DIZER
                                              GUIA:
                                          O MELHOR
             ...
Música e moda deixam o mundo melhor.

 Esse é o espírito do Oi Fashion Rocks. O evento, que antes acontecia
somente no eix...
INDICE                         EDITORIAL
                             Carta do editor
Equi pamento
                       ...
equi pamento
Quanto Custa Montar
uma Banda?                        por andre galdino
                                     ...
Limpeza no                 Franz Ferdinand foi
                           a banda que eles
nome e sujeira             esco...
cena



                                                 A banda curitibana SABONETES
                                    ...
play
                       Moda Underground
                                                            A visão
         ...
capa




Coisa de meninas
   Formada apenas por garotas
  a banda Lipstick sai dos bares
  do ABC paulista e mostra para
 ...
“Portanto galera, às sete e
trinta e cinco, o Domingão
traz: Mel vocalista, Mi no
teclado. Dedê guitarra e
voz, Carol baix...
A Lipstick está em              DU: Qual a diferença da
     estúdio gravando                cena ‘independente’ atual
   ...
Mel: Nós trabalhamos para
                                                                           que isso não aconteça...
banda
O ROCK
RETRO-FUTURISTA
DO
KAFKA SHOW



  Com uma pegada
  no estilo “anos
  80” o kafka show               do estúd...
Diogo:
                                     (Vocal/Programação Eletrô-
O projeto                            nica/Guitarra)...
locais

Galeria do Rock
fortalece
cena alternativa



       Prédio do centro da capital                            o movi...
alternativa. “Para
manter isso aí, tem
que ter alguns lo-
cais para continuar
essa cultura, porque
são poucos lugares
que ...
GUIA                     CLUBE BELFIORE (CB)
                         PALCO DE DIVERSAS


DIZER
                         B...
astronete                                                               D.U.: Qual o dia que a casa
                      ...
Revista Dizer Underground #1
Revista Dizer Underground #1
Revista Dizer Underground #1
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revista Dizer Underground #1

2.762 visualizações

Publicada em

Revista desenvolvida por alunos do terceiro ano do curso de jornalismo da UNIP Norte
André Galdino
Arilton Batista
Bruno Garça
Carla Saraiva
Elisangela Santana
Glauber Macario

Publicada em: Diversão e humor, Turismo, Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.762
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista Dizer Underground #1

  1. 1. DIZER GUIA: O MELHOR DA NOITE ALTERNATIVA UNDERGROUND DE SAMPA LIPSTICK ELAS PROVAM NDA QUE ROCK A BA O TAMBEM E E SU POUC ONT DO M COISA DE GAS TAN MULHER E MAIS: SABONETES - OI FASHION ROCKS - GALERIA DO ROCK CENA underground - kafka show - ASTRONETE - weezer
  2. 2. Música e moda deixam o mundo melhor. Esse é o espírito do Oi Fashion Rocks. O evento, que antes acontecia somente no eixo EUA-Europa, vem à America Latina pela primeira vez, com patrocínio da Oi, e escolheu o Rio de Janeiro como palco. O Oi Fashion Rocks vai reunir músicos e estilistas reconhecidos em um evento com o melhor dos dois mundos. Assim como aconteceu em outras edições, parte do dinheiro arrecadado com a venda de ingressos é destinada a doações. A edição brasileira traz novidades como as palestras com grandes nomes da moda falando para estudantes universitários, no teatro Oi Casa Grande. E um jantar beneficente com direito a leilão de peças doadas por artistas, no Copacabana Palace. A renda do jantar será doada pra uma instituição carioca. Serão oito estilistas e oito artistas, no total. O espetáculo mesmo vai rolar em uma estrutura de 10.200 m², construída especialmente pro evento, que vai receber cerca de 5 mil pessoas, na Pista do Prado, no Jockey Club do Rio. Entre os artistas, já estão confirmadas as presenças da diva Mariah Carey, que vem ao País pela primeira vez, e das grifes Versace, Marc by Marc Jacobs e Lenny. É uma oportunidade imperdível pra acompanhar de perto um evento com o melhor da moda e da música do mundo inteiro, que será transmitido ao vivo pela internet.
  3. 3. INDICE EDITORIAL Carta do editor Equi pamento Não é fácil falar de música. Quanto custa Assim como no futebol, onde montar uma banda 4 muitas das vezes a razão da DIZER Banda Sabonetes 5 lugar a emoção, na música também existem torcedores, Cena 6 mais conhecidos como fãs. Play 7 Portanto, não é tarefa simplória Capa explorar esse universo com ponderação e imparcialidade. Li pstick 8 Kafka Show 12 A Dizer Underground se galeria do rock 14 propõem a tratar de música alternativa, o limbo por onde Guia 16 UNDERGROUND passam todos os artistas para Astronete 17 só depois lograrem aos céus do Cena Underground 18 mainstream. Trazemos na capa desta edição as garotas da Lipstick, a banda que saiu dos bares do EXPEDIENTE ABC Paulista e agora goza de relativo sucesso na mídia. EDITOR-CHEFE Para os baladeiros de plantão GLAUBER MACARIO a revista traz um guia com as melhores baladas alternativas da noite paulistana. REDAÇÃO E REPORTAGENS Quem quer montar uma banda ANDRÉ GALDINO e tem pouca grana no bolso vai ARILTON BATISTA conferir uma reportagem que BRUNO GARÇA traz diversas dicas para você CARLA SARAIVA começar a fazer seu barulho. ELISANGELA SANTANA GLAUBER MACARIO Aumente o volume! ARTE E DIAGRAMAÇÃO Glauber Macario ANDRÉ GALDINO 3
  4. 4. equi pamento Quanto Custa Montar uma Banda? por andre galdino BAIXO SONICX Milhares de fãs, viagens Engana-se quem pensa PREÇO MÉDIO internacionais, ganhar que a bateria não tem R$ 350 dinheiro tocando em suas variáveis. Nela estádios lotados. Essa é podem ser incluídos uma realidade bastante pratos, pedais, peles, comum para bandas abafadores e até de rock como Coldplay, baquetas específicas Rolling Stones e U2. para o tipo de som Mas não é de uma hora desejado. para outra que se chega BATERIA nesse estágio, até lá, há SHELTER Mas antes de detalhes e muita ralação, estudo, PREÇO MÉDIO variáveis, o básico. Veja ensaios, networking e R$ 1.300 ao lado o preço dos os caros equipamentos. equipamentos básicos. O suficiente para sair Quem dera para ser tocando. guitarrista, fosse necessário apenas E na página 5 quanto uma guitarra. Além vale o equipamento dos instrumentos da banda curitibana são necessários Sabonetes, que cabos, afinadores, há muito tempo GUITARRA amplificadores, abandonou o básico PHOENIX palhetas e os mais mas continua trilhando variados efeitos, que PREÇO MÉDIO o underground são aqueles pedais que R$ 300 o guitarrista aciona com o pé. AMPLIFICADOR CHROM PREÇO MÉDIO R$ 300
  5. 5. Limpeza no Franz Ferdinand foi a banda que eles nome e sujeira escolheram para basear seu repertório. no som. Esse Segundo o vocalista João Davi foi o último paradoxo é a Artur, a escolha foi bem a entrar na banda. natural e jura que não Sempre gostou muito melhor forma combinaram: “Todos nós de baixos e guitarras de definir os gostávamos do Franz e quando pegamos nos vintage, isto é, aquela linha de instrumentos curitibanos instrumentos para fazer com visual clássico, som algo mais sério o que saiu característico e, em geral, da banda foi um som do Franz”. produzidos há mais de Sabonetes Coincidentemente 30 anos. Na bagagem eles já utilizavam um ele leva um baixo Squier Na estrada desde 2004, equipamento bastante Precision Vintage. Wonder, Artur, João Davi parecido com o da banda Já o guitarrista Wonder e Alessandro começaram escocesa. utiliza uma guitarra como quase todas as Epiphone Sheraton bandas: fazendo cover. II. Segundo ele “Mais clássico, impossível”. O porta malas do carro da banda ainda leva a guitarra Fender Telecaster do Artur, uma Gianinni Stratosonic, que está comemorando seus 40 anos de palco e a bateria Pearl do Alessandro, que é equipada com um jogo de pratos Zildjan. Veja abaixo o preço Mais sobre a banda em: dos instrumentos dos myspace.com/sabonetes integrantes do Sabonetes. Quanto vale o show? baixo squier guitarra guitarra bateria precision epi phone fender pearl + vintage sheraton ii telecaster pratos zildjIan custa custa custa custa R$2500 + us$300 us$600 R$3400 US$500
  6. 6. cena A banda curitibana SABONETES acabou de lançar na internet o clip da Acaba de sair em MP3 o novo música “Quando Ela Tira o Vestido”. álbum do Weezer. Raditude No clipe a banda utiliza recursos bem promete ser mais um cult da banda familiares a quem gosta de cultura POP, adorada por nerds e descolados. como video games de luta da década Os dois últimos discos Blue Album de 90, metamorfoses, fantasias, e Red Albuns até venderam bem globalização e vários personagens mas o próprio Rivers Cuomo interpretados pela mesma pessoa a lá declarou que não liga muito pra Eddie Murphy. galera baixando seus albuns. Só Clipe e música de qualidade pode ser não gosta de gente ganhando visto no YouTube, no canal da banda. dinheiro com isso. Procure por “Banda Sabonetes” em (Que camelô é louco o bastante Canais. para vender Weezer?!?) Ainda no YouTube. Já saiu o primeiro clipe da super banda Them Croocked Voultures, formada por nnguém Fabiano Liporoni, ou só Fabilipo, realiza nesta menos que David Grohl (Nirvana e quarta-feira, 4/11, mais uma edição da balada Foo Fighters), John Paul Jones (Led discussão PEOPLE DON’T DANCE NO MORE. Zeppelin) e Josh Homme (Queens of A proposta do DJ paulistano circula em torno Stone Age) da cena musical onde as músicas tem caráter O clipe inaugural da megabanda de cada vez mais efêmero. hardrock é da música “New Fang”. Esta edição do PDMN - MULTIPLEX EDITION A banda também lança seu primeiro rola no DIRECTOR’S GOURMET que fica na álbum e tem turnê fechada pela Europa. Al. Franca 1552 - Jardins O “informal meeting” começa às 22h e a entrada é franca. 6
  7. 7. play Moda Underground A visão A grife AMF Korsetes exibiu marginali- sua nova coleção nesta terça- zada de um feira dia 3, durante o evento skatista, Fashion Góes Underground, que principal- aconteceu na estação de metrô em Berlim. mente no Corpetes em tom escuro principio da modelam o corpo da mulher. década de Neste verão o diferencial fica 1980, unida com a também no decote que tem pontas não muito boa visão do movi- alongadas na parte de cima. mento punk As saias chegam em rock, virou o gênero musical comprimentos longos com Skate Punk, que tem grandes fendas e aberturas que deixam influências do as pernas a mostra. Mini- punk rock Californiano. vestidos justos, com recortes Esse gênero musical mistura diferenciados nas mangas e golas. a música punk com o estilo A tendência está nas cores, despojado de os azul marinho, vinho, vermelho e skatistas se vestirem para preto. mandarem suas manobras. A partir da segunda quinzena de novembro, será possível O Skate punk é encontrar algumas peças da bastante utilizado em am- marca na Galeria Ouro Fino bientes onde se pratica o localizada na Rua Augusta, 2690 skate, servindo de – Jardins. inspiração aos atletas. Algumas bandas que pode- mos destacar deste movi- mento são 7 Seconds, Black Flag, The Adolescents, Agen- te Orange, U.S Bombs, Circle Jerks, Suicidal A gravadora Trama Virtual promove através de seu site Tendencies, Grinders e The (www.tramavirtual.uol.com.br) o projeto “Download Briefs. No Brasil, temos em Remunerado”. Em pareceria com empresas que apóiam a destaque música independente a Trama irá distribuir uma pequena Grinders, Pakdermes, Necró- quantia em dinheiro para as bandas que tiverem mais pole e Sindrome de Down?. músicas baixadas no site. Funciona da seguinte forma: a gravadora anuncia no inicio de cada mês um valor a ser distribuído entre as bandas no final daquele mês. Cada música baixada vale R$ 00,10. Quando a banda acumular R$ 50,00 mais já pode retirar a grana, que é depositada em conta corrente. Nesse mês de novembro o valor a ser distribuído aos artistas é de R$ 6,000.00. 7
  8. 8. capa Coisa de meninas Formada apenas por garotas a banda Lipstick sai dos bares do ABC paulista e mostra para todo o Brasil que rock não é coisa só de macho. Por Glauber Macario
  9. 9. “Portanto galera, às sete e trinta e cinco, o Domingão traz: Mel vocalista, Mi no teclado. Dedê guitarra e voz, Carol baixo e voz e Tila na bateria. Lipstick aqui no domingão!” anuncia o apresentador Fausto Silva no palco de seu programa dominical. Elas participaram do quadro “Garagem do Faustão”, FOTO: DIVULGACAO um espaço reservado bandas, elas começaram de fim de ano no canal para mostrar ao público tocando em bares da região Nickelodeon, junto com novos talentos da música e faziam apresentações o NX Zero. Além disso, já brasileira. No caso da onde compareciam apenas abriram show de bandas Lispstick nem tão novo amigos e parentes. Agora como Hateen, CPM 22 e assim, já que a banda as garotas estavam ali, no Biquíni Cavadão. existe desde 2000. Após palco de um dos programas a aparição no programa a de maior audiência da TV A Lipstick entrou para o visibilidade aumentou. É brasileira para tocar o hit mainstream, um caminho possível notar isso através “Na, na, na” do primeiro, e sem volta. A rotina das redes sociais das quais até então, único álbum da de shows, gravações, as integrantes participam banda. autógrafos, programas de como Orkut e Twitter. O rádio e TV não intimidam número de pessoas nas O som pop rock atrai as garotas “Nós já fazemos comunidades do grupo principalmente os jovens, isso há um tempo, estamos cresceu consideralvemente. a faixa etária dos fãs acostumadas. Vemos tudo presentes nos shows fica isso como um trabalho, A banda teve origem na entre 15 e 18 anos de idade. faz parte da nossa vida” cidade de Santo André, ABC Esse apelo junto ao público explica a vocalista Mel paulista, berço de outras adolescente levou a banda Ravasio, última integrante bandas do rock nacional. a fazer uma participação a entrar na banda. Assim como a maioria das especial na programação Além dos obstáculos presentes no caminho de todas as bandas, a Lipstick teve que enfrentar mais um: o preconceito. Mesmo tendo mulheres já consagradas no rock nacional – Pitty, Rita Lee, Cásia Eller e Cansei de ser Sexy – algumas pessoas ainda dizem que rock é coisa para homem. Para Mel isso já diminui bastante “Ainda tem algumas pessoas que falam que FOTO: DIVULGACAO rock não é coisa de mulher. Mas hoje em dia está mais “Uma fã que escreveu a sossegado, até porque já banda para participar do nos conhecem.”. programa do Faustão” 9
  10. 10. A Lipstick está em DU: Qual a diferença da estúdio gravando cena ‘independente’ atual em relação a quando vocês o novo álbum, o começaram em 2000? segundo da banda. Em um ensaio Mel: Acho que está mais difícil, porém está muito das músicas do maior. Quando em comecei novo trabalho elas a tocar com as meninas a receberam a revista galera tocava em barzinho a cena era pequena. Hoje em Dizer Undreground dia todo mundo tem banda, em um estúdio todo mundo faz show. em Santo André e concederam uma DU: A internet também ajuda bastante na entrevista exclusiva: divulgação? Mel: Sim. Todo mundo que tem banda, que quer tocar em festival usa a internet. Dizer Underground: Em 2006 a banda assinou “o dono da contrato com a gravadora gravadora pesquisou DU: Com essa febre da Thurbo Music. Como surgiu nosso som na internet muitas bandas o primeiro contato? aparecem a ganham “fãs de internet, escutou momento”, aqueles que ‘vão Mel Ravasio: O irmão do nossa demo e gostou na onda’. Com esse sucesso nosso empresário [Marco do som” da Lispstick vocês têm Godoy], que é dono da medo de ficar apenas com gravadora, já conhecia a DU: Vocês usam muito a esse fãs da moda e perder banda. Quando a banda internet para divulgar a um público fiel que seguem mudou de vocalista ele banda? vocês desde o inicio? ficou curioso para saber quem era a nova integrante. Mel: Temos Twitter, Fotolog, Mel: Pra banda o Pesquisou na internet e comunidades no Orkut, site. importante é ter um público escutou nossa demo já com Usamos vários meios de legal, que vai aos shows, o novo vocal, depois foi a um comunicação direta com a que escuta as músicas. show da banda e gostou do galera. Nós ainda temos fãs que nosso som. foram nos primeiros shows DU: Vocês são a favor da da banda, quando não DU: Onde a banda fez suas liberação de música de tinha ninguém, aquelas primeiras apresentações? forma gratuita na internet? apresentações que iam apenas família e amigos. Mel: Em alguns lugares Mel: Tem os dois lados: E eles continuam nos aqui em Santo André como Nós somos a favor, pois acompanhando até hoje. o “Paineras” que virou uma divulga nosso trabalho, mas Uma fã antiga da banda pizzaria e o “Catedral”, onde tem o lado da gravadora acabou de me ligar para dar tocamos até hoje. Além que precisa vender CDs. parabéns [era aniversário de algumas baladas em Mas hoje em dia é difícil dela no dia da entrevista]. São Paulo como o “Inferno controlar, todo mundo passa Nós não tivemos esse Club”. as músicas para a internet. problema de perder fãs fiés. 10
  11. 11. Mel: Nós trabalhamos para que isso não aconteça. Só depende de nós mesmas. D.U.: Uma banda formada por mulheres tem um obstáculo a mais para ultrapassar? Mel: Passamos por dificuldades que qualquer banda teria. Acho que para alguns caras são mais difíceis. Tem essa coisa de falar que mulheres é mais fresca, mas nós costumamos tocar em uns ‘buracos’ que eu penso “meu Deus, não desejo isso FOTO: DIVULGACAO nem para os meninos”. “nos vivemos para a musica. ralamos D.U.: Alguma de vocês D.U.: Como convivem com bastante para nos tem algum outro trabalho essa rotina de ensaios, sustentarmos disso” fora a banda ou já vivem, gravação, shows, tudo em D.U.: Quais conselhos que financeiramente, só de horários e dias marcados, vocês dão para as bandas música? essa coisa profissional? que estão começando? Mel: Nós vivemos para Mel: As meninas a música. Estamos Mel: Costumamos falar começaram a tocar muito para as bandas ensaiarem, ralando bastante para nos cedo, entre doze e treze estudarem porque tem sustentarmos disso. anos, então nós não banda ruim que acha que é sabemos como é viver de boa. Não que nós sejamos outra forma, ter outra vida. fodas, mas tentamos fazem algo certo. Não é só tirar D.U.: Muitas bandas foto e sair bonitinho na surgem, fazem sucesso e internet. depois desaparecem do mainstream, voltam para o Carol Navarro (baixista): anonimato. Você tem medo Tem banda que só tira foto, de que aconteça o mesmo só faz pose e não ensaia. com a Lisptick? “Mel foi a última integrante a se juntar a banda” 11
  12. 12. banda O ROCK RETRO-FUTURISTA DO KAFKA SHOW Com uma pegada no estilo “anos 80” o kafka show do estúdio da banda, o “Ka- fka Estúdio”. Localizado na compoe, produz e movimentada Rua Cardeal grava os proprios Arcoverde, Vila Madalena, albuns. além de estúdio, o espaço é também a casa de Diogo e por carla saraiva Jobas, além de ser “point” de quem curte música e Com influência de músicos arte. nacionais oitentistas, como Logo na entrada, o que Gang 90, Fellini, Lobão e seria a sala da casa, foi Cazuza, a banda indepen- montado um bar, onde eles dente Kafka Show surge recebem os amigos, os como uma banda disposta a amigos dos amigos e por aí recuperar o velho rock’n roll vai. Nos fundos o quintal, brasileiro. com três sofás pretos, onde A banda é formada por Dio- foi feita a entrevista. O que go de Nazaré, vocalista e mais chama a atenção é a produtor, Barrichello, gui- decoração de toda a pare- tarrista, Puga, baixista, e de da casa; uma foto gigan- Jobas, baterista. Eles pos- te de cada integrante da suem um estúdio próprio e banda, desenhos, poesias, foi lá que os meninos nos pensamentos, e também receberam. recados deixados por ami- Quem vê o sobrado verme- gos que os visitam. O estú- lho do lado de fora, pensa dio, decorado em branco e que é um bar, uma balada ou vermelho, foi montado no algo do gênero, mas se trata andar de cima, onde ficam também os quartos.
  13. 13. Diogo: (Vocal/Programação Eletrô- O projeto nica/Guitarra) Idade: 28 anos Kafka Show surgiu em 2002, Além de músico: “Me formei quando Diogo começou a compor em cinema, tenho o estúdio algumas músicas pelo computa- com o Jobas e uma empre- sa de tecnologia”. dor. “Toquei em outras bandas Principal característica: de rock mais pesado, mas queria “Comunicativo e um pouco fazer uma outra com um direcio- exagerado também”. Barrichello namento um pouco diferente, aí Influências: “Barão Verme- (Guitarrista) surgiu o Kafka. No início era ape- lho, Legião, Suede, anos 80 Idade: 28 anos nas eu, fazia as músicas sozinho em geral, pornochachadas Além de músico: “Formado no computador. Em 1999 conheci do Carlo Mossy, e algumas em Publicidade e Jornalis- o Jobas, mas só começamos a to- musas destruidoras de co- mo. “ car juntos em 2004. O Barrichello rações…”. Principal característica: (guitarrista) e o Puga (baixista) “Sou bastante intenso, gos- to de me jogar de cabeça no entraram em 2006 e desde então que faço. “ não paramos mais de trabalhar Influências: “Toquei muito nossas músicas”. sozinho com cds de acom- panhamento de jazz que Baixos deslizantes, guitarras har- meu pai tem e isso acabou moniosas e baterias pulsantes sendo mais importante pra compõem com bases eletrônicas mim do que as influencias e letras cortantes, em português, clássicas como guitarrista a energética identidade sonora (Jimmy Page, Hendrix e um do grupo. monte de metaleiros).“ O primeiro cd da banda, “Es- Jobas corre pelo caos para um novo (Baterista) Idade: 30 anos horizonte”, foi lançado em maio Além de músico: “Sou deste ano no clube Belfiori, Barra formado em design, tenho Funda. O álbum foi produzido por um estúdio com o Diogo eles mesmos no Kafka Estúdio. onde também dou aulas de “Demorou, mas saiu” disse Jo- bateria.” bas. “Como não tínhamos pressa Principal característica: Puga: para gravar, por o estúdio ser “Quieto e bem tranquilo (Baixista) nosso, o cd pôde sair do jeito que também” Influências: “Smashing Idade: 25 anos queríamos”. Pumpkins, Deftones e rock Além de músico: “Sou nacional até os anos 2000” formado em Rádio e TV e O Kafka Show já se apresentou trabalho em uma emisso- no Nokia Irap e na primeira Vira- FOTO: DIVULGACAO ra de televisão.“ da Cultural, no Paço das Artes, Principal característica: em 2005 e, no ano seguinte, par- “Sou pacato, caseiro, bem ticiparam da Mostra Fiat de Arte da paz. “ de São Paulo com o mesmo gru- Influências: “Todas as po. energias emanadas pelo Neste ano, já se apresentaram som de acordes jamai- na Livraria Saraiva no Shopping canos e muitas linhas Morumbi, e na Livraria Cultura no dançantes de baixistas de Shopping Villa-Lobos. funk dos anos 70 e 80.”
  14. 14. locais Galeria do Rock fortalece cena alternativa Prédio do centro da capital o movimento, que vão de embalo. Faz da Galeria um paulista mantém raízes ponto de encontro e mais underground há décadas nada. Aquela influência de início diminuiu bastan- Por Arilton Batista te, diminuiu bem”, diz ele. Mesmo com essa mudan- ça de comportamento Com sua fachada inspi- outras pessoas, o público do público, que às vezes rada no edifício Copan, frequentador da Gale- incomoda o pessoal das também construído na ria mudou muito. Não há antigas, o prédio no cen- região central da cidade, mais tanto interesse em tro de formato oval conti- a Galeria do Rock sempre fazer parte de determina- nua colaborando para a abriu portas para o ce- da cultura, determinada disseminação da cultura nário alternativo de São segmenta- Paulo e do Brasil. ção. “Tem Como sendo um dos pou- um pessoal cos locais destinados aos mais cabe- adoradores de rock e toda ça, outros cultura underground – ex- mais aliena- ceto as casas de shows dos, infe- -, a Galeria sempre foi lizmente. bastante freqüentada por Muita alie- esse público “lado B”. nação. Gen- Para o comerciante José te que não Rogério, de 56 anos, as- tem nada sim como para muitas a ver com 14
  15. 15. alternativa. “Para manter isso aí, tem que ter alguns lo- cais para continuar essa cultura, porque são poucos lugares que dão espaço [Sic]”, assegura o comerciante, que trabalha no local há 15 anos – desde 1994 - hoje com uma loja de artigos de rock em geral (cami- setas, discos, CD’s, munhequeiras, bo- tons, dentre outros vários). A Galeria fica num local da cidade de fácil acesso, mesmo para mo- radores de regiões dos extremos norte, sul, leste e oeste da capital. Para chegar na Galeria do Rock, basta descer na es- tação República do Metrô – são as mais próximas. VISTA PRIVILEGIADA DO CENTRO DE SÃO PAULO Serviço: Galeria do Rock Entrada 1: Av São João, 439 Entrada 2: Rua 24 de Maio, 62 Seg a Sex: das 9h às 20h Sábado: das 9h às 17h 15
  16. 16. GUIA CLUBE BELFIORE (CB) PALCO DE DIVERSAS DIZER BANDAS ALTERNATIVAS Inspirada nos Pubs O CB TAMBÉM OFERECE DISCOTECAGEM de Nova Iorque, UNDERGROUND COM O MELHOR DO a casa noturna MODERN ROCK ATUAL Astronete, se E DO CLASSIC ROCK, DA NOITE PRINCIPALMENTE DO PÓS PUNK INGLÊS. destaca pela música das décadas de 50, PAULISTANA OUVINDO OS DJs FOCKA E POMADA, RESIDENTES 60 e 70. AOS SÁBADOS, É MUITO Quem passa nas imediações da cLUBE GLORIA COMUM OUVIR STROKES, rua Augusta e Haddock Lobo, O CLUBE LOCALIZADO NA FRANZ FERDINAND, THE nem imagina que, ao entrar BALADEIRA RUA 23 DE SMITHS E JOY DIVISION. pela discreta fachada no nú- MAIO É FREQUENTADO O CB ALIA O PREÇO mero 183 da rua Matias Aires, POR MODERNINHOS, DJS E JUSTO COM UMA GALERA terá uma noite regada a rock´n FASHIONISTAS. BACANA E VEM, HÁ MUITO roll, pop, soul music e funk . O NOME DA CASA TEM TEMPO, SE FIRMANDO NA CENA INDIE PAULISTANA. O que chama atenção logo na MUITO A VER COM SUA fila, é o perfil dos freqüenta- HISTÓRIA. ANTES DE SERVIÇO: dores. Jovens de até 25 anos SER UMA BALADA, O GLÓRIA FOI UMA IGREJA RUA BRIGADEIRO GALVÃO, seguem como num desfile de E MANTÉM A SUA 871 moda retrô. Garotas com mini- ESTRUTURA ORIGINAL: BARRA FUNDA saias e botas até o joelho e ho- OS DJS TOCAM NO ALTAR PREÇOS VARIAM DE R$20 mens de franjão e topete que E A ÁREA VIP FICA NADA A R$35 lembram Elvis Presley. Eles MENOS QUE NO MEZANINO CBBAR.COM.BR não chegam de lambreta, mas DO CORAL. bem que podiam. Tatuagens, cabelos estilosos, um ar meio psicodélico e um gosto mais do que assumido por tudo que se refere ao passado são bem vin- ALTAR LOTADO NO CLUBE dos aqui. GLORIA A hostess da casa Patty Dijigov recebe os convidados com um visual retrô chic, sempre com SERVIÇO: PRODUZIDA PELOS DJs tiaras feitas de tule e flores, ela RUA 23 DE MAIO, XXX LALAI E FABILIPO A FESTA diz ter se inspirado nas lolitas CENTRO TAMBÉM TEM COMO RE- fashion dos anos 50, a maquia- PREÇOS VARIAM DE R$20 SIDENTES OS PROJETOS DATABASE, KILLER ON gem não fica pra menos. A R$60 CLUBEGLORIA.COM.BR THE DANCEFLOOR, ROOTS No ambiente do bar, há mesi- ROCK REVOLUTION, FA- nhas que estão quase sempre FESTA CREW BRIZIO MARTINELLI [DA ocupadas com o encorpado A FESTA ACONTECE ÀS BANDA STRIKE] E GORKY chope irlandês Guinness que TERÇAS NA D-EDGE E É [DO BONDE DO ROLÊ] sai por R$ 18, o copo de 500 SERVIÇO: ml. Já na pista, numa área mais CLUBE GLÓRIA ampla, alguns sofazinhos con- RUA 23 DE MAIO, XXX vidativos ficam bem perto do CENTRO DJ. Ainda é possível se deparar D-EDGE com uma máquina de pinball e AL OLGA, XXX uma vitrola no canto do bar que BARRA FUNDA PREÇOS completam a decoração. H20 E M15 FESTACREW.COM.BR
  17. 17. astronete D.U.: Qual o dia que a casa tem maior movimento? Por elisangela santana C.M: Sextas e sábados nas festas Shakesville SP! e Discotexxx. Bate papo com Claudio Me- dusa, sócio do Astronete D.U.: Tem dia melhor pra quem quer dançar ou pa- D.U.: Como surgiu a casa? querar? Claudio Medusa: A casa sur- C.M: Para um profissional giu em janeiro de 2007. Eu e todo dia é dia de paquerar. O sócio e fundador do Astronete minha companheira Noemi Para dançar as quartas de (nome de uma marca de secador já trabalhavamos na noite Baile Veneno, a Discotexxx de cabelos antigo), Cláudio Medusa em NY por muitos anos e de- e a Shakesville SP! só não dá a dica para quem quer se diver- cidimos voltar para o Brasil e dança quem é ruim da ca- tir. “As quartas de Baile Veneno, a abrir uma casa de rock. beça ou doente do pé. Discotexxx e a Shakesville SP, são ótimas pra dançar, só não dança D.U.: Qual foi a inspiração D.U.: Para 2010 tem algum quem é ruim da cabeça ou doente pra montar o Astronete? projeto em andamento? do pé” fala entusiasmado. Medusa ainda faz a seleção do cinetrash C.M: Pubs de NY, boas festas C.M: Uma pequena reforma que rola as quartas antes das festa de rock’n’roll e cultura “B”. e melhorias na casa. começar, e comanda a madrugada dividindo a pick up com o Dj resi- D.U.: Como é feita a seleção D.U.: O que não pode faltar dente Sérgio Barbo. de novas bandas? na produção de uma pin- Dependendo da noite, é possível ver um pockt show ou flagar a up? C.M: Procuramos dar pre- C.M: mini-mini-mini-saia, apresentação da pin-up da casa, ferência a bandas com ma- micro shorts e pernas tor- Darlene de Queiroz Cavalcante, 26, terial próprio e bandas com neadas. usando cinta-liga e peruca estilo referências de pessoas que Marilyn Monroe, dançando incan- confiamos. D.U.:Se tiver algo que quei- savelmente no palco. A moça se inspira nas adolescentes dos anos ra acrescentar, fique a von- D.U.: Sempre teve o cine tade. 50. “As mulheres se esqueceram trash as quartas? Quem faz de ter feminilidade” diz ela enquan- a seleção dos filmes e das C.M: O Astronete é uma to passa seu baton vermelho. A só- músicas? casa de rock da cena un- cia e esposa Noemi, e a gerente Daniele Karol, quando inspiradas, derground de São Paulo C.M: O cinetrash já está no que quebrou um pouco do também sobem no palco e dão um segundo ano e sou eu que padrão indie que sempre show a parte. faço a programação sem- ditou a noite. Aqui Steve A decoração é retrô-futurista. Pos- pre baseada no universo do Wonder é mais bem-vindo ters de filmes “B” (gênero cinema- cinema exploitation e filmes que Sonic Youth, sem per- tográfico de afirmação da cultura “B”, uma das principais refe- der a cara alternativa. black) espalham-se pelas paredes rências do Astronete. enquanto uma tela exibe filmes de diretores cultuados como Russ Astronete: D.U.: Qual a bebida que faz Meyer. A seleção musical apurada Rua Matias Aires, 183, Con- mais sucesso? vai de raridades internacionais e solação, brasileiras incluindo tema de nove- Tel: 3151-4568 C.M: O chope Guinness é las do fundo do baú. “Steve Wonder Quando: sempre um sucesso. 18 reais é mais bem vindo que Sonic Youth, Ter a Sex: a partir das 17h, um copo de 500ml. sem perder a cara alternativa” con- Sáb e Dom, a partir das 19h. clui Cláudio Medusa. 17

×