Capítulo 23:
Lei de Gauss
 O Fluxo de um Campo Elétrico
 A Lei de Gauss
 A Lei de Gauss e a Lei de Coulomb
 Um Condutor Carregado
 A Lei de Gau...
Cap. 23: Lei de Gauss
Definição
Definição:
A Lei de Gauss considera uma superfície fechada
(imaginária) que envolve a dist...
Cap. 23: Lei de Gauss
O Fluxo
cosAvAvFluxo


cosAEAE

No caso do Fluxo Elétrico:
Onde: θ é o ângulo entre...
Cap. 23: Lei de Gauss
O fluxo elétrico através de uma superfície gaussiana
é proporcional ao número de linhas de campo
elé...
Cap. 23: Lei de Gauss
Exemplo:
1. Um disco com raio r = 10 cm está orientado de
modo que seu vetor normal faça um ângulo d...
Cap. 23: Lei de Gauss
Definição:
0
intˆ

q
dAnE  

A Lei de Gauss relaciona o fluxo do campo elétrico em uma
superf...
Cap. 23: Lei de Gauss
Exemplo:
1. Sabendo que q1 = q4 = 3,1 nC, q2 = q5 = - 5,9 nC e q3 =
- 3,1 nC, determine o fluxo do c...
Cap. 23: Lei de Gauss
Obtendo a Lei de Coulomb para uma Carga Pontual
0
intˆ

q
dAnE  

Cuidados na Escolha da Supe...
Cap. 23: Lei de Gauss
Um Condutor Carregado
 Em um condutor as cargas em excesso se
movimentam com bastante facilidade.
...
Cap. 23: Lei de Gauss
Exemplo: Esfera Condutora
2
04
1
r
q
E


Campo elétrico de uma carga puntiforme
Rr Ser
Superfíci...
Cap. 23: Lei de Gauss
Distribuição Esférica de Cargas (Isolantes)
Apenas as cargas contidas no
interior da esfera de raio ...
Cap. 23: Lei de Gauss
Distribuição Esférica
23.19) Uma esfera condutora uniformemente carregada com
1,2m de diâmetro possu...
Cap. 23: Lei de Gauss
Distribuição Esférica
23.51) Na figura uma esfera maciça não-
condutora de raio a a = 2 cm é concênt...
Cap. 23: Lei de Gauss
Distribuição Linear Infinita de Cargas
0
intˆ

q
dAnE 

nE ˆ//

h
qint
0
)2(

 hrhE 
r
r...
Cap. 23: Lei de Gauss
Exemplo: Distribuição Linear de Cargas
Uma casca cilíndrica de comprimento 200m e raio 6cm tem uma
d...
Cap. 23: Lei de Gauss
Superfície Condutora Infinita
0
intˆ

q
dAnE 

nE ˆ//

0
AEA 
0
E
Cap. 23: Lei de Gauss
0
intˆ

q
dAnE 

nE ˆ//

0
AEAEA 
02
E
Superfície Fina, não Condutora, Infinita
Cap. 23: Lei de Gauss
Entre Duas Placas Condutora Infinita
0
intˆ

q
dAnE 

nE ˆ//

0
12

 A
EA 
0
E
A
q12
Cap. 23: Lei de Gauss
Exemplo: Placas Infinitas
A figura mostra partes de duas placas de grande extensão, paralelas, não-
...
Cap. 23: Lei de Gauss
Lista de Exercícios
1, 3, 6, 7, 12, 13, 15, 19, 21, 25,
27, 31, 39, 41, 43, 49, 51, 53, 57, 81
Refer...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cap 23 lei de gauss

2.053 visualizações

Publicada em

Resumo sobre Lei de Gauss

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.053
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
99
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cap 23 lei de gauss

  1. 1. Capítulo 23: Lei de Gauss
  2. 2.  O Fluxo de um Campo Elétrico  A Lei de Gauss  A Lei de Gauss e a Lei de Coulomb  Um Condutor Carregado  A Lei de Gauss: Simetria Cilíndrica  A Lei de Gauss: Simetria Plana  A Lei de Gauss: Simetria Esférica Cap. 23: Lei de Gauss
  3. 3. Cap. 23: Lei de Gauss Definição Definição: A Lei de Gauss considera uma superfície fechada (imaginária) que envolve a distribuição de cargas. Essa superfície gaussiana, como é chamada, pode ter qualquer forma, por isso devemos optar por uma que facilite o calculo do campo, levando em consideração as simetrias do problema.
  4. 4. Cap. 23: Lei de Gauss O Fluxo cosAvAvFluxo   cosAEAE  No caso do Fluxo Elétrico: Onde: θ é o ângulo entre o vetor Campo Elétrico e o vetor normal à área A.E 
  5. 5. Cap. 23: Lei de Gauss O fluxo elétrico através de uma superfície gaussiana é proporcional ao número de linhas de campo elétrico que atravessam a superfície. Definição: O Fluxo Elétrico P/ Superfícies Gaussianas:   dAnE ˆ    dAnE ˆ  O vetor Normal, , sempre aponta para fora da superfície Gaussiana nˆ
  6. 6. Cap. 23: Lei de Gauss Exemplo: 1. Um disco com raio r = 10 cm está orientado de modo que seu vetor normal faça um ângulo de 30° com o campo elétrico uniforme de módulo 2 x 103 N/C. (a) Qual é o fluxo do campo elétrico do disco? (b) Qual o fluxo de campo elétrico depois que ele gira e a normal fica perpendicular ao vetor campo elétrico? (c) Qual o fluxo elétrico através do disco quando sua normal é paralela à E? (54 N.m2/C; 0; 63 N.m2/C) 2. Um campo elétrico dado ela expressão abaixo atravessa um cubo gaussiano com 2,0 m de aresta, posicionado como na figura ao lado. Determine o fluxo de campo elétrico através das faces: (a) superior; (b) inferior; (c) esquerda ; (d) traseira. (e) Qual o fluxo elétrico total através do cubo? a)-12 N.m2/C; b) 12 N.m2/C; c) -16N.m2/C; d) 0; e) 0   CNjiyE /ˆ3ˆ4  
  7. 7. Cap. 23: Lei de Gauss Definição: 0 intˆ  q dAnE    A Lei de Gauss relaciona o fluxo do campo elétrico em uma superfície fechada (Gaussiana) com a carga elétrica contida no interior dessa superfície.  O fluxo elétrico não depende da geometria da superfície fechada, apenas da carga elétrica contida no seu interior. Se a carga for positiva, o campo elétrico aponta para fora da superfície.  Se a carga for negativa, o campo elétrico aponta para dentro da superfície.  O vetor normal à superfície, , sempre aponta para fora da superfície. nˆ
  8. 8. Cap. 23: Lei de Gauss Exemplo: 1. Sabendo que q1 = q4 = 3,1 nC, q2 = q5 = - 5,9 nC e q3 = - 3,1 nC, determine o fluxo do campo elétrico através da superfície S. (- 670 N.m2/C) 0 intˆ  q dAnE    23 – 9. Observa-se experimentalmente que o campo elétrico em uma certa região da atmosfera terrestre aponta para baixo. A uma altura de 300 m o campo tem módulo de 60 N/C, e a uma altura de 200 m o campo tem módulo de 100 N/C. Determine a carga em excesso contida em um cubo de 100 m de aresta e faces horizontais a 200 m e 300 m. (3,54 μC)
  9. 9. Cap. 23: Lei de Gauss Obtendo a Lei de Coulomb para uma Carga Pontual 0 intˆ  q dAnE    Cuidados na Escolha da Superfície Gaussiana!  Escolher uma superfície que envolve a carga que facilite o calculo da área. Essa superfície deve conter o ponto no qual o campo elétrico deve ser determinado.  Ao longo dessa superfície o campo deve apresentar uma dependência espacial conhecida (de preferência constante). 2 int 04 1 r q E   0 int2 )4(  q rE  r r q E ˆ 4 1 2 int 0  
  10. 10. Cap. 23: Lei de Gauss Um Condutor Carregado  Em um condutor as cargas em excesso se movimentam com bastante facilidade.  Devido a repulsão coulombiana essas cargas migram para a superfície externa do condutor. Isso ocorre em um intervalo de tempo muito curto, quase instantaneamente. As cargas se distribuem na superfície externa de modo a minimizar a energia do sistema. q 1 2 q 3 E1 = 0 E2 = 0 E3 ≠ 0 A gaiola de Faraday Em um condutor no regime estático E = 0
  11. 11. Cap. 23: Lei de Gauss Exemplo: Esfera Condutora 2 04 1 r q E   Campo elétrico de uma carga puntiforme Rr Ser Superfície Gaussiana Ad E R Uma casca uniforme de cargas atrai ou repele uma partícula carregada situada do lado de fora da casca como se toda a carga estivesse situada no centro. Rr Se 0E r Superfície Gaussiana R 2 1 r E  R Se uma partícula carregada está situada no interior de uma casca uniforme de cargas a casca não exerce nenhuma força eletrostática sobre a partícula.
  12. 12. Cap. 23: Lei de Gauss Distribuição Esférica de Cargas (Isolantes) Apenas as cargas contidas no interior da esfera de raio r contribuem para gerar campo elétrico no ponto p. int 3 3 3 4 3 4 q r Q R     0 intˆ  q dAnE   3 3 int R Qrq  Se r < R: 3 0 3 2 )4( R QrrE    3 04 R QrE  
  13. 13. Cap. 23: Lei de Gauss Distribuição Esférica 23.19) Uma esfera condutora uniformemente carregada com 1,2m de diâmetro possui uma densidade de carga superficial de 8,1 µC/m2. (a) determine a carga da esfera. (b) Determine o fluxo elétrico através da superfície da esfera. (3,66 x 10-5 C; 4,14x106 Nm2/C) Duas cascas esféricas concêntricas carregadas tem raios de 10cm e 15cm. A carga da casca menor é 4x10-8 C, e da casca maior é 2x10-8 C. Determine o campo elétrico (a) em r = 5 cm, (b) r = 12 cm e (c) r = 20 cm. (0 N/C; 2,5x104 N/C; 1,35x104 N/C) Exemplos:
  14. 14. Cap. 23: Lei de Gauss Distribuição Esférica 23.51) Na figura uma esfera maciça não- condutora de raio a a = 2 cm é concêntrica com uma casca esférica condutora de raio interno b = 2a e raio externo c = 2,5 a. A esfera possui um carga q1 = +5 fC e a casca possui uma carga q2 = -5 fC. Determine o módulo do campo elétrico (a) em r = 0; (b) em r = a/2; (c) em r = a; (d) em r =1,5 a; (e) em r =3,5 a. (a) 0; b) 5.62x10-2 N/C ;c) 0.112 N/C; d) 0.0499 N/C; e) 0) Exemplos:
  15. 15. Cap. 23: Lei de Gauss Distribuição Linear Infinita de Cargas 0 intˆ  q dAnE   nE ˆ//  h qint 0 )2(   hrhE  r r E ˆ 2 1 0    
  16. 16. Cap. 23: Lei de Gauss Exemplo: Distribuição Linear de Cargas Uma casca cilíndrica de comprimento 200m e raio 6cm tem uma densidade superficial de carga uniforme de 9 nC/m2.(a) Qual a carga total na casca? Determine o campo elétrico nas seguintes distâncias radiais do eixo do cilindro. (b) 2 cm; (c) 5,9 cm, (d) 6,1 cm e (e) 10 cm. (679 nC; 0; 0; 1000 N/C; 610 N/C). rhA 2 r r E ˆ 2 1 0    0 intˆ  q dAnE  
  17. 17. Cap. 23: Lei de Gauss Superfície Condutora Infinita 0 intˆ  q dAnE   nE ˆ//  0 AEA  0 E
  18. 18. Cap. 23: Lei de Gauss 0 intˆ  q dAnE   nE ˆ//  0 AEAEA  02 E Superfície Fina, não Condutora, Infinita
  19. 19. Cap. 23: Lei de Gauss Entre Duas Placas Condutora Infinita 0 intˆ  q dAnE   nE ˆ//  0 12   A EA  0 E A q12
  20. 20. Cap. 23: Lei de Gauss Exemplo: Placas Infinitas A figura mostra partes de duas placas de grande extensão, paralelas, não- condutoras, ambas com uma carga uniforme dos lados. Os valores das densidades superficiais de cargas são σ+ = 6,8µC/m2 e σ- = -4,3µC/m2 .Determine o campo elétrico (a) à esquerda; (b) entre e (c) à direita das placas. (1,4x105 N/C; 6,3x105 N/C)
  21. 21. Cap. 23: Lei de Gauss Lista de Exercícios 1, 3, 6, 7, 12, 13, 15, 19, 21, 25, 27, 31, 39, 41, 43, 49, 51, 53, 57, 81 Referências HALLIDAY, D.; RESNICK, R.; WALKER, J.; Fundamentos de Física: Eletromagnetismo. 8a ed. Rio de janeiro: LTC, 2009. v3. TIPLER, P. A.; Física para Cientistas e Engenheiros. 4a ed, LTC, 2000. v2. SEARS, F.; ZEMANSKY, M.W.; YOUNG, H.; FREEDMAN, R.A.; Física: Eletromagnetismo. 12a ed. São Paulo: Pearson Addison Wesley, 2008. v3.

×