Ed 232 junho 2015

745 visualizações

Publicada em

Edição de Junho 2015

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
745
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
301
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ed 232 junho 2015

  1. 1. r(; §2Ç/ *«I/ «¡iI/ l / IJ/ íl J E: âfíiraXêmnüPãtBuzülrdiladbâüílã u¡ EVENTOS Nova diretoria do LC Taguatinga Independência s". .. SAÚDE _ . CONDOMÍNIOS 7 maneiras valiosas de j . _ ' ' 'x Venda dos créditos da Prevenir o infarto . v à _- inadimplência GOVERNO i 'NV Ldv' ç ~ -: * x _ , 113). ' _ . 240 dias de governo ~' _x9_ "-35 i 'j' f' i 'Juli-iu 'Eiunmbànír' 240 dias de confusões ' É”, . ÍU ' mu' : gsm-I _Q I . BARULHO . à PETS Perturbação do sossego " : NL _x (Q Animal de estimação exige pode dar cadeia e multa _ , Ju . ' "uma ÕEÚÍC3Ç5U , y t. í › x " K __ f( - '§-^ . _ z _Q à i i' JUSTIÇA Compras pela Internet Direito de arrependimento SOLIDARIEDADE Mais de R$20 mil em doações para carentes A -. - sumo ›. - - ñ . . . , ' E. .PEIJI'I'IJ . -"~ ' *ann-sasa _¡, ~_›. ..; ..L x i¡ Osama 'í 3475.2411 Enrregarápida 7 | ' . ;dascausas L . ¡unllil V . .. .sa . 3351770180/8110671376 à' 5422-4553 I - c07-l0TEII4-SIIlII3M a , M, ,_, W@, mm, ,,, ,m . . _ muunnncn-cmmo -i m, ... .,.3.. '.. § ›, r n = -«; _¡, __. tc PUBLICIDADE
  2. 2. 02 'FJIDADE a! " l 310x107( ¡fívl/ l-ÍÍIJV CQMUNIDADE 25 ANOS FUNDÀDU EM FEVEREIRO DE 1990 ANO XXV - JUNHO DE 2015 AdmlnlstraçHa/ Pra/ eta grafica Diagramação/ Impressao EIIITOIIII Sal co-Ik-Itllllnmlllalm I01I 1351-0211 10011 0011-0000 E-mallzl ln m n¡ n im il. m Editor: Edvaldo Brito - MTB 6497 DF sdvaldohrlto@gmall. com Comercial: (061)9511-0609 lolhndacomunldada@hotmnll. com Carros nddncln: C7-Lote 15- a uatlnga Centro CEF 72.010-177 ' Brasilia/ DF wwwlolhad¡comun| d¡dedf. com. br l 3 wvIw. f¡cebook. com/ Io| had¡: omunldadedl Distribuição çgnttmu s. , mao-mít- Colaboradores: Femando Lemos - Sarah Fontenelle Amanda Britto - Anna Fontenelle Dr. Renato Mendonça Os artigos publicadas, assinadas, nesta edição, não representam necessariamente a opinião da jornal, senda de única g inteira responsabilidade de seus autores. Estelarnal e afiliada l: Associaçao de veiculos de Comunicação comunitária do Distrito Federal e Entorno 1 EEEQE! ! ; L . W _ , ,and IETIBIHRIIJeIrIIi Iniciou o curso de Jornalismo na Universidade Federal de Goiás. Gosta muito de escutar músicas pap sul-coreanos em seu momento de lazer, interessa- se também pelo gênero Indie e MPB. Nas gêneros literárias pre- fere romance, suspense e litera- tura de teóricos de campos de pesquisa diversos. Seus passeios favoritos são atrações culturais (como apre- sentações de orquestras) além do preferido de todos: o cinema. 0 que mais a deixa feliz é quan- do a vida a surpreende, vai além daquilo que ela planejou e supe- ra suas expectativas. Atribui tudo a que já conseguiu no vlda e tudo o que Irá conse- guir a sua familia (que sempre a apoiou nas dificuldades) e a Deus (que ela admite ter solicita- do bastante nas épocas mais con- turbadas). Espera no futura ser cronista, correspondente internacional e articulista. Têm esperança de abrir o espaço jornalístico para os grupos sociais marginaliza- dos, dos quais pouco se ouve falar. Junho de 2015 2,- r para. ÍZ/ 'lll Hill-Í' Uli llllllTH. lÍ-ll llFEV-Íl É l . I. 1l 1. WII: IIDI ll IÍIÍ SIM O Governo Rollemberg, em seus 8 meses de existência (contando com os dois da transição), pelo menos em um quesito já superou com folga aos seus antecessores: A capacidade de se envolver em confusão. Desde o fechamento das urnas e o anúncio da sua elei- ção, Rodrigo Rollemberg tem colocado a sua gestão no olho de umfuracão. O caos apresentado pelo governador, que começou com o anuncio de um rombo financeiro da gestão anterior que até hoje ainda é contesta- do, foi apimentado com a ten- tativa de censurar servidores da educação, censura de jor- nais no Buriti, anúncio da demissão de servidores con- cursados, prepotência e tru- culência de servidores decla- rações infelizes de parentes e várias outras trapalhadas de assessores e colaboradores. ALEI"BALELA" Em uma dessas infelizes oca- siões, o presidente da ASVECOM associação de jor- nais comunitários, Salvador Serapião ficou surpreso com a declaração da Chefa da Publi- cidade do GDF, de que a Emen- da a Lei Orgânica- ELO 74, vota- da e aprovada nos dois turnos regimentares pelos deputa- dosdistritaisda Câmara Legis- Iativa, é uma baleia que o governo nãovaicumprir. "II lEI 0"! IIESTIIIII 10% IIII VEIIBII ll! FIIBIIGIIIIIII¡ PIIIIII IlEIIIlll0S llTEIIIIIITIIIOS É ! IMI lIIIllll". Salvador denunciou esta infe- liz declaração no plenário da CLDF por ocasião da Sessão Solene em homenagem ao Blogueiro, na presença de vári- osjornalistas, na presença de um estarrecido deputado federal Rogério Rosso e de uma decepcionada deputada distrital, Luzia de Paula, a auto- ra da referida Emenda a Lei Orgânica n9 74(ELO 74). BURITIGATE Outra confusão foi provoca- da por um assessortrapalhão, que gravou clandestinamente edivulgou algunstrechos sele- cionados de diálogos entre o governador e alguns distritais (entre eles, a presidente da CLDF), em uma reunião den- tro do Palácio do Buriti. A divulgação destas grava- ções, produzidas dentro do gabinete do governador, tumultuaram a já complica- díssima relação do governo com a Câmara e enfraqueceu ainda mais a imagem do GDF juntoàopinião publica. "É um sinal evidente, de falta de comando ou de excesso de comandantes no GDF, sem controle, sem dire- triz e sem nenhuma coorde- nação", atacaram os blogs da cidade no dia seguinte. BLOGFOBIA Outra confusão que prome- te render é justamente com eleszos blogs. Em uma reunião (que parecia mais audiência de divorcio que de conciliação) na Escola de Governo, entre represen- tantes de blogs e Secretaria de Publicidade do GDF, blo- gueiros indignados foram confrontados pela equipe do governo com o desafio "pro- vem quevocês existem". A frase, junto com a foto de quem fez esta infeliz declara- ção, explodiu nas redes socia- is e, no fechamento deste tex- to, já tinha mais de 50 mil cur- tidas. Para se ter uma noção do tamanho da confusão que estão arrumando, hoje, a blo- gosfera do Distrito Federal é composta por mais de 200 blo- gueiros. COMERCIAL E SAMDÚ Acabou? Não. 0 administra- dor de Taguatinga anunciou informalmente uma Audiên- cia Pública para informar que a Avenida Comercial e Aveni- da Samdú passariam a ser sen- tido único. No dia doevento, noAudító- rio dos Pioneiros, muita dis- cussão e muita polêmica. Mesmo assim, o GDF, apesar da oposição de comerciantes e lideranças comunitárias, resolveu tocar o projeto pra frente. Esta com certeza poderá vir a ser a mais grave das confu- sões que o Governo Rollem- berg vai se meter. Ao realizar a mudança sem fazer uma consulta pública na forma que está prevista na Lei Orgânica do Distrito Federal, o governador e o administra- dor estarão cometendo um crime, pois estarão contrari- ando a Lei N? 2372 de 6 de maio de 1999, proposta pelo então deputado distrital GIM Argello, votada e aprovada em dois turnos, sancionada pelo então Governador Roriz e publicada no Diário Oficial no dia 07 de maiode 1999. Esta lei diz que “qualquer mudança no sistema de trân- sito das Avenidas Comercial e Samdú em Taguatinga tem que ser discutida antes com sua população em audiência pública". Qual será a próxima atração? SUSTENTABILIDADE Economia de água Os deputados distritais apro- varam o Projeto de Lei da deputada Luzia de Paula (PEN) que prevê a implantação de válvulas de descarga com acio- namento individualizado para líquidos e sólidos nos sanitári- os dos órgãos públicos do DF. "Essa Lei é de extrema rele- vância para minimizar o qua- dro de escassez de água que nosso país enfrenta. A válvu- la de descarga com duplo aci- onamento reduz o volume de água utilizado, pais possui uma descarga parcial e outra total, proporcionando uma economia de aproximada- mente 3096", defende a depu- tada. JUSTIÇA Criança e adolescente 0 Estatuto da Criança e do Adolescente completou 25 anos. A legislação que protege os direitos das crianças permi- tiu o pais avançar na área da saúde, educação e no comba- te ao trabalho infantil. Os avanços do ECA foram apontados por um balanço realizado pelo Fundo das Nações Unidas para Infância, a Unicef. Mas, o país ainda tem difíceis metas a cumprir para garantir as crianças e aos ado- lescentes melhores condições de vida. Dados apresentados pela Unicef revelam que, o número de homicídios entre os jovens vem crescendo a cada ano. Em 1990, o país registrou cinco mil assassina- tos de jovens e, em 2013 foram 10 mil e 500 casos. CONCURSO 84 vagas para a AGU 0 edital do concurso públi- co para contratação de advo- gados da União será publicado nodia 14deju| ho. A seleção, que será organi- zada e realizada pelo CESPE, terá como objetivo o provi- mentode84 cargos, bem mais do que os 22 inicialmente pre- vistos. Atualmente, o salário inicial de um advogado da União é de RS 17,3 mil. Os participan- tes serão avaliados em um pro- cesso dividido por várias eta- pas. As primeiras consistem em uma prova objetiva e três discursivas, aplicadas nas capi- tais do país. Os classificados passarão, então, por uma prova oral realizada em Brasi- lia e, depois, por avaliação de títulos e sindicância de vida pregressa.
  3. 3. .f c' l _main CULTURA Cidadã Honorária de Brasília A bailarina, coreógrafa e professora Gisele Santoro, viúva do maestro Cláudio San- toro, recebeu otítulo de Cida- dã Honorária de Brasília numa sessão solene proposta pela deputada Luzia de Paula (PEN), realizada no plenário da CLDF. "Brasília significa muito para mim. Dance¡ na inaugu- ração, conheci meu marido aqui, e quisemos viver aqui para ver a cidade se desen- volvendo, como se fosse um filho crescendo? comentou a homenageada. Asolenidadetambém mar- cou a inclusão do seminário de dança no calendário de eventos oficiais do DF. SAÚDE Radioterapia Um acordo assinado entre o Ministério da SaúdeeaVarian Medical Systems garantirá ao Brasil a primeira fábrica para soluções de radioterapia da América Latina. A indústria, que será cons- truída em Jundiaí (SP), será a terceira unidade da empresa no mundo a produzir acelera- dores lineares, utilizados para a realização de radioterapia notratamento do câncer. A previsão é que a unidade inicie suas atividades em dezembro de 2018. n( ›' ' ? ainda PERTÚWFEJEÊJI lllÉÉÍlIÊÊlílECL GIIRÍTREVEECGÍÃG PER' Em qualquer lugar do Distri- to Federal, quando o assunto é sossego, a opinião é a mes- ma: não interessa se é igreja, boteco ou boate, quem está incomodando é quem tem que se retirar. Um projeto de lei apresen- tado pelo deputado distrital Ricardo Vale (PT), que prevê o aumento de tolerância de decibéis durante o dia e a noi- te, causou indignação princi- palmente para quem mora perto de um destes estabele- cimentos. Um morador de uma casa na QNA em Tagua- tinga, próximo a Avenida das Palmeiras, que não quer ser identificado por medo de reta- liações, critica o parlamentar e aposta que ele deve morar em uma área livre de qual- quer perturbação de sossego. "Dá pra fugir do sossego, mas e' impossível se defender de barulho, ainda mais nas altas horas da noite, onde qualquer ruído parece se amplificar ainda mais", reclama o morador e comple- menta "e vem este deputado falando em aumentar ainda mais a perturbação do sosse- go". Em um texto sobre o assun- to divulgado na internet, o morador e síndico de um bloco da quadra 408 Norte, faz o seguinte alerta: "Não se trata apenas de sossego e do direito de dormir. Essa pro- posta de aumento de tole- rância dos decibéis contraria os recomendações científicas da Organização Mundial de Saúde (OMS) ", defendeu. Junho de 2015 "Ninguém reclama de sossego, mas é impossivel se defender de barulho, ainda mais nas altas horas da noite, onde qualquer ruído parece se amplificar ainda mais", E contraria também o artigo 429 do Decreto Lei n! 3688, de 3 de outubro de 1941 (LCP Lei de Contravenções Pena- is), que dispõe que "Pertur- bar o trabalho ou o sossego alheio com gritaria e algazar- ra exercendo profissão incô- moda ou ruidosa em desa- cordo com as prescrições legais, abusando de instru- mentos sonoros ou sinais acústicos e provocando ou não procurando impedir barulho produzido por oni- mal de que tem guarda e' con- travenção penal com pena de prisão simples de 15 dias a 3 meses de reclusão ou multa a ser fixado pela justiça. " O cidadão que se sentir per- turbado em seu sossego e quer a proteção da LCP, deve reunir outros vizinhos insatis- feitos, se dirigir a uma delega- cia de policia próxima a sua residência e registrar uma ocorrência de perturbação de sossego público, sem necessi- dade de comprovação ou laudo de aferição de decibéis e independente do horário, classificação ou origem do ruí- do, seja de dia ou de noite. Outro que questionou a ¡ni- ciativa de tentar aumentar a permissão para perturbação de sossego prevista no proje- to de lei n°445/2015, do depu- tado Ricardo Vale, foi uma moradora de um edifício na C1 na entrada de Taguatinga. Dona Claudete se lembra do tempo em que os quiosques que foram transferidos para o Taguaparque eram agrupados em tendas em frente ao seu prédio. Segundo ela, "estes quiosques infernizavam os moradores e hóspedes do cçMUhmAna 03 . l. hotel que fica na quadra até as altas horas da madrugada, com barulho de descarga de veiculos, de som automotivo, brigas, gargalhadas e era raro haver qualquer tipo de fiscali- zação”. "Se antes não haviafis- calizoçõo, se esta lei for apro- vado ai sim é que a coisa vol perder ainda mais o controleZ diz Dona Claudete. Uma coisa é comum em pro- prietários, músicos, usuários e clientes de estabelecimentos com música ao vivo, boates e igrejas que ficam próximos à áreas residenciais: 90% deles moram longe do local onde per- turbamosossegoalheio. IlEIlIlEW-LEI II' 3.688 ll¡ 3 IIE IIIITIIBIIO M1941 IGP - LEI_ IIIIS BÍIIITMIIEIIÇOES PEIIIIIS Artigo 42. Perturbar alguém a trabalho ou o sossego alheios: I - com gritaria ou algazarra; II - exercendo profissão incômodo ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais; Ill - abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos; IV - provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem a guarda: PENA: Prisão simples, de quinze dias a três meses, ou multa. f' › NSLIlsll( l I I u ¡, - 'l t" , lçf' " oseí! _i “lili” 'Ii- II y I a 119m É útil** ÉIJ-il-ilw Acesso a Internet 24 horas por dia, 7 dias por semana. Sem limite de uso. Pagando preço fixo mensal. Y^7*Y~Í^Y~Í¡, -Y6ÊÚ. 'Ê; -*
  4. 4. _mv 04 (dial/ retoma z»- '. . llrl oie lHl l Por Daphnis Citti de Lauro * Quase todos os condomínios têm ações de cobrança de taxas condominiais. Elas são demora- das porque o Judiciário é lento e também porque surgem variáveis durante o processo, como a dificuldade de se encontrar o réu ou o seu faleci- mento, deixando inúmeros her- deiros ou, pior, quando não deixa herdeiros ou estes não abrem o inventário. Astaxascondominiaisvãoven- cendo, acumulando-se, ficando o condomínio com uma grande soma de dinheiro a receber sabe-se Iá quando e, por outro lado, tendo a necessidade de efetuarobras às vezes inadiáve- is. Li outro dia na Revista Síndico sobre securitização condomini- al que, segundo Alexandre Bas- tos, representante da Câmara Gestora de Títulos Públicos, é "um produto inovador que tem como objetivo adquirir os créditos condominiais em fase de cobrança judicial, onde o Fundo assume a responsabili- dade pelo pagamento integral de todas as cotas a vencer. O que permite ao condomínio o imediato restabelecimento de seu fluxo financeiro, receben- do ainda os créditos acumula- dos (parcelas vencidas) no ato da cessão com uma taxa de des- conto fixada de acordo com as características de cada proces- so". Junho de 2015 É muito interessante, mas é indiscutível que a decisãotem que passar por uma assem- bleiageral. E, naturalmente, aparece a pergunta sobre o quórum que, logicamente, tem que serqualificado. Nos processos judiciais de cobrança detaxas condomini- ais, quando o crédito é maior queovalorda ava| iação, épos- sível ao condomínio embora não sendo pessoa jurídica requerer a adjudicação do imóvel, passando a ser seu proprietário. Até um tempo atrás, não se conseguia registrar nos regis- tros de imóveis a carta de adju- dicação, porque estes se recu- savam, tendo em vista a ine- xistência de personalidade juridica. Depois, começaram a aceitar, desde que houvesse decisão de assembleia geral especialmente convocada, com a aprovação unânime dos presentes a ela. Note-se que o imóvel, pas- sando a ser adjudicado pelo condomínio, passa a perten- cer à massa condominial e, portanto, a todos os condô- minos. Mas, tanto para adquirir ou para vender, o entendimento é que não é necessária a apro- vação unânime dos condômi- nos, mas tão somente dos pre- sentesà assembleia. O mesmo raciocínio pode ser usado com relação ao cré- dito do condomínio referente às taxas condominiais, que é um crédito da massa e, por- tanto, de todos os condômi- nos. Para que seja feita a cessão, é necessário que seja convo- cada uma assembleia geral com este item na "Ordem do Dia" e a aprovação unânime dos presentes, inclusive quan- toàtaxa de desconto. Daphnis Citti de Lauro * * Daphnis Citti de Louro é advogado, formado pela Faculdade de Direito da Uni- versidade Mackenzie e especialista em Direito Imo- biliário, principalmente na área de condomínios e loca- ções. E autor dos livros "Proble- mas em condomínios" e "Condomínios Conheço seus problemas". Sócio da Advocacia Daph- nis Citti de Louro (desde 1976) e da ClTl'l Assessoria Imobiliária. 0ITTl IISSESSMIIII | ll|0BllIÃIIllI Inaugurada em 19 de outu- bro de 1989, inicialmente administrava somente loca- ções. Posteriormente, para aten- der pedidos de seus clientes, passou a administrar tam- bém condomínios residenci- ais, comerciais e mistos, além de loteamentos. www. cittiimobiIiario. com. br ll) 22' ! ir/ 'EQL SEGURANÇA Beneficios para policiais civis r , m : .- _, Deputado ¡^' Wellington Luíz Os deputados distritais aprovaram a proposta de emenda à Lei Orgânica n9 80/2014, assegurando aos policiais civis verbas indeniza- tórias como auxílio-moradia, auxílio-uniforme e auxílio- alimentação. O resultado da votação foi bastante comemorado pelos representantes da categoria queacompanhavamasessão. "Estamos suprindo uma omissão. Esses beneficios já alcançam a Polícia Militar do DF", disse o autor da proposi- ção, deputado Wellington Luiz(PMDB). SAÚDE Radioterapia no HUB O Distrito Federal deverá realizar em agosto a licitação para as obras de ampliação para instalação de um novo acelerador linear no Hospital Universitário de Brasília (HUB). 0 equipamento de radiote- rapia, utilizado no tratamento do câncer, faz parte do plano de Expansão da Radioterapia no SUS. As obras consistem na cons- trução de um bunker local específico destinado a abrigar os aceleradores garantindo à segurança dos pacientes e pro- fissionais serão custeadas pelo Ministério da Saúde. sistemas de segurança [611 9211-4317 nirves. seg@hotmail. com irnrurr. hirres. ¡'g3.net
  5. 5. Junho de 2015 (divx/ Tenma los Í” ' ? mu-r SAÚDE RSLSmiIhãoparaoHUB OM¡nistériodaSaúde dispo- nibilizou mais de R$1,5 milhão para melhoria do atendimento Hospital Universitário de Brasí- lia. 0 recurso faz parte das ações do Programa REHUF desenvolvido e financiado em parceria com o Ministério da Educação. Com esse incentivo, os hos- pitais universitários podem adquirir equipamentos, reali- zar pequenas reformas, com- prar materiais, entre outras ações, conforme a necessidade eplanejamentodainstituição. GDF Transparência nos contratos O plenário da CLDF aprovou o projeto de lei da deputada Luzia de Paula (PEN), que prevê a publicação semestral da relação de todos os imóveis alugados peIoGDF no DODF. Na publicação deverá cons- tara descriçãoeafinalidade do imóvel locado. E também o órgão ocupante, o prazo de vigência e valor do contrato por metro quadrado, além do nome do proprietário do imó- vel e a despesa total com alu- guel. "sancionada, a Lei aumen- tará a transparência com a divulgação simplificada para o acesso do cidadão, " finaliza Luzia de Paula. u e” . .--. ..'. a.. ta” C1:I“'¡I; _1~›: ¡.1:«I'“: _I'l: _ *I ! LÊ ml r: J / ' ' 3-¡iz. l.uíq. l.¡. l; t** OOÍíÍAOOIIAS IIEPASSAlTI íñAlS OE BS 2O ilill Eill IIOAÇÕES PAIIA ÇAIIENTES OO OE As domadoras dedicam uma parte do tempo livre produzindo panos de pratos, para arrecadar fundos para suas obras. As Domadoras - que e' como são chamadas as esposas dos sócios do Lions Clube Tagua- tinga Independência -, man- tem uma oficina de costuras na sede onde produzem panos de pratos artesanais que são vendidos em eventos de grande fluxode público. Arenda da venda destes pro- dutos é toda direcionada para compra de enxovais e kits para mães de Taguatinga de outras cidades do DF e do Entorno, na aquisição de fral- das geriátricas para idosos e produtos de primeira necessi- dade para creches, orfanatos, asilos, lares de acolhimento e outros estabelecimentos de amparo e assistência para a comunidadecarente. As Domadoras complemen- tam os recursos para suas doa- ções com a realização de baza- res onde roupas, calçados, bol- sas, utensílios domésticos, eletrônicos, brinquedos e outros produtos semi usados, doados pela sociedade, são vendidos com preços baixos, acessíveis para as comunida- des de baixa renda onde são realizados. Além disso, as senhoras do clube, captam no seu circulo de influência, doações em dinheiroeprodutos de prime- ira necessidade para idosos, gestantes, creches e orfana- tos. IIOAÇÕES 3351-8606 r 'J Uma das fontes de recursos para custear as doações das Doma- doras são os bazares realizados nos domingos em locais de baixa renda. Produtos usados em boas condições que geram, em média, mais de RS 1 mil por bazar realizado. No ano de 2015, as Domadoras do clube, sob a direção da pre- sidente Gorete, arrecadaram, compraram e repassaram 41 enxovais para gestantes carentes, no valor total de RS 8,2 mil. - Além de mais de RS 12 mil em doações em alimentos para cre- ches, fraldas geriátricas para idosos carentes e material esco- lar para alunos da rede pública. No total, as Domadoras do clu- be, assistiram aos carentes com mais de RS 20 mil. “ V -nllí 'YMUNUCCDS = - EMPRESAS PÚMÊAS @U ? RW/ ÀS A NATURALLI SERVIÇOS GERAIS oferece uma equipe de funcionários selecionados e treinados para atender a condomínios e empresas públicas e privadas com qualidade, segurança e eficiência. Terceirizando com a NATURALLI SERVIÇOS GERAIS, seu condomínio ou sua empresa eliminam os prejuízos com o absenteísmo e gastos extras com turnover de funcionários. A O síndico, administrador ou empresário pode ficar focado apenas no seu negócio. A preocupação com escalas, folgas, feriados, faltas, férias, licença médica, licença gestante demissões ou qualquer tipo de ausência do funcionário é nossa, da NATURALLI SERVIÇOS GERAIS . Nos casos de absenteísmo (qualquer falta do funcionário ao trabalho) nossa empresa está . preparada para suprir a ausência do faltoso imediatamente, pois conta com um quadro de reservas a altura. nina¡ v T_ , . lvl lll . . 3.4:) - Íbln CMI) -b E sem custos adicionais: JARDINEIRO - ELETRICISTA - ENCANADOR - PISCINEIRO - E OUTROS v v¡ v u u jlll . l , A . v IJ ll'l m; l 4 l 4 4 4 II 4 E como os funcionários fazem parte do nosso quadro, o vinculo empregatício é com a NATURALLI SERVIÇOS GERAIS, que é quem arca com todos os custos da demissão ou substituição do empregado. f iii. . ' 33%! ) - '. '.'E*. ;Ç: .“l'. '›*. 'I'll~'*-*** t" “NÍRÍ I¡ l'. 'exibiu
  6. 6. 5) (ai. : -= i-'$= I=-u= r_4:~r 'i'À'i'À'i'¡¡¡= .l°í'_-lÊlilillxJMIi]lyluíêuãlliullniihlíttãlt» IL IhalLJTÍIiW: :Wit-res 'Ul @ipi! Itammqllnihnump 7
  7. 7. Junho de 2015 lceíafêieroaon 07 Justiça SOLIDARIEDADE Campanha do Agasalho A Feira do Guará, por meio da Associação do Comercio e Varejista do Guará (Ascofeg), inicia a Campanha do Agasa- lho 2015. O objetivo da ação é arreca- dar casacos, cobertores e cal- çados a serem doados às ins- tituições carentes do DF. As doações podem ser feitas na própria Feira. A Campanha do Agasalho tem como objetivo atender as regiões carentes de Brasília e entorno. Coleta: Feira do Guará. De 9 às 18h de quarta-feira a domingo CIDADANIA Certidões de óbito Desde março, é possível obter gratuitamente a certi- dão de óbito nos estabeleci- mentos de saúde onde ocor- ram os falecimentos. Antes, estes locais provi- denciavam apenas o atestado de óbito e o interessadotinha que providenciar a emissão da certidão em um cartório. A medida, que torna mais ágil a emissão do documento indispensável para dar início a requerimento de pensão e a processos de inventário ou testamento, deverá ser fisca- Iizada pelas Corregedorias Gerais deJustiça dos Estados. GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Rollemberg X CLDF O governador Rodrigo Rol- lemberg amargou mais três derrubadas de vetos do governo na Camara Legislati- va do Distrito Federal: O PL de Joe Valle que insti- tui que as instalações das escolas ficarão disponíveis para a realização de ativida- des artisticas nos finais de semana, das8h às 18h. OPLde Celina Leão que auto- rizaavenda dosveículos reco- lhidos no pátiodo Detran/ DF. E o da ex-deputada Eliana Pedrosa que altera o Decre- to-Lei n9 82, que regula o Sis- tema Tributário do Distrito Federal. ÇOMPIIAS FEITAS PELA O consumidor tem o direito de se arrepender! Dr. Renato Couto Mendonça Com o avanço e populariza- ção do comércio eletrônico, "ir às compras" está cada dia maisfácil. Em razão do crescimento do mercado de compras pela internet, a cada ano o número de negociações feitas por meio desta tecnologia tem aumentado, possibilitando ao indivíduo efetuar compras de qualquer lugar que esteja, desde que conectado à rede mundialde computadores. Ocorre que, como conse- quência, pelo fato de o consu- midor não possuir condições de examinar "de perto" o pro- duto, ao recebê-Io podera' se frustrar, caso o bem adquirido não atenda às suas expectati- vas ou não representa verda- deiramente a imagem posta- da na internet. Atento à realidade atual, o Código de Defesa do Consu- midor possibilita o direito de arrependimento ao consumi- 44' II TIEIOAÇAO PELO WIIATSAPP Ojuiz dotrabalho Ney Mara- nhão, Titular da Vara do Tra- balho de Tucuruí (PA), utili- zou o WhatsApp para notifi- car e dar ciência da sentença aos reclamados que se encon- tram no Suriname. 0 caso, movido pelo Minis- tério Público do Trabalho, envolve empresa do setor madeireiro e possui fortes indícios de tráfico humano internacional. A urgência da ação deve-se ao fato de que o trabalhador desenvolveu grave doença ocupacional. Após várias tentativas con- vencionais, com utilização de carta rogatória, gastos com tradutorjuramentadoeos trâ- mites envolvendo o Ministé- rio das Relações Exteriores, o que restou como efetivo foi o uso da inovação, que permitiu oandamento do processo. Questionado sobre a legali- dade do uso do aplicativo, o juiz Ney Maranhão ressaltou que considerou que as cir- cunstâncias do caso impu- nham o uso excepcional de tal dor que realizar compras fora do estabelecimento comerci- al (artigo 49 do CDC). Para que o consumidor utili- ze o seu direito de arrependi- mento (ou prazo de reflexão), basta que o faça no prazo de até 07 (sete) dias a contar do recebimento do produto, com início no primeiro dia útil seguinte. No entanto, será necessária a comunicação do consumidor, a serfeita direta- mente ao fornecedor, que poderá ser via e-mail, carta registrada, entre outros mei- os, devendo guardar o proto- colo/ comprovante da solicita- ção. O consumidor não precisará explicar o motivo de sua desistência e o vendedor não tem outra opção que não seja a imediata devolução do valor recurso tecnológico, pelo que, à luz dos artigos 59, inci- so 78, da Constituição Fede- ral, e 765 da Consolidação das Leis do Trabalho, (CLT) bem como o próprio princípio da instrumentalidade das for- mas. De acordo com o juiz Ney Maranhão, a intimação pela via do WhatsApp atendeu às peculiaridades da causa, res- guardou um mínimo de segu- rança jurídica e expressou a solidificação dos principios da informalidade, simplicidade e celeridade, tão caros ao pro- cesso dotrabalho. pago, monetariamente atua- lizado, sem qualquer abati- mento de despesas, como embalagem, frete, seguro etc, que serão custeadas pelo for- necedor. Infelizmente muitos estabe- Iecimentos comerciais têm exigido para a devolução dos valores, que o produto esteja lacrado ou em embalagem específica. Mas não é o que a lei prevê. Basta, para tanto, que seja a mera devolução do produto. Para finalizar, é importante esclarecer que para as com- pras realizadas na própria loja (estabelecimento comercial), o consumidor apenas poderá exigir a restituição do valor pago se o produto apresentar algum vício ou defeito. Dr. Renato Couto Mendonça Advogado, OAB 34.801 DF Sócio fundador do escritório Couto & Correia Advogados Associados, com vasta atuo- ção nas áreas cível, consumi- doreempresariol. Ex-assessor Juridico Legislati- vo da ViceGovernadoria do Distrito Federal e Subsecretá- rio de Administração Geral Substituto da ViceGoverno- doria do Distrito Federal, de Z012a2014. COUTQÊÇORREIA “a . i . u. (61) 3222-5004 / 8158-9771 SIG Qd. O1 - Lote 985 - Sala 147 Centro Empresarial Parque Brasília Brasñia/ DF CEP: 70.610-410. coutoecorreiaadvgâgmail. com dr. renatocmendonca@gmaiI. com SIIMIILA OO STI IIIIBE AIITÕES Cartões sem pedido De acordo com o artigo 39 do Código de Defesa do Con- sumidor, o envio de cartões de crédito sem solicitação é prática abusiva e pode gerar danos morais ao cliente. O Superior Tribunal de Justi- ça, o STJ, publicou uma súmu- la que proibe o fornecedor de enviar produtos sem a solici- tação prévia, A decisão foi tomada após vários antecedentes julgados envolvendo pessoas que rece- beram cartões de crédito sem solicitação. '72' A Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédi- to e Serviços esclarece que nem sempre os casos são de empresasquemandaramocar- tão, mas de lojas que possuem alguma bandeira de instituição financeira. ÇOIITIIATAÇAO OE MAO OE OOIIA PIIISIOIIAI A Lei de Execução Penal (LEP) oferece benefícios a quem contrata a mão de obra prisional, como a isenção de encargostrabalhistas. Na visão do Conselho Naci- onal deJustiça (CNJ), o acesso dos apenados a oportunida- des de estudo, capacitação profissional e trabalho é fun- damental para prevenção da miminsigiir w . x MAM UMA NOVA CH / XNCE Funep reincidência criminal. Essas contratações são feitas por meio de convênio com a Funap/ DF.
  8. 8. os | çoiççumpxpg Junho de 2015 À' ' Í «Mr/ nur TRÂNSITO Lei "Cristiano Araújo" O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) apresentou um Projeto de Lei que torna item obrigatório de segurança um sinal sonoro evisual alertando para o uso do cinto de segu- rança nos bancos dianteiros e traseiros decarros de passeio. A medida visa reduzir o número de vítimas fatais em acidentes de trânsito, como foi o caso do cantor sertanejo Cristiano Araújo, de 29 anos, e sua namorada, Allana Mora- es, de 19. Os dois morreram em acidente na BR-153, em Goiás e poderiam ter sobrevi- vido caso estivessem utilizan- doocinto de segurança. CONDOMÍNIOS 3:! V** Robert¡ _ 5 _ _ . ... ... i.. ¡., ..n= ;on Pesar; Programa Fala Síndico Toda quinta, ojornalista, cor- retor, administrador e síndico Paulo Roberto Melo apresen- ta o "FALA SÍNDICO", ao vivo, das 17h30 às 19h30 na Rádio Federal. O programa recebe síndicos, empresários, especialistas e políticos, que durante 2 horas debatem temas de interesse de síndicos e moradores de condomínios com comenta- ristas fixos e direção de ldovan Araújo. HOMENAGEM Corpo de Bombeiros A CLDF realizou sessão solene em comemoração ao aniver- sário do Corpo de Bombeiros Militar. A autora, deputada Telma Rufi- no (PPL), justificou a homena- gem z "São profissionais que cum- prem seu dever mesmo sob risco do próprio vida, combo- tendo incêndios, atuando em casos de catástrofes naturais, desabamentos, desmorona- mentos, salvando vidas e pro- tegendo bens". 4"' Por Edvaldo Brito Fotos: Amaro O casal de empresários do ramo de segurança patrimo- nial e vigilância armada, Rai- mundo e Gorete Bandeira, que também presidiram o clube na gestão 2014/2015, foram reconduzidos ao cargo para presidir a entidade no período de junho de 2015 até juIhode2016. No evento, a mesa principal foi composta com o casal Pre- sidente Raimundo e Gorete Bandeira, casal Governador Imediato do Distrito LB3 - Civaldo e Auria Rebouças, o casal presidente do Lions Clube Brasília Taguatinga - Pierre Parreira e Salete Rodrigues, Presidente do Lions Clube Taguatinga Liber- dade -Jesus Bartelli, casal 19 Vice Governador do Distrito LB3 Carlos Jorge Mattos e Oneida, Administrador Regi- onal do SCIA Estrutural Eva- nildo Macedo, e pelos depu- tados distritais, Raimundo Ribeiro, ChicoVigiIanteeSan- dra Faraj. x e ~ x Chilli: i5 ¡Uurlbn lIOIIS ÇLIIOE TAOIIATIIIOA IiIOEPEiIOElIOIA EMPOSSA OIIIETOIIIA 2015I2016 O Lions Clube Taguatinga Independência realizou a solenidade de posse do casal Raimundo Bandeira e Maria Gorete Rebouças Bandeira e sua nova diretoria para a gestão 201m016 e a posse de um novo sócio, no salão defestasdoclube. O presidente Raimundo Ban- deira e sua Domadora Gorete homenagearam aos compa- nheiros, companheiras e domadoras do clube com um certificado de excelência pelos serviços prestados durante a gestão e também para o brigadista e socorrista Nathanael Gonçalves de Souza pelo trabalho voluntá- rio na Festiva de Natal da Cri- ança Carente em dezembro de2014. Raimundo e Gorete Bandeira, PDG Distrito Lb3 Civaldo e Auria Rebouças, Pierre Parreira e Salete Rodrigues - presidentes do Lions Clube Brasilia Taguatinga Presidentes e o Administrador Regional do SCIA Estrutural Evanildo Macedo Manutenção Contabilidade Brigadista e socorrista Nathanael Gonçalves de Souza Assessoria Jurídica Síndico Profissional Projetos de Melhorias Consultoria O casal de empresários do ramo de locação, administra- çãoevendadeimóveis-Antô- nio Soares Aragão e Edna Soa- res , afilhado do casal presi- dente Raimundo Bandeira e Gorete - foi apresentado a comunidade como novos sóci- os do Lions Clube Taguatinga Independência. Em seus discursos, de encerramento e posse, o casal Presidente Raimundo e Gorete Bandeira agradece- ramoempenhodoquadrosoci- al do clube afirmando contar com todos eles para repetir o sucesso da gestão anterior, sucesso que inclusive foi que motivou a sua reeleição. Sizenando Coelho, represen- tando a Comunidade Terapêu- tica Dom Bosco, agradeceu ao clube a doação dos alojamen- tos para a entidade, o que aumentou a capacidade do recanto de tratamento de dependentes químicos para mais 36vagas. A deputada distrital Sandra Faraj surpreendeu a todos quando, ao se posicionar no púlpito, solicitou a companhia de seus colegas parlamentares Raimundo Ribeiro e ChicoVigi- lante. "Tínhamos combinado que eu falaria em nome deles, mas o justo é que eles também se pronunciem". Os distritais Chico Vigilante e Raimundo Ribeirotambém dis- cursaram para o publico pre- sente, enaltecendo principal- mente as qualidades do casal presidente e dos serviços pres- tados pelo clube. Os Companheiros, Companheiros e Domadoras do clube receberam um certificado de excelência pelos serviços prestados durante a gestão Os deputados distritais, Raimunda Ribeiro, Sandro Faraj e Chico Vigilante estiveram presentes e enalteceram os serviços prestados pelo clube Administração de Condomínios (ÚÓI) 83I 8-2606 guardiaocondominios@gmoiL com
  9. 9. Junho de 2015 (ain't/ Marape | o9 1/1 arw, v 01:11)( y n : s* ãüunluk : :lu-v Amanda Brito 01 - Rafael Rebouças comemorou com o família e amigos (01p6) 02 - Judo Jada/ la recebeu os cumprimentos em caso com a família (01/06) 03 - Mere Nunes de Oliveira está de idade nova e muito feliz (03/76) 04 - Ivete Aragão também aniversario em junho (03p6) 05 - Valéria dos Santos festejou aniversário (03p6) 06 - Rafaela lotceki comemorou com amigos em um happy hour (Mp6) 07 - Carlos Alberto, jornalista, fez a sua festa de aniversário sacudindo corruptos (05/06) 08 - Os comunitários estão com saudades de Elany Leão aniversário em (09p6) 09 - Beth Correa está ainda mais experiente, oniversariou em 15,06 10 - Luri Saeki comemorou seu aniversário cam a família (1605) 11 - Chico Jardim, referência do marketing no DF, festejou o passagem de seu aniversário com amigos (19105) 12 - Salete Rodrigues comemorou com o família a dota de seu notolicio (21p6) 13 - Lucio Alosmar realizou um "arraiá" para comemorar seu aniversário (29p6) 14 - Uma taguatinguense que está ganhando o mundo: Kenya Ribeiro Aguiar é a mais novo aluna de Arqueologia da Université Poris-Sorbonne, França. 15 - A princesa Sophia Holanda Dantas reuniu amigos e familia para comemorar seu aniversário (21p6). O cãozinho foi o seu melhor presente, 16 - O Casal Jesus e Lurdes Bartellí são os novos presidentes da Lions Clube Taguatinga Liberdade 20152016. 17 - A Companheiro Naira Nogueira fo¡ empossado como nova presidente do Llons Clube Taguatinga Helen Keller 2015/2016 18 - O Casal Pierre Parreira e Salete Rodrigues vão conduzir o Lions Clube Brasília Taguatinga na gestão 2015/201 6. , f ~ É 'Tr/ Hc PNAD Desemprego cresceu O IBGE divulgou números a Pnad, que registrou alta na taxa de desemprego de, mais de oito por cento, entre os mesesde marçoemaio. De acordo com a Pnad, o Bra- sil tem hoje mais de oito milhões e 200 mil desocupa- dos. Nos últimos 12 meses, um milhão e duzentas mil pessoas ficaram desempregadas no país. 0 IBGE também divulgou resultados de pesquisa que acompanha o rendimento médio real do trabalhador, que ficou em RS 1.863 Reais, quase o mesmo valor no mesmo período do ano passa- do, queera de RS 1.870 Reais. ÉTICA V -. ,-_ H3¡ Deputado , , Chico Leite Contratação de empresas A Comissão de Fiscalização, Governança, Transparência e Controle (CFGTC), aprovou pro- jeto de lei que proíbe a contra- tação, pelos Poderes do DF, de empresas cujos proprietários ou dirigentes sejam parlamen- tares ou parentes dos mes- mos. "Nossa intenção é dar um passo na direção de evitar can- fusão entre o público e o pri- vada, dificultando que a pro- ximidade com agentes politi- cos possa levantar dúvidas quanto ao fundamento ético dos contratações feitas pelo GDF ou pelo Câmara Legislati- va", declara Chico Leite (PT), autorda proposição. TRÂNSITO Ocorrências pela internet A Polícia Rodoviária Federal lançou em Brasilia a e-DAT(De- claração Eletrônico de Aci- dente de Trânsito), sistema gratuito que permite o registro de ocorrência de acidente sem vítimas pela internet. A declaração vale para aci- dentes que ocorram nas rodo- vias federais sob a responsabi- lidade da PRF e podem ser fei- tas em até 60 dias depois do ocorrido. A e-DAT só pode ser utilizada em casos de acidentes que envolvam até cinco veiculos, sem feridos ou mortos e sem danos ao meio ambiente ou ao patrimônio público. Site: www. prf. gov. br
  10. 10. 1o cai» 11,- Ohio/ ana ana-ma- pará. lili: Junho de 2015 REUNIÃO BOW¡ FElIlllllTES llE BEIlÃllllIll Deputada Luzia de Paula participa de reunião com os feirantes da Feira central de Ceilândia. A área central da cidade passa por uma revitalização com poda de árvores, pintura de estacionamento e de meios-fios , .' / “f “' . _ l VLlÍVV _çjei l l A deputada distrital Luzia de Paula e o vice-governador Rena- to Santana participaram de uma reunião com os feirantes da Feira Central de Ceilândia. A iniciativa pretende melhorar as condições da Feira, que é uma das maistradicionais do Distrito Federal. "Quero parabenizar todos os presentes. Essa i ciativa é o caminho correto, discutir nossa cidade com a comunida- de, com a presença do vice- governador, que assim como eu é um ceilandense. Essa reu- nião mostra que o Governo de Brasilia investe no diálogo e numa nova forma de governar, que é ouvindo o cidadão, levantando suas demandas e agindo. Como deputada da cidade estou aqui para servir. Nosso mandato esta a disposi- ção de tudo que for bom para nossa cidade e para o DF. ", fina- liza Luzia de Paula. As paredes externas da Feira Central de Ceilândia começa- @WÉ SÃII IIIIIGE Ô São Jorge, meu Santo Guerreiro. invenclvel na ie em Deus. que traze¡ em vosso rosio a esperança e conñança abri meus caminhos. Eu andarei vestido e armado. com as vossas armas para que meus inimigos. tendo pes não me alcancem, tendo mãos não me peguem, lendo pinos não me enxerguem. e nem pensamentos pos- ram a ser grafitadas por meio de uma parceria entre a admi- nistração regional da cidade com artistas locais, que se voluntariaram, e com feiran- tes, que doaram as latas de spray. O tema escolhido para a pintura foi o Nordeste e se deve ao fato de grande parte dos moradores de Ceilândia ser de origem ou descenden- tes dos estados daquela região. Toda a área central de Cei- Iândia passa por pequenas intervenções, como poda de árvores e pintura de estacio- namento e de meios-fios desdeodia 22 dejunho. De acordo com o vice- governador Renato Santana, essa é a segunda etapa da ope- ração Levanta, DF, que come- çou no inicio de janeiro. "No primeiro momento, retira- mos entulhos, agora, nesta fase, vamos revitalizar os cen- tros comerciais para dar um aspecto melhor. " O SANTO GUERREIRO sam ter para me lazerem mal Armas de logo o meu corpo não alcan- çarao, facas e Ianças se quebrarão sem ao meu corpo chegar. cordas e correntes se arrebentar-ão sem ao meu corpoamarrar. Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estende¡ vosso escudo e as vossas poderosas armas. delendendo-me com a vossa iorça e grandeza. Ajudai-me superar iodo o desani- moaalcançaragraça que vos peço. (Faça agora o seu pedido) Da í-me Coragem e esperança, iomaiece¡ minha ie e auxiIiai-me nesta necessidade. (Renr um Pai Nono, uma Ave Malla o lazer o Sinal da Cruz). HSIIZÍIJEIBIIL Verdadeiro guerreiro da M, São . largo venceu contra Sutanls forr/ vais bala/ nas, por Isso eu. Imagem mais conhecida e dela montado num cavalo branco, vencendo um grande duplo. Com seu testemunho, en¡ grande uma no¡ convlda a seguimos . mas nm Illlillllllll) l Illllllll Mll IIMI Gllcllllâlllcllll SINALIZAÇÃO EM CONDOMÍNIOS ! enunciar a bom combate. Fluxo de veiculos Trânsito cle veículos pnujnns E Normas e legislação “Ecuçñu Eevadores CESSO Quadros de energia PC de energia PC de água T0llElllllllS IlE lllil) IIETIIIAIIIIS llll Illlll Mais de 370 toneladas de lixo e entulho são retirados da região administrativa. Mesmo com as ações, parte da população insiste em sujaráreas públicas Com as constantes ações de limpeza, o lixo e o entulho, aos poucos, deixam de ser cenário em Ceilândia. Os principais pontos que receberam as benfeitorias foram a QNNZO - Ceilândia Sul, QNNB - Área Especial Ceilândia Norte, QNN27 Ceilândia Norte, Ceilândia Centro, Setor de 0 e regiões do Psul. Para manter a cidade sem- pre limpa, centenas de traba- Ihadores se empenham neste serviço. Quase 200 garis são responsáveis pela limpeza da região administrativa. Eles recolhem em média 13,5 mil quilos de lixo diariamente, somente na varrição, além da coleta domiciliar que recolhe mais 450 toneladas de lixo pordia. Para executaro traba- lho, são utilizadas cinco pás mecânicas, 17 caçambas e 18 caminhões coletores. O administrador regional de Ceilândia, Vilson de Oliveira, diz que o esforço em mantera cidade limpa tem sido cons- tante. "Muitas vezes, limpa- mos em um dia, e, no outro, o local já está sujo", frisa. O administrador alerta que o cidadão quefazodescarteina- dequado de lixo em terrenos baldios ou área de preserva- ção está colocando a saúde pública em risco. "O lixo, além do mau cheiro, pode possibilitar o surgimento de doenças, como, por exemplo, através da proliferação do mosquito da dengue, ratos e animais peçonhentos. Sem contar que em épocas de mui- tas chuvas o lixo pode acabar entupindo as bocas de lobo e dificultando o escoamento da águaí destaca. Vilson salienta que uma cida- de mais limpa dependa da Armários de cabeamentos Bombas d'água Quadro de chaves Carga / Descarga Desembarque Placas educativas conscientização de cada cida- dão. "Fica então a reflexão para que cada um de nós faça- mos nossa parte, contribuin- do para uma Ceilândia mais limpa e organizadaí afirma o administrador. DESRESPEITO Com as constantes ações de limpeza de áreas públicas em Ceilândia, alguns moradores insistem em desrespeitar os espaços limpos. Várias áreas da região administrativa pas- saram por limpeza, sendo recolhidas cerca de 60 tonela- das de lixo e entulho. Nova- mente os locais volta ram a ser sujos com lixo doméstico e res- tos de obras, mesmo com pla- cas indicandoque nestes Ioca- is é proibido o descarte. LEGISLAÇÃO A legislação vigente refe- rente à Fiscalização de Limpe- za Pública prevê a aplicação de multas para quem for pego jogando lixo em área pública que pode variar de RS 114 a RS 11 mil reais. Além disso, é considerado infração penal jogar em terrenos baldios ou becos qualquer tipo de resi- duo, seja domiciliar, comerci- al, industrial, entulho de obra, restos de poda de árvores e plantas, entre outros, confor- me Lei Distrital nE 972, de 11 de dezembro de 1995, que dis- põe sobre os atos lesivos à lím- peza pública. Í ' V “zumx POLITICA Regrasparacampanhas A Câmara dos Deputados aprovou novas regras para o financiamento de campanhas eleitorais. A proposta diminui otempodecampanha, autori- za empresas a doar para parti- dos politicos e fixa teto de R$ 20 milhões como gasto máxi- mo para o financiamento por empresas. A regra atual, que limita as doações em dois porcento foi mantida, porém, tem que ser dividida entre os partidos da coligação, limitando em 0,25% a cota de cada sigla. Empresas com contratos de execução de obras públicas ficam impedidas de fazer doa- çõesde campanha. CLDF Lei Orgânica do DF i N_ Deputado "' K RobérioNegreiras y a 'x , re a Deputado . A, a Ricardo Vale , l . l AComissão Especialpara aná- lise das Propostas de Emenda à Lei Orgânica do Distrito Fede- ral elegeu Robério Negreiros (PMDB) para presidente e Ricardo Vale (PT) para vice- presidente do colegiado. A eleição e a instalação da Comissão que é responsável por analisar todas as propos- tas de mudanças da constitui- ção local aconteceram no ple- nário da CLDF durante um recessoda sessãoordinária. IMPOSTO DE RENDA 2! lotejá está disponivel Já está disponivel na internet, a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda, de 2015. Mais de um milhão e meio de contribuin- tes devem receber dois bilhões e meio de Reais. O dinheiro começa a ser pago no próximo dia 15. www. rece¡ta. fazenda. gov. br Administração de Condomínios [061] 8318-2606 guardiaocondominíos@gmail. com
  11. 11. i6¡ GOVERNO Venda de ações das estatais Deputada Liliane Roriz A retirada do projeto de lei do Executivo que autorizava o GDF a vender ações de estata- isfoi comemorada pelos depu- tados e pelos funcionários das empresas que acompanha- vam a sessão. "Essa e' uma vitória para toda a cidade e o resultado da luta dos 24 deputados que rejeitavam a proposta", disse Liliane Roriz (PRTB). Já a deputado Wellington Luiz (PMDB) queria que o pro- jeto fosse submetido à apreci- ação, para ser derrotado no voto. "O governador se aco- vardou, mas se a proposta for reapresentada vai ser rejeita- da", garantiu. SAÚDE ÓrtesesePróteses O governo federal encami- nhará ao Congresso Nacional, em regime de urgência, Proje- to de Lei para criminalizarfrau- des no fornecimento, aquisi- ção ou prescrição de órteses e próteses no Brasil. A medida é resultado de um grupo de trabalho criado em janeiro deste ano, junto com os ministérios da Justiça e Fazenda, para a reestrutura- ção e maior transparência do l<4l Junho de 2015 7 IIIÍIIIS IMPIIIITIIIITES PIIIIII PIIEIIEIIIII 0 IIIFIIIITII O cardiologista Alberto Fon- seca, do Hospital do Coração do Brasil ressalta que a melhor forma de prevenir a doença é mantendo um esti- Io de vida saudável e contro- lando os fatores de risco. Para isso, o especialista recomen- da sete dicas. Mantenha a pressão arterial controlada O ideal é consumir o minimo possivelde saldurante as refe- ições. A indicação e' que a ingestão diária não ultrapas- se 2 gramas, mesmo para as pessoas que não têm hiper- tensão arterial. Atenção ao excesso de peso, ele pode causar diabetes e hipertensão A diabetes é um fator de risco para o infarto. Além disso, o excesso de peso pode anteci- par e, algumas vezes, desen- cadear a doença. Por isso, ali- mentação saudável e prática de exercicios físicos são imprescindíveis tanto para a prevenção quanto para um melhor controle da enfermi- dade. Cuidadocomoemocional O estresse agudo e crônico podem desencadear o pro- 0 Ministério da Saúde revela que 27% das mortes, no Brasil, são causadas por doenças cardiológicas. Entre as patologias, o infarto agudo do miocárdio é a de ma¡ r incidência. A doença é causada pelo entupimento da artéria do coração, o que dificulta a passagem sanguínea e impede a oxigenação do músculo cardíaco. O cardiologista Alberto Fonseca, do Hospital do Coração do Brasil, em Brasilia, explica que a falta de sangue no músculo leva à morte das células do coração. "O sangue é responsável por oxigenar as células, sem ele o músculo morre, causando o infarto agudo do miocárdio. " cesso de obstrução da artéria do coração, levando ao infar- to. A descarga adrenérgica provocada pela tensão pode causar espasmos nas artérias coronárias (artérias do cora- ção), Ievando ã diminuição da circulação sanguínea e, con- sequentemente, à baixa oxi- genação do músculo cardia- co, irrigado por tais vasos. Sem exageros com a gordura O colesterol alto causa o depó- sito de gordura na parede dos vasos sanguíneos, obstruindo a passagem do sangue. Por- tanto, diminua o consumo de frituras egorduras em geral. II MEIIIIIII SIIIÃII PIIIlII SIIR IES A Piso em granito Perfeito para dançar Mesas e Cadeiras Cadeiras Fortes e mesas redondas investigue o seu histórico fami- Iiar Pessoas que tenham parentes diagnosticados com doenças cardíacas ou com fatores de ris- cos devem realizar acompa- nhamento médico periódico. Os casos familiares devem ser- vir de alerta para buscar com antecedência um especialista. Eviteofumo O tabaco potencializa o pro- cesso de formação de placas de gordura no sistema circula- tório. Além disso, o fumo inibe as substâncias responsáveis pela dilatação das artérias coro- nárias e aumenta as substânci- as que produzem contração das mesmas artérias. Desta for- ma, evitarocigarro é, também, cuidar do coração. Mantenha uma vida saudável O infarto é desencadeado por uma associação de fatores, sendo assim, a melhor forma de prevenir é manter um estilo devida saudável. A prática regular de exercicios, uma alimentação balanceada, evitar o excesso de álcool e a privação do sono, e o bem- estar mental são essenciais paraaprevenção da doença. setor de dispositivos médicos imp| antáveis(DM| ). Além de punição, estão pre- vistas ações para o maior moni- toramento deste mercado, com a criação de um sistema deinformação. Banheiros grandes Com espelhos e várias cabines Camarins Grandes, arejados e iluminados Palco O maior de Taguatinga A maior cozinha do DF Com toda estrutura Freezers Verticais e horizontais Excelente localização Próximo ao Pistão Sul PELO MELHOR PREÇO DA REDONDEZA Il S IWlS: I61l3356-6232 SALAO DE FESTAS D0 LIONS CLUBE DE iAGUAlINGA INDEPENDENCIA Em Taguatinga Sul, Area Especial i8, Setor “E” Sul Alias do Hospital Sanlo Morta EDUCAÇÃO Prounicom novas regras Um projeto de Lei aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputa- dos, prevê que o estudante bolsista do Prouni pode vir a ter o direito de mudar de faculdade sem correr o risco de perderobenefício. Porém, o estudante não vai poder mudar de curso e a ins- tituição de destino tem que ser participante do programa e ter bolsa disponível para o curso do aluno. Atualmente, oestudante bol- sista do Prouni só pode mudar de faculdade quando a institu- ição em que estuda for desvin- culada do programa. D SANTO DAS Ora ao o CAUSAS URGENTES SlllTl EIWIIEES Ô Santa Edwiges. vós que na terra fostes o amparo dos pobres. a ajuda dos desvalidos e o socorro dos endividados. e no Céu agora deslruiais do eiemo prémio da caridade que em vida pralicasies. suplicanle ie peço que sejais minha advogada, para que eu obtenha de Deus o auxilio de que urgentemente necessito (fazer o podido). Alcançai-me tambem a suprema graça da salvação eterna, Santa Edwiges. rogai por nósAméml Meu Santo Expedito das causasjustas e urgentes interceda por mimjunio ao Nosso Senhor Jesus CfiSlO. socorro-me nesta hora de aflição e desespero, meu Santo Expedito Vós que sois um Sanlo guerreiro, Vós que SDiS o Santo dos allitos, Vós que SDlS o Santo dos desesperados, Vós que sois o Sanlo das causas urgentes. proteja- me, Ajuda-me, Dai-me iarça, coragem e serenidade. Atenda meu pedido, (Fazer o pedido) Meu Sanlo Expeditol Ajuda-me a superar estas horas difice- IS, proteja de todos que possam me prejudicar. proteja minha iamiira_ atenda ao meu pedido com urgencia. DevaIva-me a paz e a tranquili- dade. Meu Santo Expedito! Serei grato pelo resto de minha vida e levarei seu nome a todos que tem le. Muito obrigado (Razar1 FalNossa,1AveMarlaafazeroslnaldacruz) R"" um P" Nosso' "m. A” M"" n l” 'l i ml fazeroslnalda Cruz SE voc# está com um problema de diiicll solução e precisa de ajuda urgente. P99¡ esta ajuda a Santo Expedito que à o Santo dos Negocios que precisam de pronta solução o cuja Invocação nunca é tardia. se voc¡ esta com algum prooisma linancolro os dlllcll soiuçao. peça ajuda a Santa Edwigas. Elia Santa o a Protetora dos Pobres e Endlvidadoa. Em todo o mundo as pes- soas sempre conseguem resolver ssus problema¡ da ordem financeira, graças a imsr. cessão u. SANTA EDWIGES junto ao Nosso SonnorJESUS CRISTO.
  12. 12. 12 : éçzí . xD/ ASE É ITIIIISII ITE COMBATE AS ANTIGAS ENNÍIIIAIS PAIIA AS ITESTANTES A Prefeitura de Águas Lindas de Goiás promoveu o Seminá- rio de Encerramento das Ativi- dades do Centro de Referência sobre Drogas e Vulnerabilida- des Associadas. O curso é minis- trado pela Universidade de Bra- sília (UNB) e faz parte do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras drogas, imple- mentado pelo Governo Federal em parceria com a prefeitura. A primeira-dama e secretária de Ação socialAleandra de Sou- sa, acompanhada do vice- prefeito Luiz Alberto iiribita e do subsecretário de educação Deusimar Macedo participa- ram do evento, destinado aos Junho de 2015 CIDADES DO ENTORNO - Águas Lindas/ GO diretores de escolas munici- pais, funcionários dos Cras e do Creas de Águas Lindas. Aleandra defendeu a impor- tância de desenvolver ações articuladas que contemplem a prevenção ao uso e o enfrentamento ao tráfico de drogas. "Sobretudo, o forta- lecimento da rede de cuidado aos usuários de crack, álcool e outras drogas e seus famíli- ares, no enfrentamento diá- rio dos problemas decorren- tes do consumo de drogas, principalmente cam relação à população que se encontra em maior vulnerabilidade", enfatizouasecretária. BIIISA FAMÍLIA GANHA IIEÍGIIIIIS Para facilitarainda mais ostra- balhos realizados na unidade do programa Bolsa Família a Prefei- tura Municipal de Águas Lindas por meio da Secretaria de Ação Social entregou três novos car- ros à instituição. Centenas de pessoas prestigiaram o evento e agradeceram às autoridades por mais esta conquista. O pre- feito Hildo do Candango, acom- panhado da primeira-dama e secretaria de Ação Social Alean- dra de Sousa, falou sobre a 14 anos de tradição - Samambaia Sul e Norte J 'lt-num 3351 -5180 l 8406-1376 I 8422-4553 Entregamos também aos domingos e feriados importância para a comunida- de em poder contar com essa importante assistência. "Sabemos que a contribuição do Bolsa Familia às vezes é a única renda de uma casa. Essas viaturas servirão em muito para que as equipes passam desenvolver seus trabalhos com mais eficiência" Hildo do Candango Prefeito de Águas Lindas Fonte e Fotos : Assessoria de Imprensa da Í O Stand de atendimento da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e da Secreta- ria de Ação Social foi bastante procurado na 395 edição do Governo Junto de Você, even- to que reuniu diversos órgãos do Governo do Estado e Muni- cípio. Os trabalhos foram oficial- mente abertos pelo Governa- dor Marconi Perillo sob o olhar atento de diversas auto- ridades e da comunidade que buscam os diversos serviços oferecidos. A secretária de Ação Social Aleandra de Sousa e represen- tantes da OVG entregaram vários enxovais para dezenas de gestantes que buscaram o apoio do Stand. É muito bom poder servir a nossa comunidade, em especial as nossas gestantes que necessitam de apoio neste momento tão importante de suas vidas". Aleandra de Souza Secretaria de Ação Social AIITESANATII ITE AGUAS IINIIAS A primeira-dama do municí- pio e secretária de Assistência Social Aleandra de Sousa acompanhada do prefeito Hildo do Candango e do vice- prefeito Luiz Alberto Jiribita fez questão de prestigiar o stand para exposição do tra- balho artesanal desenvolvido pelos cidadãos do município, como Dona Eva Vieira, Mestre Ribamar e o principal ícone das artes plásticas da cidade EdinaldoAzevedo. Entrega rápida "O resultado apresentado nos deixam com a certeza que o trabalho está no caminho certa, trazendo para elas dignidade através de uma nova fonte de renda. As peças expostas por nossos artistas são de uma qualidade surpreendente o que nos deixa muito feliz" Aleandra de Souza Secretaria de AÉo Social É CLDF Isenção de ICMS A Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF) da CLDF aprovou a isenção do pagamento de ICMS pelo uso de água, energia, telefone e gás para entidades religiosas. A imunidade tributária só vale a partirda vigência da lei, sem direito a perdão de ICMS devido e nem restituição de ICMSjá pago. O distrital Wasny de Roure (PT) defende que a isenção não beneficie as entidades que exploram serviços comer- ciais, em suas sedes. ECONOMIA , E _ Queda na poupança No primeiro semestre de 2015, os brasileiros deposita- ram quase 910 bilhões de Reais na poupança, mas reti- ra ram cerca de 950 bilhões. Apenas em junho, a popula- ção retirou seis bilhões de Reais a mais do que depositou na poupança. A perda de recursos da cader- neta causou problemas no cré- dito imobiliário concedido pelo governo Federal, já que o dinheiro da poupança é usado para financiamento de imóve- i5. JUSTIÇA Habeascorpus O STJ recebeu dois pedidos de habeas corpus escrito à mão em folhasde papel higiê- nico. O autor, que está preso na penitenciária de Guaru- lhos, pede a progressão ao regime semíaberto e alega que já preencheu todos os requisitos paraaconcessãodo benefício. O habeas corpus foi digitali- zado e será distribuído para um dos ministros das turmas especializadas em matéria penal. Os dois pedidos em papel higiênico e o lençol farão parte do acervo do museu doSTJ. COMPRE NOS CARTÕES SEM SAIR DE CASA VISA' E E' S*
  13. 13. Eles e Elas Ela diz: "Morreu o padre que nos casou! " Ele responde: "Aqui se faz, aqui se paga. .." Ele: Quando e que um homem mostra que tem planos para o futuro P Ela: Quando compra 2 caixas de cerveja . Ele: Qual a diferença entre um homem e uma manga verde? Ela: A manga amadurece. Ele: Porque as casadas engordam mais que as solteiras? Ela: A solteira chega em casa, vê o que tem na geladeira e val para a cama. A casada vê o que tem na cama e vai para a geladeira. De empresário a empresário - Como consegue que seus empregados cheguem sempre pontualmente ao trabalho? - É simples: tenho 30 empregados, mas só 20 vagas no estacionamento, ... Do chefe à secretária - Quem te disse que você pode ficar passeando o dia todo sem trabalhar, sá porque tivemos um casa? ?? - Meu advogado. .. Chefe - Antônio, eu sei que seu salário não é suficiente para bancar seu casamento. .. Mas algum dia você irá me agradecer. .. Uma vez no censo Dois empregados do Censo chegam a uma casa e perguntam: - Seu nome? - Adão. - E o da sua esposa? - Eva. - Incrível! Por acaso a serpente também vive aqui? ? - Sim, um momento. .. Sogrinha! Estão te chamando! ! De amigo a amigo Um homem visita um amigo no hospital: - José, o que aconteceu que você está todo contundido? - Bateram em mim! - Mas porquê? - Parque eu tossí! - Só porque você tossiu ? l - Sim! Toss¡ dentro de um armário! A academia e seus milagres Um homem de uns 65 anos pergunta ao treinador na academia: - Que máquina devo usar para impressionar uma mulher de 30? E o treinador o olha bem e diz: - Eu recomendaria o caixa automático. .. '›“” CHEGAR TARDE C-: i-'CD q* w cuscuz 1153100 lvlANCHAS DE BATON j"i m: 4:4'* amis k/ 21100020101 Para você é o período do ano ideal pra repensarfinanças, as- suntos práticos e lutar de mo- do conseqüente por mais abundancia e conforto pesso- al. Melhorauto estima ea cha- ve secreta doamor. 0111010 @à 21105121101 Bom pra você o periodo que se inicia. Amigos e projetos compartilhados com eles fa- rão a sua alegria, trazendo oportunidades para você de- monstrartodo o seu potencial etraçarnovos planosdevida. [IBRI a; 231011 022/10 Prepare-se para encarar divi- das de todo tipo nas próximas semanas. Mas o Sol em Touro vai iluminar direitinho o cam¡- nho pra você resolver essas pendências. Alguns medos po- dem setornarmaisfortes. ea 1111010001110 Í 22/12120/01 Este é um períodos mais pro- missores para você viver o Ia- do divertido do jogo amoro- so, da conquista e do namoro. É ideal também para você bri- lhar em áreas que destaquem seus atributos intelectuais. "E6113 INGREDIENTES: xícara de água Mllllll IIE PREPARO: creme e reserve. Modo de preparo do Fondue: EÍIIÉIIIIE IIE IITOGOIATE Junho de 2015 t 3 10000 »l 21104020105 Melhor época do ano pra você investir de verdade em seus projetos pessoais e íntimos, cu- idarda saúde, da aparência, da beleza. Fazendo isto, você vai se sentir confortável e de bem com a vida. [EAD 22101 a 22100 Periodo ideal para atingir o su- cesso profissional, ambições pessoais mais poderosas e tam- bém para sua busca por con- forto, bem estar e uma vida ma- is gostosa. Faça por merecer com seu esforço. 23110 I 21/11 Por algumas semanas o seu te- ma será relacionamentos. 0 que o move para eles, o que os afasta deles, com quem, quan- do e onde e principalmente o que. Confrontos grandes, for- tes e inevitáveis pela frente. @Q 150001110 'Q' ag) 10011010 _ v' 2110m0I02 Afase e' boa para exteriorizar a sua vontade forte, capaz de cri- ar, de ser e acontecer no plano da terra. Pés no chão e cabeça nas nuvens! Embeleze sua ca- sa. Cuide do seu patrimônio com mais carinho ebom gosto. 500g de chocolate meio amargo sem lactose; 1 xícara (café) de conhaque; Frutas picadas desua preferência. Creme de castanha:250g de castanha de caju crua e sem sal; 1 Modo de preparo do creme de leite de castanha: Deixe as castanhas de molho na água por no mínimo 4 horas. Jogue a água fora, coloque as castanhas no liquidificador e acrescente uma xícara de água. Bata ate' ficar com textura de Pique o chocolate em pedaços bem pequenos e derreta-o em banho-maria. Adicione ao chocolate o conhaque e o creme de castanha de caju. Mexa até ficar com uma consistência cremosa, mascuidado para não empelotar. Sirva em seguida com as frutas. (din/ luana 13 . d t** cintos %& 21/05120/06 Período propício para encarar com honestidade de que for- ma seus comodismos e certos hábitos arraigados prejudicam você e seus relacionamentos. Mais estabilidade e bem estar fariam bem a você. f 'x 11100111 , ' 20100 ¡22/09 Tudovai ficar maisfácil pra vo- cê. Uma vibração geral de de- terminação e vontade pode- rosa vai fazer você entender e agir em sintonia com ela. Di- virta-se na busca de expansão de seus horizontes. SRRITRRIII 22m a 21112 Chegou uma hora de Ievara sé- rio como anda sua saúde, seus hábitos de vida, vícios e roti- nas. Tome uma atitude mais consistente nessa área. Você precisa combater inclinações ao prazer indiscriminado. tie* PEIXES V-J 2010212010: Tem inicio agora a fase anual muito boa pra estudar, ler, es- crever e mostrarseu talento pa- ra as artes da comunicação e ex- pressão. Todas essas atividades vão ajudar a canalizar seus ta- lentos que estão em polvorosa. Receitas da i'll Elll'l'E L _; A sugestão da coluna é do chef lnti Mendez, responsá- vel pela gastronomia vega- na do Espaço Surya, que ela- borou uma receita especial para os dias de frio: EIIIIIIIIE IIE GROBIIIATE VERRAII Além de fácil preparação le- va ingredientes naturais, or- gânicos e veganos, ótimos para a saúde.
  14. 14. 14 ççñopnmpg Junho de 2015 1"' v* : YáIV/ ÂTIOP 4¡ _7›/ A _V -l/ :L l! 1 1 É I ¡fire! :: raul-eras ll e ' *a Arm , 'V no? cl &v; Produtos importados . facebook. comIpurezamultimarcas @purezamultímarcas (61) 8593-2628 iYtY'* . _. r_ 'L . . L wofr 'Lui-IL ¡p-«r . ~_¡g_« n Ir _ _ r '44t t, A . 'À. lvkvrg r . V. J-ulxíll 4 um¡ na - cnnlunto “II” - lotes 431451471451151 arruinar¡ Slll - nrsrmrn ¡Ellinlll í r assessoria oontábil 03 - ÊÍTÊ C3 - SÉÍLRÍF. T1317: FNT: : 333Z-IÍÊÊ3 "rasca" sua' rrr' r. , » u _ l '* "'iI~J. l:1;i' . tuga-ol s-A vidr s temperados / vara . l . Box Portas ç ' _ 'L ' Amuradas r @zoa-arm «o aridez-ram s. Pratelelras sacadas Escadas Janelas 5¡tvAL. A.: -'; i'u›~r: l mm Ííviã. .já Topeçon l v » ' “ J-'Móírãíplánéjaííós '- mk . À. ' ›. ~j1.. l - V »à l «fãs- , 3135-2535 ni- Baratas Escorpiões Cupins Formigas Pernilongos Ratos _ç - E outras pragas urbanas “La 329?* o - '4Ía. ' . .mais lulu. , rg ' v Reforma e fabricação de móveis estofados Capas acolchoadas para proteção de elevadores r ' Capas para sofá u 8595-3575 I 3039-2850 a “ r 3351-4847/9233-1571 CNAL3, Lote 11,| l.oja 2, Praça do DI, Taguatinga Norte www. tapecariajoyce. com. br ÍlÍÍÍTOÍÉ 9558-0587 cúnlas de chaves e rachaduras A0 LADO DA 12! DP Atendemosa domicílio em Taguatinga e Vicente Pires ã' 1" . li/ usi- TAGUATINGA 57 anos em Sessão Solene O aniversário de 57 anos de Taguatinga foi tema de sessão solene da CLDF proposta pelo deputado Rafael Prudente (PMDB) e realizada na Escola Classe 42, do Setor M Norte. A Deputada Sandra Faraj (SD) também participou da sessão e cobrou do governo obras de grande porte para a cidade. _, . L ; t l' Deputada ¡~ ' ' í Sandra Faraj "Há mais de 30 anos a cidade de Taguatinga não recebe uma grande obra. O prometi- do túnel rodoviário que desa- fagaria o trânsito no centro está com o projeto pronto, mas não sai do papel, a região precisa de mais infraestrutu- . . ra . Deputada Sandra Faraj. SAÚDE RS 330 milparasaúde bucal O Ministério da Saúde desti- nou mais de R$330 mil anuais para oito Centros de Especiali- dades Odontológícas (CEO) localizados em Brasília. Em todo o Brasil, 673 municí- pios foram contemplados com mais de RS 48 milhões por ano para que os estabelecimentos ampliem a qualidade dos ser- viços oferecidos à população. O incentivo faz parte das ini- ciativas de modernização da gestão da saúde que vêm sendo promovidas pelo Gover- no Federal, com adoção de novos padrões e indicadores de qualidade. JUSTIÇA Prejuízos de clientes O STJ entendeu que os bancos não são obrigados a ressarcir empresas pelos prejuízos com cheques roubados, furtados ou extraviados. Para o STJ, o prejuízo nessas situações não é defeito do ser- viço bancário e as empresas não podem ser tratadas como consumidoras por equipara- ção, o que afasta a aplicação do Código de Defesa do Consu- midor. O recurso julgado foi de uma rede de supermercados em Brasília, contra decisão do Tri› bunal deJustiça do DF. O ministro Marco Aurélio Bel- lizze ressaltou que se o banco cumpriu as normas legais, can- celou o talão e não pagou o cheque, seria incoerente e até antijurídico o impor a obriga- ção de arcar com os prejuízos.
  15. 15. Junho de 2015 min' 'feia/ wa I 15 Í"' 'j' ! urina Í' ' 1mm PllCllliTíl GÊXELÍERE. lilti lLliIllllLílÉllTEl lllãlllll'. 55W . itÍiFiMlE. “f*"“^"°^ Samambaia foi a quarta cida- de do DF a receber o projeto Câmara em Movimento, que já passou pelo Plano Piloto, Cei- Iândia e Sobradinho. O projeto tem como objetivo aproximar o poder Legislativo da população. A presidente da Câmara, deputada Celina Leão (PDT), destacou que a sessão em Samambaia foi a que contou com o maior número de inter- venções de moradores, com 60 participantes. Celina também ressaltou a presença de 22 depu- tados distritais durante a ses- são. Samambaia tornou-se admi- nistração regional em 25 de outubro de 1989 e hoje conta com cerca de 220 mil morado- res, sendo 117 mil eleitores e a renda média da população, de acordo com pesquisa da Code- plan de 2011, é de RS 2.093. Em suas intervenções, os moradores trataram de temas gerais, como educação, saúde, segurança e transporte público, mas também fizeram pedidos específicos. Entre os pontos mais presentes nas falas dos moradores estão temas como a melhoria da coleta de lixo, reca- peamento do asfalto, destina- ção de área para construção de um shopping, acessibilidade para deficientes, reforma da feira permanente, reforço no policiamento, conclusão da construção do complexo cultu- ral, complementação da ciclo- via, aumento de creches e esco- las, incentivo aos projetos de esporte e cultura e a construção de uma unidade do Na Hora na cidade. É¡ lili ll r'. Í _ 1') › / h/ã A' x. ___ A Câmara Legislativa do Distrito Federal realizou sessão itinerante em Samambaia, como parte do projeto Câmara em Movimento. , Í/_lfa ' . l' “e Os deputados distritais ouviram reivindicações de moradores e lideranças comunitárias da cidade durante mais de quatro horas de sessão. Grande parte das demandas apresentadas são de competência do Executivo, mas a Câmara vai sistematizar os pedidos e encaminhar para os órgãos com pete ntes. O morador Manoel Messias reclamou da demora e da burocracia na regularização de condomínios da cidade. Alunos do centro de ensino médio 414 também participa- ram da sessão e reclamaram da falta de professores e do crescimento da violência no entorno da unidade de ensi- no. Os estudantes reivindica- ram a construção de um audi- tório e a regulamentação do uso de câmerasem escolas. A Folderes, panfletos e cartazes Alguns moradores protesta- ram contra a instalação de um aterro sanitário na cidade. Outros criticaram a retirada dos processos de concessão de alvarás da esfera das admi- nistrações regionais e defen- deram uma maior autonomia para os administradores. "Estou atento aos pedidas da comunidade e tomei algu- mas medidas em prol de Samambaia. As reivindica- ções são muitas, mas já fize- Livros e revistas Jornais: Tablóide, germânica e standard Catalogos e portfolíos Cartões e papel timbrado ( ' Pastas e envelopes mos algumas indicações ao governo solicitando provi- dências e, com certeza, esta- mos avançando em busca do bem da coletividade", disse o líder do governo na Casa, deputadolúlio César(PRB). Emendas Vários deputados se comprometeram a apre- sentar emendas ao Orçamen- to do DF para atender às demandas apresentadas. 0 deputado Chico Vigilante (PT), por exemplo, anunciou que apresentará uma emen- da destinando recursos para a construçãodo Na Hora. Celina Leão e Liliane Roriz (PRTB) também disseram que vão destinar recursos para a cidade. Já a deputada Luzia de Paula (PEN) reforçou a necessidade de novas creches na cidade e de programas de combate à violência contra a mulher. A Sê edição do projeto Câmara em Movimento foi em Brazlândia. A cidade rece- beu a sessão itinerante da Câmara na Feirinha da Vila São José, entrequadra 37/47 de Brazlândia, cidade que atu- almente tem 54 mil habitan- tes. à , De acordo com a presidente da Casa, deputada Celina Leão (PDT), todas as cidades do DF receberão uma sessão do Legislativo local l 'Í : ulml i. . _un-w . -:_r_; ,›. ._. .i_ Postos do Arruda. O Tenente Coronel Marco Antônio Nunes, confirmou em reunião na CLDF que os pos- tos policiais implantados durante o governo Arruda, serãodesativados. Marco Antônio criticou a falta de critérios técnicos de localização dos postos. Na ava- liação do coronel o policia- mento comunitário é muito mais do que um posto físico e pressupõe mobilidade e inte- ração com a população. "Não podemos concordar com o engessamento do poli- ciamento. Precisamos de mobilidade para atuar pre- ventivamente", explicou. SAÚDE Tratamento paraAIDS Segundo o ministério da Saú- de, o número de pessoas que iniciaram o tratamento com antirretrovirais, no Brasil, aumentou 30 %. Passou de 57 mil para 74 mil aoano. Este ano, aproximadamente 404 mil pessoas usam os antirretrovirais oferecidos pelo SUS. Todo ano, cerca de 39 mil casos de AIDS são des- cobertos. A epidemia se concentra prin- cipalmente entre populações vulneráveis ejovens. Em 2004, o número de jovens entre 15 a 24 anos con- tagiados com a doença era de nove e meio por cento a cada 100 mil habitantes. Já em 2013, o número foi de 12 e meio por cento por 100 mil habitantes. 15311! l l : li-Ililllll 'l'l1w'lli~: '.¡'l | l h cuíviuiciciiciio a íiillBllETlilG Impressos especiais Convites artesanais soediiorocophoimoiicom
  16. 16. 15| çairpnmpa | Junho de 2015 1'. Tlíll? Mais do que "bonitinho" e estar na moda, ser dono de um pet não é tão fácil quanto mos- tram os famosos nos programas de televisão. Ter um bichinho em casa exige muita paciência, carinho, higiene, prudência, res- peito com o meio ambiente, com a vizinhança e responsabi- lidade, muita responsabilidade. E se o candidato a "pai" de um gatinho ou cachorrinho mora em um apartamento, aí sim, é que o seu desprendimento tem que dobrar. IIESPEITI] MS llllllllllls Uma regra valiosa e' sempre Iembrarque o seu pet é só seu e não dos seus vizinhos. Portan- to, as vantagens e as desvanta- gens de possuir um tem que ser só do proprietário, quetem que cuidar que o seu animal de esti- mação não seja motivo de per- turbação de sossego, falta de higiene e intranquilidade para o seu vizinho, que tem o direito de não querer compartilhar desta sua paixão. PET IIÃI] É lllll BIIIIIQIIEIIII Outra regra muita importante é a de que o seu pet não é um brinquedo ou um objeto de adorno ou decoração. Não é só no seu tempo e na sua conve- niência que seu animal tem que contar com sua atenção, zelo e carinho. Largar o bichinho com qualquer pessoa só pra não per- deraquela viagem, nem pensar. Isto é mau trato. Deixar o seu cachorro ou gato na mão de tosadores para "en- feitar" também. Já foram rela- tados casos em que alguns des- tes profissionais maltrataram tanto os bichinhos que alguns foramaóbito. SEM ABIIEFEIIIIIMEIITII Cuidado ao adquirir um. Pequenos, eles ainda são mais cativantes e irresistiveis, mas . .elciiii ai. lili EQTllii ii; à Ter um pet em casa exige muita paciência, carinho, higiene, prudência, respeito com o meio ambiente, com a vizinhança e muita responsabilidade. dão muito mais trabalho e custa caro tratar e manter um até se tornar independente. Por isso, segundo cálculos fei- tos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 25 mil animais estão abandona- dos nas ruas do Distrito Fede- ral, Iargados na rua por donos decepcionados e que não acharam ninguém para assu- mira responsabilidade. IIM IIEIIÍÍBIII lllllllllTWll Quem mais estimula a ado- ção e criação de pets é quem lucra com isto. De acordo com oPorta| G1,oBrasi| éosegun- do maior mercado pet do mundo, atrás apenas dos Esta- dos Unidosecresceem média 10%aoano. Segundo a Federação de Comércio do Distrito Federal (Fecomércio), o mercado de Pet Shops cresceu 38% de janeiroasetembro deste ano. Com tanto dinheiro em jogo, é lógico que veterinários e donos de petshops não vão quererperdersuasvendasavi- sando as dificuldades e os danos colaterais para quem resolveu restringir a sua liber- dade ao assumir a responsa- bilidade de ter um animal de estimação. IIIIEIIÇIS GIIIITAEIIISIS Ter um bichinho de estima- ção pode ser muito bom, mas e' preciso saber dosar o conta- to com eles. O dono do pet deve sempre manteroseu ani- malvacinado, levando aovete- rinário com frequência, não permitindo que ele entre em quartos e cozinhas. Um ani- mal de estimação anda nu, não se limpa após satisfazer suas necessidades fisiológicas e lambe os resíduos de urina e fezes em seu corpo como forma de higiene. Para evitar que eles se tor- nem hospedeiros de doenças, não e' bom deixar que fique andando solto pela rua. Gatos e cachorros podem ser hospe- deiros de doenças graves, como leptospirose. 0 animal pode pisar em locais contami- nados e passar a enfermidade para o dono. O mesmo acon- tece com as doenças transmi- tidas por mosquitos. Eles infectam os bichinhos de esti- mação e estes se encarregam JI EXIHEE REÉPÚRÍÊ ilNllll : lili de contaminar os humanos por meio de mordidas e arra- nhões GIIIITITI) EIGESSWI] Quem divide a cama com um animal de estimação mu¡- tas vezes desconhece o risco que corre. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia, os animais domésticos podem transmitir mais de 100 doen- ças para os humanos. Dos donos entrevistados na pes- quisa, 56% deixam os cachor- ros dormirem na cama. Já os donos de gatos que tomam essa atitude somam 62%. llllllllllllllllll Ill] GATO A pesquisa revela ainda que os cães podem transmitir ver- minoses, enquanto quem fica em contato muito próximo com gatos pode contrair uma doença causada pela bactéria Bartonella, que pode danifi- car o fígado e os rins. 0 gato pode transmitir essa bactéria para as pessoas através de arranhões (daí o nome Doen- ça da Arranhadura do Gato), ou mordidas. Bartonella é uma bactéria que causa doença em gatos e que pode causar sérios pro- blemas para os seus donos, e para azar de quem vive perto de quem tem um, qualquer pessoa que tenha contato com o felino infectado. Em casos raros, os animaisde estí- mação também podem trans- mitir ainda a super bactéria MRSA, resistente a alguns tipos de antibióticos. INITIIAS IIÍIEIIÇIS Animais de estimação podem transmitir diferentes tipos de micoses e também a toxoplasmose, causada pelo protozoário Toxoplasma gon- di, além da raiva e da escabio- se, conhecida como sarna. ? uingiuqln luuln: ñiwlíllil . ' rima-cm, uma term, sua. . "m, 'Hama Í-jgrl-. inllglquühní n; p); !IMA itvtnxeiamll IÍT-IIIIQBNKQIIiLulOIl 8161-7! Í' ' um. CONSUMO Esmalte fere consumidor 1:. , . __ A PROTESTE - Associação de Consumidores enviou ofício ao fabrica nte do esmalte hipo- alergênico Risqué e à Agência Nacional de Vigilância Sanitá- ria (Anvisa), pedindo a retira- da do produto do mercado e a alteração da embalagem, por estar em desacordo com o Código de Defesa do Consu- midor (CDC), ao deixar de ofe- recer a segurança que dele se espera. O novo formato da tampa do esmalte, pontiagudo na extre- midade, provocou acidente de consumo numa consumidora queferiu a palma da mão. Tam- bém foi enviada cópia do ofí- cio para o Departamento de Proteção e Defesa do Consu- midor (DPDC), do Ministério da Justiça. 0 objetivo é evitar a ocorrência de outros aciden- tes deconsumo. TRÂNSITO Resultados da Lei Seca Após o endurecimento da Lei Seca, diminuiu o numero de adultos que admitem beber e dirigir. No último ano, 5,9% dos brasileiros afirmaram ainda manter o hábito de diri- gir após o consumir bebidas alcoólicas, o que indica uma queda em relação a 2012, quando 7% dos entrevistados admitiram cometer a infração. 0 Brasil é um dos 25 países do mundo com tolerância zero para motoristas alcoolizados e um dos 130 que usam o teste do bafômetro como forma de fiscalização. Em 2015, até abril, as mortes contabilizadas pela PRF com ocorrências envolvendo álcool já chegam a 146. SEGURANÇA Crimes contra policiais Projeto de Lei que transfor- ma assassinato ou lesão cor- poral contra de agentes de segurança pública em crime hediondo com penas de 12 a 30 anos de prisão teve aprova- ção total no Senado. A proposta também torna a pena mais grave se o crime for cometido contra os familiares de policiais, bombeiros milita- res e integrantes do sistema prisional e da Força Nacional de Segurança Pública. Segun- do um levantamento da BBC Brasil, em 2013, 316 policiais foram assassinados no país.

×