SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Escola Básica 2/3 D. Luís de Loureiro
Área de Projecto
A Reciclagem
Trabalho realizado por:
Cláudia Costa Nº6
Fernando Mendes Nº10
Sérgio Pereira Nº17
Docente:
Delfim Figueiredo
Índice
IntroduçãoIntrodução
…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………
…3…3
ReciclagemReciclagem
…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………
..4..4
O que é a ReciclagemO que é a Reciclagem
…………………………………………………………………………………4…………………………………………………………………………………4
Vantagens da reciclagemVantagens da reciclagem
…………………………………………………………………………….5…………………………………………………………………………….5
O que se pode ReciclarO que se pode Reciclar
……………………………………………………………………………….6……………………………………………………………………………….6
Tempo de absorção de algumas substancias pelo meioTempo de absorção de algumas substancias pelo meio
………………………………….7………………………………….7
Tipos de reciclagemTipos de reciclagem
……………………………………………………………………………………8……………………………………………………………………………………8
O que podemos fazerO que podemos fazer
………………………………………………………………………………...9………………………………………………………………………………...9
ConclusãoConclusão
…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………
...11...11
Introdução
Este trabalho surgiu na disciplina de área de projecto, com oEste trabalho surgiu na disciplina de área de projecto, com o
acompanhamento do professor Delfim Figueiredo. O tema foi principal daacompanhamento do professor Delfim Figueiredo. O tema foi principal da
turma é o “Ambiente”. Depois, dentro do tema ambiente escolhemos oturma é o “Ambiente”. Depois, dentro do tema ambiente escolhemos o
nosso tema que foi a “Reciclagem em Portugal”. Neste trabalho temosnosso tema que foi a “Reciclagem em Portugal”. Neste trabalho temos
como objectivo informar a toda a comunidade educativa de como écomo objectivo informar a toda a comunidade educativa de como é
importante reciclar os materiais já utilizados.importante reciclar os materiais já utilizados.
O que é a reciclagem?
A Reciclagem é um processo de
reaproveitamento de metais,
plásticos, papeis, vidros, ou
qualquer outro material, orgânico
ou inorgânico, recuperando-o ou
transformando-o para
aproveitamento ou novo uso. O
processo pode ser industrial ou
artesanal. Caso não sejam
reaproveitados, esses materiais ,
normalmente tratados como lixo.
A palavra reciclagem difundiu-se
a partir do final da década de
1980, quando foi constatado que
as fontes de petróleo e de outras
matérias-primas não renováveis
estavam se esgotando
rapidamente, e que havia falta de
espaço para a disposição de lixo e
de outros dejectos na natureza. A
expressão vem do inglês recycle.
Vantagens da Reciclagem
No meio ambiente a reciclagem
pode reduzir-se à acumulação
progressiva de lixo; a produção de
novos materiais, como por
exemplo o papel, que exigiria o
corte de mais arvores, as
emissões de gases como o
metano e o gás carbónico; as
agressões aos solos, ar e agua;
entre outros tantos factores
positivos.
O que se pode reciclar
Papel papelãoPapel papelão
PneusPneus
Água proveniente de processosÁgua proveniente de processos
industriaisindustriais
Garrafas (de óleo)Garrafas (de óleo)
Latas de alumínioLatas de alumínio
Vários tipos de metais: cobre, aço,Vários tipos de metais: cobre, aço,
chumbo, latão, zinco, entre outroschumbo, latão, zinco, entre outros
PlásticosPlásticos
TintaTinta
Restos de construção civilRestos de construção civil
Restos de alimentos e partes dosRestos de alimentos e partes dos
mesmos que não forammesmos que não foram
aproveitadasaproveitadas
ÓleoÓleo
Tempo de absorção de algumasTempo de absorção de algumas
substancias pelo meiosubstancias pelo meio
Papel: de 2 a 4 semanasPapel: de 2 a 4 semanas
Palitos de fosfóros: 6 mesesPalitos de fosfóros: 6 meses
Papel plastificado: de 1 a 5 anosPapel plastificado: de 1 a 5 anos
Cascas de bananas: 2 anosCascas de bananas: 2 anos
Chicletes: 5 anosChicletes: 5 anos
Latas: 10 anosLatas: 10 anos
Pontas de cigarros: de 10 a 20 anosPontas de cigarros: de 10 a 20 anos
Couro: 30 anosCouro: 30 anos
Embalagens de plástico; de 30 a 40Embalagens de plástico; de 30 a 40
anosanos
Cordas de náilon: de 30 a 40 anosCordas de náilon: de 30 a 40 anos
Latas de alumínio: de 80ª 100 anosLatas de alumínio: de 80ª 100 anos
Vidros: 4.000 anosVidros: 4.000 anos
Pneus: indefinidoPneus: indefinido
Garrafas (de óleo): indefinidoGarrafas (de óleo): indefinido
Tipos de Reciclagem
A reciclagem de papel e o reaproveitamento do
papel não funcional para produzir papel reciclado.
Há duas grandes fontes de papel a se reciclar: as
aparas pré-consumo ( recolhidas pelas próprias
fabricas antes que o material passe ao mercado
consumidor) e as aparas pós-consumo (geralmente
recolhidas por contentores de ruas ). De um modo geral,
o papel reciclado utiliza os dois tipos na sua
composição, e tem a cor creme.
A aceitação do papel reciclado e crescente,
especialmente no mercado corporativo. O papel
reciclado tem um apelo ecológico, o que faz com que
alcance um preço ate maior que um material virgem.
Reciclagem de lixo consiste em reaproveitar aquilo
que é considerado descartável de forma a ser
reutilizado. De um ponto de vista radical, não existe lixo.
Tudo é matéria-prima, é valido. Matéria-orgânica pode
gerar bio-gás. Papel, basicamente constituído por fibras
de celulose, pode ser reaproveitado em diversos níveis.
Os metais podem ser classificados em : ferrosos, não-
ferrosos… os plásticos podem ser também
reaproveitados. Tanto como os vidros. Esses materiais
são usados na reciclagem para a criação de outros
materiais do mesmo objecto.
O que cada um pode fazer?
Cerca de 35% do lixo que vai para
os aterros é composto por metais
que poderiam ser reciclados ou
reutilizados.
Estas taxas só acontecem em
sociedades que ainda não
colocam em prática acções
eficazes para a preservação do
meio ambiente e a melhoria da
qualidade de vida.
Podemos reduzir a geração do
lixo consumindo menos e melhor,
isto é, racionalizando o uso de
metais no nosso quotidiano.
Podemos reutilizar diversos
produtos antes de descartar,
usando-os para a mesma função
original ou criando novas formas
de utilização, como trabalhos
artísticos com sucata em
utensílios.
E separa o lixo – resíduos sólidos
– conforme a sua classificação
química e devidamente limpos. O
resíduo húmido – que são os
restos orgânicos – domiciliar é
responsável por 50% da
quantidade total do lixo municipal
que é encaminhado para a lixeira
e poderia ser separado para um
aterro . Não podemos esquecer
das pilhas e lâmpadas, que
podem ser partidas por conterem
no seu interior substâncias
radioactivas; e o lixo hospitalar
usado também em domicilio
(como agulhas, algodão
contaminado e frascos de
remédios) que deverá ser
ensacado e enviado à farmácia
mais próxima onde haverá um
colector especializado, excluindo-
se assim os riscos de
contaminação dos profissionais da
recolha e da reciclagem.
Conclusão
Na realização deste trabalho concluímos que a reciclagem é um bemNa realização deste trabalho concluímos que a reciclagem é um bem
precioso para a natureza. Ao realizar este trabalho verificamos todos osprecioso para a natureza. Ao realizar este trabalho verificamos todos os
pormenores como por exemplo: o que podemos reciclar, isto é as materiaspormenores como por exemplo: o que podemos reciclar, isto é as materias
recicláveis e não recicláveis, o que as pessoas podem fazer para reciclar, orecicláveis e não recicláveis, o que as pessoas podem fazer para reciclar, o
que é a reciclagem, vantagens da reciclagem, os exemplos do tempo deque é a reciclagem, vantagens da reciclagem, os exemplos do tempo de
absorção de algumas substancias pelo meio-ambiente, os tipos deabsorção de algumas substancias pelo meio-ambiente, os tipos de
reciclagem existentes.reciclagem existentes.
Com estes pequenos temas podemos aprender um pouco do bem tãoCom estes pequenos temas podemos aprender um pouco do bem tão
precioso que é a reciclagem.precioso que é a reciclagem.
Planificação do trabalhoPlanificação do trabalho
Tema:Tema: O Meio AmbienteO Meio Ambiente
Sub tema:Sub tema: A Reciclagem em PortugalA Reciclagem em Portugal
IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMAIDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA
O desconhecimento da reciclagem em PortugalO desconhecimento da reciclagem em Portugal
Como funciona o processo da reciclagem em PortugalComo funciona o processo da reciclagem em Portugal
OBJECTIVOSOBJECTIVOS
A reciclagem?A reciclagem?
Que tipo de materiais se reciclam em Portugal?Que tipo de materiais se reciclam em Portugal?
Como se recicla?Como se recicla?
Etapas do processo de reciclagem?Etapas do processo de reciclagem?
Fabricas existentes em Portugal?Fabricas existentes em Portugal?
Como as pessoas estão a desenvolver a reciclagem?Como as pessoas estão a desenvolver a reciclagem?
PRODUTO FINALPRODUTO FINAL
LivroLivro
Apresentação em PowerPointApresentação em PowerPoint
INTERDISCIPLINARIDADEINTERDISCIPLINARIDADE
Ciências Naturais: Modo de reciclagemCiências Naturais: Modo de reciclagem
RECURSOS/MATERIAISRECURSOS/MATERIAIS
Livros, enciclopédias, Internet, revistas, filmes.Livros, enciclopédias, Internet, revistas, filmes.
GRUPO DE TRABALHOGRUPO DE TRABALHO DISTRIBUIÇÃO DE TAREFASDISTRIBUIÇÃO DE TAREFAS
Ana Catarina Passagem de textos no PCAna Catarina Passagem de textos no PC
Cláudia Costa resumos de investigaçãoCláudia Costa resumos de investigação
Fernando Mendes Pesquisa na EnciclopédiasFernando Mendes Pesquisa na Enciclopédias
Sérgio Pereira Pesquisa na Internet e DíciopédiasSérgio Pereira Pesquisa na Internet e Díciopédias

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reciclagem eduarda jaqueline marcieli
Reciclagem eduarda jaqueline marcieliReciclagem eduarda jaqueline marcieli
Reciclagem eduarda jaqueline marcieliEstado do RS
 
Lixo, um problema que tem solução
Lixo, um problema que tem soluçãoLixo, um problema que tem solução
Lixo, um problema que tem soluçãokatemayre
 
Coleta seletiva conscientização
Coleta seletiva conscientizaçãoColeta seletiva conscientização
Coleta seletiva conscientizaçãoAne Pimentel
 
8.º ano trabalho grupo iv reciclagem
8.º ano  trabalho grupo iv   reciclagem8.º ano  trabalho grupo iv   reciclagem
8.º ano trabalho grupo iv reciclagemFloripeAbreu
 
Separação resíduos e reciclagem
Separação resíduos e reciclagemSeparação resíduos e reciclagem
Separação resíduos e reciclagemZb Campanha
 
8.º ano trabalho grupo v reciclagem
8.º ano trabalho grupo v   reciclagem8.º ano trabalho grupo v   reciclagem
8.º ano trabalho grupo v reciclagemFloripeAbreu
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem-
 
Trabalhooo.Power Point
Trabalhooo.Power PointTrabalhooo.Power Point
Trabalhooo.Power PointJoão Torres
 
SensibilizaçãO Reciclagem
SensibilizaçãO ReciclagemSensibilizaçãO Reciclagem
SensibilizaçãO Reciclagempedro
 
Reciclagem e meio ambiente
Reciclagem e meio ambienteReciclagem e meio ambiente
Reciclagem e meio ambienteMaumau Castelo
 
Vamos reciclar
Vamos reciclarVamos reciclar
Vamos reciclarjuvallejo
 

Mais procurados (20)

Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
Reciclagem eduarda jaqueline marcieli
Reciclagem eduarda jaqueline marcieliReciclagem eduarda jaqueline marcieli
Reciclagem eduarda jaqueline marcieli
 
Lixo, um problema que tem solução
Lixo, um problema que tem soluçãoLixo, um problema que tem solução
Lixo, um problema que tem solução
 
Reciclagem
Reciclagem Reciclagem
Reciclagem
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
Coleta seletiva conscientização
Coleta seletiva conscientizaçãoColeta seletiva conscientização
Coleta seletiva conscientização
 
8.º ano trabalho grupo iv reciclagem
8.º ano  trabalho grupo iv   reciclagem8.º ano  trabalho grupo iv   reciclagem
8.º ano trabalho grupo iv reciclagem
 
Separação resíduos e reciclagem
Separação resíduos e reciclagemSeparação resíduos e reciclagem
Separação resíduos e reciclagem
 
A Reciclagem
A ReciclagemA Reciclagem
A Reciclagem
 
8.º ano trabalho grupo v reciclagem
8.º ano trabalho grupo v   reciclagem8.º ano trabalho grupo v   reciclagem
8.º ano trabalho grupo v reciclagem
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
Trabalhooo.Power Point
Trabalhooo.Power PointTrabalhooo.Power Point
Trabalhooo.Power Point
 
SensibilizaçãO Reciclagem
SensibilizaçãO ReciclagemSensibilizaçãO Reciclagem
SensibilizaçãO Reciclagem
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
A Reciclagem
A ReciclagemA Reciclagem
A Reciclagem
 
Reciclagem e meio ambiente
Reciclagem e meio ambienteReciclagem e meio ambiente
Reciclagem e meio ambiente
 
Slides - Reciclagem
Slides - ReciclagemSlides - Reciclagem
Slides - Reciclagem
 
Vamos reciclar
Vamos reciclarVamos reciclar
Vamos reciclar
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 

Semelhante a Reciclagem Escola

Energias renováveis e reciclagem
Energias renováveis e reciclagemEnergias renováveis e reciclagem
Energias renováveis e reciclagemaveca
 
Slides de reciclagem
Slides de reciclagemSlides de reciclagem
Slides de reciclagemmo27tta60
 
Politica dos 4R's
Politica dos 4R'sPolitica dos 4R's
Politica dos 4R'sguestb6e50c
 
O problema dos resíduos 9g
O problema dos resíduos 9gO problema dos resíduos 9g
O problema dos resíduos 9gMayjö .
 
Reciclagem e separacao de residuos
Reciclagem e separacao de residuosReciclagem e separacao de residuos
Reciclagem e separacao de residuosEduardo Oliveira
 
Reciclagem e coleta seletiva
Reciclagem e coleta seletiva Reciclagem e coleta seletiva
Reciclagem e coleta seletiva Nelsinho30
 
Apresentação16aap
Apresentação16aapApresentação16aap
Apresentação16aapcofix
 
Equipe L.I.S.
Equipe L.I.S.Equipe L.I.S.
Equipe L.I.S.CEPMBB
 
Conscientizao ambiental-28227
Conscientizao ambiental-28227Conscientizao ambiental-28227
Conscientizao ambiental-28227Kelvin Oliveira
 
Coleta seletiva etss segurança do trabalho
Coleta seletiva etss segurança do trabalhoColeta seletiva etss segurança do trabalho
Coleta seletiva etss segurança do trabalhoTatianaDiniz21
 
Palestra de coleta seletiva m & b
Palestra de coleta seletiva m & bPalestra de coleta seletiva m & b
Palestra de coleta seletiva m & banealves
 
Coleta seletiva
Coleta seletivaColeta seletiva
Coleta seletivamoises_22
 

Semelhante a Reciclagem Escola (20)

Energias renováveis e reciclagem
Energias renováveis e reciclagemEnergias renováveis e reciclagem
Energias renováveis e reciclagem
 
Trabalho pac iv reciclagem
Trabalho pac iv   reciclagemTrabalho pac iv   reciclagem
Trabalho pac iv reciclagem
 
Slides de reciclagem
Slides de reciclagemSlides de reciclagem
Slides de reciclagem
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
Politica dos 4R's
Politica dos 4R'sPolitica dos 4R's
Politica dos 4R's
 
75%
75%75%
75%
 
3 rs
3 rs3 rs
3 rs
 
100%
100%100%
100%
 
O problema dos resíduos 9g
O problema dos resíduos 9gO problema dos resíduos 9g
O problema dos resíduos 9g
 
Reciclagem e separacao de residuos
Reciclagem e separacao de residuosReciclagem e separacao de residuos
Reciclagem e separacao de residuos
 
Reciclagem e coleta seletiva
Reciclagem e coleta seletiva Reciclagem e coleta seletiva
Reciclagem e coleta seletiva
 
Apresentação16aap
Apresentação16aapApresentação16aap
Apresentação16aap
 
Equipe L.I.S.
Equipe L.I.S.Equipe L.I.S.
Equipe L.I.S.
 
Conscientizao ambiental-28227
Conscientizao ambiental-28227Conscientizao ambiental-28227
Conscientizao ambiental-28227
 
Coleta seletiva etss segurança do trabalho
Coleta seletiva etss segurança do trabalhoColeta seletiva etss segurança do trabalho
Coleta seletiva etss segurança do trabalho
 
Reciclagem
ReciclagemReciclagem
Reciclagem
 
Palestra de coleta seletiva m & b
Palestra de coleta seletiva m & bPalestra de coleta seletiva m & b
Palestra de coleta seletiva m & b
 
Ajude a reciclar
Ajude a reciclarAjude a reciclar
Ajude a reciclar
 
tec 3
tec 3tec 3
tec 3
 
Coleta seletiva
Coleta seletivaColeta seletiva
Coleta seletiva
 

Mais de gavetadefichas (20)

Solar2
Solar2Solar2
Solar2
 
Solar1
Solar1Solar1
Solar1
 
Manualidades residuos
Manualidades residuosManualidades residuos
Manualidades residuos
 
Laberinto
LaberintoLaberinto
Laberinto
 
Hacer papel reciclado
Hacer papel recicladoHacer papel reciclado
Hacer papel reciclado
 
Energy action5
Energy action5Energy action5
Energy action5
 
Energy action1
Energy action1Energy action1
Energy action1
 
Diez diferencias
Diez diferenciasDiez diferencias
Diez diferencias
 
Crucigrama residuos
Crucigrama residuosCrucigrama residuos
Crucigrama residuos
 
Cartilha completa
Cartilha completa Cartilha completa
Cartilha completa
 
Ambiente reciclar krull.yasp
Ambiente reciclar krull.yaspAmbiente reciclar krull.yasp
Ambiente reciclar krull.yasp
 
Adivinanzas recicladas
Adivinanzas recicladasAdivinanzas recicladas
Adivinanzas recicladas
 
7cabritinhos[1]
7cabritinhos[1]7cabritinhos[1]
7cabritinhos[1]
 
3porquinhos[1]
3porquinhos[1]3porquinhos[1]
3porquinhos[1]
 
Sopa letras reciclaje
Sopa letras reciclajeSopa letras reciclaje
Sopa letras reciclaje
 
Sopa letras reciclaje (2)
Sopa letras reciclaje (2)Sopa letras reciclaje (2)
Sopa letras reciclaje (2)
 
Sopa letras materiales_rec
Sopa letras materiales_recSopa letras materiales_rec
Sopa letras materiales_rec
 
energia solar 4
energia solar 4energia solar 4
energia solar 4
 
Soluciones
SolucionesSoluciones
Soluciones
 
Ponto a ponto_64
Ponto a ponto_64Ponto a ponto_64
Ponto a ponto_64
 

Último

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 

Último (20)

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 

Reciclagem Escola

  • 1. Escola Básica 2/3 D. Luís de Loureiro Área de Projecto A Reciclagem Trabalho realizado por: Cláudia Costa Nº6 Fernando Mendes Nº10 Sérgio Pereira Nº17 Docente: Delfim Figueiredo
  • 2. Índice IntroduçãoIntrodução ………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… …3…3 ReciclagemReciclagem ………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… ..4..4 O que é a ReciclagemO que é a Reciclagem …………………………………………………………………………………4…………………………………………………………………………………4 Vantagens da reciclagemVantagens da reciclagem …………………………………………………………………………….5…………………………………………………………………………….5 O que se pode ReciclarO que se pode Reciclar ……………………………………………………………………………….6……………………………………………………………………………….6 Tempo de absorção de algumas substancias pelo meioTempo de absorção de algumas substancias pelo meio ………………………………….7………………………………….7 Tipos de reciclagemTipos de reciclagem ……………………………………………………………………………………8……………………………………………………………………………………8 O que podemos fazerO que podemos fazer ………………………………………………………………………………...9………………………………………………………………………………...9 ConclusãoConclusão ………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………… ...11...11
  • 3. Introdução Este trabalho surgiu na disciplina de área de projecto, com oEste trabalho surgiu na disciplina de área de projecto, com o acompanhamento do professor Delfim Figueiredo. O tema foi principal daacompanhamento do professor Delfim Figueiredo. O tema foi principal da turma é o “Ambiente”. Depois, dentro do tema ambiente escolhemos oturma é o “Ambiente”. Depois, dentro do tema ambiente escolhemos o nosso tema que foi a “Reciclagem em Portugal”. Neste trabalho temosnosso tema que foi a “Reciclagem em Portugal”. Neste trabalho temos como objectivo informar a toda a comunidade educativa de como écomo objectivo informar a toda a comunidade educativa de como é importante reciclar os materiais já utilizados.importante reciclar os materiais já utilizados.
  • 4. O que é a reciclagem? A Reciclagem é um processo de reaproveitamento de metais, plásticos, papeis, vidros, ou qualquer outro material, orgânico ou inorgânico, recuperando-o ou transformando-o para aproveitamento ou novo uso. O processo pode ser industrial ou artesanal. Caso não sejam reaproveitados, esses materiais , normalmente tratados como lixo. A palavra reciclagem difundiu-se a partir do final da década de 1980, quando foi constatado que as fontes de petróleo e de outras matérias-primas não renováveis estavam se esgotando rapidamente, e que havia falta de espaço para a disposição de lixo e de outros dejectos na natureza. A expressão vem do inglês recycle.
  • 5. Vantagens da Reciclagem No meio ambiente a reciclagem pode reduzir-se à acumulação progressiva de lixo; a produção de novos materiais, como por exemplo o papel, que exigiria o corte de mais arvores, as emissões de gases como o metano e o gás carbónico; as agressões aos solos, ar e agua; entre outros tantos factores positivos.
  • 6. O que se pode reciclar Papel papelãoPapel papelão PneusPneus Água proveniente de processosÁgua proveniente de processos industriaisindustriais Garrafas (de óleo)Garrafas (de óleo) Latas de alumínioLatas de alumínio Vários tipos de metais: cobre, aço,Vários tipos de metais: cobre, aço, chumbo, latão, zinco, entre outroschumbo, latão, zinco, entre outros PlásticosPlásticos TintaTinta Restos de construção civilRestos de construção civil Restos de alimentos e partes dosRestos de alimentos e partes dos mesmos que não forammesmos que não foram aproveitadasaproveitadas ÓleoÓleo
  • 7. Tempo de absorção de algumasTempo de absorção de algumas substancias pelo meiosubstancias pelo meio Papel: de 2 a 4 semanasPapel: de 2 a 4 semanas Palitos de fosfóros: 6 mesesPalitos de fosfóros: 6 meses Papel plastificado: de 1 a 5 anosPapel plastificado: de 1 a 5 anos Cascas de bananas: 2 anosCascas de bananas: 2 anos Chicletes: 5 anosChicletes: 5 anos Latas: 10 anosLatas: 10 anos Pontas de cigarros: de 10 a 20 anosPontas de cigarros: de 10 a 20 anos Couro: 30 anosCouro: 30 anos Embalagens de plástico; de 30 a 40Embalagens de plástico; de 30 a 40 anosanos Cordas de náilon: de 30 a 40 anosCordas de náilon: de 30 a 40 anos Latas de alumínio: de 80ª 100 anosLatas de alumínio: de 80ª 100 anos Vidros: 4.000 anosVidros: 4.000 anos Pneus: indefinidoPneus: indefinido Garrafas (de óleo): indefinidoGarrafas (de óleo): indefinido
  • 8. Tipos de Reciclagem A reciclagem de papel e o reaproveitamento do papel não funcional para produzir papel reciclado. Há duas grandes fontes de papel a se reciclar: as aparas pré-consumo ( recolhidas pelas próprias fabricas antes que o material passe ao mercado consumidor) e as aparas pós-consumo (geralmente recolhidas por contentores de ruas ). De um modo geral, o papel reciclado utiliza os dois tipos na sua composição, e tem a cor creme. A aceitação do papel reciclado e crescente, especialmente no mercado corporativo. O papel reciclado tem um apelo ecológico, o que faz com que alcance um preço ate maior que um material virgem.
  • 9. Reciclagem de lixo consiste em reaproveitar aquilo que é considerado descartável de forma a ser reutilizado. De um ponto de vista radical, não existe lixo. Tudo é matéria-prima, é valido. Matéria-orgânica pode gerar bio-gás. Papel, basicamente constituído por fibras de celulose, pode ser reaproveitado em diversos níveis. Os metais podem ser classificados em : ferrosos, não- ferrosos… os plásticos podem ser também reaproveitados. Tanto como os vidros. Esses materiais são usados na reciclagem para a criação de outros materiais do mesmo objecto.
  • 10. O que cada um pode fazer? Cerca de 35% do lixo que vai para os aterros é composto por metais que poderiam ser reciclados ou reutilizados. Estas taxas só acontecem em sociedades que ainda não colocam em prática acções eficazes para a preservação do meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida. Podemos reduzir a geração do lixo consumindo menos e melhor, isto é, racionalizando o uso de metais no nosso quotidiano. Podemos reutilizar diversos produtos antes de descartar, usando-os para a mesma função original ou criando novas formas de utilização, como trabalhos artísticos com sucata em utensílios.
  • 11. E separa o lixo – resíduos sólidos – conforme a sua classificação química e devidamente limpos. O resíduo húmido – que são os restos orgânicos – domiciliar é responsável por 50% da quantidade total do lixo municipal que é encaminhado para a lixeira e poderia ser separado para um aterro . Não podemos esquecer das pilhas e lâmpadas, que podem ser partidas por conterem no seu interior substâncias radioactivas; e o lixo hospitalar usado também em domicilio (como agulhas, algodão contaminado e frascos de remédios) que deverá ser ensacado e enviado à farmácia mais próxima onde haverá um colector especializado, excluindo- se assim os riscos de contaminação dos profissionais da recolha e da reciclagem.
  • 12. Conclusão Na realização deste trabalho concluímos que a reciclagem é um bemNa realização deste trabalho concluímos que a reciclagem é um bem precioso para a natureza. Ao realizar este trabalho verificamos todos osprecioso para a natureza. Ao realizar este trabalho verificamos todos os pormenores como por exemplo: o que podemos reciclar, isto é as materiaspormenores como por exemplo: o que podemos reciclar, isto é as materias recicláveis e não recicláveis, o que as pessoas podem fazer para reciclar, orecicláveis e não recicláveis, o que as pessoas podem fazer para reciclar, o que é a reciclagem, vantagens da reciclagem, os exemplos do tempo deque é a reciclagem, vantagens da reciclagem, os exemplos do tempo de absorção de algumas substancias pelo meio-ambiente, os tipos deabsorção de algumas substancias pelo meio-ambiente, os tipos de reciclagem existentes.reciclagem existentes. Com estes pequenos temas podemos aprender um pouco do bem tãoCom estes pequenos temas podemos aprender um pouco do bem tão precioso que é a reciclagem.precioso que é a reciclagem.
  • 13. Planificação do trabalhoPlanificação do trabalho Tema:Tema: O Meio AmbienteO Meio Ambiente Sub tema:Sub tema: A Reciclagem em PortugalA Reciclagem em Portugal IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMAIDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA O desconhecimento da reciclagem em PortugalO desconhecimento da reciclagem em Portugal Como funciona o processo da reciclagem em PortugalComo funciona o processo da reciclagem em Portugal OBJECTIVOSOBJECTIVOS A reciclagem?A reciclagem? Que tipo de materiais se reciclam em Portugal?Que tipo de materiais se reciclam em Portugal? Como se recicla?Como se recicla? Etapas do processo de reciclagem?Etapas do processo de reciclagem? Fabricas existentes em Portugal?Fabricas existentes em Portugal? Como as pessoas estão a desenvolver a reciclagem?Como as pessoas estão a desenvolver a reciclagem? PRODUTO FINALPRODUTO FINAL LivroLivro Apresentação em PowerPointApresentação em PowerPoint INTERDISCIPLINARIDADEINTERDISCIPLINARIDADE Ciências Naturais: Modo de reciclagemCiências Naturais: Modo de reciclagem RECURSOS/MATERIAISRECURSOS/MATERIAIS Livros, enciclopédias, Internet, revistas, filmes.Livros, enciclopédias, Internet, revistas, filmes. GRUPO DE TRABALHOGRUPO DE TRABALHO DISTRIBUIÇÃO DE TAREFASDISTRIBUIÇÃO DE TAREFAS Ana Catarina Passagem de textos no PCAna Catarina Passagem de textos no PC Cláudia Costa resumos de investigaçãoCláudia Costa resumos de investigação Fernando Mendes Pesquisa na EnciclopédiasFernando Mendes Pesquisa na Enciclopédias Sérgio Pereira Pesquisa na Internet e DíciopédiasSérgio Pereira Pesquisa na Internet e Díciopédias