Unidade Santa Cruz
Curso Técnico em
Enfermagem
Rio de Janeiro, 08 de
julho de 2013
Análise do filme “K-PAX” para
a matéria...
O personagem Prot é um homem
misterioso, que diz continuamente ter
vindo do planeta K-PAX, distante 1000
anos-luz da Terra...
O transtorno dissociativo de identidade,
originalmente denominado transtorno de
múltiplas personalidades, conhecido
popula...
• Pacientes geralmente demonstram uma grande variedade de
sintomas que podem remeter a outros transtornos neurológicos
e p...
• Quanto às causas ou origens subjetivas para desencadeamento
do transtorno de dupla personalidade encontramos uma
dissoci...
• Critério A
A característica essencial do Transtorno Dissociativo de Identidade
(anteriormente chamado de Transtorno de P...
O tratamento geralmente inclui uma combinação dos seguintes métodos:
• Psicoterapia: utiliza técnicas psicológicas designa...
No caso do filme é feita a regressão para que por meio da
hipnose Prot conte o que aconteceu de tão traumatizante em
seu p...
Assistência de enfermagem
- Manter postura firme, única, e corrente com a equipe;
- Rever conceitos, preconceitos e julgam...
• PROJEÇÃO: Atribui seus impulsos a outra pessoa, mecanismo
de defesa no qual os atributos pessoais de determinado
indivíd...
• RACIONALIZAÇÃO: Tenta
desculpar o inaceitável com
razões lógicas, É uma forma de
aceitar a pressão do superego,
de disfa...
• SUBLIMAÇÃO: Canaliza os
impulsos para uma postura útil,
consistiu adoção (assumir) de um
interesse ou de um
comportament...
Transtorno dissociativo de identidade é uma doença grave e
crônica, que raramente se resolve espontaneamente.
Psicoterapia...
“Grande parte de nós é uma personalidade
dupla, que habita num único corpo. E a mais
atuante de nossas duas pessoas é just...
• Transtorno de Personalidade. Disponível em:
https://sites.google.com/site/breccio/transtornodapersonalidade
doadulto. Ac...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

K-PAX - Análise Psicológica

6.700 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina

K-PAX - Análise Psicológica

  1. 1. Unidade Santa Cruz Curso Técnico em Enfermagem Rio de Janeiro, 08 de julho de 2013 Análise do filme “K-PAX” para a matéria de Saúde Mental, ministrada pelo professor Thiago Wilson. Turma: 3102 Alunos: Andrelle , Caroline, Dayane, Esther, Flávia, Franciely, Izabelle, Jecyca, John, Leticia, Nubia, Rayza, Thais,
  2. 2. O personagem Prot é um homem misterioso, que diz continuamente ter vindo do planeta K-PAX, distante 1000 anos-luz da Terra, na constelação de Lira. Por causa disso, ele é internado em um hospício, onde conhece o Dr. Mark Powell, um psiquiatra disposto a provar que Prot na verdade sofre de um grave distúrbio de personalidade. Mas as descrições de Prot sobre como é a vida em seu planeta acabam encantando os demais pacientes do hospício, fazendo com que queiram ir com ele quando lhes diz que está próximo o dia em que deverá retornar.
  3. 3. O transtorno dissociativo de identidade, originalmente denominado transtorno de múltiplas personalidades, conhecido popularmente como dupla personalidade, é uma condição mental onde um único indivíduo demonstra características de duas ou mais personalidades ou identidades distintas, cada uma com sua maneira de perceber e interagir com o meio. O pressuposto é que ao menos duas personalidades podem rotineiramente tomar o controle do comportamento do indivíduo. O critério de diagnóstico também leva em consideração perdas de memória associadas, geralmente descritas como O Personagem possui duas personalidades: Prot e Robert.
  4. 4. • Pacientes geralmente demonstram uma grande variedade de sintomas que podem remeter a outros transtornos neurológicos e psiquiátricos, como transtornos de ansiedade, personalidade, humor ou esquizofrenia. • Outros sintomas podem incluir: Despersonalização que se refere a sentir-se irreal, removido de si próprio e desconectado do processo físico e mental do "eu"; o paciente sentir-se como um espectador ou observador de sua vida e pode enxergar a si próprio como se estivesse assistindo a um filme; desrealização — que se refere à percepção de pessoas familiares como se elas fossem estranhas ou mesmo irreais.
  5. 5. • Quanto às causas ou origens subjetivas para desencadeamento do transtorno de dupla personalidade encontramos uma dissociação anormal da consciência, ou um mecanismo de defesa resultante de agressões e abusos físicos, sexuais ou psíquicos, responsável pelo encadeamento das emersões- imersões das múltiplas personalidades. • “Prot” sofreu um forte trauma ao chegar do trabalho e encontrar sua esposa e filha mortas dentro de casa. Com isso, assumiu um comportamento dissociativo, onde separou partes importantes de sua vida e personalidade.
  6. 6. • Critério A A característica essencial do Transtorno Dissociativo de Identidade (anteriormente chamado de Transtorno de Personalidade Múltipla) é a presença de duas ou mais identidades ou estados de personalidade distintos. • Critério B Pelo menos duas dessas identidades ou estados de personalidade assumem recorrentemente o controle do comportamento da pessoa. • Critério C Existe uma incapacidade de recordar informações pessoais importantes, cuja extensão é demasiadamente abrangente para ser explicada pelo esquecimento normal. • Critério D A perturbação não se deve aos efeitos fisiológicos diretos de uma substância ou de uma condição médica geral. Em crianças, os sintomas não podem ser atribuídos a companheiros imaginários ou a outros jogos de fantasia.
  7. 7. O tratamento geralmente inclui uma combinação dos seguintes métodos: • Psicoterapia: utiliza técnicas psicológicas designadas para encorajar a comunicação dos conflitos e suas possíveis soluções; • Terapia cognitiva: foca na mudança de padrões de pensamento disfuncionais; • Medicação: embora não exista medicação específica, o paciente pode sofrer de depressão ou ansiedade, que podem ser tratados; • Terapia familiar: ajuda a educar a família sobre o transtorno e as suas causas, bem como a reconhecer os sintomas. • Arte terapia ou musicoterapia: permite ao paciente explorar e expressar seus pensamentos e sentimentos de forma criativa e segura; • Hipnoterapia: utiliza relaxamento intenso, concentração e atenção focada para obter um estado alterado de consciência; • Terapia behaviorista: envolve a obrigação do paciente a responder a um único nome, recusando-se qualquer conversação com o paciente se ele é de outro sexo, idade, ou qualquer outra diferença da pessoa inicialmente apresentada. À medida que o paciente começa a responder mais consistentemente a um determinado nome, falando na primeira pessoa, uma terapia mais tradicional para o trauma pode ter início.
  8. 8. No caso do filme é feita a regressão para que por meio da hipnose Prot conte o que aconteceu de tão traumatizante em seu passado.
  9. 9. Assistência de enfermagem - Manter postura firme, única, e corrente com a equipe; - Rever conceitos, preconceitos e julgamento que possam interferir na assistência; - Orientar família em relação ao tratamento; - Se necessário administrar os medicamentos previamente prescritos.
  10. 10. • PROJEÇÃO: Atribui seus impulsos a outra pessoa, mecanismo de defesa no qual os atributos pessoais de determinado indivíduo, sejam pensamentos inaceitáveis ou indesejados, sejam emoções de qualquer espécie, são atribuídos a outra(s) pessoa(s). • INTELECTUALIZAÇÃO: Evita emoções através da razão. O indivíduo lida com o conflito emocional ou estressores internos ou externos mediante o uso excessivo do pensamento abstrato ou de generalizações para controlar ou minimizar sentimentos perturbadores. • ISOLAMENTO: Separa a lembrança da emoção associada a ela. Isolamento é um mecanismo de defesa descrito por Freud, que consiste em isolar, isto é, em separar um pensamento ou uma ação do seu contexto geral. Prot isolou as partes da situação
  11. 11. • RACIONALIZAÇÃO: Tenta desculpar o inaceitável com razões lógicas, É uma forma de aceitar a pressão do superego, de disfarçar os verdadeiros motivos e de tornar o inaceitável mais aceitável. Enquanto obstáculo ao crescimento, a racionalização impede a pessoa de aceitar e de trabalhar com as forças motivadoras genuínas, apesar de menos recomendáveis. Prot se utiliza da lógica para explicar o “inexplicável”, usa seus
  12. 12. • SUBLIMAÇÃO: Canaliza os impulsos para uma postura útil, consistiu adoção (assumir) de um interesse ou de um comportamento que possa enaltecer comportamentos que são instintivos de raiz. O personagem tenta ajudar seu médico a ter uma boa relação com seu filho e o aconselha a aproveitar o máximo de tempo com a família.
  13. 13. Transtorno dissociativo de identidade é uma doença grave e crônica, que raramente se resolve espontaneamente. Psicoterapia é normalmente necessário a longo prazo com hospitalizações ocasionais para comportamento disruptivo ou sintomas graves. Apesar de um retorno ao emprego de equilíbrio é possível, é mais difícil em aqueles cujos sintomas permanecem significativos. O suicídio é um risco na doença. Após Prot, a segunda personalidade de Robert, “ir embora” ele fica em um estado catatônico. (A Catatonia é uma perturbação do comportamento motor que pode ter tanto uma causa psicológica ou neurológica. A sua forma mais conhecida envolve uma posição rígida e imóvel que pode durar horas, dias ou semanas)
  14. 14. “Grande parte de nós é uma personalidade dupla, que habita num único corpo. E a mais atuante de nossas duas pessoas é justamente aquela que costumeiramente negamos existir!” Reinaldo Ribeiro - O Poeta do Amor
  15. 15. • Transtorno de Personalidade. Disponível em: https://sites.google.com/site/breccio/transtornodapersonalidade doadulto. Acesso em: 04/07/13. • K PAX PSICO-ANÁLISE DE ROBERT PORTER. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/4808160/K-PAX-PSICOANALISE- DE-ROBERT-PORTER. Acesso em: 03/07/13. • Cecília Vieira. Análise Socio-psicológica do Filme K-PAX. Disponível em: http://www.zemoleza.com.br/carreiras/18903- analise-socio-psicologica-do-filme-k-pax.html. Acesso em: 03/07/13. • Análise do filme K-PAX. Disponível em: http://kratspsique.blogspot.com.br/2011/03/analise-do-filme-k- pax.html. acesso em: 03/07/13.

×