O TEXTO COMO GERADOR DE
SENTIDO NA IMAGEM
O texto é imprescindível da mensagem fotojornalística= Não
existe fotojornalismo...
REDUÇÃO/EXPANSÃO
DE SIGNIFICADOS
• Com o texto procura-se reduzir os significados possíveis
ou expandir sentidos da mensag...
Soldado desconhecido no Vietnam, em 1965 (“Guerra é inferno” no capacete)
Livraria destruída por um ataque aéreo em Londres, 1940
Garoto austríaco ganha sapatos novos durante a Segunda Guerra Mundial
Os últimos prisioneiros deixando Alcatraz em 1963
Evelyn McHale, de 23 anos, pulou do 83º andar do Empire State
Building e caiu sobre uma limusine das Nações Unidas, em 1947
Primeira manhã após a Suécia mudar o lado de dirigir da esquerda para a direita, 1967
Álcool ilegal sendo derramado durante Lei Seca em Detroit, 1929
Garotinha e sua boneca sentando nas ruínas de sua casa bombardeada em 1940 na cidade de Londres
A cabeça da Estátua da Liberdade sendo desembalada
O piloto Paul Tibbets W., então com 30 anos, acena na decolagem do Enola Gay
antes da missão que devastou a cidade de Hiro...
Participantes da XIX Maratona Internacional de São Paulo atravessam a ponte estaiada Octávio Frias de
Oliveira (Folha de S...
Polícia entrou no Complexo do Lins de Vaconcelos por volta das 6h de hoje.
Menos de uma hora depois, já ocupava toda a reg...
Em Tóquio, Japão, manifestantes protestam contra a caça de tubarões. (Folha de S. Paulo, 6 de outubro 2013)
Devotos carregam imagem da deusa Durga em Calcutá, Índia; o festival Durga Puja começa na próxima
semana e simboliza a vit...
ENQUADRAMENTO,
PLANOS E COMPOSIÇÃO
ENQUADRAMENTO
• Espaço da realidade visível na fotografia
• O fotógrafo dita o enquadra...
PLANOS
O enquadramento concretiza-se no plano. A fotografia é uma
unidade de significação (produz sentido) precisamente
po...
PLANO GERAL
 Plano Geral (PG): Situa o local da ação, incluindo tudo e todos. Mostra
o máximo possível do sujeito ou obje...
PLANO CONJUNTO
 Plano Conjunto (PC): identifica os atores no local da ação.
PLANO MÉDIO
Plano Médio (PM): corte acima da cintura
PRIMEIRO PLANO
 Primeiro Plano (PP): enquadramento do busto para cima como numa
foto 3x4.
CLOSE UP
 Close up: Isola o rosto
Close up
EXEMPLOS
Plano conjunto
ÂNGULOS
 Câmera Normal: Câmera posicionada na altura dos olhos, este é o tipo
de ângulo usado para a maioria das gravaçõe...
NORMAL
PLONGEÉ
CONTRA-PLONGÉE
COMPOSIÇÃO
DOMÍNIO DE COMPOSIÇÃO= DISPOSIÇÃO DE ELEMENTOS DA
FOTOGRAFIA , QUE EM EQUILIBRIO, GERAM UM SENTIDO E
TRANSMITEM...
ERROS MAIS COMUNS
AO COMPOR UMA IMAGEM SEGUNDO LEWIS:
• Mau background
QUANDO O FUNDO SE
MESCLA COM O ELEMENTO
PRINCIPAL D...
• INEXISTÊNCIA DE UM PONTO FOCAL FORTE
Resultado da indecisão do fotógrafo sobre qual a mensagem
ele quer transmitir e o m...
MOTIVOS SEMPRE CENTRADOS
• O fotojornalista deve colocar o elemento principal na
Regra dos Terços e deixar de colocar o ob...
OUTRAS IDEIAS PARA
COMPOR
• Manutenção de uma composição simples
• Não inclusão de espaços mortos entre os sujeitos
eventu...
RELAÇOES FIGURA-FUNDO
• Os motivos tem de se destacar do seu fundo. Um fundo
confuso, face a qual o motivo se dilua ou per...
EQUILÍBRIO E DESEQUILÍBRIO
• EQUILIBRIO ESTÁTICO: DOIS ROSTOS UM DE CADA LADO DA
IMAGEM.
EQUILIBRIO DINÂMICO: PRODUZ UMA TENSÃO PELO FATO
DE OS OBJETOS SEREM DE TAMANHOS DIFERENTES E
ESTAREM EM PÓLOS DIFERENTES ...
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
O texto como gerador de sentido na imagem
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O texto como gerador de sentido na imagem

711 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
711
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O texto como gerador de sentido na imagem

  1. 1. O TEXTO COMO GERADOR DE SENTIDO NA IMAGEM O texto é imprescindível da mensagem fotojornalística= Não existe fotojornalismo sem texto. O texto não pode invadir o espaço da fotografia. O texto tem várias funções como: • Chamar atenção para a fotografia • Complementar informativamente a fotografia= No entanto, na legenda, nunca descrever a ação apresentada na fotografia. • Direcionar o leitor para aquilo que a fotografia representa realmente. • Orientar o leitor para os significados que se pretendem atribuir à fotografia
  2. 2. REDUÇÃO/EXPANSÃO DE SIGNIFICADOS • Com o texto procura-se reduzir os significados possíveis ou expandir sentidos da mensagem jornalística. Ou seja, o texto legenda pode modificar o sentido denotativo de uma fotografia.
  3. 3. Soldado desconhecido no Vietnam, em 1965 (“Guerra é inferno” no capacete)
  4. 4. Livraria destruída por um ataque aéreo em Londres, 1940
  5. 5. Garoto austríaco ganha sapatos novos durante a Segunda Guerra Mundial
  6. 6. Os últimos prisioneiros deixando Alcatraz em 1963
  7. 7. Evelyn McHale, de 23 anos, pulou do 83º andar do Empire State Building e caiu sobre uma limusine das Nações Unidas, em 1947
  8. 8. Primeira manhã após a Suécia mudar o lado de dirigir da esquerda para a direita, 1967
  9. 9. Álcool ilegal sendo derramado durante Lei Seca em Detroit, 1929
  10. 10. Garotinha e sua boneca sentando nas ruínas de sua casa bombardeada em 1940 na cidade de Londres
  11. 11. A cabeça da Estátua da Liberdade sendo desembalada
  12. 12. O piloto Paul Tibbets W., então com 30 anos, acena na decolagem do Enola Gay antes da missão que devastou a cidade de Hiroshima
  13. 13. Participantes da XIX Maratona Internacional de São Paulo atravessam a ponte estaiada Octávio Frias de Oliveira (Folha de São Paulo online, 6 de outubro de 2013)
  14. 14. Polícia entrou no Complexo do Lins de Vaconcelos por volta das 6h de hoje. Menos de uma hora depois, já ocupava toda a região. (Folha de São Paulo, 6 de outubro, 2013)
  15. 15. Em Tóquio, Japão, manifestantes protestam contra a caça de tubarões. (Folha de S. Paulo, 6 de outubro 2013)
  16. 16. Devotos carregam imagem da deusa Durga em Calcutá, Índia; o festival Durga Puja começa na próxima semana e simboliza a vitória do bem sobre o mal. (Folha de S. Paulo, 6 de outubro 2013)
  17. 17. ENQUADRAMENTO, PLANOS E COMPOSIÇÃO ENQUADRAMENTO • Espaço da realidade visível na fotografia • O fotógrafo dita o enquadramento • É necessário, para um bom enquadramento, que o fotógrafo selecione (antes de clicar) o motivo principal da fotografia e retirar elementos que disviem atenção do motivo central. • É possível ainda, reenquadrar fotografias com programas de edição, caso a seleção visual do fotógrafo seja falha.
  18. 18. PLANOS O enquadramento concretiza-se no plano. A fotografia é uma unidade de significação (produz sentido) precisamente porque se consubstancia num plano. • PLANOS GERAIS: Planos abertos, informativos, situa o observador em uma determinada localização. Usadas para fotografar paisagens e eventos de massa. • PLANO CONJUNTO: São planos gerais mais fechados, onde é possível distinguir a ação e o intervenientes da ação por completo. • PLANO MÉDIO: São planos conjuntos mais fechados que servem para relacionar os objetos fotográficos e os aproximar de uma visão mais objetiva da realidade. • PRIMEIRO PLANO: Enfatizam particularidades, sendo mais expressivos que informativos. • CLOSE UP: É o primeiro plano mais fechado, incluindo mais detalhes que o anterior.
  19. 19. PLANO GERAL  Plano Geral (PG): Situa o local da ação, incluindo tudo e todos. Mostra o máximo possível do sujeito ou objeto.
  20. 20. PLANO CONJUNTO  Plano Conjunto (PC): identifica os atores no local da ação.
  21. 21. PLANO MÉDIO Plano Médio (PM): corte acima da cintura
  22. 22. PRIMEIRO PLANO  Primeiro Plano (PP): enquadramento do busto para cima como numa foto 3x4.
  23. 23. CLOSE UP  Close up: Isola o rosto
  24. 24. Close up EXEMPLOS
  25. 25. Plano conjunto
  26. 26. ÂNGULOS  Câmera Normal: Câmera posicionada na altura dos olhos, este é o tipo de ângulo usado para a maioria das gravações, ele imita a altura de uma pessoa.  Plongée: Câmera de cima para baixo. Desvalorizar o motivo fotográfico.  Contra-plongée: Câmera de baixo para cima. Valorizar o motivo fotográfico.
  27. 27. NORMAL
  28. 28. PLONGEÉ
  29. 29. CONTRA-PLONGÉE
  30. 30. COMPOSIÇÃO DOMÍNIO DE COMPOSIÇÃO= DISPOSIÇÃO DE ELEMENTOS DA FOTOGRAFIA , QUE EM EQUILIBRIO, GERAM UM SENTIDO E TRANSMITEM UMA INFORMAÇÃO. ONDE OS ELEMTENTOS NÃO COMPETEM ENTRE SI. • A forma mais comum de compor uma fotografia é colocar o elemento principal nos pontos de atração visual da Regra dos terços.
  31. 31. ERROS MAIS COMUNS AO COMPOR UMA IMAGEM SEGUNDO LEWIS: • Mau background QUANDO O FUNDO SE MESCLA COM O ELEMENTO PRINCIPAL DA FOTOGRAFIA. A SOLUÇÃO É CRIAR UMA PEQUENA PROFUNDIDADE DE CAMPO OU PELA MODIFICAÇÃO DO ÂNGULO HORIZONTAL DA CÂMERA.
  32. 32. • INEXISTÊNCIA DE UM PONTO FOCAL FORTE Resultado da indecisão do fotógrafo sobre qual a mensagem ele quer transmitir e o motivo principal da captação de imagem. (IMAGEM DESFOCADA). É necessário que o fotógrafo saiba previamente o motivo da fotografia.
  33. 33. MOTIVOS SEMPRE CENTRADOS • O fotojornalista deve colocar o elemento principal na Regra dos Terços e deixar de colocar o objeto centralizado.
  34. 34. OUTRAS IDEIAS PARA COMPOR • Manutenção de uma composição simples • Não inclusão de espaços mortos entre os sujeitos eventualmente representados na fotografia • Exclusão de detalhes externos ao centro de interesse • Inclusão de algum espaço antes do motivo • Correção de efeito de inclinação de edifícios altos (objetiva 35mm) • Preenchimento do enquadramento (ZOOM)
  35. 35. RELAÇOES FIGURA-FUNDO • Os motivos tem de se destacar do seu fundo. Um fundo confuso, face a qual o motivo se dilua ou perca importância, raramente permite construir uma mensagem clara (MAU BACKGROUND)
  36. 36. EQUILÍBRIO E DESEQUILÍBRIO • EQUILIBRIO ESTÁTICO: DOIS ROSTOS UM DE CADA LADO DA IMAGEM.
  37. 37. EQUILIBRIO DINÂMICO: PRODUZ UMA TENSÃO PELO FATO DE OS OBJETOS SEREM DE TAMANHOS DIFERENTES E ESTAREM EM PÓLOS DIFERENTES DA FOTOGRAFIA.

×