Diário de Saída de Campo Cristalina
realizada dia 26 de março de 2014
por Milton Lima
Lavoura de Cebola
Lavoura de Cebola
Lavoura de Cebola
Lavradores arrancando plantas daninhas e alho da cultura anterior de Lavoura de Cebola
Pivô de Lavoura de Cebola
Muda de cebola com sintoma de fitotoxidez de herbicida
Muda de cebola com sintoma de fitotoxidez de herbicida
Muda de cebola com sintoma de fitotoxidez de herbicida
Muda de cebola com sintoma de fitotoxidez de herbicida
Falhas no plantio
Raiz de cebola com sintoma de nematóide das galhas – Meloidogyne sp.
Raiz de cebola com sintoma de nematóide das galhas – Meloidogyne sp.
Sintoma de fitotoxidez de herbicida em cebola
Planta daninha exótica introduzida juntamente com sementes de cebola importada. Dificuldade de controle por herbicidas
Planta daninha exótica introduzida juntamente com sementes de cebola importada. Dificuldade de controle por herbicidas
Planta daninha exótica introduzida juntamente com sementes de cebola importada. Dificuldade de controle por herbicidas
Equipamento utilizado para quimigação e aplicação de produtos via pivô central.
Lavoura de cebola
Cebola e planta daninha exótica
Lavoura de cebola
Lavoura de cebola
Antracnose do café – Colletotrichum coffeicola
Sintomas em café
Ferrugem – Hemileia vastatrix
Lesão de bicho mineiro
Café
Larvas do bicho mineiro
Café
Larvas do bicho mineiro
Café
Larvas do bicho mineiro
Carvão do braquiarão – Panicum maximum – fungo Tilletia ayresii
Galha
Carvão do braquiarão – Panicum maximum – fungo Tilletia ayresii
Galha
Carvão do braquiarão – Panicum maximum – fungo Tilletia ayresii
Galha
Dia 27 de março de 2014 089
Alga (Cephaleurus sp.) – em abacate - doenças causada por um não patógeno
Alga (Cephaleurus sp.) – em abacate - doenças causada por um não patógeno
Antracnose da cana – Colletotrichum falcatum
Antracnose da cana – Colletotrichum falcatum
Antracnose da cana –
Colletotrichum falcatum
Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
Galpão de processamento do alho
Galpão de processamento do alho
Galpão de processamento do alho
Medida de vigor do alho “semente” – IVD.
Medida de vigor do alho “semente” - IVD
Tabela de controle na câmara frigorifica para vernalização.
Câmara frigorífica para vernalização do alho
Câmara frigorífica para vernalização do alho
Câmara frigorífica para vernalização do alho
Alho em vernalização
Alho em vernalização
Alho em vernalização
Seleção de dentes de alho
Danos mecânicos de alho servem de porta de entrada de pragas e doenças
Danos mecânicos de alho servem de porta de entrada de pragas e doenças
Penicillium sp. Patógeno oportunista penetrando em dano mecânico de alho
Penicillium sp. Patógeno oportunista penetrando em dano mecânico de alho
Penicillium sp. Patógeno oportunista penetrando em dano mecânico de alho
Temperatura e umidade dentro da câmara frigorífica
Grupo de alhos danificados selecionados do lote para o plantio
Câmara frigorífica do alho
Câmara frigorífica do alho
Câmara frigorífica do alho
Câmara frigorífica do alho
Câmara frigorífica do alho
Câmara frigorífica do alho
Carrapato e dente de alho semente - carrapato é um ladrão de energia indesejável para o plantio.
Trabalhadores selecionando alho semente
Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
Cada esteira segue um tipo de alho separado na ante sala.
Equipamento para Seleção de alho
Explicação
Tratamento quimico das sementes de alho: inseticida+fungicida e indutor de enraizamento [tudo junto!!!]
Tratamento quimico das sementes de alho: inseticida+fungicida e indutor de enraizamento [tudo junto!!!]
Tratamento quimico das sementes de alho: inseticida+fungicida e indutor de enraizamento [tudo junto!!!]
Pátio
Paiol para Cura do alho
Paiol para Cura do alho
Paiol para Cura do alho
Cebola inicial a formação de bulbos expostos ao sol
Cebola inicial a formação de bulbos expostos ao sol
Cebola inicial a formação de bulbos expostos ao sol
Praga da cebola – Helicoverpa sp.
Praga da cebola – Helicoverpa sp.
Praga da cebola – Helicoverpa sp.
Praga da cebola – Helicoverpa sp.
Sintoma de gotas de paraquat – deriva de herbicida e helicoverpa
Sintoma de gotas de paraquat – deriva de herbicida e helicoverpa
Lagarta de helicoverpa
Sintoma de dano mecânico causado por Helicoverpa
Sintoma de dano mecânico causado por Helicoverpa
Sintoma de dano mecânico causado por Helicoverpa
Lagarta de Helicoverpa no interior das folhas de cebola
Fase adulta de Helicoverpa – mariposa.
Dano mecanico de Helicoverpa
Bulbos de cebola iniciando a formação
Mistura de sintomas dano do paraquat e suscetibilidade a mancha
púrpura da cebola
Deriva de paraquat em cebola
Deriva de paraquat em cebola
Deriva de paraquat em cebola
Deriva de paraquat em cebola
Deriva de paraquat em cebola
Deriva de paraquat em sorgo
Deriva de paraquat em sorgo
Deriva de paraquat em sorgo
Lagarta de Helicoverpa
Lagarta de Helicoverpa
Lavoura de sorgo
Pivô de cebola
Pivô de cebola
Área de plantio de alho
Álho recém germinado
Alho recém germinado
Alho recém germinado
“Carrapato” germinado juntamente com semente de alho
Alho mal posicionado no plantio, plantio incorreto ocasiona demora para germinação e falha.
Raizes adventicias da “semente” de alho
Lavradores realizando o plantio do alho
Lavradores realizando o plantio do alho
Lavradores realizando o plantio do alho
Alho recém plantado
Mancha de feosfaeria em milho doce
Percevejo (Reduvidae) predando uma vaquinha (Diabrotica sp.)
Percevejo (Reduvidae) predando uma vaquinha (Diabrotica sp.)
Percevejo (Reduvidae) predando uma vaquinha (Diabrotica sp.)
Percevejo (Reduvidae) predando uma vaquinha (Diabrotica sp.)
Dia 27 de março de 2014 281
Clorose internerval em abacateiro - fitotoxidez
Clorose internerval em abacateiro - fitotoxidez
Clorose internerval em abacateiro - fitotoxidez
Antracnose do abacate nas folhas – Colleotrichum sp.
Antracnose do abacate nas folhas – Colleotrichum sp.
Antracnose do abacate nas folhas – Colleotrichum sp.
Ácaro causando sintoma de cancro e/ou verruga
Ácaro causando sintoma de cancro e/ou verruga
Antracnose do abacate nas folhas – Colleotrichum sp.
Fitotoxidez
Verrugose causada por infestação de ácaro.
Antracnose no broto e gema – Colletotrichum gloeosporioides
Antracnose no broto e gema – Colletotrichum gloeosporioides
Dano mecanico em frutos e antracnose
Clorose internerval
Ácaro negro na superficie da folha
Verrugose nos frutos decorrentes da infestação de ácaros
Verrugose nos frutos decorrentes da infestação de ácaros
Antracnose em brotos de abacateiro
Antracnose em brotos de abacateiro
Bicho lixeiro
Bicho lixeiro
Bicho lixeiro
Dia 27 de março de 2014 319
Lavoura de batata
Vaquinhas na batata
Trator de pulverização
Batata com sintomas de mela – Erwinia carotovora
Batata-mela-Erwinia carotovora
Batata-mela-Erwinia carotovora
Batata-mela-Erwinia carotovora
Batata-mela-Erwinia carotovora
Batata - Pinta preta – Alternaria solani
Virose da batata
Batata-mela-Erwinia carotovora
Batata-mela-Erwinia carotovora
Virose da batata
Virose da batata
Virose da batata
Batata-mela-Erwinia carotovora
Batata-mela-Erwinia carotovora
Batata-mela-Erwinia carotovora
Virose da Batata
Virose da Batata
Planta de batata
Tubérculos de batata
Corró que ataca tubérculo de batata
Tubérculo apodrecido por Erwinia sp.
Virose em batata
Virose em Batata
Erwinia em batata
Virose em Batata
Diária de Saída de Campo para Cristalina realizada dia 26 de março de 2014
Diária de Saída de Campo para Cristalina realizada dia 26 de março de 2014
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Diária de Saída de Campo para Cristalina realizada dia 26 de março de 2014

2.091 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.091
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
837
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
159
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diária de Saída de Campo para Cristalina realizada dia 26 de março de 2014

  1. 1. Diário de Saída de Campo Cristalina realizada dia 26 de março de 2014 por Milton Lima
  2. 2. Lavoura de Cebola
  3. 3. Lavoura de Cebola
  4. 4. Lavoura de Cebola
  5. 5. Lavradores arrancando plantas daninhas e alho da cultura anterior de Lavoura de Cebola
  6. 6. Pivô de Lavoura de Cebola
  7. 7. Muda de cebola com sintoma de fitotoxidez de herbicida
  8. 8. Muda de cebola com sintoma de fitotoxidez de herbicida
  9. 9. Muda de cebola com sintoma de fitotoxidez de herbicida
  10. 10. Muda de cebola com sintoma de fitotoxidez de herbicida
  11. 11. Falhas no plantio
  12. 12. Raiz de cebola com sintoma de nematóide das galhas – Meloidogyne sp.
  13. 13. Raiz de cebola com sintoma de nematóide das galhas – Meloidogyne sp.
  14. 14. Sintoma de fitotoxidez de herbicida em cebola
  15. 15. Planta daninha exótica introduzida juntamente com sementes de cebola importada. Dificuldade de controle por herbicidas
  16. 16. Planta daninha exótica introduzida juntamente com sementes de cebola importada. Dificuldade de controle por herbicidas
  17. 17. Planta daninha exótica introduzida juntamente com sementes de cebola importada. Dificuldade de controle por herbicidas
  18. 18. Equipamento utilizado para quimigação e aplicação de produtos via pivô central.
  19. 19. Lavoura de cebola
  20. 20. Cebola e planta daninha exótica
  21. 21. Lavoura de cebola
  22. 22. Lavoura de cebola
  23. 23. Antracnose do café – Colletotrichum coffeicola
  24. 24. Sintomas em café Ferrugem – Hemileia vastatrix Lesão de bicho mineiro
  25. 25. Café Larvas do bicho mineiro
  26. 26. Café Larvas do bicho mineiro
  27. 27. Café Larvas do bicho mineiro
  28. 28. Carvão do braquiarão – Panicum maximum – fungo Tilletia ayresii Galha
  29. 29. Carvão do braquiarão – Panicum maximum – fungo Tilletia ayresii Galha
  30. 30. Carvão do braquiarão – Panicum maximum – fungo Tilletia ayresii Galha
  31. 31. Dia 27 de março de 2014 089
  32. 32. Alga (Cephaleurus sp.) – em abacate - doenças causada por um não patógeno
  33. 33. Alga (Cephaleurus sp.) – em abacate - doenças causada por um não patógeno
  34. 34. Antracnose da cana – Colletotrichum falcatum
  35. 35. Antracnose da cana – Colletotrichum falcatum
  36. 36. Antracnose da cana – Colletotrichum falcatum
  37. 37. Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
  38. 38. Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
  39. 39. Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
  40. 40. Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
  41. 41. Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
  42. 42. Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
  43. 43. Ferrugem da bulva – Aecidium sp.
  44. 44. Galpão de processamento do alho
  45. 45. Galpão de processamento do alho
  46. 46. Galpão de processamento do alho
  47. 47. Medida de vigor do alho “semente” – IVD.
  48. 48. Medida de vigor do alho “semente” - IVD
  49. 49. Tabela de controle na câmara frigorifica para vernalização.
  50. 50. Câmara frigorífica para vernalização do alho
  51. 51. Câmara frigorífica para vernalização do alho
  52. 52. Câmara frigorífica para vernalização do alho
  53. 53. Alho em vernalização
  54. 54. Alho em vernalização
  55. 55. Alho em vernalização
  56. 56. Seleção de dentes de alho
  57. 57. Danos mecânicos de alho servem de porta de entrada de pragas e doenças
  58. 58. Danos mecânicos de alho servem de porta de entrada de pragas e doenças
  59. 59. Penicillium sp. Patógeno oportunista penetrando em dano mecânico de alho
  60. 60. Penicillium sp. Patógeno oportunista penetrando em dano mecânico de alho
  61. 61. Penicillium sp. Patógeno oportunista penetrando em dano mecânico de alho
  62. 62. Temperatura e umidade dentro da câmara frigorífica
  63. 63. Grupo de alhos danificados selecionados do lote para o plantio
  64. 64. Câmara frigorífica do alho
  65. 65. Câmara frigorífica do alho
  66. 66. Câmara frigorífica do alho
  67. 67. Câmara frigorífica do alho
  68. 68. Câmara frigorífica do alho
  69. 69. Câmara frigorífica do alho
  70. 70. Carrapato e dente de alho semente - carrapato é um ladrão de energia indesejável para o plantio.
  71. 71. Trabalhadores selecionando alho semente
  72. 72. Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
  73. 73. Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
  74. 74. Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
  75. 75. Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
  76. 76. Processo de seleção mecânica (esteira) dos dentes de alho semente
  77. 77. Cada esteira segue um tipo de alho separado na ante sala.
  78. 78. Equipamento para Seleção de alho
  79. 79. Explicação
  80. 80. Tratamento quimico das sementes de alho: inseticida+fungicida e indutor de enraizamento [tudo junto!!!]
  81. 81. Tratamento quimico das sementes de alho: inseticida+fungicida e indutor de enraizamento [tudo junto!!!]
  82. 82. Tratamento quimico das sementes de alho: inseticida+fungicida e indutor de enraizamento [tudo junto!!!]
  83. 83. Pátio
  84. 84. Paiol para Cura do alho
  85. 85. Paiol para Cura do alho
  86. 86. Paiol para Cura do alho
  87. 87. Cebola inicial a formação de bulbos expostos ao sol
  88. 88. Cebola inicial a formação de bulbos expostos ao sol
  89. 89. Cebola inicial a formação de bulbos expostos ao sol
  90. 90. Praga da cebola – Helicoverpa sp.
  91. 91. Praga da cebola – Helicoverpa sp.
  92. 92. Praga da cebola – Helicoverpa sp.
  93. 93. Praga da cebola – Helicoverpa sp.
  94. 94. Sintoma de gotas de paraquat – deriva de herbicida e helicoverpa
  95. 95. Sintoma de gotas de paraquat – deriva de herbicida e helicoverpa
  96. 96. Lagarta de helicoverpa
  97. 97. Sintoma de dano mecânico causado por Helicoverpa
  98. 98. Sintoma de dano mecânico causado por Helicoverpa
  99. 99. Sintoma de dano mecânico causado por Helicoverpa
  100. 100. Lagarta de Helicoverpa no interior das folhas de cebola
  101. 101. Fase adulta de Helicoverpa – mariposa.
  102. 102. Dano mecanico de Helicoverpa
  103. 103. Bulbos de cebola iniciando a formação
  104. 104. Mistura de sintomas dano do paraquat e suscetibilidade a mancha púrpura da cebola
  105. 105. Deriva de paraquat em cebola
  106. 106. Deriva de paraquat em cebola
  107. 107. Deriva de paraquat em cebola
  108. 108. Deriva de paraquat em cebola
  109. 109. Deriva de paraquat em cebola
  110. 110. Deriva de paraquat em sorgo
  111. 111. Deriva de paraquat em sorgo
  112. 112. Deriva de paraquat em sorgo
  113. 113. Lagarta de Helicoverpa
  114. 114. Lagarta de Helicoverpa
  115. 115. Lavoura de sorgo
  116. 116. Pivô de cebola
  117. 117. Pivô de cebola
  118. 118. Área de plantio de alho
  119. 119. Álho recém germinado
  120. 120. Alho recém germinado
  121. 121. Alho recém germinado
  122. 122. “Carrapato” germinado juntamente com semente de alho
  123. 123. Alho mal posicionado no plantio, plantio incorreto ocasiona demora para germinação e falha.
  124. 124. Raizes adventicias da “semente” de alho
  125. 125. Lavradores realizando o plantio do alho
  126. 126. Lavradores realizando o plantio do alho
  127. 127. Lavradores realizando o plantio do alho
  128. 128. Alho recém plantado
  129. 129. Mancha de feosfaeria em milho doce
  130. 130. Percevejo (Reduvidae) predando uma vaquinha (Diabrotica sp.)
  131. 131. Percevejo (Reduvidae) predando uma vaquinha (Diabrotica sp.)
  132. 132. Percevejo (Reduvidae) predando uma vaquinha (Diabrotica sp.)
  133. 133. Percevejo (Reduvidae) predando uma vaquinha (Diabrotica sp.)
  134. 134. Dia 27 de março de 2014 281
  135. 135. Clorose internerval em abacateiro - fitotoxidez
  136. 136. Clorose internerval em abacateiro - fitotoxidez
  137. 137. Clorose internerval em abacateiro - fitotoxidez
  138. 138. Antracnose do abacate nas folhas – Colleotrichum sp.
  139. 139. Antracnose do abacate nas folhas – Colleotrichum sp.
  140. 140. Antracnose do abacate nas folhas – Colleotrichum sp.
  141. 141. Ácaro causando sintoma de cancro e/ou verruga
  142. 142. Ácaro causando sintoma de cancro e/ou verruga
  143. 143. Antracnose do abacate nas folhas – Colleotrichum sp.
  144. 144. Fitotoxidez
  145. 145. Verrugose causada por infestação de ácaro.
  146. 146. Antracnose no broto e gema – Colletotrichum gloeosporioides
  147. 147. Antracnose no broto e gema – Colletotrichum gloeosporioides
  148. 148. Dano mecanico em frutos e antracnose
  149. 149. Clorose internerval
  150. 150. Ácaro negro na superficie da folha
  151. 151. Verrugose nos frutos decorrentes da infestação de ácaros
  152. 152. Verrugose nos frutos decorrentes da infestação de ácaros
  153. 153. Antracnose em brotos de abacateiro
  154. 154. Antracnose em brotos de abacateiro
  155. 155. Bicho lixeiro
  156. 156. Bicho lixeiro
  157. 157. Bicho lixeiro
  158. 158. Dia 27 de março de 2014 319
  159. 159. Lavoura de batata
  160. 160. Vaquinhas na batata
  161. 161. Trator de pulverização
  162. 162. Batata com sintomas de mela – Erwinia carotovora
  163. 163. Batata-mela-Erwinia carotovora
  164. 164. Batata-mela-Erwinia carotovora
  165. 165. Batata-mela-Erwinia carotovora
  166. 166. Batata-mela-Erwinia carotovora
  167. 167. Batata - Pinta preta – Alternaria solani
  168. 168. Virose da batata
  169. 169. Batata-mela-Erwinia carotovora
  170. 170. Batata-mela-Erwinia carotovora
  171. 171. Virose da batata
  172. 172. Virose da batata
  173. 173. Virose da batata
  174. 174. Batata-mela-Erwinia carotovora
  175. 175. Batata-mela-Erwinia carotovora
  176. 176. Batata-mela-Erwinia carotovora
  177. 177. Virose da Batata
  178. 178. Virose da Batata
  179. 179. Planta de batata
  180. 180. Tubérculos de batata
  181. 181. Corró que ataca tubérculo de batata
  182. 182. Tubérculo apodrecido por Erwinia sp.
  183. 183. Virose em batata
  184. 184. Virose em Batata
  185. 185. Erwinia em batata
  186. 186. Virose em Batata

×