Puc anisio teixeira

2.503 visualizações

Publicada em

Vida e obra de Anísio Teixeira

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.503
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
89
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Puc anisio teixeira

  1. 1. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Disciplina: Teorias e Práticas Educacionais Alunas: Ana Consuelo Ramos Gisele Cristina de Boucherville Professora Dra: Maria Auxiliadora Monteiro Oliveira
  2. 2. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville
  3. 3. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Referência TEIXEIRA. Anísio. Pequena Introdução à Filosofia da Educação: A Escola Progressiva ou a Transformação da Escola. 5a ed. São Paulo: Editora Nacional, 1967. Coleção Cultura, Sociedade e Educação, v.5.
  4. 4. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Anísio Spínola Teixeira (nasceu em Caetité, 12 de julho de 1900, morreu em 11 de março de 1971) foi um jurista, intelectual, educador e escritor brasileiro. Personagem central na história da educação no Brasil, nas décadas de 1920 e 1930, difundiu os pressupostos do movimento da Escola Nova, que tinha como princípio a ênfase no desenvolvimento do intelecto e na capacidade de julgamento, em preferência à memorização.
  5. 5. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Reformou o sistema educacional da Bahia e do Rio de Janeiro, exercendo vários cargos executivos. Foi um dos mais destacados signatários do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, em defesa do ensino público, gratuito, laico e obrigatório, divulgado em 1932. Fundou a Universidade do Distrito Federal, em 1935, depois transformada em Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil.
  6. 6. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville OPINIÄO: Comecei a ler o Manifesto. Comecei a não entender, e ver ali o que desejava ver. Larguei-o. Pus-me a pensar — quem sabe está nalgum lugar do livro de Anísio o que não acho aqui — e lembrei-me de um livro sobre a educação progressiva, que me mandaste e que se extraviou no caos que é minha mesa. Pus-me a procurá-lo, achei-o. E cá estou, Anísio, depois de lidas algumas páginas apenas, a procurar dar berros de entusiasmo, por uma coisa maravilhosa que é a sua inteligência lapidada pelos Deweys e Kilpatricks! Monteiro Lobato
  7. 7. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville OBRAS: Aspectos americanos de educação. Salvador. Tip. De São Francisco, 1928, 166 p. A educação e a crise brasileira. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1956, 355 p. Educação é um direito. 2ª ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1996, 221 p. Educação e o mundo moderno. 2ª ed. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1977, 245 p. Educação e universidade. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1998, 187 p. Educação no Brasil. São Paulo: Cia. Editora Nacional 1969, 385 p. Educação não é privilégio. 5ª ed. Rio de Janeiro.- Editora UFRJ, 1994, 250 p. Educação para a democracia: introdução à administração educacional. 2ª ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1997, 263 p. Educação progressiva: uma introdução à filosofia da educação. 2ª ed. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1934, 210 p. Em marcha para a democracia: à margem dos Estados Unidos. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, s.d., 195 p. Ensino superior no Brasil: análise e interpretação de sua evolução até 1969. Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1989, 186 p. Pequena introdução à filosofia da educação: a escola progressiva ou a transformação da escola. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1968, 150 p.
  8. 8. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville LEGADO DE ANÍSIO: Em Salvador - o Centro Educacional Carneiro Ribeiro (melhor conhecido por Escola Parque), de 1950, situado no populoso e pobre bairro da Liberdade, no qual buscou inspiração Darcy Ribeiro para, na década de 1980, criar os CIEPs. Na década de 1990 foi a vez do Governo Federal criar os CIACs e, no início do século XXI, na Bahia, os Colégios Modelo — todos fundamentados em sua ainda atual visão da educação integral e, no início do século XXI, os mais de 21 CEUs (Centros Educacionais Unificados), construídos na cidade de São Paulo, tiveram em seus projetos fortes influências da Escola Parque de Anísio. Em Caetité - a Fundação Anísio Teixeira, presidida por sua filha Anna Cristina, com apoio governamental (Estado e Município) e da iniciativa privada, e a Casa Anísio Teixeira, com biblioteca, museu, cine-teatro e biblioteca móvel. A instituição leva conhecimento e mantém viva a memória do grande educador brasileiro. No Rio de Janeiro - Centro Educacional Anísio Teixeira, escola privada de ensino fundamental e ensino médio, com proposta pedagógica segundo as idéias do educador.
  9. 9. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Base teórica John Dewey - é reconhecido como um dos fundadores da escola filosófica de Pragmatismo (juntamente com Charles Sanders Peirce e William James), um pioneiro em psicologia funcional, e representante principal do movimento da educação progressiva norte-americana durante a primeira metade do século XX. Com sua teoria volta-se a respeitar a individualidade dos alunos, sem descuidar dos interesses do grupo, onde foi muito criticado pelos defensores do método Montessori, muito popular nos Estados Unidos na época.
  10. 10. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville William Heard Kilpatrick (20 de novembro de 1871 - 13 de fevereiro de 1965) americano pedagogo e sucessor de John Dewey . Kilpatrick desenvolveu o Método de projetos para a educação infantil, o que era uma forma de educação progressiva organizado em atividades curriculares e de sala de aula em torno de um tema central.
  11. 11. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville PENSAMENTO DE ANÍSIO: • Construído em Dewey e Kilpatrick. • Liberal conservador. • Postura igualitária da educação. • Visto como pensador contraditório que ao mesmo tempo queria agradar classe industrial e classe trabalhadora.
  12. 12. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Suas obras se dividem em 2 fases: 1. 1930- onde confundia o Brasil com um país de primeiro mundo. 2. Depois de 1950 quando assume o subdesenvolvimento do Brasil.
  13. 13. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville SITUAÇÄO da época em que escreveu o livro: O primeiro golpe, em 1930, determinou o fim da República Velha e o início de um período de quinze anos de preeminência política de Getúlio Vargas, primeiro como chefe do Governo Provisório, depois como presidente eleito indiretamente de acordo com as regras da Constituição de 1934 e, finalmente, a partir de novembro de 1937, como ditador, à frente do Estado Novo.
  14. 14. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville SITUÄÇAO MUNDIAL Até 1942, é marcada pelas dificuldades acarretadas pelo grande choque da depressão mundial, com a crise norte-americana de 1937, e pelas dificuldades associadas ao início da Segunda Guerra Mundial. Nessa relação mundial o Brasil na esteira da crise aumentou consideravelmente o peso do Estado na economia: continuou a intervenção na política cafeeira – embora transferida do controle paulista para o controle do governo federal – e multiplicaram-se as iniciativas estatais no domínio da economia, inicialmente com ênfase no terreno normativo. Só a partir do final dos anos 1930 começa a ganhar corpo o Estado produtor de bens e serviços.
  15. 15. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville
  16. 16. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Escola Nova no Brasil O movimento ganhou impulso na década de 1930, após a divulgação do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova.
  17. 17. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville O "Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova" , datado de 1932, foi escrito durante o governo de Getúlio Vargas e consolidava a visão de um segmento da elite intelectual que vislumbrava interferir na organização educacional da sociedade brasileira. Redigido por Fernando de Azevedo e pensado por 26 intelectuais: Anísio Teixeira, Afrânio Peixoto, Lourenço Filho, Antônio F. Almeida Junior, Roquette Pinto, Delgado de Carvalho, Hermes Lima e Cecília Meireles e outros.
  18. 18. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville A obra: PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA é dividida em 6 capítulos
  19. 19. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Capitulo I Reacionários e Renovadores
  20. 20. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Valores que se perdem. Valores que se ganham. Inquietação de conservadores. A acusação à escola. Escola tradicional e pseudo-escola nova. A teoria da escola nova ou melhor, progressiva.
  21. 21. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville A crise na sociedade, há crise de costumes. A crise na educação. A culpa. “A chamada teoria da educação nova é a tentativa de orientar a escola no sentido do movimento, já acentuado na sociedade, de revisão dos velhos conceitos psicológicos e sociais que ainda há pouco predominavam.” (pg 20)
  22. 22. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “A escola progressiva é a escola onde as atividades se processam com o máximo de oportunidades para essa ascensão.” (pg. 23) “O educador moderno não acredita que o pensamento ou a ação se gerem no vácuo, ou que a criança não precise de ser guiada e orientada no processo do seu crescimento mental e social.”(pg. 24)
  23. 23. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Capítulo II A transformação da escola Escola nova ou escola progressiva? Fundamentos sociais da transformação escolar. Fundamentos psicológicos da transformação escolar.
  24. 24. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Escola nova ou escola progressiva? “E progressiva, por quê? Porque se destina a ser a escola de uma civilização em mudança permanente (KILPATRICK) e porque, ela mesma, como essa civilização, está trabalhada pelos instrumentos de uma ciência que ininterruptamente se refaz.” (pg.25)
  25. 25. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Fundamentos sociais da transformação escolar O progresso tomou conta da cidade [...] a aplicação da ciência à civilização humana [...] A experimentação cientifica é um método de progresso literalmente ilimitado.[...] Se em ciência tudo tem o seu porquê e a sua prova [...] se em ciência tudo se subordina à experiência, para a sua luz resolver, por que também não subordinar o mundo moral e social à mesma prova? (pg.29)
  26. 26. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Diretrizes da vida moderna “A primeira, deixamo-la apontada na nova atitude espiritual do homem.” (pg.31) “A segunda grande diretriz de vida moderna, é o industrialismo, como a nova visão intelectual, do homem, também filho da ciência e da sua aplicação à vida.” (pg.33) “A terceira grande tendência do mundo contemporâneo, é a tendência democrática.” (pg.35)
  27. 27. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Dois deveres se depreendem dessa tendência moderna e se refletem profundamente em educação: o homem deve ser capaz, deve ser uma individualidade, e o homem deve sentir-se responsável pelo bem social. Personalidade e cooperação são os dois polos dessa nova formação humana que a democracia exige.” (pg. 35)
  28. 28. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “A reorganização importa em nada menos do que trazer a vida para a escola. A escola deve vir a ser o lugar onde a criança venha a viver plena e integralmente.” (pg. 39)
  29. 29. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Devemos ter sempre presente que a escola não vai dar soluções já feitas à nossa juventude. Tudo que podemos fazer é dar- lhe método e juízo, para lutar com os problemas que vai encontrar, e o sentido da responsabilidade social que lhe assiste na solução desses problemas.” (pg. 41)
  30. 30. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Fundamentos psicológicos da transformação escolar “A nova psicologia veio provar não ser isso ainda suficiente. Aprender é alguma coisa mais. Fixar, compreender e exprimir verbalmente um conhecimento não é tê-lo aprendido. Aprender significa ganhar um modo de agir.” (pg. 42)
  31. 31. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Aprender é um processo ativo de reagir a certas coisas, selecionar reações apropriadas e fixá-las depois no organismo. Não se aprende por simples absorção.”( pg. 43)
  32. 32. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “O fenômeno educativo, na frase de DEWEY, é a reconstrução da experiência, à luz da experiência atual.” (pg. 47)
  33. 33. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Podemos resumir, com KILPATRICK: “desde que um interesse ativo guie os alunos a se empenharem em empreendimentos adequados - nem muito difíceis nem muito fáceis - tanto maior probabilidade de sucesso haverá com todos os bons efeitos que o sucesso traz: melhores serão as condições de aprendizagem total, e melhor será a organização escolar resultante””. (pg. 49)
  34. 34. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “A finalidade da educação se confunde com a finalidade da vida.” (pg. 51)
  35. 35. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Capítulo II Diretrizes da Educação e elementos de sua técnica Acriança – centro da escola Reconstrução dos programas escolares Organização psicológica dos materiais escolares
  36. 36. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville A criança - centro da escola “ A criança é a origem e o centro de toda a atividade escolar. A sua atividade impulsiva e espontânea deve governar a escola, que se transforma em um pequenino mundo feito à sua imagem e semelhança.” (pg. 53)
  37. 37. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Reconstrução dos programas escolares “Não precisamos repetir que o problema dos programas escolares, envolvendo o problema da própria marcha do processo educativo, está inteiramente prêso ao conceito de educação e à teoria geral de educação.” ( pg. 58)
  38. 38. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Ao lado da lição que se quer ensinar, vão- se também e simultaneamente ensinando hábitos, disposições e atitudes, que têm maior importância educacional do que o objeto original de ensino.” ( pg. 60)
  39. 39. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “A vontade da criança ou do adulto é imprescindível para que o aprendizado seja real e integrado à própria vida.”(pg. 61)
  40. 40. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Antes de tudo, o programa deve ser extraído das atividades naturais da humanidade. Ora, essas atividades, tendo a sua origem na natureza do homem, são, como tais, objeto de investigações e estudos, que as classificam, as definem e as organizam.”( pg. 63)
  41. 41. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Dentro dessa escala, os programas podem ser previamente preparados, a fim de marcar a orientação geral e fornecer elementos abundantes para permitir a escolha e para guiar e auxiliar os professores na direção das classes. Devendo o programa consistir numa série de atividades que representem as atuais necessidades da vida [...]” (pg.64)
  42. 42. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Um corpo de educadores especializados pode organizar os planos gerais de atividades, [...] Além disso, "programas mínimos", que compreendam o que deve ser aprendido pelas crianças, salvo dificuldade insuperável, podem ser também, antecipadamente, organizados. O professor ou diretor da escola organizará, então, dentro desses limites gerais, o programa especial para cada classe, à medida que o trabalho progrida.” (pg. 65)
  43. 43. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Organização psicológica das “matérias” escolares “A finalidade suprema da educação escolar é a de levar a criança à participação no sentido, nos valores e na conduta da sociedade a que pertence.” ( pg. 68)
  44. 44. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Com efeito, as "matérias escolares" - linguagem, matemática, história, ciências naturais, etc., - nada mais são do que resultados sistematizados dos conhecimentos humanos em sua forma lógica e abstrata. Como tais, só interessam ao especialista que pode compreender a sua linguagem simbólica ou técnica e perceber as relações que existem entre as diferentes partes da sua estrutura lógica. São matérias de estudo para o especialista. Não o podem ser para as crianças.” ( pg. 69)
  45. 45. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “A organização da matéria escolar ou das lições por essa forma educativa é geralmente chamada a organização psicológica em contraposição à organização lógica do especialista.” (pg. 70)
  46. 46. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “A matéria escolar, para uso do professor, segundo o conselho de KILPATRICK, devem obedecer à seguinte ordem (Foundations of Method, pág. 361): 1) Descrição clara da teoria, salientando-se os objetivos novos, a que visa o seu ensino. 2) Projetos diversos, descritos em detalhes. 3) Lista de projetos em número superior aos que possam ser pràticamente usados, com referência de material e aparelhagem necessários. 4) Indicação dos resultados 5) Material para os alunos se exercitarem nesse ou naquele ponto de estudo.” (pg. 78)
  47. 47. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “O essencial, porém, é dar ao educando a atitude científica, com os seus hábitos de reflexão, de inquérito, de análise, de crítica e de sistematização.”(pg. 81)
  48. 48. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Capitulo IV A educação e a sociedade A educação e a sociedade. Mobilidade e continuidade. A educação, como fenômeno individual A sociedade, a educação e a escola.
  49. 49. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville A educação e a sociedade “Processos fundamentais da vida [...] transformação e perpétuo vir-a-ser, imanente à natureza evolucional do mundo em que vivemos. Não existe sociedade. Existe um processo de sociedade. Não existe educação. Existe um processo de educação.” ( pg. 84)
  50. 50. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville A educação como fenômeno individual “Sendo a educação o processo de contínua reorganização e reconstrução da experiência, é um processo individual e pessoal, antes de ser social. Pelo menos em sua fase de plena consciência, o caráter individual e pessoal se acentua particularmente.” ( pg.91)
  51. 51. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Tenhamos a coragem de elaborar os mesmos ou outros processos de inquérito regular para o pensamento moral ou social - e teremos chegado ao mesmo acordo feliz entre o indivíduo e a sociedade.” ( pg.96)
  52. 52. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “O problema de liberdade é, dominantemente, um problema de liberdade de inquérito e de fixação das condições para que a mesma se exerça, a fim de permitir as contribuições individuais de pensamento, de modo que a conduta de cada qual não seja imposta, mas fruto da sua própria escolha ou decisão. ” ( pg. 96)
  53. 53. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville A sociedade, a educação e a escola “A ciência está em vésperas de resolver os problemas econômicos, os problemas sociais, e o homem pode ser educado de modo a evitar a maior parte dos seus problemas de desajustamento moral e social.” (pg. 102)
  54. 54. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “A escola, como instrumento de renovação social, é ainda tão somente uma esperança. E é mister que se despenda muito esforço, se a quisermos ver transformada em realidade.” ( pg. 102)
  55. 55. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “A escola de hoje viu, de repente, as suas classes invadidas por tôdas as crianças, ao invés do pequeno punhado de favorecidos ou escolhidos, que outrora a frequentava.” ( pg. 104)
  56. 56. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Capítulo V A conduta humana Moral científica e moral tradicional Análise das três premissas basilares e de suas conseqüências. A natureza humana é corrompida ou bárbara. A atividade humana é um simples meio para se atingir o bem
  57. 57. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Moral científica e moral tradicional “Há uma ciência da moral e da conduta humana. E também ela está a passar por uma transformação sensível, baseada no estudo objetivo da natureza humana. Essa transformação deve impregnar tôda a vida da escola, se é que lhe cabe, conforme vimos, o papel predominante na formação do homem.”(pg. 107)
  58. 58. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Análise das três premissas basilares e de suas consequências A ideia de que a natureza humana é corrompida e indigna de nossa confiança vem dos tempos mais remotos.(pg.108)
  59. 59. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Não há nada que justifique, hoje, afirmar-se que uma lei imanente qualquer governa o progresso social, ou, mais exatamente, as mudanças sociais.” ( pg 112)
  60. 60. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Conclusão Enquanto a moral revê as suas velhas fórmulas valetudinárias, que devemos propor como hipóteses atuais para a direção da conduta humana? Visamos, aqui, sobretudo, fazer a crítica das doutrinas mais responsáveis por uma concepção falsa da moral e da vida, mas dêsse longo arrazoado decorre uma conseqüência geral que vale a pena comentar, em forma de conclusão”(pg.130)
  61. 61. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Conclusão Essa conseqüência é a de que a vida será boa ou má, conforme a vontade humana.” (pg. 130)
  62. 62. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Capítulo VI Filosofia e Educação A origem da Filosofia Aspectos modernos da Filosofia Filosofia e Educação
  63. 63. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Guardas das crenças”, “consoladores” “Trabalhadores”, guerreiros Guardiões das superstições e das religiões – sacerdotes, magos e feiticeiros – classe dominante (senhores, donos e tiranos), de riqueza e prestígio social (p.136) Domínio do fogo e de “todas as artes práticas que permitiram ao homem viver” (p.135) Promoviam a conservação das crenças, dos costumes, dos modos de vida. Promoviam a modificação, a ação, o progresso. Conhecimentos tradicional e religioso (poético), consolidados em um sistema político mas sem apoio de “racionalidade, de exatidão ou utilidade prática” (p.137) Conhecimentos reais e positivos, empíricos e imperfeitos, mas que permitiam o controle das condições naturais e o erguimento da civilização material (p.137)
  64. 64. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “A filosofia se iniciou para reconciliar produtos mentais já existentes. A sua tarefa, a sua missão era a de revelar os valores existentes nos dois mundos (...) Nessa pesquisa de valores mentais e reais da humanidade, a filosofia precisaria ser heroica para erguer-se contra as instituições sociais do tempo. A filosofia preferiu justificar, a mudar. Assim a filosofia podia ser definida, historicamente, como a ‘justificação em fundamentos racionais, do espírito, embora não da forma, das crenças e costumes tradicionais’ (JOHN DELWEY)”(TEIXEIRA, 1967, p.139).
  65. 65. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Aspectos modernos da Filosofia “Que evolução sofreu a filosofia nos tempos modernos, que tenha podido transformá-la de instrumento especializado de pesquisa de concepções engenhosas para a justificação e racionalização de verdades tradicionais, em um instrumento intelectual de trabalho para cada um de nós?” (p.140).
  66. 66. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Aspectos modernos da filosofia “A reconstrução da filosofia, nos tempos modernos, acompanhou a mesma história da reconstrução do pensamento científico ou artístico (p.143). “A velha atitude do filósofo (...) deu lugar à atitude muito mais razoável e modesta do filósofo moderno que busca auxiliar a estabelecer o mais compreensivo método de julgar, com integridade e coerência, os valores reais da vida atual, para o efeito de dirigi-la para uma vida cada vez melhor e mais rica” (p.143).
  67. 67. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville “Quando o conhecimento é suscetível de verificação, transforma- se em ciência, e enquanto permanece como visão, como simples hipótese de valor, sujeito aos vaivéns da apreciação atual dos homens e do estado presente das suas instituições, diremos, é filosofia” (p.145). Ciência Filosofia Procura a verdade objetiva e justificável (p.144 Penetra no sentido íntimo e profundo das coisas (p.145)
  68. 68. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Aspectos modernos da filosofia “Se a filosofia é a indagação da atitude que devemos tomar diante das incertezas e conflitos da vida, filosofia é, realmente como queriam os antigos, a mestra da vida. É exatamente porque há dúvidas e incertezas e perplexidades que temos necessidade de uma filosofia" (p.146).
  69. 69. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Filosofia e Educação “Está aí a grande intimidade entre a filosofia e a educação. ‘Se a educação é o processo pelo qual se formam as disposições essenciais do homem – emocionais e intelectuais – para com a natureza e para com os demais homens, filosofia pode ser definida como a teoria geral da educação’ diz Dewey” (p.147). “Filosofia da educação não é, pois senão o estudo dos problemas que se referem à formação dos melhores hábitos mentais e morais em relação às dificuldades da vida social contemporânea" (p.148).
  70. 70. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Filosofia x Educação x Sociedade “Nenhuma das soluções pode ser definitiva ou dogmática. A filosofia de uma sociedade em permanente transformação, que aceita essa transformação e deseja torná-la um instrumento do próprio progresso, é uma filosofia de hipóteses e soluções provisórias” (p.148).
  71. 71. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Filosofia e Educação “O professor de hoje tem que usar a legenda do filósofo: ‘Nada que é humano me é estranho’.Tem que ser um estudioso dos mais embaraçosos problemas modernos, tem que ser estudioso da sociedade e tem que ser estudioso do homem; tem que ser, enfim, filósofo ...” (p.149).
  72. 72. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville
  73. 73. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Anísio, Lourenço Filho e Almeida Júnior 1932
  74. 74. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville Anísio, Gilberto Freire e Jorge Amado
  75. 75. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville
  76. 76. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Anisio e Monteiro Lobato Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville
  77. 77. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Anísio com reitor da University Columbia e sua esposa Emília Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville
  78. 78. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Anisio e Sebastiäo Samphaio Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville
  79. 79. PEQUENA INTRODUÇAO A FILOSOFIA: EDUCAÇAO PROGRESSIVA Anísio Teixeira escola normal Caitité Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville
  80. 80. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Escola Parque Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville
  81. 81. PEQUENA INTRODUÇÄO A FILOSOFIA: EDUCAÇÄO PROGRESSIVA Anísio Teixeira Ana Consuelo Ramos Giselle Boucherville OBRIGADA!

×