SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Prevenção da Cárie e o controle
   da progressão da doença




               Flávio Salomão Miranda
Prevenção da Cárie e o controle da
        progressão da doença

Cárie dentária “doença infecciosa”
Transmissibilidade: água, alimentos, saliva
300 espécies microbianas
Sequência colonizadora
Homeostasia Microbiana
Mudança fisiológica
Prevenção da Cárie e o controle da
           progressão da doença
• Papel da saliva:
  – ajuda a manter o pH 6,75- 7,25 temperatura
    entre 35-36°C.
  – Contem glicoproteinas e proteína que atuam
    como fonte de carboidratos.
  – Libera fatores inatos e específicos de defesa
    imunológica.
• ↑ carboidrato = ↑ Crescimento bacteriano
Prevenção da Cárie e o controle da
        progressão da doença

• ↑ Sacarose =↓pH logo inibi crescimento de
  algumas bactérias e seleciona outras
• Sacarore ≈ Glicosiltransferase,
  Frutosiltransferase = maior adesão , estoque
  extracelulares.
• Cada placa tem uma característica
  microbiológica
Prevenção da Cárie e o controle da
         progressão da doença
• O metabolismo bacteriano gera flutuações de
  pH, levando a dissolução e redistribuição
  mineral nas camadas superficiais do dente.
   Limiar para detecção clínica
Perda



                                   Tempo

Ganho
Prevenção da Cárie e o controle da
         progressão da doença

   Limiar para detecção clínica
Perda



                                  Tempo

Ganho
Prevenção da Cárie e o controle da progressão da doença

                            Classe Social


             Educação           Saliva         Renda
                             Fluxo salivar

                       Deposito
                                   Dente
                      Microbiano
                Flúor     pH
                                         Capacidade
                Dieta        Tempo
                                          Tampão
                          Deposito
                         Microbiano Dente
                             pH
         Comportamento                       Conhecimento
                               Saliva
                             Composição
Prevenção da Cárie e o controle da
        progressão da doença
• A taxa de progressão de uma lesão reflete a
  atividade do biofilme.

• As lesões podem aparecer ativas ou
  controladas.
Progressão de Perdas Minerais em relação ao tempo

  Destruição
    Total
 Formação de
   cavidade
    Lesão no
     Esmalte                        Visível
       MO




       MEV
                                     Tempo
Cárie Primária: termo utilizado para diferenciar as lesões
presentes em superfícies não restauradas daquelas que se
desenvolvem adjacentes a restaurações, geralmente
denominadas de cáries recorrentes ou secundárias.

Cárie residual: termo empregado para se referir ao tecido
desmineralizado e infectado que foi deixado no local da
lesão cariosa, previamente à inserção de um material
restaurador
Lesão cariosa ativa: lesão considerada progressiva

Lesão cariosa controlada ou inativa: lesão que pode
ter sido formada há anos e então interrompeu sua
progressão.    ( Lesão cariosa remineralizada ou
crônica)
Lesão de Mancha branca = 1º Sinal de uma lesão
em esmalte (visível). (cuidado com termo lesão
inicial ou incipiente).

Característica Clínica: Mancha branca opaca.
Cárie rampante: múltiplas lesões cariosas ativas
ocorrendo num mesmo paciente. (cárie de
mamadeira, cárie por radiação e cárie por uso de
drogas)
Cárie Oculta: lesões em dentina que não são
detectadas pelo exame visual, porém, estão
extensas e desmineralizadas o suficientes
para serem detectadas pelo exame
radiográfico.
Qual o tempo necessário para que as alterações
no esmalte coberto por placa dental possam ser
detectadas microscopicamente e clinicamente?

Após 1 semana = nenhuma alteração pode ser visualisada
clinicamente. (Micro = dissolução das superfícies dos cristais,
perda de 20 a 100мm)

Após 14 dias = alterações visíveis, mancha esbranquiçada e
opacas. (Micro = aumento da porosidade, perda dos minerais
localizados na porção mais profunda)

Após 3 a 4 semanas = Dissolução mais marcante, maiores
irregularidades, inicio das cavitações.
A parte mais brilhante do esmalte, é a parte
externa, por isso, a lesão inicial torna-se opaca.
•Remoção mecânica/química da placa (higiene
Bucal)
•Modificação química da placa
•Uso de flúor
•Composição da dieta
•Composição e fluxo salivar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alterações do desenvolvimento dentário
Alterações do desenvolvimento dentárioAlterações do desenvolvimento dentário
Alterações do desenvolvimento dentárioRômulo Augusto
 
Nomenclatura e Classificação das Cavidades
Nomenclatura e Classificação das CavidadesNomenclatura e Classificação das Cavidades
Nomenclatura e Classificação das Cavidadesprofguilhermeterra
 
Proteção do complexo dentino-pulpar
Proteção do complexo dentino-pulparProteção do complexo dentino-pulpar
Proteção do complexo dentino-pulparprofguilhermeterra
 
Restaurações em resinas compostas
Restaurações em resinas compostasRestaurações em resinas compostas
Restaurações em resinas compostasprofguilhermeterra
 
Prevenção e doenças bucais
Prevenção e doenças bucais Prevenção e doenças bucais
Prevenção e doenças bucais Rômulo Augusto
 
Principios gerais do preparo cavitário
Principios gerais do preparo cavitárioPrincipios gerais do preparo cavitário
Principios gerais do preparo cavitárioprofcelsoklein
 
Hipomineralização incisivo molar e Hipoplasia de esmalte
Hipomineralização incisivo molar  e Hipoplasia de esmalteHipomineralização incisivo molar  e Hipoplasia de esmalte
Hipomineralização incisivo molar e Hipoplasia de esmalteJuliana Blenda
 
Slides de seminário: Diagnóstico e Classificações das Doenças Periodontais
Slides de seminário: Diagnóstico e Classificações das Doenças PeriodontaisSlides de seminário: Diagnóstico e Classificações das Doenças Periodontais
Slides de seminário: Diagnóstico e Classificações das Doenças PeriodontaisVítor Genaro
 
Anestesia em odontopediatria
Anestesia em odontopediatriaAnestesia em odontopediatria
Anestesia em odontopediatriaGracieleSonobe1
 
Delineamento em prótese parcial removível
Delineamento em prótese parcial removívelDelineamento em prótese parcial removível
Delineamento em prótese parcial removívelLorem Morais
 
Isolamento do Campo Operatório
Isolamento do Campo OperatórioIsolamento do Campo Operatório
Isolamento do Campo Operatórioprofguilhermeterra
 
Materiais dentários em odontopediatria
Materiais dentários em odontopediatriaMateriais dentários em odontopediatria
Materiais dentários em odontopediatriaFlavio Salomao-Miranda
 
Materiais odontologicos
Materiais odontologicosMateriais odontologicos
Materiais odontologicosRegis Valentim
 
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio SalomaoOdontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio SalomaoFlavio Salomao-Miranda
 
Cimento de ionômero de vidro civ
Cimento de ionômero de vidro  civCimento de ionômero de vidro  civ
Cimento de ionômero de vidro civDr.João Calais.:
 

Mais procurados (20)

Alterações do desenvolvimento dentário
Alterações do desenvolvimento dentárioAlterações do desenvolvimento dentário
Alterações do desenvolvimento dentário
 
Nomenclatura e Classificação das Cavidades
Nomenclatura e Classificação das CavidadesNomenclatura e Classificação das Cavidades
Nomenclatura e Classificação das Cavidades
 
Proteção do complexo dentino-pulpar
Proteção do complexo dentino-pulparProteção do complexo dentino-pulpar
Proteção do complexo dentino-pulpar
 
Restaurações em resinas compostas
Restaurações em resinas compostasRestaurações em resinas compostas
Restaurações em resinas compostas
 
Prevenção e doenças bucais
Prevenção e doenças bucais Prevenção e doenças bucais
Prevenção e doenças bucais
 
doença periodontal
doença periodontaldoença periodontal
doença periodontal
 
Principios gerais do preparo cavitário
Principios gerais do preparo cavitárioPrincipios gerais do preparo cavitário
Principios gerais do preparo cavitário
 
Hipomineralização incisivo molar e Hipoplasia de esmalte
Hipomineralização incisivo molar  e Hipoplasia de esmalteHipomineralização incisivo molar  e Hipoplasia de esmalte
Hipomineralização incisivo molar e Hipoplasia de esmalte
 
Slides de seminário: Diagnóstico e Classificações das Doenças Periodontais
Slides de seminário: Diagnóstico e Classificações das Doenças PeriodontaisSlides de seminário: Diagnóstico e Classificações das Doenças Periodontais
Slides de seminário: Diagnóstico e Classificações das Doenças Periodontais
 
Cimento de ionômero de vidro
Cimento de ionômero de vidroCimento de ionômero de vidro
Cimento de ionômero de vidro
 
Anestesia em odontopediatria
Anestesia em odontopediatriaAnestesia em odontopediatria
Anestesia em odontopediatria
 
Delineamento em prótese parcial removível
Delineamento em prótese parcial removívelDelineamento em prótese parcial removível
Delineamento em prótese parcial removível
 
Isolamento do Campo Operatório
Isolamento do Campo OperatórioIsolamento do Campo Operatório
Isolamento do Campo Operatório
 
Materiais dentários em odontopediatria
Materiais dentários em odontopediatriaMateriais dentários em odontopediatria
Materiais dentários em odontopediatria
 
Materiais odontologicos
Materiais odontologicosMateriais odontologicos
Materiais odontologicos
 
Flúor na Odontopediatria
Flúor na OdontopediatriaFlúor na Odontopediatria
Flúor na Odontopediatria
 
Cirurgia Em Odontopediatria
Cirurgia Em OdontopediatriaCirurgia Em Odontopediatria
Cirurgia Em Odontopediatria
 
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio SalomaoOdontopediatria  aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
Odontopediatria aula 1 e 2 - Prof. Flavio Salomao
 
Erupção Dentária
Erupção DentáriaErupção Dentária
Erupção Dentária
 
Cimento de ionômero de vidro civ
Cimento de ionômero de vidro  civCimento de ionômero de vidro  civ
Cimento de ionômero de vidro civ
 

Destaque

Odontologia cariologia
Odontologia   cariologiaOdontologia   cariologia
Odontologia cariologiaCarol Sampaio
 
Posicionamento e oclusão dental
Posicionamento e oclusão dentalPosicionamento e oclusão dental
Posicionamento e oclusão dentalThiara Cerqueira
 
Treinamento cariologia
Treinamento cariologiaTreinamento cariologia
Treinamento cariologiaemanuel
 
Protocolo Clinico de Atendimento de Bebes
Protocolo Clinico de Atendimento de BebesProtocolo Clinico de Atendimento de Bebes
Protocolo Clinico de Atendimento de BebesFlavio Salomao-Miranda
 
Projeto em boca saudavél não entra carie simone helen drumond
Projeto em boca saudavél não entra carie simone helen drumondProjeto em boca saudavél não entra carie simone helen drumond
Projeto em boca saudavél não entra carie simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 

Destaque (7)

Odontologia cariologia
Odontologia   cariologiaOdontologia   cariologia
Odontologia cariologia
 
Posicionamento e oclusão dental
Posicionamento e oclusão dentalPosicionamento e oclusão dental
Posicionamento e oclusão dental
 
Cariologia
CariologiaCariologia
Cariologia
 
Treinamento cariologia
Treinamento cariologiaTreinamento cariologia
Treinamento cariologia
 
Protocolo Clinico de Atendimento de Bebes
Protocolo Clinico de Atendimento de BebesProtocolo Clinico de Atendimento de Bebes
Protocolo Clinico de Atendimento de Bebes
 
Cárie
CárieCárie
Cárie
 
Projeto em boca saudavél não entra carie simone helen drumond
Projeto em boca saudavél não entra carie simone helen drumondProjeto em boca saudavél não entra carie simone helen drumond
Projeto em boca saudavél não entra carie simone helen drumond
 

Semelhante a Cariologia

AULA DE CARIOLOGIA TSB introdução tudo sobre
AULA DE CARIOLOGIA TSB introdução tudo sobreAULA DE CARIOLOGIA TSB introdução tudo sobre
AULA DE CARIOLOGIA TSB introdução tudo sobremaryalouhannedelimao
 
7002060 adequacao-do-meio-bucal-2007
7002060 adequacao-do-meio-bucal-20077002060 adequacao-do-meio-bucal-2007
7002060 adequacao-do-meio-bucal-2007Kamila Domeraska
 
Odontohebiatria
OdontohebiatriaOdontohebiatria
OdontohebiatriaUninove
 
Aula bacterias prevenção.pdf
Aula bacterias prevenção.pdfAula bacterias prevenção.pdf
Aula bacterias prevenção.pdfAllefAquino1
 
A Saliva Cariologia
A Saliva CariologiaA Saliva Cariologia
A Saliva CariologiaBeleza Moda
 
Microorganismo prof Oto
Microorganismo prof OtoMicroorganismo prof Oto
Microorganismo prof OtoOTO SABINO
 
Patologia Bucal - Síndrome de Papillon Lefèvre
Patologia Bucal - Síndrome de Papillon LefèvrePatologia Bucal - Síndrome de Papillon Lefèvre
Patologia Bucal - Síndrome de Papillon LefèvreRauricio Vital Mendes
 
Criecominteressedentstica 111115154555-phpapp02
Criecominteressedentstica 111115154555-phpapp02Criecominteressedentstica 111115154555-phpapp02
Criecominteressedentstica 111115154555-phpapp02Elizangela Zago
 
Microbiologia da cárie
Microbiologia da cárieMicrobiologia da cárie
Microbiologia da cárieOyara Mello
 
Cárie dentaria.ppt
Cárie dentaria.pptCárie dentaria.ppt
Cárie dentaria.pptBasilio4
 
4 cárie e doenças da polpa-analise
4 cárie e doenças da polpa-analise4 cárie e doenças da polpa-analise
4 cárie e doenças da polpa-analiseCristiane Santos
 
Enfermagem dengue, verminose, diarréia e hanseníase
Enfermagem dengue, verminose, diarréia e hanseníaseEnfermagem dengue, verminose, diarréia e hanseníase
Enfermagem dengue, verminose, diarréia e hanseníaseMarcos Otilio
 

Semelhante a Cariologia (17)

Cariologia.pptx
Cariologia.pptxCariologia.pptx
Cariologia.pptx
 
AULA DE CARIOLOGIA TSB introdução tudo sobre
AULA DE CARIOLOGIA TSB introdução tudo sobreAULA DE CARIOLOGIA TSB introdução tudo sobre
AULA DE CARIOLOGIA TSB introdução tudo sobre
 
7002060 adequacao-do-meio-bucal-2007
7002060 adequacao-do-meio-bucal-20077002060 adequacao-do-meio-bucal-2007
7002060 adequacao-do-meio-bucal-2007
 
Odontohebiatria
OdontohebiatriaOdontohebiatria
Odontohebiatria
 
Aula bacterias prevenção.pdf
Aula bacterias prevenção.pdfAula bacterias prevenção.pdf
Aula bacterias prevenção.pdf
 
Saúde bucal
Saúde bucalSaúde bucal
Saúde bucal
 
A Saliva Cariologia
A Saliva CariologiaA Saliva Cariologia
A Saliva Cariologia
 
Microorganismo prof Oto
Microorganismo prof OtoMicroorganismo prof Oto
Microorganismo prof Oto
 
Patologia Bucal - Síndrome de Papillon Lefèvre
Patologia Bucal - Síndrome de Papillon LefèvrePatologia Bucal - Síndrome de Papillon Lefèvre
Patologia Bucal - Síndrome de Papillon Lefèvre
 
Criecominteressedentstica 111115154555-phpapp02
Criecominteressedentstica 111115154555-phpapp02Criecominteressedentstica 111115154555-phpapp02
Criecominteressedentstica 111115154555-phpapp02
 
Microbiologia da cárie
Microbiologia da cárieMicrobiologia da cárie
Microbiologia da cárie
 
Cárie dentaria.ppt
Cárie dentaria.pptCárie dentaria.ppt
Cárie dentaria.ppt
 
4 cárie e doenças da polpa-analise
4 cárie e doenças da polpa-analise4 cárie e doenças da polpa-analise
4 cárie e doenças da polpa-analise
 
cÁRIE E INFILTRANTE RESINOSO.pdf
cÁRIE E INFILTRANTE RESINOSO.pdfcÁRIE E INFILTRANTE RESINOSO.pdf
cÁRIE E INFILTRANTE RESINOSO.pdf
 
Enfermagem dengue, verminose, diarréia e hanseníase
Enfermagem dengue, verminose, diarréia e hanseníaseEnfermagem dengue, verminose, diarréia e hanseníase
Enfermagem dengue, verminose, diarréia e hanseníase
 
bioxtra
bioxtrabioxtra
bioxtra
 
Patogênese da Cárie
Patogênese da CáriePatogênese da Cárie
Patogênese da Cárie
 

Mais de Flavio Salomao-Miranda

Resultadors Sb brasil 2010 - Prof Flávio Salomão-Miranda
Resultadors Sb brasil 2010 - Prof Flávio Salomão-MirandaResultadors Sb brasil 2010 - Prof Flávio Salomão-Miranda
Resultadors Sb brasil 2010 - Prof Flávio Salomão-MirandaFlavio Salomao-Miranda
 
Prescrição medicamentosa em Odontopediatria
Prescrição medicamentosa em OdontopediatriaPrescrição medicamentosa em Odontopediatria
Prescrição medicamentosa em OdontopediatriaFlavio Salomao-Miranda
 
Com qual idade devo levar meu filho ao Dentista ??
Com qual idade devo levar meu filho ao Dentista ??Com qual idade devo levar meu filho ao Dentista ??
Com qual idade devo levar meu filho ao Dentista ??Flavio Salomao-Miranda
 
Livro princípios de sutura em odontologia odontostation@gmail.com
Livro   princípios de sutura em odontologia odontostation@gmail.comLivro   princípios de sutura em odontologia odontostation@gmail.com
Livro princípios de sutura em odontologia odontostation@gmail.comFlavio Salomao-Miranda
 
Evidencias do Uso de Flúor : odontostation@gmail.com
Evidencias do Uso de Flúor : odontostation@gmail.comEvidencias do Uso de Flúor : odontostation@gmail.com
Evidencias do Uso de Flúor : odontostation@gmail.comFlavio Salomao-Miranda
 
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.comResumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.comFlavio Salomao-Miranda
 
Livro:Manual de Periodontia - odontostation@gmail.com
Livro:Manual de Periodontia  - odontostation@gmail.comLivro:Manual de Periodontia  - odontostation@gmail.com
Livro:Manual de Periodontia - odontostation@gmail.comFlavio Salomao-Miranda
 
Livro: Anatomia da Face odontostation@gmail.com
Livro: Anatomia da Face  odontostation@gmail.comLivro: Anatomia da Face  odontostation@gmail.com
Livro: Anatomia da Face odontostation@gmail.comFlavio Salomao-Miranda
 
Livro: ortopedia funcional odontostation@gmail.com
Livro: ortopedia funcional odontostation@gmail.comLivro: ortopedia funcional odontostation@gmail.com
Livro: ortopedia funcional odontostation@gmail.comFlavio Salomao-Miranda
 
LIVRO Análise Estética: odontostation@gmail.com
LIVRO Análise Estética: odontostation@gmail.comLIVRO Análise Estética: odontostation@gmail.com
LIVRO Análise Estética: odontostation@gmail.comFlavio Salomao-Miranda
 
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçaoPrincipais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçaoFlavio Salomao-Miranda
 
Resumão Lei 8080 para provas e concursos Odontostation@gmail.com
Resumão Lei 8080 para provas e concursos Odontostation@gmail.comResumão Lei 8080 para provas e concursos Odontostation@gmail.com
Resumão Lei 8080 para provas e concursos Odontostation@gmail.comFlavio Salomao-Miranda
 

Mais de Flavio Salomao-Miranda (20)

Resultadors Sb brasil 2010 - Prof Flávio Salomão-Miranda
Resultadors Sb brasil 2010 - Prof Flávio Salomão-MirandaResultadors Sb brasil 2010 - Prof Flávio Salomão-Miranda
Resultadors Sb brasil 2010 - Prof Flávio Salomão-Miranda
 
Prescrição medicamentosa em Odontopediatria
Prescrição medicamentosa em OdontopediatriaPrescrição medicamentosa em Odontopediatria
Prescrição medicamentosa em Odontopediatria
 
Com qual idade devo levar meu filho ao Dentista ??
Com qual idade devo levar meu filho ao Dentista ??Com qual idade devo levar meu filho ao Dentista ??
Com qual idade devo levar meu filho ao Dentista ??
 
Materiais Dentários
Materiais DentáriosMateriais Dentários
Materiais Dentários
 
Livro Prótese fixa: odontostation
Livro Prótese fixa:  odontostationLivro Prótese fixa:  odontostation
Livro Prótese fixa: odontostation
 
Livro princípios de sutura em odontologia odontostation@gmail.com
Livro   princípios de sutura em odontologia odontostation@gmail.comLivro   princípios de sutura em odontologia odontostation@gmail.com
Livro princípios de sutura em odontologia odontostation@gmail.com
 
Evidencias do Uso de Flúor : odontostation@gmail.com
Evidencias do Uso de Flúor : odontostation@gmail.comEvidencias do Uso de Flúor : odontostation@gmail.com
Evidencias do Uso de Flúor : odontostation@gmail.com
 
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.comResumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
Resumo anatomia dentaria: odontostation@gmail.com
 
Livro:Manual de Periodontia - odontostation@gmail.com
Livro:Manual de Periodontia  - odontostation@gmail.comLivro:Manual de Periodontia  - odontostation@gmail.com
Livro:Manual de Periodontia - odontostation@gmail.com
 
Livro: Anatomia do dente
Livro: Anatomia do dente Livro: Anatomia do dente
Livro: Anatomia do dente
 
Livro: Anatomia da Face odontostation@gmail.com
Livro: Anatomia da Face  odontostation@gmail.comLivro: Anatomia da Face  odontostation@gmail.com
Livro: Anatomia da Face odontostation@gmail.com
 
Livro: ortopedia funcional odontostation@gmail.com
Livro: ortopedia funcional odontostation@gmail.comLivro: ortopedia funcional odontostation@gmail.com
Livro: ortopedia funcional odontostation@gmail.com
 
Livro de endodontia
Livro de endodontiaLivro de endodontia
Livro de endodontia
 
LIVRO Análise Estética: odontostation@gmail.com
LIVRO Análise Estética: odontostation@gmail.comLIVRO Análise Estética: odontostation@gmail.com
LIVRO Análise Estética: odontostation@gmail.com
 
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçaoPrincipais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
 
Resumão Lei 8080 para provas e concursos Odontostation@gmail.com
Resumão Lei 8080 para provas e concursos Odontostation@gmail.comResumão Lei 8080 para provas e concursos Odontostation@gmail.com
Resumão Lei 8080 para provas e concursos Odontostation@gmail.com
 
Sistema unico de Saúde
Sistema unico de SaúdeSistema unico de Saúde
Sistema unico de Saúde
 
Sus de a a z
Sus de a a zSus de a a z
Sus de a a z
 
Cartilha entendendo o sus
Cartilha entendendo o susCartilha entendendo o sus
Cartilha entendendo o sus
 
Paralisia cerebral em Odontologia
Paralisia cerebral em OdontologiaParalisia cerebral em Odontologia
Paralisia cerebral em Odontologia
 

Cariologia

  • 1. Prevenção da Cárie e o controle da progressão da doença Flávio Salomão Miranda
  • 2. Prevenção da Cárie e o controle da progressão da doença Cárie dentária “doença infecciosa” Transmissibilidade: água, alimentos, saliva 300 espécies microbianas Sequência colonizadora Homeostasia Microbiana Mudança fisiológica
  • 3. Prevenção da Cárie e o controle da progressão da doença • Papel da saliva: – ajuda a manter o pH 6,75- 7,25 temperatura entre 35-36°C. – Contem glicoproteinas e proteína que atuam como fonte de carboidratos. – Libera fatores inatos e específicos de defesa imunológica. • ↑ carboidrato = ↑ Crescimento bacteriano
  • 4. Prevenção da Cárie e o controle da progressão da doença • ↑ Sacarose =↓pH logo inibi crescimento de algumas bactérias e seleciona outras • Sacarore ≈ Glicosiltransferase, Frutosiltransferase = maior adesão , estoque extracelulares. • Cada placa tem uma característica microbiológica
  • 5. Prevenção da Cárie e o controle da progressão da doença • O metabolismo bacteriano gera flutuações de pH, levando a dissolução e redistribuição mineral nas camadas superficiais do dente. Limiar para detecção clínica Perda Tempo Ganho
  • 6. Prevenção da Cárie e o controle da progressão da doença Limiar para detecção clínica Perda Tempo Ganho
  • 7.
  • 8. Prevenção da Cárie e o controle da progressão da doença Classe Social Educação Saliva Renda Fluxo salivar Deposito Dente Microbiano Flúor pH Capacidade Dieta Tempo Tampão Deposito Microbiano Dente pH Comportamento Conhecimento Saliva Composição
  • 9. Prevenção da Cárie e o controle da progressão da doença • A taxa de progressão de uma lesão reflete a atividade do biofilme. • As lesões podem aparecer ativas ou controladas.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13. Progressão de Perdas Minerais em relação ao tempo Destruição Total Formação de cavidade Lesão no Esmalte Visível MO MEV Tempo
  • 14.
  • 15. Cárie Primária: termo utilizado para diferenciar as lesões presentes em superfícies não restauradas daquelas que se desenvolvem adjacentes a restaurações, geralmente denominadas de cáries recorrentes ou secundárias. Cárie residual: termo empregado para se referir ao tecido desmineralizado e infectado que foi deixado no local da lesão cariosa, previamente à inserção de um material restaurador
  • 16. Lesão cariosa ativa: lesão considerada progressiva Lesão cariosa controlada ou inativa: lesão que pode ter sido formada há anos e então interrompeu sua progressão. ( Lesão cariosa remineralizada ou crônica)
  • 17. Lesão de Mancha branca = 1º Sinal de uma lesão em esmalte (visível). (cuidado com termo lesão inicial ou incipiente). Característica Clínica: Mancha branca opaca.
  • 18. Cárie rampante: múltiplas lesões cariosas ativas ocorrendo num mesmo paciente. (cárie de mamadeira, cárie por radiação e cárie por uso de drogas)
  • 19. Cárie Oculta: lesões em dentina que não são detectadas pelo exame visual, porém, estão extensas e desmineralizadas o suficientes para serem detectadas pelo exame radiográfico.
  • 20. Qual o tempo necessário para que as alterações no esmalte coberto por placa dental possam ser detectadas microscopicamente e clinicamente? Após 1 semana = nenhuma alteração pode ser visualisada clinicamente. (Micro = dissolução das superfícies dos cristais, perda de 20 a 100мm) Após 14 dias = alterações visíveis, mancha esbranquiçada e opacas. (Micro = aumento da porosidade, perda dos minerais localizados na porção mais profunda) Após 3 a 4 semanas = Dissolução mais marcante, maiores irregularidades, inicio das cavitações.
  • 21. A parte mais brilhante do esmalte, é a parte externa, por isso, a lesão inicial torna-se opaca.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26. •Remoção mecânica/química da placa (higiene Bucal) •Modificação química da placa •Uso de flúor •Composição da dieta •Composição e fluxo salivar