A Estética do Banco de Dados Entre o Banal e o Radical
Internet <ul><li>Organização da informação  </li></ul><ul><li>= </li></ul><ul><li>Questão estética </li></ul><ul><li>  fil...
Estética <ul><li>Criação como METAOBRA </li></ul>
Política <ul><li>Informação no campo do domínio público </li></ul><ul><li>Informação no campo do domínio privado </li></ul>
Filosofia <ul><li>Ser humano = informação </li></ul>
Cultura <ul><li>O BD é um forma cultural </li></ul><ul><li>Expressa uma maneira nova de organizar nossa experiência pessoa...
Algoritmo Cultural: Computer Age <ul><li>Realidade>Mídia>Dados>BD </li></ul>
Web 2.0 <ul><li>Da Taxonomia às Companheironomias </li></ul><ul><li>Software = Serviço </li></ul><ul><li>Internet = Plataf...
Redes Sociais ou Sosiais? <ul><li>Inteligência Coletiva x Distribuída </li></ul><ul><li>Jardim Murado x Jardim Bifurcado <...
Segundas Intenções <ul><li>Do Ready Made  ao  Undo </li></ul><ul><li>Your Life, Our Movie </li></ul><ul><li>10 x 10 </li><...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Estética do Banco de Dados: Do Banal ao Radical

888 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada em:
Jornada de Pós-Graduação - Heresias: Reflexões sobre o Digital a partir da Retrospectiva de Pedro Meyer
MAC-USP, 2008

Publicada em: Educação, Tecnologia
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
888
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Estética do Banco de Dados: Do Banal ao Radical

  1. 1. A Estética do Banco de Dados Entre o Banal e o Radical
  2. 2. Internet <ul><li>Organização da informação </li></ul><ul><li>= </li></ul><ul><li>Questão estética </li></ul><ul><li> filosófica </li></ul><ul><li> política </li></ul><ul><li> cultural </li></ul>
  3. 3. Estética <ul><li>Criação como METAOBRA </li></ul>
  4. 4. Política <ul><li>Informação no campo do domínio público </li></ul><ul><li>Informação no campo do domínio privado </li></ul>
  5. 5. Filosofia <ul><li>Ser humano = informação </li></ul>
  6. 6. Cultura <ul><li>O BD é um forma cultural </li></ul><ul><li>Expressa uma maneira nova de organizar nossa experiência pessoal e do mundo </li></ul><ul><li>Nesse contexto, a cultura passa a se assentar sobre dois pilares: </li></ul><ul><li>Estrutura de Dados + Algoritmos </li></ul>
  7. 7. Algoritmo Cultural: Computer Age <ul><li>Realidade>Mídia>Dados>BD </li></ul>
  8. 8. Web 2.0 <ul><li>Da Taxonomia às Companheironomias </li></ul><ul><li>Software = Serviço </li></ul><ul><li>Internet = Plataforma </li></ul><ul><li>Comunidades = Redes Sociais </li></ul>
  9. 9. Redes Sociais ou Sosiais? <ul><li>Inteligência Coletiva x Distribuída </li></ul><ul><li>Jardim Murado x Jardim Bifurcado </li></ul><ul><li>Individualismo Conectado x Narcisismo </li></ul><ul><li>Arbitrariedade X Aleatório </li></ul><ul><li>Cibermalthusianismo x Ciberdarwinismo </li></ul><ul><li>Consumidor x Fansumidor </li></ul>
  10. 10. Segundas Intenções <ul><li>Do Ready Made ao Undo </li></ul><ul><li>Your Life, Our Movie </li></ul><ul><li>10 x 10 </li></ul><ul><li>Filosofia da Caixa Prata </li></ul>

×