SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
CLÁUDIO CABRAL
ERICSON RIBEIRO
GELCINE ÂNGELA
MARINA APARECIDA
NILCARLA CRISTINA
EXCESSO DE VEÍCULOS NA CIDADE DE IPATINGA-MG
Projeto de pesquisa apresentado em
cumprimento parcial às exigências da disciplina
de Metodologia de Pesquisa, do Curso de
Engenharia de Produção da Faculdade
Pitágoras – Campus Vale do Aço.
Orientador: Profª. Martha Almeida
Faculdade Pitágoras – Campus Vale do Aço
Engenharia de Produção
Ipatinga, 2011
1
SUMÁRIO
2
1 INTRODUÇÃO
Ipatinga é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais.
Pertencente à mesorregião do Vale do Rio Doce e à microrregião de mesmo nome,
localiza-se a nordeste da capital do estado, distando desta cerca de 209
quilômetros. Sua população foi contada em 2010 pelo IBGE em 239 177 habitantes,
sendo assim o décimo mais populoso do estado de Minas Gerais e o primeiro de sua
microrregião. Sua área é de 165,509 km², sendo que 22,9245 km² estão em
perímetro urbano. A cidade de Ipatinga está inserida em uma região bastante
produtiva – principalmente no campo da siderurgia. Esta região encontra-se em
desenvolvimento constante e, incentivados por esse desenvolvimento, habitantes de
outras regiões do estado e do país migram para a região do Vale do Aço. Tal fato faz
com que seja inevitável o aumento do número de veículos transitando nas vias
públicas, excedendo em determinados trechos e horários a carga de veículos que as
vias podem suportar, fazendo com que surjam congestionamentos nas proximidades
de determinados cruzamentos das vias.
O impacto causado por tais congestionamentos afetam inúmeros aspectos, como
aumento nos números de acidentes no trânsito, aumento do tempo gasto para se
locomover na cidade, exposição à poluição também causada pelo grande número de
veículos.
3
2 PROBLEMA/HIPÓTESE
Pode-se afirmar que o excesso de veículos nas vias urbanas é o principal problema
enfrentado por pedestres e motoristas em Ipatinga/MG?
De acordo com uma recente pesquisa do Departamento Nacional de Trânsito
(DENATRAN), a cidade de Ipatinga possui a oitava maior frota de veículos do estado
de Minas Gerais (MG), atrás de Belo Horizonte, Uberlândia, Contagem, Juiz de Fora,
Uberaba, Montes Claros e Betim respectivamente. Gerado pelo alto número de
veículos transitando pelas vias urbanas da cidade, em determinados trechos e
horários, mais precisamente nos horários de pico, conhecidos também como horário
de rush, são contabilizados inúmeros acidentes causados por imprudências
cometidas por motoristas que arriscam suas vidas desrespeitando a sinalização,
fluxo desordenado de veículos, perda de tempo ao transitar pelas vias urbanas
durante certos horários, aumento no índice de poluição e dificuldade dos pedestres
ao transitar.
4
3 JUSTIFICATIVA
A última pesquisa do DENATRAN para levantamento do tamanho da frota de
veículos por cidade realizada em Abril de 2011, revelou que a cidade de Ipatinga-
MG possui a oitava maior frota de veículos do estado de MG com 110.265 1
, mas
esse número pode ser ainda maior devido aos chamados "veículos flutuantes", ou
seja, aqueles que não são emplacados na cidade, mas circulam por aqui. Para uma
cidade que ainda não completou meio século de emancipação esses dados são
realmente exorbitantes.
As conseqüências causadas pelo aumento vertiginoso na frota de veículos da cidade
de Ipatinga-MG estão ligadas, ao número crescente de acidentes ano após ano, a
dificuldade que os pedestres enfrentam ao se locomover e ao aumento no índice de
poluição causado pelos gases emitidos pelos automóveis.
Os acidentes são causados por imprudência na direção pelos motoristas,
representando 88,75% dos casos. As mais comuns são a falta de atenção,
desrespeito à sinalização, contramão de direção, conversão errada e embriaguez.
Os 11,25% restantes são atribuídos a outros fatores, como animais na pista, defeitos
mecânicos e sono. Os números de ocorrências sofridas pelos pedestres no trânsito,
causados pela falta de respeito por motoristas imprudentes, são cada dia maiores.
O aumento no índice de poluição causado pelos gases (CO², óxido de nitrogênio,
monóxido de carbono e hidrocarbonetos) emitidos pelos automóveis está entre os
principais responsáveis pela poluição do ar atmosférico. O nível de poluição
produzido por cada carro não é informado no manual do proprietário dos veículos.
4 OBJETIVOS
1
FONTE: http://www.denatran.gov.br/frota.htm
5
4.1 OBJETIVOS GERAIS
O objetivo desta pesquisa é avaliar se o excesso de veículos é o principal problema
sofrido por pedestres e motorista no transito nas vias urbanas da cidade de Ipatinga,
evidenciando as principais causas do excesso de veículos.
4.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Determinar através de dados já coletados pelo Departamento de Trânsito da
Prefeitura Municipal de Ipatinga, matérias publicadas, pesquisa realizada em campo
com a população da cidade de Ipatinga e conhecimento acadêmico, os principais
problemas enfrentados por motoristas e pedestres nas vias urbanas da cidade de
Ipatinga - MG.
Demonstrar, através de pesquisa de campo, que o excesso no número de veículos
que transitam nas vias da cidade de Ipatinga-MG, é a principal causa dos problemas
sofridos por pedestres e motoristas.
6
5 REVISÃO LITERÁRIA
5.1 COLETA DE DADOS
Para a produção do presente trabalho foram utilizadas pesquisas de campo por meio
de entrevistas, coleta de dados em meios de comunicação, literaturas e livros de
profissionais da área deste projeto. Depois de feito isso, já com as ferramentas em
mãos, o próximo passo será pesquisar soluções que minimizem os problemas
encontrados através desse projeto de pesquisa.
5.2 ENTREVISTAS
Para saber se a principal causa dos problemas enfrentados pelos motoristas e
pedestres é o excesso de veículos nas vias urbanas da cidade Ipatinga-MG, foi
escolhida pelos elaboradores a metodologia de realizar entrevistas. Estas tiveram
como objetivo, realizar um levantamento das opiniões da população sobre os
problemas enfrentados no trânsito.
Foi utilizado formulário onde os entrevistados preencheram alguns dados pessoais,
e tiveram como escolha de resposta as seguintes opções: Falta de sinalização;
Excesso de veículos; Desatenção dos motoristas; Desatenção dos pedestres.
A maioria dos entrevistados relatou que o excesso de veículos é o principal
causador dos problemas enfrentados pelos motoristas e pedestres na cidade de
Ipatinga, levando em consideração que esta maioria está insatisfeita com a atual
situação do transito na cidade.
Com a obtenção deste resultado, conclui-se que o principal causador dos problemas
sofridos pelos motoristas e pedestres levando em consideração a opinião da
sociedade, é o excesso de veículos que circulam na cidade de Ipatinga-MG.
7
Formulário 1: Formulário utilizado nas entrevistas:
Formulário de entrevistas
Nome:
Data:
Tema da pesquisa: Qual o principal causador dos problemas enfrentados
pelos motoristas e pedestres da cidade de Ipatinga - MG?
Marque somente uma opção:
Falta de sinalização
Excesso de veículos
Desatenção dos motoristas
Desatenção dos pedestres
Tabela 1: Resultado das entrevistas:
Nomes
Falta de
sinalização
Excesso de
veículos
Desatenção dos
motoristas
Desatenção dos
pedestres
Aline Campos X
João Vidigal X X
Eneias Maia X
Clarice silva X
Maria Antonina Reis X
Letícia Souza X
Carlos Meirelhes X
Joaquim Barros X
Vanessa Alves X
Daniel Queiroz X
Pedro Oliveira X
Mariana Barbosa X
Willian da Silva X
Manoel Reis Pontes X
Marcos Lopes X
Gabriel Vasconcelos X
Luis Henrique Souza X
Nomes
Falta de
sinalização
Excesso de
veículos
Desatenção dos
motoristas
Desatenção dos
pedestres
8
Marcone Santos X
Ana Clara Jania X
Fabio Nogueira X
Tulio Pedrosa X
Junior Neto X
Richard Loureiro X
Douglas Santos X
Kelly Moreira X
Gilberto Moreira X
Eliana Teixeira X
Gustavo Andrade
Nadia Pedrosa X X
Flavio Ribeiro X
Felipe Oliveira X
9
5.3 SITUAÇÃO NO TRÂNSITO
O Brasil tinha, em março deste ano, segundo dados do Departamento Nacional de
Trânsito (DENATRAN), 66.116.077 veículos em circulação. Dados finais do Censo
2010 apontam uma população de 190,7 milhões de brasileiros. Se comparados os
dados de frota e população em 2010, o Brasil tinha, em dezembro, 2,9 habitantes
por veículo. A relação era de 5,7, em 2000.
Segundo Juliana Carmo Antunes, diretora de gestão da mobilidade do ITDP Brasil
(Instituto de Política de Transporte e Desenvolvimento, na sigla em inglês): “Esse
aumento da frota é uma constante em quase todas as cidades do país, não é um
elemento surpresa. Com o aumento da frota, cidades médias passaram a enfrentar
os mesmos problemas que as grandes metrópoles. Faltou entender essa dinâmica e
prever que o trânsito chegaria a esses locais”,
(http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/05/cidades-compactas-podem-ser-solucao-
para-o-transito.html):
Segundo o professor do curso de Engenharia Civil do Centro Universitário da FEI
(Fundação Educacional Inaciana) Creso de Franco Peixoto, quando atingimos a
frota de 40 milhões já tínhamos um número preocupante. Agora, com mais de 60
milhões, os problemas estão de “graves a gravíssimos.”, (veja gráfico)
Gráfico 1: População brasileira x frota de veículos do DENATRAN – 2000/2010
10
11
Tabela 2: Resultado das Pesquisas do DENATRAN – 2007/2011
TOTAL DE VEICULOS/ANO
UF MUNICIPIO 2007 2008 2009 2010 2011
MG CORONEL FABRICIANO 26043 28601 31218 33954 35017
MG IPATINGA 81716 90173 98060 107119 110265
MG CARATINGA 21575 23639 26098 27953 28528
MG GOVERNADOR VALADARES 75746 81459 86574 92918 94842
MG SANTANA DO PARAISO 1987 2342 2686 3058 3157
MG TIMOTEO 26268 28470 30569 32761 33411
6 METODOLOGIA
12
Para alcançar os objetivos citados anteriormente foi necessário um estudo prévio a
respeito do número de veículos que transitam na cidade de Ipatinga, pesquisa de
campo para avaliação da opinião da população quanto ao desenvolvimento do
transito na cidade, pesquisa a respeito dos gases emitidos pelos veículos,
levantamento do número e causa dos acidentes ocorridos no trânsito e orientação
buscada em livros quanto à elaboração de Projeto de Pesquisa.
7 CONSIDERAÇÕES FINAIS
13
Enfim, a pesquisa desenvolvida pela equipe, após evidenciar através de reportagens
e entrevistas com a população, concluiu que o principal causador dos problemas
enfrentados pelos motoristas e pedestres das vias urbanas da cidade de Ipatinga é o
excesso de veículos. E os principais problemas desenvolvidos devido o grande
volume de veículos transeuntes nas vias urbanas de Ipatinga são os inúmeros
acidentes ocorridos em função das imprudências cometidas pelos motoristas, o
maior tempo gasto durante os trajetos dentro da cidade e o aumento do nível de
poluição devido aos gases emitidos pelos veículos.
14
8 BIBLIOGRAFIA
OGATA, Katsuhiko. Engenharia de controle moderno. 4. ed. São Paulo: Prentice
Hall, 2003.
``Modelagem e Processamento de Conhecimento Baseados em Rede de Petri
Nebulosa Estendida'', Aluno: A.M.Daltrini, Orientador: F.A.C.Gomide,
``Modelagem, Projeto e Verificação de Bases de Regras Nebulosas Via Teoria de
Redes'', Aluno: H.C.Scarpelli, Orientador: F.A.C.Gomide,
Ciência e Cognição Endereço -http://www.cienciasecognicao.org.
U E M Endereço –http://www.din.uem.br/ia/controle/fuz_prin.htm
15

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Excesso transito cidade Ipatinga

Forfeit Fiemglab - Apresentação
Forfeit Fiemglab - ApresentaçãoForfeit Fiemglab - Apresentação
Forfeit Fiemglab - ApresentaçãoWave Connections
 
Luiz cortez na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa Marcelina
Luiz cortez na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa MarcelinaLuiz cortez na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa Marcelina
Luiz cortez na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa MarcelinaSantaMarcelinaMeioAmbiente
 
Análise de Políticas Públicas Acidentes com Motocicletas
Análise de Políticas Públicas Acidentes com MotocicletasAnálise de Políticas Públicas Acidentes com Motocicletas
Análise de Políticas Públicas Acidentes com MotocicletasPaul Nobre
 
Apresentação Ailton Brasiliense - Seminário Educação em Seguros
Apresentação Ailton Brasiliense - Seminário Educação em SegurosApresentação Ailton Brasiliense - Seminário Educação em Seguros
Apresentação Ailton Brasiliense - Seminário Educação em Seguroscdnrio
 
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBAApresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBAPablo Florentino
 
Mobilidade Urbana nas médias cidades
Mobilidade Urbana nas médias cidadesMobilidade Urbana nas médias cidades
Mobilidade Urbana nas médias cidadesAndre Dantas
 
Invepar - Claudia Jeunon
Invepar - Claudia Jeunon Invepar - Claudia Jeunon
Invepar - Claudia Jeunon forumsustentar
 
7º ano textos violência no transito
7º ano textos violência no transito7º ano textos violência no transito
7º ano textos violência no transitoFabio Cruz
 
Projeto - Dia Mundial sem Carro
Projeto - Dia Mundial sem CarroProjeto - Dia Mundial sem Carro
Projeto - Dia Mundial sem CarroMeio & Mensagem
 

Semelhante a Excesso transito cidade Ipatinga (16)

Mobilidade
MobilidadeMobilidade
Mobilidade
 
Sinais Vitais 2009 - ICom
Sinais Vitais 2009 - IComSinais Vitais 2009 - ICom
Sinais Vitais 2009 - ICom
 
Forfeit Fiemglab - Apresentação
Forfeit Fiemglab - ApresentaçãoForfeit Fiemglab - Apresentação
Forfeit Fiemglab - Apresentação
 
Carros x meio ambiente texto
Carros x meio ambiente   textoCarros x meio ambiente   texto
Carros x meio ambiente texto
 
Luiz cortez na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa Marcelina
Luiz cortez na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa MarcelinaLuiz cortez na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa Marcelina
Luiz cortez na III Semana Saude e Meio Ambiente Santa Marcelina
 
Educacao transito completo
Educacao transito completoEducacao transito completo
Educacao transito completo
 
Educacao transito completo
Educacao transito completoEducacao transito completo
Educacao transito completo
 
Análise de Políticas Públicas Acidentes com Motocicletas
Análise de Políticas Públicas Acidentes com MotocicletasAnálise de Políticas Públicas Acidentes com Motocicletas
Análise de Políticas Públicas Acidentes com Motocicletas
 
Apresentação Ailton Brasiliense - Seminário Educação em Seguros
Apresentação Ailton Brasiliense - Seminário Educação em SegurosApresentação Ailton Brasiliense - Seminário Educação em Seguros
Apresentação Ailton Brasiliense - Seminário Educação em Seguros
 
Moto repórter 28.05
Moto repórter 28.05Moto repórter 28.05
Moto repórter 28.05
 
Informativo Transito Em Foco
Informativo Transito Em FocoInformativo Transito Em Foco
Informativo Transito Em Foco
 
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBAApresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
Apresentação Coletivo Mobicidade - Diálogos Abertos - ADM / UFBA
 
Mobilidade Urbana nas médias cidades
Mobilidade Urbana nas médias cidadesMobilidade Urbana nas médias cidades
Mobilidade Urbana nas médias cidades
 
Invepar - Claudia Jeunon
Invepar - Claudia Jeunon Invepar - Claudia Jeunon
Invepar - Claudia Jeunon
 
7º ano textos violência no transito
7º ano textos violência no transito7º ano textos violência no transito
7º ano textos violência no transito
 
Projeto - Dia Mundial sem Carro
Projeto - Dia Mundial sem CarroProjeto - Dia Mundial sem Carro
Projeto - Dia Mundial sem Carro
 

Mais de gelcine Angela

PLANO DE PESQUISA - SEGURANÇA
PLANO DE PESQUISA - SEGURANÇAPLANO DE PESQUISA - SEGURANÇA
PLANO DE PESQUISA - SEGURANÇAgelcine Angela
 
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentosSEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentosgelcine Angela
 
COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)
COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)
COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)gelcine Angela
 
Apresentaçao Lavanderia Hospitalar
Apresentaçao Lavanderia HospitalarApresentaçao Lavanderia Hospitalar
Apresentaçao Lavanderia Hospitalargelcine Angela
 
Trabalho gestão ambiental e siderurgia
Trabalho gestão ambiental e siderurgiaTrabalho gestão ambiental e siderurgia
Trabalho gestão ambiental e siderurgiagelcine Angela
 
PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2
PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2
PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2gelcine Angela
 
Apresentação logistica 2015
Apresentação logistica 2015Apresentação logistica 2015
Apresentação logistica 2015gelcine Angela
 
PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASA
PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASAPLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASA
PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASAgelcine Angela
 
INTRODUÇÃO A ENGENHARIA
INTRODUÇÃO A ENGENHARIA INTRODUÇÃO A ENGENHARIA
INTRODUÇÃO A ENGENHARIA gelcine Angela
 
GESTÃO DE Projeto formatura 2015
GESTÃO DE Projeto formatura 2015GESTÃO DE Projeto formatura 2015
GESTÃO DE Projeto formatura 2015gelcine Angela
 
GESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇO
GESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇOGESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇO
GESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇOgelcine Angela
 
Trabalho de Ergonomia 2015
Trabalho de Ergonomia 2015Trabalho de Ergonomia 2015
Trabalho de Ergonomia 2015gelcine Angela
 
Automação reconhecimento de padrões
Automação reconhecimento de padrões Automação reconhecimento de padrões
Automação reconhecimento de padrões gelcine Angela
 
TCC - GELCINE E VINICIUS
TCC - GELCINE E VINICIUSTCC - GELCINE E VINICIUS
TCC - GELCINE E VINICIUSgelcine Angela
 

Mais de gelcine Angela (20)

PLANO DE PESQUISA - SEGURANÇA
PLANO DE PESQUISA - SEGURANÇAPLANO DE PESQUISA - SEGURANÇA
PLANO DE PESQUISA - SEGURANÇA
 
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentosSEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
SEGURANÇA NR-12 COMPARAÇÃO Maquinas e equipamentos
 
COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)
COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)
COMPARAÇÃO DA NR-15 (anexo 1 e 2 Ruido) e NHO-1(RUIDO)
 
Apresentaçao Lavanderia Hospitalar
Apresentaçao Lavanderia HospitalarApresentaçao Lavanderia Hospitalar
Apresentaçao Lavanderia Hospitalar
 
Trabalho marketing
Trabalho marketingTrabalho marketing
Trabalho marketing
 
Trabalho gestão ambiental e siderurgia
Trabalho gestão ambiental e siderurgiaTrabalho gestão ambiental e siderurgia
Trabalho gestão ambiental e siderurgia
 
PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2
PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2
PROJETO DE FABRICA DE CADEIRA Completo 1 e 2
 
Kanban
Kanban Kanban
Kanban
 
Apresentação logistica 2015
Apresentação logistica 2015Apresentação logistica 2015
Apresentação logistica 2015
 
PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASA
PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASAPLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASA
PLANEJAMENTO CONSTRUÇÃO DE CASA
 
ENGENHARIA TRABALHO
ENGENHARIA TRABALHOENGENHARIA TRABALHO
ENGENHARIA TRABALHO
 
INTRODUÇÃO A ENGENHARIA
INTRODUÇÃO A ENGENHARIA INTRODUÇÃO A ENGENHARIA
INTRODUÇÃO A ENGENHARIA
 
GESTÃO DE Projeto formatura 2015
GESTÃO DE Projeto formatura 2015GESTÃO DE Projeto formatura 2015
GESTÃO DE Projeto formatura 2015
 
GESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇO
GESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇOGESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇO
GESTÃO DE OPERAÇÃO DE SERVIÇO
 
TRIZ
TRIZTRIZ
TRIZ
 
Trabalho de Ergonomia 2015
Trabalho de Ergonomia 2015Trabalho de Ergonomia 2015
Trabalho de Ergonomia 2015
 
A voz do_cliente
A voz do_clienteA voz do_cliente
A voz do_cliente
 
Custo ambientais
Custo ambientaisCusto ambientais
Custo ambientais
 
Automação reconhecimento de padrões
Automação reconhecimento de padrões Automação reconhecimento de padrões
Automação reconhecimento de padrões
 
TCC - GELCINE E VINICIUS
TCC - GELCINE E VINICIUSTCC - GELCINE E VINICIUS
TCC - GELCINE E VINICIUS
 

Último

Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 

Excesso transito cidade Ipatinga

  • 1. CLÁUDIO CABRAL ERICSON RIBEIRO GELCINE ÂNGELA MARINA APARECIDA NILCARLA CRISTINA EXCESSO DE VEÍCULOS NA CIDADE DE IPATINGA-MG Projeto de pesquisa apresentado em cumprimento parcial às exigências da disciplina de Metodologia de Pesquisa, do Curso de Engenharia de Produção da Faculdade Pitágoras – Campus Vale do Aço. Orientador: Profª. Martha Almeida Faculdade Pitágoras – Campus Vale do Aço Engenharia de Produção Ipatinga, 2011 1
  • 3. 1 INTRODUÇÃO Ipatinga é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais. Pertencente à mesorregião do Vale do Rio Doce e à microrregião de mesmo nome, localiza-se a nordeste da capital do estado, distando desta cerca de 209 quilômetros. Sua população foi contada em 2010 pelo IBGE em 239 177 habitantes, sendo assim o décimo mais populoso do estado de Minas Gerais e o primeiro de sua microrregião. Sua área é de 165,509 km², sendo que 22,9245 km² estão em perímetro urbano. A cidade de Ipatinga está inserida em uma região bastante produtiva – principalmente no campo da siderurgia. Esta região encontra-se em desenvolvimento constante e, incentivados por esse desenvolvimento, habitantes de outras regiões do estado e do país migram para a região do Vale do Aço. Tal fato faz com que seja inevitável o aumento do número de veículos transitando nas vias públicas, excedendo em determinados trechos e horários a carga de veículos que as vias podem suportar, fazendo com que surjam congestionamentos nas proximidades de determinados cruzamentos das vias. O impacto causado por tais congestionamentos afetam inúmeros aspectos, como aumento nos números de acidentes no trânsito, aumento do tempo gasto para se locomover na cidade, exposição à poluição também causada pelo grande número de veículos. 3
  • 4. 2 PROBLEMA/HIPÓTESE Pode-se afirmar que o excesso de veículos nas vias urbanas é o principal problema enfrentado por pedestres e motoristas em Ipatinga/MG? De acordo com uma recente pesquisa do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), a cidade de Ipatinga possui a oitava maior frota de veículos do estado de Minas Gerais (MG), atrás de Belo Horizonte, Uberlândia, Contagem, Juiz de Fora, Uberaba, Montes Claros e Betim respectivamente. Gerado pelo alto número de veículos transitando pelas vias urbanas da cidade, em determinados trechos e horários, mais precisamente nos horários de pico, conhecidos também como horário de rush, são contabilizados inúmeros acidentes causados por imprudências cometidas por motoristas que arriscam suas vidas desrespeitando a sinalização, fluxo desordenado de veículos, perda de tempo ao transitar pelas vias urbanas durante certos horários, aumento no índice de poluição e dificuldade dos pedestres ao transitar. 4
  • 5. 3 JUSTIFICATIVA A última pesquisa do DENATRAN para levantamento do tamanho da frota de veículos por cidade realizada em Abril de 2011, revelou que a cidade de Ipatinga- MG possui a oitava maior frota de veículos do estado de MG com 110.265 1 , mas esse número pode ser ainda maior devido aos chamados "veículos flutuantes", ou seja, aqueles que não são emplacados na cidade, mas circulam por aqui. Para uma cidade que ainda não completou meio século de emancipação esses dados são realmente exorbitantes. As conseqüências causadas pelo aumento vertiginoso na frota de veículos da cidade de Ipatinga-MG estão ligadas, ao número crescente de acidentes ano após ano, a dificuldade que os pedestres enfrentam ao se locomover e ao aumento no índice de poluição causado pelos gases emitidos pelos automóveis. Os acidentes são causados por imprudência na direção pelos motoristas, representando 88,75% dos casos. As mais comuns são a falta de atenção, desrespeito à sinalização, contramão de direção, conversão errada e embriaguez. Os 11,25% restantes são atribuídos a outros fatores, como animais na pista, defeitos mecânicos e sono. Os números de ocorrências sofridas pelos pedestres no trânsito, causados pela falta de respeito por motoristas imprudentes, são cada dia maiores. O aumento no índice de poluição causado pelos gases (CO², óxido de nitrogênio, monóxido de carbono e hidrocarbonetos) emitidos pelos automóveis está entre os principais responsáveis pela poluição do ar atmosférico. O nível de poluição produzido por cada carro não é informado no manual do proprietário dos veículos. 4 OBJETIVOS 1 FONTE: http://www.denatran.gov.br/frota.htm 5
  • 6. 4.1 OBJETIVOS GERAIS O objetivo desta pesquisa é avaliar se o excesso de veículos é o principal problema sofrido por pedestres e motorista no transito nas vias urbanas da cidade de Ipatinga, evidenciando as principais causas do excesso de veículos. 4.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Determinar através de dados já coletados pelo Departamento de Trânsito da Prefeitura Municipal de Ipatinga, matérias publicadas, pesquisa realizada em campo com a população da cidade de Ipatinga e conhecimento acadêmico, os principais problemas enfrentados por motoristas e pedestres nas vias urbanas da cidade de Ipatinga - MG. Demonstrar, através de pesquisa de campo, que o excesso no número de veículos que transitam nas vias da cidade de Ipatinga-MG, é a principal causa dos problemas sofridos por pedestres e motoristas. 6
  • 7. 5 REVISÃO LITERÁRIA 5.1 COLETA DE DADOS Para a produção do presente trabalho foram utilizadas pesquisas de campo por meio de entrevistas, coleta de dados em meios de comunicação, literaturas e livros de profissionais da área deste projeto. Depois de feito isso, já com as ferramentas em mãos, o próximo passo será pesquisar soluções que minimizem os problemas encontrados através desse projeto de pesquisa. 5.2 ENTREVISTAS Para saber se a principal causa dos problemas enfrentados pelos motoristas e pedestres é o excesso de veículos nas vias urbanas da cidade Ipatinga-MG, foi escolhida pelos elaboradores a metodologia de realizar entrevistas. Estas tiveram como objetivo, realizar um levantamento das opiniões da população sobre os problemas enfrentados no trânsito. Foi utilizado formulário onde os entrevistados preencheram alguns dados pessoais, e tiveram como escolha de resposta as seguintes opções: Falta de sinalização; Excesso de veículos; Desatenção dos motoristas; Desatenção dos pedestres. A maioria dos entrevistados relatou que o excesso de veículos é o principal causador dos problemas enfrentados pelos motoristas e pedestres na cidade de Ipatinga, levando em consideração que esta maioria está insatisfeita com a atual situação do transito na cidade. Com a obtenção deste resultado, conclui-se que o principal causador dos problemas sofridos pelos motoristas e pedestres levando em consideração a opinião da sociedade, é o excesso de veículos que circulam na cidade de Ipatinga-MG. 7
  • 8. Formulário 1: Formulário utilizado nas entrevistas: Formulário de entrevistas Nome: Data: Tema da pesquisa: Qual o principal causador dos problemas enfrentados pelos motoristas e pedestres da cidade de Ipatinga - MG? Marque somente uma opção: Falta de sinalização Excesso de veículos Desatenção dos motoristas Desatenção dos pedestres Tabela 1: Resultado das entrevistas: Nomes Falta de sinalização Excesso de veículos Desatenção dos motoristas Desatenção dos pedestres Aline Campos X João Vidigal X X Eneias Maia X Clarice silva X Maria Antonina Reis X Letícia Souza X Carlos Meirelhes X Joaquim Barros X Vanessa Alves X Daniel Queiroz X Pedro Oliveira X Mariana Barbosa X Willian da Silva X Manoel Reis Pontes X Marcos Lopes X Gabriel Vasconcelos X Luis Henrique Souza X Nomes Falta de sinalização Excesso de veículos Desatenção dos motoristas Desatenção dos pedestres 8
  • 9. Marcone Santos X Ana Clara Jania X Fabio Nogueira X Tulio Pedrosa X Junior Neto X Richard Loureiro X Douglas Santos X Kelly Moreira X Gilberto Moreira X Eliana Teixeira X Gustavo Andrade Nadia Pedrosa X X Flavio Ribeiro X Felipe Oliveira X 9
  • 10. 5.3 SITUAÇÃO NO TRÂNSITO O Brasil tinha, em março deste ano, segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), 66.116.077 veículos em circulação. Dados finais do Censo 2010 apontam uma população de 190,7 milhões de brasileiros. Se comparados os dados de frota e população em 2010, o Brasil tinha, em dezembro, 2,9 habitantes por veículo. A relação era de 5,7, em 2000. Segundo Juliana Carmo Antunes, diretora de gestão da mobilidade do ITDP Brasil (Instituto de Política de Transporte e Desenvolvimento, na sigla em inglês): “Esse aumento da frota é uma constante em quase todas as cidades do país, não é um elemento surpresa. Com o aumento da frota, cidades médias passaram a enfrentar os mesmos problemas que as grandes metrópoles. Faltou entender essa dinâmica e prever que o trânsito chegaria a esses locais”, (http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/05/cidades-compactas-podem-ser-solucao- para-o-transito.html): Segundo o professor do curso de Engenharia Civil do Centro Universitário da FEI (Fundação Educacional Inaciana) Creso de Franco Peixoto, quando atingimos a frota de 40 milhões já tínhamos um número preocupante. Agora, com mais de 60 milhões, os problemas estão de “graves a gravíssimos.”, (veja gráfico) Gráfico 1: População brasileira x frota de veículos do DENATRAN – 2000/2010 10
  • 11. 11
  • 12. Tabela 2: Resultado das Pesquisas do DENATRAN – 2007/2011 TOTAL DE VEICULOS/ANO UF MUNICIPIO 2007 2008 2009 2010 2011 MG CORONEL FABRICIANO 26043 28601 31218 33954 35017 MG IPATINGA 81716 90173 98060 107119 110265 MG CARATINGA 21575 23639 26098 27953 28528 MG GOVERNADOR VALADARES 75746 81459 86574 92918 94842 MG SANTANA DO PARAISO 1987 2342 2686 3058 3157 MG TIMOTEO 26268 28470 30569 32761 33411 6 METODOLOGIA 12
  • 13. Para alcançar os objetivos citados anteriormente foi necessário um estudo prévio a respeito do número de veículos que transitam na cidade de Ipatinga, pesquisa de campo para avaliação da opinião da população quanto ao desenvolvimento do transito na cidade, pesquisa a respeito dos gases emitidos pelos veículos, levantamento do número e causa dos acidentes ocorridos no trânsito e orientação buscada em livros quanto à elaboração de Projeto de Pesquisa. 7 CONSIDERAÇÕES FINAIS 13
  • 14. Enfim, a pesquisa desenvolvida pela equipe, após evidenciar através de reportagens e entrevistas com a população, concluiu que o principal causador dos problemas enfrentados pelos motoristas e pedestres das vias urbanas da cidade de Ipatinga é o excesso de veículos. E os principais problemas desenvolvidos devido o grande volume de veículos transeuntes nas vias urbanas de Ipatinga são os inúmeros acidentes ocorridos em função das imprudências cometidas pelos motoristas, o maior tempo gasto durante os trajetos dentro da cidade e o aumento do nível de poluição devido aos gases emitidos pelos veículos. 14
  • 15. 8 BIBLIOGRAFIA OGATA, Katsuhiko. Engenharia de controle moderno. 4. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2003. ``Modelagem e Processamento de Conhecimento Baseados em Rede de Petri Nebulosa Estendida'', Aluno: A.M.Daltrini, Orientador: F.A.C.Gomide, ``Modelagem, Projeto e Verificação de Bases de Regras Nebulosas Via Teoria de Redes'', Aluno: H.C.Scarpelli, Orientador: F.A.C.Gomide, Ciência e Cognição Endereço -http://www.cienciasecognicao.org. U E M Endereço –http://www.din.uem.br/ia/controle/fuz_prin.htm 15