Tiago cavlheiro 20

1.414 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.414
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tiago cavlheiro 20

  1. 1. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de Integração Disciplina: Área de integração A comunicação e aConstrução do Indivíduo Trabalho elaborado por: Tiago Cavalheiro n.º 20 1 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  2. 2. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de Integração ÍndiceÍndice .............................................................................................................................. 2Introdução ..................................................................................................................... 3Comunicação e o meio envolvente........................ Erro! Marcador não definido.Diferenças culturais .............................................. Erro! Marcador não definido.Diferenças psicológicas e sociais ........................ Erro! Marcador não definido.A inevitabilidade e universalidade da comunicação .............................................. 4O papel da comunicação no sistema social .............................................................. 7Processo de comunicação ............................................................................................ 8Elementos da comunicação ........................................................................................ 8Tipos de comunicação .................................................................................................. 9Instrumentos lógicos do discurso........................................................................... 10A lógica e os modelos do discurso .................... Erro! Marcador não definido.1O que é um argumento ?.............................................................................................13Conclusão……………………………………………………………………………………………………………………14 2 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  3. 3. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de Integração Introdução Este trabalho foi-nos proposto no âmbito da disciplina de Área deIntegração pela Professora Filomena Costa com a finalidade dedesenvolvermos o tema sobre a comunicação e a construção do indivíduo. Iremos abordar temas como: comunicação e o meio envolvente, váriostipos de comunicação entre os indivíduos. Com este trabalho alargamos os nossos conhecimentos acerca dorelacionamento da comunicação com o indivíduo. 3 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  4. 4. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de IntegraçãoComunicação e meio envolvente A palavra comunicação tem origem no termo latino communicare, quesignifica pôr em comum, estar em relação com os outros, conviver, etc.Deste modo, comunicar implica que os indivíduos em comunicação possuam amesma linguagem, pois, caso contrário, não se entenderão e não haverácompreensão. A comunicação é uma condição necessária da vida humana e da ordemsocial e, desde o inicio de sua existência, o ser humano esta envolvido nocomplexo processo de aquisição das regras de comunicação que o irãoinfluenciar no seu processo de interacção. Nas sociedades actuais, a comunicação não se realiza apenas face aface – interacção directa. Com efeito, com o desenvolvimento da escrita edas tecnologias de informação – rádio, televisão, comunicação porcomputador (internet), telefones, etc. – a comunicação deixou de serprioritariamente face a face para ser realizada de uma forma maisdistanciada – interacção indirecta. 4 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  5. 5. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de IntegraçãoDiferenças culturais As diferenças individuais são, sobretudo, de natureza cultural, poisindivíduos que partilhem a mesma cultura, falem a mesma língua, etc., têmmais facilidade em comunicar do que quando não tenham esses elementos emcomum. Na infância e adolescência, os indivíduos aprendem os valoresfundamentais e as condutas básicas que lhes permitem comunicar com osoutros agentes sociais, ao mesmo tempo que adquirem os primeirosconhecimentos do mundo que os rodeia. Na comunicação dos indivíduos pertencentes a diferentes culturaspodem não falar o mesmo idioma mas poderão ter significados diferentes àcomunicação não verbal. São vários os exemplos dessas diferenças: O sorriso: O sorriso em contextos públicos não tem o mesmo significado nasvárias culturas. Como na Gronelândia sorrir em publico não é comumenquanto que no Ocidente sorrir é ser gentil; O tempo: O tempo é valioso, isto em alguns países como os ocidentais em quepara uma entrevista chegar tarde significa desconsideração enquanto que naAmérica Latina é perfeitamente normal; 5 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  6. 6. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de Integração O olhar: Um olhar tem vários significados. Os norte-americanos consideramolhar em frente um sinal de sinceridade, interesse e honestidade enquantoque na Coreia olhar prolongadamente é considerado uma falta de educação.Diferenças Psicológicas e Sociais Entre indivíduos que partilhem a mesma cultura e falem o mesmoidioma, ainda há necessariamente algumas diferenças de ordem social epsicológica, limitadoras da compreensão recíproca. Estas diferenças resultam do facto da sociedade não ser uniforme,pois tem uma estrutura social, ao longo da qual se integram os indivíduos. Por outro lado, os indivíduos fazem parte de uma a família, a qual lhesirá incutir a sua própria percepção da realidade social e do mundoenvolvente. Neste sentido, os mundos perceptivos dos indivíduos inseridos namesma cultura podem ser diferentes. Essas diferenças podem, em casosextremos, gerar uma autêntica incompatibilidade de comunicação. 6 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  7. 7. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de IntegraçãoA inevitabilidade e a universalidade dacomunicação• Comunicar é um processo interactivo e pluridireccional;• Comunicamos através de sinais verbais, sinais escritos e sinais não verbais;• O modo de vestir, os cuidados pessoais, o que se faz e como se faz, é oresultado de um processo de interacção pelo qual comunicamos;• Os adornos, o penteado, o estilo de roupa fazem parte da nossacomunicação com os outros;• Ser sensível aos silêncios e aprender a interpreta-los é uma exigência dacomunicação;• A maneira como nos toca os outros e onde tocamos, revela algo acerca darelação que existe entre nós.O papel da comunicação no sistema social• Permite a produção e reprodução dos sistemas sociais - especificam papeise estabelece normas grupais;• É o sistema social que determina o modo como comunicam os seusmembros– “o conteúdo da comunicação tem a ver com os papéis quedesempenhamos, aproximando ou afastando determinadas pessoas”;• O conhecimento de um sistema social permite fazer previsões acerca daspessoas, dos seus comportamentos e do modo como comunicam - Sabermosque determinada pessoa é freira, médico, ou escuteiro, permite fazer 7 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  8. 8. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de Integraçãoprevisões das suas atitudes, conhecimentos etc., mesmo sem uma relaçãopróxima.Processos de Comunicação A comunicação é o processo pelo qual os indivíduos trocaminformação, tais como ideias, conhecimentos ou até mesmo sentimentos. A comunicação implica três elementos fundamentais tais como:  Emissor;  Receptor;  Mensagem. Para que a informação seja transmitida ao receptor é necessária haverpelo menos dois indivíduos.Elementos da comunicação  Emissor – individuo ou grupo que envia a mensagem;  Receptor - recebe, descodifica a mensagem;  Mensagem - conteúdo transmitido pelo emissor;  Código - conjunto de signos usado na transmissão e recepção da mensagem;  Referente - contexto relacionado a emissor e receptor; 8 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  9. 9. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de Integração  Canal - meio pelo qual circula a mensagem.No processo de comunicação, a quem é dirigida a mensagem designa-sereceptor, enquanto que quem a formula e envia é o emissor.A comunicação é transmitida através de um código. Na comunicação o que étransmitido e depois interpretado possui a denominação de mensagem.A reacção daquele que recebe a comunicação pode chegar a quem a enviou:neste casa, este está a receber um feedback. Por vezes, a transmissão e arecepção da mensagem são dificultadas por interferências a que damos onome de ruído.Tipos de comunicaçãoComunicações Orais: são as ordens, pedidos, colóquios, diálgo entre duaspessoas, comunicações telefónicas, pelo rádio, TV, debates, discussões, etc.Comunicações Escritas: são as cartas, jornais impressos, revistas,cartazes, telegrama, livros, etc.Comunicações Não Verbais: são as comunicações estabelecidas:Por Mímicas: gestos das mãos, do corpo, da face (caretas).Pelo olhar: podemos saber o que uma pessoa quer de nós muitas vezes 9 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  10. 10. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de Integraçãopelo olhar.Pela postura do corpo: o nosso corpo fala muitas vezes o que realmentegostaríamos de dizer verbalmente.Consciente ou inconscientemente: falar é uma atitude conscienteenquanto a postura é inconsciente.A comunicação não verbal processa-se através dos gestos, das posturas,das expressões faciais , das utilizações da voz e do silêncio , do vestuário,dos objectos de que nos fazemos cercar, da relação que estabelecemos,quer com esses objectos, quer entre nós .Todas estas formas de linguagens não verbais exprimem e comunicam ideias,sentimentos e emoções, acompanham, reforçam e chegam a substituir alinguagem verbal, delineando significações e conferindo uma vivência maisprofunda e autentica à comunicação. 10 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  11. 11. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de IntegraçãoInstrumentos lógicos do discurso(Meios com os quais pensamos)  Conceitos  Juízos  Raciocínios Conceitos – representação mental que é universal e abstracto.  Todos os conceitos são abstractos, já que são noções gerais, existentes apenas a nível do pensamento. São abstractos mesmo que permitam identificar realidades concretas. Abstracto – uma realidade a nível mental. O contrário de abstracto é concreto. Concreto – o que tem realidade própria, fora e independentemente do sujeito que o pensa. Juízo – proposição resultante da ligação entre conceitos. Raciocínios – interligação, encadeamento de juízos (proposições) em que uns desempenham a função de premissas e outros desempenham a função de conclusões. Uma proposição desempenha a função de premissa quando justifica, suporta ou conduz à conclusão. Um juízo ou proposição desempenha a função de conclusão deriva; é o resultado das premissas. 11 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  12. 12. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de IntegraçãoA lógica e os modelos do discursoA linguagem permite o acto de comunicação e constitui o instrumentoessencial do pensamento, podendo assumir diferentes funções.O objectivo principal da utilização da linguagem na comunicação é transmitirinformações sobre aspectos da realidade, exterior ou interior.Também tem outras funções como exprimir estados de espírito, emoções,para modificar atitudes e comportamentos ou para produzir simplesmenteum prazer estético - poesia e prosa literária.Finalmente, a linguagem também pode ser utilizada para defender ideiasapresentando argumentos. LINGUAGEM PENSAMENTO Termo -------------------------------------------------------------- Conceito Proposições-----------------------------------------------------------Juízo Argumento-----------------------------------------------------------RaciocínioFalar, discursar pode implicar argumentar e discutir ideias, o que significaque se tem de:_ inventariar os argumentos a favor dessas ideias;_ confrontar essas ideias com os argumentos que estão contra elas; 12 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  13. 13. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de Integração_ avaliar esses argumentos: São bons, válidos, sólidos, etc? Ou parecemcorrectos, mas são incorrectos (falácias)?Todo este processo implica saber em que consiste a argumentação. Osaspectos referentes à argumentação são estudados pela lógica.Estudar lógica: contribui para que os indivíduos construam mais facilmenteargumentos para fundamentar eficazmente as suas opiniões e decisões,melhorando, assim, as suas competências nos domínios do pensamento e dacomunicação.Mas o que é um argumento?Um argumento (ou raciocínio) apresenta um conjunto de afirmaçõesmisturadas e relacionadas umas com as outras, em que uma delas é aconclusão e as outras são as premissas.As premissas, quando o argumento está correcto, são as razões que apoiama conclusão.Exemplos de argumentos:(A) Não podemos copiar nos testes, porque vai contra os valores da nossacultura.Conclusão: «não podemos copiar nos testes».Premissa: «copiar vai contra os valores da nossa cultura». 13 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO
  14. 14. Escola Secundária de Torre de Moncorvo 2010/2011 CURSO PROFISSIONAL Técnico de Gás 10.º Área de Integração ConclusãoApós a realização deste trabalho concluímos que a comunicação é o processopelo qual os indivíduos trocam informação, tais como ideias, conhecimentosou até mesmo sentimentos. A comunicação implica três elementosfundamentais, emissor, receptor e mensagem.Existem vários tipos de comunicação, tais como: comunicação oral, escrita,não verbais, por mímica, olhar, pela postura do texto, conscientemente ouinconscientemente.A comunicação assume, assim, um papel fundamental no estabelecimento deuma relação interpessoal, pois, sempre que duas ou mais pessoas seencontram, estabelece-se entre elas algum tipo de comunicação, visto que opróprio comportamento é comunicativo. Neste sentido, a comunicação passaa ser vista, não somente como veículo, mas como uma manifestação,presente em qualquer tipo de interacção. “É impossível não comunicar” 14 A COMUNICAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DO INDIVIDUO

×