Turismo Rura L Grupo Da Catia

1.732 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.732
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
34
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Turismo Rura L Grupo Da Catia

  1. 1. Turismo! Um Motor Para o Desenvolvimento Rural Escola secundária de Nelas Ano Lectivo 2009/10 WebQuest – Geografia A Trabalho elaborado por: Ana Gonçalves nº3 Cátia Mendes nº 7 Daniel Monteiro nº 9 11ºB
  2. 2. <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>O turismo e outras actividades recreativas e de lazer nas áreas rurais têm vindo a assumir uma crescente importância a nível nacional, acompanhando o aparecimento de um valor simbólico do espaço rural. </li></ul><ul><li>As áreas rurais próximas dos centros urbanos e, no geral, as do Litoral, beneficiam do dinamismo dos espaços urbanos, mas as mais periféricas enfrentam problemas demográficos, como por exemplo: </li></ul><ul><li>perda e envelhecimento; </li></ul><ul><li>falta de emprego; </li></ul><ul><li>baixo poder de compra; </li></ul><ul><li>insuficiência das redes de transportes; </li></ul><ul><li>carência de equipamentos. </li></ul><ul><li>O nosso trabalho vai falar do tema “Turismo no Espaço Rural”, serão apresentados características do turismo em espaço rural, os variados tipos de turismo no espaço rural, zonas onde podem ser praticadas essas mesmas actividades. </li></ul>
  3. 3. Razões do incremento da procura pelo TER TER (Turismo no espaço rural)  tem como objectivo principal <ul><li>Oferecer aos turistas a oportunidade de conviver com: </li></ul><ul><li>as práticas </li></ul><ul><li>as tradições </li></ul><ul><li>os valores da sociedade rural </li></ul>Valorizando as particularidades das regiões, desde a paisagem à gastronomia e aos costumes. assim Pode constituir um importante factor de desenvolvimento das áreas rurais.
  4. 4. Nos últimos anos, tem-se registado uma tendência de aumento da procura do TER. <ul><li>O maior interesse pelo património, pela Natureza e sua relação com a saúde; </li></ul><ul><li>A necessidade de descanso e evasão e a busca de paz e tranquilidade; </li></ul><ul><li>A valorização da diferença e da oferta turística mais personalizada; </li></ul><ul><li>O aumento dos tempos de lazer e do nível de instrução e cultural da população; </li></ul><ul><li>A crescente mobilidade da população e a melhoria das acessibilidades. </li></ul>As principais razões são:
  5. 5. Os efeitos multiplicadores do Turismo/factor de desenvolvimento Cria emprego Aumenta e rejuvenesce a população Aumenta a construção civil, o comércio, os serviços e artesanato. Atrai turistas Cria-se riqueza Melhora as acessibilidades Turismo Preserva o património arquitectónico e paisagístico
  6. 6. O turismo – um pólo dinamizador do desenvolvimento rural <ul><li>O mundo rural tem sido sujeito a várias mudanças de índole demográfica, social e económica nas últimas décadas. </li></ul><ul><li>Mudanças que se relacionam principalmente com: </li></ul><ul><li>a abertura do mercado nacional ao exterior (com a adesão de Portugal em 1986 à União Europeia); </li></ul><ul><li>o inerente aumento da competitividade no mercado; </li></ul><ul><li>a evolução dos centros urbanos e industrialização, induzindo a migração e emigração da população rural para os pólos urbanos, onde se concentram importantes recursos económicos; </li></ul><ul><li>as pressões induzidas nas áreas agrícolas, essencialmente provocadas pela PAC que tende a favorecer as grandes explorações agrícolas em detrimento dos pequenos agricultores. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Toda a conjuntura definida anteriormente teve como consequência: </li></ul><ul><li>o êxodo rural, sendo um processo que em Portugal teve início na década de sessenta e que teve como principais consequências, o envelhecimento da população rural; </li></ul><ul><li>o aumento do desemprego; </li></ul><ul><li>a degradação dos recursos naturais e um tecido produtivo fraco. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>O mundo rural entra numa fase de redescoberta pela população urbana que, de uma forma crescente, procura locais de desafogo a um quotidiano urbano cada vez mais exigente, procurando adquirir bens que só estas áreas proporcionam. </li></ul><ul><li>Surge então uma variedade de estratégias, ligadas a esta nova procura, que devem ser encaradas de forma integrada. É crucial desenvolver novas actividades: </li></ul><ul><li>de índole económica, </li></ul><ul><li>de índole social e ambiental. </li></ul><ul><li>fortalecendo o tecido produtivo das regiões mais desfavorecidas. </li></ul>
  9. 9. Torna-se fundamental :  A população rural esteja envolvida neste processo e que sejam os beneficiários directos destas estratégias. São assim fomentadas actividades ligadas ao recreio e lazer, bem como à conservação de tradições culturais e ambientais. É neste contexto que o turismo é encarado como base potenciadora do desenvolvimento rural, através da criação de novos postos de emprego, induzindo o desenvolvimento de outras actividades e valorizando recursos locais (gastronomia, artesanato...).
  10. 10. <ul><li>Deve no entanto, ser fomentado como actividade complementar, de forma a obter-se um desenvolvimento sustentável das áreas rurais </li></ul><ul><li> situações sobre exploração de recursos </li></ul><ul><li>perca de originalidade </li></ul><ul><li>autenticidade dos locais visitados. </li></ul>evitando
  11. 11. <ul><li>É neste contexto que o papel do planeador é de importância crucial: </li></ul><ul><li>ao conjugar de forma integrada as vertentes económica, social e ambiental; </li></ul><ul><li>potenciando um desenvolvimento sustentável. </li></ul>através <ul><li>de um fenómeno como o turismo que é utilizador de recursos: </li></ul><ul><li>território; </li></ul><ul><li>costumes; </li></ul><ul><li>as tradições; </li></ul><ul><li>património cultural. </li></ul>
  12. 12. Importância do TER para a sustentabilidade natural e cultural
  13. 13. <ul><li>Agroturismo </li></ul><ul><li>Agroturismo : modalidade de turismo praticada no meio rural: </li></ul><ul><li> por agricultores familiares dispostos a compartilhar seu modo de vida com os habitantes do meio urbano. </li></ul><ul><ul><ul><li>Os agricultores, mantendo as suas actividades agropecuárias, oferecem serviços de qualidade, valorizando e respeitando o meio ambiente e a cultural local. </li></ul></ul></ul>Associado à actividades de Agroecologia, Ecoturismo ou Educação ambiental.
  14. 14. O agroturismo ajuda a estabilizar a economia local, criando empregos nas actividades indirectamente ligadas à actividade agrícola e ao próprio turismo, como:  comércio de mercadorias;  serviços auxiliares;  construção civil. Além de abrir oportunidades de negócios directos, como:  hospedagem;  lazer;  recreação.
  15. 15. <ul><li> o estímulo à conservação ambiental; </li></ul><ul><li>multiplicação de espécies de plantas e animais (entre outros) </li></ul><ul><li>pelo aumento da procura turística. </li></ul>Com relação aos benefícios ambientais há:
  16. 16. <ul><li>Economicamente, pode-se mencionar as seguintes vantagens associadas ao agroturismo : </li></ul><ul><li>a possibilidade de agregar valor aos produtos agrícolas do estabelecimento; </li></ul><ul><li>a instalação de indústrias artesanais (por exemplo para a produção de alimentos regionais típicos). </li></ul><ul><li>Além disso, desperta a atenção para o manejo, conservação e recuperação de áreas degradadas e da vegetação florestal e natural. </li></ul>
  17. 17. Para ver o vídeo sobre Agroturismo em Linhares aceda este link: http://www.youtube.com/watch?v=eFkyiyrDMIQ

×