SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 49
PROJETO DE FÁBRICAPROJETO DE FÁBRICA
PROCESSO DE FABRICAÇÃO
DO PRODUTO
CADEIRA ESCADA
PROJETO DE FÁBRICAPROJETO DE FÁBRICA
PROCESSO DE FABRICAÇÃO DO
PRODUTO
CADEIRA ESCADA
Alunos: Antonio Ferreira
Dorenilson Henrique
Eduardo Mendes Gomes
Gelcine Angela da Silva
Glauber da Silva Pereira
Saymon Henrique Braz
CADEIRA ESCADACADEIRA ESCADA
Desenvolvida com a função da comodidade e
praticidade, a cadeira escada tem as função
agregadas em apenas um elemento. Consiste nada
menos que uma cadeira dobrável que se
transforma em uma escada para uso domestica.
PRODUTOPRODUTO
Figura 1: Cadeira Figura 2: Escada
PROJETO DO PRODUTOPROJETO DO PRODUTO
Figura 3: Projeto da Cadeira Escada
PROCESSO DEPROCESSO DE
PRODUÇÃOPRODUÇÃO
PEÇAS QUANT.
Base da cadeira 04
Viga de encosto 02
Encosto 01
Assento dobrável 02
Degraus embutido 02
Base de separação 02
Dobradiças 02
PROCESSO DEPROCESSO DE
PRODUÇÃOPRODUÇÃO
PEÇAS ADQUIRIDAS POR TERCEIROS
Fixação
Lixa
Parafusos
Vinis
PROCESSO DEPROCESSO DE
PRODUÇÃOPRODUÇÃO
Será feito em uma marcenaria de
pequeno porte a onde a produção e feita
pelo próprio dono.
PROCESSO DEPROCESSO DE
PRODUÇÃOPRODUÇÃO
PROCESSO DE FABRICAÇÃO DA CADEIRA ESCADA
FASE 1
Fixar as pernas dianteiras com o parafuso na base de
sustentação.
Logo apos fixar os degraus embutidos entre os pés.
FASE 2
Fixar o assento sobre a base do pés dianteiro.
Fixar de uma vez duas dobradiças na parte inferior do assento
com concavidade para baixo.
FASE 3 Repita o processo anterior nos pés traseiro.
PROCESSO DEPROCESSO DE
PRODUÇÃOPRODUÇÃO
PROCESSO DE FABRICAÇÃO DA CADEIRA ESCADA
FASE 4 Fixar a base do encosto com a tabua de encosto.
FASE 5
Parafusar as dobradiças nos pés traseiro unido-o ao
dianteiro.
FASE 6 Fixar o encosto já pronto na base do assento da cadeira
FASE 7 Lixe e vernizes para dar bom acabamento.
EQUIPAMENTOS UTILIZADOSEQUIPAMENTOS UTILIZADOS
EQUIPAMENTOS QUANT.
Serra de Bancada 01
Lixadeira 01
Parafusadeira 01
Furadeira 01
ROTINA DE TRABALHOROTINA DE TRABALHO
ROTINA DE TRABALHO
Separar os materiais a ser utilizados
Realizar os cortes das peças
Fazer a montagem das peças
Realizar acabamento
TEMPOS PADRÕESTEMPOS PADRÕES
FASE DE FABRICAÇÃO
DURAÇÃO
(minutos/horas)
Separar os materiais a ser utilizados 0:30
Realizar os cortes das peças 1:30
Fazer a montagem das peças 0:30
Realizar acabamento 1:30
TOTAL: 4hs:00min
PROGRAMAÇÃOPROGRAMAÇÃO DE PRODUÇÃODE PRODUÇÃO
PROCESSO
PROGRAMAÇÃO
INICIO DIA TÉRMINO DIA
DURAÇÃO
(minutos/hrs)
Separar os materiais a ser
utilizados
17/09/15
QUINTA-
FEIRA 17/09/15 QUINTA-FEIRA
0:30
Realizar os cortes das
peças
17/09/15
QUINTA-
FEIRA 17/09/15 QUINTA-FEIRA 1:30
Fazer a montagem das
peças
17/09/15
QUINTA-
FEIRA 17/09/15 QUINTA-FEIRA 0:30
Realizar acabamento 17/09/15
QUINTA-
FEIRA 17/09/15 QUINTA-FEIRA
1:30
TOTAL
:
4hs:00min
CARGA DE MÃO DE OBRACARGA DE MÃO DE OBRA
MÃO DE OBRA QUANT.
Carpinteiro 01
A carga de mão de obra = programa de produção /dia x tempo padrão
minuto /peças
= 02 pecas /dia x 240 minutos/dia
=480 minutos
A carga de mão de obra e de 480 minutos, para uma produção de 02 peças
por dia.
O colaborador da fabrica possuem 480 minutos de trabalho diário.
Numero de pessoas=carga de mão de obra (minutos/dia)
Tempo disponível (pessoas/dia)
=480 minutos/dia
480minutos/Pessoa/dia
=01 Pessoa
CARGA DE MAQUINACARGA DE MAQUINA
OPERAÇÃO
MAQUINA
T.P
min./pç
Programa
Produção
/diaDESCRIÇÃO
Separar os materiais a ser utilizados N.A 00:30 00:60
Realizar os cortes das peças
Serra Circula de
bancada 1:30 2:60
Fazer a montagem das peças
Furadeira
parafusadeira 00:30 00:60
Realizar acabamento Lixadeira 1:30 2:60
CARGA DE MAQUINACARGA DE MAQUINA
CARGA DE MAQUINA DA SERRA CIRCULA DE BANCADA
T.P
min./pç
Programa
Produção/dia
Carga
min./diaDESCRIÇÃO DE OPERAÇÕES
Realizar os cortes das peças 1:30 2:60 3:38
CARGA DE MAQUINA DA LIXADEIRA T.P
min./pç
Programa
Produção/dia
Carga
min./diaDESCRIÇÃO DE OPERAÇÕES
Realizar acabamento 1:30 2:60 3:38
CARGA DE MAQUINA DA FURADEIRA/PARAFUSADEIRA
T.P
min./pç
Programa
Produção/dia
Carga
min./diaDESCRIÇÃO DE OPERAÇÕES
Fazer a montagem das peças 00:30 00:60 00:18
OBRIGADA PELAOBRIGADA PELA
ATENÇÃO!ATENÇÃO!
SEGUNDA PARTESEGUNDA PARTE
PROJETO DE FÁBRICAPROJETO DE FÁBRICA
PROCESSO DE FABRICAÇÃO DO PRODUTO
CADEIRA ESCADA
Alunos: Antonio Ferreira
Dorenilson Henrique
Eduardo Mendes Gomes
Gelcine Angela da Silva
Glauber da Silva Pereira
Saymon Henrique Braz
Vinicius Lima Cruz
Capital necessário para investir em um determinado projeto, desde o
início do estudo até a sua inicialização de produção.
Ou seja, é o valor a ser utilizado para o financiamento das atividades de
compras, fabricação, construção, produção, etc.
É o cálculo elaborado para estimar o valor a ser gasto na fabricação de
um produto.
Neste caso em particular, o produto a ser fabricado é a cadeira escada
feita em madeira de eucalipto, logo devemos considerar todos os gastos
diretos e indiretos envolvidos no processo de fabricação das cadeira
escada.
Toda empresa, seja industrial, comercial ou de serviços, precisa
determinar, com precisão, seus preços de venda, sob pena de perder
mercados.
Aspectos como a inflação, a concorrência, investimentos, o mercado
de atuação bem como a qualidade do bem produzido e seu lucro, devem
ser criteriosamente considerados ao determinar o preço de venda.
VPL= 64.526,92 POR TANTO A EMPRESA E ECONOMICAMENTE VIAVEL.
TIR=136,06
E um projeto simples e barato, mas tem muita utilidade no dia a dia
das donas de casa. Sendo assim foi feita uma pesquisa de mercado com
50 potenciais clientes, foi chegada a conclusão que o mercado está
aberto para esse produto.
LOCALIDADES : A - Ipatinga, B – Coronel Fabriciano, C – Industrial
Critérios Para Avaliação
Ponderação de
Importância
Notas locais Pontuações Locais
A B C A B C
Custo do local 4 4 6 7 16 24 28
Impostos do local 2 2 4 6 4 8 12
Disponibilidade de Mão de Obra 1 8 8 8 8 8 8
Matéria Prima 1 8 7 3 8 7 3
Potencial de Expansão 1 7 5 2 7 5 2
Acesso à Rodovia 1 5 7 5 5 7 5
TOTAL 48 59 58
Obs.: O método utilizado para definer a localização foi o da ponderação de fatores e a cidade
escolhida para as instalações da fábrica foi Coronel Fabriciano – M.G
Resultado da Pesquisa
Itens da pesquisa Resultado
Viabilidade do projeto 60%
Público (Mulheres x Homens) 55% x 45%
Aceitação do publico feminino 70%
Aceitação do publico masculino 55%
Pessoas que comprariam o produto 60%
Conclusão
Carpinteiro
Secretaria
Diretor
(pró-labore)
Auxiliar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
Moises Ribeiro
 
Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.
Henrique Ferreira
 
Demonstrações financeiras, fluxo de caixa e impostos
Demonstrações financeiras, fluxo de caixa e impostosDemonstrações financeiras, fluxo de caixa e impostos
Demonstrações financeiras, fluxo de caixa e impostos
Melquiades Pereira
 
Aula 01 O que é estratégia
Aula 01   O que é estratégiaAula 01   O que é estratégia
Aula 01 O que é estratégia
alemartins10
 
Arranjo físico layout
Arranjo físico   layoutArranjo físico   layout
Arranjo físico layout
Raylson Rabelo
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Sustentare Escola de Negócios
 

Mais procurados (20)

2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
2º e 3ºaula de pcp, mrp i e mrp-ii (1)
 
Mapeamento de Fluxo de Valor
Mapeamento de Fluxo de ValorMapeamento de Fluxo de Valor
Mapeamento de Fluxo de Valor
 
Fluxograma & Layout
Fluxograma & LayoutFluxograma & Layout
Fluxograma & Layout
 
Estudo do método de trabalho
Estudo do método de trabalhoEstudo do método de trabalho
Estudo do método de trabalho
 
Analise swot
Analise swotAnalise swot
Analise swot
 
Planejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produçãoPlanejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produção
 
Tomada de decisão
Tomada de decisãoTomada de decisão
Tomada de decisão
 
Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.Gestão/Administração da produção.
Gestão/Administração da produção.
 
Demonstrações financeiras, fluxo de caixa e impostos
Demonstrações financeiras, fluxo de caixa e impostosDemonstrações financeiras, fluxo de caixa e impostos
Demonstrações financeiras, fluxo de caixa e impostos
 
Processos de Produção
Processos de ProduçãoProcessos de Produção
Processos de Produção
 
Aula empreendedorismo
Aula empreendedorismoAula empreendedorismo
Aula empreendedorismo
 
Produção cap1 aula 1
Produção cap1   aula 1Produção cap1   aula 1
Produção cap1 aula 1
 
Ciclo pdca
Ciclo pdcaCiclo pdca
Ciclo pdca
 
Aula 01 O que é estratégia
Aula 01   O que é estratégiaAula 01   O que é estratégia
Aula 01 O que é estratégia
 
Arranjo físico layout
Arranjo físico   layoutArranjo físico   layout
Arranjo físico layout
 
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene SeibelManufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
Manufatura Enxuta (Lean) - Slides - Profª Silene Seibel
 
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidadesMercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
 
Aula10 fluxogramas
Aula10 fluxogramasAula10 fluxogramas
Aula10 fluxogramas
 
COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS PARA O SÉCULO XXI
COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS PARA O SÉCULO XXICOMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS PARA O SÉCULO XXI
COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS PARA O SÉCULO XXI
 
Aula de desenvolvimento de produtos
Aula de desenvolvimento de produtosAula de desenvolvimento de produtos
Aula de desenvolvimento de produtos
 

Destaque

Destaque (16)

Trabalho de fabrica
Trabalho de fabricaTrabalho de fabrica
Trabalho de fabrica
 
Trabalho gestão ambiental e siderurgia
Trabalho gestão ambiental e siderurgiaTrabalho gestão ambiental e siderurgia
Trabalho gestão ambiental e siderurgia
 
Manual dos projetos
Manual dos projetosManual dos projetos
Manual dos projetos
 
GESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇO
GESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇOGESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇO
GESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇO
 
Apresentação logistica 2015
Apresentação logistica 2015Apresentação logistica 2015
Apresentação logistica 2015
 
Main Task Story board
Main Task Story boardMain Task Story board
Main Task Story board
 
Handleiding lelie zorggroep meldingen exporteren
Handleiding lelie zorggroep meldingen exporterenHandleiding lelie zorggroep meldingen exporteren
Handleiding lelie zorggroep meldingen exporteren
 
Trabalho marketing
Trabalho marketingTrabalho marketing
Trabalho marketing
 
A voz do_cliente
A voz do_clienteA voz do_cliente
A voz do_cliente
 
GESTÃO DE Projeto formatura 2015
GESTÃO DE Projeto formatura 2015GESTÃO DE Projeto formatura 2015
GESTÃO DE Projeto formatura 2015
 
Cholangitis
CholangitisCholangitis
Cholangitis
 
Net Lease Chicago Property For Sale
Net Lease Chicago Property For SaleNet Lease Chicago Property For Sale
Net Lease Chicago Property For Sale
 
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentosSEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
 
TCC - GELCINE E VINICIUS
TCC - GELCINE E VINICIUSTCC - GELCINE E VINICIUS
TCC - GELCINE E VINICIUS
 
Trabalho de Ergonomia 2015
Trabalho de Ergonomia 2015Trabalho de Ergonomia 2015
Trabalho de Ergonomia 2015
 
TCC - GELCINE E VINICIUS
TCC - GELCINE E VINICIUSTCC - GELCINE E VINICIUS
TCC - GELCINE E VINICIUS
 

Semelhante a PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2

Mecanismo da Função Produção Perdas
Mecanismo da Função Produção PerdasMecanismo da Função Produção Perdas
Mecanismo da Função Produção Perdas
University
 
U2S2 - Planejamento Mestre de Produção.pdf
U2S2 - Planejamento Mestre de Produção.pdfU2S2 - Planejamento Mestre de Produção.pdf
U2S2 - Planejamento Mestre de Produção.pdf
CelsoCiamponi1
 
Viewcomm SOU Imprensa 2013
Viewcomm SOU Imprensa 2013Viewcomm SOU Imprensa 2013
Viewcomm SOU Imprensa 2013
Luiza Macedo
 
Fabricação Domissanitários em Pó
Fabricação Domissanitários em PóFabricação Domissanitários em Pó
Fabricação Domissanitários em Pó
Jose Carlos Voltan
 
3DSystems - Geomagic Freeform
3DSystems - Geomagic Freeform3DSystems - Geomagic Freeform
3DSystems - Geomagic Freeform
Robtec
 

Semelhante a PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2 (20)

Workshop de Produção
Workshop de ProduçãoWorkshop de Produção
Workshop de Produção
 
PRC+QY NSB final SP
PRC+QY NSB final SPPRC+QY NSB final SP
PRC+QY NSB final SP
 
Artefato organizador para um espaço de trabalho.- projeto 21
Artefato organizador  para um espaço de trabalho.- projeto 21Artefato organizador  para um espaço de trabalho.- projeto 21
Artefato organizador para um espaço de trabalho.- projeto 21
 
04 O artefato organizador para um espaço de trabalho projeto 21_ v 2015.2
04 O artefato organizador  para um espaço de trabalho projeto 21_ v 2015.204 O artefato organizador  para um espaço de trabalho projeto 21_ v 2015.2
04 O artefato organizador para um espaço de trabalho projeto 21_ v 2015.2
 
(Iii) p 5 smed
(Iii) p   5 smed(Iii) p   5 smed
(Iii) p 5 smed
 
PIF2019 - A15 - Cesar Batalha e Jocilei Oliveira Filho - AutoForm
PIF2019 - A15 - Cesar Batalha e Jocilei Oliveira Filho - AutoFormPIF2019 - A15 - Cesar Batalha e Jocilei Oliveira Filho - AutoForm
PIF2019 - A15 - Cesar Batalha e Jocilei Oliveira Filho - AutoForm
 
MANUAL_EPS_BRASIL_PRODUÇÃO_FINAL.pdf
MANUAL_EPS_BRASIL_PRODUÇÃO_FINAL.pdfMANUAL_EPS_BRASIL_PRODUÇÃO_FINAL.pdf
MANUAL_EPS_BRASIL_PRODUÇÃO_FINAL.pdf
 
Simulador de processo logístico - Promodel
Simulador de processo logístico - PromodelSimulador de processo logístico - Promodel
Simulador de processo logístico - Promodel
 
TDC2018SP | Trilha Arduino, Makers e Impressao 3D - Waldunano StandAlone - D...
TDC2018SP | Trilha Arduino, Makers e Impressao 3D - Waldunano  StandAlone - D...TDC2018SP | Trilha Arduino, Makers e Impressao 3D - Waldunano  StandAlone - D...
TDC2018SP | Trilha Arduino, Makers e Impressao 3D - Waldunano StandAlone - D...
 
APRESENTAÇÃO PROJETO.ppt
APRESENTAÇÃO PROJETO.pptAPRESENTAÇÃO PROJETO.ppt
APRESENTAÇÃO PROJETO.ppt
 
Mecanismo da Função Produção Perdas
Mecanismo da Função Produção PerdasMecanismo da Função Produção Perdas
Mecanismo da Função Produção Perdas
 
U2S2 - Planejamento Mestre de Produção.pdf
U2S2 - Planejamento Mestre de Produção.pdfU2S2 - Planejamento Mestre de Produção.pdf
U2S2 - Planejamento Mestre de Produção.pdf
 
IAP001
IAP001IAP001
IAP001
 
Viewcomm SOU Imprensa 2013
Viewcomm SOU Imprensa 2013Viewcomm SOU Imprensa 2013
Viewcomm SOU Imprensa 2013
 
OEE Apresentação TCC
OEE Apresentação TCCOEE Apresentação TCC
OEE Apresentação TCC
 
Fabricação Domissanitários em Pó
Fabricação Domissanitários em PóFabricação Domissanitários em Pó
Fabricação Domissanitários em Pó
 
Road Show Soluções para Mega Eventos Esportivos
Road Show Soluções para Mega Eventos Esportivos Road Show Soluções para Mega Eventos Esportivos
Road Show Soluções para Mega Eventos Esportivos
 
3DSystems - Geomagic Freeform
3DSystems - Geomagic Freeform3DSystems - Geomagic Freeform
3DSystems - Geomagic Freeform
 
A minha experiência como Sensei - Bruno Oliveira Eng
A minha experiência como Sensei - Bruno Oliveira EngA minha experiência como Sensei - Bruno Oliveira Eng
A minha experiência como Sensei - Bruno Oliveira Eng
 
Relatório estágio - maquinas cnc
Relatório estágio - maquinas cncRelatório estágio - maquinas cnc
Relatório estágio - maquinas cnc
 

Mais de gelcine Angela (13)

PLANO DE PESQUISA - SEGURANÇA
PLANO DE PESQUISA - SEGURANÇAPLANO DE PESQUISA - SEGURANÇA
PLANO DE PESQUISA - SEGURANÇA
 
COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)
COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)
COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)
 
Apresentaçao Lavanderia Hospitalar
Apresentaçao Lavanderia HospitalarApresentaçao Lavanderia Hospitalar
Apresentaçao Lavanderia Hospitalar
 
Kanban
Kanban Kanban
Kanban
 
PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASA
PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASAPLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASA
PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASA
 
ENGENHARIA TRABALHO
ENGENHARIA TRABALHOENGENHARIA TRABALHO
ENGENHARIA TRABALHO
 
INTRODUÇÃO A ENGENHARIA
INTRODUÇÃO A ENGENHARIA INTRODUÇÃO A ENGENHARIA
INTRODUÇÃO A ENGENHARIA
 
TRIZ
TRIZTRIZ
TRIZ
 
Custo ambientais
Custo ambientaisCusto ambientais
Custo ambientais
 
Automação reconhecimento de padrões
Automação reconhecimento de padrões Automação reconhecimento de padrões
Automação reconhecimento de padrões
 
Apresentação mecânica do solo
Apresentação  mecânica do solo Apresentação  mecânica do solo
Apresentação mecânica do solo
 
RELATÓRIO DE ESTAGIO
RELATÓRIO DE ESTAGIORELATÓRIO DE ESTAGIO
RELATÓRIO DE ESTAGIO
 
Excesso transito cidade Ipatinga
 Excesso  transito cidade Ipatinga Excesso  transito cidade Ipatinga
Excesso transito cidade Ipatinga
 

PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2

  • 1. PROJETO DE FÁBRICAPROJETO DE FÁBRICA PROCESSO DE FABRICAÇÃO DO PRODUTO CADEIRA ESCADA
  • 2. PROJETO DE FÁBRICAPROJETO DE FÁBRICA PROCESSO DE FABRICAÇÃO DO PRODUTO CADEIRA ESCADA Alunos: Antonio Ferreira Dorenilson Henrique Eduardo Mendes Gomes Gelcine Angela da Silva Glauber da Silva Pereira Saymon Henrique Braz
  • 3. CADEIRA ESCADACADEIRA ESCADA Desenvolvida com a função da comodidade e praticidade, a cadeira escada tem as função agregadas em apenas um elemento. Consiste nada menos que uma cadeira dobrável que se transforma em uma escada para uso domestica.
  • 5. PROJETO DO PRODUTOPROJETO DO PRODUTO Figura 3: Projeto da Cadeira Escada
  • 6. PROCESSO DEPROCESSO DE PRODUÇÃOPRODUÇÃO PEÇAS QUANT. Base da cadeira 04 Viga de encosto 02 Encosto 01 Assento dobrável 02 Degraus embutido 02 Base de separação 02 Dobradiças 02
  • 7. PROCESSO DEPROCESSO DE PRODUÇÃOPRODUÇÃO PEÇAS ADQUIRIDAS POR TERCEIROS Fixação Lixa Parafusos Vinis
  • 8. PROCESSO DEPROCESSO DE PRODUÇÃOPRODUÇÃO Será feito em uma marcenaria de pequeno porte a onde a produção e feita pelo próprio dono.
  • 9. PROCESSO DEPROCESSO DE PRODUÇÃOPRODUÇÃO PROCESSO DE FABRICAÇÃO DA CADEIRA ESCADA FASE 1 Fixar as pernas dianteiras com o parafuso na base de sustentação. Logo apos fixar os degraus embutidos entre os pés. FASE 2 Fixar o assento sobre a base do pés dianteiro. Fixar de uma vez duas dobradiças na parte inferior do assento com concavidade para baixo. FASE 3 Repita o processo anterior nos pés traseiro.
  • 10. PROCESSO DEPROCESSO DE PRODUÇÃOPRODUÇÃO PROCESSO DE FABRICAÇÃO DA CADEIRA ESCADA FASE 4 Fixar a base do encosto com a tabua de encosto. FASE 5 Parafusar as dobradiças nos pés traseiro unido-o ao dianteiro. FASE 6 Fixar o encosto já pronto na base do assento da cadeira FASE 7 Lixe e vernizes para dar bom acabamento.
  • 11. EQUIPAMENTOS UTILIZADOSEQUIPAMENTOS UTILIZADOS EQUIPAMENTOS QUANT. Serra de Bancada 01 Lixadeira 01 Parafusadeira 01 Furadeira 01
  • 12. ROTINA DE TRABALHOROTINA DE TRABALHO ROTINA DE TRABALHO Separar os materiais a ser utilizados Realizar os cortes das peças Fazer a montagem das peças Realizar acabamento
  • 13. TEMPOS PADRÕESTEMPOS PADRÕES FASE DE FABRICAÇÃO DURAÇÃO (minutos/horas) Separar os materiais a ser utilizados 0:30 Realizar os cortes das peças 1:30 Fazer a montagem das peças 0:30 Realizar acabamento 1:30 TOTAL: 4hs:00min
  • 14. PROGRAMAÇÃOPROGRAMAÇÃO DE PRODUÇÃODE PRODUÇÃO PROCESSO PROGRAMAÇÃO INICIO DIA TÉRMINO DIA DURAÇÃO (minutos/hrs) Separar os materiais a ser utilizados 17/09/15 QUINTA- FEIRA 17/09/15 QUINTA-FEIRA 0:30 Realizar os cortes das peças 17/09/15 QUINTA- FEIRA 17/09/15 QUINTA-FEIRA 1:30 Fazer a montagem das peças 17/09/15 QUINTA- FEIRA 17/09/15 QUINTA-FEIRA 0:30 Realizar acabamento 17/09/15 QUINTA- FEIRA 17/09/15 QUINTA-FEIRA 1:30 TOTAL : 4hs:00min
  • 15. CARGA DE MÃO DE OBRACARGA DE MÃO DE OBRA MÃO DE OBRA QUANT. Carpinteiro 01 A carga de mão de obra = programa de produção /dia x tempo padrão minuto /peças = 02 pecas /dia x 240 minutos/dia =480 minutos A carga de mão de obra e de 480 minutos, para uma produção de 02 peças por dia. O colaborador da fabrica possuem 480 minutos de trabalho diário. Numero de pessoas=carga de mão de obra (minutos/dia) Tempo disponível (pessoas/dia) =480 minutos/dia 480minutos/Pessoa/dia =01 Pessoa
  • 16. CARGA DE MAQUINACARGA DE MAQUINA OPERAÇÃO MAQUINA T.P min./pç Programa Produção /diaDESCRIÇÃO Separar os materiais a ser utilizados N.A 00:30 00:60 Realizar os cortes das peças Serra Circula de bancada 1:30 2:60 Fazer a montagem das peças Furadeira parafusadeira 00:30 00:60 Realizar acabamento Lixadeira 1:30 2:60
  • 17. CARGA DE MAQUINACARGA DE MAQUINA CARGA DE MAQUINA DA SERRA CIRCULA DE BANCADA T.P min./pç Programa Produção/dia Carga min./diaDESCRIÇÃO DE OPERAÇÕES Realizar os cortes das peças 1:30 2:60 3:38 CARGA DE MAQUINA DA LIXADEIRA T.P min./pç Programa Produção/dia Carga min./diaDESCRIÇÃO DE OPERAÇÕES Realizar acabamento 1:30 2:60 3:38 CARGA DE MAQUINA DA FURADEIRA/PARAFUSADEIRA T.P min./pç Programa Produção/dia Carga min./diaDESCRIÇÃO DE OPERAÇÕES Fazer a montagem das peças 00:30 00:60 00:18
  • 20. PROJETO DE FÁBRICAPROJETO DE FÁBRICA PROCESSO DE FABRICAÇÃO DO PRODUTO CADEIRA ESCADA Alunos: Antonio Ferreira Dorenilson Henrique Eduardo Mendes Gomes Gelcine Angela da Silva Glauber da Silva Pereira Saymon Henrique Braz Vinicius Lima Cruz
  • 21.
  • 22.
  • 23. Capital necessário para investir em um determinado projeto, desde o início do estudo até a sua inicialização de produção. Ou seja, é o valor a ser utilizado para o financiamento das atividades de compras, fabricação, construção, produção, etc.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38. É o cálculo elaborado para estimar o valor a ser gasto na fabricação de um produto. Neste caso em particular, o produto a ser fabricado é a cadeira escada feita em madeira de eucalipto, logo devemos considerar todos os gastos diretos e indiretos envolvidos no processo de fabricação das cadeira escada.
  • 39.
  • 40.
  • 41. Toda empresa, seja industrial, comercial ou de serviços, precisa determinar, com precisão, seus preços de venda, sob pena de perder mercados. Aspectos como a inflação, a concorrência, investimentos, o mercado de atuação bem como a qualidade do bem produzido e seu lucro, devem ser criteriosamente considerados ao determinar o preço de venda.
  • 42.
  • 43. VPL= 64.526,92 POR TANTO A EMPRESA E ECONOMICAMENTE VIAVEL. TIR=136,06
  • 44.
  • 45. E um projeto simples e barato, mas tem muita utilidade no dia a dia das donas de casa. Sendo assim foi feita uma pesquisa de mercado com 50 potenciais clientes, foi chegada a conclusão que o mercado está aberto para esse produto.
  • 46. LOCALIDADES : A - Ipatinga, B – Coronel Fabriciano, C – Industrial Critérios Para Avaliação Ponderação de Importância Notas locais Pontuações Locais A B C A B C Custo do local 4 4 6 7 16 24 28 Impostos do local 2 2 4 6 4 8 12 Disponibilidade de Mão de Obra 1 8 8 8 8 8 8 Matéria Prima 1 8 7 3 8 7 3 Potencial de Expansão 1 7 5 2 7 5 2 Acesso à Rodovia 1 5 7 5 5 7 5 TOTAL 48 59 58 Obs.: O método utilizado para definer a localização foi o da ponderação de fatores e a cidade escolhida para as instalações da fábrica foi Coronel Fabriciano – M.G
  • 47. Resultado da Pesquisa Itens da pesquisa Resultado Viabilidade do projeto 60% Público (Mulheres x Homens) 55% x 45% Aceitação do publico feminino 70% Aceitação do publico masculino 55% Pessoas que comprariam o produto 60%