Defesa de estágio curricular obrigatório I

663 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
663
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Defesa de estágio curricular obrigatório I

  1. 1. Estágio Curricular Obrigatório I Curso Superior de Licenciatura em Química- 5º semestre Acadêmica: Flávia Moura de Freitas Professor Orientador: Mateus Granada MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA – CAMPUS ALEGRETE 113 de setembro de 2013
  2. 2. SUMÁRIO • Introdução • Desenvolvimento – Estágio – Escola; – Ensino Fundamental; – Professor; – Turma; – Relação Professor-Aluno; • Considerações Finais 2
  3. 3. INTRODUÇÃO • Estágio obrigatório; Artigo 61 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n°. 9394/96) • Formação docente; • Prática docente; • Ensino em Ciências; 3
  4. 4. DESENVOLVIMENTO Estágio • Estágio Obrigatório I – Observação; • Início: 7/6/13 • Término: 2/8/13 • Carga horária total: 15 horas • Professora regente: Eliane Fontana Piffero • Aulas: Terça-feira (2 períodos) e Sexta-feira (2 períodos) 4
  5. 5. Escola • Colégio Estadual Emílio Zuñeda • Fundada em 1956 – 2 de maio. • Filosofia: “Educar com liberdade, igualdade e humanismo.” 5
  6. 6. • Direção: Prof: Valdoir Dutra Lira • Níveis e modalidades de ensino: Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Educação para Jovens e Adultos e Cursos Técnicos (Administração e Contabilidade). • 85 docentes • 24 funcionários • 1700 alunos 6
  7. 7. 7
  8. 8. 8
  9. 9. 9
  10. 10. 10
  11. 11. 11
  12. 12. 12
  13. 13. 13
  14. 14. Ensino Fundamental LDBEN – nº 9.394. (20/12/96) • Art. 4º. O dever do Estado com a educação escolar pública será efetivado mediante a garantia de: I- ensino fundamental, obrigatório e gratuito, inclusive para os que a ele não tiveram acesso na idade própria; • Espera-se que ao final do Ensino Fundamental, os alunos possam ter a dimensão sobre a realidade onde vivem, possam ter condições de confrontá-la e relacioná-las com outros contextos, e por conseguinte, consigam fazer suas escolhas e estabelecer critérios para orientar as suas ações. (MAIA, SCHEIBEL e URBAN, p. 239) 14
  15. 15. Professor • Formação: Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas. • Especialização: Educação Ambiental • Mestrado: Docência Universitária em Buenos Aires. • 13 anos de docência em escolas públicas e privadas. • Artigo 61 da Lei 9394/96, estabelece que defendendo os objetivos de cada nível e modalidade de ensino na formação do educando deve estar baseada na: associação entre teorias e práticas, inclusive mediante a capacitação em serviço; e o aproveitamento da formação e experiências anteriores em instituições de ensino e outras atividades.” (PILLETI, 2009) 15
  16. 16. • O processo de ensino é uma atividade conjunta de professores e alunos, organizado sob a direção do professor, com a finalidade de prover as condições e meios pelos quais os alunos assimilam ativamente conhecimentos, habilidades, atitudes e convicções. (Libâneo, 1994, p. 29) • Metodologia: aulas expositivo-dialogadas, conexões com o cotidiano, tic’s, livro didático. • Avalição: conceito em sala de aula, realização de atividades em sala de aula, trabalhos (individuais ou grupos), projetos da escola, provas. • Hoffmann (2010, p.15) “a avaliação é essencial à educação. Inerente e indissociável enquanto concebida como problematização, questionamento, reflexão sobre a ação.” 16
  17. 17. Turma 83 • 38 alunos matriculados. • 29 alunos frequentes em aula. • Alunos de outras escolas. • Faixa etária de 13 a 16 anos. • Agitação, utilização de aparelhos celulares, conversa paralela em aula. 17
  18. 18. Relação Professor-Aluno • Bom relacionamento. • “O professor não apenas transmite uma informação ou faz perguntas, mas também ouve os alunos. Deve dar-lhes atenção e cuidar para que aprendam a expressar-se, a expor opiniões e dar respostar.” (LIBÂNEO, 1994, p. 250) 18
  19. 19. CONSIDERAÇÕES FINAIS • Primeiro contato em âmbito escolar. • Desafio do papel docente. • Diversificação de alunos. • Formação de um profissional docente completo. 19
  20. 20. “Bons professores são inestimáveis. Eles inspiram e entretêm, e você acaba aprendendo muita coisa mesmo sem se dar conta disso.” - Trecho do livro “Querido John” Obrigada! 20

×