GAZETA SANTA CÂNDIDA OUTUBRO 2015

3.104 visualizações

Publicada em

jornal que tem o que falar

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.104
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.725
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GAZETA SANTA CÂNDIDA OUTUBRO 2015

  1. 1. 2 GAZETADOSANTACÂNDIDA Atingindo a maioria dos bairros da nossa região. Anuncie 8433-7462 3328-0176 Diretor: Adilson da Costa Moreira - Fones 8433-7462 e 3328-0176 Dep. comercial: Sharon Simão Zunino Rua Guilherme Ihlenfelt, 765 -Apartamento 4 - Tingui - Curitiba E-mail: gazetasantacandida@gmail.com Tiragem: 10.000 exemplares www.gazetasantacandida.com.br / www.gazetasantacandida.blogspot.com As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal. EXPEDIENTE GAZETADOSANTACÂNDIDA Atingindo a maioria dos bairros da nossa região. Anuncie 8433-7462 3328-0176 www.gazetasantacandida.com.br www.gazetasantacandida.blogspot.com Moradores e comerciantes que vi- vemnaruaFernandodeNoronhaerua Delegado Miguel Zacarias, BoaVista, fizeramumamanifestaçãonodia14de outubro. “Estamos já com pouco mais de 400 assinaturas em abaixo-assina- do pedindo para que coloquem um si- naleiro na esquina destas ruas”. Caminhões que estacionam na cal- çada da rua Fernando de Noronha para descarregar no mercado, mais os veí- culosquesaemdoestacionamentodes- te mercado, e ainda três linhas de ôni- bus que tem uma parada na frente do mercado, congestionam todo o trânsi- to. Já protocolei solicitação na Secre- taria de Transito ( Setran) e tivemos resposta negativa para a colocação do semáforo”,disseEliasSilva.“Enquan- to os agentes do Detran multam pro- fessores que estacionam na frente da EscolaDouteldeAndradeaimprudên- cia dos motorista que estacionam na No dia 1º outubro, Dia do Idoso, Maria de Jesus Penteado Campos mo- radora no JardimAliança, com proble- masdemobilidade,resolveupassarpelo portão preferencial para evitar as es- cadas, e foi barrada . O guardião do portão disse que a passagem era preferencialmente para idosos e deficientes. Eram 19h40. Ela solicitouapresençadofiscaldaURBS e explicou que estava com a perna FALTA DE SINALEIRO E A IMPRUDÊNCIA CAUSAM TRANSTORNOS PARA COMERCIANTES E MORADORES calçada da rua Fernando de Noronha temvistasgrossasporpartedoSetran”, afirma Elias muito indignado. "Tenho presenciado vários acidentes nesta es- quinaecadadiatempioradotantopara os pedestres e motoristas", diz Laercio comerciantelocal O PORTÃO DA DISCÓRDIA NO TERMINAL DO CABRAL enfaixadaesentiafortesdoresnascon- tasequeestavavindodohospital,mes- moassimofiscalficouemdúvidaepre- cisouausuáriainsistiremostraraiden- tidade provando ser idosa. “Senti a pior pessoas do mundo, fui discriminadaeregistreiminhareclama- ção na URBS. Já foram mais de uma vez que isto aconteceu e com outras pessoas a quem tenho conversado”, disse Maria muito transtornada.
  2. 2. 3 Salão Paroquial - Dias 12, 13, 14 e 15 de novembro de 2015 Quinta-feira13denovembroàs19 h – Santa Missa pelos benfeitores que trabalhamnacomunidadeparoquial. Sexta-feira 13 de novembro às 19 h–SantaMissapelosparoquianosfa- lecidos.Após a celebração da Euca- ristianosalãoNoitedoPastel Sábado 14 de novembro às 18 h – SantaMissa.ApósacelebraçãodaEu- caristianosalão.Pastel,PãocomPer- nil, Cachorro Quente, Bolo. Show de prêmioseoutros Domingo15denovembrodas8às 10 horas. Celebração festiva da Santa Missa. Apartirdas12horas–Almoçocom churrasco,costelafogodechão,risoto, maioneseesaladas Àtardeseguecomfestividadeseas tradicionaisbrincadeiras,pastel,Show dePrêmioseoutros Encerramentodosfestejosàs19ho- ras com a celebração da Santa Missa. ParóquiaSãoJoãoBatista Telefone: 3528-3223 Rua Guilherme Ihlenfeldt, 1040 BairroTingui-Curitiba FESTA DO JUBILEU DE OURO – 50 ANOS - DA IGREJA SÃO JOÃO BATISTA IGREJASÃOJOÃOBATISTA DOBAIRROTINGUIFESTEJA JUBILEU DE OURO Originalmenteeramencionadacomo a Capela de São João Batista, inaugu- rada em 05 de outubro de 1958 pelo ReverendíssimoPe.RafaelBussato,rei- tor da Congregação dos Padres Passionistas.ACapelaficouconfiadaa esta Congregação até 27 de novem- bro de 1959 passando então à Paró- quia Santa Cândida, à qual pertencia territorialmente.Anos mais tarde, na horadacriaçãodaParóquia,porDom ManoeldaSilveiraD’Elboux,Arcebis- po Metropolitano de Curitiba, no dia 14denovembrode1965,acapelator- na-seIgrejaMatriz,sendoassim,oAr- cebispo a entrega aos Padres da Soci- edadedeCristo.OprimeiroPárocoera oPadreStanislawPagacz,SChr.Acri- açãodaParóquiatambémteveafinali- dadedeacolherosemigrantespolone- ses, residentes na cidade de Curitiba. Este padre iniciou a criação da atual Igreja em 1966, sendo inaugurada em 1970. AParóquiacresceutantoemnúme- ro de fieis que foi necessária a criação de mais duas Paróquias: São Pedro e São Paulo, e também, Nossa Senhora deNazaré,ambasnamesmaregião. HojeaParóquiacontinuarealizan- do suas atividades pastorais sob a res- ponsabilidadedosPadresdaSocieda- de de Cristo (SChr.). Alguns fatos históricos: 22/05/1966:iníciodalimpezadoter- renoparaaconstruçãodaIgrejaMatriz; 10/05/1970: consagração da nova IgrejaMatrizministradaporDomPedro Fedalto, às 9:30; 01/05/1966:iniciou-seanovenaem louvor a N. Sra. do Perpétuo Socorro; naquela época se fazia a peregrinação doquadronascasasdasfamílias; 20/10/2011: o artista plástico João ValdecirZabeliniciouaobradeartesa- cranopresbitério; 19/07/2012: o Pároco e Reitor da MissãoCatólicaPolonesanoBrasil(Pe. ZdzislawMalczewski,SChr.)recebeu emmãosasrelíquiasdeSãoJoãoPaulo II.Estasrelíquiasiniciaramperegrinação pelas paróquias da Arquidiocese de Curitiba,emsetembrodestemesmoano. Párocos: Pe.StanislawPagacz,Schr (1965 – 1977) Pe.JanNovinski,Schr (1977 – 1987) Pe.AndrzejWegrzn,Schr (1987 – 2004) Pe.ZdzislawMalczewski,Schr (2004 – 2015) Desde o início das suas atividades comoParóquiaaconteceram:Batizados: 7.322; Crismas: 2.983; 1ª Eucaristia: 2060;Casamentos:1039 AtualmenteaParóquiacontacomos seguintesserviçoseclesiais:Pastorais: Curso de Noivos e Curso de Batismo; Movimentos:deIrmãos;FilhosdeNos- sa Senhora de Guadalupe; de Schoenstatt;Outros:CatequeseInfan- tiledeAdulto;ApostoladodaOração; Coroinhas;MinistrosExtraordináriosda SagradaComunhão;GrupodeOração; Grupo 3ª Idade; Grupo de Jovens Schoenstatt; Grupo de Músicos; Gru- po de Liturgia; Grupo da Promoção Humana;CPPeCAEP. ContribuiçãoMairaKarinCarvalhodos Santos.MESC,Catequesedeadultos. Ligue e agende uma visita - Orçamento sem Compromisso (41) 9520-8651 e 9627-3488 Eduardo Messaggi Gesso Driwall Sancas Molduras Consertos rápidos
  3. 3. 4 O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu no dia 21 de outubro que o re- gistro de alienação fiduciária de veícu- los em cartório não é obrigatório. Com a decisão, fica mantida a regra do Código Civil que obriga a anotação de alienação do veículo somente no cer- tificado de registro do carro. O registro de alienação é feito pelo Departamento de Trânsito (Detran) e serve para demonstrar que o carro está em nome do motorista, mas é proprie- dade do banco até o pagamento de to- das as parcelas do contrato de financia- mento. A questão foi decidida em um recur- so no qual a Associação Nacional das Instituições de Crédito questionou decisão do Tribunal de Adivulgaçãodosnomesdospremi- ados do primeiro sorteio do Nota Paraná acontecerá até o dia 15 de de- zembro.Naocasião,serãodistribuídos prêmios especiais de Natal de R$ 80 mil, R$ 120 mil e R$ 200 mil, além de valores menores, de R$ 10, R$ 20, R$ 50, R$ 250 e R$ 1 mil. No total serão distribuídos250milprêmios. Antesdisso,nasegundaquinzenade novembro, os participantes do progra- ma poderão visualizar no site do Nota Paraná(www.notaparana.pr.gov.br)os créditos que acumularam em compras feitasemagosto. Poderão participar do sorteio todos os consumidores que pediram para in- cluir seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) em notas fiscais de compras re- alizadasemagostonoEstadoefizerem cadastro no site do programa até 20 de novembro, com adesão ao regulamen- to do sorteio. DECISÃO DO STF: REGISTRO DE COMPRA DE CARRO EM CARTÓRIO NÃO É OBRIGATÓRIO Justiça do Rio de Janeiro. A corte decidiu pela continuidade do registro em cartório, que era comum até a década de 1990, mas deixou de ser obrigatório com o Código Civil em 2002. A maioria dos ministros acompanhou voto do ministro MarcoAurélio. Para o magistrado, a cobrança do registro duplo não é razoável. "A exigência de registro em serventia extrajudicial acarreta ônus e custos desnecessários ao consumidor, além de não conferir ao ato a publicida- de adequada. Para o leigo: é mais fácil, intuitivo e célere verificar a existência de gravame no próprio certificado do veículo, em vez de peregrinar por diferentes cartórios”, argumentou o ministro. Nota Paraná: primeiro sorteio será no dia 15 de dezembro “Lançamos o programa em agosto com o objetivo de diminuir a carga tri- butária individual dos cidadãos paranaenses,combaterasonegaçãofis- cal e aumentar a arrecadação no Esta- do,oquegarantefuturosinvestimentos emáreasprioritáriascomoSaúde,Edu- cação,SegurançaeInfraestrutura”,dis- se o governador Beto Richa ao tam- bém destacar que o Nota Paraná de- volverá ao consumidor que exigir o CPF na nota 30% do ICMS efetiva- mente recolhido pelos estabelecimen- toscomerciais. O primeiro sorteio estava previsto para o fim de novembro, mas o go- verno optou por adiá-lo para o início de dezembro e, assim, já entregar aos primeiros sorteados os prêmios pre- vistos para as datas especiais, em que se quadruplica as três melhores premiações. As datas especiais são nos meses de maio (Dia das Mães), junho (Dia dos Namorados), agosto (Dia dos Pais), outubro (Dia das Cri- anças) e dezembro (Natal). Desta for- ma, o primeiro sorteio do Nota Paraná já será o especial de Natal. A data limite para divulgação dos resul- tados, porém, não muda e está mantida para o dia 15 de dezembro. "Serão excelentes presentes de Natal para as pessoas que aderiram ao programa e criaram o hábito de exigir o registro de CPF nas notas", disse o secretário de Estado da Fa- zenda, Mauro Ricardo Costa. Até agora, o Nota Paraná já con- ta com a adesão de mais de meio mi- lhão de pessoas (530 mil). "Isso mos- tra que o programa é um sucesso", acrescenta ele, citando as cerca de 60 milhões de notas emitidas pelos mais de 212 mil estabelecimentos partici- pantes do programa. Osvaloresdosprêmiossãolíquidos, já descontado o Imposto de Renda. Cada R$ 50 em compras dá direito a um bilhete eletrônico.Acada mês será feitoumsorteiocombasenaloteriafe- deral e o primeiro usará os números da extração do dia 5 de dezembro. Cada bilhete é válido para um único sorteio. Mensalmentesãogeradosnovosbilhe- tes para o próximo sorteio. CRÉDITOS Na segunda quinzena de novem- bro, os participantes do programa po- derão visualizar no sitewww.notaparana.pr.gov.br os cré- ditosqueacumularamemcomprasfei- tas em agosto. Até o fim de novembro será pos- sível resgatar esses créditos, seja por meio de depósito bancário ou conver- são para créditos de celular. Se pre- ferir, o consumidor pode optar por abatimento no valor do Imposto so- bre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2017. Os créditos têm validade de um ano.
  4. 4. 5 No dia 28 de outubro, na FAS da Regional Boa Vista, reuniram-se aproximadamente trinta e cinco pes- soas para ouvir as explanações sobre o Programa Leite das Crianças, do Governo do Estado, bem como ouvir relato de como se encontra o progra- ma na Regional Boa Vista e Curitiba. A Gerente de Prática Social da FAS Boa Vista, Giseane Ferreira da COMITÊ MUNICIPAL PLC REGIONAL BOA VISTA Costa abriu a reunião agradecendo a presença do Coordenador do Progra- ma pelo Núcleo de Curitiba, profes- sor Paulo José Leonart, doAdminis- trador da Regional, Osiris Kamplas, dos membros do Comitê Gestor e das funcionárias dos CRAS de toda a Re- gional. Após a explanação de Giseane, o senhor Aires, da FAS Campo Com- prido, falou sobre fatos importantes como o cadastro único, renda per capita, dentre outras dúvidas que as entidades responsáveis pela cadastramentodasfamíliasvinhamen- contrando. Areuniãotranscorreunumclimade alegria, descontração e muita partici- pação do público.As associações que compareceram saíram satisfeitas com relação ao programa. José Susla fez questão de ressal- tar a importância do programa, ele que está no Comitê Gestor desde a sua formação, destacou a necessida- de da participação da comunidade, não só na divulgação como também na fiscalização, dando maior credibilidade e transparência a um programa que veio para ficar. Germano, José Paulo, Giseane Ferreira e Osires Kamplas. Plenária do Programa do Leite das Crianças, regional Boa Vista “Senhor Prefeito, precisamos de um módulo da Guarda Municipal em nosso bair- ro e maior presença da GM’’. ‘Sr. Secretário de Segurança, nosso bairro está esquecido. Segurança Já’. “O bairro Santa Cândida pede socorro às autoridades. Chega de assalto e roubos. Segurança já’’ foram as frases em mais de 10 faixas espalhadas pelo bairro San- ta Cândida na última semana. Moradores declararam em emissoras de rádio e televisão que estão cansados de as- saltos e roubos, que a revolta não é de ago- ra. Arrombamentos de casas, roubos de car- ros, furtos e muitos assaltos a mão armada tornou-se rotina na região. Diante desta si- BAIRRBAIRRBAIRRBAIRRBAIRRO SANTO SANTO SANTO SANTO SANTA CÂNDIDA CÂNDIDA CÂNDIDA CÂNDIDA CÂNDIDA PRA PRA PRA PRA PROOOOOTESTESTESTESTESTTTTTA PELA FA PELA FA PELA FA PELA FA PELA FALALALALALTTTTTA DE SEGURANÇAA DE SEGURANÇAA DE SEGURANÇAA DE SEGURANÇAA DE SEGURANÇA tuação, a Associação de Moradores e Co- merciantes do bairro e algumas liderança pro- moveram a campanha através de faixas. Pouco mais de 25 moradores reuniram-se no salão da capela da Paróquia Santa Cândi- da.RepresentantesdaGuardaMunicipalePo- lícia Militar participaram. O mais interessante foi a observação dos participantes da reunião de que os que reclamaram pelas redes sociais e televisão não participaram da reunião. O Capitão Rodrigues informou que a Po- lícia Militar - 20° BPM - faz o policiamento preventivo e ostensivo no bairro Santa Cân- dida e proximidades.As ações são desempe- nhadas pelas Radiopatrulhas da unidade e também pelas Rotams, além do Serviço Re- servado. Também há uma grande atuação do Bope no local, em operações esporádicas es- peciais quando há necessidade. Disse haver nestes dias apenas duas viaturas para aten- der uma população de 167 mil pessoas. No entanto, o Capitão Rodrigues pede que em alguma situação de risco, a popula- ção ligue para a PM por meio do 190. Infor- mou também que fatos consumados são de responsabilidade da Polícia Civil, que deve investigar, portanto, se alguém possuir ca- racterísticas de suspeitos ou de veículos usados na criminalidade deve procurar uma delegacia e informar. ''É dever do cidadão for- malizar qualquer ocorrência para que os da- dos estatísticos sejam apontados nas ações do serviço do policiamento da região'', afir- mou o Capitão. Já a Prefeitura de Curitiba , diz que não será colocado um módulo no local, nesse momento, pois a Guarda Municipal foca no trabalho com o Módulo Móvel Itinerante. O módulo é fixado no bairro (durante 15 dias) conforme a demanda dos moradores que, podem indicar um ponto, uma praça, local de risco. Em 2016, a GM contará com mais 400 concursados, o que facilitará o trabalho, além de garantir uma maior pre- sença da guarda nos bairros.
  5. 5. 6
  6. 6. 7 Luciano Ducci: “Curitiba perdeu o bonde e o metrô” Leia nossa entrevista com o ex-pre- feitoLucianoDucci,quedeixougrandes obras para Curitiba em sua gestão; atual deputado federal. Ela fala sobre mobili- dade urbana, metrô de Curitiba e atual situação da nossa capital. Quais as obras que destacaria na sua administração de Curitiba? Luciano Ducci - Curitiba passou por uma grande transformação, tanto no pe- ríodo em que fui vice-prefeito, como na época que fui prefeito. A cidade teve avanços significativos na mobilidade, comamodernizaçãodosistemadetrans- porte, com o Ligeirão e com o Híbrido Elétrico. Em 2 anos, garanti a renova- çãodafrotadeônibus,com1.200novos veículos, a reforma de 22 terminais de ônibus e a restauração total dos termi- nais de ônibus Pinheirinho, Hauer e Cabral, sem contar da obtenção dos re- cursos para a reforma total do terminal do Santa Cândida, cuja obra não foi fi- nalizadapelaatualadministração. Ademais disto a cidade ganhou mais de 250 quilômetros de calçadas, quase 30 quilômetros de ciclovias, e a implan- tação de grandes binários e o anel Vi- ário, que desafogaram o trânsito. Foi implantadoosistemademonitoramento do trânsito. Sem contar, os recursos que garantiram a continuidade de tre- chos da Linha Verde Sul, executados pela atual gestão. Além disto, foi nosso período que a cidade apresentou o maior avanço so- cial que foi a redução de 65% da po- breza, segundo levantamento do Insti- tuto de Pesquisa Economia Aplicada (Ipea), ligada ao governo federal. Isto se deu pelo investimento em áreas es- tratégicas, como na saúde, onde a cida- de ganhou 61 novos equipamentos, como 12 unidades de saúde, 7 Centros Municipais de Urgências, 64 espaços saúde, além do Hospital do Idoso, no Pinheirinho. Toda esta estrutura permi- tiu estruturar melhor programas volta- dos para a gestante (o Mãe Curitibana), para idosos e para crianças, com a im- plantação de ambulatórios para crian- ças. Este esforço fez com a saúde fos- se, na nossa época, modelo para o Bra- sil, com redução da mortalidade infan- til, que caiu para menos de um dígito. Na área da educação, o avanço mais significativo foi abertura de vagas em creches. Somente entre 2009 a 2011 foramabertas9.368vagasedesde2005, este número sobe para quase 20 mil vagas. Este número foi alcançado com a construção de 52 creches e 18 esco- las. Sem contar que também avança- mos na melhoria da qualidade do ensi- no, com Curitiba obtendo o primeiro lu- gar do IDEB – Índice de Desenvolvi- mento da Educação Básica, entre as capitais brasileiras. Nos últimos anos, houve avan- ços ou recuos na administração da nossa capital? LucianoDucci-Quandoseconfronta todos estes avanços que obtivemos no passado com a situação atual, pode-se afirmarquehouveumrecuo.Infelizmen- te, na área social é evidente o desmantelamento da rede de apoio as pessoas carentes, em especial ao mora- dor de rua. Cada vez mais o morador habita na praça, ao invés de ter lugares que façam a sua albergagem e o ajudem a reestruturar a vida. Notransportepúblico,aUrbsdeixou de inovar e de fiscalizar. Na minha ges- tão fiz com que as empresas adquiris- sem 1.200 ônibus novos. Hoje a discus- são da atual gestão é manter rodando maisde200ônibusvelhos,commaisde 10anosdeuso.Aslinhasestãosaturadas eosterminaisnãorecebemmanutenção, com goteiras e chuva por toda a parte. Na área da educação, Curitiba não detém a primeira colocação no IDEB, mesmocomapromessadoatualprefei- to, que durante a campanha anunciou ampliaroinvestimentodaeducaçãoem 30% do orçamento. Também não se vê novas vagas sendo abertas nas creches. Outro retrocesso é a queda da quali- dade nos Armazéns da Família. Os curitibanos questionam a falta de diver- sificação de produtos. Sem contar, com ofimdaampliaçãodosrestaurantespo- pulares, cujo valor do prato dobrou e a qualidadedacomidacaiu. Soma-se a tudo isto, o desmonte do sistemadesaúde,comofimdeserviços especializados de saúde, como o Mãe Curitibana ou o centro de atendimento de Idosos na praça Ouvidor Pardinho. Há constantes queixas de falta de re- médiosparapatologiasespecíficasoude doenças crônicas. Isto piora com a falta de médicos nas unidades de saúde. Outro ponto gritante é a falta de cui- dado com a pavimentação e manuten- ção de nossas praças. O mato e os bu- racos crescem em todos os bairros, sem que a atual administração tenha capaci- dade de criar programas que revertam esta realidade. O que parece que funci- ona é o setor de pinturas de faixas e pin- tura de ciclovias. A Curitiba de hoje é aquele que o curitibano merece? Luciano Ducci - Não. Imagino que o curitibano esteja chateado. Pois os problemas quando ele tira o pé de casa e vai para o trabalho ou deixa o seu filho na escola. São ônibus sucateados e lotados, além de caros.Aimpossibi- lidade de se ter a integração com os municípios vizinhos, outra grave falha da atual administração. Quando chega na hora do almoço tanto o trabalhador como o seu filho reclamam da qualidade da comida, ser- vidas nos restaurantes populares e nas merendas das escolas. Se um deles passar mal, terá dificuldade de atendi- mento nos Centros Municipais de Ur- gências – atualmente rebatizadas de UPAS-, onde pessoas estão morrendo por falta de atendimento ou ficam desassistidas por falta de remédios. O retorno para casa é aflitivo pela falta de iluminação nas praças, pontos de ônibus e nas ruas, onde o que pre- domina é a escuridão. Nesta hora, no fim da tarde, não é raro, o curitibano ter que conviver com ratos que cor- rem pelas calçadas, muitas delas esburacadas. E soma-se a isto a au- sência de guardas municipais e do po- liciamento, além da ação preventiva do combate às drogas, cuja a secretaria foi desmantelada. Não está fácil. Por que o metrô de Curitiba não aconteceu, apesar de ter sido anun- ciado? Luciano Ducci - Quando saímos deixamos dinheiro para fazer o me- trô, com recursos federais - R$ 1,5 bilhão a fundo perdido- assegurado. Havia a parceria com o governo es- tadual e a captação de empréstimo federal. Aatual gestão não teve a sen- sibilidade de dar continuidade ao que estava acertado. Preferiu mudar o projeto, sob ale- gação que tinham uma proposta me- lhor. Demoraram para trazer a bri- lhante ideia e, com isto, perderam o bonde da história. Veio a eleição, a economia degringolou. Hoje, na atual condição econômica e fiscal do governo fede- ral, não se terá nova oportunidade para se obter recursos necessários para dar início ao metrô da cidade. Se perdeu uma boa oportunidade por preciosis- mo. Acredito que se perdeu a oportu- nidade, pois o atual prefeito queria ser o pai do metrô. É uma pena! Ponte Estaiada, desafogando o tráfego para o aeroporto. Um cartão postal de curitiba, obra do ex-prefeito Luciano Ducci.
  7. 7. 8
  8. 8. 9 SÚMULADEREQUERIMENTODE LICENÇAAMBIENTALSIMPLIFICADA O REI DACAÇAMBALTDA- ME -CNPJ22.390.653/0001-67 Torna público que irá requerer ao IAP, a Licença Simplificada para COLETAETRANSPORTE DERESÍDUOSNÃO-PERIGOSOS a ser implantada na RUA GUILHERME IHLENFELDT,Nº1081-SALA24 CURITIBA-PR. ASecretaria estadual daAgricultura e do Abastecimento renovou o credenciamento de editais para atender o programa leite das crianças, iniciando nova fase a partir de no- vembro. Foram assinados dia 30 de outubro, convênios com 43 laticínios que vão entre- gar o leite das crianças até outubro de 2016. O secretário Norberto Ortigara e a dire- tora do Departamento de SegurançaAlimen- tar e Nutricional (Desan), da Secretaria da Agricultura,Valéria Nitsche, participaram do evento de assinatura dos convênios, que somam R$ 72 milhões. Para essa fase, o programa Leite das Cri- anças apresenta uma inovação, que será a adição de zinco, um elemento para melhorar o desenvolvimento físico e mental das cri- anças. Essa adição será concretizada a par- tir do terceiro trimestre de 2016, período ne- cessário para os laticínios se adequarem. Atualmente o leite fornecido já é enriqueci- do com ferro niquelato e vitaminas A e D. Os convênios são válidos de novembro de 2015 a outubro de 2016 para o forneci- mento de 36 milhões de litros de leite pas- teurizado, integral, para atendimento de 125 mil crianças por dia. O programa, que o go- verno do Paraná mantém ativo, prevê o aten- dimento com o fornecimento de um litro de leite por dia a crianças de seis a 36 meses de idade, de famílias em situação de vulnerabilidade social com renda per capita até meio salário mínimo regional. Os dirigentes dos laticínios presentes à solenidade de assinatura dos convênios des- tacaram a posição firme do secretário “Farei política até o ultimo dia de minha vida”, acredito na política ser a arte do relacionamento das pessoas em melhorias de uma comunidade’’. A educação é o principal alicerce de uma sociedade e a falta de valorização dos professores cria os desmandos e faz a ignorância prosperar em uma nação”, palavras sempre proferidas pelo Professor Edno Manoel Lourenço. A ideologia e a política teve o seus conceitos tão verdadeiros na vida deste mestre na arte de ensinar. Sua simplicidade e o seu autentico modo de se expressar, seus exemplos de vida e amor pelo ser humano. Recebia todas as pessoas com coração e braços abertos. O seu caráter a sua humildade e o paizão que foi para sua Entre os tipos de baresEntre os tipos de baresEntre os tipos de baresEntre os tipos de baresEntre os tipos de bares Entre todos os tipos de bares Acabei criando diversos tipos de pares Cultivandováriostiposdelares E vendo o brilho de várias Antares Whyskey, Cognac e várias bebidas Usadas pra criar e sarar feridas Cocktails em taças bem coloridas Mas nunca te darão a chance de outras vidas Aceite quem foi e quem você é Não importa suas dores, mantenha-se de pé Uma hora dá certo, não perca sua fé Mas ande pra frente, nunca dê a ré E mesmo que você um dia desista Não deixe jamais de seguir outra pista Se começar a falhar, por favor, insista Só não deixe a alegria se perder de vista Entre vários começos e fins de uma era Nem tudo será como você ainda espera Mas quem sabe você não doma essa fera E alcança a felicidade maior que a atmosfera? GregoryKayqueRibeiro (in memorian) *03/10/92 + 08/08/2015 NOVOS CONVÊNIOS PARA O LEITE DAS CRIANÇAS SOMAM R$ 72 MILHÕES Norberto Ortigara em manter o fornecimento de leite pasteurizado para o programa Leite das Crianças, ao contrário de leite em pó que vinha sendo defendida por outras correntes. O secretário Ortigara justificou que o pro- grama do governo do Parana prima pela qua- lidade do leite e tem dois objetivos defini- dos. Um deles é garantir a saúde da criança e o outro é incentivar a organização e o desen- volvimento dos pequenos laticínios, que são os que atendem e coletam o leite nas peque- nas propriedades rurais, contemplando tam- bém o agricultor familiar. Para Ortigara, o espírito do programa que mantém o fornecimento de leite pasteurizado é contribuir para a manutenção de uma ativi- dade que contribui e muito com a geração de renda na pequena propriedade. “Sabemos que a pecuária leiteira é uma atividade exi- gente, não tem folga, mas garante a receita mensal na propriedade”, afirmou. O secretário lembrou aos empresários que a Secretaria da Agricultura e do Abasteci- mento e a Emater estão apoiando a organiza- ção e o fortalecimento da pecuária leiteira em várias regiões do Estado como Norte Pionei- ro, Arenito e a próxima região que terá esse apoio será a Central, em torno do município de Pitanga. Segundo Ortigara, graças a esse apoio as regiões Oeste e Sudoeste são aos maiores produtoras, em volume, de leite atu- almente no Estado. “E o leite produzido no Paraná é con- siderado um dos melhores em qualidade, e agora estamos num enforço para que as indústrias paguem essa matéria-prima por qualidade”, disse Ortigara. O programa existe desde 2003, é coor- denado pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento e executado em parce- ria com as secretarias do Trabalho e De- senvolvimento Social, da Saúde e Educa- ção, pelo envolvimento dos objetivos so- ciais e econômicos. CONVÊNIOS Os convênios foram assinados com os empresários José Carlos André, da Copeler, de São Jorge do Patrocínio; e com Ilson José Piovesan, do laticínio Naturalat, da Lapa. A Copeler cooperativa foi criada por pequenos produtoresparafornecerparaoprogramaLeite das Crianças e se fortaleceu com a atividade. O mesmo aconteceu com o laticínio Naturalat, da Lapa. O empresário Ilson José Piovesan disse que sua empresa cresceu com o programa. Iniciou as atividades em 2001 e processava entre 400 a 500 litros de leite por dia. Depois agregou mais produtores no município para atender ao programa. Hoje a Naturalat produz entre sete e oito mil litros de leite por dia, fornecido por 43 produtores do município. O laticínio está entregando cerca de 200 mil litros de leite por mês para o programa. Piovesan elogiou o programa paranaense porque ajuda o pequeno pro- dutor e o pequeno laticínio. Segundo ele, são os pequenos laticínios que viabilizam a coleta de leite nas pequenas proprieda- des. Com um volume pequeno de matéria- prima para entrega essas propriedades aca- bam sendo rejeitadas pelas grandes indús- trias, por falta de escala, disse. HOMENAGEMHOMENAGEMHOMENAGEMHOMENAGEMHOMENAGEM AO MESTRE EDNOAO MESTRE EDNOAO MESTRE EDNOAO MESTRE EDNOAO MESTRE EDNO família nunca será esquecido. Sabemos que contemplará sorrindo os exemplos que seguiremos com sua eterna lembrança. * 23/02/1952 + 16/08/2015 Homenagem de seus Familiares e de seus amigos : João Gaveliki (mecânico) ,Adilson da Costa Moreira
  9. 9. 10 Por Nassib Abage Pela primeira vez em minha vida tomei co- ragem de abrir meu coração para fazer um de- sabafo pela imensa tristeza que sinto de es- tarmos a perder uma das maiores lembranças que trago no arquivo da minha memória, en- tre tantas outras experiências que tive nas minhas andanças pelo mundo. E tomo consciência de que os interesses econômicos tornam a responsabilidade dos homens um fracasso ao se entregarem a qual- quer preço, para a conquista de va- lores e grandes riquezas, seja por intermédio de seitas religiosas, am- bições políticas ou questões sócio econômicas, no intuito de fortalecer a sua economia através da crimino- sa indústria bélica que não mede esforços e nem consequências para a destruição de seus semelhantes e a história da humanidade. Por isso trago à tona a grande revolta do meu coração que fala mais alto do que a minha própria consci- ência, gritando por socorro aos qua- tro cantos do mundo para que não deixem continuar a destruição de tudo aquilo que foi construído por criaturas certamente especiais por tantos e tantos séculos. A história da humanidade não pertence a um só país mas sim ao mundo, pois é ela a nossa própria história. Felizes aqueles que tem um linda his- tória de respeito, dignidade e amor ao pró- ximo para contar. Quero então deixar aqui registrada a mi- nha grande satisfação com relação a experi- ência que tive em uma das minhas sete passa- gens por Palmira quando me hospedara no Hotel Zenobia Cham Palace. Ali conheci um pouco mais da história daquela cidade e das vidas que por lá passaram. Ocupei naquele hotel um apartamento próximo ao que ficara hospedada a grande escritora Ágatha Christie, que ao contrair matrimonio em se- gundas núpcias com o arqueólogo inglês Max Mallowan, com ele combinou de passarem a sua lua de mel naquele fantástico sítio arque- ológico. Em lá chegando, a escritora levada por um arrebatamento, assim exclamou com toda a intensidade do seu coração: “aqui realmen- te moram os deuses”. A última vez que visitei a Síria em outubro de 2011, a convite da Embaixada da Síria no Brasil, para lá fui representando meu irmão Política internacional. Aquilo que você não lê na imprensa comercial. A humanidade chora a perda de algumas de suas riquezas maiores Nassib Abage cumprimenta o presidente Bashar Al Assad durante visita a Damasco Cônsul Honorário da República Árabe da Síria nos Estados do Paraná e Santa Catariana, que estava impedido no momento de realizar aque- la viagem. O referido convite tinha por objeti- vo reunir um número de pessoas representati- vas da comunidade síria no Brasil, para levar uma mensagem de apoio ao eminente Presi- dente Bashar Al Assad, e com ele dialogar sobre a situação da guerra de invasão em que se encontra a Síria e que havia começado em março daquele ano. Após esse contato pessoal com o Presi- dente, que deixou a todos encantados com o seu carisma e sua personalidade, convenci- me da má fé dos meios de comunicação que procuram projetá-lo como um Ditador, mas que na realidade é sem dúvida um dos grandes líderes mundiais que ama seu país e seu povo. Após a reunião documentamos a visi- ta com fotos e filmes realizados com o pre- sidente. A Síria, é um dos lugares onde existia o maior equilíbrio sócio econômico do mundo, onde o grau de analfabetismo era praticamen- te zero, um país onde o seu Presidente tinha uma única preocupação: promover o bem es- tar e a educação de seu povo. Então a Síria começa a sofrer as consequências da invasão de guerrilheiros mercenários, que para defender interesses escusos, passam a destruir sem piedade o que pertence a humanidade. Rezo em todos os momentos da vida para que Deus proteja e salve aquele país abenço- ado, não permitindo que pessoas que destro- em e matam por dinheiro continuem a destruir aquelas maravilhas que lá foram criadas. O acervo da humanidade pertence a todos os povos do mundo, e para que não seja destruído fica sob os cuidados da UNESCO, que foi cri- ada para zelar pela integridade e conservação desse acervo. Por isso também em minhas orações, peço ao pai supremo que conserve a força interior do Presidente Bashar e zele pela sua saúde e a de seus familiares. Nesta última vez que estive naquele país, resolvi alugar o carro de um motorista amigo, como sempre fazia em minhas idas para lá, para visitar algumas das cidades mais fantásticas que conheci na minha vida. Assim é que passei por Homs, Hama, Maalula, Sednaia, Lataquia, Tartus, Alepo e já quando estáva- mos a alguns quilômetros da cidade de Palmira fomos parados por uma barreira militar para apresentação de nossos documentos. Deimediatoomeuami- go apresentou a sua car- teira de motorista e a sua identidade síria. A seguir o responsável pelo posto militar solicitou os meus documentos, ao que lhe respondi que viajava como turista. Então quero ver o seu passaporte, disse-me ele, ao que lhe respondi que havia esqueci- do o mesmo no hotel em que me hospedara. Como é que o senhor esquece de portar o seu passaporte na situação de guerra em que o país se encontra? Imediatamente lembrei- me das fotos que fizemos na visita ao Presi- dente em Damasco e que eu trazia comigo em minha carteira. Então falei para o militar: mas trago comigo um documento que deve valer mais do que um passaporte, ao que o mesmo olhou-me com os olhos arregalados enquan- to eu sacava as fotos da carteira. Ao consta- tar a veracidade do que lhe falei e após olhar as fotos, o mesmo falou-me: “beijo as mãos de quem tocou as mãos do nosso Presiden- te” e de fato fez uma reverência especial. Foi uma das maiores emoções que senti na mi- nha vida, e constatei nesse momento o quan- to o Presidente era amado e respeitado pelo seu povo. Como também a sua esposa, uma bela e inteligente mulher com toda a nobreza de alma e amor pela sua pátria e seu povo. Se eu for me estender para contar as gran- des experiências que tive naquele nobre país, teria que escrever um livro de mais de mil páginas, quando também contaria a história do surgimento do cristianismo que nasceu em Antioquia na Síria, com o Apóstolo Paulo ensinando as palavras do evangelho para os primeiros seguidores de Cristo que naquela cidade foram pela primeira vez chamados de cristãos. Por coincidência é aquela cidade sagra- da, a terra natal de meus pais Nassib e Bárba- ra, que souberam transmitir a todos os filhos o verdadeiro sentido da palavra cristão. Espero que Deus possa enxugar minhas lágrimas de dor e de tristeza e que não permi- ta mais que armas e bombas atômicas ve- nham a destruir esse grande e belo universo em que vivemos. Peço ao Pai Supremo que nos abençoe e que nos proteja sempre dos que se julgam os donos do mundo, fazendo-os entender e to- mar consciência de não mais destruírem a lin- da história do mundo que pertence a todos nós. Que as belas imagens que trago registradas no arquivo da minha memória, ninguém jamais possa apagá-las. Lembro muito bem quando eu e meu ir- mão Abdo visitamos Palmira certa vez, e fo- mos levados a conhecer um tumba subterrâ- nea onde se encontravam trinta e oito múmi- as com seus túmulos com transparência de vidro. Tentávamos imaginar a história que cada um trazia dentro de si no lindo trajeto que percorreram pelos caminhos da vida na- quela cidade extraordinária. A porta que nos deu acesso àquela tumba pesava duas toneladas e meia em mármore com uma chave de mais de cinquenta centí- metros de comprimento e sequer temos a pos- sibilidade de imaginar a tecnologia usada para a construção daquela grande obra que está prestes a ser destruída pelos terroristas mer- cenários que invadiram a Síria. Se um dia eu perder a força da minha fé, perco minhas referências com Deus, e por isso prefiro confiar que alguém ainda há de nos proteger para que possamos acreditar num melhor dia de amanhã. Para finalizar estas simples palavras, não sei se de dor, revolta, impotência, tristeza ou mágoa, deixo registrado o meu desabafo na esperança de que consigamos todos hastear as bandeiras da paz, não dando vez e voz aos que empunham as bandeiras das guerras.
  10. 10. 11 O bebâdo estava na ilha deserta correndo com uma garrafa de pinga na mão quando tropeça em uma lâmpada mágica. Sai um gênio e fala: - Você tem 2 pedidos meu amo. O bêbado não acreditando fala: - Já que você é um gênio, enche essa garrafa de pinga que está na minha mão, até nunca mais acabar. E o gênio: - Sim mestre. E encheu a garrafa. O bêbado começa a rir, e não acreditando começou a beber. Passaram horas e horas e o bêbado bebendo (e a garrafa não acabava), até que ele fico mais bêbado e o gênio cansado de esperar disse: - Mestre você ainda tem um desejo. E o bêbado: - Me dá outra dessa que é da boa. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o- Racismo Numa escola norte-americana a professora diz aos alunos: -Apartir de hoje não há mais racismo na minha sala de aula!Agora já não há mais brancos e negros. Passamos a ser todos azuis! Eprosseguiu: -Agora vamos todos sentar. Os azuis clarinhos aqui na frente e os azuis escuros lá no fundão! -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o- O Jacob estava em casa, trancado, com medo de gastar seu dinheiro. De repente um mendigo bate à porta e pede: - Esmola, esmola. O Jacob não vacila e responde: - Põe por baixo da porta! -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o- Um menino foi comprar sorvete na sorveteria.Ao chegar lá perguntou: - Tem sorvete de jiló? - Não. - Olha aquiii. E mostrou cinquenta reais. No outro dia repetiu a mesma cena, e não tinha sorvete de jiló. Então o meninofalou: - Olha aquiii. E mostrou cem reais. No outro dia repetiu novamente a mesma cena, mas não tinha sorvete de jiló. Então o menino falou: - Olha aquiii. E mostrou 200 reais. E o sorveteiro pensou: - Bom se eu fizer sorvete de jiló vou ganharmuitodinheiro. Então no outro dia o menino perguntou: Tem sorvete de jiló? O sorveteiro respode: - Tem - Credo. Que nojo! – e saiu correndo. Um dia a professora pediu para os alunosfazeremumaredaçãocomo titulo“Mãe,sótemuma”. Nodiaseguinte,aprofessorapediu paraosalunosleremasredações. -Mariazinha,leiasuaredação! EaMariazinha: -Minhamãeéumapessoamuitoboa, metratabemegostamuitodemim, porissoeudigo:Mãesótemuma! -MuitobemMariazinha -VoceJuquinha: -Eugostodeminhamãe,poiselafaz comidasgostosasparamimeparao meupai,emedeixasempremuito limpinhoparaqueeupossaviraaula, porissodigo:Mãe,sótemuma! -ObrigadaJuquinha,agoraévocê Joãozinho; -Ontem,depoisquechegueidaaula, minhatiaestvaemcasa,eaminha mãepediuqueeufossebuscarduas latinhasdeguaranánageladeira.Eufui equandoolhei,gritei:Mãe,sótem uma! -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o Opaidomeninoestavaindoparao trabalho,quandoomeninopergunta: - Pai você é o diabo? -Claroquenãomeufilho,deonde vocêfoitiraressaidéia? - Porque todo o dia quando você vai para o trabalho a mamãe abre a porta paraovizinhoefala: -Podeentrar,ochifrudojáfoi. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o Joãozinhoestásentadona1ªfila.O professorpedeaosalunos paradaremexemplosdeexcitantes: - O café! - responde a Fernanda. - Muito bem - diz o professor. - O álcool! - responde oAntonio. - Muito bem - diz o professor. -Umamulhernua!-respondeo Joãozinho. Oprofessor,numtomdevozsevero, diz: -Vaidizeraoteupaiparavirfalar comigoamanhã;tenhoduas palavrinhasparalhedizer. Nodiaseguinteoprofessorrepara queoJoãozinhoestásentadona últimafila.Pergunta: - Joãozinho, deste o recado ao teu pai? -Sim,senhorprofessor. - E o que foi que ele te disse? -Elemedisse: - Se o teu professor não fica excitado comumamulhernua,éporqueé viado!Ficalongedele,meufilho. Não tá fácil pra ninguém...
  11. 11. 12 Em reunião do mês de outubro do Comitê Gestor Municipal do Cajuru, re- alizada na Associação dos Moradores do Conjunto Bela Vista e Vila Lorena na região do Uberaba, o Coordenador do PLC/ NRE Curitiba, Paulo, informou todos os procedimentos e um roteiro para cadastros do Programa do Leite das Crianças. Para cadastro novo: 1) Ter renda per capita até R$ 516,00. 2) Ir ao CRAS pedir a folha resumo (anexo7); 3) Levar a folha resumo mais foto- cópia dos seguintes documentos: certi- dão de nascimento do bebê ou bebês, RG da mãe ou responsável, comprovan- te de endereço. Deixar no colégio mais próximo de sua residência e que distri- bui leite, ou na Associação que a enca- minhou para o CRAS, para receber as informações sobre o programa. 4) Colocar na folha o nome do colé- gio em que deseja receber o benefício, não esquecendo de colocar também o número de telefone da mãe para conta- to. Caso vocês não utilizem o modelo de cadastro em anexo. 5) Comparecer à escola/colégio no último dia do mês que fez o cadastro para verificar se o nome já consta na BOTOX (terapêutico) e Preenchimento facial e labial na odontologia COMITÊ GESTOR MUNICIPAL DO CAJURU listagem para receber o benefício, e as- sinar a lista de presença. Após passar a receber o benefício: 1) Comparecer todas às segundas, quartas e sextas-feiras para receber o benefício, no horário estipulado pelo co- légio/escola. 2) Em caso de falta, levar na próxi- ma entrega a justificativa, ou até o dia 20, impreterivelmente. 3) Se não puder pegar o leite todos os dias estipulados, autorizar (por escrito) alguém para apanhar o benefício. Essa autorização ficará na escola/colégio. 4) Quando o benefício estiver expi- rando (acabando) assinar a folha de beneficiários expirados por prazo nor- mal e, se for preciso continuar, ir ao posto de saúde para receber o atestado solici- tando continuidade por mais 06 meses, a pedido do médico, chefe da unidade ou nutricionista, contendo o nome da mãe, da criança e o peso. 5) Pesar a criança no Posto de saú- de atendendo a listagem que fica na es- cola (ou a pedido do posto de saúde). As lideranças locais trocaram infor- mações e dúvidas com a entrega do lei- te na região. Foto:Antes da reunião, membros do ComitêGestorMunicipaldoCajurulendo a Gazeta do Santa Cândida. A toxina botulínica, mais conhecida como Botox, que é o nome comercial mais popular, tornou-se um excelente meio au- xiliar no tratamento odontológico. A Drª Andréia Paula Costa, explica que a aplicação da toxina trouxe aos paci- entes uma significativa melhora em dores e desconfortos. É eficaz no controle de marcas de ex- pressão (rugas tensionais) bruxismo (ran- ger dos dentes), apertamento dentário, en- xaquecas tensionais, e além disso, tam- bém é usada para correção do sorriso gengival (quando a pessoa sorri e aparece muito a gengiva acima dos dentes). A aplicação é rápida e simples e os resultados são quase imediatos. Com relação às patologias clínicas, a toxina revela resultados significativos na di- minuição da dor. A vantagem de aderir ao tratamento é a rapidez com que o produto é aplicado e o resultado comprovado. Já as contra in- dicações são mínimas. Por conta disso, é necessário sempre conhecer o local e o especialista que fará o procedimento, o qual deverá estar devi- damente habilitado. PREENCHIMENTOFACIAL E LABIAL O preenchimento facial é um pro- cedimento estético, com a finalidade de preencher rugas e sulcos, além de me- lhorar o contorno facial e também pode ser usado para preencher ou aumentar o volume dos lábios. Quando o material é aplicado sob a pele, em rugas e depressões, diminui a sua profundidade, restaurando o con- torno e volume do rosto, melhorando o aspecto da região tratada. Nas técnicas de preenchimento labial são utilizadas vários tipos de implantes,dentre eles o mais comum e mais seguro é o preenchimento com ácido hialurônico. Que fornece boa comodida- de de aplicação e textura biocompatível, muito equivalente a do lábio. O que é o ácido hialurônico? O ácido hialurônico é uma substância naturalmente presente no organismo hu- mano, uma molécula que atrai a água e pode atuar como um lubrificante, hidratante dos tecidos, assim como pro- mover a formação de colágeno. Do ácido hialurônico no nosso corpo, 56% dele está na pele, onde ele atua preenchendo o es- paço entre as células, o que a mantém lisa, elástica e bem hidratada. Porém, com o tempo, sua concentração na pele diminui, o que causa o aparecimento de rugas e também seu ressecamento. Drª Andréia Paula Costa Cirurgiã Dentista CRO 11593 Telefone (41 ) 3155-0062

×