Aula 7 circuitos hidráulicos - continuação

22.002 visualizações

Publicada em

0 comentários
12 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
22.002
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.098
Comentários
0
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 7 circuitos hidráulicos - continuação

  1. 1. SISTEMAS HIDRÁULICOS (CONTINUAÇÃO) Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  2. 2. SUMÁRIO Circuito Hidráulico Rotativo com controle de velocidade Circuito Hidráulico com uso de acumulador Circuito em série Circuito em paralelo Circuito regenerativo alternativo Simulação de Circuitos Hidráulicos no Aplicativo FESTO FLUIDSIM Montagem de Circuitos Hidráulicos no Painel Simulador de Hidráulica Industrial Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  3. 3. CIRCUITO HIDRÁULICO ROTATIVO COM CONTROLE DE VELOCIDADE Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  4. 4. CIRCUITO HIDRÁULICO ROTATIVO COM CONTROLE DE VELOCIDADE Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  5. 5. CIRCUITO HIDRÁULICO ROTATIVO COM CONTROLE DE VELOCIDADE Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  6. 6. CIRCUITO HIDRÁULICO COM USO DE ACUMULADOR Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  7. 7. CIRCUITO HIDRÁULICO COM USO DE ACUMULADOR Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  8. 8. CIRCUITO HIDRÁULICO EM SÉRIE Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  9. 9. CIRCUITO HIDRÁULICO EM SÉRIE Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  10. 10. CIRCUITO HIDRÁULICO EM SÉRIE Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  11. 11. CIRCUITO HIDRÁULICO EM PARALELO Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  12. 12. CIRCUITO HIDRÁULICO EM PARALELO Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  13. 13. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS PRENSA HIDRÁULICA PARA A FABRICAÇÃO DE TIJOLOS MODULARES Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  14. 14. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS Caixa depósito: Onde fica armazenado o material para fabricação dos tijolos; Caixa Molde: Caixa com molde para prensagem do tijolo; Reservatório de óleo: Armazena o óleo utilizado no sistema hidráulico; Comando hidráulico: Composto de duas válvulas direcionais acionadas por alavanca; Bomba hidráulica: Alimenta o sistema hidráulico, convertendo energia mecânica em energia hidráulica; Manômetro: Indica a pressão no cilindro da prensa; Mangueiras Hidráulicas: Conduz o óleo para todo sistema; Cilindros hidráulicos: Possui dois cilindros hidráulicos. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  15. 15. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS Para início da operação da máquina é necessário abastecer a “caixa molde” com o material a ser prensado. Acionando para a posição 1 a alavanca de acionamento da válvula de controle de enchimento será alimentado a câmara anterior do cilindro de enchimento, que controla o avanço da “caixa molde” sobre guias, para que possa ser feito o seu enchimento. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  16. 16. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS Devido a utilização da válvula de controle 5/3 vias com retorno por mola, é possível parar a caixa molde em qualquer momento de seu percurso apenas soltando a alavanca de acionamento, com isso a válvula de controle voltará para posição inicial. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  17. 17. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS Ao acionar a alavanca de acionamento da válvula de controle de enchimento para a posição 2 será alimentado a câmara posterior do cilindro de enchimento fazendo com que a “caixa molde” vá para a posição de prensa. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  18. 18. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS Com a “caixa molde” abastecida e na posição de prensa, a ”caixa molde” é lacrada e acionando a alavanca de acionamento da válvula de controle de prensa para a posição 1, será alimentada a câmara anterior do cilindro de prensa. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  19. 19. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS A válvula de controle da prensa é também composta por uma válvula de controle 5/3 vias com retorno por mola e assim como na válvula de controle de enchimento, é possível parar o processo em qualquer momento de seu percurso apenas soltando a alavanca de acionamento, que a válvula de controle voltará para posição inicial devido o retorno por mola. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  20. 20. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS O manômetro indicará a pressão exercida pelo cilindro na compactação do material na a fabricação do tijolo modular. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  21. 21. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS Ao acionar a alavanca de acionamento da válvula de controle de prensa para a posição 2 será alimentado a câmara posterior do cilindro de prensa, terminando o processo de prensagem. A mesma alavanca que faz a prensagem hidráulica é a que extrai o tijolo modular pronto da “caixa molde”, bastando antes abrir a tampa que lacra a “caixa molde”. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  22. 22. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS RAMPA PLATAFORMA Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  23. 23. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS A plataforma que iremos abordar foi desenvolvida para ser utilizada em docas de carga /descarga, servindo de ponte entre a doca de concreto e o piso da carroçaria do veículo (caminhões ou semirreboques), auxiliando na operação de carga e descarga permitindo o acesso de carrinhos, paleteiras, empilhadeiras, etc., para possibilitar, agilizar e tornar segura a operação de carga e descarga. Possui uma reduzida altura para instalação, requerendo uma construção simplificada do nicho de instalação (fosso). Fixada através de parafusos com bucha metálica, não necessitando de mão de obra especializada para a sua instalação. Sua construção com pestana articulada, permite que o veículo encoste na doca antes do equipamento ser acionado e apoiado no piso da carroçaria . Quando em repouso na posição fechada, possibilita o trafego normal sobre a mesa, respeitando-se a capacidade nominal do equipamento. Acionamento através de três cilindros hidráulicos, sendo um para a elevação e outro para o acionamento da pestana, com unidade eletro-hidráulica com motor elétrico de baixo consumo e comando através de botoeira. Menor custo de manutenção quando comparado com os sistemas de contrapeso. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  24. 24. CIRCUITO HIDRÁULICO MÁQUINAS REAIS INSTRUÇÕES NA OPERAÇÃO Estacionar o veículo de maneira conveniente, posicionando a traseira da carroçaria alinhada com a niveladora, evitando encostar nos batedores ( distância de 3 a 5cm ), acionar o freio de estacionamento e calçar as rodas do veículo. Acionar a chave geral “ LIGA – DESLIGA” na botoeira, liberando o equipamento para uso. Acionar o interruptor pulsante para elevar a mesa e acionar o outro interruptor pulsante para acionar a pestana até apoiar no piso da carroçaria do veículo; Verificar se a extremidade da mesa da plataforma (pestana) está bem apoiada e de maneira uniforme, no piso da carroçaria do veículo; Promover a operação de carga ou descarga do veículo; Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  25. 25. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS No final da operação de carga ou descarga, acionar o chave geral “ LIGA – DESLIGA“ onde a pestana irá retornar , após o retorno total da pestana , a mesa começará a descer até chegar na sua posição inicial de repouso ; Somente após a parada completa da mesa da niveladora na posição de repouso, movimentar o veículo; Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  26. 26. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS CUIDADOS NA OPERAÇÃO Nunca movimente o veículo com a mesa da niveladora apoiada sobre a carroçaria do veículo; Antes de operar o equipamento, observar e avisar as pessoas que estejam no raio de operação da plataforma; Em hipótese alguma o equipamento deverá ser utilizado sem que a mesa da plataforma esteja apoiada, sob risco de deformar a mesa da plataforma e provocar um acidente; Nunca deixe a pestana na posição aberta quando o nivelador não estiver sendo operado. A pestana na posição de repouso correta garante a possibilidade de trafego com carga sobre a mesa do equipamento; Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  27. 27. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS Sempre manter as rodas do veículo devidamente calçadas, para evitar que o veículo se desloque durante a operação de carga / descarga; Quando o equipamento estiver em repouso, a chave geral deverá ser sempre removida, para evitar a operação indevida ou por pessoas não autorizadas; Nunca aplicar jatos de água nos componentes elétricos (unidade eletro-hidráulica, comando, interruptores, etc..); Nunca lavar o equipamento com solventes ou detergentes; Nunca operar o equipamento quando o mesmo estiver apresentando condições de funcionamento anormais, tais como: vazamentos, ruídos estranhos, empenamentos, trincas na estrutura, parafusos ou prisioneiros soltos, etc. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  28. 28. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS Nunca permitir que pessoas não habilitadas e treinadas, operem o equipamento; Atentar sempre para a capacidade de carga máxima do equipamento, respeitando a carga máxima e a distribuição de carga por eixos; Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  29. 29. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS ESTADO INICIAL DO CIRCUITO Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  30. 30. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS CIRCUITO HABILITADO Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  31. 31. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS ELEVANDO A PLATAFORMA Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  32. 32. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS AVANÇANDO A PLATAFORMA Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  33. 33. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS DESLIGANDO O CIRCUITO Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  34. 34. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS PERÍODO DE DESLIGAMENTO Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  35. 35. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS CAMINHÃO VW 13-130 ADAPTADO PARA RODAR NA FERROVIA Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  36. 36. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS O objeto de estudo desta atividade é um caminhão VW 13-130 adaptado para rodar na ferrovia. Tal veículo é usado para dar suporte à manutenção da via férrea e rede aérea do Metrorec, tendo entre suas atividades, o transporte, carga e descarga de materiais necessários ao correto funcionamento do sistema metro, tais como: bobinas de cobre, cabos de sinalização, máquinas de chave, trilhos, dormentes, rodeiros, eixos ferroviários, grupo geradores, gerador auxiliar de locomotiva e peças em geral. A unidade avaliada trata-se de um veículo de apoio às operações de manutenção e transporte do sistema metro. O veículo, inicialmente um caminhão munck convencional, foi adaptado ao sair da fábrica pela empresa Geovia para atender as necessidades de suporte à manutenção ao longo da via férrea. Por tratar-se de um sistema peculiar, a elevação do caminhão será o foco do estudo. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  37. 37. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS O circuito hidráulico do mesmo dividi-se em dois: o circuito de acionamento do munck e o circuito responsável pelo levantamento. Os sistemas têm em comum a bomba de acionamento e o fluido de trabalho (óleo HR-68). A bomba é de engrenagens de eixos paralelos e trabalha a pressão máxima de 140 bar. Seu acionamento dá-se por meio de uma tomada de força na caixa de marchas do veículo. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  38. 38. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS A bomba não permanece constantemente em funcionamento, seu acoplamento é feito acionando a embreagem do caminhão e deslocando uma alavanca de acionamento, externa à cabine do condutor. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  39. 39. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS Para elevar o veículo, foi adaptado em cada extremidade do mesmo um eixo de aço com quatro pequenos rodeiros, responsáveis pela permanência do caminhão na linha férrea. Quando em deslocamento rodoviário os eixos permanecem em posição recolhida. Cada eixo é acionado por um par de cilindros de dupla ação, controlados por uma válvula de controle direcional 4/3 vias, que comanda os 4 cilindros simultaneamente, acionada por alavanca na cabine do caminhão. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  40. 40. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS ESQUEMA HIDRÁULICO Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  41. 41. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS FUNCIONAMENTO Para proporcionar o deslocamento ao longo do trilho, posiciona-se o veículo em uma passagem de nível (uma espécie de ponte cimentada, onde automóveis podem passar por cima do trilho), acopla-se a bomba hidráulica e aciona-se a válvula 4/3 vias da cabine na posição de avanço dos cilindros. É necessário esperar que os cilindros estejam completamente avançados e que a pressão no manômetro da cabine esteja entre 100 e 120 bar, para então deslocar a válvula de controle direcional 4/3 vias da cabine para a posição central, assim o fluido existente no interior dos cilindros ficará impedido de retornar, mantendo o caminhão erguido. Quando em posição de deslocamento ferroviário, os pneus dianteiros da viatura ficam completamente suspensos no ar, e os traseiros ficam em contato com o trilho, para permitir a tração. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  42. 42. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS FUNCIONAMENTO Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  43. 43. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS OUTRAS APLICAÇÕES Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  44. 44. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS OUTRAS APLICAÇÕES Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  45. 45. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS OUTRAS APLICAÇÕES Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  46. 46. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS OUTRAS APLICAÇÕES Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  47. 47. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS OUTRAS APLICAÇÕES Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  48. 48. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS PRENSA DE ATADOS A prensa de atados tem como sistema hidráulico (AMH SISTEM prensa AMG 380 GE), este sistema tem como função formar um pacote de 6 bobinas (rolos) compactados e amarrados. A prensa de atados AMH SISTEM AMG 380 GE, movimenta os cilindros de prensagem, derrubador e o motor de torção. O cilindro de prensagem é acionado por uma válvula de solenóide, o cilindro avança e prensa os rolos, ao final de seu curso o cilindro bate em uma válvula rolete fim de curso que aciona o disco de torção, fazendo assim a amarração de rolos, após o temporizador zerar, o cilindro de prensagem retorna, e é acionado o cilindro derrubador, que ao avançar derruba os rolos de arames. Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  49. 49. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS PRENSA DE ATADOS Função: Forma um pacote de 6 bobinas compactados e amarrados com arame CA 60. Tem capacidade de produzir 40 ton/turno de oito horas. Pressões máximas de trabalho: Fluído: Mineral HLP ISO VG 68 – TELLUS 68 (SHELL) Volume do tanque: 300 litros Temperatura do óleo: 40 a 45 graus Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  50. 50. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS PRENSA DE ATADOS Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  51. 51. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS PRENSA DE ATADOS Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  52. 52. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS PRENSA DE ATADOS Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br
  53. 53. CIRCUITOS HIDRÁULICOS USADOS EM MÁQUINAS REAIS PRENSA DE ATADOS Profº Engº Francisco Alves de Lima Júnior engenheirofranciscojunior@yahoo.com.br

×