Volume 1, edição 1       .                                                                                           D a t...
Pá g in a 2                                                                                Volume 1, edição 1             ...
Bullying                                                                                               Pá g in a 3 OUTRAS ...
Este boletim é para incentivar as pessoas a não cometer este   ato(bullying) ,porque é um caso de policia ,e a vitima do  ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pdf online12

422 visualizações

Publicada em

Mostrar como uma pessoa se sente com essa humilhação e incentivar as pessoas parar de cometer bullying.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
422
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pdf online12

  1. 1. Volume 1, edição 1 . D a ta d o b o l e ti m B ULLYING Bullying O Q U E É BU L LY I N G ? 1O que é bullying? 1Causas Bullying é uma situação 2 que se caracterizaComo evitar por agressões 2 intencionais, verbais ouTratamento físicas, feitas de maneira 3Opiniões repetitiva, por um ou mais 3 alunos contra um ou maisComo é praticado colegas. O termo bullying 6 tem origem na palavraConclusão inglesa bully, que significa valentão, brigão. Mesmo sem uma denominação em português, é entendido como ameaça, tirania, opressão,Interesses especiais: intimidação, humilhação e maltrate é uma das• O que é bullying? formas de violência que mais cresce no mundo",• Conseqüências do bully afirma Cléo Fante, educadora e autora do livro Fenômeno Bullying: locais de trabalho. O que, por humilhações racistas Como Prevenir a Violência à primeira vista, pode difamatórias ou nas Escolas e Educar parecer um simples separatistas pode para a Paz (224 págs., apelido inofensivo pode apresentar doenças Ed. Verus, tel. (19) 4009- afetar emocional e psicossomáticas e sofrer 6868 ). Segundo a fisicamente o alvo da de algum tipo de trauma especialista, o bullying ofensa.Além de um que influencie traços da pode ocorrer em qualquer possível isolamento ou personalidade Em alguns contexto social, como queda do rendimento casos extremos, o bullying escolas, universidades, escolar, crianças e chega a afetar o estado famílias, vizinhança e adolescentes que passam emocional do jovem . CO NSEQU ÊNCIAS DO BU LLYING Devido à enorme pressão negativamente a sua que as vítimas sentem a que o bullying sujeita o capacidade de habitualmente por parte indivíduo, este torna-se desenvolvimento em dos frágil. Uma vez fragilizada, termos sociais, outros.Os agressores, a vítima apresenta profissionais e longe de não se verem dificuldades de emocionais/afetivos afetados pelas comunicação com os (Ventura, 2006). A consequências. outros, o que influencia incompreensão é algo
  2. 2. Pá g in a 2 Volume 1, edição 1 O Q U E FA Z E R PA R A E V I TA R O BU L LY I N G A Associação Brasileira a classe em coerência Proteção à Infância e Multiprofissional de com o regimento escolar; Adolescência (Abrapia). O Proteção à Infância e Estimular lideranças primeiro passo é admitir Adolescência (Abrapia) positivas entre os alunos, que a escola é um local sugere as seguintes prevenindo futuros casos; passível de bullying. Deve- atitudes para um se também informar Interferir diretamente nos ambiente saudável na professores e alunos grupos, o quanto antes, escola: sobre o que é o problema para quebrar a dinâmica - Conversar com os e deixar claro que o do bullying. estabelecimento não alunos e escutar Todo ambiente escolar admitirá a prática. atentamente reclamações pode apresentar esse ou sugestões; "A escola não deve ser problema. "A escola que - Estimular os estudantes apenas um local de afirma não ter bullying ou a informar os casos; ensino formal, mas não sabe o que é ou está também de formação - Reconhecer e valorizar negando sua existência", cidadã, de direitos e as atitudes da garotada diz o pediatra Lauro deveres, amizade, no combate ao problema; Monteiro Filho, fundador cooperação e - Criar com os estudantes da Associação Brasileira Multiprofissional de solidariedade. regras de disciplina para T R A T A M E N T O PA R A O B U L L Y I N G O bullying é um tipo de e falta de preparo para escolar com conflitos. Em violência que tem se lidar com as diferenças muitos casos as crianças tornado freqüente nas que existem no grupo se tornam agressivas escolas brasileiras e tem social O autor do bullying com os colegas em Causas de Buyllying como principal assume essa postura decorrência da característica a porque deseja chamar a convivência com os pais agressividade dos atenção e se tornar ainda ou familiares agressivos. estudantes. mais popular na escola. As crianças ou jovens que Ele deseja ser temido praticam o bullying são pelos colegas e motivadas pela ignorância congestionar o ambiente O QUE FAZER EM CASO DE BULLYING A primeira ação deve ser evitadas com espaços família, mas isso não mostrar aos envolvidos para diálogo. Uma contribui para a resolução que a escola não tolera conversa individual com de um conflito, diz Telma determinado tipo de cada um funciona como Vinha, doutora em conduta e por quê. Nesse um desabafo e é Psicologia Educacional e encontro, deve-se abordar função do professora da Faculdade a questão da tolerância educador mostrar que de Educação da ao diferente e do respeito ninguém está Universidade Estadual de por todos, inclusive com desamparado.Os alunos Campinas (Unicamp).A os pais dos alunos e os pais têm a sensação especialista também envolvidos. Mais de impotência e a escola aponta que a conversa em agressões ou ações não pode deixá-los conjunto, com todos os impulsivas entre os abandonados. É mais envolvidos, não pode ser envolvidos podem ser fácil responsabilizar a feita em tom de acusação.
  3. 3. Bullying Pá g in a 3 OUTRAS CONSEQUENCIAS A ansiedade e assim como contra a medo; níveis elevados de família do agressor evasão escolar; alta (Abrapia, 2006)..Como se rotatividade do quadro de pode constatar, as pessoal; desrespeito consequências deste pelos professores (e fenômeno no meio agressões); grande escolar não afetam número de faltas por somente os alunos, mas motivos menores :porte todas as entidades de arma por parte dos presentes nestes locais, Mas as consequências do alunos visando proteção desde os professores até bullying não se ficam por pessoal; ações judiciais aqui, tendo-se registrado aos encarregados de casos de tiroteios em contra a escola ou outro educação, passando pelos escolas, como os que responsável (professor, auxiliares de ação aconteceram no Brasil e auxiliar de ação educativa e afins nos Estados-Unidos. educativa, entre outros), (Abrapia, 2006). OPINIÕES SOBRE O BULLYING Um garoto de nove agressões físicas e cervical por 15 dias. anos foi internado por verbais por garotos Revoltada com toda essa motivos de da mesma faixa história a mãe decide Caso e Opiniões BULLYING em etária. A agressão tirar seus três filhos do Ribeirão Preto começou quando colégio e processá- Sobre "Bullying" descobriram que Marco lo.Muitas pessoas acham (SP). Tudo começou, Antônio era graça dessa pratica mas quando esse menino não tem graça diminuir simplesmente "Gago". de nove anos chegou uma pessoa só para se ao colégio e sofreu Por essas agressões ele teve que usar colar altoengrandeçer. CO MO É PR AT IC ADO O BU LLYI NG bullying é praticado de xingar, insultar, zoar; discriminar, ridicularizar; diversos modos, Ação material: destroçar, Ação sexual: assediar, permitindo que várias estragar, furtar, roubar; induzir e/ou abusar; formas de violência Ação moral: difamar, Ação virtual: divulgar disseminar rumores, imagens, criar possam ser listadas caluniar; comunidades, enviar como exemplos de sua mensagens, invadir a Ação prática: psicológica: ignorar, privacidade excluir, isolar, perseguir, (cyberbullying). Ação física: empurrar, amedrontar, aterrorizar, . socar, chutar, beliscar, intimidar, dominar, bater; tiranizar, chantagear, Ação verbal: apelidar, manipular, ameaçar,
  4. 4. Este boletim é para incentivar as pessoas a não cometer este ato(bullying) ,porque é um caso de policia ,e a vitima do bullying pode ocasionar até a morte ,por issu não cometabullying ,não diminua uma pessoa só para se alto grandecer seja na escola,internet porque é um grande ato de maldadede uma pessoa ruim,que para alguns cidadãos a pessoa que comete bullying não pode nem ser considerado uma pessoa ,PORQUE É UMA PESSOA SEM SENTIMENTO! Que não sabe que aquela pessoa esta sofrendo esta se sentindomau com essa “brincadeira” de mau gosto que não tem graça chingar,humilhar uma pessoa,agredir por nada não tem amínima graça de fazer isso, não tem o porque ,quando iremos achar o porque disso, não tem explicação de uma pessoa achar graça disso, quando,essa é a pergunta das vitimas?S E N T I M E N T O D E BU L LY I N GO bullying é um fenômeno objetivo deste estudo foidevastador podendo vir a identificar sentimentosafetar a auto-estima e a que possam estarsaúde mental dos relacionados comadolescentes. Geralmente o bullying emocorre quando o adolescentes alunos deadolescente é mais 5ª a 8ª séries.Tratou-sesuscetível ou vulnerável de uma pesquisaàs agressões verbais ou descritiva de abordagemmorais que lhes causam qualitativa, realizada emangústia e dor, uma escola de segmentoprincipalmente quando religioso conveniada comocorrido em ambiente o estado. A coleta deescolar traduzindo-se dados ocorreu auxiliadacomo uma forma de por entrevistas gravadas,exclusão social.Pode posteriormentedesencadear alguns transcritas e submetidasproblemas de saúde tais à análise temática. Oscomo a anorexia, bulimia, resultados mostraramdepressão, ansiedade e que os sentimentosaté mesmo o suicídio. A relacionados aoenfermagem, pautada fenômeno são múltiplos ecom princípios de variados, sendoprevenir agravos de categorizados comodiversos males, preocupa- aspectos de caráterse também com esta positivo, aspectos deintercorrência traumática caráter negativo.na adolescência. O

×