Madeiras para Instrumentos Musicais

973 visualizações

Publicada em

Madeiras comumente usadas para a fabricação de instrumentos musicais

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Madeiras para Instrumentos Musicais

  1. 1. evandro.nardellli@gmail.com
  2. 2. Fonte: http://www.imigracaoalemasc.com.br acesso: 30/03/12. evandro.nardellli@gmail.com
  3. 3.  Na Alemanha foi classificada como “ Universalrohstoff ”, ou seja, a matéria da qual se pode retirar qualquer coisa, (LEÃO, 2000).  A madeira apresenta variação de suas características mecânicas dependendo do plano de corte. É um material anisotrópico.  Higroscopicidade.  Biodegradabilidade.  Durabilidade. evandro.nardellli@gmail.com
  4. 4. evandro.nardellli@gmail.com
  5. 5. Fonte: http://www.madeira.ufpr.br/disciplinasklock/quimicadamadeira/quimicadamadeira.pdf acesso: 30/03/12. evandro.nardellli@gmail.com
  6. 6. evandro.nardellli@gmail.com
  7. 7. Variação dimensional nos diferentes cortes feitos em um tronco: Fonte: http://www.arq.ufsc.br/arq5661/trabalhos_2009-1/casa_madeira/cortes.html acesso: 30/03/12 evandro.nardellli@gmail.com
  8. 8. evandro.nardellli@gmail.com
  9. 9. Seção Transversal Canal Resinífero Axial Raios Traqueídes Iniciais Traqueídes Tardias Limite da Camada de Crescimento Células Epiteliais Células Parenquimáticas Axiais Pinus elliottii 25 µmevandro.nardellli@gmail.com
  10. 10. Seção Transversal Parênquima axial indistinto sob lente. Raios não estratificados.Cerne com odor característico, agradável, cor castanho amarelado a escuro, vasos obstruídos por tilos. Nome Popular: Imbuia Família: Lauraceae evandro.nardellli@gmail.com
  11. 11. Ocotea porosa Seção Transversal 25 µm Limite da Camada de Crescimento Fibras Lenho Tardio Fibras Lenho Inicial Vasos Raios Parênquima Vasicêntrico Escasso evandro.nardellli@gmail.com
  12. 12. Seção Longitudinal Tangencial 25 µm Vaso Pontoações Células oleíferas Fibras Raios Multisseriado Heterogêneo 12 µm Ocotea porosa evandro.nardellli@gmail.com
  13. 13. 25 µm Limite da Camada de Crescimento Raios Vasos Fibras Septadas Pontoações Radio- vasculares Parênquima Axial Ocotea porosa Seção Longitudinal Radial evandro.nardellli@gmail.com
  14. 14. Mogno – (Swietenia macrophylla) evandro.nardellli@gmail.com
  15. 15. Cedro – (Cedrella spp) evandro.nardellli@gmail.com
  16. 16. Imbuia – (Ocotea porosa) evandro.nardellli@gmail.com
  17. 17. Caixeta – (Simarouba amara) evandro.nardellli@gmail.com
  18. 18. Pau Brasil – (Caesalpina echinata)  Fonte: http://violinovermelho.wordpress.com/tag/arco/ acesso: 30/03/2011 evandro.nardellli@gmail.com
  19. 19.  LEÃO, R. M. A floresta e o homem. São Paulo: Edusp – IPEF Instituto de pesquisas e estudos florestais, 2000.  http://www.madeira.ufpr.br/disciplinasklock/quimicadamadeira/quimicadamadeira.pdf evandro.nardellli@gmail.com
  20. 20. Evandro Maury Nardelli evandro.nardelli@gmail.com

×