos • menor conteúdo energético que gasolina e diesel ETANOL
  4. 4. Transporte Rodoviário: ~ 25% da Emissão Global de CO2 Fonte: AIE – considerando o ciclo de vida dos combustíveis automotivos de origem fósiil Efeito Estufa
  5. 5. IPCC recomenda desde 2001 uso de combustíveis renováveis e de baixo teor de carbono: Etanol é uma alternativa viável e de baixo custo para mitigar os gases de efeito estufa Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas Globais (IPCC): Aquecimento Global as mudanças climáticas são fatos reais que vem causando prejuízos sociais, ambientais e econômicos. Chuvas torrenciais na Europa Furacão Katrina nos EUA Degelo nos Polos
  6. 6. Redução na Emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) Emissões evitadas de GEE em termos de CO2 equivalente de biocombustíveis por km, em relação ao combustível de referência Fonte: Otto, M., UNEP
  7. 7. Mitigação do Efeito Estufa Emissões evitadas de gases de efeito estufa pela indústria da cana-de-açúcar são da mesma magnitude que as emissões emitidas pela Noruega: • Substituição da gasolina por etanol: 27,5 milhões t CO2 eq. • Uso do bagaço: 5,7 milhões t CO2 eq. Fonte: Macedo, I et alii, 2006
  8. 8. Demanda de Combustíveis para Veículos (Ciclo Otto) – Fevereiro 2007 0% 25% 50% 75% 100% 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 00 01 02 03 04 05 06 07 Hidratado Anidro Gasolina A GNV Fonte: ANP/Sindicom 7,4% 51,1% 15,3% 26,2 %
  9. 9. Brasil: Ganhos de Produtividade 40,00 45,00 50,00 55,00 60,00 65,00 70,00 75,00 80,00 85,00 75/76 76/77 77/78 78/79 79/80 80/81 81/82 82/83 83/84 84/85 85/86 86/87 87/88 88/89 89/90 90/91 91/92 92/93 93/94 94/95 95/96 96/97 97/98 98/99 99/00 00/01 01/02 02/03 03/04 04/05 05/06 06/07 tc/hectare 2,50 3,00 3,50 4,00 4,50 5,00 5,50 6,00 6,50 7,00 7,50 m3/hectare litros de álcool/tc tc/hectare m3/hectare
  10. 10. Produção de Etanol Anidro e Hidratado 0,0 4.000,0 8.000,0 12.000,0 16.000,0 20.000,0 24.000,0 28.000,0 32.000,0 36.000,0 40.000,0 75/76 76/77 77/78 78/79 79/80 80/81 81/82 82/83 83/84 84/85 85/86 86/87 87/88 88/89 89/90 90/91 91/92 92/93 93/94 94/95 95/96 96/97 97/98 98/99 99/00 00/01 01/02 02/03 03/04 04/05 05/06 06/07 07/08 12/13 bilhõesdelitros Álcool Anidro Álcool Hidratado Nota: valores projetados para 2007/08 e 2012/13
  11. 11. 100 62 7,5 7,3 4,7 4,3 3,6 9 Brasil SãoPaulo Paraná Minas Gerais Goiás MatoGrosso MatoGrossodoSul EstadosN/NE Participação Relativa dos Principais Estados Produtores de Etanol - Safra 2006/2007
  12. 12. Expansão do Setor Produtivo Investimentos em execução 2007/2012 - Novas UPs US$ 14,0 bilhões - UPs Existentes US$ 3,0 bilhões - TOTAL US$ 17,0 bilhões 85 Projetos Novos em Fase de Implantação 19 início em 2007/2008 38 início previsto em 2008/2009 30 início previsto em 2009/2010 08 início previsto em 2010/11/12 Total 147 projetos novos 61 Projetos anunciados e não mensurados. Vários com potenciais de implantação.
  13. 13. Expansão da Produção no Centro-Sul Moagem 2009 Moagem 2005 Moagem 2006 Moagem 2007 Moagem 2008
  14. 14. Evolução das Exportações de Etanol Fonte: SECEX, UnicaNota: valor estimado para 2007 0 1 2 3 4 BilhõesdeLitros 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007
  15. 15. Milho X Cana-de-Açúcar (valores médios) 85 390 Litros/ton de matéria prima Mais barato Mais caro Cost 8.36,500Cana (Brasil) 1.43,500Milho (EUA) Energia renovável / Energia Fóssil Litros/haMatéria prima O principal indicador de produtividade é l/ha pois a terra é o ativo de maior valor na cadeia produtiva
  16. 16. Ethanol Production (mmgy) 0 500 1000 1500 2000 2500 3000 3500 4000 4500 5000 1980 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 Produção de Etanol nos EUA 1980-2006 Milhão de galões/ano 18,6 bilhões de litros
  17. 17. Unidades Produtoras de Etanol nos EUA Existentes (115) Em construção (79)
  18. 18. Participação do Etanol no Mercado dos EUA 3.5% 534 18.6 2006 1.2%% mercado 8,5492Gasolina (bilhão litros) 2066.0Etanol (bilhão litros) ∆ %2000 Objetivo do governo norte-americano: substituir 20% da gasolina em 2017 por energia renovável (iniciativa 20:10) Projeções indicam que é possível produzir cerca de 60 bilhões de litros sem afetar substancialmente os preços do milho e seus derivados e que o restante deve vir de outras fontes Fonte:NCCA, USDA
  19. 19. Produção de Etanol Combustível na China 0.4 1.2 1.6 1.8 2004 2005 2006 2007 Nota: valor estimado para 2007 Fonte: ADS Bilhão de litros
  20. 20. Etanol Motores Otto Dedicados Sistemas Híbridos Compatibilidade do Etanol Produção H2 & Células de Combustível Motores Gasolina Motores Diesel Existentes/ Modificados Bi-Combustível: GNV, GLP, Diesel Flex-Fuel Biodiesel Química Alcoquímica
  21. 21. Uso de Etanol em Motores Diesel Etanol com aditivo promovedor de ignição Melbourne Estocolmo Novo(maio 2007): Híbrido com Etanol
  22. 22. Metas Ambientais da SL para Uso de Combustíveis Renováveis* (SL- Empresa de ônibus urbanos de Estocolmo) üAté 2006: pelo menos 25% • Para período 2011/2015: pelo menos 50% • Para 2022: pelo menos 75% • Para 2030: 100% *Combustíveis renováveis: etanol e biogás
  23. 23. Motores Diesel Sem Alteração Misturas diesel-biodiesel-etanol • Mistura 72% diesel-36% biodiesel-2% etanol em uso na Viação Itaim Paulista: mais de 1500 ônibus (?) • Resultados oficiais desconhecidos • Potencial estimado de redução de emissões: MP: 20 a 30% SOx: ~ 35% CO e HC:10 a 15% e CO2:15 a 25% • Etanol tem efeito positivo na redução de resíduos de carbono originados pelo biodiesel e atua como “anti-congelante” em temperaturas baixas (partida a frio no inverno)
  24. 24. Mercado de Motocicletas no Brasil 0 200 400 600 800 1000 1200 1400 1600 1800 1000unidades 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 Mercado doméstico Exportação Total Fonte: ABRACICLO
  25. 25. Motocicletas Motos a Álcool ou Flex • Motos a álcool já foram produzidas no país • Proprietários estão usando rabo-de-galo e fazendo conversões sem qualidade técnica para etanol. • Fabricantes de motos demandas do mercado • Em termos de consumo de combustível um automóvel equivale a ~ 3 motos 125 cc. • Motos emitem cerca de 3 vezes mais poluentes que veículos modernos à PROMOT à etanol pode ajudar. • Oportunidades de exportação à Asia,Europa, EUA
  26. 26. Fonte: www.aeroneiva.com.br Etanol na Aviação • Substituição de gasolina com Pb • Menores emissões • Maior potência e torque • Vantagens econômicas
  27. 27. Etanol e Células de Combustível Reformador Célula de Combustível H2 Energia elétrica ETANOL Calor Hydrogênio Produção & distribuição caras e complexasProcesso Convencional
  28. 28. GNV X Etanol Uso Racional do Gás Natural • Gás natural também é um produto fóssil e finito. • Fornecimento da Bolívia tem sido fonte de incertezas • Deve ter seu uso priorizado para geração de energia; usos industrial, comercial e residencial; alternativa ao diesel em aplicações automotivas. • Maioria das conversões de qualidade duvidosa. • Mesmo kits aprovados pelo Ibama não são instalados completos, para redução de custos à desempenho, dirigibilidade e emissãoes são comprometidos • Políticas para o gás natural devem ser revistas
  29. 29. Forças Indutoras: Segurança Energética & Meio Ambiente Perspectivas: Crescimento no uso (nacional e mundial) Desafios: • Qualificar formalmente o etanol como produto energético para superar as barreiras aos produtos agrícolas • Criação de contratos de longo prazo e mecanismos de hedging • Questões técnicas precisam ser compreendidas: corrosão, volatilidade, NOx, eficiência energética etc. Comentários Finais
  30. 30. OBRIGADOOBRIGADO WWW.UNICA.COM.BR

×