P.M. INDIANA
CP 01/2014
CARGO: COORDENADOR PEDAGÓGICO
Inscrição nº: ________________
Assinatura do Candidato: ____________...
1
Cargo: Coordenador Pedagógico
Língua Portuguesa
01. Observe:
"A tragédia foi descrita magistralmente por William
Shakesp...
2
17. Os dois círculos abaixo representam, respectivamente, o
conjunto L dos amigos de Luís e o conjunto R dos amigos de
R...
3
a) Os dois parágrafos estão corretos.
b) Os dois parágrafos estão incorretos.
c) Apenas o primeiro parágrafo está incorr...
4
a) Rever currículos, conteúdos e práticas pedagógicas não
somente para o primeiro ano, mas para todo o ensino
fundamenta...
5
39. De acordo com o Parecer CNE/CEB n.º 17/01, os princípios
que fundamentam o direito à Educação das pessoas que
aprese...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cargo coordenador pedagogico

338 visualizações

Publicada em

Publicada em: Carreiras
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
338
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cargo coordenador pedagogico

  1. 1. P.M. INDIANA CP 01/2014 CARGO: COORDENADOR PEDAGÓGICO Inscrição nº: ________________ Assinatura do Candidato: ________________________________________ Conrio Concursos Públicos e Assessoria www.conrio.com.br www.pciconcursos.com.br
  2. 2. 1 Cargo: Coordenador Pedagógico Língua Portuguesa 01. Observe: "A tragédia foi descrita magistralmente por William Shakespeare, no século XVII, no texto em que Otelo mata sua amada Desdêmona.(...)" O numeral que é lido da mesma forma que o registrado neste fragmento de texto encontra-se em: a) Dom João VI. b) Artigo IV. c) Papa João XXIII. d) Capítulo VII. 02. A palavra "descrita", do fragmento acima, tem como sinônimo: a) Deixada. b) Reservada. c) Limitada. d) Exposta. 03. Marque a alternativa em que a preposição grifada não apresenta valor gramatical. a) "A proteção dela não necessita..." b) "É preciso que haja um olhar de amor." c) "... ruas de quimeras." d) "... pela lucidez da gratidão." 04. Observe: "No dia 08 de março há homenagens às mulheres por todas as partes do mundo." "Há homenagens às mulheres" pode ser substituído por: a) Há demonstração de admiração. b) Há admiração pelas mulheres. c) Tem mulheres respeitadas. d) Há descrições de mulheres. 05. Observe as palavras abaixo, todas adjetivos pátrios compostos, e marque a alternativa correta: I. Ítalo-germânico. II. Greco-romano. III. Austro-húngaro. IV. Sino-americano. a) I está incorretamente grafada. b) Apenas IV está incorretamente grafada. c) Apenas II está corretamente grafada. d) Todos os adjetivos pátrios compostos estão corretamente grafados. 06. Assinale a forma verbal grafada de maneira incorreta: a) Deságua. b) Deságuais. c) Deságuas. d) Deságuo. 07. Assinale a alternativa cujo termo sublinhado é um pronome oblíquo. a) É somente dela a responsabilidade por seus atos. b) Não posso compreender sua atitude. c) Não os conheço. d) Ela disse apenas a verdade quando inquirida pelo diretor da empresa. 08. É uma palavra paroxítona incorretamente grafada: a) Jóia. b) Táxi. c) Blêizer. d) Méier. 09. Em "Mal chegaram, o jantar foi servido.", o termo grifado é: a) Equivalente a "quando". b) Uma oração subordinada adverbial final. c) Um advérbio de modo. d) Um advérbio de lugar. 10. Em "Moça, me dá um dinheiro pra comprar um pãozinho.", o termo grifado é um: a) Aposto. b) Sujeito. c) Adjunto adverbial. d) Vocativo. Matemática/ Raciocínio Lógico 11. Todo A é B, e todo C não é B, portanto: a) Nenhum B é A. b) Nenhum A é C. c) Algum B é C. d) Algum A é C. 12. Se Fábio mentiu, então ele é culpado. Logo: a) Fábio mentiu. b) Se Fábio é culpado, então ele mentiu. c) Fábio é culpado. d) Se Fábio não é culpado, então ele não mentiu. 13. Se chove então faz frio. Assim sendo: a) Chover é condição necessária para fazer frio. b) Fazer frio é condição suficiente para chover. c) Chover é condição suficiente para fazer frio. d) Chover é condição necessária e suficiente para chover. 14. Samantha é mais gorda que Joyce. Leandra é menos gorda que Joyce. Logo: a) Leandra é mais gorda do que Joyce. b) Samantha é menos gorda do que Joyce. c) Joyce é mais gorda que Samantha. d) Leandra é menos gorda que Samantha. 15. Todo rinoceronte é um animal. Logo: a) Toda cabeça de animal é cabeça de rinoceronte. b) Toda cabeça de rinoceronte e cabeça de animal. c) Todo animal é rinoceronte. d) Nem todo rinoceronte é animal. 16. Há três suspeitos de um crime: o padeiro, o confeiteiro e a atendente. Sabe-se que o crime foi efetivamente cometido por um ou por mais de um deles, já que podem te agido individualmente ou não. Sabe-se ainda, que: I - Se o cozinheiro é inocente, então o confeiteiro é culpado. II – Ou a atendente é culpada ou o confeiteiro é culpado, mas não os dois. III – A atendente não é inocente. a) O padeiro e a atendente são os culpados. b) O confeiteiro e a atendente são os culpados c) Somente o confeiteiro é culpado. d) Somente o padeiro é culpado. www.pciconcursos.com.br
  3. 3. 2 17. Os dois círculos abaixo representam, respectivamente, o conjunto L dos amigos de Luís e o conjunto R dos amigos de Ronaldo. Sabendo que a parte sombreada do diagrama NÃO possui elemento algum, então: a) Nenhum amigo de Luís é amigo de Ronaldo. b) Algum amigo de Luís não é amigo de Ronaldo. c) Todo amigo de Luís é também amigo de Ronaldo. d) Todo amigo de Ronaldo é também amigo de Luís. 18. Escreva o vetor w = (2,7) ϵ IR 2 como uma combinação linear dos vetores u = (1,2) e v = (1,-1) de IR 2 . a) w = 3u + (-1)v. b) w = 4u + 2v. c) w = 5u + 1v. d) w = -1u + (-3)v. 19. Karina fez a seguinte afirmação: “Domingo irei visitar Karen ou Karine”. Se, no domingo, Karina: a. visitar Karen e, também, Karine. b. visitar Karen e não visitar Karine. c. não visitar Karen, mas visitar Karine. d. não visitar Karen e nem Karine. Karina terá cumprido sua promessa nas situações: a) somente (a) e (b). b) somente (a). c) (a), (b) e (c). d) somente (b). 20. Considere as proposições p e q, ambas (V), e as proposições simbólicas: I. p ˄ (~q) II. (~p)˄ q III. (~p)˅ q Então, podemos afirmar que são (V) as proposições: a) Somente (III). b) Somente (II). c) Somente (I). d) (I) e (III). Conhecimentos Específicos 21. A avaliação formativa é a componente indispensável e indissociável da prática pedagógica, suas múltiplas funções se consubstanciam na orientação e regulação do processo ensino-aprendizagem no âmbito da aprendizagem significativa. Para o aluno, a função dessa concepção de avaliação é fornecer subsídios para que ele compreenda o seu próprio processo de aprendizagem e o funcionamento de suas capacidades cognitivas subjacentes na resolução de problemas. Dentro desse escopo, o foco se desloca do nível do desempenho para o da ___________ a) Avaliação. b) Competência. c) Prática docente. d) Atitude e dos procedimentos. 22. O Parecer CNE/CEB nº. 11/2000, do Conselho Nacional de Educação, estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e define as suas funções, visando conceber o caráter de educação permanente, por meio de um processo de aprendizagem que se dá ao longo da vida, defendendo o princípio da igualdade de oportunidades e enfatizando a necessidade de se resgatar a dívida social com os brasileiros que não tiveram acesso à educação na faixa etária regularmente escolarizável. Sobre os exames da EJA, assinale a alternativa INCORRETA: a) Os exames da EJA devem primar pela qualidade, pelo rigor e pela adequação. Eles devem ser avaliados de acordo com o art. 9º, VI da LDB. É importante que tais exames estejam sob o império da lei, isto é, que sua realização seja autorizada, pelos órgãos responsáveis, em instituições oficiais ou particulares, especificamente credenciadas e avaliadas para este fim. b) Os exames só poderão ser oferecidos por instituições que hajam obtido autorização, credenciamento específico e sejam avaliadas em sua qualidade pelo poder público, de acordo com o art. 7º, o art. 10, IV, o art. 17, III, o art. 18, I da LDB e, no caso de educação a distância, consoante o Decreto n. 2.494/98. c) As instituições educacionais de direito público ou de direito privado, que sejam credenciadas para fins de exames supletivos, regram-se pelo art. 37 da Constituição Federal, que assume o cidadão na condição de participante e usuário de serviços públicos prestados. Diz o artigo 37, § 6º: As pessoas jurídicas de direito público e as de direito privado prestadoras de serviços públicos responderão pelos danos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a terceiros, assegurado o direito de regresso contra o responsável nos casos de dolo ou culpa. d) A LDB marca as idades mínimas para a realização dos exames supletivos. Também o ensino médio tem duração mínima de três anos, logicamente a partir dos 14 ou 15 anos. A questão relativa à idade dos exames supletivos deve ser tratada com muita atenção e cuidado de modo que favoreça a dispensa dos estudos do ensino fundamental e médio nas faixas etárias postas na lei a fim de se evitar uma precoce saída do sistema formativo oferecido pela educação escolar. 23. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9.394/1996, avalie as afirmativas a seguir. A educação profissional e tecnológica abrangerá os seguintes cursos: (Incluído pela Lei nº 11.741, de 2008). I – de formação inicial e continuada ou qualificação profissional; (Incluído pela Lei nº 11.741, de 2008). II – de educação profissional técnica de nível médio; (Incluído pela Lei nº 11.741, de 2008). III – de educação profissional tecnológica de graduação e pós- graduação. (Incluído pela Lei nº 11.741, de 2008). Estão corretas as afirmações a) Todas estão corretas. b) Todas estão incorretas. c) Somente I e II estão corretas. d) Somente II e III estão corretas. 24. De acordo com a LDB, Art.32, verifique quais parágrafos estão corretos: § 1º É facultado aos sistemas de ensino desdobrar a educação básica em ciclos. § 2º Os estabelecimentos que utilizam progressão regular por série podem adotar no ensino fundamental o regime de progressão continuada, sem prejuízo da avaliação do processo de ensino-aprendizagem, observadas as normas do respectivo sistema de ensino. www.pciconcursos.com.br
  4. 4. 3 a) Os dois parágrafos estão corretos. b) Os dois parágrafos estão incorretos. c) Apenas o primeiro parágrafo está incorreto. d) Apenas o segundo parágrafo está incorreto. 25. De acordo com a LDB, a educação infantil será oferecida em: I - creches, ou entidades equivalentes, para crianças de até três anos de idade. II - pré-escolas, para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade. III- creches, ou entidades equivalentes, para crianças até 6 (seis) anos de idade. IV- pré-escolas, para crianças de 3 (três) a 6 (seis) anos de idade. Estão corretas as afirmações: a) I e IV apenas. b) II e III apenas. c) I e II apenas. d) III e IV apenas. 26. Segundo as disposições do Estatuto da Criança e do Adolescente, NÃO representa medida de prevenção especial: a) Classificação indicativa das atividades de diversão e dos espetáculos públicos. b) Proibição de veiculação de programas televisivos de conteúdo não educativo (educacional, artístico, cultural ou informativo) em horário recomendado para o público infanto-juvenil. c) Proibição de que crianças e adolescentes tenham acesso a fitas de vídeo e similares, por venda ou aluguel, se o seu conteúdo for impróprio. d) Proibição de que crianças e adolescentes matriculem- se em cursos de artes marciais, como judô e karatê. 27. Toda escola tem objetivos que deseja alcançar, metas a cumprir e sonhos a realizar. O conjunto dessas aspirações, bem como os meios para concretizá-las, é o que dá forma e vida ao chamado projeto político-pedagógico - o famoso PPP. De acordo com os princípios orientadores da construção e implementação do Projeto Político-Pedagógico, certos pressupostos precisam ser assegurados para que ele cumpra seu papel de definidor e articulador dos processos pedagógicos e políticos, privilegiados pela escola. Esses pressupostos se configuram, sobretudo: a) No caráter de processo de construção/reconstrução permanentes e, assim, seus objetivos e resultados não devem ser gradativos, mediatos e flexíveis. b) Na necessidade de ser construído e desenvolvido com a participação da comunidade escolar que conhece sua cultura, seus problemas, suas expectativas, suas necessidades. c) Na definição de uma equipe que coordene sua implementação e desenvolvimento, sendo necessário que haja uma liderança, zelando pela sua execução, onde essa equipe que lidera não deve passar por um rodízio. d) Na explicitação clara das suas metas e das condições subjetivas dadas para sua implementação, somente em nível infra-estrutural. 28. A educação especial , prevista pela Lei 9.394/96 (Lei de Diretrizes e Bases – LDB) se define como: a) Uma modalidade de educação escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino para os alunos portadores de necessidades educacionais especiais. b) Uma modalidade de educação escolar oferecida em instituições clínicas e/ ou hospitalares. c) Uma modalidade escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino para atender exclusivamente os portadores de altas habilidades. d) Uma modalidade de educação escolar oferecida em instituições particulares de ensino para atender aos educandos portadores de necessidades especiais. 29. Os recursos didáticos fazem a mediação entre o processo metodológico do educador e a assimilação do processo ensino- aprendizagem para o aluno. A função dos recursos didáticos no processo ensino-aprendizagem é estimular o ambiente educacional, possibilitando um maior desenvolvimento das habilidades a serem adquiridas pelo educando. Dinamizar uma aula requer didática, metodologia e recursos didáticos, a dosagem correta dos recursos vai de encontro das propostas elaboradas no planejamento escolar, caberá o professor a utilização de forma correta e produtiva. Os meios de ensino ou materiais didáticos são um dos eixos vertebrais de grande parte das ações de ensino e aprendizagem desenvolvidas em qualquer dos níveis e modalidades de educação. Desde o período da educação infantil até o ensino universitário, na educação a distância, na educação não formal... em definitivo, em qualquer atividade formativa, sempre existe algum tipo de meio impresso, audiovisual ou informático – de referência e apoio para os docentes e alunos. Com base na reflexão acima, podemos concluir que: a) A relevância dos meios nos processos de ensino está condicionada mais pelos conteúdos apresentados e menos pelo contexto da situação educativa. b) Os meios são meros depositários de informação e sua importância depende dos usos que os sujeitos fizerem no processo de ensino e aprendizagem. c) Os meios de ensino não diferem de outros meios de comunicação social, uma vez que estes podem se converter em meio de ensino. d) Em qualquer meio material de ensino deve existir algum tipo de sistema de símbolo ou referente que represente algo diferente de si mesmo. 30. A ação mediadora é uma postura construtivista em educação, onde a relação dialógica,de troca discussões, provocações dos alunos, possibilita entendimento progressivo entre professor/aluno. O conhecimento dos alunos é adquirido com a interação com o meio em que vive e as condições deste meio, vivências, objetos e situações ultrapassam os estágios de desenvolvimento e estabelecem relações mais complexas e abstratas, de forma evolutiva a partir de uma maturação. O meio pode acelerar ou retardar esse processo. Compreender essa evolução é assumir compromisso diante as diferenças individuais dos alunos. Quanto ao erro, na concepção mediadora da avaliação, a correção de tarefas é um elemento positivo a Na avaliação mediadora, defendida por Jussara Hoffmann (1993), o acesso escolar pode ser visto como ingresso ou como permanência. O acesso a outras séries e graus de ensino, por permanência do aluno na escola ocorre por meio: a) Da oferta de vagas no ensino público, o que não implica na continuidade de estudos. b) Do acesso de todos na escola pública, independente das barreiras que impedem o sucesso escolar. c) De um processo de aprendizagem contínua que lhe possibilite, de fato, o acesso a outros níveis de saber. d) Da inclusão dos alunos inaptos, determinante no insucesso escolar. 31. A implantação de uma política de ampliação do ensino fundamental de oito para nove anos de duração exige tratamento político, administrativo e pedagógico, uma vez que o objetivo de um maior número de anos no ensino obrigatório é assegurar a todas as crianças um tempo mais longo de convívio escolar com maiores oportunidades de aprendizagem. Ressalte-se que a aprendizagem não depende apenas do aumento do tempo de permanência na escola, mas também do emprego mais eficaz desse tempo: a associação de ambos pode contribuir significativamente para que os estudantes aprendam mais e de maneira mais prazerosa. As Orientações para a inclusão da criança de seis anos de idade no Ensino Fundamental de 9 anos indicam como necessário EXCETO: www.pciconcursos.com.br
  5. 5. 4 a) Rever currículos, conteúdos e práticas pedagógicas não somente para o primeiro ano, mas para todo o ensino fundamental. b) Compilar conteúdos de duas etapas da educação básica. c) Qualificar o ensino e a aprendizagem da alfabetização e do letramento. d) Enfatizar a infância das crianças de seis a dez anos de idade. 32. Num mundo como o atual, de tão rápidas transformações e de tão difíceis contradições, estar formado para a vida significa mais do que reproduzir dados, determinar classificações ou identificar símbolos. Significa: saber se informar, comunicar-se, argumentar, compreender e agir; enfrentar problemas de diferentes naturezas; participar socialmente, de forma prática e solidária; ser capaz de elaborar críticas ou propostas; e, especialmente, adquirir uma atitude de permanente aprendizado. (BRASIL, 2001, p.9). A importância de trabalhar os conteúdos de ciências naturais nos anos iniciais do ensino fundamental têm grande contribuição na formação e desenvolvimento dos alunos. Faça a correspondência dos pressupostos metodológicos e assinale a alternativa correta. A. Conteúdos conceituais. B. Conteúdos procedimentais. C. Conteúdos atitudinais. I. Envolvem fatos e princípios. II. Abrangem regras, técnicas, habilidades e modo de agir. III. Envolvem a abordagem de valores, normas e atitudes. a) AIII – BI – CII. b) AII – BI – CIII. c) AI – BIII – CII. d) AI – BII – CIII. 33. Uma das diferenças entre os modos de aprender formal e informal reside no fato de que o primeiro foca mais na figura do professor que tem sempre conteúdos a serem ensinados e os alunos tendem a ser receptores mais passivos no processo de ensino-aprendizagem (GREEN, 2001). O processo formal implica também numa escolha e sistematização de conteúdos legitimados pela Escola e que normalmente são transmitidos de forma gradativa, ou seja, do simples ao complexo. YOUNG (1977) elucida critérios que definem os princípios do conhecimento escolar que são: alfabetização, ou seja, a capacidade de ler e escrever; individualismo, que decorre do primeiro na medida em que há ênfase na aquisição das habilidades de escrita e leitura, o que gera tendências de aprendizado individualizado; excesso de abstração e falta de relação dos currículos acadêmicos com a vida cotidiana. A educação e a aprendizagem são construídas a todo o momento de maneira formal e informal. Assinale o que for correto frente ao processo de aprendizagem formal. a) A rotina de atividades desenvolvidas na escola não interfere o processo de aprendizagem. b) As atividades desenvolvidas na escola contribuem com a assimilação do conteúdo, mas não com a formação do indivíduo. c) A mediação realizada pelo professor, é importante para a aprendizagem consistente. d) O indivíduo aprenderá de qualquer forma, independentemente de recursos e mediações. 34. Plano escolar é a apresentação sistemática e justificada do que a escola pretende realizar e que deve ser traduzida num documento que registre o que a escola pensa fazer, como fazer, quando fazer com que e com quem fazer, segundo definição do Instituto Paulo Freire. Para que a escola tenha um plano escolar é preciso que ela defina suas finalidades e objetivos, estabeleça um rumo, um horizonte de trabalho. O plano escolar é um dos temas indicados na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de 1996, para organização das escolas. O Plano Escolar orientado pela intenção de assegurar o acesso e a permanência com aprendizagens significativas para todos os alunos, deve privilegiar ações educativas que propiciem possibilidades e oportunidades de I. Classificação dos alunos de acordo com seu desempenho, o que assegura a qualidade do processo e êxito dos resultados. II. Uso das horas de trabalho pedagógico coletivo como recurso que permite o acompanhamento das ações propostas. III. Interação entre as vivências dos alunos fora da escola e os conteúdos curriculares desenvolvidos em sala de aula e outros espaços da escola. IV. Inserção das novas tecnologias nas práticas cotidianas de sala de aula, para assegurar a transmissão dos conteúdos mínimos. V. Desenvolvimento de procedimentos pedagógicos e uso de recursos didáticos coerentes com objetivos pretendidos. As afirmativas coerentes com a proposta de Plano Escolar do enunciado são, APENAS, a) I, II e III. b) II, III e V. c) I, III e IV. d) II, IV e V. 35. Leia e analise os quatro objetivos abaixo: • eliminar a centralização autoritária. • diminuir a divisão do trabalho que distância segmentos sociais. • eliminar o binômio dirigentes e dirigidos. • garantir a participação consciente de todos na tomada das decisões que afetam a eles e ao projeto comum. Esse conjunto articulado de objetivos caracteriza a) Um programa partidário de esquerda. b) Uma gestão democrática e participativa. c) Uma gestão por objetivos. d) Uma proposta utópica de gestão. 36. De acordo com o artigo 26 da LDB os currículos do ensino fundamental e médio devem ter uma base nacional comum, a ser complementada, em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar, de acordo com o exigido pelas características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da clientela. Com isso, o currículo pode ser complementado. a) Pelo ensino da arte, componente curricular da parte diversificada, não obrigatório. b) Pela educação física, componente do ensino fundamental, exclusivamente. c) Pela parte diversificada, incluída obrigatoriamente apenas no ensino médio. d) Em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar, por uma parte diversificada. 37. De acordo com o art. 1.º da Resolução CNE/CEB n.º 6/2010, o atendimento do direito público subjetivo das crianças com 6 (seis) anos de idade, matriculando-as e mantendo-as em escolas de Ensino Fundamental, deve ser garantido por a) Entes federados, escolas e famílias. b) Professores, governos e famílias. c) Comunidades, escolas e entes federados. d) Famílias, professores e gestores. 38. A aprovação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana baseia-se em uma política de: a) Exclusão, pautada em dificultar a entrada de grupos historicamente favorecidos em nome da igualdade social. b) Manutenção, pautada em ações que corroboram a ideia de que na escola brasileira não há racismo. c) Reparações, pautada em ações afirmativas que visam a corrigir desigualdades raciais e sociais historicamente constituídas. d) Assistencialismo, pautada em ações sociais que buscam assistir grupos socialmente desfavorecidos. www.pciconcursos.com.br
  6. 6. 5 39. De acordo com o Parecer CNE/CEB n.º 17/01, os princípios que fundamentam o direito à Educação das pessoas que apresentam necessidades especiais são: a) Preservação da dignidade humana, busca de identidade e exercício da cidadania. b) Universalização dos direitos, igualdade de oportunidades e prática da inclusão. c) Prática da inclusão, interdependência social e aceitação das diferenças. d) Espírito democrático, construção da identidade e prática da inclusão. 40. Ao conceber a Educação de Jovens e Adultos como uma possibilidade que os “[...] adolescentes, jovens, adultos e idosos têm de atualizar conhecimentos, mostrar habilidades, trocar experiências e ter acesso a novas regiões do trabalho e da cultura” o relator do Parecer CNE/CEB n.o 11/00 faz referência ao grande educador Comenius, empregando a “máxima” utilizada pelo pensador, para indicar a relevância da Educação de Jovens e Adultos (EJA). A “máxima” em questão é: a) Ensinar tudo a todos. b) Rever a oportunidade perdida. c) Equalizar as chances de todos. d) Reduzir as diferenças. www.pciconcursos.com.br

×