Intimidação, Ameaça e Violência no 
Trabalho 
Francisco Rodrigues Alves
Por que atualmente se pensa que 
trabalhar deveria ser bom?... 
Tripalium
Trabalhar não é fácil 
• As condições de trabalho já foram muito piores 
• No entanto, o mercado de trabalho mudou muito n...
Tendências de trabalho 
• Contratos flexíveis (“Zero Hour”, “At Will”, etc) 
• Desequilíbrio entre “nativos e estrangeiros...
Era Vitoriana: separação clara entre o 
público e o privado 
• A relação de trabalho excluía a 
intimidade (espaço do priv...
8
Daniel Faux + 
Sophie Delvaux 
Assédio: 
enfraquecimento dos 
sindicatos e dominação do 
pensamento capitalista
Hirigoyen (1988) 
! P: aspecto masoquista na relação 
do assédio moral 
! propensão do agredido em ocupar 
essa posição (“...
a) o desnível de força entre 
‘agressor’ e ‘agredido’ 
b) a tentativa de exclusão 
c) o prejuízo psicológico ou físico 
d)...
Dan Olweus (1993) 
• “Victimizing actions” 
• Traços aversivos para o alvo 
• Duração de um longo período de 
tempo 
• Env...
Dan Olweus (1993) 
bullying 
mobbing
Lyn Quine (1995) 
Efeitos 
Outros autores: Intenção
Assédio Moral na cultura 
• O método - o que você faria? (Marcelo Piñero 2005)
Assédio Moral na cultura
Bullying 
• Karate 
Kid 
I, 
de 
1984
Bullying vs Assédio Moral 
• Assédio moral: depreciação da estima profissional, atividades 
aquém ou além das habilidades,...
a Folha de S.Paulo no Twitter SSeegguuiirr 
Siga 19/06/2013 -­ 13h40 
7,2% dos jovens sofrem bullying e 20,8% 
praticam o ...
• A etimologia do termo bully 
remonta a 1530, do holandês 
“boel’, amante, companheiro, 
originalmente ‘querido (a)’. 
• ...
Bullying na cultura 
• O Bully na cultura geralmente é mostrado no seu lado ridículo, 
alguém que tem menos recursos intel...
Bullying na Cultura 
• “Em 
um 
Mundo 
Melhor” 
(Hævnen, 
Susanne 
Bier, 
2010)
Mobbing
Mobbing 
• Criado pelo etólogo Konrad Lorenz e posteriormente recuperado 
pelo médico e psicoterapeuta sueco Peter Heinema...
Mobbing na Cultura 
• A Letra Escarlate (1926, 1995)
Mobbing na Cultura 
• A Onda (Die Welle) - Dennis Gansel 
(2008)
Mobbing na Cultura 
A Caça (Jagten, 2012)
Haeven
Tratamentos 
possíveis?
Hipótese 1: Assédio Moral 
! Reconstruir o projeto 
profissional | existencial 
! Assim como no trauma 
ou TEPT, perde-se ...
Hipótese 2: Bullying 
! Como nas fobias, dois mecanismos 
funcionam bem: evitamento e ‘fuga para 
adiante’ 
! A culpa está...
Hipótese 3: Mobbing 
! TEPT e sobrevivência 
! Recontar a história (e ‘nomear nomes’) 
! Buscar o ‘trauma anterior’?
Frod.alves@gmail.com 
Francisco Rodrigues Alves (P & C)
Aula Especialização Prove Unifesp (25/11/14)
Aula Especialização Prove Unifesp (25/11/14)
Aula Especialização Prove Unifesp (25/11/14)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula Especialização Prove Unifesp (25/11/14)

242 visualizações

Publicada em

Aula de Francisco na Especialização o Prove - Unifesp sobre violência e mal estar no ambiente de trabalho.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
242
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula Especialização Prove Unifesp (25/11/14)

  1. 1. Intimidação, Ameaça e Violência no Trabalho Francisco Rodrigues Alves
  2. 2. Por que atualmente se pensa que trabalhar deveria ser bom?... Tripalium
  3. 3. Trabalhar não é fácil • As condições de trabalho já foram muito piores • No entanto, o mercado de trabalho mudou muito nos últimos 20 anos (e deve mudar mais)
  4. 4. Tendências de trabalho • Contratos flexíveis (“Zero Hour”, “At Will”, etc) • Desequilíbrio entre “nativos e estrangeiros” • Mais terceirização • Em 2013: Bradesco, Banco do Brasil e Gol (entre muitas) atingiram lucro recorde através de cortes de custos (= pessoas) = Menos Garantias Muito mais risco Mais estresse
  5. 5. Era Vitoriana: separação clara entre o público e o privado • A relação de trabalho excluía a intimidade (espaço do privado) 1900 (pós Freud, 1909): nasce nos EUA o “discurso terapêutico” 1950s: O ambiente organizacional passa a ser inundado de emoções Hoje: Fronteira entre público e privado e trabalho / não-trabalho se dissolveu
  6. 6. 8
  7. 7. Daniel Faux + Sophie Delvaux Assédio: enfraquecimento dos sindicatos e dominação do pensamento capitalista
  8. 8. Hirigoyen (1988) ! P: aspecto masoquista na relação do assédio moral ! propensão do agredido em ocupar essa posição (“pré-depressão”) ! Psicanálise?
  9. 9. a) o desnível de força entre ‘agressor’ e ‘agredido’ b) a tentativa de exclusão c) o prejuízo psicológico ou físico d) a repetição (recorrência) > 6 meses
  10. 10. Dan Olweus (1993) • “Victimizing actions” • Traços aversivos para o alvo • Duração de um longo período de tempo • Envolvem desequilíbrio de poder entre agressor e vítima
  11. 11. Dan Olweus (1993) bullying mobbing
  12. 12. Lyn Quine (1995) Efeitos Outros autores: Intenção
  13. 13. Assédio Moral na cultura • O método - o que você faria? (Marcelo Piñero 2005)
  14. 14. Assédio Moral na cultura
  15. 15. Bullying • Karate Kid I, de 1984
  16. 16. Bullying vs Assédio Moral • Assédio moral: depreciação da estima profissional, atividades aquém ou além das habilidades, envolvimento em situações degradantes • Bullying: ameaça, sugestão de violência • Violência na forma de intimidação, ameaças, domínio. • A experiência da ameaça é traumática, mas o tempo da violência é o futuro (a ameaça é mais intensa que o ato violento em si, que pode nem ocorrer).
  17. 17. a Folha de S.Paulo no Twitter SSeegguuiirr Siga 19/06/2013 -­ 13h40 7,2% dos jovens sofrem bullying e 20,8% praticam o ato contra colegas PEDRO SOARES DO RIO Recomendar 18 0 O bullying nas escolas brasileiras, sejam elas públicas ou privadas, é uma prática comum e presente ao lado de outros problemas como falta de amigos e sentimento de solidão entre os adolescentes, que podem desencadear doenças como depressão e outras ligadas à saúde mental. O retrato surge dos dados da Pense (Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar), feita pelo IBGE em parceria com o Ministério da Saúde. Numa evidência da existência de bullying, 7,2% dos alunos do último ano do ensino fundamental afirmaram que "sempre ou quase sempre se sentiram humilhados por provocações dentro da escola" nos 30 dias anteriores ao levantamento (levado a campo em setembro passado). 27% dos estudantes menores de idade já dirigiram veículo motorizado, diz IBGE Um terço das meninas já tentou emagrecer, diz IBGE A proporção, porém, de adolescentes que praticam algum tipo de bullying em colegas de escolas é ainda maior, atingindo 20,8% dos adolescente do último ano -­-­cuja faixa etária varia predominantemente de 13 a 15 anos. "Sem dúvida isso é uma sinalização que de esses alunos podem ter problemas mentais no futuro e que eles já sofrem no presente", disse Marco Antonio Andreazzi, gerente do IBGE responsável pela pesquisa. Na mesma pesquisa realizada em 2009 (restrita às capitais), 5,4% relataram sofrer bullying. O percentual subiu para 6,9% dos alunos das capitais em 2012. SOLIDÃO Outro fator que indica a possibilidade de doenças mentais no futuro, como depressão e outras, é a ausência de amigos e o sentimento de solidão. Entre os adolescentes pesquisados, 3,5% disseram não ter amigos -­-­4,6% entre as meninas e 2,5% entre os garotos. Já a sensação de estarem sozinhos foi relatada por 16,4% dos alunos -­-­10,7% entre os meninos e 21,7%, ou seja mais do que o dobro, entre as adolescentes do sexo feminino. Estopim para algumas doenças como esquizofrenia, por exemplo, o uso de drogas já tinha sido usada alguma vez por 7,3% dos adolescentes. Desses, 34,5% usaram maconha e 6,4% tiveram contato com o crack. Para o IBGE, porém, o dado mais preocupante é que 0,5% dos adolescentes que estão matriculados usaram crack nos 30 dias anteriores à pesquisa -­-­o percentual no caso da maconha é de 2,5%. "Todos sabemos que o crack é um problema de saúde pública e uma droga que afasta do convívio social, que degrada o usuário. É surpreendente que 0,5% dos alunos usem crack e permaneçam na escola." + CANAIS Acompanhe a editoria de Cotidiano no Twitter www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/06/1297640-72-dos-jovens-sofrem-bulliyng-e-208-praticam-o-ato-contra-colegas.shtml Folha de S.Paulo no Folha de S.Paulo Curtir 1.687.177 pessoas curtiram Folha de S.Paulo. Plug-‐‑in social do Facebook PUBLICIDADE 1. Vídeo mostra tensão da equipe de Haddad durante protestos nesta terça em SP 2. Eduardo Paes também anuncia redução de tarifa de ônibus no Rio 3. Brasileiros se reúnem no centro de Melbourne em apoio a protestos 4. Alckmin e Haddad decidem voltar tarifa de ônibus e metrô para R$ 3 5. Brasileiros protestam no México em apoio às manifestações populares no Brasil PUBLICIDADE CURSOS ON-­Inglês Alemão O Silêncio das Montanhas Novo livro autor de Caçador já está De: 39,90 Por: 31,90 Maior | Menor Enviar por e-­mail Comunicar erros Link http://folha.com/no1297 64 0
  18. 18. • A etimologia do termo bully remonta a 1530, do holandês “boel’, amante, companheiro, originalmente ‘querido (a)’. • A expressão se deteriora no século 17 para bully-ruffian, no qual a conexão entre amante e rufião sugere o sentido de “protetor” (e amante) de uma prostituta. • Bullying O termo tem variações de sentido, mas se transforma na idéia da tradução atual de “valentão.” O bully é essencialmente alguém que intimida.
  19. 19. Bullying na cultura • O Bully na cultura geralmente é mostrado no seu lado ridículo, alguém que tem menos recursos intelectuais e, por isso, utiliza a força física. Nelson Muntz Moe
  20. 20. Bullying na Cultura • “Em um Mundo Melhor” (Hævnen, Susanne Bier, 2010)
  21. 21. Mobbing
  22. 22. Mobbing • Criado pelo etólogo Konrad Lorenz e posteriormente recuperado pelo médico e psicoterapeuta sueco Peter Heinemann • Mob: horda, turba • Um grupo que, através de barbárie, visa expelir (até mesmo pela destruição)
  23. 23. Mobbing na Cultura • A Letra Escarlate (1926, 1995)
  24. 24. Mobbing na Cultura • A Onda (Die Welle) - Dennis Gansel (2008)
  25. 25. Mobbing na Cultura A Caça (Jagten, 2012)
  26. 26. Haeven
  27. 27. Tratamentos possíveis?
  28. 28. Hipótese 1: Assédio Moral ! Reconstruir o projeto profissional | existencial ! Assim como no trauma ou TEPT, perde-se noção de continuidade ! Evitar a ‘vítima’ ou ‘vingador’
  29. 29. Hipótese 2: Bullying ! Como nas fobias, dois mecanismos funcionam bem: evitamento e ‘fuga para adiante’ ! A culpa está fora ! Sobrevivente ! Apoio da rede social
  30. 30. Hipótese 3: Mobbing ! TEPT e sobrevivência ! Recontar a história (e ‘nomear nomes’) ! Buscar o ‘trauma anterior’?
  31. 31. Frod.alves@gmail.com Francisco Rodrigues Alves (P & C)

×