Mapeamento da execução das metas do plano nacional 21-10-2011

519 visualizações

Publicada em

Apresentação de Mapeamento da execução de metas apresentada no encontro FORPROEXNE.

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Mapeamento da execução das metas do plano nacional 21-10-2011

  1. 1. XXXVII FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DA REGIONAL NORDESTE Mapeamento da Execução das Metas do Plano Nacional de Extensão no Âmbito das Universidades Públicas do NE26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  2. 2. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE 7 6 4 4 4 4 4 4 3 3 2 2 Totais 1 1 1 0 Recebidos26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  3. 3. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Consolidação de um Sistema de Informações sobre Extensão Estado Universidades Universitária, através da implantação de Banco de Dados Não Dificuldades Iniciada Executada Estágio em que se encontra a execução da meta Iniciada encontradas Criamos um sistema chamado “Extensão em Rede” que integra a comunidade interna e externa em 53 Linhas de Extensão dentro de 08 Áreas Temáticas. A rede permite o acesso a Universidade programas, projetos, outras ações de extensão e pessoas Federal de proporcionando maior visibilidade e interatividade. Alagoas – Estamos evoluindo para um sistema que permitirá realizar UFAL avaliação quantitativa e qualitativa da extensão além de proporcionar maior interatividade através do compartilhamento ALAGOAS de dados, comentários, divulgação de atividades e publicação. Esta evolução estará disponível até o final de 2011. Universidade Estadual de X Alagoas – UNEAL Universidade Estadual de Ciências da Estão sendo realizadas discussões da Pró-Reitoria com a X Saúde de Gerência de Tecnologia sobre a construção deste sistema. Alagoas – UNCISAL Instituto Federal de Educação X Tecnológica de Alagoas – IFAL 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  4. 4. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Consolidação de um Sistema de Informações sobre Extensão Universitária, através daEstado Universidades implantação de Banco de Dados Não Iniciada Executada Estágio em que se encontra a execução da meta Dificuldades encontradas Iniciada Na UFBA há um sistema de registro, o SIATEX, implantado desde setembro de Universidade Implantação 2008, que funciona de forma Federal da do SIATEX/ precária pois não fornece os Bahia – UFBA 2008 relatórios necessários. Estamos junto ao CPD desenvolvendo novo sistema a partir do sistema da UFRGN. As atividades de extensão universitária na UFRB, realizadas no BAHIA âmbito das diversas unidades acadêmicas, são acompanhadas através do registro em formulários próprios, disponíveis no Procedimentos utilizados para a Universidade sitio da Pró-Reitoria de Extensão – PROEXT. Alem disso, há consolidação de um sistema de Federal do apreciação das Áreas de Conhecimento e Conselhos de Centros informações ainda não atendem Sim Sim de Ensino, dos relatórios finais encaminhados à PROEXT e plenamente e satisfatoriamente a Recôncavo da Bahia – UFRB solicitações de certificados, permitindo um mapeamento das implantação de um banco de ações desenvolvidas na Instituição, relacionados à quantidade dados. de servidores e discentes envolvidos, dos parceiros institucionais, de membros da comunidade. O mapeamento e a normatização Universidade O mapeamento e a normatização das ações extensionistas já das ações extensionistas já estão estão sendo feitas, ou seja, já temos o cadastro com resolução sendo feitas, no entanto, a maior Estadual de X CONSEPE de todos os projetos, programas e cursos; dificuldade se dá por falta de Feira de Santana Normatização de eventos e cursos; Programa interno de bolsa um sistema computacional que - UEFS Extensão (94 bolsas, no valor de R$ 415,00) armazene e gerencie as informações. Universidade Estruturação da Base de Dados da Extensão a partir do Sistema Interfaces com outros sistemas Estadual da X Integrado de Planejamento (SIP) da Universidade do Estado da para migração de dados. Bahia – UNEB Bahia.
  5. 5. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Consolidação de um Sistema de Informações sobre Extensão Universitária, através da Estado Universidades implantação de Banco de Dados Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da meta Falta de critérios/ indicadores para Universidade Sistema de Informações, cadastro e avaliação das ações de Extensão e Federal do SINPREX avaliação das ações da Extensão em carência de Recursos Humanos Ceará - UFC funcionamento. especializados em TI. CEARÁ Universidade A Universidade está estruturando um Estabelecimento de indicadores Estadual do X sistema geral de informação, nele quantitativos e qualitativos. Ceará - UECE incluso o da PROEX. Universidade Em processo de atualização dos Regional do SIM NÃO dados. Cariri – URCA 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  6. 6. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Consolidação de um Sistema de Informações sobre Extensão Universitária, através da implantação de Banco de Dados Estado Universidades Não Estágio em que se encontra a execução da Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada meta A UFPB na década de 1990 criou um sistema O sistema embora sendo do Universidade próprio – BANDEX, mas sem condições para MEC/SESU ainda tem limitações e PARAÍBA Federal da Paraíba X investir no seu aperfeiçoamento, passou a usar o necessidades de ajustes não - UFPB SIEX (UFMG), o SIEXBRASIL (UFMS) e atendidas tanto no registro como agora o SIGProj (MEC/SESU) na emissão de relatórios. Universidade Organização de um banco de dados dos bolsistas Falta capacitação de recursos Federal de X da extensão; os resumos dos projetos/programas humanos para desenvolver a Campina Grande – serão registrados em seguida atividade UFCG 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  7. 7. SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Consolidação de um Sistema de Informações sobre Extensão Universitária, através daEstado Universidades implantação de Banco de Dados Não Iniciada Executada Estágio em que se encontra a execução da meta Dificuldades encontradas Iniciada Universidade A UFPE dispõe de Banco de dados próprio exclusivamente Federal de O Sistema de Informações sobre extensão na UFPE é o X para o Ensino, Pesquisa e Gestão; MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS Pernambuco – UFPE SIGPROJ. Não dispomos de um banco de dados interno. A PROIN trabalha, desde sua implantação (2005), na a extensão encontra-se nos planos de implantação. METAS DO PLANO NACIONAL DE consolidação de um banco de dados da extensão que contabiliza os indicadores de acordo com as informações PERNAMBUCO apresentadas mensalmente nos relatórios das atividades Universidade desenvolvidas – programas financiados com bolsas de Falta de equipe especializada em EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF X extensão (PIBIN) e ações isoladas propostas pelos sentido de criar um sistema informatizado para criação de tecnologia da informação para colegiados de cursos. Atualmente, a equipe tem discutido no execução do trabalho. um banco de dados que seja disponibilizado on line, tanto UNIVERSIDADES para acesso da comunidade quanto para a alimentação das informações adicionais. Atualmente na UPE existem dois modelos (o SIGA para Graduação Universidade e o SISPEG para Pesquisa). Nosso planejamento 2011 prever Estado de X Aguardando liberação de recursos e licitação. recursos para o SISEC – Sistema Pernambuco - de Informação sobre Extensão e UPE Cultura, mas que ainda estão sendo implantados por questões administrativas. Autarquia Educacional do A instituição conta com um sistema de informação, no qual Agilidade nos processos devido a Vale do São X estão sendo cadastrados os dados sobre a política de falta de informação prestada pelos Francisco – extensão universitária desta IES proponentes dos projetos AEVSF/FACAPE - Municipal
  8. 8. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Consolidação de um Sistema de Informações sobre Extensão Universitária, através da implantação de Banco de Dados Estado Universidades Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da meta PIAUÍ Coordenadores de curso e professores, Universidade Catalogar todos os eventos, cursos, principalmente dos campi do interior, Estadual do Piauí – Sim semanas acadêmicas na divisão de realizam atividades de extensão sem o UESPI cursos e eventos. acompanhamento da PREX. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  9. 9. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Consolidação de um Sistema de Informações sobre Extensão Universitária, através da implantação de Banco de Dados Estado Universidades Não Estágio em que se encontra a execução Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada da meta RIO GRANDE DO NORTE Falta de equipe técnica para Universidade Foi implantado o Sistema de Informações e adaptação do software às Estado do Rio Gestão de Projetos (SIGProj), sendo que X atualizações da legislação da Grande do Norte - as ações e editais de bolsas estão Extensão; Fragilidade na UERN começando a ser cadastradas nele. institucionalização das ações. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  10. 10. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Definição de linhas prioritárias de Extensão nos Planos Estratégicos Estado Universidades departamentais e das universidades Não Estágio em que se encontra a execução Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada da meta As Unidades Acadêmicas têm definido suas linhas prioritárias de extensão na Universidade construção de seus programas Federal de institucionalizados de Extensão – PRÓ- Alagoas – EXTENSÃO. É obrigatório por definição UFAL no estatuto da UFAL no artigo 21 que cada Unidade Acadêmica tem que ter menos um ALAGOAS Programa de extensão Institucionalizado. Universidade Estadual de X Alagoas – UNEAL Universidade Estadual de A Universidade encontra-se num momento de mudança da sua Ciências da X estrutura acadêmica, em que estão Saúde de sendo demandadas várias outras Alagoas – questões iniciais. UNCISAL Instituto Federal de Recursos exclusivos para extensão são muito recentes ainda. Educação X Preferimos ainda não indicar linhas Tecnológica de prioritárias até que se consolide Alagoas – mais a ideia da extensão IFAL 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  11. 11. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Definição de linhas prioritárias de Extensão nos Planos Estratégicos Estado Universidades departamentais e das universidades Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da meta Não há definição de prioridades, Universidade contudo estamos elaborando novo PDI Federal da onde serão indicadas essas linhas Bahia – UFBA prioritárias. As linhas BAHIA Universidade prioritárias de Federal do Extensão da UFRB Sim (2011 – 2015). Recôncavo da foram incluídas no Bahia – UFRB Plano de Gestão da PROEXT Universidade Estadual de Feira de X Santana - UEFS Atuamos em consonância com as áreas prioritárias da Extensão previstas no Universidade Multicampia e ações de Plano Nacional de Extensão (PNE), no Estadual da X acompanhamento das PDI, no Planejamento Estratégico Bahia – UNEB ações. Institucional e Político Interna de Extensão. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  12. 12. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Definição de linhas prioritárias de Extensão nos Planos Estratégicos Estado Universidades departamentais e das universidades Não Estágio em que se encontra a execução Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada da meta Algumas linhas da extensão relacionadas a políticas públicas governamentais e programas institucionais da UFC já foram Universidade definidas.Mas, há necessidade de ampliação. Carência de recursos financeiros para Federal do X Os Coordenadores da Extensão estão apoiar as ações consideradas prioritárias. Ceará - UFC visitando as unidades acadêmicas para definir novas linhas e incluir nos planos por meio dos departamentos. CEARÁ Dificuldade em desenvolver atividades Universidade As linhas estão bem definidas, com ênfase envolvendo os diversos segmentos da Estadual do X para meio ambiente, direitos humanos, universidade, apesar dos avanços obtidos Ceará - UECE trabalho, educação e cultura. com a institucionalização de normas e procedimentos. As linhas prioritárias estão associadas aos Centros, Departamentos e Coordenações de Cursos. Portanto, a PROEX vem trabalhando tanto em seu Plano Anual quanto no Universidade incentivo a Programas e Projetos de Extensão Falta de recursos externos para ampliação Regional do NÃO nas seguintes linhas: das iniciativas. Cariri – URCA • Educação, direito e cidadania; • Desenvolvimento regional sustentável; • Tecnologia, trabalho e inclusão digital; • Saúde. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  13. 13. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Definição de linhas prioritárias de Extensão nos Planos Estratégicos departamentais e das universidades Estado Universidades Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da meta A resolução da UFPB que orienta a A definição está formalizada para Universidade PARAÍBA elaboração dos PPCs exige a definição cada curso de graduação, mas a sua Federal da Paraíba - X de linhas prioritárias de extensão para implementação não ocorre UFPB cada curso. plenamente. Universidade Federal de X Campina Grande – UFCG 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  14. 14. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Definição de linhas prioritárias de Extensão nos Planos Estratégicos departamentais e das universidadesEstado Universidades Não Iniciada Executada Estágio em que se encontra a execução da meta Dificuldades encontradas Iniciada A Extensão compõe o Plano Estratégico e os Planos Plurianuais e Anuais da UFPE. As linhas prioritárias do Universidade PNE são seguidas em todas as ações institucionais, em Federal de consonância com as Linhas prioritárias da UFPE, por Não inclusão da Extensão na matriz X Pernambuco – meio de seus programas estruturadores. Cada Centro orçamentária do MEC. UFPE Acadêmico possui uma Coordenação setorial de extensão que agrupa os representantes de extensão dos PERNAMBUCO departamentos. As atividades de extensão vêm sendo desenvolvidas de acordo com as demandas espontâneas dos colegiados acadêmicos. No entanto, em julho de 2010 foi iniciada Universidade uma articulação do Programa Institucional de Bolsas de Federal do Vale X Integração (PIBIN) com o Programa Mais Educação do São Francisco (Programa do Governo Federal), no sentido de fortalecer - UNIVASF os laços entre a universidade e as escolas da região, atendendo docentes e discentes das escolas participantes. Universidade Consolidação de Regimento Interno Estado de Existe normativa geral a partir da referência do X da PROEC e da Câmara e GT de Pernambuco - Regimento e Estatuto da UPE. Extensão e Cultura. UPE Autarquia Três linhas vêm se destacando nas ações de extensão Estabelecer o campo teórico de Educacional do desta IES, são elas: a) Programas relacionados a conhecimento na área, devido pouca Vale do São inclusão digital; b) Assessoramento jurídico à população freqüência na realização de eventos X Francisco – carente do Vale do São Francisco; c) Programa de internos para debater os projetos em AEVSF/FACAPE formação pedagógica, administrativa para servidores andamento, e a não sistematização - Municipal públicos coletiva do processo experienciado.
  15. 15. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Definição de linhas prioritárias de Extensão nos Planos Estratégicos departamentais e das universidadesEstado Universidades Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da metaPIAUÍ Universidade Universidade Estadual do Universidade Estadual do Piauí – Estadual do Piauí – X X X Piauí – UESPI UESPI UESPI 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  16. 16. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Definição de linhas prioritárias de Extensão nos Planos Estratégicos departamentais e das universidades Estado Universidades Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da metaRIO GRANDE DO NORTE A PROEX está elaborando um Equipe reduzida para grande Universidade diagnóstico de potencialidades para quantidade de informações a Estado do Rio X desenvolvimento de ações no entorno serem levantadas no diagnóstico; Grande do Norte - da IES e realizando visitas às Ações de extensão usadas apenas UERN unidades acadêmicas. para preencher carga horária. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  17. 17. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Adoção de indicadores quantitativos e qualitativos da Extensão nas análises de mérito para alocação de vagas para docentes nas unidades e departamentos e para distribuição de recursosEstado Universidades orçamentários internos Não Dificuldades Iniciada Executada Estágio em que se encontra a execução da meta Iniciada encontradas Os programas Institucionalizados são avaliados com base no Há uma dificuldade em cumprimento de diretrizes definidas em uma Chamada institucionalizar a (edital) e a análise de indicadores qualitativos, a saber: a) adoção de indicadores alcance social (público alvo); b) número de projetos de por falta de extensão; c) difusão de conhecimento (cursos, eventos e normatização na Universidade publicações); d) Participação discente (número de turmas e Universidade e por Federal de alunos evolvidos em ações de extensão em função do total falta de uma definição Alagoas – UFAL da Unidade); e) participação docente (número de docentes de indicadores pelo ALAGOAS envolvidos em ações de extensão em função do total da Fórum Nacional que Unidade; e f) participação de técnicos (número de técnicos incida numa envolvidos em ações de extensão em função do total da distribuição de recursos Unidade para a Universidade. Universidade Estadual de X Alagoas – UNEAL Universidade Falta de recursos Estadual de Esta ação está sendo realizada apenas com relação aos financeiros próprios Ciências da X docentes, com inserção prevista em seu Plano de Cargos, para esta distribuição Saúde de Alagoas Carreiras e Salários. freqüente. – UNCISAL Instituto Federal Em 2011, pela primeira vez, foram alocados recursos Aquisições de insumos de Educação X percentuais do orçamento para ações de extensão em cada para atendimento às Tecnológica de campi do Instituto ações Alagoas – IFAL
  18. 18. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Adoção de indicadores quantitativos e qualitativos da Extensão nas análises de mérito para alocação de vagas para docentes nas unidades e departamentos e para distribuição de Estado Universidades recursos orçamentários internos Estágio em que se encontra a Dificuldades Não Iniciada Iniciada Executada execução da meta encontradas Não há adoção de indicadores de Universidade Extensão nem Federal da Bahia para alocação de – UFBA vagas nem para distribuição de recursos A adoção de indicadores BAHIA quantitativos e Universidade qualitativos da Extensão Federal do Não da UFRB foi incluída no Recôncavo da Plano de Gestão da Bahia – UFRB PROEXT (2011 – 2015). Universidade Reuniões com Pró-Reitorias (Pesquisa Estadual de Feira X e Pós-graduação e Administrativa), de Santana - Departamentos UEFS Construção de um instrumento de Acompanhamento e Avaliação a ser Universidade aplicado a partir do Semestre 2011.2. Estadual da Bahia X Tal documento foi elaborado por uma – UNEB comissão indicada no I Fórum Multidisciplinar de Extensão Universitária da UNEB.
  19. 19. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Adoção de indicadores quantitativos e qualitativos da Extensão nas análises de mérito para alocação de vagas para docentes nas unidades e departamentos e para distribuição Estado Universidades de recursos orçamentários internos Não Estágio em que se encontra a execução Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada da meta Aprovada Portaria estabelecendo critérios para locação da horas atividades na extensão, no Universidade ensino e na pesquisa. Estabelecimento e medição de Federal do Ceará X A distribuição de recursos orçamentários é indicadores qualitativos das - UFC realizada pelo próprio Departamento /Unidade ações de extensão. Acadêmica. CEARÁ Há um esforço em adotar critérios e Universidade indicadores para distribuição de recursos Estadual do X internos, tendo se iniciado com um Edital para Ceará - UECE concessão de bolsas de extensão, com recursos próprios Falta de recursos para a Universidade Extensão, ampliação de vagas Regional do SIM NÃO para docentes e concurso Cariri – URCA público. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  20. 20. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Adoção de indicadores quantitativos e qualitativos da Extensão nas análises de mérito para alocação de vagas para docentes nas unidades e departamentos e Estado Universidades para distribuição de recursos orçamentários internos Estágio em que se encontra a Dificuldades Não Iniciada Iniciada Executada execução da meta encontradas Universidade PARAÍBA Federal da Paraíba - X UFPB Universidade Federal de Campina X Grande – UFCG 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  21. 21. SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES Adoção de indicadores quantitativos e qualitativos da Extensão nas análises de mérito para alocação de vagas para docentes nas unidades e departamentos e para distribuição de recursosEstado Universidades orçamentários internos Não Dificuldades Iniciada Executada Estágio em que se encontra a execução da meta Iniciada encontradas A UFPE adota a produção extensionista dos departamentos como critério de alocação de vagas de concursos. Assim como adota indicadores da extensão para a progressão docente. Os recursos do tesouro e O não repasse de recursos Universidade próprios da UFPE para a extensão são executados pela do MEC para a extensão Federal de X PROEXT, PROGEPE (bolsas), PROACAD /PROPESQ dificulta a consolidação Pernambuco – (editais conjuntos) que por meio de editais seletivos, os dessa atividade acadêmica UFPE distribui entre os diversos centros no âmbito da PERNAMBUCO Acadêmicos/Departamentos, tais como: Bolsas; Apoio a Universidade. Projetos; Apoio a Divulgação Extensionista; Pesquisa- Ação; Apoio a Publicação e Ações de Cultura e Patrimônio. Universidade Federal do Vale do X São Francisco - UNIVASF Articulação política ainda inicial na busca de Universidade valorização institucional das O Censo Docente e o PCCV utilizam indicadores avaliativos Estado de práticas extensionistas X para Extensão, COM as pontuações que não ultrapassam 20% Pernambuco - associadas, sobretudo a em relação ao ensino, pesquisa e gestão. UPE pesquisa, para sensibilizar mais a comunidade acadêmica. Autarquia Educacional do Projetos em execução sem o Foi designada uma comissão para elaboração de indicadores de Vale do São rigor avaliativo da X mérito dos projetos, que orientem as decisões do Conselho de Francisco – Ensino Pesquisa e Extensão - CEPE pertinência social e AEVSF/FACAPE - científica. Municipal
  22. 22. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Adoção de indicadores quantitativos e qualitativos da Extensão nas análises de mérito para alocação de vagas para docentes nas unidades eEstado Universidades departamentos e para distribuição de recursos orçamentários internos Estágio em que se encontra Dificuldades Não Iniciada Iniciada Executada a execução da meta encontradasPIAUÍ Universidade Federal do Piauí - Dificuldade em ter Em discussão na UFPI parâmetros claros de Sim elaboração do novo Universidade quantificar e valorizar a PDI da UESPI Estadual do Piauí – Extensão na UESPI UESPI 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  23. 23. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Adoção de indicadores quantitativos e qualitativos da Extensão nas análises de mérito para alocação de vagas para docentes nas unidades e departamentos e para Estado Universidades distribuição de recursos orçamentários internos Estágio em que se encontra a Dificuldades Não Iniciada Iniciada Executada execução da meta encontradasRIO GRANDE DO NORTE Necessidade de As vagas e recursos são atualização da legislação Universidade alocados apenas por demandas para definição de Estado do Rio de ensino e criação de cursos. X critérios. Baixo Grande do Norte - Os indicadores são usados orçamento da IES, que é UERN apenas em editais internos de estadual; Baixa prioridade fomento. para a Extensão na IES. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  24. 24. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Institucionalização da participação da Extensão no processo de integralização Estado Universidades curricular Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da meta Essas questões necessitam da ação das Praticamente em todos os projetos pró-reitorias de extensão, pesquisa e Universidade acadêmicos da UFAL as atividades graduação. A dificuldade está Federal de de extensão são utilização para exatamente na falta dessa articulação Alagoas – integralização na parte flexível dos porque envolve definições nos projetos UFAL cursos. pedagógicos dos cursos e toda logística pra que isto de fato aconteça. ALAGOAS Universidade Estadual de X Alagoas – UNEAL Universidade Alguns cursos já tem esta Estadual de integralização prevista em seus Ciências da Projetos Político-Pedagógicos. As Sensibilização de alguns docentes para X Saúde de mudanças acadêmicas estão esta integralização. Alagoas – viabilizando esta inserção nos UNCISAL demais cursos. Instituto Nas normas didáticas do IFAL Federal de consta a possibilidade de aproveitar Educação horas dedicadas a programas e X Tecnológica de projetos de extensão para cômputo Alagoas – de estágio curricular, dependendo do IFAL projeto de cada curso 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  25. 25. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Institucionalização da participação da Extensão no processo de integralização Estado Universidades curricular Não Estágio em que se encontra a Dificuldades Iniciada Executada Iniciada execução da meta encontradas Desde 2002 foi implantado componente Universidade curricular que integra os diversos Federal da currículos como disciplina optativa com Bahia – UFBA a denominação “Atividade Curricular em Comunidade- ACC" A institucionalização da participação BAHIA Universidade da Extensão no processo de Federal do Não integralização curricular foi incluída Recôncavo da no Plano de Gestão da PROEXT Bahia – UFRB (2011 – 2015). Universidade Estadual de Fase inicial - Reuniões com os Feira de X representantes dos colegiados Santana - dos cursos UEFS Universidade Atividades de ACC (ver Estadual da X Resolução) Bahia – UNEB 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  26. 26. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Institucionalização da participação da Extensão no processo de Estado Universidades integralização curricular Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da meta A maioria dos Cursos já consideram as Cultura de não valorizar as ações de Universidade ações de extensão como atividades extensão como ferramenta de apoio Federal do X complementares. Alguns Cursos já ao processo pedagógico. Ceará - UFC oferecem disciplinas através da ação de Falta de divulgação/ conscientização CEARÁ extensão. A Pró-Reitoria de Extensão vem trabalhando de forma articulada com a Pró- Universidade Reitoria de Graduação, a partir de estágio Estadual do X curricular não-obrigatório, atividades Ceará - UECE complementares e outras atividades de extensão, inclusive no exterior. O Plano Anual da Extensão Universitária Universidade atende as exigências estabelecidas no Plano Regional do SIM SIM Anual da Universidade no qual a Cariri – URCA participação em atividades de extensão são integralizadas ao currículo do estudante. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  27. 27. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Institucionalização da participação da Extensão no processo de integralização curricular Estado Universidades Não Estágio em que se encontra a execução Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada da meta Desde 1993 que a UFPB regulamentou o aproveitamento curricular das atividades Falta divulgação, pois como de extensão como disciplina optativa, em Universidade não são obrigatórios alguns PARAÍBA até 4 créditos, a critério do colegiado do Federal da X alunos integralizam a carga curso de graduação, além do Paraíba - UFPB horária (optativa e flexível) sem aproveitamento como componentes a extensão. curriculares flexíveis, em até 4 créditos, a partir de 2008. • Dificuldade de diálogo com Universidade As ações de extensão constam nos PPC’s outras Pró-Reitorias; Federal de X dos cursos, no bloco de “atividades • Carga horária total dos cursos Campina Grande complementares” insuficiente para contemplar as – UFCG ações extensionistas 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  28. 28. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Institucionalização da participação da Extensão no processo de integralização curricular Estado Universidades Não Iniciada Executada Estágio em que se encontra a execução da meta Dificuldades encontradas Iniciada A não regulamentação da Meta Universidade 23 do Plano Nacional de Educação, com fins específicos Federal de A Pró-Reitoria Acadêmica reconhece a extensão X de extensão universitária, Pernambuco – Universitária para fins de integralização curricular. pulveriza as ações, por meio das PERNAMBUCO UFPE atividades complementares (que são pontuais). Universidade As atividades de extensão são contabilizadas na carga Federal do Vale horária dos estudantes em substituição aos créditos do São X complementares dos cursos, por meio de avaliação Francisco - individual de cada colegiado de curso. UNIVASF Universidade As Atividades Curriculares Complementares – ACCs, Predomina o critério Estado de contempladas e praticadas em vários cursos, X quantitativo de verificação e Pernambuco - apresentam-se como modalidade de integralização computação de carga horária. UPE curricular da extensão. Autarquia Educacional do O Regimento desta IES determina que as ações de Fazer com que todos os alunos Vale do São extensão devem corresponder a 20% da carga horária X cumpram este percentual em Francisco – atribuída às Atividades Complementares, representando atividades de extensão. AEVSF/FACAPE entre 30 e 60 horas/atividades em extensão. - Municipal 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  29. 29. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Institucionalização da participação da Extensão no processo de integralização curricularEstado Universidades Não Estágio em que se encontra Dificuldades Iniciada Executada Iniciada a execução da meta encontradas A resistência de No momento a UESPI alguns cursos em Passa pelo processo de inserir a extensão noPIAUÍ recredenciamento e contexto dos cursos de elaboração do novo PDI. A graduação. Universidade Extensão está sendo A falta de preparo dos Estadual do Sim inserida como componente coordenadores de Piauí – UESPI curricular nos novos PPP curso para conhecer as Criação do Programa Bolsa possibilidades de de Extensão da UESPI inserção de ações de extensão nos novos currículos. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  30. 30. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Institucionalização da participação da Extensão no processo de integralização curricular Estado Universidades Estágio em que se encontra Dificuldades Não Iniciada Iniciada Executada a execução da meta encontradasRIO GRANDE DO NORTE Número pequeno de Os Projetos Pedagógicos docentes envolvidos nas Universidade foram discutidos e estes ações; Desconhecimento Estado do Rio passaram a exigir atividades X sobre a extensão; Grande do Norte complementares, mas a Aproveitamento de - UERN Extensão é só uma das opções, créditos para atividades não é obrigatória. não institucionalizadas. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  31. 31. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Implementação de escritórios ou coordenações de desenvolvimento, inovação e Estado Universidades transferência de Tecnologia, articulados com as Pró-Reitorias de Extensão Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da meta Universidade As unidades Acadêmicas têm Falta de recursos para equipar salas e Federal de implantado coordenações de pessoal especializado na área de Alagoas – extensão por força dos Programas inovação e transferência de tecnologia. UFAL institucionalizados. Universidade ALAGOAS Estadual de X Alagoas – UNEAL Universidade Estadual de Ciências da X Saúde de Alagoas – UNCISAL Instituto Federal Criação do Núcleo de Inovação de Educação Falta de uma cultura de produção e X tecnológica (NIT) no âmbito da Tecnológica de patenteamento Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação Alagoas – IFAL 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  32. 32. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Implementação de escritórios ou coordenações de desenvolvimento, inovação e Estado Universidades transferência de Tecnologia, articulados com as Pró-Reitorias de Extensão Não Dificuldades Iniciada Executada Estágio em que se encontra a execução da meta Iniciada encontradas Universidade A UFBA optou por criar a Pró-Reitoria de Pesquisa e Federal da Inovação Tecnológica Bahia – UFBA Universidade Federal do Não BAHIA Recôncavo da Bahia – UFRB Universidade – Articulação com o Núcleo de Inovação Estadual de Tecnológica – NIT, ora em implantação; X Feira de – Articulação com a Incubadora Tecnológica de Santana - UEFS Empreendimentos Associativos. – Incubadora de Empreendimentos Econômicos e Solidários (Incuba/Unitrabalho) Universidade – Núcleo de Pesquisa e Extensão em Habitação Estadual da X Popular (Thaba) Bahia – UNEB – Núcleo de Cooperação e Ações em Políticas Públicas e Economia Solidária (COAPPES) 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  33. 33. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Implementação de escritórios ou coordenações de desenvolvimento, inovação e transferência de Tecnologia, articulados com as Pró-Reitorias de Extensão Estado Universidades Não Estágio em que se encontra a execução Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada da meta Foi criado o NIT na Pró- Reitoria de Pesquisa e Carência de Recursos Humanos Universidade Pós-Graduação e a divisão de apoio e especializados para apoio à Federal do X inovação na PREX, que trabalham de forma inovação e falta de recursos Ceará - UFC articulada. financeiros. CEARÁ A UECE já tem em funcionamento o Núcleo Universidade de Inovação Tecnológica (NIT), vinculado à Estadual do Pró-Reitoria de Planejamento (PROPLAN), Ceará - UECE mas com ações transversais com todas as demais áreas da Universidade. A PROEX conta com o Instituto de Universidade Tecnologia – ITEC que atua na promoção de Falta de recursos para ampliar as Regional do SIM SIM ações voltadas a inovação e transferência de ações. Cariri – URCA Tecnologia. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  34. 34. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Implementação de escritórios ou coordenações de desenvolvimento, inovação e transferência de Tecnologia, articulados com as Pró-Reitorias de Extensão Estado Universidades Não Estágio em que se encontra a Dificuldades Iniciada Executada Iniciada execução da meta encontradas PARAÍBA Universidade Federal X da Paraíba - UFPB Universidade Federal Programa de Estudos e Ações para o de Campina Grande X Semiárido - PEASA – UFCG 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  35. 35. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Implementação de escritórios ou coordenações de desenvolvimento, inovação e Estado Universidades transferência de Tecnologia, articulados com as Pró-Reitorias de Extensão Não Estágio em que se encontra a Iniciada Executada Dificuldades encontradas Iniciada execução da meta Esta ação é vinculada à Pró-reitoria de Universidade Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESQ) por meio da DINE – Diretoria de Federal de X Inovação. Entretanto encontra-se em Expertise acumulada pela PROPESQ. Pernambuco – curso um debate acerca de uma possível UFPE articulação entre PERNAMBUCO Pesquisa/Extensão/Inovação. Universidade Federal do Vale X do São Francisco - UNIVASF Universidade Em cada Campus Universitário e em suas Pouca estrutura física e equipe técnica Estado de respectivas unidades já existem as X adequada para orientar, acompanhar, captar Pernambuco - Coordenações Setoriais de Extensão e recursos, executar e avaliar ações. UPE Cultura. Autarquia Educacional do A FACAPE tem em sua estrutura Articulação com os colegiados e Vale do São X orgânica uma Coordenação de Pesquisa e disponibilidades de decentes para o Francisco – Extensão. compromisso com a atividade de extensão. AEVSF/FACAPE - Municipal
  36. 36. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Implementação de escritórios ou coordenações de desenvolvimento, inovação e transferência de Tecnologia, articulados com as Pró-Reitorias de ExtensãoEstado Universidades Não Estágio em que se encontra a Dificuldades Iniciada Executada Iniciada execução da meta encontradasPIAUÍ Universidade Estadual do Piauí – X UESPI 26/4/2012 37º FORPROEX - NE
  37. 37. MAPEAMENTO DA EXECUÇÃO DAS METAS DO PLANO NACIONAL DE EXTENSÃO NO ÂMBITO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS DO NE SITUAÇÃO ATUAL DAS METAS Implementação de escritórios ou coordenações de desenvolvimento, inovação e transferência de Tecnologia, articulados com as Pró-Reitorias de Extensão Estado Universidades Não Estágio em que se encontra a Dificuldades Iniciada Executada Iniciada execução da meta encontradasRIO GRANDE DO NORTE Ausência de um fundo específico para financiar Foi criada uma diretoria na PROEX Universidade Estado as ações deste tipo e para articulação e desenvolvimento de do Rio Grande do X resistência de setores da ações nessa área, além da existência de Norte - UERN IES à cobrança de taxas um centro de incubação tecnológica. por prestações de serviço. 26/4/2012 37º FORPROEX - NE

×