ETANOL:
UM ESTUDO SOBRE A
PRODUÇÃO DE ETANOL NO
BRASIL DE 1996 A 2006:
ANÁLISE DO DESEMPENHO,
DIFICULDADES, IMAPCTO NA
ECO...
Sumário
 Introdução
 Problema e objetivos
 Justificativa
 Estrutura do trabalho
 Fundamentação Teórica
 Metodologia ...
Introdução
 Problema e objetivos
 Problema: Que impactos podem haver na
economia, com a substituição da gasolina pelo
et...
Introdução
 Objetivos específicos:
 Fazer um levantamento histórico da produção de
etanol no Brasil;
 Determinar que in...
Fundamentação teórica
 Indústria automobilística
 Campos (2009), destaca a importância da
indústria automobilística desd...
Fundamentação teórica
 História do etanol
 Ozires e Fischetti (2008), demonstram que a
busca por um produto que substitu...
Fundamentação teórica
 Proálcool e suas fases
 Ozires e Fischetti (2008), informam que o
governo brasileiro criou o Proá...
Fundamentação teórica
 Proálcool e suas fases
 Xavier, et al. (2010), explicam que só a partir de
2003, os investimentos...
Fundamentação teórica
 Benefícios do etanol
 Benetti (2008), coloca que o Brasil tem vantagens
tecnológicas, tanto pelo ...
Metodologia do projeto
 Procedimentos:
 Projeto de caráter exploratório, tratando-se de uma
pesquisa bibliográfica, como...
Metodologia do projeto
 Quanto aos procedimentos, dar-se relevância a
pesquisa teórica, já que possui o objetivo de ampli...
Apresentação de dados
Apresentação de dados
Apresentação de dados
Análise de resultados
 De acordo com o dados apresentados, pode-
se concluir que o Brasil tem todo potencial
para voltar ...
Análise de resultados
 Ainda de acordo com os dados, verifica-se
que são grandes as vantagens que o Brasil
pode adquirir ...
Análise de resultados
 Além disto, outra vantagem econômica que o
Brasil pode ter vem das vendas com crédito
de carbono.
...
Considerações finais
 Com este trabalho conseguimos demonstrar
que o Brasil tem a oportunidade, com etanol,
de reduzir su...
Obrigado!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Etanol um estudo sobre a producao de etanol no brasil de 1996 a 2006 analise do desempenho dificuldades imapcto na economia e perspectivas

602 visualizações

Publicada em

Apresentação de defesa de monografia, com assunto referindo-se a um estudo sobre a produção de etanol no Brasil, de 1996 a 2006.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Etanol um estudo sobre a producao de etanol no brasil de 1996 a 2006 analise do desempenho dificuldades imapcto na economia e perspectivas

  1. 1. ETANOL: UM ESTUDO SOBRE A PRODUÇÃO DE ETANOL NO BRASIL DE 1996 A 2006: ANÁLISE DO DESEMPENHO, DIFICULDADES, IMAPCTO NA ECONOMIA E PERSPECTIVAS. FLÁVIO RAFAEL DE GUSMÃO DO NASICMENTO Orientador: MSc. Djalma Silva Guimarães Júnior
  2. 2. Sumário  Introdução  Problema e objetivos  Justificativa  Estrutura do trabalho  Fundamentação Teórica  Metodologia do Projeto  Apresentação e análise de resultados  Apresentação de dados  Resultados  Considerações finais
  3. 3. Introdução  Problema e objetivos  Problema: Que impactos podem haver na economia, com a substituição da gasolina pelo etanol?  Objetivo geral: Demonstrar que o Brasil, por possuir domínio de toda tecnologia utilizada na cadeia produtiva do etanol, é capaz de reduzir a necessidade do consumo de gasolina de maneira viável, beneficiando-se tanto financeiramente, quanto reduzindo o impacto ambiental causado pelo uso do combustível fóssil.
  4. 4. Introdução  Objetivos específicos:  Fazer um levantamento histórico da produção de etanol no Brasil;  Determinar que investimentos ainda são necessários para que o Brasil passe a colocar o etanol como principal produto carburante a ser utilizado;  Verificar quais vantagens competitivas que colocam o Brasil como principal player na produção de etanol;  Analisar que vantagens econômicas o Brasil pode conseguir ao fazer a opção por um combustível menos poluente.
  5. 5. Fundamentação teórica  Indústria automobilística  Campos (2009), destaca a importância da indústria automobilística desde seu surgimento aos dias atuais;  Wood (1992), demonstra como se deu a evolução histórica desta indústria, principalmente no que cerne aos meios de produção;  A Comissão de Minas e Energia da Câmera dos Deputados (2008), expõe a relação desta indústria com a produção de combustíveis.
  6. 6. Fundamentação teórica  História do etanol  Ozires e Fischetti (2008), demonstram que a busca por um produto que substituísse a gasolina sempre existe desde o início do século XX;  Crises do petróleo e a busca de alternativas  Lins (2004), coloca que o petróleo foi utilizado como principal elemento para produção de energia, desde a revolução industrial até os anos 1970, quando surge o primeiro problema com a escassez do produto.
  7. 7. Fundamentação teórica  Proálcool e suas fases  Ozires e Fischetti (2008), informam que o governo brasileiro criou o Proálcool depois que o país sofreu com o problema da elevação dos preços internacionais do petróleo;  Nitsch (1991), informa que o Proálcool é o maior programa de substituição de combustíveis fósseis por bicombustíveis, mesmo assim depois do governo Sarney, com a redução dos preços internacionais do petróleo, o governo esvaziou o programa.
  8. 8. Fundamentação teórica  Proálcool e suas fases  Xavier, et al. (2010), explicam que só a partir de 2003, os investimentos na produção de etanol voltaram.  Onaga (2012), informa que depois de 2008 o processo de investimentos foi desfeito, e o país que se tornara o maior produtor de etanol no final da primeira década do século XXI, começa a segunda década perdendo espaço como principal player.
  9. 9. Fundamentação teórica  Benefícios do etanol  Benetti (2008), coloca que o Brasil tem vantagens tecnológicas, tanto pelo conhecimento histórico, como também liderança em custos;  Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, divulgada pela revista BiodieselBR em julho de 2005, outra vantagem que o Brasil pode ter é com o mercado de crédito de carbono.
  10. 10. Metodologia do projeto  Procedimentos:  Projeto de caráter exploratório, tratando-se de uma pesquisa bibliográfica, como também tem características de um projeto descritivo, já que observa fatos, analisa-os, classifica-os e interpreta-os, sem intervenção do pesquisador;  Sobre abordagem, classificamos como qualitativo, já corresponde a interpretação de fenômenos e a atribuição de significados que são básicas no processo de pesquisa qualitativa. Onde os dados obtidos serão analisados indutivamente e as informações obtidas não podem ser quantificáveis;
  11. 11. Metodologia do projeto  Quanto aos procedimentos, dar-se relevância a pesquisa teórica, já que possui o objetivo de ampliar generalizações, definir leis mais amplas, estruturar sistemas e modelos teóricos;  A elaboração do texto deu-se a partir de pesquisas realizadas em livros e meios eletrônicos;  Por último, foi realizado um teste econométrico, a matriz de correlação, onde se analisou a relação entre a produção de etanol e vários índices econômicos, tais como: inflação, nível de emprego, valores de exportação e importação e etc.
  12. 12. Apresentação de dados
  13. 13. Apresentação de dados
  14. 14. Apresentação de dados
  15. 15. Análise de resultados  De acordo com o dados apresentados, pode- se concluir que o Brasil tem todo potencial para voltar a se tornar o principal player na produção mundial de etanol, fato que segundo os dados são possíveis pelas vantagens que o país tem, tanto em relação aos custos, quanto a tecnologia que conseguiu desenvolver durante anos de experiência.
  16. 16. Análise de resultados  Ainda de acordo com os dados, verifica-se que são grandes as vantagens que o Brasil pode adquirir com a substituição da gasolina pelo etanol, tanto vantagens econômicas, pois como o produto é totalmente nacional, ajuda a equilibrar as constas nacionais, tendo em vista que aumento da sua utilização reduz a necessidade de o país utilizar o petróleo, produto que ainda hoje pesa bastante na balança comercial.
  17. 17. Análise de resultados  Além disto, outra vantagem econômica que o Brasil pode ter vem das vendas com crédito de carbono.  E outras vantagens que o Brasil pode conseguir são ambientais, pois o país tem deixado de produzir uma quantidade considerada de CO2, além de substituir alguns elementos químicos na queima da gasolina, ajudando a redução no impacto da queima dos combustíveis no aquecimento global e na destruição da camada de ozônio.
  18. 18. Considerações finais  Com este trabalho conseguimos demonstrar que o Brasil tem a oportunidade, com etanol, de reduzir sua dependência de petróleo, tornando-se um dos principais players na produção de um bem renovável, mas no entanto tem ido na contramão dos outros países, onde estes ampliaram investimentos em energia limpa, e o Brasil tem voltado atenções para produção de petróleo do pré- sal.
  19. 19. Obrigado!

×