SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Filosofia Jurídica
20 SET

A filosofia Grega divide-se em quatro períodos:
- Pré-socrático
- Socrático
- Sistemático
- Helenístico


O período pré-socrático esta ligado a movimentos naturais. Com a criação da política e
como consequência a virtude cívica, nasce o movimento dos Sofistas. Os três principais
sofistas são: Protágoras, Górgias e Sócrates.


*Filme sugerido: "Duelo de Titãs"

Para os sofistas, a defesa racional é independente da verdade, depende da
argumentação.


A ética pode ser escrita com duas letras: com a vogal curta (eta) ou longa (épsilon) - ou
seja, curta com o significado de valores à comunidade e a longa como caráter e índole.
A ética é 'sistematizada' no período sistemático. Sócrates se torna um divisor de águas
pelo questionamento do relativismo.


"Por natureza o ser humano aspira o bem e a felicidade, que só é alcançada pela conduta
virtuosa." ideal grego do período sistemático. A virtude é uma forca interior do caráter,
ou seja, guiar sua vontade por meio da razão - reflexão filosófica.O grego se preocupa
com a ação, a ética para o grego é um movimento de autonomia (auto = próprio; nomia
ou nomus = normas).


Surge o cristianismo. Não há somente um erro ligado as condutas sociais, mas uma
condenação por parte do divino. Surge um regramento da vida total das pessoas por
parte de um livro base (bíblia, torá, etc). Cria-se um baque dentro da filosofia pela
agregação de um elemento externo a ela, cria-se um movimento heterônimo (hétero =
outro; nomus = norma).


"Age de tal maneira que trates a humanidade, tanto na tua pessoa como na de outrem,
sempre com um fim, nunca como um meio." - Immanuel Kant
Ou seja, ninguém dita o que o outro tem que fazer. Você sabe seus limites, é sua
responsabilidade guiar-se por sua própria razão. Surge deste elemento a dignidade
humana (definição), seja você bandido ou detentor de um meio de produção, você é
humano. Não se deve julgar os outros.


"Se os homens fossem anjos, não haveria a necessidade de governo, e se anjos
governassem os homens não haveria necessidade de meio algum, interno ou externo,
para regular a marcha do governo." - frase dos Federalistas.


"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer
a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega
a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui
Barbosa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia Do Direito Gregos Ao Medievo
Filosofia Do Direito Gregos Ao MedievoFilosofia Do Direito Gregos Ao Medievo
Filosofia Do Direito Gregos Ao MedievoLuci Bonini
 
Aula de filosofia 1 ano i bimestre 2020
Aula de filosofia 1 ano   i bimestre 2020Aula de filosofia 1 ano   i bimestre 2020
Aula de filosofia 1 ano i bimestre 2020Paulo Alexandre
 
Aula de Filosofia - 2ª Série do Ensino Médio
Aula de Filosofia - 2ª Série do Ensino MédioAula de Filosofia - 2ª Série do Ensino Médio
Aula de Filosofia - 2ª Série do Ensino MédioProfessor Liniker Santana
 
Entre a Filosofia e o Direito
Entre a Filosofia e o DireitoEntre a Filosofia e o Direito
Entre a Filosofia e o Direitodihbach
 
Anotações do Curso de Ciência Política - USP - Veduca
Anotações do Curso de Ciência Política - USP - VeducaAnotações do Curso de Ciência Política - USP - Veduca
Anotações do Curso de Ciência Política - USP - VeducaJonatas Oliveira
 
Cap 11 A Justificação do Estado Moderno
Cap 11   A Justificação do Estado ModernoCap 11   A Justificação do Estado Moderno
Cap 11 A Justificação do Estado ModernoJosé Ferreira Júnior
 
Mudança Social e Sociologia
Mudança Social e SociologiaMudança Social e Sociologia
Mudança Social e SociologiaSPNPaulin
 
Auguste comte
Auguste comteAuguste comte
Auguste comteG. Gomes
 
Platão e a cidade ideal
Platão e a cidade idealPlatão e a cidade ideal
Platão e a cidade idealirenio soares
 
Prof jorge marcos 2 ano - atividade de filosofia - manhã e tarde- 04.12
Prof jorge marcos   2 ano - atividade de filosofia - manhã e tarde- 04.12Prof jorge marcos   2 ano - atividade de filosofia - manhã e tarde- 04.12
Prof jorge marcos 2 ano - atividade de filosofia - manhã e tarde- 04.12Jorge Marcos Oliveira
 
A teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesA teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesAlan
 
FELIPE, Sônia T. Antropocentrismo, sencientismo e biocentrismo
FELIPE, Sônia T. Antropocentrismo, sencientismo e biocentrismoFELIPE, Sônia T. Antropocentrismo, sencientismo e biocentrismo
FELIPE, Sônia T. Antropocentrismo, sencientismo e biocentrismoLuciano Florit
 
Atividade de recuperação ser humano - Prof. Noe Assunção
Atividade de recuperação   ser humano - Prof. Noe AssunçãoAtividade de recuperação   ser humano - Prof. Noe Assunção
Atividade de recuperação ser humano - Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 

Mais procurados (20)

Política antiga e medieval aula - 3º ano
Política antiga e medieval   aula  - 3º anoPolítica antiga e medieval   aula  - 3º ano
Política antiga e medieval aula - 3º ano
 
Filosofia Do Direito Gregos Ao Medievo
Filosofia Do Direito Gregos Ao MedievoFilosofia Do Direito Gregos Ao Medievo
Filosofia Do Direito Gregos Ao Medievo
 
Aula de filosofia 1 ano i bimestre 2020
Aula de filosofia 1 ano   i bimestre 2020Aula de filosofia 1 ano   i bimestre 2020
Aula de filosofia 1 ano i bimestre 2020
 
O QUE É POLÍTICA EM ARISTÓTELES
O QUE É POLÍTICA EM ARISTÓTELESO QUE É POLÍTICA EM ARISTÓTELES
O QUE É POLÍTICA EM ARISTÓTELES
 
Filosofia positivismo 33 mp
Filosofia  positivismo 33 mpFilosofia  positivismo 33 mp
Filosofia positivismo 33 mp
 
Aula de Filosofia - 2ª Série do Ensino Médio
Aula de Filosofia - 2ª Série do Ensino MédioAula de Filosofia - 2ª Série do Ensino Médio
Aula de Filosofia - 2ª Série do Ensino Médio
 
Entre a Filosofia e o Direito
Entre a Filosofia e o DireitoEntre a Filosofia e o Direito
Entre a Filosofia e o Direito
 
Augusto comte
Augusto comteAugusto comte
Augusto comte
 
Anotações do Curso de Ciência Política - USP - Veduca
Anotações do Curso de Ciência Política - USP - VeducaAnotações do Curso de Ciência Política - USP - Veduca
Anotações do Curso de Ciência Política - USP - Veduca
 
Cap 11 A Justificação do Estado Moderno
Cap 11   A Justificação do Estado ModernoCap 11   A Justificação do Estado Moderno
Cap 11 A Justificação do Estado Moderno
 
Positivismo
PositivismoPositivismo
Positivismo
 
Atividades de ensino religioso liberdade (1)
Atividades de ensino religioso liberdade (1)Atividades de ensino religioso liberdade (1)
Atividades de ensino religioso liberdade (1)
 
Mudança Social e Sociologia
Mudança Social e SociologiaMudança Social e Sociologia
Mudança Social e Sociologia
 
Auguste comte
Auguste comteAuguste comte
Auguste comte
 
Platão e a cidade ideal
Platão e a cidade idealPlatão e a cidade ideal
Platão e a cidade ideal
 
Prof jorge marcos 2 ano - atividade de filosofia - manhã e tarde- 04.12
Prof jorge marcos   2 ano - atividade de filosofia - manhã e tarde- 04.12Prof jorge marcos   2 ano - atividade de filosofia - manhã e tarde- 04.12
Prof jorge marcos 2 ano - atividade de filosofia - manhã e tarde- 04.12
 
Auguste Comte
Auguste ComteAuguste Comte
Auguste Comte
 
A teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesA teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de Aristóteles
 
FELIPE, Sônia T. Antropocentrismo, sencientismo e biocentrismo
FELIPE, Sônia T. Antropocentrismo, sencientismo e biocentrismoFELIPE, Sônia T. Antropocentrismo, sencientismo e biocentrismo
FELIPE, Sônia T. Antropocentrismo, sencientismo e biocentrismo
 
Atividade de recuperação ser humano - Prof. Noe Assunção
Atividade de recuperação   ser humano - Prof. Noe AssunçãoAtividade de recuperação   ser humano - Prof. Noe Assunção
Atividade de recuperação ser humano - Prof. Noe Assunção
 

Semelhante a Filosofia jurídica 20 set

Filosofia jurídica 09 ago a 20 set
Filosofia jurídica 09 ago a 20 setFilosofia jurídica 09 ago a 20 set
Filosofia jurídica 09 ago a 20 setDireito2012sl08
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...Jordano Santos Cerqueira
 
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos ContemporâneosA moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos ContemporâneosStefanie Rodrigues
 
Curso De Direitos Humanos Aula Itesp Dia 03 MarçO De 2010
Curso De Direitos Humanos   Aula Itesp Dia 03 MarçO De 2010Curso De Direitos Humanos   Aula Itesp Dia 03 MarçO De 2010
Curso De Direitos Humanos Aula Itesp Dia 03 MarçO De 2010ElenitaPimentel
 
Ética:por que e para que ?
Ética:por que e para que ?Ética:por que e para que ?
Ética:por que e para que ?alinesantana1422
 
Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia  Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia faculdade11
 
Filosofia unidade v
Filosofia unidade vFilosofia unidade v
Filosofia unidade vjoao paulo
 
Módulo 4 a filosofia das luzes
Módulo 4   a filosofia das luzesMódulo 4   a filosofia das luzes
Módulo 4 a filosofia das luzesEscoladocs
 
A pré história da sociologia
A pré história da sociologiaA pré história da sociologia
A pré história da sociologiaDiego Brelaz
 

Semelhante a Filosofia jurídica 20 set (20)

Filosofia jurídica 09 ago a 20 set
Filosofia jurídica 09 ago a 20 setFilosofia jurídica 09 ago a 20 set
Filosofia jurídica 09 ago a 20 set
 
Augusto Conte
Augusto ConteAugusto Conte
Augusto Conte
 
Biografia de autores [SOCIOLOGIA]
Biografia de autores [SOCIOLOGIA]Biografia de autores [SOCIOLOGIA]
Biografia de autores [SOCIOLOGIA]
 
O que é ética
O que é éticaO que é ética
O que é ética
 
éTica na história
éTica na históriaéTica na história
éTica na história
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos ContemporâneosA moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
 
éTica simulado
éTica   simuladoéTica   simulado
éTica simulado
 
Curso De Direitos Humanos Aula Itesp Dia 03 MarçO De 2010
Curso De Direitos Humanos   Aula Itesp Dia 03 MarçO De 2010Curso De Direitos Humanos   Aula Itesp Dia 03 MarçO De 2010
Curso De Direitos Humanos Aula Itesp Dia 03 MarçO De 2010
 
Ética:por que e para que ?
Ética:por que e para que ?Ética:por que e para que ?
Ética:por que e para que ?
 
Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia  Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia
 
Filosofia unidade v
Filosofia unidade vFilosofia unidade v
Filosofia unidade v
 
Módulo 4 a filosofia das luzes
Módulo 4   a filosofia das luzesMódulo 4   a filosofia das luzes
Módulo 4 a filosofia das luzes
 
A pré história da sociologia
A pré história da sociologiaA pré história da sociologia
A pré história da sociologia
 
Aula etica publica (icec)
Aula etica publica (icec)Aula etica publica (icec)
Aula etica publica (icec)
 
Aula etica publica (icec)
Aula etica publica (icec)Aula etica publica (icec)
Aula etica publica (icec)
 
Aula etica publica (icec)
Aula etica publica (icec)Aula etica publica (icec)
Aula etica publica (icec)
 
Ética e moral 2020
Ética e moral 2020Ética e moral 2020
Ética e moral 2020
 
Ética e Moral
Ética e MoralÉtica e Moral
Ética e Moral
 

Mais de gabriela_eiras

Mais de gabriela_eiras (20)

Material de sociologia i
Material de sociologia iMaterial de sociologia i
Material de sociologia i
 
Material de filosofia i (3)
Material de filosofia i (3)Material de filosofia i (3)
Material de filosofia i (3)
 
Material de filosofia i (1)
Material de filosofia i (1)Material de filosofia i (1)
Material de filosofia i (1)
 
Material de filosofia i (2)
Material de filosofia i (2)Material de filosofia i (2)
Material de filosofia i (2)
 
Calendario escolar
Calendario escolarCalendario escolar
Calendario escolar
 
Tge tudo 07 ago a 21 set
Tge tudo   07 ago a 21 setTge tudo   07 ago a 21 set
Tge tudo 07 ago a 21 set
 
Tge 24 ago 2012
Tge   24 ago 2012Tge   24 ago 2012
Tge 24 ago 2012
 
Tge 22 ago 2012
Tge   22 ago 2012Tge   22 ago 2012
Tge 22 ago 2012
 
Tge 21 set 2012
Tge   21 set 2012Tge   21 set 2012
Tge 21 set 2012
 
Tge 18 set 2012
Tge   18 set 2012Tge   18 set 2012
Tge 18 set 2012
 
Tge 11 set 2012
Tge   11 set 2012Tge   11 set 2012
Tge 11 set 2012
 
Tge 10 ago 2012
Tge   10 ago 2012Tge   10 ago 2012
Tge 10 ago 2012
 
Tge 07 ago 2012
Tge   07 ago 2012Tge   07 ago 2012
Tge 07 ago 2012
 
Tge 14 set
Tge 14 setTge 14 set
Tge 14 set
 
Sociologia 28 set 2012
Sociologia   28 set 2012Sociologia   28 set 2012
Sociologia 28 set 2012
 
Sociologia 14 set 2012
Sociologia 14 set 2012Sociologia 14 set 2012
Sociologia 14 set 2012
 
Sociologia 14 set
Sociologia 14 setSociologia 14 set
Sociologia 14 set
 
Metodologia 27 set. estrutura artigos
Metodologia 27 set. estrutura artigosMetodologia 27 set. estrutura artigos
Metodologia 27 set. estrutura artigos
 
Metodologia 06 set trabalho cientifico
Metodologia 06 set trabalho cientificoMetodologia 06 set trabalho cientifico
Metodologia 06 set trabalho cientifico
 
Metodologia
MetodologiaMetodologia
Metodologia
 

Filosofia jurídica 20 set

  • 1. Filosofia Jurídica 20 SET A filosofia Grega divide-se em quatro períodos: - Pré-socrático - Socrático - Sistemático - Helenístico O período pré-socrático esta ligado a movimentos naturais. Com a criação da política e como consequência a virtude cívica, nasce o movimento dos Sofistas. Os três principais sofistas são: Protágoras, Górgias e Sócrates. *Filme sugerido: "Duelo de Titãs" Para os sofistas, a defesa racional é independente da verdade, depende da argumentação. A ética pode ser escrita com duas letras: com a vogal curta (eta) ou longa (épsilon) - ou seja, curta com o significado de valores à comunidade e a longa como caráter e índole. A ética é 'sistematizada' no período sistemático. Sócrates se torna um divisor de águas pelo questionamento do relativismo. "Por natureza o ser humano aspira o bem e a felicidade, que só é alcançada pela conduta virtuosa." ideal grego do período sistemático. A virtude é uma forca interior do caráter, ou seja, guiar sua vontade por meio da razão - reflexão filosófica.O grego se preocupa com a ação, a ética para o grego é um movimento de autonomia (auto = próprio; nomia ou nomus = normas). Surge o cristianismo. Não há somente um erro ligado as condutas sociais, mas uma condenação por parte do divino. Surge um regramento da vida total das pessoas por parte de um livro base (bíblia, torá, etc). Cria-se um baque dentro da filosofia pela agregação de um elemento externo a ela, cria-se um movimento heterônimo (hétero = outro; nomus = norma). "Age de tal maneira que trates a humanidade, tanto na tua pessoa como na de outrem, sempre com um fim, nunca como um meio." - Immanuel Kant
  • 2. Ou seja, ninguém dita o que o outro tem que fazer. Você sabe seus limites, é sua responsabilidade guiar-se por sua própria razão. Surge deste elemento a dignidade humana (definição), seja você bandido ou detentor de um meio de produção, você é humano. Não se deve julgar os outros. "Se os homens fossem anjos, não haveria a necessidade de governo, e se anjos governassem os homens não haveria necessidade de meio algum, interno ou externo, para regular a marcha do governo." - frase dos Federalistas. "De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa