ENSINO SUPERIOR  Felipe, Graça, Vinicius e Raimundo
AS PERGUNTAS DE LÚCIFER <ul><li>Senhor, como sabe se o que criou é bom?   </li></ul><ul><li>Quais são os seus critérios?  ...
AVALIAÇÃO “ Avaliação é um processo para determinar até que ponto os objetivos educacionais foram realmente alcançados” (R...
LEGISLAÇÃO FEDERAL  DA EDUCAÇÃO <ul><li>Constituição Federal: Capítulo III - Da Educação – Artigos: 205 a 214 Lei nº 8.069...
Rever o atual sistema de avaliação  Plano Nacional de Educação (PNE) – Lei 10.172/2001. Art. 4:  a União instituirá o  Sis...
Brasil:   Instituições de   Ensino Superior
<ul><li>Acesso à universidade :   </li></ul><ul><ul><li>Brasil  - apenas 12% jovens entre 18 e 24; Extremos:  </li></ul></...
Expansão   e   Reestruturação das IFES <ul><li>PRIMEIRO CICLO: EXPANSÃO PARA O INTERIOR  –  2003/2006 </li></ul><ul><li>Pr...
EXPANSÃO Um programa eloquente <ul><ul><li>C onsolidação e implantação de 86  campi   universitários </li></ul></ul><ul><u...
Objetivos, metas, diretrizes gerais <ul><ul><li>Criar condições (aporte de recursos) para: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>...
Metas Globais   (Decreto 6.096 de 24.04.2007) <ul><li>Elevação gradual da taxa de conclusão média dos cursos de graduação ...
Diretrizes <ul><li>Seis dimensões: </li></ul><ul><li>Ampliação da Oferta de Educação Superior Pública  </li></ul><ul><li>R...
1 - Ampliação da Oferta de Educação Superior Pública <ul><li>Aumento de vagas de ingresso, especialmente no período noturn...
3 - Renovação Pedagógica da Educação Superior <ul><ul><li>Articulação da educação superior com a educação básica, profissi...
6 - Suporte da pós-graduação ao desenvolvimento e aperfeiçoamento qualitativo da graduação <ul><ul><li>Articulação da grad...
CARACTERÍSTICAS GERAIS <ul><li>Adesão: 100% das universidades federais (53 ) - março 2008 (termo de compromisso)  </li></u...
Conclusão : expansão com reestruturação:  oportunidades de inovação e de experimentação <ul><li>Expandir  a quantidade: no...
Expansão número de cursos:  graduação presencial 2007-2010 = 46,6%  (1.095)
Vagas na graduação presencial   2006-2012= 82%  ( 102.378)  -  2008-2012= 52,5%
Número de cursos noturnos: graduação presencial   2008-2012 = 79,2%  (574)
Vagas cursos noturnos: graduação presencial   2007-2010 = 116,7%  (38.432)
Relação aluno/professor   2007-2012=  + 13,2%
Expansão da força de trabalho: docente  (REUNI) 2008-2012= 771,4% (13.947)
2.013 Instituições 224 Públicas 1.789 Privadas 87 Federais 75 Estaduais 62 Municipais 1.401 Particulares 388 Com/Conf./Fil...
169  1.844 8,4% 91,6% Universidades Faculdades, Centros, Escolas e Centros de Educação Tecnológica Instituições por Organi...
Instituições por região 215 10,7% Total: 2.013 IES; Concentrado  no Sul e Sudeste 335 16,6% 50.952   9,7% 118   5,9% 344 1...
TOTAL 2.013 IES Até 1000 Alunos De 1001 A 2000 Alunos De 2001 A 5000 Alunos + De 5000 Alunos 67,8% 13,6% 9,2% 9,6% Institu...
Os Maiores Cursos
63,9 68,0 Matrículas por Turno 68,0 32,0 PRIVADO 36,1 63,9 PÚBLICO NOTURNO % DIURNO % CAT.ADM
<ul><li>1) Matricular 30% da população da faixa etária apropriada até 2011; </li></ul><ul><li>2) 40% das matrículas nas IE...
<ul><li>Maiores desafios: </li></ul><ul><li>Reestruturar a avaliação, integrando instrumentos, espaços e momentos. </li></...
<ul><li>BUSCA DA QUALIDADE </li></ul><ul><li>RECONHECIMENTO DA DIVERSIDADE DO SISTEMA </li></ul><ul><li>RESPEITO À IDENTID...
<ul><li>PARTICIPAÇÃO </li></ul><ul><li>INTEGRAÇÃO </li></ul><ul><li>RIGOR </li></ul><ul><li>INSTITUCIONALIDADE </li></ul><...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

LegislaçãO EducaçãO ApresentaçãO Ufpi 2009

772 visualizações

Publicada em

LegislaçãO EducaçãO ApresentaçãO Ufpi 2009 by Graca Batista

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
772
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Orlando
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • Orlando
  • Orlando
  • Orlando
  • Orlando
  • Orlando
  • Atribuições: Elaboração das normas complementares ao decreto Definição de Diretrizes e indicadores para apresentação dos Planos de Reestruturação e Expansão
  • LegislaçãO EducaçãO ApresentaçãO Ufpi 2009

    1. 1. ENSINO SUPERIOR Felipe, Graça, Vinicius e Raimundo
    2. 2. AS PERGUNTAS DE LÚCIFER <ul><li>Senhor, como sabe se o que criou é bom? </li></ul><ul><li>Quais são os seus critérios? </li></ul><ul><li>Em que dados baseia o seu juízo? </li></ul><ul><li>Que resultados, mais precisamente, o Senhor estava esperando? </li></ul><ul><li>O Senhor por acaso não está por demais envolvido em sua criação para fazer uma avaliação desinteressada? </li></ul>
    3. 3. AVALIAÇÃO “ Avaliação é um processo para determinar até que ponto os objetivos educacionais foram realmente alcançados” (Ralph Tyler, 1950). “ [Avaliação é a coleta de] informações com vistas à tomada de decisões” (Cronbach, 1963).
    4. 4. LEGISLAÇÃO FEDERAL DA EDUCAÇÃO <ul><li>Constituição Federal: Capítulo III - Da Educação – Artigos: 205 a 214 Lei nº 8.069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente Lei nº 9394/96 – LDB </li></ul><ul><li>Lei Federal nº 10.172/2001 - PNE Lei nº 11.494/2007 – Fundeb Portaria Normativa/MEC nº 10, de 03/09/2008. Lei Federal nº  11.738, de 16/07/08 - piso salarial </li></ul>
    5. 5. Rever o atual sistema de avaliação Plano Nacional de Educação (PNE) – Lei 10.172/2001. Art. 4: a União instituirá o Sistema Nacional de Avaliação e estabelecerá os mecanismos necessários ao acompanhamento das metas constantes do PNE; Diretriz do PNE para a regulação do sistema: “planejar a expansão com qualidade ” Visão: “nenhum país pode aspirar a ser desenvolvido e independente sem um forte sistema de educação superior”
    6. 6. Brasil: Instituições de Ensino Superior
    7. 7. <ul><li>Acesso à universidade : </li></ul><ul><ul><li>Brasil - apenas 12% jovens entre 18 e 24; Extremos: </li></ul></ul><ul><ul><li>Nordeste=6,5%; Sul=17,1% (Censo do Ensino Superior, 2006). </li></ul></ul><ul><ul><li>Argentina=35%; Canadá=62%; Coréia do Sul=60%; </li></ul></ul><ul><ul><li>Cuba=50%; Escandinávia= 70%; EUA=60%. </li></ul></ul><ul><li>Política governamental: (2003-2012) </li></ul><ul><li>Os Ciclos recentes de expansão (e reestruturação): Programas de Expansão do </li></ul><ul><li>Governo Federal: 2003-2006 e 2007-2012 . </li></ul>
    8. 8. Expansão e Reestruturação das IFES <ul><li>PRIMEIRO CICLO: EXPANSÃO PARA O INTERIOR – 2003/2006 </li></ul><ul><li>Programa de Expansão da Educação Superior Pública, SESu/MEC, 2003-2006 </li></ul><ul><ul><ul><li>Criação 10 novas Universidades Federais (todas as regiões) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Consolidação 2 Universidades Federais </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Criação e Consolidação 49 campi Universitários </li></ul></ul></ul><ul><li>SEGUNDO CICLO: EXPANSÃO COM REESTRUTURAÇÃO – 2007/2012 Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais, 2007-2012 </li></ul><ul><ul><ul><li>Adesão da totalidade das 53 IFES </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>10 projetos componentes de inovação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Processo em implantação: 4 novas universidades </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Consolidação e implantação de 86 campi universitários </li></ul></ul></ul><ul><li>Quadro perceptível (2008): ampliação significativa número de vagas educação superior </li></ul><ul><li>(especialmente noturnas), interiorização educação pública e gratuita e combate desigualdades </li></ul><ul><li>regionais e espaciais. </li></ul>
    9. 9. EXPANSÃO Um programa eloquente <ul><ul><li>C onsolidação e implantação de 86 campi universitários </li></ul></ul><ul><ul><li>Interiorização – capilaridade: Universidades em </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>atendimento à forte demanda do interior </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Criação, ampliação novas oportunidades locais/regionais; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Presença assegura forte impacto estruturas - física, política, social, cultural, econômica, ambiental; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Novas demandas. </li></ul></ul></ul></ul>
    10. 10. Objetivos, metas, diretrizes gerais <ul><ul><li>Criar condições (aporte de recursos) para: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ampliação do acesso e permanência na educação superior </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>NÍVEL DE GRADUAÇÃO ; </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Aumentar a qualidade </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Inovação, adequação novas exigências; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Articulação graduação=pós-graduação-educação básica, </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>profissional e tecnológica. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Melhorar aproveitamento: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Infra-estrutura física; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Recursos humanos das UFs. </li></ul></ul></ul>Objetivos
    11. 11. Metas Globais (Decreto 6.096 de 24.04.2007) <ul><li>Elevação gradual da taxa de conclusão média dos cursos de graduação presenciais para 90%. </li></ul><ul><li>Elevação gradual, em cursos presenciais de graduação, da relação alunos/professor = 18. </li></ul><ul><li>Prazo de 5 anos para cumprimento das metas, a contar do início de cada plano. </li></ul><ul><li>Aumento mínimo de 20% nas matrículas de graduação. </li></ul>
    12. 12. Diretrizes <ul><li>Seis dimensões: </li></ul><ul><li>Ampliação da Oferta de Educação Superior Pública </li></ul><ul><li>Reestruturação Acadêmico-Curricular </li></ul><ul><li>Renovação Pedagógica da Educação Superior </li></ul><ul><li>Mobilidade Intra e Inter-Institucional </li></ul><ul><li>Compromisso Social da Instituição </li></ul><ul><li>Suporte da pós-graduação ao desenvolvimento e aperfeiçoamento qualitativo dos cursos de graduação </li></ul>
    13. 13. 1 - Ampliação da Oferta de Educação Superior Pública <ul><li>Aumento de vagas de ingresso, especialmente no período noturno; </li></ul><ul><li>Redução das taxas de evasão; </li></ul><ul><li>Ocupação de vagas ociosas . </li></ul>2 - Reestruturação Acadêmico-Curricular Detalhamento das dimensões <ul><li>Revisão da estrutura acadêmica buscando a constante elevação da qualidade; </li></ul><ul><li>Reorganização dos cursos de graduação; </li></ul><ul><li>Diversificação das modalidades de graduação, preferencialmente com </li></ul><ul><li>superação da profissionalização precoce e especializada; </li></ul><ul><li>Implantação de regimes curriculares e sistemas de títulos que possibilitem a </li></ul><ul><li>construção de itinerários formativos; e </li></ul><ul><li>Previsão de modelos de transição, quando for o caso . </li></ul>
    14. 14. 3 - Renovação Pedagógica da Educação Superior <ul><ul><li>Articulação da educação superior com a educação básica, profissional e tecnológica; </li></ul></ul><ul><ul><li>Atualização de metodologias (e tecnologias) de ensino-aprendizagem; </li></ul></ul><ul><ul><li>Previsão de programas de capacitação pedagógica, no caso de implementação de um novo modelo. </li></ul></ul>4 - Mobilidade Intra e Inter-Institucional <ul><ul><li>Promoção da mobilidade estudantil: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>aproveitamento de créditos e a circulação de estudantes entre cursos e </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>programas, e entre instituições de educação superior. </li></ul></ul></ul>Detalhamento das dimensões
    15. 15. 6 - Suporte da pós-graduação ao desenvolvimento e aperfeiçoamento qualitativo da graduação <ul><ul><li>Articulação da graduação com a pós-graduação: expansão quali-quantitativa da pós-graduação orientada para a renovação pedagógica da educação superior. </li></ul></ul>5 - Compromisso Social da Instituição <ul><ul><li>Políticas de inclusão; </li></ul></ul><ul><ul><li>Programas de assistência estudantil; e </li></ul></ul><ul><ul><li>Políticas de extensão universitária . </li></ul></ul>Detalhamento das dimensões
    16. 16. CARACTERÍSTICAS GERAIS <ul><li>Adesão: 100% das universidades federais (53 ) - março 2008 (termo de compromisso) </li></ul><ul><li>Crescimento proposto : matrículas até 2012 (referência 2006): </li></ul><ul><ul><li>Graduação: 70% </li></ul></ul><ul><ul><li>Mestrado: 52% </li></ul></ul><ul><ul><li>Doutorado: 55% </li></ul></ul><ul><li>Efeitos diretos: </li></ul><ul><ul><li>Maior acesso ao ensino superior público (números eloqüentes) </li></ul></ul><ul><ul><li>Valorização/desenvolvimento padrão acadêmico superior das UFs </li></ul></ul><ul><ul><li>Repercussão direta demais níveis de ensino </li></ul></ul><ul><ul><li>Contribuição esforço formação mão-de-obra qualificada - novo ciclo desenvolvimento. </li></ul></ul><ul><li>Modelo:novas práticas de gestão </li></ul><ul><ul><li>Metas e bases gerenciais claras </li></ul></ul><ul><ul><li>Definição de diretrizes e meios para executá-las </li></ul></ul><ul><ul><li>Indução planejamento estratégico e longo prazo: UFs e SESu/MEC (ultrapassa mandatos) </li></ul></ul><ul><ul><li>Respeito à autonomia universitária: aprovação Conselhos Superiores </li></ul></ul><ul><ul><li>Termo de compromisso: metas, recursos e cronogramas (responsabilidade política e </li></ul></ul><ul><li>administrativa atores) </li></ul><ul><ul><li>Fiscalização: TCU, CGU, Ministério Público, signatários, parlamento e sociedade. </li></ul></ul>
    17. 17. Conclusão : expansão com reestruturação: oportunidades de inovação e de experimentação <ul><li>Expandir a quantidade: novas vagas, novos cursos (inclusão, democratização do </li></ul><ul><li>acesso, fortalecimento soberania nacional). </li></ul><ul><li>Aprimorar a qualidade da educação: (interfaces vários níveis de educação...) </li></ul><ul><li>Inovar cenário da educação superior: </li></ul><ul><ul><ul><li>universidade como vetor de desenvolvimento; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>consideração particularidades locais, regionais, nacionais, internacionais: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>acompanhamento novas dinâmicas globais e demandas nacionais; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>novos projetos pedagógicos: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>flexibilização e interdisciplinaridade; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>conhecimento da realidade e complexidade dos contextos; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>formação universitária e cidadã; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>expansão de projetos experimentais, (cursos em saúde) no processo de ensino e aprendizagem. </li></ul></ul></ul></ul>
    18. 18. Expansão número de cursos: graduação presencial 2007-2010 = 46,6% (1.095)
    19. 19. Vagas na graduação presencial 2006-2012= 82% ( 102.378) - 2008-2012= 52,5%
    20. 20. Número de cursos noturnos: graduação presencial 2008-2012 = 79,2% (574)
    21. 21. Vagas cursos noturnos: graduação presencial 2007-2010 = 116,7% (38.432)
    22. 22. Relação aluno/professor 2007-2012= + 13,2%
    23. 23. Expansão da força de trabalho: docente (REUNI) 2008-2012= 771,4% (13.947)
    24. 24. 2.013 Instituições 224 Públicas 1.789 Privadas 87 Federais 75 Estaduais 62 Municipais 1.401 Particulares 388 Com/Conf./Fil CENSO 2004 Instituições por Categoria Administrativa
    25. 25. 169 1.844 8,4% 91,6% Universidades Faculdades, Centros, Escolas e Centros de Educação Tecnológica Instituições por Organização Acadêmica
    26. 26. Instituições por região 215 10,7% Total: 2.013 IES; Concentrado no Sul e Sudeste 335 16,6% 50.952 9,7% 118 5,9% 344 17,1% 1.001 49,7 %
    27. 27. TOTAL 2.013 IES Até 1000 Alunos De 1001 A 2000 Alunos De 2001 A 5000 Alunos + De 5000 Alunos 67,8% 13,6% 9,2% 9,6% Instituições por no. de matrículas
    28. 28. Os Maiores Cursos
    29. 29. 63,9 68,0 Matrículas por Turno 68,0 32,0 PRIVADO 36,1 63,9 PÚBLICO NOTURNO % DIURNO % CAT.ADM
    30. 30. <ul><li>1) Matricular 30% da população da faixa etária apropriada até 2011; </li></ul><ul><li>2) 40% das matrículas nas IES públicas. </li></ul>Metas do PNE
    31. 31. <ul><li>Maiores desafios: </li></ul><ul><li>Reestruturar a avaliação, integrando instrumentos, espaços e momentos. </li></ul><ul><li>Melhorar os instrumentos de avaliação; </li></ul><ul><li>Otimizar o Censo da Educação Superior e a interpretação dos dados. </li></ul>Garantia de Qualidade
    32. 32. <ul><li>BUSCA DA QUALIDADE </li></ul><ul><li>RECONHECIMENTO DA DIVERSIDADE DO SISTEMA </li></ul><ul><li>RESPEITO À IDENTIDADE INSTITUCIONAL </li></ul><ul><li>GLOBALIDADE </li></ul><ul><li>CONTINUIDADE </li></ul><ul><li>COMPROMISSO FORMATIVO </li></ul><ul><li>PUBLICIDADE </li></ul>Princípios Norteadores
    33. 33. <ul><li>PARTICIPAÇÃO </li></ul><ul><li>INTEGRAÇÃO </li></ul><ul><li>RIGOR </li></ul><ul><li>INSTITUCIONALIDADE </li></ul><ul><li>TRANSPARÊNCIA </li></ul>Características

    ×