Radioatividade

857 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Radioatividade

  1. 1. Profª Msc. Flávia Vasconcelos
  2. 2. RADIAÇÕES
  3. 3. FOSFORECÊNCIA FLUORESCÊNCIA QUIMIOLUMINESCÊNCIA
  4. 4. ÁTOMO
  5. 5. ÁTOMOS RADIOATIVOS
  6. 6. Átomos e suas radiações α β- γ β+ Comprimento de onda baixo → radiação muito energética
  7. 7. REAÇÕES NUCLEARES Fissão Nuclear Ocorre a partir da quebra de núcleos atômicos através de bombardeamento com nêutrons.
  8. 8. REAÇÕES NUCLEARES Fusão Nuclear Ocorre a partir da junção de dois núcleos atômicos.
  9. 9. Exposição – É o Dose  AtividadeMedidas radioativas  Dose Absorvida Equivalente grandezade número média Energia que Para uma mesma caracteriza o feixe desintegrações cedida pela dose absorvida, de raios-X de seus nucleares e gama radiação o efeito entretanto ebiológico poderá átomosapor mede ionizante na quantidade de unidadepor matéria de ser maior ou carga elétrica tempo. Sua massa menor, unidade de dependendo do produzidadiminui atividade por dessa matéria. para demetade do tipo a radiação. ionização do ar. Calculada valor anterior  Externa quando se após cada meia-  Interna a dose multiplica vida física. um absorvida por fator numérico
  10. 10. RADIAÇÃO NATURAL Raios Cósmicos Radiação terrestre  Potássio-40 (Banana)  Urânio – 238 (Uraninita, Torianita)  Chumbo – 210 (Peixes e mariscos)  Polônio – 210 (Peixes e mariscos)  Rádio – 226 (Oriundo do decaimento do urânio)  Radônio – 226 (Gás presente em rochas e no solo)
  11. 11. MEIA-VIDA Séries radioativas naturais.  Se estabilizam no átomo de chumbo.
  12. 12. APLICAÇÕES Produção de Radiofármacos; Gamagrafia; Irradiação de alimentos; Esterilização de material hospitalar; Radioterapia;
  13. 13. ENERGIA NUCLEAR
  14. 14. Enriquecimento de UrânioUrânio-238 éenriquecido a Urãnio-235
  15. 15. USINA NUCLEAR
  16. 16. USINA NUCLEAR VANTAGENS DESVANTAGENS Não contribui para o efeito de estufa É preciso armazenar o resíduo nuclear em locais isolados e protegidos Não emite gases poluentes Necessidade de isolar a central após o seu encerramento Utiliza pequenas áreas de terreno: a É mais cara quando comparada às demaiscentral requer pequenos espaços para sua fontes de energia alternativa no país. instalação;Grande disponibilidade de combustível Os resíduos produzidos emitem radioações durante muitos anosÉ a fonte mais concentrada de geração de Pode interferir com ecossistemas; energia O risco de transporte do combustível é Grande risco de acidente na central menor quando comparado ao gás e ao nuclear. óleo das termoelétricas
  17. 17. ACIDENTES
  18. 18. Japão
  19. 19.  Vídeo sobre usina nuclear – Fantástico 20/03/2011
  20. 20. CONSEQUÊNCIAS AO HOMEM Efeitos somáticos agudos - resultado de uma alta dose de radiação recebida em um tempo pequeno e aparecem no organismo do indivíduo em um intervalo curto de tempo (horas, dias ou semanas).  A pele fica com a aparência de ter sofrido uma queimadura intensa.  Podem ocorrer sinais e sintomas, dependendo da intensidade da radiação pode provocar vômitos até a morte. Os efeitos somáticos tardios ocorrem devido a doses baixas, mas que ocorrem por um longo tempo. Esses efeitos também são decorrentes de dose altas, mas não letais, de radiação.  Um dos efeitos somáticos tardios é o aparecimento de câncer.
  21. 21. PRECUAÇÕES Não se expor ao Sol entre 10 hs da manhã até às 16 hs. Não ter contato direto com a fonte radioativa. Em acidentes nucleares, não consumir alimentos ou água que foram expostos a radiação. Ingerir Iodo (distribuído pelo governo) devido a absorção pela tireóide. Realizar exames periódicos para detecção da radiação no corpo (trabalhadores e técnicos)
  22. 22. OBRIGADA!!www.formspring.me/flaviaquimica

×