Origem das religiões Nomes: Gabriela Benatti de Oliveira Karen Lopes Bertelli
Hinduísmo <ul><li>O hinduísmo é considerado uma filosofia de ordem religiosa que engloba tradições culturais, valores e cr...
Judaísmo <ul><li>O judaísmo é a religião monoteísta mais antiga do mundo. Originou-se por volta do século XVIII a.C, quand...
Candomblé <ul><li>O candomblé é uma religião africana trazida para o Brasil no período em que os negros desembarcaram para...
Wicca <ul><li>Wicca é uma religião pagã que se dedica ao conhecimento da espiritualidade a partir da natureza e da psique ...
Vodu <ul><li>O vodu ou vudu teve origem na África, foi trazido pelos escravos e para sobreviver, incorporou elementos da c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Origem Das Religiões

2.183 visualizações

Publicada em

Origem das religiões.

Publicada em: Espiritual, Diversão e humor
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.183
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Origem Das Religiões

  1. 1. Origem das religiões Nomes: Gabriela Benatti de Oliveira Karen Lopes Bertelli
  2. 2. Hinduísmo <ul><li>O hinduísmo é considerado uma filosofia de ordem religiosa que engloba tradições culturais, valores e crenças obtidas através de diferentes povos. Passando por constantes adaptações até chegar ao que se conhece hoje, o Hinduísmo foi dividido em fases para melhor apresentar sua história. </li></ul><ul><li>Na primeira fase, chamada de Hinduísmo Védico, cultuava-se deuses tribais como Dyaus (deus do céu, deus supremo) que gerou outros deuses. Na segunda fase, a partir de adaptações de outras religiões, surgiu o Hinduísmo Bramânico que cultuava a trindade composta por Brahma (divindade da alma universal), Vishnu (divindade preservadora) e Shiva (divindade destruidora). </li></ul><ul><li>Na terceira fase percebe-se diferentes adaptações influenciadas por religiões a partir do cristianismo, islamismo e outras. O Hinduísmo Híbrido surgiu então como a agregação de diversas influências. Para os hindus: </li></ul><ul><li>- A trajetória que a alma terá é traçada de acordo com as ações praticadas aqui na Terra (lei do Carma); </li></ul><ul><li>- A libertação final da alma (moksha) determina o fim do ciclo da morte e do renascimento; </li></ul><ul><li>- Os rituais hindus devem ser feitos sempre tendo a meditação (darshan) e a oferenda aos deuses (puja); - A alimentação deve ser vegetariana, pois considera-se a utilização da carne na alimentação como uma prática impura; </li></ul><ul><li>- As preces cantadas (mantras) devem ser dedicadas a todos os deuses; </li></ul><ul><li>- O OM (aum) é o mantra mais importante, pois representa Deus; </li></ul><ul><li>- Shiva representa o princípio masculino enquanto o princípio feminino é representado por suas esposas Parvati (mãe), Durga (deusa da beleza), Kali (senhora da destruição) e Lakshmi (senhora da arte e da criatividade). </li></ul>
  3. 3. Judaísmo <ul><li>O judaísmo é a religião monoteísta mais antiga do mundo. Originou-se por volta do século XVIII a.C, quando Deus mandou Abraão procurar a terra prometida. Seu desenvolvimento ocorreu de forma conjunta com o da civilização hebraica, através de Moisés, Davi, Salomão, etc., sendo que foram esses dois últimos os reis que construíram o primeiro templo em Jerusalém. </li></ul><ul><li>Os judeus acreditam que YHWH (Javé ou Jeová, em português) é o criador do universo, um ser onipresente, onipotente e onisciente, que influencia todo o universo e tem uma relação especial com seu povo. O livro sagrado dos judeus é o Torá ou Pentateuco, revelado diretamente por Deus. Para o judaísmo, o pecado mais mortal de todos é o da idolatria, ou seja, a prática de adoração a ídolos e imagens. </li></ul><ul><li>Os cultos são realizados em templos denominados sinagogas. Os homens usam uma pequena touca, denominada kippa, como forma de respeito para com Deus. Os principais rituais são a circuncisão, realizada em meninos com 8 dias de vida, representando a marca da aliança entre Deus e Abraão e seus descendentes; e o Bar Mitzvah (meninos) e a Bat Mitzvah (meninas), que representa o início da vida adulta. </li></ul>
  4. 4. Candomblé <ul><li>O candomblé é uma religião africana trazida para o Brasil no período em que os negros desembarcaram para serem escravos. Nesse período, a Igreja Católica proibia o ritual africano e ainda tinha o apoio do governo que julgava o ato como criminoso, por isso os escravos cultuavam seus Orixás, Inquices e Vodus omitindo-os em santos católicos. </li></ul><ul><li>Os orixás para o candomblé são os deuses supremos. Possuem personalidade e habilidades distintas bem como preferências ritualísticas. Estes também escolhem as pessoas que utilizam para incorporar no ato do nascimento podendo compartilhá-lo com outro orixá caso necessário. </li></ul><ul><li>Os rituais do candomblé são realizados em templos chamados casas, roças ou terreiros que podem ser de linhagem matriarcal quando somente as mulheres podem assumir a liderança, patriarcal quando somente homens podem assumir a liderança ou mista quando homens e mulheres podem assumir a liderança do terreiro. A celebração do ritual é feita pelo pai-de-santo ou mãe-de-santo, que inicia o despacho do Exu. Em ritmo de dança o tambor é tocado e os filhos-de-santo começam a invocar seus orixás para que os incorporem. O ritual tem no mínimo duas horas de duração. </li></ul>
  5. 5. Wicca <ul><li>Wicca é uma religião pagã que se dedica ao conhecimento da espiritualidade a partir da natureza e da psique humana. Nessa religião as pessoas adoram duas divindades: o Deus Cornífero, ou Deus de Chifres, representado pelo Sol e pelos animais e pela “Deusa” representada pela Lua e pela Terra. A celebração wiccana ocorre a cada passagem cíclica da natureza, ou seja, na passagem de uma estação a outra, abordando toda a história de suas divindades, enfatizando o nascimento, a morte e o renascimento. </li></ul><ul><li>Os wiccanos realizam inúmeros rituais, cada um é realizado conforme a situação. Pode ser citado o ritual que ocorre em noites de lua cheia e aos Sabás (Assembléia secreta de bruxos e bruxas que, segundo superstição medieval, se reunia no sábado, à meia-noite, sob a presidência do Diabo [Definição retirada do Dicionário Aurélio]) realizado em diferentes localidades como em bosques, apartamentos e quintais, em grupos, para equilibrar energias e cultuar a Deusa. Outro que ocorre com freqüência é o Wiccaning, cerimônia que pede às divindades que proteja as crianças desde o momento do nascimento. É uma cerimônia semelhante ao batismo das religiões do cristianismo, mas diferem-se no comportamento dos pais de comprometer a criança de seguir a religião por toda a vida ou não. Na Wicca, os pais dão liberdade aos filhos na fase adulta para decidirem a religião que vão seguir. </li></ul><ul><li>Os rituais wiccanos são realizados no interior de um círculo mágico com a utilização de instrumentos de altar como vassouras, cálices, caldeirões e outros. O símbolo mais utilizado é o pentáculo, que representa os cinco elementos componentes da natureza. </li></ul>
  6. 6. Vodu <ul><li>O vodu ou vudu teve origem na África, foi trazido pelos escravos e para sobreviver, incorporou elementos da cultura dos dominadores, como o batismo católico. A religião tornou-se oficial no Haiti. </li></ul><ul><li>É uma religião que cultua os antepassados e entidades conhecidas como loas. O vodu é parecido com o candomblé. </li></ul><ul><li>Os rituais do vodu são marcados pela música, a dança e muita comida. Quem conduz o ritual, é um líder homem (hougan) ou uma líder mulher (mambo). </li></ul><ul><li>Na cerimônia, os participantes entram em transe e incorporam os loas (existem os bons e maus) e, além disso, eles comem animais sacrificados. </li></ul><ul><li>A religião já foi marginalizada pelos EUA, pois a mesma, é voltada à magia negra, fizeram isso como forma de reprimir a religiosidade dos negros. </li></ul><ul><li>Desde 2003, vodu é reconhecido formalmente pelo governo como uma religião legítima no país. </li></ul>

×