Apresentador: Gabriel Moreira Duarte
Gene Sge1 de Verticillium dahliae um regulador
importante para a expressão de genes c...
2
Introdução
• Genes efetores: moléculas segregadas que tem como alvo a
fisiologia do hospedeiro, de modo que ele torna-se s...
• Os patógenos humanos no caso de Candida albicans e Histoplasma
capsulatum, os reguladores de transcrição Wor1 e Ryp1,
re...
5Fonte:
Fonte: www.wikipedia.com .br, 2014.
6Fonte: www.wikipedia.com .br, 2014.
Objetivos
Neste estudo, foram investigados o papel do V. dahliae como
homólogo de F. oxisporum e avaliou o seu papel na vi...
Material e métodos
1- Analises Filogenéticas
• As análises filogenéticas de VdSge1 com homólogos de outros
espécies de fun...
2- Transformações Fúngicas
• Transformação de Agrobacterium tumefaciens- mediada de V.
dahliae foram realizadas e os trans...
3- Ensaios de Patogenicidade
• Os ensaios foram realizados com tomate (Moneymaker) com 10
dias de desenvolvimento;
• Os si...
4- Crescimento, Conidiogênese e Testes de Germinação
• O crescimento radial foi monitorado colocando uma gota de 2 μl
de u...
4- Análise da Expressão Gênica
• Conídios foram inoculados em 30 mL de meio MS suplementado
com vitaminas e cinetina a 0,1...
Resultados e Discussões
Figura 1. A- Alinhamento de Verticillium dahliae Sge1 (VdSge1) com homólogos
de outras espécies fú...
14
Figura 2. B- Árvore filogenética de VdSge1 com homólogos de outras espécies
de fungos.
Figura 2. Eliminação sistemática de Verticillium dahliae Sge1 (VdSge1) resulta
na morfologia da colônia alterada e produçã...
Figura 3. Verticillium dahliae Sge1 (VdSk1) é necessária para a patogenicidade de
V. dahliae em tomate (Moneymaker).
16
Conclusões
• Os efeitos da exclusão de VdSge1 no crescimento vegetativo,
bem como sobre a produção de conídios podem afeta...
Referências Bibliográficas
• Amselem, J., Cuomo, C. A., van Kan, J. A., Viaud, M., Benito, E. P.,
Couloux, A., Coutinho, P...
• Bolton, M. D., and Thomma, B. P. H. J. 2008. The complexity of nitrogen
metabolism and nitrogen-regulated gene expressio...
• de Jonge, R., van Esse, H. P., Maruthachalam, K., Bolton, M. D.,
Santhanam, P., Saber, M. K., Zhang, Z., Usami, T., Liev...
• Houterman, P. M., Cornelissen, B. J., and Rep, M. 2008. Suppression of
plant resistance gene based immunity by a fungal ...
• Klosterman, S. J., Subbarao, K. V., Kang, S., Veronese, P., Gold, S. E.,
Thomma, B. P. H. J., Chen, Z., Henrissat, B., L...
• Nguyen, V. Q., and Sil, A. 2008. Temperature-induced switch to the
pathogenic yeast form of Histoplasma capsulatum requi...
OBRIGADO!
24
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gene Sge1 de Verticillium dahliae um regulador importante para a expressão de genes candidatos efetores; Gabriel Moreira Duarte

1.344 visualizações

Publicada em

SANTHANAM, P.; THOMMA, B. P. H. J. Verticillium dahliae Sge1 Differentially Regulates Expression of Candidate Effector Genes. Molecular Plant-Microbe Interactions Vol. 26, No. 2, 2013.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
702
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gene Sge1 de Verticillium dahliae um regulador importante para a expressão de genes candidatos efetores; Gabriel Moreira Duarte

  1. 1. Apresentador: Gabriel Moreira Duarte Gene Sge1 de Verticillium dahliae um regulador importante para a expressão de genes candidatos efetores Instituto Federal Goiano câmpus Urutaí Curso de Agronomia Disciplina de Fitopatologia I SANTHANAM, P.; THOMMA, B. P. H. J. Verticillium dahliae Sge1 Differentially Regulates Expression of Candidate Effector Genes. Molecular Plant-Microbe Interactions Vol. 26, No. 2, 2013.
  2. 2. 2
  3. 3. Introdução • Genes efetores: moléculas segregadas que tem como alvo a fisiologia do hospedeiro, de modo que ele torna-se suscetível à infecção; • Normalmente, os efetores de fungos são poucos expressados fora do hospedeiro e são induzidos no momento da penetração; • Foi proposto que a ação do nitrogênio nas plantas, induz a produção de um gene efetor; •Recentemente, um regulador de transcrição, que é importante para infecção precoce foi identificado em raízes de tomate infectadas pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. lycopersici onde foi descoberto o gene Sge1 desse fungo; 3
  4. 4. • Os patógenos humanos no caso de Candida albicans e Histoplasma capsulatum, os reguladores de transcrição Wor1 e Ryp1, respectivamente, foram identificados como principais reguladores morfológicos que está associado com a habilidade de causar doença; • No caso dos patógenos necrotróficos como Botrytis cinerea , o gene FoSge1 que é homólogo de B. cinerea Reg1 (BcReg1), é importante para a produção de conídios e para a patogenicidade em folhas de feijão; • O fungo hifomiceto Verticillium dahliae causa murchas vasculares em centenas de espécies de plantas dicotiledôneas; • O Ciclo de hospedeiros de V. dahliae também incluem tomate ao qual é colonizado por F. oxysporum f . sp . Lycopersici; Introdução 4
  5. 5. 5Fonte: Fonte: www.wikipedia.com .br, 2014.
  6. 6. 6Fonte: www.wikipedia.com .br, 2014.
  7. 7. Objetivos Neste estudo, foram investigados o papel do V. dahliae como homólogo de F. oxisporum e avaliou o seu papel na virulência dos patógenos e na regulação da expressão de genes efetores. 7
  8. 8. Material e métodos 1- Analises Filogenéticas • As análises filogenéticas de VdSge1 com homólogos de outros espécies de fungos foram realizados usando a web Phylogeny; • As sequências foram alinhadas e a árvore filogenética foi construída usando o programa PhyML (método da máxima probabilidade). 8
  9. 9. 2- Transformações Fúngicas • Transformação de Agrobacterium tumefaciens- mediada de V. dahliae foram realizadas e os transformantes foram selecionados em BDA completadas com cefotaxima a 200 μg/mL e higromicina a 50 μg/mL; • A recombinação foi verificada por PCR (reação em cadeia da polimerase); • Transformantes de complementação foram selecionados em BDA completadas com cefotaxima a 200 μg/mL e de fleomicina a 100 μg/mL. 9
  10. 10. 3- Ensaios de Patogenicidade • Os ensaios foram realizados com tomate (Moneymaker) com 10 dias de desenvolvimento; • Os sintomas da doença foram marcados até o 14 dia e ImageJ foi usado para determinar a área de cobertura; • Para determinar a colonização das plantas, seções na altura do primeiro internódio foram cortadas, a sua superfície esterilizada e colocado em meio BDA suplementado com cloranfenicol a 50 μg/mL, e incubou-se a 22 ° C; • Todos os ensaios de patogenicidade foram realizados três vezes de forma independente com seis plantas de cada genótipo, e ensaios de placa foram realizados por dois experimentos biológicos em triplicata. 10
  11. 11. 4- Crescimento, Conidiogênese e Testes de Germinação • O crescimento radial foi monitorado colocando uma gota de 2 μl de uma suspensão de conídios (106 conídios/ml) no centro de um BDA ou placa de ágar de Czapek-Dox, com incubação da suspensão a 22 ° C, medindo o diâmetro das colônias após 10 dias; • Para a quantificação da produção de conídios, tampões de ágar foram tomadas a partir da colônia de fungos usando uma sonda e os conídios foram contados num hemocitómetro; • Dois experimentos biológicos foram realizadas em triplicata para cada genótipo. Para determinar a taxa de germinação, 106 conídios/mL foram inoculados em meio Czapek-Dox, a 22 ° C durante 24 h. 11
  12. 12. 4- Análise da Expressão Gênica • Conídios foram inoculados em 30 mL de meio MS suplementado com vitaminas e cinetina a 0,1 mg/litro, de tal modo que a concentração final foi de 107 conídios/mL; • Após 4 dias de incubação a 25 ° C, as culturas foram colhidas e processadas por centrifugação e liofilizadas. O RNA total foi isolado e utilizado para transcriptase reversa; • O cDNA resultante foi diluído 10 vezes e usadas como modelo para a expressão de perfis de Ave1; • Para determinar a expressão da planta em VdSge1, mudas de tomate com 10 dias de idade foram inoculadas. E as plantas foram colhidas aos 4, 8, 12 e 16 dias, congelando-as em nitrogênio líquido. Após a moagem, com 100 mg de material de solo, foi usada para extração de RNA total e a síntese de cDNA. 12
  13. 13. Resultados e Discussões Figura 1. A- Alinhamento de Verticillium dahliae Sge1 (VdSge1) com homólogos de outras espécies fúngicas. 13
  14. 14. 14 Figura 2. B- Árvore filogenética de VdSge1 com homólogos de outras espécies de fungos.
  15. 15. Figura 2. Eliminação sistemática de Verticillium dahliae Sge1 (VdSge1) resulta na morfologia da colônia alterada e produção reduzida de conídios. 15
  16. 16. Figura 3. Verticillium dahliae Sge1 (VdSk1) é necessária para a patogenicidade de V. dahliae em tomate (Moneymaker). 16
  17. 17. Conclusões • Os efeitos da exclusão de VdSge1 no crescimento vegetativo, bem como sobre a produção de conídios podem afetar significativamente a patogenicidade, pois a produção e liberação de conídios é um passo crucial na colonização dos vasos do xilema do hospedeiro; • Embora o papel de metabólitos secundários na patogenicidade de murchas vasculares dos patógenos F. oxysporum f. sp. lycopersici e V. dahliae é menos clara, um efeito significativo na patogenicidade não pode ser excluída; • Após a eliminação sistemática de VdSge1, houve alterações significativas na pigmentação do micélio e na secreção desses pigmentos. 17
  18. 18. Referências Bibliográficas • Amselem, J., Cuomo, C. A., van Kan, J. A., Viaud, M., Benito, E. P., Couloux, A., Coutinho, P. M., de Vries, R. P., Dyer, P. S., Fillinger, S., Fournier, E., Gout, L., Hahn, M., Kohn, L., Lapalu, N., Plummer, K. M., Pradier, J.-M., Quévillon, E., Sharon, A., Simon, A., ten Have, A., Tudzynski, B., Tudzynski, P., Wincker, P., Andrew, M., Anthouard, V., Beever, R. E., Beffa, R., Benoit, I., Bouzid, O., Brault, B., Chen, Z., Choquer, M., Collémare, J, Cotton, P., Danchin, E. G., Da Silva, C., Gautier, A., Giraud, C., Giraud, T., Gonzalez, C., Grossetete, S., Güldener, U., Henrissat, B., Howlett, B. J., Kodira, C., Kretschmer, M., Lappartient, A., Leroch, M., Levis, C., Mauceli, E., Neuvéglise, C., Oeser, B., Pearson, M., Poulain, J., Poussereau, N., Quesneville, H., Rascle, C., Schumacher, J., Ségurens, B., Sexton, A., Silva, E., Sirven, C., Soanes, D. M., Talbot, N. J., Templeton, M., Yandava, C., Yarden, O., Zeng, Q., Rollins, J. A., Lebrun, M.-H., and Dickman, M. 2011. Genomic analysis of the necrotrophic fungal pathogens Sclerotinia sclerotiorum and Botrytis cinerea. PLoS Genet. 7:e1002230. Published online. 18
  19. 19. • Bolton, M. D., and Thomma, B. P. H. J. 2008. The complexity of nitrogen metabolism and nitrogen-regulated gene expression in plant pathogenic fungi. Physiol. Mol. Pathol. 72:104-110. • Caspari. T. 1997. Onset of gluconate-H+ symport in Schizosaccharomyces pombe is regulated by the kinases Wis1 and Pka1, and requires the GTI1+ gene product. J. Cell Sci. 110:2599-2608. • Cuomo, C. A., Gueldener, U., Xu, J. R., Trail, F., Turgeon, B. G., Di Pietro, A., Walton, J. D., Ma, L. J., Baker, S. E., Rep, M., Adam, G., Antoniw, J., Baldwin, T., Calvo, S., Chang, Y. L., Decaprio, D., Gale, L. R., Gnerre, S., Goswami, R. S., Hammond-Kosack, K., Harris, L. J., Hilburn, K., Kennell, J. C., Kroken, S., Magnuson, J. K., Mannhaupt, G., Mauceli, E., Mewes, H. W., Mitterbauer, R., Muehlbauer, G., Münsterkötter, M., Nelson, D., O’donnell, K., Ouellet, T., Qi, W., Quesneville, H., Roncero, M. I., Seong, K. Y., Tetko, I. V., Urban, M., Waalwijk, C., Ward, T. J., Yao, J., Birren, B. W., Kistler, H. C. 2007. The Fusarium graminearum genome reveals a link between localized polymorphism and pathogen specialization. Science 317:1400-1402. • de Jonge, R., Bolton, M. D., and Thomma, B. P. H. J. 2011. How filamentous pathogens co-opt plants: The ins and outs of fungal effectors. Curr. Opin. Plant. Biol. 14:400-406. 19
  20. 20. • de Jonge, R., van Esse, H. P., Maruthachalam, K., Bolton, M. D., Santhanam, P., Saber, M. K., Zhang, Z., Usami, T., Lievens, B., Subbarao, K. V., and Thomma, B. P. H. J. 2012. Tomato immune receptor Ve1 recognizes effector of multiple fungal pathogens uncovered by genome and RNA sequencing. Proc. Natl. Acad. Sci. U.S.A. 109:5110- 5115. • Faino, L., de Jonge, R., and Thomma, B. P. H. J. 2012. The transcriptome of Verticillium dahliae infected Nicotiana benthamiana determined by deep RNA sequencing. Plant Signal. Behav. 7:1065-1069. • Fradin, E. F., and Thomma, B. P. H. J. 2006. Physiology and molecular aspects of Verticillium wilt diseases caused by V. dahliae and V. alboatrum. Mol. Plant Pathol. 7:71-86. • Fradin, E. F., Zhang, Z., Ayala, J. C. J., Castroverde, C. D. M., Nazar, R. N., Robb, J., Liu, C. M., and Thomma, B. P. H. J. 2009. Genetic dissection of Verticillium wilt resistance mediated by tomato Ve1. Plant Physiol. 150:320-332. Frandsen, R. J., Andersson, J. A., Kristensen, M. B., and Giese, H. 2008. Efficient four fragment cloning for the construction of vectors for targeted gene replacement in filamentous fungi. BMC Mol. Biol. 9:70. 20
  21. 21. • Houterman, P. M., Cornelissen, B. J., and Rep, M. 2008. Suppression of plant resistance gene based immunity by a fungal effector. PLoS Pathog. 4:e1000061. Published online. • Houterman, P. M., Ma, L., van Ooijen, G., de Vroomen, M. J., Cornelissen, B. J. C., Takken, F. L. W., and Rep, M. 2009. The effector protein Avr2 of the xylem colonizing fungus Fusarium oxysporum activates the tomato resistance protein I-2 intracellularly. Plant J. 58:970-978. • Huang, G., Wang, H., Chou, S., Nie, X., Chen, J., and Liu, H. 2006. Bistable expression of WOR1, a master regulator of white-opaque switching in Candida albicans. Proc. Natl. Acad. Sci. U.S.A. 103:12813- 12818. • Jonkers, W., Dong, Y., Broz, K., and Kistler, H. C. 2012. The Wor1-like protein Fgp1 regulates pathogenicity, toxin synthesis and reproduction in the phytopathogenic fungus Fusarium graminearum. PLoS Pathog. 8:e1002724. Published online. • Lindeberg, M., Cunnac, S., and Collmer, A. 2012. Pseudomonas syringae type III effector repertoires: Last words in endless arguments. Trends Microbiol. 20:199-208. • Klosterman, S. J., Atallah, Z. K., Vallad, G. E., and Subbarao, K. V. 2009. Diversity, pathogenicity, and management of Verticillium species. Annu. Rev. Phytopathol. 47:39-62. 21
  22. 22. • Klosterman, S. J., Subbarao, K. V., Kang, S., Veronese, P., Gold, S. E., Thomma, B. P. H. J., Chen, Z., Henrissat, B., Lee, Y-H., Park, J., Garcia- Pedrajas, M. D., Barbara, D. J., Anchieta, A., de Jonge, R., Santhanam, P., Maruthachalam, K., Atallah, Z., Amyotte, S. G., Paz, Z., Inderbitzin, P., Hayes, R. J., Heiman, D.I., Young, S., Zeng, Q., Engels, R., Galagan, J., Cuomo, C., Dobinson, K. F., and Ma, L. J. 2011. Comparative genomics yields insights into niche adaptation of plant vascular wilt pathogens. PLoS Pathog. 7:e1002137. Published online. • Maier, F. J., Miedaner, T., Hadeler, B., Felk, A., Salomon, S., Lemmens, M., Kassner, H., and Schäfer, W. 2006. Involvement of trichothecenes in fusarioses of wheat, barley and maize evaluated by gene disruption of the trichodiene synthase (Tri5) gene in three field isolates of different chemotype and virulence. Mol. Plant Pathol. 7:449-461. • Michielse, C. B., van Wijk, R., Reijnen, L., Manders, E. M., Boas, S., Olivain, C., Alabouvette, C., and Rep, M. 2009. The nuclear protein Sge1 of Fusarium oxysporum is required for parasitic growth. PLoS Pathog. 5:e1000637. Published online. • Michielse, C. B., Becker, M., Heller, J., Moraga, J., Collado, I. G., and Tudzynski, P. 2011. The Botrytis cinerea Reg1 protein, a putative transcriptional regulator, is required for pathogenicity, conidiogenesis, and the production of secondary metabolites. Mol. Plant-Microbe Interact. 24:1074-1085. 22
  23. 23. • Nguyen, V. Q., and Sil, A. 2008. Temperature-induced switch to the pathogenic yeast form of Histoplasma capsulatum requires Ryp1, a conserved transcriptional regulator. Proc. Natl. Acad. Sci. U.S.A. 105:4880-4885. • Rep, M. 2005. Small proteins of plant-pathogenic fungi secreted during host colonization. FEMS (Fed. Eur. Microbiol. Soc.) Microbiol. Lett. 253:19-27. 23
  24. 24. OBRIGADO! 24

×