5. matheus

2.113 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.113
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.324
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

5. matheus

  1. 1. 1 Instituto Federal Goiano câmpus Urutaí. Curso de Agronomia Disciplina de Fitopatologia Fungos micorrizicos arbusculares que induzem a Resistência sistêmica em tomateiro utilizados contra Meloidogyne incognita e Pratylenchus penetrans Apresentador: Mateus T. R. Cardoso C.M. Vosa, A.N. Tesfahuna, B. Panisa, D. De Waelea, A. Elsen Arbuscular mycorrhizal fungi induce systemic resistance in tomato against the sedentary nematode Meloidogyne incognita and the migratory nematode Pratylenchus penetrans. Applied Soil Ecology 61 (2012) 1– 6.
  2. 2. Introdução – Meloidogyne spp. • Os nematóides sedentários, como Meloidogyne incognita, se mantem especializado na alimentação das células, as chamadas células gigantes, em torno da sua imobilidade corpo no cilindro central da raiz. • Hiperplasia e hipertrofia das células circundantes levar à formação de raiz típica galhas. • Os 2 períodos jovens são os únicos, estágio de vida móvel infecciosa do nematóide (Caillaud et al., 2008). 2
  3. 3. 3 Introdução – Meloidogyne spp.
  4. 4. 4 Introdução – Meloidogyne spp.
  5. 5. 5 Introdução – Pratylenchus spp. • Falando dos nematóides migratórios, como Pratylenchus penetrans, todas as fases da vida são capazes de se locomover através do córtex da raiz ao se alimentarem de sempre de uma parte nova do cortex, o que leva à necrose extensa raiz (Zunke, 1990).
  6. 6. 6 Introdução – Pratylenchus spp.
  7. 7. 7 Introdução – FMA • Os fungos micorrízicos arbusculares (FMA ), também vieram para o sevir como organismos de controle biológico. FMA são simbiontes radiculares obrigatórios de 80 % das plantas que podem melhorar o crescimento de plantas através aumento da absorção de nutrientes e também aliviar o estresse causado na planta por fatores abióticos e bióticos, e em troca de carbono fotossintético de seu hospedeiro.
  8. 8. 8 Introdução – FMA • Além disso, a FMA fornece outros serviços ao ecossistema , tais como o aumento da estabilidade do solo e redução de fertilizantes exigidos pela planta ( Smith e Read , 2008; Gianinazzi et al, 2010.). • O efeito de biocontrole do FMA foi observado numa larga gama de plantas contra diferentes patógenos , como revisto por Whipps (2004) e Pozo e Azcon - Aguilar (2007) .
  9. 9. 9 Objetivo • O objetivo do presente estudo foi determinar se a utilização de FMA Glomus mosseae é capaz de induzir resistência sistêmica em plantas de tomate contra os economicamente importante endoparasitas sedentários nematóide das galhas( M. incognita) e o nematóide causador de lesão da raiz (P. penetrans) .
  10. 10. 10 Materiais e Métodos • Em todas as experiencias, o tomate (Lycopersicon esculentum) foi cultivado em casa de vegetação em temperatura ambiente de 20 – 27 °C e 75% de humidade relativa. • Os FMA G. mosseae, foram préviamente isolados em bananaeiras. Ouve um pré selecionamento dos esporos e hifas do fungo. A colonização micorrízica foi determinada pela coloração das raízes com uma tinta a base de solução de vinagre ( Vierheilig et al . , 1998)
  11. 11. 11 Materiais e Métodos • As sementes de tomate foram plantadas numa estufa com a mesma condições climáticas como mencionado acima , em vasos de 1 litro contendo uma concentração de substrato e de areia na proporção de (2:1). • Todas as plantas foram colocadas numa área homogênea delineamento inteiramente casualizado, e cada tratamento consistiu de 8 repetições.
  12. 12. 12 Materiais e Métodos • Após 6 semanas , 8 plantas micorrizadas foram retiradas para determinar a colonização micorrízica como descrito anteriormente. Depois da determinação da colonização micorrízica , as plantas foram inoculadas tanto com M. Incognita ou P. penetrans , enquanto outras 8 plantas não micorrízadas não foram inoculados com nematóides para avaliar a colonização micorrízica no final da experiência .
  13. 13. 13 • Oito semanas após a inoculação , as plantas foram arrancadas e raiz foi estimada de acordo com o diagrama de galhas no gráfico de Bridge & Page (1980). • A gravidade da raiz é classificado numa escala de 1 ( alguns pequenos nós , difíceis de encontrar ) para 10 ( todas as raízes severamente atacadas, nenhum sistema de raiz , planta geralmente morta). Infecção por nematóides foi avaliada por lavagem suavemente das raízes , seguindo e imergindo uma subamostra de 2 g de raiz em 0,015 % Floxina - B para 15 min para manchar as massas de ovos e contar o ovo correspondente fêmeas poedeiras (Hooper et al. , 2005). Nematóides foram extraídos a partir da segunda subamostra 2 g por maceração e peneiramento ( Speijer e De Waele , 1997) Materiais e Métodos
  14. 14. 14 Materiais e Métodos • As raízes foram cortados em segmentos de 1 cm e macerados em uma solução de 1 % de hipoclorito de sódio em um misturador de duas vezes 10 segundos . A solução homogeneizada foi em seguida passada através de uma série de peneiras ( 250-100-25 µm) e a 2 ª Fase do ciclo coletados e ovos foram contados com um microscópio de luz . O P. penetrans inoculo consistiu de 1.000 nemátoides vermiformes (71% menores, 18 % mulheres, 11 % homens) por planta , e nemátoides foram inoculadas em 2 ml de água em duas partes de 1 cm de profundidade em buracos no substrato em torno da base do caule . • Dez semanas após a inoculação , a porcentagem de necrose da raiz foi medido marcando de 5 a 10 cm de raízes funcionais ( Speijer & De Waele , 1997 ) , e o número de nemátoides no interior das raízes foi determinado por maceração das raízes em água destilada por duas vezes de 10 segundos, seguido por clivagem da solução homogeneizada ( 250-100-25 µm) ( Speijere & De Waele , 1997) . Nematóides foram coletados a partir da peneira de 25 µm e o número de juvenis , fêmeas e machos foi contado usando microscopia de luz.
  15. 15. 15 Materiais e Métodos • Infecção por nematoides, colonização micorrízica e os dados de plantas, todos estes experimentos foram analisados ​​estatisticamente por análise de variância (ANOVA ), quando foram reunidas as condições para ANOVA (distribuição normal e homogeneidade das variâncias ) usando o software Statistica ®(Release 7 , Statsoft ) . O teste de Tukey HSD foi aplicada para vários comparações de grupo significa . Antes da análise , os números de nematóides foram log ( x + 1) transformado, em percentuais pelo arcsin ( x/100 ) para reduzir a variância dos dados.
  16. 16. 16 Resultados e Discussão
  17. 17. 17 Resultados e Discussão
  18. 18. 18 Resultados e Discussão
  19. 19. 19 Conclusões • A resistência induzida por micorriza foi confirmado contra ambas as espécies de nematóides mesmo porque a população de nematóides foi significativamente menor nas raízes com a presença dos fungos micorrizicos, com uma redução global de 45% no caso de M. incognita e 87 % para P. penetrans , embora este último nemátoide ter mostrado baixa infecção em tomate.
  20. 20. 20 Conclusões • Em experiências de desdobramento de raiz posteriormente conduzidos , que consiste de um compartimento dois set-up , FMA foram aplicados localmente (ou seja, nematóides no mesmo compartimento que o FMA ) ou sistemicamente (ou seja, nematóides e FMA fisicamente separados ) . A presença de FMA , local ou sistêmica, resultou em uma redução significativa de infecção por ambos os nemátoides.
  21. 21. 21 Conclusões • Os resultados obtidos mostram pela primeira vez que a infecção por o nematóide das galhas M. incognita e do nematóide causador de lesão da raiz P. Penetrans é sistematicamente reduzido por G. mosseae .
  22. 22. Literatura Citada • Bridge, J., Page, S.L.J., 1980. Estimation of root-knot nematode infestation levels on roots using a rating chart. Trop. Pest Manag. 26, 296–298. • Caillaud, M., Dubreuil, G., Quentin, M., Perfus- Barbeoch, L., Lecomte, P., de Almeida Engler, J., Abad, P., Rosso, M., Favery, B., 2008. Root-knot nematodes manipulate plant cell functions during a compatible interaction. J. Plant Physiol. 165,104–113 • Hooper, D.J., Hallman, J., Subbotin, S., 2005. Methods for extraction, processing and detection of plant and soil nematodes. In: Luc, M., Sikora, R., Bridge, J. (Eds.), Plant Parasitic Nematodes in Subtropical and Tropical Agriculture. , 2nd edition. CABI Publishing, Wallingford, pp. 53–86. 22
  23. 23. 23 Literatura Citada • Pozo, M., Azcon-Aguilar, C., 2007. Unravelling mycorrhiza-induced resistance. Curr.Opin. Plant Biol. 10, 393–398. • Smith, S.E., Read, D.J., 2008. Mycorrhizal Symbiosis, 3rd edition. Academic, London. • Speijer, P.R., De Waele, D., 1997. Screening of Musa Germplasm for Resistance and Tolerance to Nematodes. INIBAP Technical guidelines, INIBAP, Montpellier.
  24. 24. 24 Literatura Citada • Vierheilig, H., Coughlan, A.P., Wyss, U., Piché, Y., 1998. Ink and vinegar, a simple staining technique for arbuscular-mycorrhizal fungi. Appl. Environ. Microbiol.64, 5004–5007. • Whipps, J.M., 2004. Prospects and limitations for mycorrhizas in biocontrol of root pathogens. Can. J. Bot. 82, 1198–1227. • Zunke, U., 1990. Observations on the invasion and endoparasitic behavior of the root lesion nematode Pratylenchus penetrans. J. Nematol. 22, 309–320.

×