Apresentação do Seminário em Fitopatologia II - Aluno Fabricio Santana

1.507 visualizações

Publicada em

Seminário em Fitopatologia II - Aluno Fabricio Santana

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.507
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.107
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação do Seminário em Fitopatologia II - Aluno Fabricio Santana

  1. 1. MANEJODEDOENÇASFOLIARESNOPROCESSAMENTODEMILHODOCEEMNOVAYORKCOMFUNGICIDASABASEDEESTROBILURINAS. Acadêmico: Fabrício Santana Prof.: Milton Luiz da Paz Lima SHAH,D.A.,eDILLARD,H.R.ManagingfoliardiseasesofprocessingsweetcorninNewYorkwithstrobilurinfungicides.PlantDis.94:213-220.2010. Instituto Federal Goiano câmpusUrutaí. Curso de Agronomia Disciplina de Fitopatologia II 1
  2. 2. 2
  3. 3. INTRODUÇÃO O cultivo de milho (ZeamaysL.) em NY, apresenta cerca de 7600 ha. Ferrugem comum e Queima das folhas do norte 3
  4. 4. INTRODUÇÃO Ferrugemcomum,causadaporPucciniasorghiSchwein. Frequente. Finaldeciclo. 4
  5. 5. INTRODUÇÃO QueimadasfolhasdoNorte,causadaporExserohilumturcicum. Menosfrequente. Finaldeciclo. fonte: embrapa 5
  6. 6. INTRODUÇÃO Ambosospatógenospodesercontrolado. Épocadeplantio,seleçãodehíbridos,gestãoderestosculturais,efungicidasfoliares. Asestrobilurinasoferecealgumasvantagens: -intervalodetempodepulverização -propriedadescurativas -podendoentregaromilhocomumaúnicapassada 6
  7. 7. OBJETIVO Oobjetivodopresenteestudofoiinvestigararelaçãocusto-eficáciadeaplicaçõesúnicasdefungicidaestrobilurinascontradoençasfoliaresemcultivodemilhodoce,àcondiçãodeasaplicaçõessendofeitaemdadoseveridadedasdoençasfoliareslimiares. 7
  8. 8. MATERIAIS E METODOS OstestesdecampoforamconcluídosemumaseçãodeumcampodeproduçãodemilhodoceemLeRoy,NYem2006e2007. Noensaiofoifeitooplantio,adubação, pulverizaçãoecolheita. OshíbridosutilizadosforamBold,Jubileu,eGH9597. 8
  9. 9. MATERIAIS E METODOS DoisfungicidaàbasedeEstrobilurinaforamusados:QuadrisseuprincípioativoéAzoxytrobinadaSyngenta®eMancheteseuprincipioativoéPiraclostrobinadaBasf. Odelineamentoexperimentalerasub-parcelacomquatrorepetições. Foramtodossemeadaem29deJunhode2006. Cadaparcelaera4,57mdecomprimento,1,52mdelargura,ecompostadequatrolinhasespaçadas76cm. 9
  10. 10. MATERIAIS E METODOS As avaliações foram feitas a cada 14 dias, começando do dia 01 de agosto a 17 de setembro. Aplicação de fungicida foram feitas com um CO2mochila pulverizador, 3,1 m de faixa boom de mão, 281 L ha-1, 275,8 kPa, 3,1 km h-1. Quadris e Manchete foram aplicadas em 168 g ia ha-1(672 mLde produto por hectare). Em 2007 o deliamento experimental foi o mesmo. 10
  11. 11. RESULTADOS E DISCUSSÃO 11
  12. 12. RESULTADOS E DISCUSSÃO 12
  13. 13. RESULTADOS E DISCUSSÃO 13
  14. 14. RESULTADOS E DICUSSÃO 14
  15. 15. CONCLUSÃO AsaplicaçõesindividuaisdefungicidasestrobilurinascontradoençasfoliaresdeprocessamentodemilhodocepodeserrentávelemNY. Aaplicaçãoémaisbem-sucedidoquandoaplicaentre1e10%deseveridadefoliaremhíbridosqueestãonacategoriasuscetíveis. 15
  16. 16. LITERATURA CITADA 16

×