Definição
Bio – vida Diversidade - Variedade
A biodiversidade é a variedade de organismos vivos e as relações que estes tê...
Acarreta a redução de populações, perdendo a variabilidade genética e o aumento da
probabilidade de extinção de espécies.
...
- Sensibilizar as pessoas para a preservação de espécies, inscrevendo se em associações de
protecção de animais ou associa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Informações sobre a perda da biodiversidade

292 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
292
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Informações sobre a perda da biodiversidade

  1. 1. Definição Bio – vida Diversidade - Variedade A biodiversidade é a variedade de organismos vivos e as relações que estes têm com o meio onde vivem. A biodiversidade varia conforme as diferentes regiões ecológicas, e é bem maior nas regiões tropicais (Trópico de Capricórnio e Câncer) do que nas temperadas. O que é a perda de biodiversidade? A perda da biodiversidade é a extinção parcial/total de espécies animais ou vegetais. Causas da perda da biodiversidade: - Destruição e diminuição dos hábitats naturais; - Exploração excessiva de espécies animais e vegetais; - Tráfico da fauna e flora silvestres; - Mudanças climáticas e aquecimento global. - a desflorestação da floresta tropical, onde vivem dois terços das espécies da fauna e da flora do globo; - a pressão agrícola, com a criação de ecossistemas artificiais protegidos dos seres indesejáveis; -a caça não regulamentada, que tem dizimado muitas espécies - a poluição da agua do ar e dos solos - a introdução de espécies exóticas ao habitat Consequências Como consequência dessa perda, as populações humanas sofrerão uma queda significativa da qualidade de vida, que reflectirádirectamente em pontos como o suprimento de alimentos e manutenção da saúde, a vulnerabilidade a desastres naturais, redução e restrição do uso de energia, diminuição da oferta e distribuição irregular de água potável, aumento de doenças e epidemias, instabilidade social, política e económica, entre outros. Fragmentação Florestal A fragmentação de habitats diminuem a possibilidade de áreas naturais se manterem como ecossistemas vivos e autor reguladores em sua complexidade natural, podendo levar à um processo de extinção em cadeia. Diminuição das espécies
  2. 2. Acarreta a redução de populações, perdendo a variabilidade genética e o aumento da probabilidade de extinção de espécies. Poluição ambiental O uso inadequado do agro-tóxico elimina juntamente com as pragas, organismos úteis, animais e vegetais, acarretando principalmente, contaminação do solo e da água. Escassez da água A ocupação irracional do solo e exploração indevida dos recursos naturais contribuem para diminuição da cobertura florestal afectando a distribuição das chuvas e aceleração do processo erosivo com carreamento de nutrientes minerais e orgânicos para os mananciais diminuindo qualidade das águas além de causar assoreamento de rios e lagos. Destruição das paisagens naturais Diminuição e extinção de muitos ambientes naturais, reduzindo a diversidade biológica. Redução da Produtividade O mau uso e manejo de práticas agrícolas, sem a preocupação de técnicas adequadas, geram uma degradação ambiental (esgotamento do solo) ocasionando a perda do solo. A natureza leva aproximadamente 500 anos para formar 30cm. Desequilíbrio climático Regimes de ventos, temperatura do solo, umidade relativa são afectadosdirectamente pela perda de cobertura florestal. Redução da qualidade de vida Alterações que acontecem em um ambiente, de forma localizada, sempre acaba afetando as regiões vizinhas e, com efeito mais amplo, acaba por desequilibrar os ecossistemas de forma global, afetando a qualidade de vida. Como evoluiu a perda da biodiversidade? A preservação da biodiversidade, ou seja, a sua gradual perda é motivo de preocupação e desde a idade média que as pessoas têm vindo a ser cada vez mais consumistas, e agora mais do que em outra altura estamos consciencializados deste problema mas mesmo assim, apesar das muitas coisas já feitas para preservar a biodiversidade continua-se a destruir por ganânciaaquilo que temos de mais importante: natureza. Como reduzir a perda da biodiversidade: - Criar áreas protegidas, onde os animais vivam com liberdade - Legislar para impedir a utilização de animais para determinados fins. - Permitir a caça apenas em reservas especificas
  3. 3. - Sensibilizar as pessoas para a preservação de espécies, inscrevendo se em associações de protecção de animais ou associações de ecologistas. - Promover a aquacultura de modo a preservar espécies piscícolas.

×