SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
TAREFAS GLOBAIS PARA O TREINAMENTO ATRAVÉS DO MÉTODO INTEGRADO
                      PRÁTICAS DE JOGO PARA A MELHORA DO TREINAMENTO EM FUTSAL
                                                                        PRÁTICAS DE JOGO DE                                 TÁTICA
                                                                         PRIORIDADE TÁTICA                                 DEFENSIVA
                                                                           DEFENSIVA (III)                                 COLETIVA 1


                                                                                                                       Autor: Juan Iglesias Paz




D        entro do método integrado
como modelo para o desenho de
tarefas para o treinamento em futsal e
seguindo a Sanz, A e Guerrero, A (2007),
temos considerado adequada sua
classificação das tarefas para desenhar
uma série de artigos que contém tarefas
para melhora do jogo no futsal.

Estes autores agrupam as tarefas em
três níveis de aproximação ou categoria                                                     uma situação básica se busca melhorar alguma
em função do maior ou menor grau de                                                         situação de jogo real.
aproximação a realidade do jogo.
Como temos dito e seguindo a estes                                                             •	Práticas de jogo de prioridade física.
autores, podemos utilizar para desenhar
nossas sessões um tipo de tarefas                                                              •	Práticas de jogo de prioridade tática.
que eles denominam práticas de jogo,
as quais são tarefas mais simples,                                                             •	Práticas de jogo de prioridade técnica.
baseadas nos antigos modelos mais
                                                                                               •	Práticas de jogo de prioridade psicológica.
analíticos mediante as quais a partir de

226                                                                                                                                                 227
      AGOSTO                   Futsal      © Artigo publicado em   www.futbol-tactico.com               Futsal                             AGOSTO
Anteriormente temos desenhado uma série de        utilização de tarefas globais e significativas vamos a      Antes de passar a desenhar tarefas baseadas em situações de jogo real, acreditamos conveniente
  artigos, os quais poderiam englobar-se dentro     desenhar três tipos de tarefas:                             apresentar antes uma série de tarefas denominadas e agrupadas como práticas de jogo, as quais
  de um segundo nível de aproximação e que eles                                                                 passamos a expor nos seguintes artigos.
  definem como tarefas jogadas. Dentro destas
  podemos recordar que temos proposto tarefas
  para a consecução dos seguintes objetivos                                                                     PRÁTICAS DE JOGO PARA A MELHORA
  gerais do jogo:
                                                                                                                DO TREINAMENTO EM FUTSAL
       •	Conservar-recuperar de bola.                   •	     Práticas de jogo.
                                                                                                                São as tarefas globais mais simples dentro do treinamento integrado, consistem em encadear situações
       •	Progredir-evitar progredir.                    •	     Tarefas jogadas.                                 básicas para acabar obtendo uma situação ou parte de uma situação de jogo real ou que se dá normalmente

       •	Finalizar-evitar finalizar.                    •	     Tarefas de jogo real.                            no jogo.

  Por último e já em um nível de aproximação                                                                    O desenho deste tipo de tarefas deve buscar delimitar uma ação tanto como seja necessário para que
  muito mais perto ao jogo real propõem o que                                                                   se manifeste o aspecto que desejamos melhorar e nos permite focalizar a atenção em aspectos pontuais
  eles denominam tarefas de jogo real e que a sua                                                               do jogo.
  vez subdividem em três níveis denominados:        Práticas de jogo para a ASSIMILAÇÃO e                       São tarefas nas que se dá um alto nível de concreção e se desenham este tipo de tarefas para treinamentos
       •	Jogo real condicionado.                    APRENDIZAGEM de ações técnicas, táticas, físicas            nos que queiramos assimilar algum aspecto do jogo que tenhamos visto que é necessário melhorar em
                                                    e psicológicas individuais, grupais e coletivas com         nossa equipe, já seja em nível individual, grupal ou coletivo.
       •	Jogo real adaptado.
                                                    situações simples de jogo, mas sempre tentado
       •	Jogo real modelado.                        abarcar a globalidade do jogo.                              Em função do aspecto que queiramos melhorar estas práticas de jogo se subdividem a sua vez em quatro
                                                                                                                categorias, segundo seja o elemento a melhorar de caráter tático, técnicos, de preparação física ou
  Como disse Seiru-lo se trata de priorizar         Tarefas jogadas para a ADAPTAÇÃO das anteriores                                                                                      de preparação psicológica.
  sem reduzir, é dizer, ainda que as tarefas se     situações simples a situações similares ao jogo.                                                                                     Assim teremos práticas:
  delimitem como próprias de uma manifestação
  concreta tratam de dar resposta às demandas       Jogo real para a APLICAÇÃO e ESTABILIZAÇÃO                                                                                              práticas    de     jogo    de
  de jogador de maneira global e a sua vez          das ações anteriores, em situações de jogo real                                                                                         prioridade tática,
  coerentes com o modelo de jogo de equipe.         condicionando, adaptando ou modelando ditas
  Outros autores como Arjol, as denominam                                                                                                                                                   técnica,
                                                    situações para que os jogadores ponham em prática
  situações simuladoras preferenciais. (SSP).
                                                    e melhorem naquelas ações e momentos de jogo
                                                                                                                                                                                            física ou
  Nós pretendemos seguindo esta classificação       que se produzem durante a competição.
  que nos parece muito coerente, desenhar                                                                                                                                                   psicológica.
  tarefas para a melhora do jogo, mas seguindo      Todos os tipos de tarefas são aplicáveis em qualquer
  uma logica e partindo de uma base teórica para    idade e equipe, pois cada uma favorece uns objetivos                                                                                    Estas são tarefas por tanto
  o desenho das mesmas, por tudo isso e ainda       concretos e até dentro da mesma sessão podemos                                                                                          que nos permitem melhorar
  que a progressão na complexidade das tarefas      incluir uma prática de jogo, uma tarefa jogada e                                                                                        os fundamentos técnico-
  nos levaria a propor tarefas para o treinamento   uma situação de jogo real, o que passa é que para                                                                                       táticos individuais e grupais
  cada vez mais especificas e por tanto mais                                                                                                                                                e os princípios táticos,
                                                    estruturar o desenho dos artigos devemos de fazê-
  próximas o seu terceiro nível de concreção
                                                    lo de alguma forma e por isso nos parece correto                                                                                        ambos tanto ofensivos como
  e que estariam mais próximos ao jogo real,
                                                    fazê-lo baseando-nos no maior ou menor grau de                                                                                          defensivos.
  vamos a dar um passo atrás para mostrar em
  uma série de artigos em que consistem essas       aproximação ao jogo real.
                                                                                                                                                                                            Também em nível coletivo
  práticas de jogo para passar posteriormente ao
                                                    Seguindo o método global, temos proposto tarefas                                                                                        nos permitem melhorar
  desenho de tarefas globais para o treinamento
                                                    jogadas para a melhora dos princípios gerais do jogo                                                                                    os fundamentos técnico-
  integrado baseadas no jogo real.
                                                    ofensivo de conservar a bola, progredir para a trave                                                                                    táticos coletivos e que se
  Resumindo podemos dizer que para o                rival e conseguir gol assim como sua defesa.
  treinamento integrado no futsal e mediante a
228                                                                                                                                                                                                                   229
     AGOSTO                            Futsal                                    © Artigo publicado em       www.futbol-tactico.com                           Futsal                                       AGOSTO
associam ou se manifestam principalmente nas diferentes fases da ação de jogo, ataque, defesa, e     São tarefas por tanto que nos permitem melhorar os fundamentos táticos individuais e grupais e por tanto
transições.                                                                                                                                               os princípios táticos ofensivos como defensivos.

                                                                                                                                                          Em nível coletivo nos permitem melhorar os
                                                                                                                                                          fundamentos táticos coletivos e que se associam
Como já temos mencionado nos podem
                                                                                                                                                          ou se manifestam principalmente nas diferentes
permitir ademais a melhora de aspectos da
                                                                                                                                                          fases da ação de jogo, ataque, defesa e transições.
preparação física, em concreto das diferentes
capacidades físicas. Força, resistência,                                                                                                                  Nos seguintes artigos vamos a propor uma série de
velocidade...                                                                                                                                             tarefas para a melhora de algum elemento tático
                                                                                                                                                          concreto desde este tipo de tarefas denominadas
                                                                                                                                                          práticas de jogo nas que em cada tarefa um
Por último nos possibilitam a melhora de                                                                                                                  elemento tático concreto já seja individual, grupal
algum elemento psicológico já seja caráter                                                                                                                ou coletivo e ofensivo ou defensivo buscará ser
ofensivo como a criatividade, segurança                                                                                                                   melhorado mediante dita tarefa, para assim cobrir
ofensiva, autoconfiança... ou defensivo como                                                                                                              a possível necessidade do treinador de tentar
a concentração, agressividade defensiva,                                                                                                                  melhorar de forma algo mais isolado nesse elemento
capacidade     de    sacrifício,   segurança                                                                                                              concreto que o detecto que é uma carência de sua
defensiva...,                                                                                                                                             equipe, mas ao mesmo tempo sem perder de vista
                                                                                                                                                          a especificidade do jogo e distanciando-o o menos
                                                                                                                                                          possível da realidade do mesmo, e integrando-o
Tudo isso aproximando-nos sempre o mais                                                                                                                   em situações o mais parecido ao contexto no que
possível às situações reais do jogo nas que                                                                                                               se vai a desenvolver durante o jogo.
se manifesta dita característica, pois não
                                                                                                                                                          Por tanto vamos a desenvolver em uma série de
podemos esquecer teorizar não é mais que
                                                                                                                                                          artigos umas práticas de jogo para a melhora dos
explicar aquilo que observamos que acontece
                                                                                                                                                          diferentes elementos táticos defensivos e ofensivos
na prática e por tanto devemos observar o
                                                                                                                                                          presentes no jogo e os faremos da seguinte forma:
jogo para saber que é o que temos que treinar
para melhorar e como fazê-lo da forma mais                                                                                                                Tática   individual     defensiva:   marcações,
parecida a como acontece no jogo.                                                                                                                         temporizações defensivas, repregues, vigilâncias
                                                                                                                                                          defensivas, coberturas, permutas defensivas...

                                                                                                                                                          Tática    grupal   defensiva:   temporizações,
       PRÁTICAS                                                                                                                                           repregues, vigilâncias, coberturas, permutas,
                                                                                                                                                          profundidade defensiva, vantagens numéricas
      DE JOGO DE                                                                                                                                          defensivas, velocidade defensiva, pressão

      PRIORIDADE                                                                                                                                          defensiva e equilíbrio grupal defensivo (uma
                                                                                                                                                          linha mediante basculações ou um setor com
        TÁTICA                                                                                                                                            escalonamentos)...

                                                                                                                                                          Tática coletiva defensiva: velocidade defensiva,
                                                                                                                                                          pressão defensiva, equilíbrio defensivo, ritmo
                                                                                                                                                          de jogo moderado ou baixo, alto ou intenso e
                                                                                                                                                          mudanças de ritmo e controle do jogo defensivo...

230                                                                                                                                                                                                       231
      AGOSTO                            Futsal                             © Artigo publicado em   www.futbol-tactico.com                           Futsal                                      AGOSTO
Tática individual ofensiva:
                                                                                        PRÁTICAS DE JOGO PARA A MELHORA DA TÁTICA
desmarques, apoios, vigilâncias
ofensivas, desdobramentos ofensivos,                                                               COLETIVA DEFENSIVA 1
temporizações ofensivas, criação
ocupação e aproveitamento dos
                                                                                     TAREFA 1                BASCULAÇÕES
espaços de jogo e ajudas ofensivas...                                                Trata-se de acumular jogadores da equipe defensora na zona de bola buscando uma maior densidade
                                                                                     defensiva e dificultando o avance rival. Deslocar-se em bloqueio toda a equipe defensora em relação ao
Tática grupal ofensiva: paredes, progressão
                                                                                     deslocamento da bola.
no jogo, conservação da bola, mobilidade grupal
ofensiva e mudanças de orientação...                                                 Os dois atacantes mais atrasados se passam a bola em horizontal dois ou três vezes obrigando a toda a
                                                                                     equipe rival a deslocar-se de um lado a outro dependendo de onde está à bola, a partir desse momento
Tática coletiva ofensiva: mudanças de
                                                                                     podem jogar livre e buscar uma finalização da jogada, trata-se de assimilar e aprender o conceito de
orientação, amplitude, profundidade e progressão
                                                                                     basculação e logo deixar para que surjam problemas e que através do descobrimento guiado os jogadores
ofensiva, velocidade do jogo, conservação da bola,
                                                                                     resolvam os mesmos.
equilíbrio ofensivo, ritmos de jogo, mobilidade ofensiva
e controle do jogo ofensivo...                                                       Assim quando se produza um erro defensivo e um companheiro saia em nossa ajuda terá múltiplas
                                                                                     formas validas para resolvê-lo, mas a equipe tem que encontrar uma que lhe vaia bem e que todos
                                                                                     conheçam. O jogador superado será ajudado pelo jogador “x” e sua vez sua posição a ocupar o jogador
                                                                                     “y” e assim sucessivamente.
TÁTICA                                                                               Variante: se, se produz um roubo da bola deixamos que se jogue o contra-ataque e ao finalizar a ação

COLETIVA
                                                                                     se para e se reinicia com a mesma tarefa inicial. Ao cabo de um momento se mudam os papeis e o que
                                                                                     atacava passa a defender.

DEFENSIVA 1

Assim, neste artigo e nos dois seguintes,
atenderemos aos elementos componentes da
tática coletiva defensiva.



Por tanto apresentaremos práticas de jogo de
prioridade tática para a melhora de algumas
das seguintes táticas coletivas defensivas:
basculações, cilada ou armadilha,
cobertura a linha, defesa de
ajuste, defesa de soltar e
mudar, densidade defensiva e
despregue.




232                                                                                                                                                                                     233
      AGOSTO                             Futsal            © Artigo publicado em   www.futbol-tactico.com                          Futsal                                      AGOSTO
TAREFA 3                COBERTURA A LINHA




TAREFA 2                   CILADA OU ARMADILHA
Trata-se por parte dos defensores de deixar ou orientar aos rivais para que realizem um passe a uma das
bandas e uma vez ali com a orientação de nossa carreira fechar-lhe as linhas de passe e afogá-lo ali com
uma pressão de vários jogadores a vez.

A equipe atacante inicia o jogo com a bola em poder de seu jogador mais atrasado, este avança até que
não lhe fique mais remédio que passar a bola a uma banda, uma vez que se produz este passe os defesas
iniciam os movimentos para realizar essa pressão em banda e provocar superioridades numéricas de
2x1 e 3x1.

É fundamental que o defensor mais avançado impeça que a bola volte ao meio ao jogador que iniciou
a ação e que possam sair jogando pelo lado contrário quando a equipe se encontra basculando para o
outro lado.

Para favorecer o trabalho dos defensores os atacantes só podem avançar com a bola controlada pelas
bandas.
                                                                                                             Como seu nome indica se trata de que um jogador mais atrasado esteja situado para ajudar a qualquer
Variante: deixar que se jogue com seu goleiro e que tentem sair pelo lado contrário, até que os defesas
                                                                                                             de seus companheiros mais avançados e realizando uma cobertura no momento em que um deles seja
encontrem o momento idôneo para realizar esta tática coletiva defensiva.
                                                                                                             superado por seu oponente direto com bola.

                                                                                                             Três atacantes se passa a bola em sua própria quadra frente a três defesas que não podem entrar a
                                                                                                             roubar na zona onde estes movem a bola. Quando um deles considera que tem vantagem então pode
                                                                                                             entrar em campo rival e tentar regatear a seu defensor, é então quando o defensor mais recuado sai
                                                                                                             em sua ajuda. Uma vez que isso acontece se deixa finalizar livremente a ação, os atacantes tratam de
                                                                                                             marcar e os defesas de evitar o gol.

                                                                                                             A diferença com respeito a quando propúnhamos esta prática de jogo como uma tática grupal é que a
                                                                                                             jogada finalizava com uma inferioridade numérica dos atacantes 3x4, agora como tática grupal participam
                                                                                                             4x4 e uma vez que o jogador mais recuado realiza a cobertura a linha seu oponente direto fica livre e
                                                                                                             tem que resolver como defender essa situação. Como sempre múltiplas possibilidades em função da
                                                                                                             posição do rival e dos companheiros, experimentar várias vezes para ver as possíveis soluções a cada
                                                                                                             uma delas.




234                                                                                                                                                                                                              235
      AGOSTO                            Futsal                                   © Artigo publicado em     www.futbol-tactico.com                          Futsal                                       AGOSTO
TAREFA 4                DEFESA DE AJUSTE                                                                    TAREFA 5                  DEFESA DE SOLTAR E TROCAR
Consiste em ir ajustando as posições defensivas aos movimentos e desequilíbrios dos rivais,                 Os defesas buscam situações de 2x1 para isso o defensor do jogador com bola trata de obrigá-
desenvolvendo-se uma situação de ajudas constantes e permanentes com mudanças de marca cada                 lo a conduzir para uma banda e fechando-lhe o passe para trás, ao mesmo tempo o resto de
vez que a situação o requer.                                                                                defensores se situam de tal maneira que se coloquem na linha de passe a seu marcador direto

Joga-se um 4x4 no que os companheiros de defensor do jogador com bola têm que estar atentos por se          para que o jogador com bola não o encontre e no momento oportuno saltar sobre a trajetória do
este é superado por seu oponente para sair algum deles e o resto reajustar as marcação.                     jogador que conduz e soltar sua marcação para jogar-se um 2x1 e ajudar a seu companheiro que
                                                                                                            vem perseguindo ao jogador com bola.
Para favorecer esta tática defensiva o defesa superado não pode recuperar sua posição para voltar a
defender ao mesmo jogador senão que terá que buscar ao jogador que ficou livre trás as mudanças de          O feche muda sua marcação e sai para o ala direita e o goleiro vigia ao ponta atacante até que
marcação de seus companheiros.                                                                              chegue o defensor de banda esquerda ou o ponta a defender ou bem seus companheiros recuperem
                                                                                                            a bola no 2x1 em banda.
O jogador superado trata de repregar e marcar ao ponta rival e o defensor de banda direita reprega um
pouco por se este não chegasse a tempo a colher a marcação do central que saiu a banda esquerda.
Como sempre se podem estabelecer ajustes diferentes em função do que cada treinador considere
oportuno.




236                                                                                                                                                                                                       237
      AGOSTO                           Futsal                                  © Artigo publicado em    www.futbol-tactico.com                        Futsal                                     AGOSTO
TAREFA 6             DENSIDADE DEFENSIVA                                                                  TAREFA 7                DESPREGUE
Refere-se ao número de metros quadrados que tem que defender cada jogador em função do espaço no          Consiste em acossar ao rival ou rivais para arrebatar-lhes a bola, se pode classificar por sua
que se defende. A densidade defensiva é inversamente proporcional ao número de metros defendidos,         intensidade (pressing se quer recuperar imediatamente a bola ou pressão se pode recuperar em
assim uma densidade defensiva alta se refere a que cada jogador tem que defender um espaço pequeno        uma ação posterior), lugar da quadra (1/2 quadra, ¾ ou quadra completa) e objetivo (a bola ou um
e uma densidade defensiva alta quer dizer que o jogador tem que defender uma grande quantidade de         adversário).
         metros.
                                                                                                          Geralmente quando observamos alguma debilidade no rival já seja psicológica (nervos, dúvidas...),
                      Jogamos 4x4 e defendemos com diferentes posicionamentos para que os                 físicas (resistência, força, velocidade ou flexibilidade), técnicas (pouca qualidade, má controle...),
                             jogadores experimentem e distingam a diferença entre ter que defender        táticas (juventude, inexperiência, falta de formação tática...), lateralidade (perna débil), zona da
                                      muitos metros ou poucos metros.                                     quadra (centrado ou em banda), tempo de jogo ou resultado do jogo...

                                                                                                          Joga-se um 4x4 em que os defesas têm que decidir se pressionar ou não e em que momento fazê-
                                                                                                          lo e ante que rival, observar alguma das questões anteriores.
                                                                  Para isso primeiro defendemos
                                                                          1-2-1 em ¼ de quadra, é         Os treinadores podem propor que uma equipe ataque constantemente e que a equipe defensora
                                                                                dizer, repregados         tente pressionar ou em uma zona concreta do campo, por exemplo, jogador pouco hábil em banda,
                                                                                perto de nossa            ou a um rival concreto, ou quando o jogador realize um mau controle, ou bem quando observaremos
                                                                               trave e os defesas         qualquer outra debilidade no rival.
                                                                              comprovam que têm
                                                                                                          Estabelecer só uma ou duas destas premissas e premiar a equipe quando roube alguma destas
                                                                             poucos metros que
                                                                                                          situações.
                                                                            defender e as ajudas
                                                                           estão muito perto.




                                                                                    Posteriormente
                                                                                 defendemos igual,
                                                                                    mas subimos a
                                                                                      defesa a toda
                                                                                     quadra e cada
                                                                                     jogador agora
                                                                                        tem muitos
                                                                                       mais metros
                                                                           que defender. Depois de
                                                                certo tempo mudamos os roles e os
                                                                      atacantes passam a defender.

238                                                                                                                                                                                                            239
      AGOSTO                         Futsal                                © Artigo publicado em      www.futbol-tactico.com                            Futsal                                        AGOSTO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...Futbol Tactico Brasil
 
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.Futbol Tactico Brasil
 
Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.
Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.
Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.Pedro Ferrer
 
Metodologia de Trabalho - José Mourinho
Metodologia de Trabalho - José MourinhoMetodologia de Trabalho - José Mourinho
Metodologia de Trabalho - José MourinhoLeandro Zago
 
Treinamento especificos para goleiros
Treinamento especificos para goleirosTreinamento especificos para goleiros
Treinamento especificos para goleirosWallace Trajano
 
Princípios Operacionais de Transição
Princípios Operacionais de TransiçãoPrincípios Operacionais de Transição
Princípios Operacionais de TransiçãoLeandro Zago
 
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...Futbol Tactico Brasil
 
Periodização tactica
Periodização tacticaPeriodização tactica
Periodização tacticaMário Torres
 
Programação e Periodização do Treino em Futebol
Programação e Periodização do Treino em FutebolProgramação e Periodização do Treino em Futebol
Programação e Periodização do Treino em FutebolFundação Real Madrid
 
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBFPeriodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBFFernando Farias
 
Construindo uma forma de jogar guia de treino para iniciantes
Construindo uma forma de jogar   guia de treino para iniciantesConstruindo uma forma de jogar   guia de treino para iniciantes
Construindo uma forma de jogar guia de treino para iniciantesJarbas Rossatto
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoFundação Real Madrid
 
"Mi Árbol de Navidad" Capítulos 1, 2 e 3
"Mi Árbol de Navidad" Capítulos 1, 2 e 3"Mi Árbol de Navidad" Capítulos 1, 2 e 3
"Mi Árbol de Navidad" Capítulos 1, 2 e 3Fundação Real Madrid
 
Metodologia do treino
Metodologia do treinoMetodologia do treino
Metodologia do treinoBé Couto
 

Mais procurados (20)

Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
Treinamento do goleiro de futebol base: Justificação de nosso modelo de trein...
 
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
Gestão e organização do Treinamento do Goleiro.
 
Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.
Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.
Pedro Ferrer - Metodologia para o treino de guarda-redes.
 
Modelo de Jogo
Modelo de JogoModelo de Jogo
Modelo de Jogo
 
Metodologia de Trabalho - José Mourinho
Metodologia de Trabalho - José MourinhoMetodologia de Trabalho - José Mourinho
Metodologia de Trabalho - José Mourinho
 
Microciclo Tático ofensivo.
Microciclo Tático ofensivo.Microciclo Tático ofensivo.
Microciclo Tático ofensivo.
 
Treinamento especificos para goleiros
Treinamento especificos para goleirosTreinamento especificos para goleiros
Treinamento especificos para goleiros
 
Princípios Operacionais de Transição
Princípios Operacionais de TransiçãoPrincípios Operacionais de Transição
Princípios Operacionais de Transição
 
Planejamento mec
Planejamento mecPlanejamento mec
Planejamento mec
 
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
Tarefas tecnico taticas para o desenvolvimento da velocidade atraves de situa...
 
Periodização tactica
Periodização tacticaPeriodização tactica
Periodização tactica
 
Métodos de Treino
Métodos de TreinoMétodos de Treino
Métodos de Treino
 
Programação e Periodização do Treino em Futebol
Programação e Periodização do Treino em FutebolProgramação e Periodização do Treino em Futebol
Programação e Periodização do Treino em Futebol
 
Modelo de Jogo
Modelo de Jogo  Modelo de Jogo
Modelo de Jogo
 
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBFPeriodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira - CBF
 
Construindo uma forma de jogar guia de treino para iniciantes
Construindo uma forma de jogar   guia de treino para iniciantesConstruindo uma forma de jogar   guia de treino para iniciantes
Construindo uma forma de jogar guia de treino para iniciantes
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
 
Métodos pedagógicosmec
Métodos pedagógicosmecMétodos pedagógicosmec
Métodos pedagógicosmec
 
"Mi Árbol de Navidad" Capítulos 1, 2 e 3
"Mi Árbol de Navidad" Capítulos 1, 2 e 3"Mi Árbol de Navidad" Capítulos 1, 2 e 3
"Mi Árbol de Navidad" Capítulos 1, 2 e 3
 
Metodologia do treino
Metodologia do treinoMetodologia do treino
Metodologia do treino
 

Destaque

Futsal jogadores e sistemas táticos
Futsal  jogadores e sistemas táticosFutsal  jogadores e sistemas táticos
Futsal jogadores e sistemas táticosAna Carolina
 
Exercício de igualdade e superioridade em Futsal
Exercício de igualdade e superioridade em FutsalExercício de igualdade e superioridade em Futsal
Exercício de igualdade e superioridade em FutsalFutbol Tactico Brasil
 
Futsal plano de treino
Futsal  plano de treinoFutsal  plano de treino
Futsal plano de treinoBé Couto
 
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoFutsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoIvo Volmir Ribas
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teóricaNetKids
 
Aula utilização software futsal
Aula utilização software futsal Aula utilização software futsal
Aula utilização software futsal FlavioPereiraVilela
 
Rastreamento de Jogadores de Futebol em sequência de imagens
Rastreamento de Jogadores de Futebol em sequência de imagensRastreamento de Jogadores de Futebol em sequência de imagens
Rastreamento de Jogadores de Futebol em sequência de imagensRodrigo Arnaut
 
Rodrigo leitão banco de jogos 1
Rodrigo leitão   banco de jogos 1Rodrigo leitão   banco de jogos 1
Rodrigo leitão banco de jogos 1RAAZLeitao
 
Análise E-branding :: Inter de Porto Alegre
Análise E-branding :: Inter de Porto AlegreAnálise E-branding :: Inter de Porto Alegre
Análise E-branding :: Inter de Porto AlegreRafael Louzada
 
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsalTreinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsalFutbol Tactico Brasil
 

Destaque (20)

Tarefas de treinamento de Futsal
Tarefas de treinamento de FutsalTarefas de treinamento de Futsal
Tarefas de treinamento de Futsal
 
Futsal jogadores e sistemas táticos
Futsal  jogadores e sistemas táticosFutsal  jogadores e sistemas táticos
Futsal jogadores e sistemas táticos
 
Futsal trabalho
Futsal trabalhoFutsal trabalho
Futsal trabalho
 
Futsal
FutsalFutsal
Futsal
 
Exercício de igualdade e superioridade em Futsal
Exercício de igualdade e superioridade em FutsalExercício de igualdade e superioridade em Futsal
Exercício de igualdade e superioridade em Futsal
 
Futsal plano de treino
Futsal  plano de treinoFutsal  plano de treino
Futsal plano de treino
 
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoFutsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
 
Futsal exercicios treinamento
Futsal   exercicios treinamentoFutsal   exercicios treinamento
Futsal exercicios treinamento
 
Futsal
Futsal Futsal
Futsal
 
Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
 
Futebol 7
Futebol 7Futebol 7
Futebol 7
 
Aula utilização software futsal
Aula utilização software futsal Aula utilização software futsal
Aula utilização software futsal
 
Futsal infantil ensa
Futsal infantil   ensaFutsal infantil   ensa
Futsal infantil ensa
 
Rastreamento de Jogadores de Futebol em sequência de imagens
Rastreamento de Jogadores de Futebol em sequência de imagensRastreamento de Jogadores de Futebol em sequência de imagens
Rastreamento de Jogadores de Futebol em sequência de imagens
 
Sistema CAPTAS
Sistema CAPTASSistema CAPTAS
Sistema CAPTAS
 
Rodrigo leitão banco de jogos 1
Rodrigo leitão   banco de jogos 1Rodrigo leitão   banco de jogos 1
Rodrigo leitão banco de jogos 1
 
Análise E-branding :: Inter de Porto Alegre
Análise E-branding :: Inter de Porto AlegreAnálise E-branding :: Inter de Porto Alegre
Análise E-branding :: Inter de Porto Alegre
 
Autonomia para o futebol do Flamengo
Autonomia para o futebol do FlamengoAutonomia para o futebol do Flamengo
Autonomia para o futebol do Flamengo
 
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsalTreinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
Treinamento da agilidade com os pés dogoleiro de futsal
 
Apresentacao TCC
Apresentacao TCCApresentacao TCC
Apresentacao TCC
 

Semelhante a Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiva I.

Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos CarvalhalPeriodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos CarvalhalFundação Real Madrid
 
Periodização Tática - Carlos Carvalhal
Periodização Tática - Carlos CarvalhalPeriodização Tática - Carlos Carvalhal
Periodização Tática - Carlos CarvalhalFernando Farias
 
Planificacaotaticadapretemporadaemequipesprofissionais 121015090808-phpapp01
Planificacaotaticadapretemporadaemequipesprofissionais 121015090808-phpapp01Planificacaotaticadapretemporadaemequipesprofissionais 121015090808-phpapp01
Planificacaotaticadapretemporadaemequipesprofissionais 121015090808-phpapp01Bruno Comelli
 
30636606 jogos-pedagogicos
30636606 jogos-pedagogicos30636606 jogos-pedagogicos
30636606 jogos-pedagogicosRui Morraceira
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolmoko25
 
PERIODIZAÇÃO TÁCTICA: PRINCÍPIOS ESTRUTURANTES E ERROS METODOLÓGICOS NA SUA A...
PERIODIZAÇÃO TÁCTICA: PRINCÍPIOS ESTRUTURANTES E ERROS METODOLÓGICOS NA SUA A...PERIODIZAÇÃO TÁCTICA: PRINCÍPIOS ESTRUTURANTES E ERROS METODOLÓGICOS NA SUA A...
PERIODIZAÇÃO TÁCTICA: PRINCÍPIOS ESTRUTURANTES E ERROS METODOLÓGICOS NA SUA A...Raúl Oliveira
 
CIENCIA E A PRATICA - Analise-de-Desempenho.pdf
CIENCIA E A PRATICA - Analise-de-Desempenho.pdfCIENCIA E A PRATICA - Analise-de-Desempenho.pdf
CIENCIA E A PRATICA - Analise-de-Desempenho.pdfDinarte Duarte
 
1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumo1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumoRodney Martins
 
Documento Orientador
Documento OrientadorDocumento Orientador
Documento OrientadorJoão Araújo
 
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveiraPeriodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveiraBruno Comelli
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolFundação Real Madrid
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolFundação Real Madrid
 
“A congruência entre a filosofia, o treino e a realidade no Jogo de Futebol” ...
“A congruência entre a filosofia, o treino e a realidade no Jogo de Futebol” ...“A congruência entre a filosofia, o treino e a realidade no Jogo de Futebol” ...
“A congruência entre a filosofia, o treino e a realidade no Jogo de Futebol” ...António Martins Silva
 
Periodização Tática - José guilherme 2016
Periodização Tática - José guilherme 2016Periodização Tática - José guilherme 2016
Periodização Tática - José guilherme 2016Fernando Farias
 
A Pré-Época do Treinador de Gr
A Pré-Época do Treinador de GrA Pré-Época do Treinador de Gr
A Pré-Época do Treinador de GrJosé Marques
 
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzidoMonitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzidoFernando Farias
 
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzidoMonitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzidoFernando Farias
 

Semelhante a Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiva I. (20)

O modelo de jogo
O modelo de jogoO modelo de jogo
O modelo de jogo
 
Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos CarvalhalPeriodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
 
Periodização Tática - Carlos Carvalhal
Periodização Tática - Carlos CarvalhalPeriodização Tática - Carlos Carvalhal
Periodização Tática - Carlos Carvalhal
 
Planificacaotaticadapretemporadaemequipesprofissionais 121015090808-phpapp01
Planificacaotaticadapretemporadaemequipesprofissionais 121015090808-phpapp01Planificacaotaticadapretemporadaemequipesprofissionais 121015090808-phpapp01
Planificacaotaticadapretemporadaemequipesprofissionais 121015090808-phpapp01
 
30636606 jogos-pedagogicos
30636606 jogos-pedagogicos30636606 jogos-pedagogicos
30636606 jogos-pedagogicos
 
Coachidapp-eBook.pdf
Coachidapp-eBook.pdfCoachidapp-eBook.pdf
Coachidapp-eBook.pdf
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebol
 
PERIODIZAÇÃO TÁCTICA: PRINCÍPIOS ESTRUTURANTES E ERROS METODOLÓGICOS NA SUA A...
PERIODIZAÇÃO TÁCTICA: PRINCÍPIOS ESTRUTURANTES E ERROS METODOLÓGICOS NA SUA A...PERIODIZAÇÃO TÁCTICA: PRINCÍPIOS ESTRUTURANTES E ERROS METODOLÓGICOS NA SUA A...
PERIODIZAÇÃO TÁCTICA: PRINCÍPIOS ESTRUTURANTES E ERROS METODOLÓGICOS NA SUA A...
 
CIENCIA E A PRATICA - Analise-de-Desempenho.pdf
CIENCIA E A PRATICA - Analise-de-Desempenho.pdfCIENCIA E A PRATICA - Analise-de-Desempenho.pdf
CIENCIA E A PRATICA - Analise-de-Desempenho.pdf
 
1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumo1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumo
 
Documento Orientador
Documento OrientadorDocumento Orientador
Documento Orientador
 
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveiraPeriodizacao tactica um modelo de treino   jose gu ilherme oliveira
Periodizacao tactica um modelo de treino jose gu ilherme oliveira
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
 
Pt ponencia ok
Pt ponencia okPt ponencia ok
Pt ponencia ok
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
 
“A congruência entre a filosofia, o treino e a realidade no Jogo de Futebol” ...
“A congruência entre a filosofia, o treino e a realidade no Jogo de Futebol” ...“A congruência entre a filosofia, o treino e a realidade no Jogo de Futebol” ...
“A congruência entre a filosofia, o treino e a realidade no Jogo de Futebol” ...
 
Periodização Tática - José guilherme 2016
Periodização Tática - José guilherme 2016Periodização Tática - José guilherme 2016
Periodização Tática - José guilherme 2016
 
A Pré-Época do Treinador de Gr
A Pré-Época do Treinador de GrA Pré-Época do Treinador de Gr
A Pré-Época do Treinador de Gr
 
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzidoMonitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
 
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzidoMonitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
Monitorando e conhecendo melhor os trabalhos em campo reduzido
 

Mais de Futbol Tactico Brasil

Tarefas de treinamento_de_futsal_5_parte
Tarefas de treinamento_de_futsal_5_parteTarefas de treinamento_de_futsal_5_parte
Tarefas de treinamento_de_futsal_5_parteFutbol Tactico Brasil
 
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.Futbol Tactico Brasil
 
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsalIniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsalFutbol Tactico Brasil
 
Iniciação aos espaços livres no Futsal
Iniciação aos espaços livres no FutsalIniciação aos espaços livres no Futsal
Iniciação aos espaços livres no FutsalFutbol Tactico Brasil
 
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.Futbol Tactico Brasil
 
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)Futbol Tactico Brasil
 
64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal
64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal
64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsalFutbol Tactico Brasil
 
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.Futbol Tactico Brasil
 
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)Futbol Tactico Brasil
 
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.Futbol Tactico Brasil
 

Mais de Futbol Tactico Brasil (14)

Tarefas de treinamento_de_futsal_5_parte
Tarefas de treinamento_de_futsal_5_parteTarefas de treinamento_de_futsal_5_parte
Tarefas de treinamento_de_futsal_5_parte
 
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
Treinamento da força explosiva e lateralidade do goleiro.
 
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsalIniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
Iniciação ao sistema de jogo 2-2 no futsal
 
Iniciação aos espaços livres no Futsal
Iniciação aos espaços livres no FutsalIniciação aos espaços livres no Futsal
Iniciação aos espaços livres no Futsal
 
Iniciação ao pressing no futsal.
Iniciação ao pressing no futsal.Iniciação ao pressing no futsal.
Iniciação ao pressing no futsal.
 
O sistema de jogo 1_4_2_2_2
O sistema de jogo 1_4_2_2_2O sistema de jogo 1_4_2_2_2
O sistema de jogo 1_4_2_2_2
 
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
Reportagem: Copa Libertadores 2012: Corinthians, um campeão imbatível.
 
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
Como ganhar e conseguir o que te propões (2ª parte)
 
64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal
64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal
64 tarefas para o trabalho da mobilidade em futsal
 
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
Protocolo de recuperação da osteopatia dinâmica do púbis.
 
Corinthians e Boca Juniors
Corinthians e Boca JuniorsCorinthians e Boca Juniors
Corinthians e Boca Juniors
 
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
Como um treinador de futebol pode liderar a sua equipe (Parte 1)
 
O ataque direto como modelo de jogo
O ataque direto como modelo de jogoO ataque direto como modelo de jogo
O ataque direto como modelo de jogo
 
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
Éxito ou Fracaso, 5 inimigos da mente de um Jogador de Futebol profissional.
 

Práticas de jogo de prioridade tática defensiva III. Tática defensiva coletiva I.

  • 1. TAREFAS GLOBAIS PARA O TREINAMENTO ATRAVÉS DO MÉTODO INTEGRADO PRÁTICAS DE JOGO PARA A MELHORA DO TREINAMENTO EM FUTSAL PRÁTICAS DE JOGO DE TÁTICA PRIORIDADE TÁTICA DEFENSIVA DEFENSIVA (III) COLETIVA 1 Autor: Juan Iglesias Paz D entro do método integrado como modelo para o desenho de tarefas para o treinamento em futsal e seguindo a Sanz, A e Guerrero, A (2007), temos considerado adequada sua classificação das tarefas para desenhar uma série de artigos que contém tarefas para melhora do jogo no futsal. Estes autores agrupam as tarefas em três níveis de aproximação ou categoria uma situação básica se busca melhorar alguma em função do maior ou menor grau de situação de jogo real. aproximação a realidade do jogo. Como temos dito e seguindo a estes • Práticas de jogo de prioridade física. autores, podemos utilizar para desenhar nossas sessões um tipo de tarefas • Práticas de jogo de prioridade tática. que eles denominam práticas de jogo, as quais são tarefas mais simples, • Práticas de jogo de prioridade técnica. baseadas nos antigos modelos mais • Práticas de jogo de prioridade psicológica. analíticos mediante as quais a partir de 226 227 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO
  • 2. Anteriormente temos desenhado uma série de utilização de tarefas globais e significativas vamos a Antes de passar a desenhar tarefas baseadas em situações de jogo real, acreditamos conveniente artigos, os quais poderiam englobar-se dentro desenhar três tipos de tarefas: apresentar antes uma série de tarefas denominadas e agrupadas como práticas de jogo, as quais de um segundo nível de aproximação e que eles passamos a expor nos seguintes artigos. definem como tarefas jogadas. Dentro destas podemos recordar que temos proposto tarefas para a consecução dos seguintes objetivos PRÁTICAS DE JOGO PARA A MELHORA gerais do jogo: DO TREINAMENTO EM FUTSAL • Conservar-recuperar de bola. • Práticas de jogo. São as tarefas globais mais simples dentro do treinamento integrado, consistem em encadear situações • Progredir-evitar progredir. • Tarefas jogadas. básicas para acabar obtendo uma situação ou parte de uma situação de jogo real ou que se dá normalmente • Finalizar-evitar finalizar. • Tarefas de jogo real. no jogo. Por último e já em um nível de aproximação O desenho deste tipo de tarefas deve buscar delimitar uma ação tanto como seja necessário para que muito mais perto ao jogo real propõem o que se manifeste o aspecto que desejamos melhorar e nos permite focalizar a atenção em aspectos pontuais eles denominam tarefas de jogo real e que a sua do jogo. vez subdividem em três níveis denominados: Práticas de jogo para a ASSIMILAÇÃO e São tarefas nas que se dá um alto nível de concreção e se desenham este tipo de tarefas para treinamentos • Jogo real condicionado. APRENDIZAGEM de ações técnicas, táticas, físicas nos que queiramos assimilar algum aspecto do jogo que tenhamos visto que é necessário melhorar em e psicológicas individuais, grupais e coletivas com nossa equipe, já seja em nível individual, grupal ou coletivo. • Jogo real adaptado. situações simples de jogo, mas sempre tentado • Jogo real modelado. abarcar a globalidade do jogo. Em função do aspecto que queiramos melhorar estas práticas de jogo se subdividem a sua vez em quatro categorias, segundo seja o elemento a melhorar de caráter tático, técnicos, de preparação física ou Como disse Seiru-lo se trata de priorizar Tarefas jogadas para a ADAPTAÇÃO das anteriores de preparação psicológica. sem reduzir, é dizer, ainda que as tarefas se situações simples a situações similares ao jogo. Assim teremos práticas: delimitem como próprias de uma manifestação concreta tratam de dar resposta às demandas Jogo real para a APLICAÇÃO e ESTABILIZAÇÃO práticas de jogo de de jogador de maneira global e a sua vez das ações anteriores, em situações de jogo real prioridade tática, coerentes com o modelo de jogo de equipe. condicionando, adaptando ou modelando ditas Outros autores como Arjol, as denominam técnica, situações para que os jogadores ponham em prática situações simuladoras preferenciais. (SSP). e melhorem naquelas ações e momentos de jogo física ou Nós pretendemos seguindo esta classificação que se produzem durante a competição. que nos parece muito coerente, desenhar psicológica. tarefas para a melhora do jogo, mas seguindo Todos os tipos de tarefas são aplicáveis em qualquer uma logica e partindo de uma base teórica para idade e equipe, pois cada uma favorece uns objetivos Estas são tarefas por tanto o desenho das mesmas, por tudo isso e ainda concretos e até dentro da mesma sessão podemos que nos permitem melhorar que a progressão na complexidade das tarefas incluir uma prática de jogo, uma tarefa jogada e os fundamentos técnico- nos levaria a propor tarefas para o treinamento uma situação de jogo real, o que passa é que para táticos individuais e grupais cada vez mais especificas e por tanto mais e os princípios táticos, estruturar o desenho dos artigos devemos de fazê- próximas o seu terceiro nível de concreção lo de alguma forma e por isso nos parece correto ambos tanto ofensivos como e que estariam mais próximos ao jogo real, fazê-lo baseando-nos no maior ou menor grau de defensivos. vamos a dar um passo atrás para mostrar em uma série de artigos em que consistem essas aproximação ao jogo real. Também em nível coletivo práticas de jogo para passar posteriormente ao Seguindo o método global, temos proposto tarefas nos permitem melhorar desenho de tarefas globais para o treinamento jogadas para a melhora dos princípios gerais do jogo os fundamentos técnico- integrado baseadas no jogo real. ofensivo de conservar a bola, progredir para a trave táticos coletivos e que se Resumindo podemos dizer que para o rival e conseguir gol assim como sua defesa. treinamento integrado no futsal e mediante a 228 229 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO
  • 3. associam ou se manifestam principalmente nas diferentes fases da ação de jogo, ataque, defesa, e São tarefas por tanto que nos permitem melhorar os fundamentos táticos individuais e grupais e por tanto transições. os princípios táticos ofensivos como defensivos. Em nível coletivo nos permitem melhorar os fundamentos táticos coletivos e que se associam Como já temos mencionado nos podem ou se manifestam principalmente nas diferentes permitir ademais a melhora de aspectos da fases da ação de jogo, ataque, defesa e transições. preparação física, em concreto das diferentes capacidades físicas. Força, resistência, Nos seguintes artigos vamos a propor uma série de velocidade... tarefas para a melhora de algum elemento tático concreto desde este tipo de tarefas denominadas práticas de jogo nas que em cada tarefa um Por último nos possibilitam a melhora de elemento tático concreto já seja individual, grupal algum elemento psicológico já seja caráter ou coletivo e ofensivo ou defensivo buscará ser ofensivo como a criatividade, segurança melhorado mediante dita tarefa, para assim cobrir ofensiva, autoconfiança... ou defensivo como a possível necessidade do treinador de tentar a concentração, agressividade defensiva, melhorar de forma algo mais isolado nesse elemento capacidade de sacrifício, segurança concreto que o detecto que é uma carência de sua defensiva..., equipe, mas ao mesmo tempo sem perder de vista a especificidade do jogo e distanciando-o o menos possível da realidade do mesmo, e integrando-o Tudo isso aproximando-nos sempre o mais em situações o mais parecido ao contexto no que possível às situações reais do jogo nas que se vai a desenvolver durante o jogo. se manifesta dita característica, pois não Por tanto vamos a desenvolver em uma série de podemos esquecer teorizar não é mais que artigos umas práticas de jogo para a melhora dos explicar aquilo que observamos que acontece diferentes elementos táticos defensivos e ofensivos na prática e por tanto devemos observar o presentes no jogo e os faremos da seguinte forma: jogo para saber que é o que temos que treinar para melhorar e como fazê-lo da forma mais Tática individual defensiva: marcações, parecida a como acontece no jogo. temporizações defensivas, repregues, vigilâncias defensivas, coberturas, permutas defensivas... Tática grupal defensiva: temporizações, PRÁTICAS repregues, vigilâncias, coberturas, permutas, profundidade defensiva, vantagens numéricas DE JOGO DE defensivas, velocidade defensiva, pressão PRIORIDADE defensiva e equilíbrio grupal defensivo (uma linha mediante basculações ou um setor com TÁTICA escalonamentos)... Tática coletiva defensiva: velocidade defensiva, pressão defensiva, equilíbrio defensivo, ritmo de jogo moderado ou baixo, alto ou intenso e mudanças de ritmo e controle do jogo defensivo... 230 231 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO
  • 4. Tática individual ofensiva: PRÁTICAS DE JOGO PARA A MELHORA DA TÁTICA desmarques, apoios, vigilâncias ofensivas, desdobramentos ofensivos, COLETIVA DEFENSIVA 1 temporizações ofensivas, criação ocupação e aproveitamento dos TAREFA 1 BASCULAÇÕES espaços de jogo e ajudas ofensivas... Trata-se de acumular jogadores da equipe defensora na zona de bola buscando uma maior densidade defensiva e dificultando o avance rival. Deslocar-se em bloqueio toda a equipe defensora em relação ao Tática grupal ofensiva: paredes, progressão deslocamento da bola. no jogo, conservação da bola, mobilidade grupal ofensiva e mudanças de orientação... Os dois atacantes mais atrasados se passam a bola em horizontal dois ou três vezes obrigando a toda a equipe rival a deslocar-se de um lado a outro dependendo de onde está à bola, a partir desse momento Tática coletiva ofensiva: mudanças de podem jogar livre e buscar uma finalização da jogada, trata-se de assimilar e aprender o conceito de orientação, amplitude, profundidade e progressão basculação e logo deixar para que surjam problemas e que através do descobrimento guiado os jogadores ofensiva, velocidade do jogo, conservação da bola, resolvam os mesmos. equilíbrio ofensivo, ritmos de jogo, mobilidade ofensiva e controle do jogo ofensivo... Assim quando se produza um erro defensivo e um companheiro saia em nossa ajuda terá múltiplas formas validas para resolvê-lo, mas a equipe tem que encontrar uma que lhe vaia bem e que todos conheçam. O jogador superado será ajudado pelo jogador “x” e sua vez sua posição a ocupar o jogador “y” e assim sucessivamente. TÁTICA Variante: se, se produz um roubo da bola deixamos que se jogue o contra-ataque e ao finalizar a ação COLETIVA se para e se reinicia com a mesma tarefa inicial. Ao cabo de um momento se mudam os papeis e o que atacava passa a defender. DEFENSIVA 1 Assim, neste artigo e nos dois seguintes, atenderemos aos elementos componentes da tática coletiva defensiva. Por tanto apresentaremos práticas de jogo de prioridade tática para a melhora de algumas das seguintes táticas coletivas defensivas: basculações, cilada ou armadilha, cobertura a linha, defesa de ajuste, defesa de soltar e mudar, densidade defensiva e despregue. 232 233 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO
  • 5. TAREFA 3 COBERTURA A LINHA TAREFA 2 CILADA OU ARMADILHA Trata-se por parte dos defensores de deixar ou orientar aos rivais para que realizem um passe a uma das bandas e uma vez ali com a orientação de nossa carreira fechar-lhe as linhas de passe e afogá-lo ali com uma pressão de vários jogadores a vez. A equipe atacante inicia o jogo com a bola em poder de seu jogador mais atrasado, este avança até que não lhe fique mais remédio que passar a bola a uma banda, uma vez que se produz este passe os defesas iniciam os movimentos para realizar essa pressão em banda e provocar superioridades numéricas de 2x1 e 3x1. É fundamental que o defensor mais avançado impeça que a bola volte ao meio ao jogador que iniciou a ação e que possam sair jogando pelo lado contrário quando a equipe se encontra basculando para o outro lado. Para favorecer o trabalho dos defensores os atacantes só podem avançar com a bola controlada pelas bandas. Como seu nome indica se trata de que um jogador mais atrasado esteja situado para ajudar a qualquer Variante: deixar que se jogue com seu goleiro e que tentem sair pelo lado contrário, até que os defesas de seus companheiros mais avançados e realizando uma cobertura no momento em que um deles seja encontrem o momento idôneo para realizar esta tática coletiva defensiva. superado por seu oponente direto com bola. Três atacantes se passa a bola em sua própria quadra frente a três defesas que não podem entrar a roubar na zona onde estes movem a bola. Quando um deles considera que tem vantagem então pode entrar em campo rival e tentar regatear a seu defensor, é então quando o defensor mais recuado sai em sua ajuda. Uma vez que isso acontece se deixa finalizar livremente a ação, os atacantes tratam de marcar e os defesas de evitar o gol. A diferença com respeito a quando propúnhamos esta prática de jogo como uma tática grupal é que a jogada finalizava com uma inferioridade numérica dos atacantes 3x4, agora como tática grupal participam 4x4 e uma vez que o jogador mais recuado realiza a cobertura a linha seu oponente direto fica livre e tem que resolver como defender essa situação. Como sempre múltiplas possibilidades em função da posição do rival e dos companheiros, experimentar várias vezes para ver as possíveis soluções a cada uma delas. 234 235 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO
  • 6. TAREFA 4 DEFESA DE AJUSTE TAREFA 5 DEFESA DE SOLTAR E TROCAR Consiste em ir ajustando as posições defensivas aos movimentos e desequilíbrios dos rivais, Os defesas buscam situações de 2x1 para isso o defensor do jogador com bola trata de obrigá- desenvolvendo-se uma situação de ajudas constantes e permanentes com mudanças de marca cada lo a conduzir para uma banda e fechando-lhe o passe para trás, ao mesmo tempo o resto de vez que a situação o requer. defensores se situam de tal maneira que se coloquem na linha de passe a seu marcador direto Joga-se um 4x4 no que os companheiros de defensor do jogador com bola têm que estar atentos por se para que o jogador com bola não o encontre e no momento oportuno saltar sobre a trajetória do este é superado por seu oponente para sair algum deles e o resto reajustar as marcação. jogador que conduz e soltar sua marcação para jogar-se um 2x1 e ajudar a seu companheiro que vem perseguindo ao jogador com bola. Para favorecer esta tática defensiva o defesa superado não pode recuperar sua posição para voltar a defender ao mesmo jogador senão que terá que buscar ao jogador que ficou livre trás as mudanças de O feche muda sua marcação e sai para o ala direita e o goleiro vigia ao ponta atacante até que marcação de seus companheiros. chegue o defensor de banda esquerda ou o ponta a defender ou bem seus companheiros recuperem a bola no 2x1 em banda. O jogador superado trata de repregar e marcar ao ponta rival e o defensor de banda direita reprega um pouco por se este não chegasse a tempo a colher a marcação do central que saiu a banda esquerda. Como sempre se podem estabelecer ajustes diferentes em função do que cada treinador considere oportuno. 236 237 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO
  • 7. TAREFA 6 DENSIDADE DEFENSIVA TAREFA 7 DESPREGUE Refere-se ao número de metros quadrados que tem que defender cada jogador em função do espaço no Consiste em acossar ao rival ou rivais para arrebatar-lhes a bola, se pode classificar por sua que se defende. A densidade defensiva é inversamente proporcional ao número de metros defendidos, intensidade (pressing se quer recuperar imediatamente a bola ou pressão se pode recuperar em assim uma densidade defensiva alta se refere a que cada jogador tem que defender um espaço pequeno uma ação posterior), lugar da quadra (1/2 quadra, ¾ ou quadra completa) e objetivo (a bola ou um e uma densidade defensiva alta quer dizer que o jogador tem que defender uma grande quantidade de adversário). metros. Geralmente quando observamos alguma debilidade no rival já seja psicológica (nervos, dúvidas...), Jogamos 4x4 e defendemos com diferentes posicionamentos para que os físicas (resistência, força, velocidade ou flexibilidade), técnicas (pouca qualidade, má controle...), jogadores experimentem e distingam a diferença entre ter que defender táticas (juventude, inexperiência, falta de formação tática...), lateralidade (perna débil), zona da muitos metros ou poucos metros. quadra (centrado ou em banda), tempo de jogo ou resultado do jogo... Joga-se um 4x4 em que os defesas têm que decidir se pressionar ou não e em que momento fazê- lo e ante que rival, observar alguma das questões anteriores. Para isso primeiro defendemos 1-2-1 em ¼ de quadra, é Os treinadores podem propor que uma equipe ataque constantemente e que a equipe defensora dizer, repregados tente pressionar ou em uma zona concreta do campo, por exemplo, jogador pouco hábil em banda, perto de nossa ou a um rival concreto, ou quando o jogador realize um mau controle, ou bem quando observaremos trave e os defesas qualquer outra debilidade no rival. comprovam que têm Estabelecer só uma ou duas destas premissas e premiar a equipe quando roube alguma destas poucos metros que situações. defender e as ajudas estão muito perto. Posteriormente defendemos igual, mas subimos a defesa a toda quadra e cada jogador agora tem muitos mais metros que defender. Depois de certo tempo mudamos os roles e os atacantes passam a defender. 238 239 AGOSTO Futsal © Artigo publicado em www.futbol-tactico.com Futsal AGOSTO