A Agenda da Televisão Digital         Avanços e Desafios            8 de março de 2012
Ministério das Comunicações                                Secretaria de TelecomunicaçõesPontos de Atenção     •   Consign...
Ministério das Comunicações                                    Secretaria de Telecomunicações   SBTVD Milestone2006    200...
Ministério das Comunicações    Secretaria de Telecomunicações                       Canal pareado de 6MHz com o sinal     ...
Ministério das Comunicações                                Secretaria de TelecomunicaçõesSão Paulo                        ...
Ministério das Comunicações                                Secretaria de TelecomunicaçõesSão Paulo                        ...
Ministério das Comunicações                                Secretaria de TelecomunicaçõesSão Paulo                        ...
Ministério das Comunicações                      Secretaria de TelecomunicaçõesParque Analógico a ser Migrado           Ge...
Ministério das Comunicações                             Secretaria de Telecomunicações Cobertura x PenetraçãoCobertura: Co...
Ministério das Comunicações          Secretaria de TelecomunicaçõesComo aumentar a cobertura ?  Idem para a penetração !
Ministério das Comunicações                                          Secretaria de TelecomunicaçõesCobertura x Penetração ...
Ministério das Comunicações                                  Secretaria de TelecomunicaçõesPenetração    •   O momento par...
Ministério das Comunicações                          Secretaria de TelecomunicaçõesLições da Transição Americana  •   O de...
Ministério das Comunicações                                Secretaria de Telecomunicações     Lições do Oriente – Converso...
Ministério das Comunicações                       Secretaria de TelecomunicaçõesSTB no Japão•   O governo fez poucas doaçõ...
Ministério das Comunicações                               Secretaria de TelecomunicaçõesCobertura •   A partir do “ponto d...
Ministério das Comunicações                  Secretaria de TelecomunicaçõesLições do Oriente – Evolução da Cobertura no Ja...
Ministério das Comunicações                       Secretaria de TelecomunicaçõesLições do Oriente – Problemas de Cobertura...
Ministério das Comunicações                           Secretaria de TelecomunicaçõesInteratividade sob as várias óticas • ...
Ministério das Comunicações           Secretaria de TelecomunicaçõesComo aumentar a quantidade de        conteúdos ?Idem p...
Ministério das Comunicações                             Secretaria de Telecomunicações    PPB – Processo Produtivo Básico•...
Ministério das Comunicações                                 Secretaria de TelecomunicaçõesAções Paralelas•   Massificação ...
Ministério das Comunicações                                   Secretaria de TelecomunicaçõesQuebra de Mitos•   TV não é In...
Ministério das Comunicações                             Secretaria de TelecomunicaçõesDesligamento Analógico              ...
Ministério das Comunicações                     Secretaria de TelecomunicaçõesEspectro de Radiofrequência
Ministério das Comunicações                     Secretaria de TelecomunicaçõesEspectro de Radiofrequência
Ministério das Comunicações                                Secretaria de TelecomunicaçõesSão Paulo                        ...
Ministério das Comunicações                                 Secretaria de TelecomunicaçõesAções Paralelas•   Massificação ...
Ministério das Comunicações                                 Secretaria de TelecomunicaçõesInternacionalização do ISDB-T•  ...
Obrigado !    Flávio Lenz Cesar flavio.lenz@mc.gov.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A agenda da TV Digital

747 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
747
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
141
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A agenda da TV Digital

  1. 1. A Agenda da Televisão Digital Avanços e Desafios 8 de março de 2012
  2. 2. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesPontos de Atenção • Consignações dos Canais Pareados • Penetração x Cobertura – Receptores x Sítios de Transmissão • Desennvolvimento Efetivo da Interatividade – Receptores x Conteúdos • TV Pública • Desligamento Analógico • Dividendo Digital (700MHz) • Política Industrial • Internacionalização do ISDB-T
  3. 3. Ministério das Comunicações Secretaria de Telecomunicações SBTVD Milestone2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Apagão Analógico Dez/12 – Repetidoras Dez/11 – Generadoras de Sinal Dez/07 – Início das Transmissões (São Paulo metro) Dez/06 – Normas Tecnicas DefinidasJun/06 – ISDB-T selecionado como o sistema base
  4. 4. Ministério das Comunicações Secretaria de Telecomunicações Canal pareado de 6MHz com o sinal digital deve ter cobertura similar ao dos canais analógicos existentes.
  5. 5. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesSão Paulo Analógico 2 3 4 ... 5 6 ... 7 8 9 10 11 12 13 ... 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 Suzano M. das X Cruzes 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 São Fco Mairiporã Mairiporã GRU Caetano Mourato 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 X X
  6. 6. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesSão Paulo Analógico + Digital 2 3 4 ... 5 6 ... 7 8 9 10 11 12 13 ... 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 16 11 5 7 21 13 2 27 4 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 Suzano M. das 9 32 X Cruzes 34 42 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 São Fco Mairiporã Mairiporã GRU Caetano Mourato 46 48 53 59 55 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 X X
  7. 7. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesSão Paulo Digital 2 3 4 ... 5 6 ... 7 8 9 10 11 12 13 ... 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 16 11 5 7 21 13 2 27 4 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 Suzano M. das 9 32 X Cruzes 34 42 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 São Fco Mairiporã GRU Caetano Mourato 46 48 53 59 55 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 X X
  8. 8. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesParque Analógico a ser Migrado Geradoras Repetidoras ~500 ~10000 R$ 1 bi + R$ 1 bi
  9. 9. Ministério das Comunicações Secretaria de Telecomunicações Cobertura x PenetraçãoCobertura: Cobertura: ~500 Cidades ~500 Cidades ~110 Sítios de Transmissão ~110 Sítios de Transmissão ~30 MM residências ~30 MM residências ~90MM de 198MM habitantes ~90MM de 198MM habitantes 47% 47%Penetração: Penetração: ~15 MM TVs (até o final de 2011) ~15 MM TVs (até o final de 2011) + ~10MM/ano + ~10MM/ano MC (Feb/11) MC (Feb/11)
  10. 10. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesComo aumentar a cobertura ? Idem para a penetração !
  11. 11. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesCobertura x Penetração Households x DTV sets 80 70 60 Households 50 With TV Million 40 Coverage 30 New TV 20 DTV Sets 10 0 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 Year Ponto de Inflexão: 2013 = ~35MM de domicílios com aparelho de TV-D Estimativa MC (Jan/2012 )
  12. 12. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesPenetração • O momento para a transição Analógico x Digital “pegou carona” na transição Cinescópio x LCD+Plasma • A demanda dos consumidores está aquecida e tende a ficar cada vez mais. – Drivers da adoção: Copa 2014, Olimpíadas 2012 e 2016 • Uma política governamental incluiu no PPB das TVs de tela plana o Conversor Digital Embutido – 2010: 32 polegadas – 2011: 26 polegadas – 2012: 100% • Ausência de PPB poderia ameaçar a transição aumentando o legado Sim ! de TVs analógicas. Ainda há legado. • Uma política para STBs provavelmente vai ser necessária, Poderia ser pior principalmente no final da transição
  13. 13. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesLições da Transição Americana • O desligamento inicialmente previsto para Dezembro de 2006 – A penetração de receptores era em torno de 85% • O Congresso Americano alocou recursos para o programa de Cupons – Cada família tinha direito a 2 cupons de US$40 para comprar um conversor analógico-digital – Foram resgatados cerca de 35 milhões de cupons – O gasto com esse programa chegou perto de US$1,4 bilhões • A nova data, estabelecida em Janeiro de 2009 foi adiada para Junho de 2009. – No momento do desligamento, a penetração era de 97,8% – Alguns radiodifusores desligaram antes
  14. 14. Ministério das Comunicações Secretaria de Telecomunicações Lições do Oriente – Conversores no JapãoFornecedores de STB relutaramem produzir devido àsazonalidade da demanda
  15. 15. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesSTB no Japão• O governo fez poucas doações de conversores – basicamente entre as populações mais desabilitadas• A concentração das vendas no momento do desligamento fez encarecer e sumir os produtos das Venda de STBs Venda de STBs prateleiras pouco significante pouco significante
  16. 16. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesCobertura • A partir do “ponto de inflexão”, radiodifusores terão motivação para o investimento • Existe cerca de R$ 1 bilhão disponível em linhas do BNDES para a TV-D – Pouco mais de R$ 100 milhões foram utilizados • Cidades com mais de 50 mil habitantes deverão estar digitalizadas até a Copa de 2014. – Maior retorno ao investimento – ~7000 repetidoras (incluíndo as secundárias) estão em cidades abaixo de 50K • Importância do investimento público – Prefeituras – Governos Estaduais – Governo Federal
  17. 17. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesLições do Oriente – Evolução da Cobertura no Japão
  18. 18. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesLições do Oriente – Problemas de Cobertura US$ 100 mi
  19. 19. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesInteratividade sob as várias óticas • Receptor: custo adicional + conflito com TV Conectada • Radiodifusor: novo modelo de negócios • Academia: desenvolvimento tecnológico • MIddleware: cadeia de valor da recepção • Aplicativos: cadeia de valor da radiodifusão • Conteúdos: ???? • Cidadão: canal de acesso à informação • Governo: inclusão social + política industrial • Muito além do áudio e do vídeo
  20. 20. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesComo aumentar a quantidade de conteúdos ?Idem para receptores interativos Vale a mesma Ótica !?!?
  21. 21. Ministério das Comunicações Secretaria de Telecomunicações PPB – Processo Produtivo Básico• Benefícios Fiscais (na ZFM) para as indústrias que obedecerem os procedimentos determinados para cada produto• Implementação gradual (respeitandos os tempos de desenvolvimento da indústria) – 75% em 2013 – 90% em 2014• Estimulo à antecipação de metas em 2012 Romper o ciclo vicioso• 100% das TVs conectadas com Ginga a partir de 2013
  22. 22. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesAções Paralelas• Massificação de aplicações de T-GOV nos órgãos do governo federal – EBC é naturalmente o canal de difusão das aplicações• Disponibilização de bibliotecas de código e aplicações de referência – Desenvolvidos pelo CPqD – Manual de boas práticas e usabilidade• Repositório de Aplicações Interativas – SLTI/MP, CGI.br, RNP, Universidades, etc.• Fomento e Financiamento do BNDES e FINEP – Empresas de Software – Radiodifusores – Indústria de Conteúdo
  23. 23. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesQuebra de Mitos• TV não é Internet (embora possa ser o “terminal da internet”) – Interatividade na TV tem um paradigma distinto – TV: aplicações de interesse geral; Internet: interesse específico de cada usuário – Quem tem acesso a um canal de retorno, hoje tem um computador – Canal de retorno enriquesse a interatividade, porém também ameaça – A parcela da população que não tem canal de retorno NÂO PODE ficar sem acesso à informação• Modelo de Negócios – A Killer Application vai emergir em algum momento – Usualmente não se espera que os atuais líderes do segmento introduzam as grandes inovações – Importância dos novos entrantes e da TV Pública• Quem leva o canal de retorno para o usuário não é o radiodifusor – O canal de retorno é um serviço de Telecom e será provido por um prestador de Telecom – O radiodifusor PODE usufruir da existência de um canal de retorno
  24. 24. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesDesligamento Analógico • Cronograma• Plano do Desligamento – One shot – Gradual em regiões (2012) – Diminui;áo gradual de potëncia – Adiamento• Quadro regulatório – Regióes remotas (<20K) – Piloto (São Paulo / cidade pequena)• Penetração • Plano de Comunicação – Acompanhamento – Consciência da População – Política para STB • Assistência ao Usuário• Cobertura – Áreas de Sombra – Recepção (Antenas) • Estatísticas
  25. 25. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesEspectro de Radiofrequência
  26. 26. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesEspectro de Radiofrequência
  27. 27. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesSão Paulo Dividendo Digital 2 3 4 ... 5 6 ... 7 8 9 10 11 12 13 ... 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 16 11 5 7 21 13 2 27 4 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 Suzano M. das 9 32 X Cruzes 34 42 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 São Fco Mairiporã GRU Caetano Mourato 46 48 53 59 55 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 X X
  28. 28. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesAções Paralelas• Massificação de aplicações de T-GOV nos órgãos do governo federal – EBC é naturalmente o canal de difusão das aplicações• Disponibilização de bibliotecas de código e aplicações de referência – Desenvolvidos pelo CPqD – Manual de boas práticas e usabilidade• Repositório de Aplicações Interativas – SLTI/MP, CGI.br, RNP, Universidades, etc.• Fomento e Financiamento (BNDES, FINEP, CT-INFO, FUNTTEL) – Academia – Empresas de Software – Radiodifusores – Indústria de Conteúdo
  29. 29. Ministério das Comunicações Secretaria de TelecomunicaçõesInternacionalização do ISDB-T• 13 países adotaram o ISDB-T / US$ 7 tri de PIB / 500 MM de habitantes• Compromisso brasileiro para o desenvolvimento de um sistema – Geração de Capacidades Locais – Assistência Técnica na Implantação – Aproveitamento de Experiências – Cooperação Acadêmica – Cooperação Institucional• Fórum ISDB-T Internacional – Harmonização Técnica• Conferência Intergovernamental
  30. 30. Obrigado ! Flávio Lenz Cesar flavio.lenz@mc.gov.br

×