Relatório mod.2 florbela ribeiro_ictic

430 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
430
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório mod.2 florbela ribeiro_ictic

  1. 1. Universidade de LisboaInstituto de educaçãoIntegração curricular das TIC<br />Relatório sobre as potencialidades da ferramenta Google Earth no contexto educacional18700755537200<br />AutoraFlorbela Ribeiro Carriço nº 9723<br />Mestrado em Educação, área de especialização em TIC e Educação, tema: E-learning<br />2010/2011<br />INTRODUÇÃO<br /> É importante desmistificar a idéia de que uma tecnologia de ponta é algo distante dos alunos, e que por isso não caberia na escola.<br />(Santos, 1998)<br />Este relatório visa analisar as potencialidades da ferramenta Google Earth no contexto educacional.<br />Esta análise suscitou-me bastante interesse pois permitiu-me alargar os meus conhecimentos sobre ferramentas Web 2.0, em particular o Google Earth e sua aplicação no contexto sala de aula.<br />Com o presente relatório, apresentarei a minha breve análise sobre as potencialidades da ferramenta Google no ensino de algumas disciplinas. <br />ANÁLISE DAS POTENCIALIDADES DO GOOGLE EARTH<br />O Google Earth está disponível através da Internet, na qual é possível visualizar imagens de satélite de alta resolução de quase todas as áreas do planeta.<br />A utilização de imagens de satélite no ensino de Geografia constitui um grando potencial ao nível do processo ensino/aprendizagem, nomeadamente em possibilitar a implementação de actividades interdisciplinares sobre áreas do planeta que propicia ao aluno visualizar o mundo real, através de associações cognitivas presentes no seu cotidiano. Através do uso de uma imagem de alta resolução é possível observar, com precisão, elementos geográficos, como as áreas urbanas, as áreas agrícolas, a estrutura viária, o relevo, a hidrografia e a vegetação (Rempel et. al., 2004), não tendo como pré-requisito um domínio aprofundado dos códigos cartográficos para a sua leitura, como se pressuposto para mapas cartográficos. A interdisciplinaridade, poderá estabelecer-se entre, por exemplo, a Matemática, a Geografia e as TIC, ao calcular a área de um aterro, proporcionando o aprimoramento das noções sobre escala, proporção e unidades de medida, tendo como base o uso da ferramenta Google Earth.<br />O Google Earth tem auxiliado no diagnóstico dos processos ambientais, socioeconómicos e político-culturais da ocupação dos espaços geográficos, assim como contribuem e servem de base para a elaboração e desenvolvimento de projetos associados às atividades humanas favorecendo a realização do planeamento sócio-económico-ambiental em diversas escalas. Deste modo, a Geografia, ciência que tem o espaço como seu objeto de estudo (Corrêa,1995), pode contribuir no planeamento das intervenções da sociedade no espaço e, assim, minimizar a degradação ambiental. A realização de uma atividade didático-pedagógica no ensino da Geografia que contemple a utilização desta ferramenta, pode desencadear uma série de questões a serem respondidas, não só no que toca à Geografia física mas, principalmente, em questões relativas à Geografia humana (Carvalho, 2004). Assim, leva o aluno a obter um posicionamento crítico diante dos acontecimentos sociais, contribuindo para a formação de um cidadão mais consciente.<br />CONCLUSÃO<br />Esta ferramenta poderá ser um recurso enriquecedor em contexto de sala de aula, podendo tornar o processo de ensino/aprendizagem mais atraente e motivador. Claro que, como em qualquer metodologia a aplicar, deverá ter-se em atenção a adequação da ferramenta aos conteúdos de aprendizagem.<br />Em conclusão, com a análise aprofundada das potencialidades da ferramenta Google Earth no contexto educacional, proporcionou-me um momento de reflexão muito importante, que contribuiu para mais um passo marcante no meu percurso de vida como mestranda e como professora.<br />REFERÊNCIAS<br />Gonçalves, A., André, I., Azevedo, T., Gama, V. (2007). Analisando o uso de Imagens do “Google Earth” e de mapas no ensino de geografia. Recuperado em 15 de Dezembro de 2011, de http://redepsicologia.com/wordpress/wp-content/uploads/guia-normas-apa-portugues.pdf<br />Godinho, J., Falcade, I., Ahlert, S. (2007). O uso de imagens de satélite como recurso didático para o ensino de Geografia.Recuperado em 15 de Dezembro de 2011, de http://marte.dpi.inpe.br/col/dpi.inpe.br/sbsr%4080/2006/11.16.00.59.27/doc/1485-1489.pdf<br />Rosa, R., Júnior, D., Lahm , R. (2007). O recurso das imagens de satélite para o estudo do lugar do educando: uma experiência na área da matemática e da geografia. Recuperado em 15 de Dezembro de 2011, de http://www.if.ufrgs.br/eenci/artigos/Artigo_ID38/v2_n2_a2007.pdf<br />

×