Seminários em Fitopatologia II - Gabriel Caixeta Cardoso

1.545 visualizações

Publicada em

Edelstein, M., Cohen, R., Burger, Y., Shriber, S., Pivonia, S., and Shtienberg, D. 1999. Integrated management of sudden wilt in melons, caused by Monosporascus cannonballus, using grafting and reduced rates of methyl bromide. Plant Dis. 83:1142-1145.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.545
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.153
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminários em Fitopatologia II - Gabriel Caixeta Cardoso

  1. 1. Manejo Integrado da murcha-súbita-do- melão causada por Monosporascus cannonballus, utilizando-se enxertia e reduções de taxas de aplicação do Brometo de metila no solo Instituto Federal Goiano Campus Urutaí. Curso de Agronomia Disciplina de Fitopatologia Apresentador: Gabriel C. Cardoso M.Edelstein,R.Cohen,Y.Burger,andS.Shriber.Pivonia,S.,eShtienberg,D. IntegratedManagementofSuddenWiltinMelons,CausedbyMonosporascuscannonballus,UsingGraftingandReducedRatesofMethylBromide.PlantDisease,Vol.83,pág1142-1145,1999. 1
  2. 2. 2
  3. 3. Introdução Murchasúbitademelões(Cucumismelo), tambémconhecidocomocolapsodomelãooudeclíniovideira,éumproblemamundial, principalmenteemregiõesáridasesemi-áridas; Asíndromedamurchasúbitaécaracterizadopelamurcharápidadeplantascomfrutosmadurosepodemresultarnaperdatotaldasafra. 3
  4. 4. Introdução Testesdepatogenicidaderealizadosem1995e1996sugeriuqueofungomaisagressivoenvolvidonasíndromemurcharepentinademelõesnoAravaValedo suldeIsraeléM.cannonballus; MelõesemelanciasenxertadassobreCucurbitaspp,porta-enxertosparacombaterdoençassãocomunsemváriasregiõesdabaciadoMediterrâneoenosudestedaÁsia; 4
  5. 5. Introdução DesinfestaçãodosoloporfumigaçãocombrometodemetilaéotratamentomaiscomumusadonoAravaparacontrolarestadoença. Noentanto,brometodemetilaéesperadoparaserbanidodousoemtodoomundonospróximos5a10anos,aindaemcrescimentomelõessembrometodemetilaéimpossível. Portanto,medidasalternativasparaagestãodadoençasãourgentementenecessários. 5
  6. 6. Objetivo Oobjetivodopresenteestudo,foiavaliarotratamentodeváriosCucurbitaspp,queforamobservadoscomoumafontepotencialdeporta- enxertoparaaenxertia,eaeficáciadoenxertoepré-plantacomfumigaçãodesolocombrometodemetilaemtaxasreduzidas,exclusivamenteouemcombinação,assimforamestudados. 6
  7. 7. Materiais e Métodos  EnxertiaemCucurbitasp,porta-enxertos; Foramsemeadasembandejasdemudas; Asplantasforamcultivadasnumaestufadeambientecontroladoa25e20°Cdediaenoite, respectivamente. Asplantasforamenxertadasnoestádiodeduasfolhas,folhasverdadeirasdosporta-enxertosforamremovidoscomumalâmina; 7
  8. 8. Materiais e Métodos Plantasenxertadasforamtransferidosparaumacâmaradenebulização(>95%deumidaderelativa) por8dias,apósoqualaumidaderelativadoarfoireduzidagradualmenteparaaaclimatação; Arespostadeoitoporta-enxertospertencentesadiferentesespéciesdeCucurbitaparamurchasúbitaforamavaliadosemtrêsensaiosdecampo, realizadosemcamposinfestadosnaturalmentecomM.cannonballus; 8
  9. 9. Materiais e Métodos Haviaquatrorepetiçõesportratamento(portaenxertos)eosexperimentosforamdispostosemumdelineamentoemblocoscasualizados; OsdoisprimeirosexperimentosforamrealizadosnoOutonode1995,naEstaçãoExperimentaldoZoharemTamar(nortedeArava)eoutroemumcampoorgânicoemYahav(CentraldeArava).Meloeirosuscetívelforamtransplantadasem12desetembro. Espaçamentoentrelinhaerade50cm.Cadaparcelaexperimentalfoide3,5mdecomprimentoeconsistiaemsetetransplantes. 9
  10. 10. Materiais e Métodos O terceiro experimento foi conduzido na Yahavna época de colheita primavera de 1996, no mesmo lote utilizado para o experimento de outono. As plantas foram transplantadas em 27 de janeiro. Os resultados foram analisados estatisticamente pelo testes de análise de variância ANOVA. Os dados de incidência da doença foram transformados usando arcsinfunção antes de análises. Quando os valores foram significativas a p> 0,05, as diferenças entre os tratamentos foram determinadas pelo teste protegido diferença mínima significativa (DMS) de Fisher. 10
  11. 11. Resultados e Discussão 11
  12. 12. Resultados e Discussão 12
  13. 13. Resultados e Discussão 13
  14. 14. Conclusão Cultivodehortaliçasenxertadas,incluindocucurbitáceas,éummétodocomumutilizadonoJapão, CoréiadoSul,enaBaciadoMediterrânio,ealgunspaísesdaEuropa; Apropósitodecrescermelõesenxertadaséprincipalmenteparacontrolarafusariose; 14
  15. 15. Conclusão Emgeral,osresultadosobtidosnesteestudosugeremqueoenxertoéumamedidaeficazcontramelãosúbitamurcha. Incidênciadamurchafoisignificativamentereduzida(de63a100%)emquatrodoscincoexperimentos.Noentanto,numaexperiência('EnYahav,Outonode1995),ondeapressãodadoençaeramuitoalta,murchaincidêncianasplantasenxertadasnãodiferiramsignificativamente(reduçãode35%). 15
  16. 16. Conclusões Aconclusãogeraléqueastaxasreduzidasdebrometodemetiloeenxertopodeserusadocomomedidasalternativasàaplicaçãodetaxacompletadebrometodemetilo.Alémdisso,aaplicaçãopós- plantiodafluazinamfungicida,quefoiencontradoeficazcontraMonosporascussudden,podemsercombinado. Nesteintegraçãoestudodeduasmedidasdecontrolefoitestado:enxertiaepré-plantiotratamentoscombrometodemetiloaumataxareduzida.Integraçãodasduasmedidasdecontrolefornecidoumasoluçãoadequadaeconfiávelparamurcharepentinademelão. 16
  17. 17. Literatura Citada 17

×