SlideShare uma empresa Scribd logo

Jornal i - edição de 12 de Julho de 2017

O documento discute os resultados de um inquérito sobre literacia financeira em Portugal. Mostra que 59% da população tem hábitos de poupança, sendo que 45% poupa para despesas imprevistas e apenas 4% para a reforma. Também aponta que 54% da população confia pouco nos planos para a reforma e que 82,2% depende apenas da segurança social.

1 de 1
Baixar para ler offline
OBSERVATÓRIO CONTRA A FRAUDE
Literacia Financeira: Poupança
Consideramos todos que dotar a
população de um nível de literacia
financeira adequado é essencial e
determinante para todos os clientes
do sistema Financeiro que tenham a
capacidade de compreender os be-
nefício e os riscos associados aos
produtos que adquirem, de forma
a tomarem decisões adequadas às
suas condições e necessidades indi-
viduais.	
Paulatinamente, a literacia finan-
ceira tem-se tornado um tema
inquestionável nas sociedades
contemporâneas, mais ainda nos
contextos de dificuldades financei-
ras e económicas.Aeducação finan-
ceira, como vários autores parecem
concordar, visa essencialmente dois
objetivos: dar a conhecer e tornar
compreensíveis, por um lado, os
princípios financeiros fundamentais
para uma tomada consciente de de-
cisões com relevância nesta área e,
por outro, os produtos financeiros
com impacto no bem-estar econó-
mico e financeiro de cada pessoa.
Além disso a educação financeira
cumprirá também um papel fulcral
no sentido de mitigar os desafios
das mudanças tecnológicas tão em
voga nos tempos atuais.
Os resultados do 2º inquérito à Li-
teracia Financeira dos Portugueses
apresentados recentemente apon-
tam para um índice de população
com hábitos de poupança na ordem
dos 59 % sendo que destes 45%
justifica que o principal objetivo da
poupança é o de fazer face às despe-
Filipe Pontes
sas imprevistas e 24% suporta que
as poupanças são direcionadas para
despesas não regulares como férias
e viagens, apenas 4% justifica com
sendo para utilização na reforma.
No entanto, quando questionados
sobre o nível de confiança no pla-
neamento da reforma 54% diz-se
pouco ou nada confiante sobre o
planeamento da reforma. Estes nú-
meros apontam para uma necessi-
dade de diversificação de risco pois
questionados sobre como vai (ou
está) a ser financiado o seu sistema
de reforma 82,2% aplicam unica-
mente para descontos de segurança
social ou outro regimes contributivo
obrigatórios e apenas 11,9% afir-
mam ser detentores de um PPR. Es-
tes resultados apontam claramente
para necessidade de diversificação
do risco de investimentos e a neces-
sidade de uma maior canalização
de poupança para o médio e longo
prazo.
Quando se faz a análise no seu
conjunto, Portugal, quando com-
parado com a média dos países da
OCDE, encontra-se acima da média
no indicador de comportamentos
financeiros (5,9 vs 5,4), em linha
nas atitudes financeiras (3,4) sendo
que, no entanto, em termos de co-
nhecimentos financeiros continua-
mos abaixo da média (4,8 vs 4,9).
Neste contexto têm de ser criadas e
aplicada medidas de aumento dos
conhecimentos financeiros e no que
diz respeito à poupança de médio
e longo prazo aplicadas medidas
para expansão do papel dos regimes
complementares de pensões.
Se por um lado a maior sensibiliza-
ção da população para a importân-
cia de constituir um complemento
de reforma apelando ao desenvol-
vimento de hábitos de poupança
ajudava, por outro lado a oferta de
incentivos fiscais e disponibiliza-
ção de inscrição automática dos
trabalhadores em planos de pensões
profissionais seria útil dando a pos-
sibilidade dos participantes saírem
dos planos de pensões ao invés dos
incentivar a aderirem aos mesmo
apostando no aproveitamento da
inércia natural das pessoas alavan-
cando assim a expansão da taxa de
cobertura dos regimes privados de
pensões.
Publicado no Jornal i Online no dia
12/07/2017
Os resultados do 2º inquérito à Literacia Financeira dos Portugueses apresentados re-
centemente apontam para um índice de população com hábitos de poupança na ordem
dos 59 %

Recomendados

Referencial educacao financeira
Referencial educacao financeiraReferencial educacao financeira
Referencial educacao financeiraIsabelPereira2010
 
Referencial de educacao_financeira_final_versao_port
Referencial de educacao_financeira_final_versao_portReferencial de educacao_financeira_final_versao_port
Referencial de educacao_financeira_final_versao_portRisoleta Montez
 
Ufcd em literacia financeira para seniores
Ufcd em literacia financeira para seniores Ufcd em literacia financeira para seniores
Ufcd em literacia financeira para seniores amizade29
 
caderno_cidadania_financeira.pdf
caderno_cidadania_financeira.pdfcaderno_cidadania_financeira.pdf
caderno_cidadania_financeira.pdfPedro Mateus
 

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Jornal i - edição de 12 de Julho de 2017

caderno_cidadania_financeira_sem exercícios.pdf
caderno_cidadania_financeira_sem exercícios.pdfcaderno_cidadania_financeira_sem exercícios.pdf
caderno_cidadania_financeira_sem exercícios.pdfPriscillagoncalvesjn
 
Mecanismos de gestão de ativos e passivos dos fundos de pensão
Mecanismos de gestão de ativos e passivos dos fundos de pensãoMecanismos de gestão de ativos e passivos dos fundos de pensão
Mecanismos de gestão de ativos e passivos dos fundos de pensãoEditora Roncarati
 
RevistaPessoal_Maio2011_OFuturodaLiderancaeContributodaFormacaoProfissional
RevistaPessoal_Maio2011_OFuturodaLiderancaeContributodaFormacaoProfissionalRevistaPessoal_Maio2011_OFuturodaLiderancaeContributodaFormacaoProfissional
RevistaPessoal_Maio2011_OFuturodaLiderancaeContributodaFormacaoProfissionalNuno Nogueira
 
Equity crowdfunding - Artigo Eduardo da Silva Mattos e Bruno Polonio Renzetti
Equity crowdfunding - Artigo Eduardo da Silva Mattos e Bruno Polonio RenzettiEquity crowdfunding - Artigo Eduardo da Silva Mattos e Bruno Polonio Renzetti
Equity crowdfunding - Artigo Eduardo da Silva Mattos e Bruno Polonio Renzettiflaviamor.in
 
DECISÕES FINANCEIRAS X FORMAÇÃO ACADÊMICA: UMA CONTRIBUIÇÃO COM BASE NA EDUCA...
DECISÕES FINANCEIRAS X FORMAÇÃO ACADÊMICA: UMA CONTRIBUIÇÃO COM BASE NA EDUCA...DECISÕES FINANCEIRAS X FORMAÇÃO ACADÊMICA: UMA CONTRIBUIÇÃO COM BASE NA EDUCA...
DECISÕES FINANCEIRAS X FORMAÇÃO ACADÊMICA: UMA CONTRIBUIÇÃO COM BASE NA EDUCA...Débora Brito
 
Divulgação científica nas redes sociais
Divulgação científica nas redes sociaisDivulgação científica nas redes sociais
Divulgação científica nas redes sociaisLuiz Bento
 
COMO MEDIR O NÍVEL DE ALFABETIZAÇÃO FINANCEIRA DOS BRASILEIROS?
COMO MEDIR O NÍVEL DE ALFABETIZAÇÃO FINANCEIRA DOS BRASILEIROS?COMO MEDIR O NÍVEL DE ALFABETIZAÇÃO FINANCEIRA DOS BRASILEIROS?
COMO MEDIR O NÍVEL DE ALFABETIZAÇÃO FINANCEIRA DOS BRASILEIROS?Carolina Lins
 
UM ESTADO PORTUGUÊS MELHOR
UM ESTADO PORTUGUÊS MELHOR UM ESTADO PORTUGUÊS MELHOR
UM ESTADO PORTUGUÊS MELHOR Cláudio Carneiro
 
Lrf Avaliacao Dos Resultados
Lrf Avaliacao Dos ResultadosLrf Avaliacao Dos Resultados
Lrf Avaliacao Dos Resultadosmarcosurl
 
Guia completo para o investidor Luisa Ometto Dal Prete
Guia completo para o investidor Luisa Ometto Dal PreteGuia completo para o investidor Luisa Ometto Dal Prete
Guia completo para o investidor Luisa Ometto Dal PreteLuisa Ometto Dal Prete
 

Semelhante a Jornal i - edição de 12 de Julho de 2017 (20)

caderno_cidadania_financeira_sem exercícios.pdf
caderno_cidadania_financeira_sem exercícios.pdfcaderno_cidadania_financeira_sem exercícios.pdf
caderno_cidadania_financeira_sem exercícios.pdf
 
Mecanismos de gestão de ativos e passivos dos fundos de pensão
Mecanismos de gestão de ativos e passivos dos fundos de pensãoMecanismos de gestão de ativos e passivos dos fundos de pensão
Mecanismos de gestão de ativos e passivos dos fundos de pensão
 
RevistaPessoal_Maio2011_OFuturodaLiderancaeContributodaFormacaoProfissional
RevistaPessoal_Maio2011_OFuturodaLiderancaeContributodaFormacaoProfissionalRevistaPessoal_Maio2011_OFuturodaLiderancaeContributodaFormacaoProfissional
RevistaPessoal_Maio2011_OFuturodaLiderancaeContributodaFormacaoProfissional
 
Equity crowdfunding - Artigo Eduardo da Silva Mattos e Bruno Polonio Renzetti
Equity crowdfunding - Artigo Eduardo da Silva Mattos e Bruno Polonio RenzettiEquity crowdfunding - Artigo Eduardo da Silva Mattos e Bruno Polonio Renzetti
Equity crowdfunding - Artigo Eduardo da Silva Mattos e Bruno Polonio Renzetti
 
Segurança Social: Reformar pelo Futuro
Segurança Social: Reformar pelo FuturoSegurança Social: Reformar pelo Futuro
Segurança Social: Reformar pelo Futuro
 
PSD
PSDPSD
PSD
 
Programa eleitoral psd
Programa eleitoral psdPrograma eleitoral psd
Programa eleitoral psd
 
DECISÕES FINANCEIRAS X FORMAÇÃO ACADÊMICA: UMA CONTRIBUIÇÃO COM BASE NA EDUCA...
DECISÕES FINANCEIRAS X FORMAÇÃO ACADÊMICA: UMA CONTRIBUIÇÃO COM BASE NA EDUCA...DECISÕES FINANCEIRAS X FORMAÇÃO ACADÊMICA: UMA CONTRIBUIÇÃO COM BASE NA EDUCA...
DECISÕES FINANCEIRAS X FORMAÇÃO ACADÊMICA: UMA CONTRIBUIÇÃO COM BASE NA EDUCA...
 
Agenda 21
Agenda 21Agenda 21
Agenda 21
 
Divulgação científica nas redes sociais
Divulgação científica nas redes sociaisDivulgação científica nas redes sociais
Divulgação científica nas redes sociais
 
Agenda 21
Agenda 21Agenda 21
Agenda 21
 
Agenda 21
Agenda 21Agenda 21
Agenda 21
 
ODS e captacão de recursos.pdf
ODS e captacão de recursos.pdfODS e captacão de recursos.pdf
ODS e captacão de recursos.pdf
 
COMO MEDIR O NÍVEL DE ALFABETIZAÇÃO FINANCEIRA DOS BRASILEIROS?
COMO MEDIR O NÍVEL DE ALFABETIZAÇÃO FINANCEIRA DOS BRASILEIROS?COMO MEDIR O NÍVEL DE ALFABETIZAÇÃO FINANCEIRA DOS BRASILEIROS?
COMO MEDIR O NÍVEL DE ALFABETIZAÇÃO FINANCEIRA DOS BRASILEIROS?
 
2008 idojoseschneider
2008 idojoseschneider2008 idojoseschneider
2008 idojoseschneider
 
UM ESTADO PORTUGUÊS MELHOR
UM ESTADO PORTUGUÊS MELHOR UM ESTADO PORTUGUÊS MELHOR
UM ESTADO PORTUGUÊS MELHOR
 
GV-executivo, vol. 18, n. 2, março-abril 2019
GV-executivo, vol. 18, n. 2, março-abril 2019GV-executivo, vol. 18, n. 2, março-abril 2019
GV-executivo, vol. 18, n. 2, março-abril 2019
 
Lrf Avaliacao Dos Resultados
Lrf Avaliacao Dos ResultadosLrf Avaliacao Dos Resultados
Lrf Avaliacao Dos Resultados
 
Atps matematica finaceira 2
Atps matematica finaceira 2Atps matematica finaceira 2
Atps matematica finaceira 2
 
Guia completo para o investidor Luisa Ometto Dal Prete
Guia completo para o investidor Luisa Ometto Dal PreteGuia completo para o investidor Luisa Ometto Dal Prete
Guia completo para o investidor Luisa Ometto Dal Prete
 

Mais de Filipe Pontes

Vai correr tudo bem?Não!
Vai correr tudo bem?Não!Vai correr tudo bem?Não!
Vai correr tudo bem?Não!Filipe Pontes
 
Filipe pontes-junho 2019 Ionline
Filipe pontes-junho 2019 Ionline Filipe pontes-junho 2019 Ionline
Filipe pontes-junho 2019 Ionline Filipe Pontes
 
Artigo de abril Publicação jornal i
Artigo de abril Publicação jornal i Artigo de abril Publicação jornal i
Artigo de abril Publicação jornal i Filipe Pontes
 
Nova diretiva europeia sobre proteção de denunciantes (whistleblowers) Visao533
Nova diretiva europeia sobre proteção de denunciantes (whistleblowers) Visao533Nova diretiva europeia sobre proteção de denunciantes (whistleblowers) Visao533
Nova diretiva europeia sobre proteção de denunciantes (whistleblowers) Visao533Filipe Pontes
 
Abraçar a Esperança 2019
Abraçar a Esperança 2019Abraçar a Esperança 2019
Abraçar a Esperança 2019Filipe Pontes
 
Pedrógão: antecipar em vez de reagir
Pedrógão: antecipar em vez de reagirPedrógão: antecipar em vez de reagir
Pedrógão: antecipar em vez de reagirFilipe Pontes
 
Cv ing _fp_ilipe pontes_linkedin
Cv ing _fp_ilipe pontes_linkedinCv ing _fp_ilipe pontes_linkedin
Cv ing _fp_ilipe pontes_linkedinFilipe Pontes
 
RGPD e os seus direitos. Visao e489A
RGPD e os seus direitos. Visao e489ARGPD e os seus direitos. Visao e489A
RGPD e os seus direitos. Visao e489AFilipe Pontes
 
Jornal i - edição de 18 de Maio de 2018 - ionline
Jornal i - edição de 18 de Maio de 2018 - ionlineJornal i - edição de 18 de Maio de 2018 - ionline
Jornal i - edição de 18 de Maio de 2018 - ionlineFilipe Pontes
 
Visao e467 - Silêncio da Fraude
Visao e467 - Silêncio da FraudeVisao e467 - Silêncio da Fraude
Visao e467 - Silêncio da FraudeFilipe Pontes
 
Jornal i - edição de 11 de Outubro de 2017
Jornal i - edição de 11 de Outubro de 2017Jornal i - edição de 11 de Outubro de 2017
Jornal i - edição de 11 de Outubro de 2017Filipe Pontes
 
6ª edição - Pg Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas de Informação
6ª edição - Pg Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas de Informação6ª edição - Pg Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas de Informação
6ª edição - Pg Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas de InformaçãoFilipe Pontes
 
Visao e438 - Edição online
Visao e438 - Edição onlineVisao e438 - Edição online
Visao e438 - Edição onlineFilipe Pontes
 
Visao e417- 12 de Janeiro de 2017
Visao e417- 12 de Janeiro de 2017Visao e417- 12 de Janeiro de 2017
Visao e417- 12 de Janeiro de 2017Filipe Pontes
 
Jornal i - edição de 12 de Janeiro de 2017
Jornal i - edição de 12 de Janeiro de 2017Jornal i - edição de 12 de Janeiro de 2017
Jornal i - edição de 12 de Janeiro de 2017Filipe Pontes
 
Brochura Pós-Graduação 5ª edição arcsi Edição 2017
Brochura Pós-Graduação 5ª edição arcsi Edição 2017Brochura Pós-Graduação 5ª edição arcsi Edição 2017
Brochura Pós-Graduação 5ª edição arcsi Edição 2017Filipe Pontes
 
O Orçamento e o combate à Fraude
O Orçamento e o combate à FraudeO Orçamento e o combate à Fraude
O Orçamento e o combate à FraudeFilipe Pontes
 
O veto presidencial e os falsos positivos
O veto presidencial e os falsos positivosO veto presidencial e os falsos positivos
O veto presidencial e os falsos positivosFilipe Pontes
 
Revista ipai edição 64
Revista ipai edição 64Revista ipai edição 64
Revista ipai edição 64Filipe Pontes
 

Mais de Filipe Pontes (20)

Vai correr tudo bem?Não!
Vai correr tudo bem?Não!Vai correr tudo bem?Não!
Vai correr tudo bem?Não!
 
Filipe pontes-junho 2019 Ionline
Filipe pontes-junho 2019 Ionline Filipe pontes-junho 2019 Ionline
Filipe pontes-junho 2019 Ionline
 
Artigo de abril Publicação jornal i
Artigo de abril Publicação jornal i Artigo de abril Publicação jornal i
Artigo de abril Publicação jornal i
 
Nova diretiva europeia sobre proteção de denunciantes (whistleblowers) Visao533
Nova diretiva europeia sobre proteção de denunciantes (whistleblowers) Visao533Nova diretiva europeia sobre proteção de denunciantes (whistleblowers) Visao533
Nova diretiva europeia sobre proteção de denunciantes (whistleblowers) Visao533
 
Abraçar a Esperança 2019
Abraçar a Esperança 2019Abraçar a Esperança 2019
Abraçar a Esperança 2019
 
Pedrógão: antecipar em vez de reagir
Pedrógão: antecipar em vez de reagirPedrógão: antecipar em vez de reagir
Pedrógão: antecipar em vez de reagir
 
Cv ing _fp_ilipe pontes_linkedin
Cv ing _fp_ilipe pontes_linkedinCv ing _fp_ilipe pontes_linkedin
Cv ing _fp_ilipe pontes_linkedin
 
RGPD e os seus direitos. Visao e489A
RGPD e os seus direitos. Visao e489ARGPD e os seus direitos. Visao e489A
RGPD e os seus direitos. Visao e489A
 
Jornal i - edição de 18 de Maio de 2018 - ionline
Jornal i - edição de 18 de Maio de 2018 - ionlineJornal i - edição de 18 de Maio de 2018 - ionline
Jornal i - edição de 18 de Maio de 2018 - ionline
 
Visao e467 - Silêncio da Fraude
Visao e467 - Silêncio da FraudeVisao e467 - Silêncio da Fraude
Visao e467 - Silêncio da Fraude
 
CV | Filipe Pontes
CV | Filipe Pontes CV | Filipe Pontes
CV | Filipe Pontes
 
Jornal i - edição de 11 de Outubro de 2017
Jornal i - edição de 11 de Outubro de 2017Jornal i - edição de 11 de Outubro de 2017
Jornal i - edição de 11 de Outubro de 2017
 
6ª edição - Pg Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas de Informação
6ª edição - Pg Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas de Informação6ª edição - Pg Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas de Informação
6ª edição - Pg Auditoria, Risco e Controlo de Sistemas de Informação
 
Visao e438 - Edição online
Visao e438 - Edição onlineVisao e438 - Edição online
Visao e438 - Edição online
 
Visao e417- 12 de Janeiro de 2017
Visao e417- 12 de Janeiro de 2017Visao e417- 12 de Janeiro de 2017
Visao e417- 12 de Janeiro de 2017
 
Jornal i - edição de 12 de Janeiro de 2017
Jornal i - edição de 12 de Janeiro de 2017Jornal i - edição de 12 de Janeiro de 2017
Jornal i - edição de 12 de Janeiro de 2017
 
Brochura Pós-Graduação 5ª edição arcsi Edição 2017
Brochura Pós-Graduação 5ª edição arcsi Edição 2017Brochura Pós-Graduação 5ª edição arcsi Edição 2017
Brochura Pós-Graduação 5ª edição arcsi Edição 2017
 
O Orçamento e o combate à Fraude
O Orçamento e o combate à FraudeO Orçamento e o combate à Fraude
O Orçamento e o combate à Fraude
 
O veto presidencial e os falsos positivos
O veto presidencial e os falsos positivosO veto presidencial e os falsos positivos
O veto presidencial e os falsos positivos
 
Revista ipai edição 64
Revista ipai edição 64Revista ipai edição 64
Revista ipai edição 64
 

Último

Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...Prime Assessoria
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MEDELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MEDJoefersonDelfino2
 
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...Prime Assessoria
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...DlAssessoriaacadmica2
 
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...dl assessoria9
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024DL assessoria 29
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...dl assessoria 8
 
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...Prime Assessoria
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024DL assessoria 30
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024DL assessoria 31
 
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...AgnesVitoriano
 
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...Prime Assessoria
 
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...Prime Assessoria
 
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024AaAssessoriadll
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.Prime Assessoria
 
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...Prime Assessoria
 
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...DL assessoria 28
 
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...dl assessoria 8
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...AssessoriaAcadmicaDl
 

Último (20)

Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MEDELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
 
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
 
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
 
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
 
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
 
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
 
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
 
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
 
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
 
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
Para melhor compreendermos as relações em sociedade e suas formas de organiza...
 

Jornal i - edição de 12 de Julho de 2017

  • 1. OBSERVATÓRIO CONTRA A FRAUDE Literacia Financeira: Poupança Consideramos todos que dotar a população de um nível de literacia financeira adequado é essencial e determinante para todos os clientes do sistema Financeiro que tenham a capacidade de compreender os be- nefício e os riscos associados aos produtos que adquirem, de forma a tomarem decisões adequadas às suas condições e necessidades indi- viduais. Paulatinamente, a literacia finan- ceira tem-se tornado um tema inquestionável nas sociedades contemporâneas, mais ainda nos contextos de dificuldades financei- ras e económicas.Aeducação finan- ceira, como vários autores parecem concordar, visa essencialmente dois objetivos: dar a conhecer e tornar compreensíveis, por um lado, os princípios financeiros fundamentais para uma tomada consciente de de- cisões com relevância nesta área e, por outro, os produtos financeiros com impacto no bem-estar econó- mico e financeiro de cada pessoa. Além disso a educação financeira cumprirá também um papel fulcral no sentido de mitigar os desafios das mudanças tecnológicas tão em voga nos tempos atuais. Os resultados do 2º inquérito à Li- teracia Financeira dos Portugueses apresentados recentemente apon- tam para um índice de população com hábitos de poupança na ordem dos 59 % sendo que destes 45% justifica que o principal objetivo da poupança é o de fazer face às despe- Filipe Pontes sas imprevistas e 24% suporta que as poupanças são direcionadas para despesas não regulares como férias e viagens, apenas 4% justifica com sendo para utilização na reforma. No entanto, quando questionados sobre o nível de confiança no pla- neamento da reforma 54% diz-se pouco ou nada confiante sobre o planeamento da reforma. Estes nú- meros apontam para uma necessi- dade de diversificação de risco pois questionados sobre como vai (ou está) a ser financiado o seu sistema de reforma 82,2% aplicam unica- mente para descontos de segurança social ou outro regimes contributivo obrigatórios e apenas 11,9% afir- mam ser detentores de um PPR. Es- tes resultados apontam claramente para necessidade de diversificação do risco de investimentos e a neces- sidade de uma maior canalização de poupança para o médio e longo prazo. Quando se faz a análise no seu conjunto, Portugal, quando com- parado com a média dos países da OCDE, encontra-se acima da média no indicador de comportamentos financeiros (5,9 vs 5,4), em linha nas atitudes financeiras (3,4) sendo que, no entanto, em termos de co- nhecimentos financeiros continua- mos abaixo da média (4,8 vs 4,9). Neste contexto têm de ser criadas e aplicada medidas de aumento dos conhecimentos financeiros e no que diz respeito à poupança de médio e longo prazo aplicadas medidas para expansão do papel dos regimes complementares de pensões. Se por um lado a maior sensibiliza- ção da população para a importân- cia de constituir um complemento de reforma apelando ao desenvol- vimento de hábitos de poupança ajudava, por outro lado a oferta de incentivos fiscais e disponibiliza- ção de inscrição automática dos trabalhadores em planos de pensões profissionais seria útil dando a pos- sibilidade dos participantes saírem dos planos de pensões ao invés dos incentivar a aderirem aos mesmo apostando no aproveitamento da inércia natural das pessoas alavan- cando assim a expansão da taxa de cobertura dos regimes privados de pensões. Publicado no Jornal i Online no dia 12/07/2017 Os resultados do 2º inquérito à Literacia Financeira dos Portugueses apresentados re- centemente apontam para um índice de população com hábitos de poupança na ordem dos 59 %