Apresentação do Instituto Papai em Vitória

705 visualizações

Publicada em

Apresentação feita por Ricardo Castro para o Fórum de Homens Capixabas pelo Fim da Violência Contra a Mulher. (1º grande encontro)

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação do Instituto Papai em Vitória

  1. 1. Trabalhando com homens pelo fim da violência de gênero: estratégias de intervenção Vitória, agosto de 2011
  2. 2. Objetivos <ul><li>Problematizar alguns elementos que envolvem os temas de Homens, Masculinidades e Violência contra a Mulher; </li></ul><ul><li>Apresentar uma estratégia de envolvimento dos homens pelo fim da violência contra as mulheres – Campanha do Laço Branco </li></ul>
  3. 3. Por que mobilizar homens pelo fim da violência contra as mulheres?
  4. 4. Homens, Masculinidades e Violência contra a Mulher <ul><li>VCM é uma violação dos direitos humanos e um problema de saúde pública </li></ul><ul><li>Construção do masculino e feminino, baseada na desigualdade de poder nas relações de gênero </li></ul><ul><li>Polissemia da palavra “violência” </li></ul><ul><li>Multi causalidade </li></ul>
  5. 5. É possivel prevenir violência contra as mulheres? <ul><li>Se é multicausal, como podemos intervir? </li></ul><ul><li>Trabalhos com homens? </li></ul><ul><li>Trabalhos com mulheres? </li></ul>
  6. 6. <ul><li>“ As pessoas envolvidas na relação violenta devem ter o desejo de mudar. É por esta razão que não se acredita numa mudança radical de uma relação violenta, quando se trabalha exclusivamente com a vítima. Sofrendo esta algumas mudanças, enquanto a outra parte permanece o que sempre foi, mantendo seus habitus, a relação pode inclusive, tornar-se ainda mais violenta. Todos percebem que a vítima precisa de ajuda, mas poucos vêem esta necessidade no agressor. As duas partes precisam de auxílio para promover uma verdadeira transformação da relação violenta” </li></ul><ul><li>Saffioti (1998, p. 53) </li></ul>
  7. 7. Como trabalhar o tema da violência contra as mulheres com os homens? <ul><li>Reflexão sobre relações de gênero com grupos de homens e mulheres jovens </li></ul><ul><li>Problematização das normas sociais relacionadas ao que é ser homem e ser mulher </li></ul><ul><li>Campanhas de mobilização comunitária </li></ul>
  8. 8. Como trabalhar o tema da violência contra as mulheres com os homens? <ul><li>Problema de todos e todas </li></ul><ul><li>Se há homens que são violentos, há homens que não o são </li></ul><ul><li>Se os homens são parte do problema da VCM, devem ser vistos como parte da solução </li></ul><ul><li>Necessidade de engajar os homens como aliados na promoção de uma vida sem violência </li></ul>
  9. 9. Como trabalhar o tema da violência contra as mulheres com os homens? <ul><li>Desconstruir repertórios de violência: banalização, legitimação </li></ul><ul><li>Trabalhar as normas sociais sobre a construção do masculino e feminino </li></ul><ul><li>Trabalhar as relações de gênero baseados no princípio da equidade e igualdade </li></ul><ul><li>Promover modelos “positivos” de masculinidade </li></ul><ul><li>Engajar diferentes atores sociais: comunidade, educação, saúde, locais de trabalho </li></ul>
  10. 10. Questionando as masculinidades: trabalhando com homens jovens
  11. 11. Questionando o masculino: trabalhando com homens jovens
  12. 12. Campanha Brasileira do Laço Branco Homens pelo fim da violência contra a mulher
  13. 13. Comitê Gestor Nacional Instituto PAPAI – PE (Secretaria Nacional) Instituto PROMUNDO – RJ Instituto NOOS – RJ ECOS – Comunicação em Sexualidade – SP Coletivo Feminista, Sexualidade e Saúde - SP Núcleo Margens – UFSC Themis – UFRS Gema/UFPE
  14. 14. Campanha Brasileira do Laço Branco <ul><li>Breve histórico </li></ul><ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>Objetivos </li></ul><ul><li>Ações </li></ul>
  15. 15. Breve histórico <ul><li>6 de dezembro de 1989 </li></ul><ul><ul><li>Massacre de Montreal </li></ul></ul><ul><li>1991 </li></ul><ul><ul><li>G rupo de homens de Ontário y Quebec (Canadá) - Primeira Campanha do Laço Branco (White Ribbon Campaign). S ímbolo : laço branco Lema : jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência. P rimeiro ano : 100 mil laços Apoio: UNIFEM Parcerias: organizações de mulheres </li></ul></ul>
  16. 17. O que dizer? <ul><li>Violência contra a mulher não é um problema só para as mulheres </li></ul><ul><li>Violência contra a mulher é uma violação dos direitos humanos e das liberdades fundamentais (Declaração das Nações Unidas) </li></ul><ul><li>O silêncio também é cúmplice </li></ul>
  17. 18. Campanha Brasileira do Laço Branco <ul><li>Breve histórico </li></ul><ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>Objetivos </li></ul><ul><li>Ações </li></ul>
  18. 19. Objetivo geral S ensibilizar, envolver e mobilizar os homens em ações pelo fim da violência contra a mulher, em consonância com as ações dos movimentos organizados de mulheres e de outros movimentos organizados por eqüidade e direitos humanos, através de ações em saúde, educação, trabalho, ação social, justiça, segurança pública e direitos humanos.
  19. 20. <ul><li>Pretendemos d esenvolver estratégias de comunicação de amplo impacto que promovam reflexões e condições que favoreçam mudanças de atitudes e comportamentos dos homens para que: </li></ul><ul><li>adotem outras maneiras na resolução de conflitos, em substituição à violência; </li></ul><ul><li>percebam que o silêncio é cúmplice da violência; </li></ul><ul><li>participem como aliados nas iniciativas para eliminar a violência contra as mulheres. </li></ul>
  20. 21. Vetores de ações EDUCAÇÃO – atividades envolvendo corpo administrativo, docente e discente de escolas públicas; divulgação de material informativo; capacitação de professores (ensinos fundamental e médio) SAÚDE – ações voltadas às unidades de atenção básica da rede pública, ressaltando a noção de violência contra a mulher como um problema de saúde pública, principalmente no contexto da saúde da mulher TRABALHO – atividades que envolvam trabalhadores e empresários, empresas e sindicatos, em comunidades urbanas e rurais JUSTIÇA, Segurança P ública e Direitos Humanos – ações junto a profissionais que atuam na elaboração e implementação de medidas jurídicas ligadas à violência doméstica e familiar
  21. 22. Campanha Brasileira do Laço Branco <ul><li>Breve histórico </li></ul><ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>Objetivos </li></ul><ul><li>Ações (desde 1999) </li></ul>
  22. 23. Caminhadas
  23. 24. Seminários e outros eventos nas capitais e no Interior
  24. 25. Oficinas temáticas com homens jovens
  25. 26. Peça teatral “Outro Raimundo é possível”
  26. 27. Distribuição de material alusivo à campanha
  27. 28. Atos públicos e mídia em geral
  28. 29. Existem homens que agridem mulheres... E homens que se unem por uma causa. A violência contra a mulher é um problema de todos. Vista essa camisa! Campanha Brasileira do Laço Branco Homens pelo fim da violência contra a Mulher
  29. 31. www.lacobranco.org.br

×