O ténis de mesa

4.123 visualizações

Publicada em

ping pong

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.123
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
147
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O ténis de mesa

  1. 1. O Ténis de Mesa Trabalho elaborado por: Eduardo Dinis 5º 9 nº 6 Henrique Silva 5º9 nº 11
  2. 2. A Bola <ul><li>De acordo com os regulamentos há um tipo normal de bola, cujas características são: </li></ul><ul><li>Material: celulóide ou algo parecido </li></ul><ul><li>Sem brilho </li></ul><ul><li>Dimensão : o diâmetro deve medir entre 3,72 e 3,82 cm, e deve pesar entre 2,4 e 2,53 gramas </li></ul><ul><li>Cor: branca ou amarela baça. </li></ul><ul><li>A princípio era obrigatório o uso de bolas brancas, mas em determinadas competições e devido a problemas de visibilidade (luzes brancas) passaram a ser permitidas bolas de cor amarela. </li></ul>
  3. 3. A Mesa <ul><li>Pode ser de madeira, de contraplacado, de lousa, de vidro, de plástico ou de metal com as seguintes espessuras: </li></ul><ul><li>De madeira: 2,54 cm </li></ul><ul><li>De contraplacado: 1,90 cm </li></ul><ul><li>De lousa: entre 1,50 e 2 cm </li></ul><ul><li>De plástico: 1,7 cm </li></ul><ul><li>De metal: entre 1,30 e 1,60 cm </li></ul><ul><li>Outro aspecto a ter em conta é a sua manutenção, a cor e os efeitos provocados </li></ul><ul><li>pelos sucessivos ressaltos da bola. </li></ul><ul><li>Cor: escura (verde ou azul-mate) e baça (não brilhante) </li></ul><ul><li>Tinta: celulósica </li></ul><ul><li>Uso e limpeza: evitar o envernizamento, puxar o lustro, colocar as mãos na sua superfície , sentar-se ou apoiar-se sobre ela. Para a limpar deve usar-se um pano macio </li></ul>
  4. 4. A Rede Deve colocar-se no centro da mesa, suspensa por um cordão atado em cada extremidade a um suporte vertical de 15,25 cm de altura, estando as extremidades do suporte 15,25 cm para fora das linhas laterais. Para se adaptar os suportes á mesa e esticar a rede utilizam-se normalmente dois sistemas, um de rosca e outro de tipo braço que ao colocar-se na vertical estica automaticamente a rede. A parte inferior da rede, pelo contrário, deve estar pouco tensa.
  5. 5. A iluminação <ul><li>Embora não existam regras concretas em relação à iluminação dos locais onde se joga pingue-pongue, todas as equipas, clubes e associações são unânimes em afirmar que é um dos elementos mais importantes deste jogo. Evidentemente uma boa iluminação consiste numa iluminação sem clarões, nem sombras e que proporcione uma perfeita visão de conjunto. É por esta razão que se considera que a luz branca é a melhor para este efeito. Nas sala onde se realizam torneios e competições oficiais, a iluminação mínima exigida é de 400 lux e deve estar colocada a uma altura mínima de 4 metros do chão. </li></ul>
  6. 6. O espaço <ul><li>Se nos detivermos no que tem sido, até hoje, a prática da modalidade, verificamos que desde sempre e, com alguma frequência, surgiram dificuldades no que se refere ao espaço disponível. </li></ul><ul><li>Para muitos clubes, que não dispunham das medidas adequadas à prática do ténis de mesa, resolveu-se o problema adoptando-se medidas mínimas. Ou seja, introduziram-se alterações ao regulamento para evitar que esses clubes desaparecessem. </li></ul><ul><li>Para esses, o regulamento , tendo em conta, sobretudo, a capacidade de movimento do atleta em jogo, estabeleceu medidas normais da sala ou recinto de jogo, permitindo aos que garantam as dimensões mínimas regulamentares continuar a praticar a modalidade. </li></ul>
  7. 7. A raqueta, revestimentos A raqueta compõe-se de punho, lâmina e revestimento e pode ser de qualquer tamanho, forma ou peso. A lâmina ou esqueleto da raqueta pode variar de espessura, mas tem de ser plana e rígida e feita de madeira. A qualidade da madeira, para além de determinar o peso da raqueta, determina também o estilo de jogo. Assim diz-se que uma madeira é “rápida” se permite devolver a bola de uma forma seca, e “lenta” se absorve a parte da velocidade da bola. Se a madeira for boa permitirá ao revestimento um bom controlo sobre a bola. Aconselha-se ao uso de madeiras “rápidas” para os jogadores “de ataque“, enquanto para os jogadores “de defesa” são mais aconselháveis as madeiras “lentas”.
  8. 8. A raqueta, revestimentos (continuação) O revestimento, superfície da raqueta usada para bater a bola, caracteriza-se pelo coeficiente de atrito, elasticidade e possibilidades de controlo daquela. As raquetas mais simples têm um revestimento de cortiça directamente aplicado à madeira ou então um revestimento de borracha com os picos virados para o exterior. Se o revestimento se coloca a contrário os picos voltados para dentro e o revestimento mostra o seu lado dorsal. Estas raquetas permitem dar muito efeito à bola. Actualmente a Federação Internacional tem um regulamento muito rígido sobre a espessura total da lâmina e revestimentos e sobre a utilização dos membros que as compõem. Outro aspecto importante a destacar é o relacionado com a forma como pegamos na raqueta ou o estilo que usamos.
  9. 9. Regras do Serviço <ul><li>1 – A bola deve estar colocada na palma da mão que não agarra na raquete. A mão deve estar parada, aberta e plana, com os dedos unidos, excepto o polegar que está livre. </li></ul><ul><li>2 – Quando se lança a bola ao ar não se lhe deve dar nenhum efeito e os dedos não podem exercer nenhuma pressão sobre ela. </li></ul><ul><li>3 – O árbitro deve conseguir ver a bola em todos os momentos. </li></ul><ul><li>4 – Ao sair da mão a bola deve ser lançada para cima e na vertical, de modo a atingir uma altura mínima de 16 cm. </li></ul><ul><li>5 – Ao descer bater-lhe-emos com a raqueta. </li></ul><ul><li>6 – Quando se serve deve estar-se sempre atrás da linha de fundo do campo do servidor ou do prolongamento imaginário desta. </li></ul><ul><li>7 – A bola deve tocar primeiro no campo do jogador que serve e só depois na outra metade da mesa, sem tocar na rede. </li></ul><ul><li>8 – A bola está em jogo no momento em que sai da mão livre, embora o jogador não possa batê-la antes de ela atingir o ponto mais alto da sua trajectória e começar a descer. </li></ul>
  10. 10. Regras do Serviço(continuação) <ul><li>Comete - se falta, ou perde-se um ponto quando: </li></ul><ul><li>A bola toca na rede ou nos suportes e cai no campo de quem serve </li></ul><ul><li>A bola toca na rede e sai directamente para fora da mesa sem tocar no campo contrário </li></ul><ul><li>Repete-se o serviço quando: </li></ul><ul><li>A bola toca na rede mas cai no campo contrário. Neste caso aplica-se aquilo a que se dá o nome de bola morta(let on net) </li></ul><ul><li>Se ao lançar a bola ao ar esta se inclina mais do que 45º, para um lado ou outro da vertical. </li></ul>
  11. 11. Regras de devolução <ul><li>Como a trajectória da bola não tem altura estabelecida, o jogador que está à espera do serviço deve devolvê-lo do seguinte modo: </li></ul><ul><li>A bola só pode bater uma vez no campo adversário </li></ul><ul><li>Não pode tocar em nenhum obstáculo(excepto na rede) </li></ul><ul><li>Pode devolver-se a qualquer altura desde que não toque no tecto, nas paredes ou nas lâmpadas. </li></ul><ul><li>O jogador perde um ponto se a bola tocar nalgum obstáculo(objecto, coisa) e não no campo do adversário. </li></ul><ul><li>Também se perde o ponto quando, no momento de devolver a bola, tocamos na rede ou nos seus suportes com a bola ou qualquer parte do equipamento </li></ul>
  12. 12. Regras Gerais do Jogo <ul><li>O vencedor de um jogo será o jogador ou o par que primeiro alcançar os 11 pontos, a não ser que ambos os jogadores ou pares tenham uma contagem igual a 10 pontos, circunstância em que será vencedor do jogo o jogador ou par que primeiro obtenha 2 pontos a mais que os seus adversários (por exemplo, 12-10, 19-17, 23-21,etc.). </li></ul><ul><li>A partir de uma situação de igualdade a 10, o serviço será feito alternadamente por um e outro jogador, até se obter a referida diferença de dois pontos. </li></ul><ul><li>De acordo com o regulamento, a não ser que a jogada seja de bola morta, o jogador perderá ponto: </li></ul><ul><li>- Se falhar a execução de um serviço; </li></ul><ul><li>- Se falhar a execução de uma bola devolução; </li></ul><ul><li>- Se efectuar um batimento em voo (antes de a bola tocar no lado da mesa de quem recebe); </li></ul><ul><li>- Se bater na bola duas vezes seguidas; </li></ul><ul><li>- Se a bola tocar no seu campo duas vezes seguidas </li></ul><ul><li>- Se ele ou qualquer coisa que use ou leve consigo mover a superfície de jogo, quando a bola ainda está em jogo; </li></ul><ul><li>- Se ao servir,ele ou seu parceiro bateram com o pé no chão; </li></ul><ul><li>- Se, em pares, o jogador bater a bola fora da jogada estabelecida para o servidor e para o relançador. </li></ul>
  13. 13. Regras Gerais do Jogo(continuação) <ul><li>Uma partida consistirá numa disputa ao melhor de três ou de cinco jogos. </li></ul><ul><li>A sequência de jogo deve ser contínua no decorrer do encontro, exceptuando o facto de cada jogador (par) ter direito a solicitar intervalos de dois minutos entre os jogos. </li></ul><ul><li>Ao contrário do que sucede no ténis propriamente dito, os quatro jogadores deverão, todos eles, servir alternadamente. </li></ul><ul><li>No princípio, o par que fizer os primeiros dois serviços decidirá qual dos dois iniciará o serviço. </li></ul><ul><li>Para além disso: </li></ul><ul><li>- A bola deve ser batida numa ordem de rotação estrita( o mesmo jogador não pode devolver uma bola e depois responder à devolução do adversário). </li></ul><ul><li>- Cada jogador recebe a bola sempre do mesmo adversário. </li></ul><ul><li>- Depois de cada jogo alterar-se-á a ordem dos serviços e de resposta. </li></ul><ul><li>- Quando num jogo decisivo se alcançam dez pontos, também muda o serviço. </li></ul>
  14. 14. Regras Gerais do Jogo(continuação) <ul><li>Relativamente ao serviço nos jogos duplos ou mistos: </li></ul><ul><li>- O serviço deve ser executado na metade direita da mesa. </li></ul><ul><li>- A separação do campo esquerdo e direito encontra-se assinalado por uma linha branca de 0,317 cm de espessura </li></ul><ul><li>- Serve-se durante dois pontos, podendo o resultado destes ser: 2-0, 1-1, ou vice-versa, 0-2, 1-1, com todas as variáveis possíveis. </li></ul><ul><li>- Suponhamos que temos duas equipas, a equipa AB e a MP. Estas equipas, até alcançarem os 10 pontos, devem servir de dois em dois pontos da seguinte forma: </li></ul><ul><li>Primeiros 2 pontos : A serve contra M </li></ul><ul><li>Segundos 2 pontos : M serve contra B </li></ul><ul><li>Terceiros 2 pontos : B serve contra P </li></ul><ul><li>Quartos 2 pontos : P serve contra A </li></ul><ul><li>Deve-se continuar a seguir este sistema até se alcançar o ponto (ou dois pontos) que dêem a vitória a uma das equipas. O sistema de contabilizar a pontuação é o mesmo dos jogos individuais. Se se chegar ao empate a 10 pontos, continua-se a jogar até se alcançar uma diferença de dois pontos. </li></ul>
  15. 15. Posição Base <ul><li>Embora durante o decorrer do jogo um jogador adopte diversos tipos de posições para devolver as bolas lançadas pelo adversário, existe uma posição de preparação do “golpe” que consiste em: </li></ul><ul><li>- O jogador colocar-se-á no centro da mesa, a uma determinada distância da mesma. </li></ul><ul><li>- Com os pés afastados cerca de 45 cm </li></ul><ul><li>- Com os joelhos flectidos para baixar o centro de gravidade do corpo. </li></ul><ul><li>- Com o braço segura a raqueta flectindo a mão e o punho descontraídos para poder reagir prontamente. </li></ul><ul><li>- A vista dirige-se para a frente, para o sitio onde se encontra a bola e todo o corpo está numa situação de tensão. </li></ul><ul><li>A partir desta posição o jogador poderá devolver uma bola que se dirija a qualquer parte da mesa. Por exemplo, dando uma passo em frente com o pé esquerdo cruzado, poderá devolver uma bola curta dirigida ao lado direito da mesa. </li></ul>
  16. 16. Posição Base (continuação) <ul><li>Realizando o movimento contrário, ou seja, avançando com a perna direita na diagonal e lançando o corpo e o braço para a frente poderá interceptar uma bola com um golpe de revés. </li></ul><ul><li>Da mesma forma, se der um passo para trás com o pé direito e levantar o braço poderá bater numa bola comprida dirigida ao seu lado direito. </li></ul><ul><li>Com um passo para trás do pé esquerdo e colocando a raqueta à frente do corpo, interceptará de revés uma bola comprida dirigida ao lado esquerdo da mesa. </li></ul><ul><li>O desenvolvimento actual do pingue-pongue, onde predominam cada vez mais os golpes com efeito e as jogadas rápidas, obriga o jogador a mudar constantemente a sua posição base , deslocando-se para um e outro lado da mesa, para a frente e para trás, no intuito de conquistar cada ponto em jogo. </li></ul><ul><li>Por outro lado, alguns jogadores efectuam os seus golpes de direita e de revés numa posição aparentemente fixa. Ou seja, em vez de movimentar a perna para a frente e para trás, realizam uma rápida rotação da anca adoptando uma posição semi-lateral que permita uma resposta livre e rápida, uma vez o corpo não se encontre no caminho da bola. </li></ul>
  17. 17. Os efeitos <ul><li>Os três efeitos básicos que se utilizam durante um jogo de ténis de mesa são: o efeito de corte, o efeito liftado e o efeito lateral </li></ul><ul><li>O efeito de corte ou “back spin” </li></ul><ul><li>Consiste em bater por trás e por baixo, “cortando” a bola. Como resultado deste efeito consegue-se que a bola rode para trás enquanto avança, de forma a que mal toque na mesa, tenda a saltar para trás . Este efeito é tanto mais intenso, e por conseguinte eficaz, quanto mais baixo se consiga bater na bola com a raqueta. </li></ul><ul><li>O efeito liftado ou “top spin” </li></ul><ul><li>Normalmente utiliza-se para responder ao movimento anterior e consiste em bater na bola com um movimento para cima e para a frente da raqueta. Assim, consegue-se fazer com que a bola gire para a frente, e que, ao bater na mesa, salte com uma certa altura e para a frente. </li></ul><ul><li>O efeito lateral </li></ul><ul><li>Consiste em dar à bola uma rotação horizontal em relação à sua trajectória. Isto obtém-se “cortando” a bola à direita, esta ao bater na mesa tenderá a dirigir-se para a direita, e vice versa. </li></ul><ul><li>Para que seja ainda mais eficaz pode combinar-se com um dos outros dois, cortado ou liftado. </li></ul>
  18. 18. O Serviço <ul><li>Actualmente, e dado a enorme gama de variantes, o serviço deixou de ser um simples acto de por a bola em jogo, para adquirir uma importância cada vez maior no desenrolar do próprio jogo. </li></ul><ul><li>Um jogador que saiba executar uma grande variedade de serviços terá oportunidade de impor o seu jogo sobre o adversário e ganhar pontos. </li></ul><ul><li>Serviços sem efeito </li></ul><ul><li>Serviço sem efeito comprido e rápido </li></ul><ul><li>O serviço sem efeito curto </li></ul><ul><li>Serviços com efeito </li></ul><ul><li>Serviço com efeito lateral </li></ul><ul><li>Serviço com efeito para a frente </li></ul><ul><li>Serviço com efeito para trás </li></ul><ul><li>Serviço com efeito combinado </li></ul>
  19. 19. A resposta <ul><li>Para responder ao serviço do adversário deve contrapor-se um golpe oposto ao que se recebe. Quando se recebe um serviço liftado deve responder-se com um golpe cortado, e vice-versa. </li></ul>
  20. 20. Acções de Ataque <ul><li>As jogadas ou golpes básicos de ataque consistem em bater na bola pela sua parte superior, mantendo uma postura lateral e transferindo o peso do corpo do pé de apoio posterior para anterior </li></ul><ul><li>Drive </li></ul><ul><li>Drive de Revés </li></ul><ul><li>Flip </li></ul><ul><li>Mudança para o corte </li></ul><ul><li>Top spin </li></ul>
  21. 21. A defesa <ul><li>O importante é saber combinar o ataque e a defesa. Quando pensamos no sistema de ataque imaginamos o adversário numa posição de defesa, mas no pingue-pongue, e devido à sua idiossincrasia, passa-se rapidamente de uma posição para a outra. </li></ul>
  22. 22. Bibliografia <ul><li>Enciclopédia de desporto, vol.5 </li></ul><ul><li>http://www.fptm.pt/ </li></ul><ul><li>http://www. ittf .com/ </li></ul><ul><li>http://www. google .pt/ imghp </li></ul>Webografia

×