Desenvolvimento de Aplicações Web AngularJS no Contexto da IoT

282 visualizações

Publicada em

Palestra ministrada no Congresso de Tecnologia da Informação e Automação

Publicada em: Software
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
282
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Representation State Transfer
    O que é importante ter em mente é que o principal em um restful web service são as URLs do sistema (restful url’s), e os resources. Um resource é um recurso, uma entidade, ou seja, é um objeto com informação que será representado por meio de um XML. Em geral, a URL para acessar esse recurso será sempre a mesma, porém caso mudemos o método HTTP (GET, POST, PUT, DELETE) o resultado da requisição será diferente. 

  • O JAX-RS é uma especificação (JSR-311) que define a criação de um WebService com arquitetura RESTful. Na API, são utilizadas anotações, que simplificam a necessidade extra de configurações. Atualmente, o JAX-RS é parte integrante do Java EE.
    Como o JAX-RS é apenas uma especificação, é necessário escolher uma implementação. Entre os projetos que o implementam, temos o Jersey, que é open source e mantido pela Oracle, e que é a implementação de referência do JAX-RS.

  • Desenvolvimento de Aplicações Web AngularJS no Contexto da IoT

    1. 1. AngularJS Rodrigo Fortes
    2. 2. • Diretivas • Filtros • Validar Formulários • WebService Cronograma
    3. 3. Quem esta usando AngularJS?
    4. 4. • Produtividade • Separação de responsabilidades • Extensão da linguagem HTML • POJO • Injeção de dependências • Two-way data binding • Testabilidade • Comunidade Razões para Utililizar AngularJS
    5. 5. Todo código roda no cliente?
    6. 6. Codigo Minificado
    7. 7. Separação de Responsabilidades
    8. 8. View
    9. 9. Controller
    10. 10. Scope
    11. 11. Vamos ver a prática
    12. 12. São extensões da linguagem HTML que permitem a implementação de novos comportamentos, de forma declarativa. Diretivas
    13. 13. • ngApp • ngController • ngBind • ngModel • ngRepeat • ngShow • ngHide • ngClick Principais Diretivas
    14. 14. ngApp
    15. 15. ngApp
    16. 16. ngController
    17. 17. ngBind
    18. 18. ngBind
    19. 19. ngRepeat
    20. 20. ngRepeat
    21. 21. ngModel
    22. 22. ngModel
    23. 23. ngClick
    24. 24. ngClick
    25. 25. https://docs.angularjs.org/api Outras Diretivas
    26. 26. Transformam resultado de uma expressão, realizando operações como formatação de data, conversão de moeda e ordenação de array. Filtros
    27. 27. uppercase e lowercase date filter currency Principais Filtros
    28. 28. uppercase e lowercase
    29. 29. uppercase e lowercase
    30. 30. filter
    31. 31. filter
    32. 32. date
    33. 33. date
    34. 34. currency
    35. 35. currency
    36. 36. ngRequired ngMinlength e ngMaxlength $error $pristine e $dirty Validar Formulários
    37. 37. ngRequired
    38. 38. ngMinlength e ngMaxlength
    39. 39. $error
    40. 40. $error
    41. 41. $pristine
    42. 42. $pristine
    43. 43. A ideia de internet das coisas, de modo geral, envolve a inclusão de objetos físicos a uma rede, os quais interagem, são identificados ou monitorados entre si ou quem os controla. E a IOT?
    44. 44. HTTP, JSON, REST e AJAX com AngularJS Integrando o BackEnd
    45. 45. • GET deve ser usado para “leitura”, por exemplo listar os detalhes de um recurso; • POST deve ser usado para adicionar novos recursos; • PUT deve ser utilizado para alterar recursos já existentes; • DELETE para apagar recursos. Métodos HTTP
    46. 46. Neste exemplo utilizaremos a API Java com auxilio do JAXB, especificação adicionada a partir da JDK 6. Precisamos também incluir o jersey-json.jar no build path do nosso projeto. Web Service REST em JAVA
    47. 47. JAX-RS

    ×