Marchetaria

2.210 visualizações

Publicada em

marchetaria

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
26
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
97
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Marchetaria

  1. 1. Marchetaria é o trabalho em madeira que consiste em incrustar, embutir ou aplicar peças recortadas de madeira, marfim, metal e de outros materiais de diversas cores sobre peça de marcenaria, formando desenhos variados. O kit soliarte de marchetaria utiliza a técnica geométrica: recorte de motivos geométricos para revestimento de móveis e objetos de madeira. Lâminas de madeira As lâminas de madeira são cortes, em espessura extremamente fina, feitos em troncos de árvores cozidos ou em composto (em cuja composição entra a própria madeira que será, em termos, copiada). Praticamente todos os móveis e peças em madeira recebem um acabamento com essas lâminas, e cada vez mais se usa a lâmina originada de compostos devido a largura e perfeição da massa. A lâminas mais caras são as obtidas da raiz da árvore, a rádica, imperfeita por apresentar furos e de preço elevadíssimo. As lâminas de rádica também estão sendo produzidas a partir de compostos. A melhor imitação da rádica, natural é claro, é a imbuia crespa. A Itália sempre foi o grande produtor de lâminas, com grande qualidade. São fábricas imensas com uma alta produção e que atende o mundo todo, principalmente o mercado americano. A soliarte está vendendo os laminados compostos provenientes, em sua maioria, da China. Cabe ressaltar, que as lâminas de Mogno estão em falta no mercado devido a proibição da derrubada dessas árvores de grande porte, com fiscalização rigorosa. Dicas básicas de Marchetaria Como cortar e preparar tiras marchetadas Para cortar no sentido dos veios da lâmina é só utilizar um estilete de qualidade, com o auxílio de uma régua (melhor de aço). O problema é cortar no sentido contrário dos veios, pois com facilidade pode-se estragar ou quebrar a lâmina. A solução é utilizar fita crepe para proteger a placa, como na foto ao lado. Coloque a fita crepe sempre do lado direito da lâmina, ou seja, o que não será colado (o mais liso).
  2. 2. Corte sempre com muito cuidado passando o estilete por duas ou 3 vezes sobre a placa, sem aplicar muita força. Segure a régua com firmeza. Cuidado para não se cortar com o estilete. Quando terminar de cortar não esqueça de proteger a lâmina de corte do estilete. O que embeleza um trabalho de marchetaria são os detalhes, conhecidos como molduras, aplicados nas peças. Utilize lâminas de várias qualidades de madeira para fazer os detalhes. Em nosso kit você utilizará mogno e figueira branca. Corte várias tiras de 1 cm de largura no sentido dos veios, colando-as lado a lado sobre fita crepe. Após colar na fita crepe, tenha muita cautela ao cortar as tiras, com largura de 1cm. Passe o estilete várias vezes para cortar, sem quebrar, os pedaços das lâminas (quadradinhos mesclados). Serão produzidas várias tiras marchetadas. Se sobrar, guarde para utilizar em trabalhos futuros. Para colar Utilize cola branca para madeira ou cola de contato. A mais usada é a cola de contato. Para colar radica ou imbuia crespa, por ex., utilize cola de contato a base de água. Móveis populares de fabricação moderna em série Grandes empresas revendedoras de móveis e produtos populares automatizaram a produção, diminuindo custos e simplificando a produção dos móveis e peças em madeira. A partir de equipamentos fabricados na Itália, principalmente, uma linha de montagem produz em série. A qualidade é menor, ou seja, são peças com durabilidade curta. O corte das madeiras (aglomerados) é totalmente feito em máquinas. Os laminados não passam de papéis especiais com o desenho de inúmeras madeiras nobres e linheiro. Os "papéis" são colados nos aglomerados, se assim o podemos dizer, e a proteção depende de vernizes de alto poder de cobertura e resistência. Outra opção utilizada são as modernas impressoras que imprimem em madeira os variados tipos de veios. Tudo automatizado.
  3. 3. Curiosidades sobre madeiras Mogno Brasileiro (Brazilian Mahogany) - Swietenia macrophylla (foto ao lado) É uma árvore presente em grande parte da Floresta amazônica, Mato Grosso e Goiás, atingindo aproximadamente 40 metros de altura. Seu crescimento é rápido. A cor da sua madeira tem coloração pardo - avermelhada. É utilizada principalmente na produção de móveis e trabalhos artesanais. Suas lâminas são de cor exuberante. Existem diversos tipos de madeira, começando na balsa que é super leve (aeromodelismo) até madeiras duras que servem de base para casas de madeira. No artesanato você pode trabalhar com qualquer tipo de madeira, que se adeqüe ao seu projeto. O preço da madeira é o que normalmente ajuda a definir, nem sempre podemos usar a madeira desejada. A palavra madeira designa toda parte que assume forma lenhosa numa árvore, seja no tronco, raiz ou ramos. Existem duas classificações para as madeiras: Madeira de lei - dura e resistente. Pode ser exposta às intempéries. (álamo, carvalho, faia, nogueira, olmeiro). Nas regiões tropicais acaju, andiroba, jacarandá, louro, mogno; Madeira mole (branda) - abeto, araucária, cipreste, pinheiro. Existem madeiras moles que apresentam dureza maior que as duras. Jenipapeiro (Marmaladebox Genip) - Genipa americana - Árvore baixa ( 14 metros de altura) e grossa, nativa do Brasil. A madeira clara é utilizada na produção de móveis, raquetes e esculturas. Jacarandá mimoso (Carob Wood) - Jacarandá mimosaefolia - Crescimento rápido atingindo até 15 metros de altura. Na primavera e verão fica recoberta de flores arroxeadas. Sua madeira é utilizada na produção de móveis e trabalhos em torno. Jacarandá da Bahia (Brazilian Rose Wood) - Dalbergia Nigra - Atinge até 12 metros de altura. É uma das espécies de lei mais apreciadas. Sua madeira é resistente, sendo utilizada na produção de cabos de faca, escovas, móveis de luxo e pianos. Ipê amarelo (Tabebuia chrysotricha) - Árvore símbolo do Brasil. Sua toras atingem de 8 a 10 metros de comprimento. É muito resistente ao ataque de cupins. Não é árvore de madeira de lei. É utilizada em madeiramento de carrocerias e tacos para assoalhos. A grande variedade disponível de tipos e cores de madeira, desde o marfim que é clara até o negro acetinado da castanheira e do ébano, podem ser utilizadas para entalhe com resultados formidáveis. O entalhe é uma arte amplamente conhecida. Ferramentas básicas: faca, goivas e formão.

×