Questão aula: O que era a segurança na 1ª Republica?

Realizações da 1.ª República
Foi através da formação de um Governo P...
Realizações culturais e educativas
Os governos da 1.ª República concentraram as suas prioridades no ensino e na cultura,
c...
As pessoas estavam sempre preocupadas com o dia de amanhã, pois não sabiam se iam
ter dinheiro para pagar a casa, para com...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resumo da 1.ª república

474 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resumo da 1.ª república

  1. 1. Questão aula: O que era a segurança na 1ª Republica? Realizações da 1.ª República Foi através da formação de um Governo Provisório, dirigido por Teófilo Braga, que os dirigentes do Partido Republicano tomaram conta da governação do País. Os republicanos procederam a uma substituição dos símbolos da Monarquia, tais como a nova bandeira, a bandeira da República, um novo hino nacional “A Portuguesa” e uma nova moeda, o escudo. Em 1911, o Governo Provisório aprovou muitas leis, completamente inovadoras para a época, destacando-se as seguintes: Leis da Família - tornavam mais igualitários os direitos dos homens e das mulheres no casamento, criaram o divórcio e o reconhecimento do casamento civil como sendo o único válido; Lei da Separação do Estado da Igreja - foi através da proibição do ensino religioso nas escolas, expulsão das ordens religiosas e nacionalização das propriedades da Igreja; Lei da Greve - regulamentava o direito à greve; Ação governativa da 1.ª República Os governos da 1.ª República desenvolveram muitas reformas económicas, sociais e educativas com vista à consolidação do novo regime e à melhoria das condições de vida das populações. No aspeto económico-financeiro, os governos enfrentaram grandes dificuldades, no aspeto agrícola sobretudo os cereais, continuavam deficitária e por fim, no aspeto industrial, as comunicações e os meios de transportes continuavam a registar um grande atraso relativamente aos países da Europa Ocidental. A entrada de Portugal na 1.ª Guerra Mundial provocou um aumento do défice da balança comercial. No ponto de vista social, o Governo republicano criou medidas tais como a redução das horas de trabalho diário, o descanso semanal, o direito à assistência social e o direito à greve. O operariado foi talvez o grupo social que mais benefícios adquiriu, enquanto que, as classes médias constituíram o principal regime republicano, sendo as grandes prejudicadas com a instabilidade e com a inflação, já as famílias da antiga nobreza viram os seus títulos nobiliárquicos serem extintos pela legislação republicana.
  2. 2. Realizações culturais e educativas Os governos da 1.ª República concentraram as suas prioridades no ensino e na cultura, com a ideia de combater o analfabetismo. Abriram escolas primárias, os primeiros jardinsescola, paralelamente, desenvolveu-se o ensino técnico, agrícola, comercial, industrial e ainda se fundou as universidades de Lisboa e do Porto. No campo científico e técnico destacou-se a primeira travessia aérea do Atlântico Sul (Lisboa - Rio de Janeiro) pelos aviadores Gago Coutinho e Sacadura Cabral. Na medicina, destacou-se Ricardo Jorge, Abel Salazar e Egas Moniz, no campo matemático destacou-se Gomes Teixeira e na Astronomia destacou-se Campos Rodrigues. Dificuldades da ação governativa Com a 1.ª República houve uma grande expetativa de evolução do país, não conseguindo alcançar a esperada estabilidade e progresso. Os principais problemas foram a instabilidade política, o agravamento da situação económico-financeira e a consequente agitação social. Durante 16 anos, Portugal passou por 45 governos, 8 presidentes e sessões do Parlamento muito agitadas envolvendo cenas de pancadaria. A participação de Portugal na 1.ªGuerra Mundial caracterizou os problemas, tendo gerado uma inflação galopante e um descontentamento das populações em relação aos governos da época. Ao longo da 1.ª República e após a 1.ª Guerra Mundial, os republicanos viram a sua base social de apoio diminuir gradualmente. O povo rural, católico e conservador estava descontente, pois não compreendia o anticlericalismo dos governantes. A segurança Na 1.ªRepública Portuguesa, conforme podemos verificar na caricatura, não existia segurança a nível económico, a nível social nem a nível político. Pois existiam as crises políticas, o desemprego, a falta de alimentos, as greves, os desfalques, uma fraca indústria e a guerra. Com a crise, muita gente começou a passar fome, quem mais sofria com a falta de alimentos eram os idosas e crianças que passavam muita fome, fazendo com que ficassem doentes e fracos mais depressa. Na minha opinião o pior de tudo são as guerras era a pior de todas, morreram muitas pessoas e outra ficaram traumatizadas e nunca mais recuperaram.
  3. 3. As pessoas estavam sempre preocupadas com o dia de amanhã, pois não sabiam se iam ter dinheiro para pagar a casa, para comprar os alimentos e pior não sabiam se ainda iam ter emprego. Naquela altura os alimentos essenciais eram o bacalhau, o arroz, as batatas e o feijão e apesar de nesta altura podermos achar que aqueles preços eram absurdos, não eram, pois muita gente não tinha esse dinheiro e o que recebia era quase nada. Comparado com hoje os preços atuais já são absurdos e temos outros alimentos essenciais. Isto tudo originavam uma enorme falta de segurança.

×