Sistema Cardiovascular

182 visualizações

Publicada em

Trabalho de Biologia - Sistema Cardiovascular
Referências: google.com imagens
e livro fundamentos da biologia moderna
Planetabio.com.br

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
182
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema Cardiovascular

  1. 1. Sistema Cardiovascular Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  2. 2. OSistema Cardiovascular Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  3. 3. Transporte de Nutrientes Transporte de calor Defesa Transporte e remoção de excretas Transporte de gases O2 e CO2 Coagulação Funções 1 2 3 4 5 6 Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  4. 4. Vasos Sanguíneos Arteríolas Vênulas Capilares Pequenos vasos que se ramificam das artérias, irradiando-se pelo organismo. São pequenos vasos sanguíneos que fazem o sangue pobre em oxigênio retornar dos capilares para as veias. São ramificações que partem tanto das arteríolas quanto das veias com diâmetro delgado.Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  5. 5. Composição Coração Vasos Sanguíneos Artérias Arteríolas Capilares Vênulas VeiasAlunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  6. 6. Vasos Sanguíneos I II III III I I – Túnica Externa, Constituída por tecido conjuntivo fibroso II – Túnica Média, Constituída por fibras elásticas e musculatura lisa III – Túnica interna, Constituída por tecido epitelial uniestratificado Paredes mais finas Paredes mais espessas Camada muscular menos desenvolvida (não pulsam) Camada muscular bem desenvolvida (pulsam) Menor pressão sanguínea Maior pressão sanguínea Presença de válvulas internas Ausência de válvulas internas Veias Artérias Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  7. 7. Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  8. 8. Coração Possui o tamanho aproximado de um punho fechado Órgão oco com movimentos involuntários Produzidos por impulsos elétricos (contração) Possui dois movimentos, Diastólico e Sistólico Uma lesão comum é o enfarte do Miocárdio Que a maior causa é a obstrução dos ramos das artérias coronárias I IV III II Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  9. 9. EstruturadoCoração Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  10. 10. Frequência cardíaca É o número de contrações do músculo cardíaco por unidade de tempo. Depende de uma série de variáveis, tais como o estado emocional, a idade e a atividade física. Sem atividade física, a frequência fica em torno de 60 a 80 batimentos/min, pode aumentar para 200batimentos/min em intensas atividades físicas ou sob forte condição emocional Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  11. 11. Pressãosanguínea Sistólica Diastólica Categoria < 130 < 85 Normal 130 - 139 85 - 89 Normal limitrofe 140 - 159 90 - 99 Hipertensão leve 160 - 179 100 - 109 Hipertensão moderada > 180 >110 Hipertensão severa > Ou = 210 > Ou = 120 Hipertensão muito severa > 140 < 90 Hipertensão sistólica isolada Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  12. 12. Circulação Pulmonar Circulação no qual o sangue pobre em O2 é enviado pelo coração para o pulmão por meio da artéria pulmonar para ser reoxigenado e ficar rico em O2 e voltar para a circulação.Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  13. 13. Circulação Sistêmica é que se transporta o sangue oxigenado do coração para o resto do corpo, e retorna sangue pobre em oxigênio de volta para o coração Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  14. 14. Doenças Cardíacas Ataque Cardíaco Doença cardíaca reumática Angina Aneurisma da Aorta Insuficiência cardíaca Síndrome coronariana aguda Doença cardíaca congênita Arritmias Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  15. 15. Sim glóbulo, não se pode com tanto colesterol Plaqueta, nas artérias o transito está impossível Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  16. 16. Como se prevenir Adotar uma dieta saudável Prevenir e controlar a diabetes Não fumar Manter um peso saudável Controlar o colesterol Ingerir álcool com moderação Praticar exercícios físicos regularmente Prevenir e controlar a hipertensão Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  17. 17. Sangue Plaquetas Plasma Hemácias Leucócito Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  18. 18. Sangue Leucócitos Granulócitos Agranulócitos Neutrófilos Eosinófilos Basófilos Linfócitos Monócitos Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  19. 19. Plasma Leucócito e Plaquetas Hemácias Sangue 50% 5% 45% Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  20. 20. Pulmão Coração Artérias Arteríolas Capilares Vênulas Veias Coração Circulação Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  21. 21. OSistema Linfático Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  22. 22. Composição Linfodonas, tonsilas e baço Vasos Linfáticos Veias Ductos CapilaresAlunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  23. 23. Célula Leucócito Linfócito Plasma Fluido intersticial Hemácia Linfa Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  24. 24. O que são? Edemas Linfáticos Linfa Imunidade Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  25. 25. Células e Órgãos Imunitários Macrófagos Linfócitos B Anticorpos e antígeno Linfócitos T Matadores Linfócitos T Auxiliadores Linfócito T e BAlunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.
  26. 26. Modo de Ação do Sistema Imunitário Vacinas e Soros Soro Imune Alunos: Carolina G. B., Gabriel T., Juan J., Paulo Z. e Wendy T.

×