GAZETA DO SANTA CÂNDIDA AGOSTO 2015

4.099 visualizações

Publicada em

JORNAL QUE TEM O QUE FALAR
DISTRIBUIDO NA REGIÃO NORTE DE CURITIBA

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.099
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.578
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA AGOSTO 2015

  1. 1. 2 GAZETADOSANTACÂNDIDA Atingindo a maioria dos bairros da nossa região. Anuncie 8433-7462 3328-0176 Diretor: Adilson da Costa Moreira - Fones 8433-7462 e 3328-0176 Dep. comercial: Sharon Simão Zunino Rua Canadá, 2108 - Ap. 32 - Bloco B-3 - Bacacheri - Curitiba E-mail: gazetasantacandida@gmail.com Tiragem: 10.000 exemplares www.gazetasantacandida.com.br / www.gazetasantacandida.blogspot.com As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal. EXPEDIENTE Moradores da rua João Córdova Passos no bairro Santa Cândida fe- charam a rua no dia 29 de agosto para protestar pelo total abandono da via pública. Os manifestantes afirmam que vão repetir a manifes- tação e o bloqueio diariamente, até que a Prefeitura tome providências. O bloqueio da rua é um protesto com o objetivo de chamar a atenção dos órgãos técnicos da Prefeitura so- bre as péssimas condições da rua. Moradores solicitam pavimenta- ção da via e dizem que tanto ido- sos quanto crianças sofrem de pro- blemas respiratórios com a poeira que toma conta das casas. Solicitações e reclamações fo- ram protocoladas através do 156, afirmam os moradores. Segundo a Prefeitura o local tem apenas 50 metros de via pública e o restante da rua está em uma área particular, que pertence a uma construtora, por este motivo seria inviável asfaltar esta rua. Moradores revoltados fecham rua no bairro Santa Cândida Assine o abaixo-assinado pedindo a redução no salário dos vereadores de Curitiba. Em breve, bem próximo de você. Acesse o site www.vigilantesdagestao.org.br GAZETADOSANTACÂNDIDA Atingindo a maioria dos bairros da nossa região. Anuncie 8433-7462 3328-0176 www.gazetasantacandida.com.br www.gazetasantacandida.blogspot.com
  2. 2. 3 O Minha Casa Minha Vida está sendo implantado em Curitiba em parceria da Prefeitura, Cohab e Cai- xa Econômica Federal. A Caixa libera os recursos e admi- nistra a obra; a Prefeitura concede in- centivos fiscais e construtivos para as empresas, além de ser responsável pela infraestrutura do entorno dos conjuntos; enquanto a Cohab identifica a demanda e faz a comercialização das unidades. "Finalmente vamos amadurecer a ideia de aumentar a família." A frase cheia de esperança é de Ana Paula Pi- nheiro da Silva, 23 anos, que com o ma- rido Reinaldo Cândido da Silva, de 36, recebeu no dia 01 de agosto, das mãos do prefeito Gustavo Fruet, a chave de sua primeira casa própria. O casal vai viver no Residencial Pinheiros, conjunto localizado no bairro Santa Cândida que passa a abrigar 127 famílias transferidas de áreas de risco nas vilas Parolin e Três Pinheiros.Oempreendimento,queinclui quatro casas adaptadas para pessoas com deficiência, foi construído com re- cursos do programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal. Ana Paula e Reinaldo moraram por quase oito anos no Parolin e agora visualizamumfuturopromissor"Estamos juntos há quatro anos e com a realização do sonho da casa própria, vamos reali- zar o segundo sonho que é ter um filho", disseAna Paula. "Meu compromisso é com a parcela Mais de 300 pessoas participaram no dia 11 de agosto da consulta públi- ca da regional Boa Vista, no Clube Duque de Caxias, bairro Bacacheri. O evento contou com a presença do prefeito Gustavo Fruet e seus secretári- os.ALDOestipulaasdiretrizesfixando o orçamento em percentual para cada setor e a LOA detalha as obras e servi- ços para serem executadas nos bairros. As sugestões propostas relaciona- das a Lei Orçamentaria Anual (LOA) de 2016 foi até o dia 20 de agosto Consulta pública do Distrito Boa Vista discute orçamento para 2016 pelas internet e pelo telefone 156, além das consultas públicas em 9 distritos regionais de Curitiba. No Distrito BoaVista que agrega 13 bairros teve a participação de representates de associações e conse- lhos comunitários. Sandra, presidente daAssociação MãoAmigas doAbaeté em reunião agendada com o prefeito, solicitou a revitalização do bairro com uma ciclovia (880 mts) na margem do rio Bacacheri para fazer acesso a rua Vicente Geronasso com a praça Abaeté e reivindicou a construção de uma nova ponte na rua Haroldo Cor- reiadeAraújo,noConjuntoResidencial Abaeté, no Bairro Boa Vista. O senhor Celeste, liderança da Vila Diana, senhora Arlete da Associação Jardim Cruzeiro, Olivério Ribeiro da ABEMBAR, pedem mais atenção aos bairros Santa Cândida e Barreirinha. Adilson Tremura, presidente do Con- selho Municipal de Saúde de Curitiba pede informações e conclusão de obras no Hospital da Região Norte que foi proposta de campanha de Gustavo Fruet. Após ouvir as reivindicações e su- gestões da população para a destinação dos recursos do Orçamento do ano de 2016, estimado em R$ 84 bilhões, será realizada uma audiência pública para apresentação do documento final, que será encaminhado para aprovação da CâmaraMunicipal. MINHA CASA MINHA VIDA ENTREGA DE 127 CASAS NO SANTA CÂNDIDA da população que mais precisa. Hoje é um dia especial pois estamos retirando mais famílias de habitações inadequa- das”, afirmou o prefeito Gustavo Fruet. Ele destacou que esse trabalho só é pos- sível graças à parceria com o governo federal. “Esta casa é uma herança que os beneficiados poderão deixar para seus filhos”, disse Fruet. Oinvestimentonaconstruçãodocon- junto foi de R$ 6,6 milhões. As casas possuem dois quartos e o empreendi- mento tem infraestrutura completa, com redes de água, coleta e tratamento de esgoto, energia elétrica, iluminação pú- blica e ruas pavimentadas Recomeço Das 127 unidades, 77 são destinadas a famílias da Vila Três Pinheiros, locali- zada no bairro Butiatuvinha. Com terre- no de topografia bastante acidentada, a vila possui riscos de desabamento das construções que estão nas encostas, além de ter restrições da legislação ambiental para uso habitacional em decorrência de um fundo de vale. As outras 50 casas vão abrigar mo- radores oriundos da vila Parolin. São fa- mílias que residem em situação de pre- cariedadeevulnerabilidadehabitacional, tanto em espaços muito adensados e sem infraestrutura, como em área de risco e de preservação ambiental, às margens do Rio Vila Guaíra. É o caso da dona de casa Sidineia Rodrigues Oliveira, 33 anos, que mora- va com o marido Antônio e os filhos Ângelo, 12, e Misael, 6, em uma casa de duas peças no Parolin. Além de dormi- rem todos no mesmo espaço, o banheiro ficava para o lado de fora da residência, o que incomodava Sidineia. “Era horrí- vel ter que sair de casa para usar o ba- nheiro de madrugada. Sem contar que tomarbanhosemprefoiumdesafio,prin- cipalmente em dias de chuva ou frio”, destaca, não vou sentir nenhuma sauda- de do lugar onde a gente morava”, diz.
  3. 3. 4 Uma paixão que surgiu de repente Quando vi estava dependente Mas várias vezes, infelizmente Acabei de sofrer um acidente Nunca imaginei que talvez Ao subir na moto pela primeira vez Me viciaria , em menos de um mês E usuária frases de moto clichês Minha moto não tem muitas cilindradas Porém, tem várias histórias pra serem contadas Sobre minha idas e vindas nas estradas Nas manhãs, tardes, noites e madrugadas Caí algumas vezes, acabei me machucando E no corpo, algumas marcas foram ficando Sinais tristes, que me fazem lembrar de quando Por algum motivo, acabei no asfalto, caindo e rolando Coisas ocorrem em menos de um segundo Às vezes, por causa de um vagabundo Você acaba ficando machucado e imundo Com vontade de xingar todo mundo É algo impressionante, de verdade O vento na cara, a sensação de liberdade E não importa se tiver o sol ou uma tempestade Você ama dar uma volta pela cidade Você entende porque cães botam a cabeça pra fora Alfaiates são profissionais que dese- nham, cortam, costuram e reformam rou- pas. Há os que trabalham como autôno- mos, atendendo clientes em casa ou cos- turando peças por encomenda, e os que são empregados de indústrias de confec- ções, nas linhas de montagem de rou- pas. Podem ainda trabalhar em lojas, efe- tuando consertos, alargando ou ajustan- do as peças prontas ao corpo do cliente, ou na confecção de figurinos para espe- táculos. Já os alfaiates tradicionais têm seu próprio ateliê. Para confeccionar ou consertar, os alfaiates exercem as seguintes ativida- des: •tirar medidas de cliente, traçar moldes e cortar o tecido segundo o mol- de; •alinhavar as peças; •fazer uma pro- va no corpo do cliente e efetuar ajustes; •costurar e fazer o acabamento. Na maioria das vezes recebem o tecido e o desenho do modelo para executar, mas pode também fazer sugestões. Aqueles que são contratados por indústrias exe- cutam tarefas específicas na linha de produção, cada um associado a um tipo de máquina e a uma parte determinada da roupa, como pregar manga ou fazer bainha. A palavra alfaiate, assim conhecida na língua portuguesa, é derivada do ára- DIA DO ALFAIATE - 03 DE SETEMBRO be alkhayyát, do verbo kháta que signifi- ca coser. A profissão de alfaiate é das mais antigas do mundo. Desde os primórdios, no Egito, posteriormente na Grécia e Roma, durante a Idade Média e Renascença . A despeito da massificação existente em nossos dias, principalmente levando-se em conta a fabricação em série de roupas, ainda encontramos alfaiates em pequeno nu- mero em Curitiba. Diferente do que é conhecida, a profissão de alfaiate é clas- sificada da seguinte forma: •Mestre-Alfaiate - profissional que também pode ser o proprietário do esta- belecimento, habilitado quanto às medi- das, corte, preparo e ultimação das pe- ças do vestuário; •Contra-Mestre - pro- fissional que auxilia o Mestre-alfaiate e se dedica a tirar medidas, fazer moldes, cortar tecidos e provar as peças do ves- tuário; •Ajudante de Contra-Mestre - profissional que corta os tecidos, usando moldes, ou sob orientação do Contra- Mestre; •Oficial-Alfaiate - é o oficial que costura as peças do vestuário; •Oficial de Paletó - é o oficial que confecciona o paletó completo ou peças a rigor como: Diner-jaque, fraque e casaca; •Meio- Oficial - é o aprendiz de oficial, que au- xilia costurando pensas, fazendo bolsos, enquadrando frentes, ilhargas e mangas; •Ajudante - é o aprendiz que faz o ponto mole, chuleia, acolchoa entretelas, lape- las e baixo de gola; •Coleteiro - é o ofici- al que confecciona todos os tipos de co- letes; •Calceiro - é o oficial que confec- ciona todos os tipos de calça, inclusive o culote; •Acabador - é o oficial que faz ombros, golas e prega mangas; •Buteiro - é o oficial que faz reparos em geral; •Passador - é o oficial encarregado de passar todas as peças do vestuário; •Aprendiz de alfaiate - é o elemento que se inicia na profissão. LIBERDADE EM DUAS RODAS Você anda o dia inteiro e parece que só andou uma hora É capaz de observar em cada paisagem uma aurora Consegue perceber o valor que tem o agora Zoando, “descendo o cacete’’ Fritando com ou sem cavalete Às vezes até sem capacete Indo rápido como um foguete Não há nada que lhe deixe mais feliz Que estar fazendo tudo que sempre quis Mesmo fazendo uma ou outra cicatriz Você acaba pedindo bis Mas é preciso ter confiança A moto não te dá tanta segurança Um deslize e você dança E torna-se uma simples lembrança Motos são feitas pra cair Poxa, 2 rodas pra ir e vir? Infelizmente, devo admitir Não é seguro conduzir Por culpa de algumas batidas Muitas vidas já foram perdidas pessoas odiadas, pessoas queridas Que acabaram deixando muitas feridas Porém mesmo tendo muita coisa ruim Não consigo largar isso, fácil assim Mil quedas jamais bastaram pra mim A não ser que uma em especial seja meu fim. 19/10/2014 Gregory kayque Ribeiro ( im memorian ) *03/10/1992 +08/08/2015
  4. 4. 5 A rede de farmácias e drogarias Nissei deverápagarindenizaçãopordanosmorais coletivos no valor de R$200 mil por submeter empregados a jornada de trabalho além do limite da lei e por não observar os intervalos para almoço e descanso semanal. A decisão que atinge cerca de 200 lojas da rede no estado é da 7ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná, que fixou multa de R$ 1 mil por empregado que venha a ser encontrado em situação irregular, após notificação judicial.Amedida atinge as cerca de 200 lojas da rede no estado. Da decisão, ainda cabe recurso. Os valores da indenização e eventuais multas deverão ser revertidos ao FIA/PR - Fundo Estadual para a Infância e Adolescência. O processo teve origem em uma denúnciaanônimaaoMinistérioPúblicodo Trabalho (MPT) do Paraná de que a rede Nissei estaria exigindo dos empregados trabalho em jornada extraordinária além do limite previsto em lei, bem como jornada aos domingos e feriados. O MPT iniciou investigação e constatou mais irregularidades,comoviolaçãofrequentedo intervalo para almoço e concessão do descanso semanal remunerado em apenas três vezes no mês. O Ministério Público tambémteveacessoarelatóriosdeauditores do trabalho indicando ser conduta padrão daempresa“aexigênciadejornadaexcessiva esubtraçãodosdescan-sos”.Aindasegundo o Ministério do Trabalho, em documentos juntados ao processo, “a prática fiscalizatória reiterada e o sistemático pagamento das multas, que ocorreu em 70% das sanções impostas, vêm demonstrando que foi feita a opção, por parte do Empregador, em infringir a Lei”. Na ação civil pública ajuizada em 2013, a procuradora Margaret Matos de Carvalho destacou a necessidade de “defesa da ordem jurídica”, e pediu condenação da empresa por danos morais coletivos, além da obrigação de não mais cometer as irregularidades. Em defesa, a Nissei alegou que as falhas apontadas foram pontuais e que já estavam sendo Farmácias Nissei deverão pagar indenização de R$ 200 mil a empregados corrigidas. O desembargador Benedito Xavier da Silva, relator do acórdão no TRT-PR, afirmou que os relatórios dos auditores do trabalho mostraram que as irregularidades vinham aumentando, mesmo com a fiscalização. De 1995 a 2011 foram realizadas 532 ações fiscais em lojas da Nissei em todo o Paraná, que constataram irregularidades na jornada dos trabalhadores de 90% dos estabelecimentos. Tais dados, segundo o desembargadorBenedito Xavier da Silva, “refletem a realidade de que a Nissei vem reiteradamente violando a ordem jurídica trabalhista (...) o que, p o t e n c i a l m e n t e , representa a maculação de direitos de milhares de trabalhadores”. Em 2011, no Paraná, o grupo Nissei contava com 3.761 empregados distribuídos em 194 estabelecimentos. Sobre as horas extraordinárias, o magistrado afirmou que nada justifica submeter o trabalhador a jornadas extenuantes, “razão pela qual se impõe rigorosa observância dos limites legais, sob pena de infração legal e configuração de falta grave por parte do empregador”. A empresa deverá observar a exigência de descanso semanal de 24 horas consecutivas para seus trabalhadores, assim como período mínimo de 11 horas consecutivas de descanso entre duas jornadas, sob pena de multa mensal de R$ 1 mil por trabalhador encontrado em situação irregular. Mesma multa foi fixada caso não seja observado o intervalo para repouso e alimentação de, no mínimo, uma hora e, no máximo, duas horas, em qualquer trabalho contínuo com duração superior a seis horas. A empresa também deverá garantir intervalo de, no mínimo, 15 minutos em qualquer trabalho que dure entre quatro e seis horas. Independentemente da interposição de recurso, a empresa deverá cumprir as normas referentes à jornada de trabalho, sob pena de multa, em um prazo de dez dias contados da intimação. Segundo o desembargador, há provas inequívocas das graves violações ao ordenamento jurídico “em visível prejuízo aos trabalhadores”. Apósummêsdeinvestigações,aDe- legacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV)deCuritibafechou,nodia27de agosto,nobairroSantaCândida,umafá- bricadedinheirofalso.Nolocal,foiapre- endidoovalordeR$20milemnotasfal- sas fabricadas, além da recuperação de trêscarrosdeprocedênciailícita. Asinvestigaçõescomeçaramdepois que a polícia recebeu informações de queveículosestavamsendofurtadosde concessionárias na capital. Durante in- vestigações e análises em câmeras do circuitodesegurança,aPolíciaCivilcon- seguiuidentificarossuspeitosdocrime. Os policiaisflagraram,JoséAdilson, 30anos;RenanChoynski,28anos;euma mulher de 21 anos em uma uma cháca- ra na RuaAlberto Otto. Dentro de uma das casas do terreno, alugada por José Adilson,apolícialocalizouodinheiro,as aparelhagens para a fabricação das cé- dulas:comoimpressoras,produtosquí- micos, e um aparelho bloqueador de si- nais de rastreador. Havia uma estante ondeváriasnotasdecemreaissecavam, uma prensa para fazer a marca d'água, além de produtos químicos e papéis es- peciais.Anamorada de um dos suspei- tosqueestavanaresidênciatambémfoi encaminhadaádelegacia. Na casa também foram apreendidos POLÍCIA FECHA “FÁBRICA DE DINHEIRO” FALSO NO SANTA CÂNDIDA três carros roubados e furtados. Um Fiat/Stradacinza,roubadonodia18/08, no bairro Juvevê; um Ford/Focus bran- co, furtado no dia 27/08, em uma con- cessionária também localizada no bair- ro Juvevê; e um Nissan/Sentra preto, com procedência duvidosa que ainda está sendo averiguado pela polícia. Questionado sobre as notas falsas e osveículosilícitos,Oliveiraconfessouo crime, e disse a polícia que furtava os veículoscomaajudadeChoynski,eque a mulher não teve nenhuma participa- ção nos crimes. De acordo com investigações, Oli- veira já foi condenado há dois anos de prisão, pelo crime de falsificação de di- nheiro. Já Choynski, tem antecedentes criminais por receptação. “A Polícia Federal vai dar continui- dade nas investigações referente a fal- sificação das notas. No caso dos car- ros, vamos dar continuidade”, explicou o delegado responsável pela operação, RodrigoSouza. A jovem flagrada no local do crime, foi encaminhada até a delegacia e libe- rada na sequência. Ela não possuí pas- sagem criminal. Oliveira e Choynski, responderãopeloscrimesdemoedafal- sa, receptação, furto e adulteração de sinalidentificadordeveículo.
  5. 5. 6
  6. 6. 7 25ª Feira da Louça realiza Edição Especial comemorativa A 25ª Edição da Feira da Louça, comemorativa às Bodas de Prata, e da 16ª Feira de Decoração, Artesanato e Produtos para o Lar, acontece entre os dias 03 e 13 de setembro, no Centro de Exposições da Rondinha, em Campo Largo. Organizada pelo Sindilouça/PR, a Feira da Louça é um dos principais eventos do gênero e está inserida na agenda de eventos e turismo nacional. Especialmente para a 25ª edição da Feira, muitas novidades estão reservadas para melhor receber os visitantes. O evento conta com o patrocínio e apoio da Prefeitura de Campo Largo, Caixa Econômica Federal, FIEP, Fecomércio, Cocel, Compagas, Incepa, Caterpillar, Eletro Bala e Meu Lar Imóveis. “Nesta edição especial, reafirmamos o compromisso de oportunizar o contato com o consumidor e gerar negócios para o setor cerâmico”, frisa o presidente em exercício do Sindilouça, Dr. Egon Berg. “Reconhecemos o apoio dos visitantes, expositores, empresários e autoridades, que ao longo desses 25 anos de história acreditaram no evento. Eles, sem dúvida, também são responsáveis pelo sucesso cada vez maior de nossa Feira da Louça”, comenta. Como acontece desde a sua origem, a Feira da Louça faz o visitante passear entre o tradicional, o contemporâneo e o exótico, é a produção das principais indústrias de porcelana e cerâmica de Campo Largo, que mostra a beleza e o requinte de suas peças, reconhecidas internacionalmente. Produção As 33 indústrias instaladas no polo- cerâmico de Campo Largo são líderes em produção, fabricam 90% das porcelanas brancas de mesa nacional, 83% das porcelanas daAmérica Latina, 40% das cerâmicas de mesa nacional, 40% das cerâmicas para eletromecânica e ainda 14 milhões de metros quadrados de pisos e revestimentos ao ano. O setor exporta entre 25% a 40% de sua produção e atende os mercados europeu, Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Caribe, México e países do Mercosul. Expositores A Feira da Louça deste ano contará com a participação de 50 expositores, as fábricas praticarão preços promocionais de seus produtos e como destaque oferecerão as famosas pontas de estoques que sempre são disputadíssimas pelos visitantes. Os últimos lançamentos do setor poderão ser adquiridos com exclusividade, assim como louças de mesa, cozinha e também as linhas: bar, restaurante, gourmet, hospitalar, além de vasta linha decorativa e de reposição, todas com design arrojado e de bom gosto. Shows & Animação Durante todos os dias do evento, os visitantes poderão contar com a animação da Rádio Àgape AM 1400 de Campo Largo, que fará cobertura ao vivo, com entrevistas e a apresentação especial de uma grade de shows ao vivo na praça de alimentação. A parceria Feira da Louça e Rádio Àgape agrega mais sucesso ao evento, e para este ano a rádio promete mais novidades. Festival Food Trucks & Gastronomia Como atração gastronômica da 25ª Feira da Louça, os organizadores do evento preparam como novidade o Festival de Food Trucks, serão 10 trucks com toda estrutura para oferecer inúmeras opções de cardápio que devem atrair a atenção dos visitantes. Serviço: 25ª Feira da Louça de Campo Largo Data: 03 a 13 de setembro Local: Ginásio da Rondinha – BR 277 – KM 20 (ao lado da Igreja São Sebastião) Valor da entrada: 5,00 Reais Entrada livre: Idosos (acima de 60) e crianças até 12 anos. Horário nos Sábados/Domingos e Feriados: das 10 às 22 horas Horário nos dias úteis: das 14 às 22 horas. A abertura oficial está marcada para quinta-feira (dia 03/Setembro), às 16 horas, com a presença de autoridades. Política internacional. Aquilo que você não lê na imprensa comercial.
  7. 7. 8
  8. 8. 9 Aluga-se quarto em Santa Felicidade Quarto grande, 3,5 x 3,5 m com lavanderia, banheiro, cozinha e garagem. Todas as peças são mobiliadas e incluso. R$ 350,00. Somente para Senhorinhas Tratar com Dona Nair 3077-0391 O talento de Michelangelo, tão evi- dentenasesculturasPietàeDavi,leva- ram-me a pensar de que maneira po- demos esculpir nossa própria vida. “O escultor se volve do mármore para seu modelo, a fim de aperfeiçoar sua concepção. Todos nós somos es- cultores, que trabalhamos em formas variadas, modelando e cinzelando o pensamento. ... Precisamos formar modelos per- feitos no pensamento e contemplá-los continuamente, ou nunca os esculpire- mos em uma vida sublime e nobre”.A pensadorametafísica,MaryBakerEddy, escreveuissoemumdeseuslivros. Esculpir está relacionado com tirar o excesso, limpar e descobrir o que já existe.Ao refletir sobre emoções, per- gunto-me se, assim como basta limpar uma janela suja para enxergar bem a paisagem, ao eliminar a irritação e o rancor, veria bem uma pessoa. Oqueaconteceriasenosidentificás- semosmaiscomqualidadescomoapa- ciência e a alegria? Iríamos desenvol- ver um coração nobre, esculpi-lo, ar- rancar o que prejudica, limpá-lo e co- locar nele somente qualidades que en- riquecem.Comesseidealpodemosal- cançar saúde e felicidade. Em uma entrevista, a Dra. Mimi Guarneri,especialistaemcardiologiae autora do livro El corazón habla [O coração fala], mostra a relação entre as emoções e o coração, como este se al- tera devido a elas. Segundo suas pes- Esculpir o coraçãoEsculpir o coraçãoEsculpir o coraçãoEsculpir o coraçãoEsculpir o coração quisas, quando sentimos alegria, grati- dãoeemoçõespositivas,osbatimentos cardíacosseharmonizam. Muitas pessoas têm comprovado o ditado“quererépoder”.Paraissoéim- portante que nos peguntemos: “Quero enxergar em mim problemas ou boas qualidades?” Ideias para um coração saudá- vel: 1- “Lançar fora” a irritação, a into- lerância e o hábito de culpar-se a si mesmo. 2- Ver que esses sentimentos não pertencemàsuanaturezaespiritual. 3- Amar-se a si mesmo, despojar- sedoquenãoserveecultivarboasqua- lidades. Esses passos fazem a diferença. Podemos caminhar rumo ao bem-es- tar.Manteresseobjetivonopensamento nos dá força para seguir adiante e alcançá-lo. * Claudia Honorato é Comitê de Publicação da Ciência Cristã no Chile. Os conceitos básicos para a estratégia do seu negócio. Mais produtividade e possibilidades de ter sucesso em seu novo empreendimento. Livraria do Chain R. General Carneiro, 441 - Alto da Glória, Telefone 3264-3484 - www.livrariadochain.com.br TAMANHO NÃO É DOCUMENTO O autor deste livro, Belmiro Valverde Jobim Castor, foi secretário de Estado no Paraná durante três ocasiões, comandando as pastas do Planejamento entre 1975 e 1979 – 1983 e 1984 e Educação entre os anos de 1987 e 1988. PhD em Administração Pública pela University of Southern California. Nesta última, recebeu o prêmio Heny Reining, professor universitário e consultor de diversas instituições públicas e privada. Anuncie aqui. Quem anuncia, vende mais! No dia 25 foram 29 comemorações em que a cônsul honorária do Uruguai fez a alegria de famílias menos favorecidas em Paranaguá. Convivendo com os parnanguarás, conheceu também seus problemas soci- ais e, em 1987, tomou uma resolução: no dia 25 de agosto, festejaria a Data Mag- na do seu país aproximando-se ainda mais da cidade com a qual tinha bastan- te afinidade – o habitual coquetel festivo seria substituído por uma ação social. A partir daquele ano, o primeiro bebê de família carente, nascido em Paranaguá, em 25 de agosto, seria seu “afilhado” – Solidariedade uruguaiaSolidariedade uruguaiaSolidariedade uruguaiaSolidariedade uruguaiaSolidariedade uruguaia em Paranaguáem Paranaguáem Paranaguáem Paranaguáem Paranaguá além de uma cesta básica para a família, o bebê receberia um enxoval, a mãe ga- nhava flores. No ano seguinte, o recém – nascido teve seu berço, seu enxoval, sua mãe ganhou flores, e a família cesta básica. Os anos passa- ram, aumentava o nú- mero de “afilhados” e todos recebiam presen- tes. Nos primeiros anos, ela os convidava para um almoço; às vezes a comemoração era um grande bolo de velas, coroado pela cantoria de “parabéns pra você” e de bandeirinhas do Uruguai sendo agitadas; autoridades locais estão sempre presentes para comemorar o Dia do Uruguai. Neste ano, porém, o Hospital Regional de Paranaguá sugeriu que a entrega fosse feita pelo hospital, porque uma bactéria havia sido controlada re- centemente. A entrega da cesta com gê- neros para recém nascido foi entregue pelos diretores do hospital Dr. Alexan- dre Silvério e Dr. Carlos Dacheux. O Cônsul Geral do Uruguai, embai- xador Joaquín Píriz Jorge, participou da entrega da cesta e do almoço que se seguiu com uruguaios residentes na ci- dade e região. A moradora Maria Conceição Nunes dos Santos, depois de ser atendida por problemas de gripe e medicada na Unidade de Saúde Boa Vista, aproveitou para passar pela odontologia, uma vez que estava com dor de dente, no qual fizera tratamento decanaleprecisavadeumcurativo.Era sábado (22/08) e a moradora temia passar o final de semana com dor de dente. SegundoMariaConceição,aauxiliar de odontologia da Unidade de Saúde Moradora denuncia mal atendimento na US Boa Vista disse que a paciente não poderia ser atendidaporquepoderiacontaminaros demais, uma vez que estava gripada, e queelajá tinha“quatropassagenspela unidade”.MariaConceiçãorespondeu quenecessitavadeatendimento. A atendente respondeu que a pacienteligasseparaoserviço0800de reclamaçãoenãoao156,quenãoiriam daratençãonenhuma. Sentindo-se e constrangida e mal- atendida,MariaConceiçãoencaminhou esta denúncia ao nosso jornal.
  9. 9. 10 Mulher: Del - fone 9980-3530 Homem: Enos - fone 9716-2643 Muitas lideranças e técnicos da pre- feitura de Curitiba, buscavam uma área para a extensão da básica de Saúde do Santa Cândida no JardimAliança há mais de 15 anos. Por falta de adequação de uma residência na rua Lourival José da Costa, a prefeitura com a comunidade partiram em busca de um terreno para a construção definitiva de uma Unidade básica de Saúde . A construção da Unidade de Saúde na rua José Ursulino Filho, ficou inter- rompida há mais de 14 meses, com 65% de execução e deveria ser concluída em setembro de 2013, segundo Oscar Pen- teado, conselheiro de saúde. “Em minha atuação pela saúde de nossa comunida- de lutei para que tivéssemos esta unida- de de saúde há mais de 15 anos junto com as liderança da região, mais pela necessidade do que desejo deste bairro, acompanhamos a paralisação da obra a mais de 14 meses, conclui. “Fui conse- lheiro de saúde e fiz parte da comissão OBRAS DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE JARDIM ALIANÇA SERÃO FINALIZADAS de saúde para a extensão da Unidade de Saúde Santa Cândida e foi uma luta para conseguirmos o terreno para a constru- ção, depois a desapropriação foi mais outra etapa e hoje assistimos a lentidão na entrega desta obra” diz José Cândi- do, ativador na política do idoso e no Pro- grama do Leite das Crianças. Entramos em contato com a Prefei- tura e tivemos a seguinte resposta: “A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informa que convênio firmado em 2012comogovernoestadualpreviaacons- trução, a partir de 2013, de cinco unidades básicas de saúde em Curitiba. Duas delas – as USs Coqueiros e Sabará – já foram concluídas e estão em funcionamento. A US Xaxim já foi entregue e está sendo equipada para ser inaugurada neste mês. A US Jardim Aliança está parada des- de julho, com 70% da obra concluídos, e a empresaqueconduzaconstruçãofoinoti- ficada pela SMS devido à morosidade dos trabalhos. Já a construção da US Campo Alegre foi interrompida nos 65%, em fe- vereiro de 2014, devido à falta de repasse de recursos por parte da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa). Para dar continuidade à obra, será aberto novo processo licitatório neste ano. Ao longo dos últimos dois anos, o avanço das obras foi comprometido de- vido a recorrentes atrasos nos repasses do governo estadual. Do contrato total de R$ 6.201.638,11, o governo estadual ainda não repassou ao Município o valor de R$ 979.933,44, que envolve parcelas da construção das unidades Jardim Ali- ança, Campo Alegre e também da Xaxim, que está 100% concluída.” Você gostaria de ter a certeza de que os seus dentes realmente estão bem cuida- dos? Aqui estão alguns erros comuns, que as pessoas cometem na hora da higiene bucal. Escovar muito rapi- damente Muitas pessoas não passam tempo suficiente escovando seus dentes. Dentistas recomendam uma escovação de dois a três minutos, mas poucos persistem por tanto tem- po. Da próxima vez em que for escovar os dentes, fique de olho no relógio para ver quanto tempo você costuma gastar. Se for pouco, adquira o hábito de marcar o período de escovação com o cronômetro do celular, principalmen- te quando você está morrendo de sono ou atrasado para o trabalho. Caso tenha uma escova de dentes elétrica, progra- me o timer que vem incluso. Não prestar atenção na escovação Certifique-se de se olhar no espelho en- quanto escova os dentes. Assim, além de ter uma chance de admirar sua beleza, você poderá ficar de olho no progresso da escovação. É fácil perder a área da linha da gengiva, que é a parte mais importante, pois é o lugar em que placa, tártaro e bac- térias podem crescer e trazer inflamações e infecções das gengivas, também conhe- cidos como gengivite. Também fique de olho nos molares (os dentes da parte tra- seira da boca) - é possível que a parte inter- na das suas bochechas impeça que a es- LEMBRANDO DLEMBRANDO DLEMBRANDO DLEMBRANDO DLEMBRANDO DAS PRÁTICAS SAAS PRÁTICAS SAAS PRÁTICAS SAAS PRÁTICAS SAAS PRÁTICAS SAUDÁVEIS PUDÁVEIS PUDÁVEIS PUDÁVEIS PUDÁVEIS PARA SAÚDE BUCALARA SAÚDE BUCALARA SAÚDE BUCALARA SAÚDE BUCALARA SAÚDE BUCAL cova chegue até eles. Lembre-se: ao prestar mais atenção na hora de escovar os dentes, será mais pro- vável perceber algo de errado com seus dentes, como falhas, fraquezas, bruxismo, entre outros, que devem ser avisados ao dentista. Escovar de forma errada O esmalte dentário é um tecido que cobre e pro- tege os dentes. Ao escovar de um lado para o outro, você pode desgastar o es- malte dental, levando a quebras e fraqueza nos dentes. Dentistas recomen- dam segurar a escova em um ângulo de 45 grauseescovardagengivaàpontadosden- tes em suaves movimentos circulares. Usar força excessiva As chances de desgaste do esmalte dental são maiores se a escovação é muito forte, se há uso de escovas com cerdas duras e rígidas (dentistas recomendam o uso de cerdas macias) ou se você tem o hábito de cerrar ou ranger os dentes. Esses fatores, em conjunto com uma escovação errada e bruta, normalmente causam enta- lhes próximos à linha de gengiva, chama- das de retração gengival. Usar escova com cerdas muito duras Certifique-se de comprar uma escova com cerdas macias para minimizar o dano; mesmo assim, sua escova de dentes pode causar lesões, caso seja usada incorreta- mente. Também é aconselhável trocar sua es- cova a cada três meses - ou em um perío- do menor, se estiver desgastada. Com o tempo, as cerdas da escova de dentes pas- sam a se quebrar, como uma ponta-dupla de cabelo e bactérias entram nessas pe- quenas fissuras. Para minimizar o cresci- mento dos germes, limpe sua escova com água quente após o uso e deixe que se se- que completamente. Utilizar pasta de dente que danifica o esmalte dental Por serem abrasivas, as pastas de den- te feitas de bicarbonato de sódio são boas para tirar manchas, no entanto isso tam- bém significa que elas têm maior efeito no esmalte do dente, causando desgaste. Evi- te pelo mesmo motivo as pastas que dizem no rótulo clareadoras ou branqueadoras. Não passar o fio dental devidamente O fio dental age onde sua escova de dentes não alcança. Cáries são comumente formadas em superfícies em que dois den- tes se tocam. Assim, bactérias ficam pre- sas nesse espaço e se alimentam do açú- car encontrado nos alimentos, produzindo químicos que desgastam o esmalte dental e começam a se infiltrar na dentina, tercei- ra camada da formação do dente. Caso a bactéria consiga se infiltrar e se espalhar na dentina, isso pode proporcionar o início do processo de apodrecimento dos den- tes. Não lavar após a escovação Uma boa escovação e o bom uso do fio dental irão liberar a placa repleta de bacté- rias da superfície do seu dente. Porém, é preciso um pouco mais para se certificar que as bactérias vão, de fato, deixar a sua boca. Faça um bom bochecho com um enxaguante bucal sem álcool, durante um minuto, pelo menos uma vez ao dia. Seguindo essas dicas podemos asse- gurar que você proporcionou ao seu ambi- ente bucal uma higiene de qualidade! Visite seu cir. dentista regularmente para evitar futuros problemas sem solução. Dra. Andréia Paula Costa Cirurgiã Dentista - CRO 11593
  10. 10. 11 O funcionário cansado de pedir aumento ao chefe, decide enfrentar o patrão e ameaça. - O senhor precisa me dar um aumento já, porque tem três empresas correndo atrás demim. - Quais são as empresas? - A Copel, a Sanepar e o banco. Um advogado casou com uma mulher que havia sido casada oito vezes. Na noite de núpcias, no quarto do hotel a noiva disse: - Por favor meu bem, seja gentil.Ainda sou virgem!!! Perplexo, sabendo que ela havia sido casada oito vezes, o noivo pediu para que ela se explicasse. Ela respondeu: - Meu primeiro marido era psicólogo. Ele só queria conversar sobre sexo. - Meu segundo marido era ginecologista. Ele só queira examinar o local. - Meu terceiro marido era colecionador de selos. Ele só queria lamber. - Meu quarto marido era gerente de vendas. Ele dizia que sabia que tinha o produto, mas não sabia como utiliza-lo. - Meu quinto marido era engenheiro. Ele dizia que compreendia o procedimento básico, mas que precisava de três anos para pesquisar, implementar e criar um método de utilização. - Meu sexto marido era funcionário público.Ele dizia que compreendia perfeita- mente como era, mas que não tinha certeza se era da competência dele. - Meu sétimo marido era técnico de informática. Ele dizia que se estava funcio- nando, era melhor ele não mexer. - Meu oitavo marido era analista de suporte. Depois de dar uma olhada, ele disse que as peças estavam todas perfei- tas, mas que não sabia porque o sistema não funcionava. - Por isso agora estou me casando com um advogado. - Por que eu? - Perguntou o advogado. E a mulher respondeu: - Porque tenho certeza que você vai me ferrar. Um casal vai a um psicólogo. Logo que chegam ao consultório, o terapeuta pergunta qual é o motivo da consulta. A mulher tira uma lista bem grande e detalhada de todos os problemas que tiveram em 25 anos de casados: - Pouca atenção, falta de intimidade, vazio, solidão, não me sinto amada e desejada. Finalmente, o psicólogo se levanta, aproxima-se da mulher, pede que ela também se levante, abraça e a beija com paixão, enquanto o marido os observa, impressionado. A mulher fica muda e se senta meio atordoada. O terapeuta vira para o marido e diz: - Isto é o que sua mulher precisa pelo menos 3 vezes por semana! Você consegue? O marido pensa um pouco e responde: - Bom, eu posso trazê-la segunda e quarta, mas, às sextas, eu jogo bola! Cultura inútil Se você ficar gritando por 8 anos, 7 meses e cinco dias, terá produzido energia sonora suficiente para aquecer uma xícara de café. (Não parece valer a pena.) Se você peidar constantemente durante 6 anos e 9 meses, terá produzido gás suficiente para criar a energia de uma bomba atômica. (Agora sim!) O coração humano produz pressão suficiente para jorrar o sangue para fora do corpo a uma distância de 10 metros. (Uau!) O orgasmo de um porco dura 30 minutos. (Porque a natureza foi tão generosa logo com o porco?) Lógico que a pulseira do equilíbrio funciona... para selecionar quem é trouxa de quem não é. Não basta ser gordo, tem que sair pro carnaval fantasiado de bebê. Sabe aqueles dias que você acha dinheiro perdido na rua? Pois é, nem eu. Uma barata pode sobreviver 9 dias sem sua cabeça até morrer de fome. (Ainda não consegui esquecer o porco) Bater a sua cabeça contra a parede continuamente gasta em média 150 calorias por hora. (Não tente isso em casa; talvez no trabalho!) O louva-Deus macho não pode copular enquanto a sua cabeça estiver conectada ao corpo...Afêmea inicia o ato sexual arrancando-lhe a cabeça. (Taí a origem do ditado: ‘Perde-se a cabeça por uma boa...’) A pulga pode pular até 350 vezes o comprimento do próprio corpo. É como se um homem pulasse a distância de um campo de futebol. (Trinta minutos... que Porco f.d.p.! Dá pra imaginar?) O bagre tem mais de 27.000 papilas gustativas. (O que é que pode haver de tão saboroso no fundo de um rio?) Alguns leões se acasalam até 50 vezes em um dia. (Que Porco f.d.p.!... qualidade é melhor que quantidade!) Pessoas destras vivem em média 9 anos mais do que as canhotas. (E se a pessoa for ambidestra?) Os elefantes são os únicos animais que não conseguem pular. (E é melhor que seja assim!) O olho de um avestruz é maior do que o seu cérebro. (Conheço muita gente assim) Estrelas-do-Mar não têm cérebros. (Conheço muita gente assim também) Seres humanos e golfinhos são as únicas espécies que fazem sexo por prazer. (E aquele porco f.d.p.???)
  11. 11. 12 Acolunavertebraléformadaporum grupo de ossos, chamado vértebras, se- paradas entre si pelos discos. Os discos servem para absorver os choques entre as vértebras e as articulações. Há tam- bémumintricadosistemadeligamentos, tendões e músculos ligando uma vérte- bra à outra. As articulações e os discos permi- tem a coluna a se dobrar, torcer e a absorver choques. Ela tem 4 curvas naturais, que aju- damadistribuiruni- formemente os estresses que acon- tecem nas ativida- des do dia a dia - de sentar, andar, correr, levantar e carregar peso. Visto de lado tem a forma de um “S”. Acoluna é que sustenta metade do peso do nosso cor- po. Os músculos a outra metade. A importância da coluna vertebral é que por dentro dela passa a medula espinhal. De cada lado da vértebra saem os nervos, que vão ser distribuí- dos para todo o corpo. Cada nervo é responsável por uma parte do corpo. O cérebro manda uma mensagem que vem através da medula e saem pelos nervos e vão para a área que este ner- vo é responsável. Este órgão ou mús- culo vai mandar de volta a mensagem para o cérebro pelo mesmo caminho. Um cachorro dormiu durante oito dias na porta de uma unidade hospita- lar de Sidrolândia, a 64 quilômetros de Campo Grande, à espera da dona, uma mulherde82anos.Internadanodia22 de julho, a idosa morreu no domingo passado e, mesmo assim, o cão conti- nuou esperando na entrada do hospital DonaElmíriaSilvérioBarbosa. SegundoumfuncionáriodoServiço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu),aidosatinhabronquiteasmática econstantementeprecisavareceberaten- dimento.“Agenteiabuscá-ladiretoem casa e o cachorro sempre estava lá. Ela foiencaminhadaparaohospitaleprova- velmenteocachorroacompanhouumfa- miliareficouporlámesmo”,contou. A recepcionista da unidade, Olga CÃO ESPERA NA PORTA DE HOSPITAL POR 8 DIAS SUA DONA QUE FALECEU CarolineBaldin,dissequeoanimalnão saíadaportapornada."Eleolhavapara dentrocomoseestivesseesperandoal- guém e não ia embora. Ele ficava de prontidão, olhando para dentro, à es- pera,eraimpressionante.Tinhahoraque as pessoas tinham que pular para en- trar no hospital, porque ele não saía de jeitonenhum”,relatou. Wanda Camilo é diretora do hospi- taleafirmouquesesentiuemumacena de filme. "Muitas pessoas querem adotá-lo,muitaspessoasvieramatémim para querer levar o cachorro, recebi muitas ligações.Até um médico nosso quisadotar." Com a repercussão da espera, fun- cionáriosdeumpetshoplevaramocão para que ele recebesse cuidados Estruturas de sua colunaEstruturas de sua colunaEstruturas de sua colunaEstruturas de sua colunaEstruturas de sua coluna O cérebro, medula e nervos são res- ponsáveis pelo movimento, por exem- plo, porque eles mandam a mensagem para os músculos. Há quatro partes da sua coluna: A coluna cervical ou pescoço A coluna torácica ou costas Acolunalombar, abaixo da cintura Sacro e Cóccix, ligados para ser par- te da pélvis Acolunacervical protege a medula oblongata que é o centroreflexomuito importante, que re- gula a batida do co- ração, o diâmetro dos vasos sanguíne- os,engolir, vomitar, tossir, espirrar e so- luçar.Amaioria dos 12 pares de nervos craniais se origina no tronco encefálico e controlam entre outras coisas: o equi- líbrio e audição, sabor, deglutição, salivação, o sistema digestivo, os mús- culos da cabeça e pescoço e da língua. Você pode entender agora porque qualquer desalinhamento nas vérte- bras do pescoço, podem afetar os nervos e algumas áreas inervadas por eles podem passar a não funcionar corretamente. Ivo - especialista em Quiropraxia Massagemterapêutica,Relaxamento e Quiropraxia - fone 9676-6805 Anuncie aqui. Quem anuncia, vende mais! 9894.1462

×